Brasileirão R14 Atlético MG 2×1 Palmeiras: a vanguarda da incompetência

E não digam que o Galo não colaborou!

Acho difícil conseguirmos tanta facilidade quanto hoje para vencer fora de casa. Bastava ter colocado onze jogadores em campo. Afinal Felipe Menezes, Henrique, Wesley e Leandro foram escalados mas não jogaram.

Mas vamos lá: o Atlético errou bolas no ataque, na defesa e no meio campo. Não aproveitamos nenhuma delas.

Tentamos três vezes no segundo tempo atacar pela lateral direita e nas três chegamos fácil à linha de fundo.

Aí simplesmente desistimos de insistir nessa jogada.

Primeiro tempo razoável – uso o padrão do jogo para medir nossa atuação, como o jogo foi péssimo, nossa atuação até que foi razoável. Até que aos 44 tomamos um gol. Indefensável, mas Tardelli dominou como quis na frente da nossa área.

Segundo tempo e o jogo – ninguém imaginava que pude isso pudesse acontecer – piorou em relação ao primeiro tempo.

Meio que a fórceps empatamos. Como eu disse, Pierre fez pênalti, mas mesmo assim Henrique enfiou para dentro.

Estava fácil, entrávamos pela ponta direita facilmente. Aí desistimos de tudo e ficamos dentro da nossa  área esperando o Galo atacar.

Gareca pedia que avançássemos e nada. Só Allione tentava alguma coisa, o resto era chutão e passes errados.

Depois dos 40, como já virou praxe, tomamos o gol da derrota.

Josimar resolveu driblar na frente da nossa área. Deu no que costuma dar. Gol deles!

Fomos atabalhoados para frente  e contamos com a costumeira ajuda do Pierre. Ele fez falta ao lado da área nos exatos 45 minutos do segundo tempo.

Felipe Menezes esperou o time inteiro chegar na área e chutou para bem longe do gol.

Daí ficamos os dois últimos minutos gastando o tempo e nem um mísero levantamento para a área para ver o que acontece.

Está claro

Valdivia no lugar de Menezes, Cristaldo no de Henrique e Diego Souza ou Diogo no lugar de Leandro.

Falta definir quem substituirá o Wesley.

Joga a cmaisa dele para cima, quem pegar entra e fará melhor.

Claro: tem que também substituir quem contratou essa tralha toda que eles chamam de elenco e mandou embora Barcos, Henrique, Kardec,  e queria mandar embora o Valdívia.

Vai entender de gestão e futebol assim lá na casa do …

No pós Copa nosso Nobre Presidente dizia que ia ser difícil alguém ganhar do nosso time.

Já estava claro que o Presidente não entendia de gestão profissional.

E agora está claro que também não entende de elenco nem prognóstico. Ou estava no mundo da lua ou estava mentindo.

Junto com Brunoro – o do sorriso tesudo, dso 5 que viraram 4 pelo Barcos, da contratação de Leandro e Menezes, Weldinho e Victorino – o Presidente e sua vanguardista diretoria estão levando o Palmeiras ao cenário mais tenebroso que podíamos imaginar no nosso centenário.

 

É muita incompetência!

 

Posts antigos, Por Onde Anda, e Links Patrocinados