Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 10-06-2014: Arena quase pronta, mas e o elenco? ❘ ALEX MÜLLER

BLOG DO ALEX MÜLLER

• Arena quase pronta, mas e o elenco?

Queiram ou não os críticos de plantão, a WTorre está prestes a entregar um dos complexos esportivos e artísticos mais modernos do mundo, o Allianz Parque. O último vídeo divulgado mostra o nível altíssimo de arena que os palmeirenses terão para acompanhar os jogos do Verdão e que o povo terá não só para ver as partidas de futebol como também shows e eventos dos mais variados tipos e estilos.

No Brasil nada será parecido e no mundo nada será superior. Mas voltando o nosso foco para o que mais nos interessa, ou seja, o futebol, o Palmeiras não voltará a ter uma casa, mas como o próprio “São” Marcos diz, o Palmeiras terá A CASA.

Mas como seria bom se entrando no gramado dessa estrutura espetacular, o time também tivesse uma qualidade semelhante. Mas sabemos que estamos bem longe de ver isso acontecer.

Nunca concordei com as palavras do presidente Paulo Nobre quando ele disse que o ano do centenário era um ano como outro qualquer. Uma clara maneira de se esconder atrás da dificuldade de formar um elenco forte. Infelizmente o marketing também levou essa frase a ferro e fogo, pois não conseguir fechar um patrocínio master num ano de Copa do Mundo no país e de 100 anos de clube.

Como a onda de produtividade no Palmeiras está sendo implementada no futebol, ela também deveria ser colocada em prática nos outros setores. Teria muita gente com cargos de direção pagando para trabalhar ou fazer presença dentro do clube.

De qualquer maneira, o coração do torcedor sempre acaba falando mais alto, a esperança de êxitos sempre acompanha o dia a dia de um gigante como o Palmeiras e, apesar de o elenco ser bem limitado, o alviverde, pela própria história e pela própria camisa, sempre se faz imponente no gramado em que a luta o aguarda.

E num estádio como o Allianz Parque, os jogadores terão de se entregar até o fim para fazerem jus ao hino do clube, pois se ninguém passar pela defesa e se o ataque tiver raça, certamente a torcida muito bem instalada terá bons motivos para cantar e vibrar.

Que o melhor estádio do Brasil e um dos melhores do mundo chegue logo e que novos tempos de conquistas acompanhem a chegada dessa nova casa, ou melhor, dessa nova mansão do futebol.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ALEX MÜLLER

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Com Pratto distante, Mouche torna-se opção para reforçar o Palmeiras

Por Thiago Ferri

Muito pessimista quanto à possibilidade de trazer Lucas Pratto, o Palmeiras deu sequência à análise de outros nomes do futebol sul-americano. E, se está distante do atacante pedido por Ricardo Gareca, o clube estuda trazer outro argentino: Pablo Mouche. O atleta de 26 anos de idade foi durante seis anos do Boca Juniors (ARG), mas desde 2012 está no Kayserispor (TUR).

Pratto, jogador do Vélez Sarsfield (ARG), só não foi descartado porque o clube ainda tenta viabilizar a negociação com um investidor. O time de Liniers bate o pé e só aceita negociar 100% dos direitos do jogador, por ao menos 4,5 milhões de euros (R$ 13,8 milhões). O valor é considerado muito elevado pelo Palmeiras. Foi diante da posição dos hermanos que o clube passou a analisar novos nomes do futebol sul-americano.

Negociado com o futebol turco há dois anos, Mouche tem contrato até o meio de 2015 com o Kayserispor. O clube pagou quase três milhões de euros (cerca de R$ 9 milhões atualmente) ao Boca pelo atleta, por 70% de seus direitos. Embora o Verdão busque um jogador para a vaga deixada aberta por Alan Kardec, seu então centroavante, o argentino não tem como característica ser um goleador.

Quando chegou, Gareca avisou da necessidade de trazer reforços ao Palmeiras – para a lateral direita, Cicinho, do Sevilla (ESP), é um nome estudado pela cúpula. Na zaga, o time acertou com Fernando Tobio, de 24 anos. O atleta do Vélez tem contrato até o fim do mês com o clube, e depois disto deve ser anunciado pelo Alviverde. O vínculo será de cinco anos.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Em busca de um lateral-direito, Palmeiras estuda repatriar Cicinho

Por Thiago Ferri

Em busca de um lateral-direito desde o ano passado, o Palmeiras estuda recontratar Cicinho, campeão da Copa do Brasil pelo clube, em 2012. O jogador, hoje no Sevilla (ESP), faz parte de uma lista feita pela cúpula que comanda o futebol alviverde para reforçar o setor, tido desde Gilson Kleina como um dos mais carentes do elenco.

Negociado há quase dois anos, o jogador sofreu uma grave lesão no joelho direito e ficou quase sete meses fora dos gramados – isto atrapalhou sua última temporada no time espanhol. Até agora, o atleta de 27 anos disputou 31 partidas no Sevilla e marcou um gol. Embora analise o ex-alviverde, a cúpula não o trata como prioridade para a vaga.

Pelo Verdão, Cicinho fez 86 jogos e acertou com o time europeu por quatro anos, em 2012. A transferência rendeu R$ 2,5 milhões ao Palmeiras na época (no total, o Sevilla pagou R$ 5 milhões).

Desde Gilson Kleina, o Alviverde busca um lateral-direito. Entre o fim do ano passado e decorrer deste, o clube negociou com Jorge Moreira, do Libertad (PAR), mas não chegou a um acordo e desistiu do atleta. Por enquanto, o time conta com dois jogadores para a posição: Wendel, volante de origem e Luis Felipe, que não é utilizado desde que teve problemas judiciais com o clube.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

COLUNA DO JORGE NICOLA ❘ DIÁRIO DE S.PAULO

• Itaquerão fica perto de ter um nome

Andrés Sanchez desembarcará na manhã de hoje em São Paulo depois de passar dois dias nos Emirados Árabes. E é grande a chance de o ex-presidente do Corinthians anunciar nas próximas horas a venda do nome do estádio de abertura da Copa do Mundo.

“Houve uma primeira reunião no domingo e hoje (ontem) as partes estavam analisando as minutas do contrato”, revela André Negão, braço direito de Andrés no Corinthians.

Foi o quarto encontro do ex-mandatário com a cúpula da Abu Dhabi Investment Authority, terceiro fundo mais rico do planeta, com atuação no ramo petrolífero, ações em bancos e empresas de telefonia, além das companhias aéreas Emirates e Etihad.

Antes de embarcar, Andrés tinha em mãos uma oferta de R$ 558 milhões por 20 anos. Esse valor, porém, teria um desconto de 12% da comissão e passaria para R$ 491 milhões, ou seja, R$ 24,5 milhões por ano ao Timão.

A ideia era que o estádio passasse a se chamar Arena Fly Emirates logo após a Copa.

• Minoria

Somente dois dos 12 estádios brasileiros da Copa venderam seus nomes: os de Recife e Salvador, ambos para a Itaipava, por R$ 10 milhões anuais, cada.

• …justificável

Para Amir Somoggi, especialista em marketing esportivo, o fracasso na negociação dos naming rights se explica: “Faltam projetos sólidos, e a conjuntura do mercado brasileiro é ruim”.

• Maior do Brasil

Até o momento, o Palmeiras é dono da melhor venda de nome do país: embolsa R$ 15 milhões por ano com a Allianz.

••

39 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 10-06-2014: Arena quase pronta, mas e o elenco? ❘ ALEX MÜLLER”

Fico muito satisfeito em saber que a S.E.P sobe jogadores da base e que tem responsabilidade no que tange a contratações e salários de seus jogadores. Apesar de difícil compreensão por boa parte da torcida, este comportamento inaugura uma nova fase no futebol brasileiro. Certamente teremos um grande ano, e estaremos muito satisfeitos ao termino desta temporada.

Um detalhe sobre a venda dos nomes dos estádios. Os 15 milhões do Allianz Parque são da WTorre e não do Palmeiras. Os Gambás negociam com 100% deles.

Negativo! O Palmeiras tem direito a um percentual desses 15 milhões que cresce gradativamente. O estádio dos gambás, igualmente ao do Palmeiras, não pertence a eles num primeiro momento, e sim a um fundo imobiliário onde a construtora é a maior acionista, e o clube espera fechar um valor razoável de naming rights pra ajudar a fechar a conta de quase 1 milhão que ficou pra eles.

Se for pra trazer o Cicinho é melhor manter o Wendel. Eu lembro desse Cicinho não era ruim, mas não conseguia terminar nenhuma jogada. Era fraco na marcação e seu melhor atributo era o ofensivo, porém até ofensivamente ele era um pouco fraco. Enfim… se vier de graça e com salário lá em baixo ta beleza.

Alguem tem alguma informacao de reforcos?
Ja sabemos ,via Argentina ,que Tobio esta contratado, que o Palmeiras Ainda tenta Pratto(dificil).
E se especula a Volta de Cicinho.
Mas ninguem da diretoria aparece, e o elenco Volta semana que vem…
Preocupante!

Gambá está levando o Marcelo do Atlético PR. Isso depois de contratar Elias, Lodeiro, Anderson Martins e Angel Romero. Riquinho Nobre e Burronoro por enquanto só acertaram “verbalmente” com o Tobio e deixaram pra nós pobres torcedores otários a missão de rezar todas as noites pra que o argentino mantenha a palavra. Ah sim, que injustiça, como foi que esquecemos? Acabam de ser incorporados ao elenco profissional os juniores Leo Cunha, Matheus Muller, Juninho e Erik. Agora só não vai se o Gareca for muito burro. Que fase, meu Deus!

Gostei muito do texto do Alex Muller!!Temos estadio mas não temos elenco!!Não acho que o Mouche deveria vir!!Ja temos o Diogo e o pessimo investimento de 8 milhas no Leandro!!Ou Levanta o futebol do Leandro de novo ou novamente bola fora da diretoria!!Gostava do Cicinho!!Mas realmente era muito ciscador!!Deve ter aprendido a ser mais produtivo na Europa, pois la o foco dos laterais primeiro é a marcação depois o apoio ao ataque!!Sinceramente essa questão dos Naming Rights do Itaquerão pra mim é piada!!Estadio Mal localizado e que todos sabem que só vai servir pra jogos da gambas e para fazer casamento Gay das Gayvotas!!558 milhões é um bocado de dinheiro jogado fora para um estadio que em 5 anos ta caindo aos pedaços!!!

PN e sua equipe estão no caminho correto. Alguns de nossos “torcedores” mais parecem os funcionários do Metro – SP, querem o aumento por que querem e de onde virá a verba que se explodam os “irersponsáveis” em arruma-la. Depois é depois.

Belo comentário, mostrou não entender nada de Palmeiras e mais ainda de política ou situações e direitos trabalhistas.

Grande “torcedor” é você, Ivan. Faça o seguinte: preste um concurso para trabalhar no metrô (sim, é preciso um nível cultural mínimo para entrar lá – ou você acha que aquilo é a câmara ferderal onde qualquer “Tiririca” da vida deita e rola falando besteira?), passe alguns anos trabalhando em finais de semana e feriados aguentando pressão e o público “educadíssimo” que utiliza nossos transportes públicos, depois passe outros tantos anos com reajustes salariais abaixo da inflação e das promessas do governo, aí quem sabe você vai se sensibilizar com as dificuldades de seus “patrões” de tal maneira que talvez até aceite trabalhar de graça, afinal eles não têm dinheiro, mesmo arrecadando cada vez mais impostos. Depois de tudo isso, chegue em casa de bolsos vazios, tente explicar para sua família o quanto a empresa na qual você trabalha está “no caminho certo” e veja o que vai acontecer, ok?

Para mim o fracasso na negociação de qualquer naming rights no Brasil se explica de outra maneira. 1) Falta de cultura – 2) As maiores TV abertas se recusam a falar no nome estádio com naming rights, preferem dar apelidos, assim com fazem na F1 com a Red Bull.

Portanto qual empresa vai pagar esse caminhão de dinheiro se não terá seu nome divulgado nem no rodapé do jornal? Só os torcedores irão conhecer pela marca, e olhe lá!

Que tal trazer o André Sanchez para dar umas aulas para nossa diretoria. O cara é chato, mas para defender o Corinthias faz de tudo, até afastar dinossauros da diretoria. Será que não dá para terceirizar o departamento de futebol/presidência para ele?

Os kras falam do cicinho como tivesse sido o Cafú. Só pra quem não lembra seu apelido era “cisquinho”..ciscava de um lado pro outro e não fazia nada..quer dizer fazia sim, deixava uma avenida na lateral. Se for pra gastar com meia boca, melhor puxar alguém da base ou deixar o Weldel mesmo. Qto ao Mouche, bom jogador, mas no seu lugar eu traria Marcelo do Atlético/PR, é melhor que ele e mais novo, além de não ocupar vaga de gringo pode render mais no futuro. Fora lateral dta, o verdão precisava de um meia, um centroavante de ofício e um volante marcador rápido. Se vir 4 bons jogadores, pode bordar a estrela na camisa.

Querem outro fato curioso, quase toda torcida prefere que se deem chances aos garotos da nossa base, se for para contratar, que seja uma certeza, jogador “bão mesmo” e o contraditório playboy, que diz não ter dinheiro para Pratto, não tinha para Kardec e etc, vai dando um jeitinho de contratar um monte de perebas, COMO?! PRÁ QUÊ?! Parabéns playboy você conseguiu fazer muitos duvidarem quem foi o pior presidente da história , você ou o tirone! Acabou com o time B só no nome, o Palmeiras tá cheio de jogador imprestável, muitos emprestados por ai, com os salários pagos total ou parcialmente pelo Verdão, não deixou a reforma estatutária andar, arrumou uma briga com o parceiro que pouca gente até hoje entendeu bem, se está brigando por algo justo (o que está no contrato) ou se é apenas jogo de cena, deixou os empresários continuarem a deitar e rolar nas alamedas, manteve e renovou com um técnico bem, bem ruinzinho, abaixo de qualquer expectativa, catapultou tudo quanto era jogador com potencial da nossa base, fez lambança em contratos de renovação por erro de digitação, conseguiu deixar a camisa limpa por um período de tempo antes nunca visto, destrói a todo tempo a auto- estima dos torcedores com suas frases de efeito negativo, se livrou dos nossos melhores jogadores do elenco (esperem que o Valdívia não volta), inclusive aqueles que começavam a virar ídolos das crianças ( meu filho gostava do Barcos, do Henrique e por último do Valdívia e Kardec, que lhe deram uma super atenção quando fomos a um treino), resumindo, esse playboy segue a cartilha do mumu à risca, acredito que ele seja a reencarnação do próprio, com o maledeto ainda vivo, me acreditem, ainda vamos ter muita dor de cabeça graças a ele, mesmo que o Gareca dê certo, esse playboy mal está começando sua trilha no Palmeiras! Sinistro!

Marcelo, o playboy piloto de autorama não acabou com o “Palmeiras B”. Na verdade, ele acabou foi com o “Palmeiras A” e botou o outro no lugar. É só reparar que o técnico é (pelo menos até o Gareca assumir de vez) de segunda, o elenco é de segunda, o uniforme que o time mais usa em campo é o segundo e que na sua administração o único título que teremos será o da Segundona. Quer algo mais “B” do que isso?

Já ouvi a imprensinha colocar uns 10 gringos no Palmeiras, fora os 4 que ainda temos, já dá quase um time só de hermanos, os pseudo- repórteres estão chutando na cara dura! E o playboy deve estar se divertindo e pensando: “só vou trazer o Tóbio mesmo, já que é de grátis e esses torcedores malas que paguem avanti e comprem camisas que é o que lhes cabe!” E ainda vejo gente que dá méritos pela contratação do Tóbio ao playboy, realmente não querem enxergar!

Então, com o Henrique sendo o avante nato, não tem necessidade de mais um jogador que limite – se apenas a determinada posição. Alan Kardec apesar de fazer as vezes de avante também sabia jogar fora da area, seja buscando a bola no meio ou abrindo pelas laterais para chegada dos companheiros. Sou a favor de mais opções e volume de jogo. A equipe não pode depender apenas de Henrique, precisamos voltar a ter um esquema bem definido tipo um 4-4-2 com dois atacantes que saibam fazer bem os papéis de homem de area e tambem de preparação de jogadas podendo ser um mais ágil e outro mais físico. O que temos hj são segundos volantes armadores um atacante replicando o “Luan” voluntarioso e outro que empurra a p/ dentro. Tudo isso municiado por um meia e apenas um lateral pois o outro é mais um voluntarioso.

Não o conheço. Mas um atacante, mesmo que não seja “matador”, que possa encostar no Henrique pra jogar, já daria bons frutos, porque acho que o Gareca não vai deixar um atacante centralizado e dois abertos raspando as orelhas no alambrado, pois o treinador prima pelo toque de bola, e toque de bola pede aproximação dos jogadores. Talvez até o Leandro evolua com o Gareca.

Esse eu não conheço, mas acho o Suazo, do também mexicano Monterrey, um nome bastante válido.

Ué, o Riquinho Nobre já não tinha conseguido arranjar investidor para pagar 4,5 milhões de euros ao Benfica pelo Alan Kardec? O Velez está pedindo pelo Pratto praticamente a mesma coisa e já estão desistindo dele? Isso tudo só confirma que toda a pantomima em volta do acerto de salários com o AK era pura enrolação e que a atravessada dos bambis na verdade salvou o Riquinho de ter o seu blefe revelado.

Com certeza. Aquele episódio do Allan Kardec que foi vendido por esmolas para os bambis era só ENROLAÇÃO do riquinho e mimado Paulo Nobre, um fantoche do Mustafá!!!

Uma coisa não tem a ver com a outra…o investidor podia querer investir no AK e não no Pratto…

Pode ser. Mas nesse caso o tal investidor estaria apostando no cavalo errado porque o Pratto tem mais potencial de mercado do que o AK. A proposta do Valencia por ele já bateu em 4,5 mi de euros e o Velez recusou. Fora os bambis, quem ofereceu esse valor pelo AK?

Os comentários estão desativados.