Categorias
Opinião

Opinião: é tempo de celebrar! mas também de refletir.

Por Vicente Criscio

Me perguntam: é tempo de celebrar?

Contraditoriamente com nossa situação na tabela e na gestão, o momento é de celebrar sim. Um centenário de lutas e glórias. O Palestra/Palmeiras faz 100 anos. Claro, não era necessário Shakira e Piquet. Queríamos celebrar semana a semana, com eventos para os palmeirenses. E um time disputando título.

Infelizmente não foi assim. Resumimos nosso centenário a camisas lançadas, um rega-bofe de R$ 1.200,00 com show da Shakira, e um time medíocre em campo, na 16a posição.

10 em 10 anos

Mas fiquei olhando em retrospectiva as nossas últimas décadas e nossos aniversários. Onde estávamos? Como estávamos?

Qual era o modelo?

1973-1974. O Palmeiras completava naquele período 60 anos. O Presidente era Paschoal Walter Byron Giuliano. Tido como um dos melhores Presidente da história. E tínhamos a máquina de futebol que foi bicampeã brasileira (72 e 73) e só não foi tri porque Zagallo desfalcou completamente nosso time em 74. Claro, no final do ano fomos campeões Paulista sobre o rival. A segunda Academia. Leão, Eurico, Luis Pereira, Alfredo e Zeca; Dudu e Ademir da Guia; Edu, Leivinha, Cesar e Nei. Ronaldo às vezes entrava nessa escalação. Lembro de uma manchete na época, da extinta Gazeta Esportiva, num momento que o Palmeiras tinha deixado de ganhar duas ou três partidas e na capa Osvaldo Brandão com o título em cima: crise à vista?

Por causa de duas ou três derrotas. Quem diria…

As coisas deveriam evoluir não é? Com altos e baixos, mas deveriam evoluir. Mas não foi assim.

Dez anos depois – 1983-1984, estávamos no meio dos anos de chumbo. O mesmo Paschoal Giuliano voltava a ser nosso Presidente. Mas dessa vez sem o brilho anterior. Nessa época Mustafá Contursi já dominava as alamedas. Tinha sido Diretor de Futebol em 78 e se a memória não falha era diretor administrativo nessa gestão. Não ganhamos nada nessa época. E completávamos 70 anos.

Mais 10 anos. 1993 e 1994. Quem não lembra? A Parmalat recém chegava e com ela uma co-gestão com grana e planejamento. Mustafá Contursi assumia a Presidência sucedendo Carlos Facchina, herdando um contrato amarrado por Belluzzo (hoje o inimigo número 1 dessa gestão e dos conselheiros de vanguarda). O Palmeiras completava 80 anos e foi campeão de quase tudo nesses dois anos (e na década). Edmundo, Zinho, Evair, Mazinho, era impressionante a quantidade e qualidade dos jogadores.  A década foi cheia de títulos mas não soubemos consolidar nossa liderança no futebol brasileiro. A Parmalat saiu e não aprendemos nada com ela.

Uma década depois, chegamos a 2003 e 2004. Do céu ao inferno em menos de 10 anos. Voltamos prá trás. Último período em que Mustafá Contursi foi Presidente do Palmeiras. Em 2003 jogamos uma série B, cheios de vergonha, mas resignados. O time subiu jogando bola (junto com o Botafogo fomos os primeiros “grandes” do futebol brasileiro a cair e subir no campo). Em 2004 poderia até disputar o título, mas Mustafá vendeu Vagner Love, a revelação da época, e outros jovens jogadores no meio do caminho. Estevam Soares levou o time a uma classificação para a Libertadores. Já pensávamos pequeno… E era apenas o começo…

2013-2014. Não preciso contar. Mustafá ainda tem forte influência. Continuamos com um modelo político anacrônico. Hoje um pouco mais cínico, um pouco mais hipócrita. Travestido de nova gestão somos mais políticos que antes. Os principais departamentos não têm profissionais. E onde têm, não mandam. Seguem ordens dos políticos. A internet ajuda a recrutar eleitores ingênuos. Tudo pelo poder, hoje sem carteirinha, mas com cadeira no rega-bofe dos R$ 1.200. Isso não combina com o futebol negócio.

Consequência de 40 anos descendo a ladeira? Deixamos de ser a referência no cenário nacional. Outros times têm mais destaque na imprensa, têm mais respeito e mais influência. Nos poderes constituídos – federações, confederações, justiça desportiva – nos tratam como time de segunda linha. Na Globo, quem efetivamente manda no futebol brasileiro, pior. Jogadores nos desrespeitam (remember Moreno e seu papai).

Em comum nessas datas: exceto na época da Parmalat, o modelo de gestão é o mesmo:

– Presidente se repetindo no cargo;

– Alguém com forte influência política ditando os destinos de um time com mais de 15 milhões de torcedores;

– Sem gestão profissional;

– Conselho Deliberativo de 300 pessoas;

– Poucos definindo o destino de muitos.

Isso se chama “involução”. É evidente.

1973-1974 até entendemos. O futebol-negócio nem existia.

1983-1984, mediocridade. Mesmo Presidente de 10 anos antes. E já tinha a influência política de quem ia mandar por décadas.

1993-1994, lá em cima. Era Parmalat. Mais grana que planejamento. Mas Gianni Grisendi (executivo da Parmalat na época) buscava junto com José Carlos Brunoro (quem diria) fazer algo fora da caixa.

2003-2004, muito parecidos com os dias de hoje, talvez um pouco melhor. Mustafá mandava lá. E hoje influencia. Naquela época brigamos pela Libertadores. Hoje torcemos prá não cair.

O Palmeirense, sócio ou não sócio, Avanti ou não, organizado ou não, precisa refletir sem se levar por mentiras e desculpas do porque chegamos aqui. O problema é o modelo. Somente ele. E o caminho prá sair daqui é a despolarização política (acabar com esse papinho de que o presidente atual é ruim mas o outro era pior) e desenvolver mecanismos da profissionalização.

Só isso.

Feliz aniversário Palestra/Palmeiras.

Em tempo

Alguns afirmam nas redes sociais que a Diretoria vai anunciar Ronaldinho Gaúcho, Taison mais uma lista enorme nas próximas horas. O palmeirense pode até se animar. Se forem confirmados, com eles dificilmente cairemos. Se não forem confirmados, teremos que torcer e orar. O Presidente após sumir uma semana, afirmou neste fim de semana que o time é esse mesmo. Mas a especulação tá grande. Pode pintar.

Contratações espasmódicas. O barato sai caro…

59 respostas em “Opinião: é tempo de celebrar! mas também de refletir.”

Hoje, dia de celebração, de festa para nossa família verde e branco, vamos deixar o amargor de lado e nos abraçar. Gosto de lembrar de um “insight” que eu tive saindo do jogo contra o Libertad, na Libertadores do ano passado: “Não se trata de um time com grande torcida,
tampouco de uma torcida que tenha um time;
“Defesa que ninguém passa, linha atacante de raça e torcida que canta e vibra”.
Cantado em três instituições, um único ser.
O palmeirense não precisa jurar que não vai abandonar:
é impossível abandonar a si mesmo;
O Palmeiras não é.
Nós, Palmeiras, somos.
O Palmeiras não vai.
Nós, PALMEIRAS, vamos!!”

Uma dívida de 31 milhões não paga pelo Corinthians lá atrás vira uma de 15 milhões, meu deus… 16 milhões de desconto, isso é o nosso governo…

Levi e Marco! Grandes palmeirenses! Lembro de seus cometários no Observatório Verde e no Mondo Palmeiras. Sobre os reforços: duvido muito que venham. Sobre o Palmeiras: não precisa falar nada. É muito maior do que tudo que possa ser dito.

Palmeirenses colocam o Palmeiras em primeiro lugar nos TTs mundiais do TT!!!…………….E desperdiçamos essa força toda brigando uns com os outros…

Q venha o R10. Essa diretoria jah gastou muito dinheiro trazendo lixo. Pelo menos gasta em alguem q sabe jogar bola…nao conseguimos fechar um misero patrocinio de manga ou calcao…futebol eh marketing..se ele jogar 50% d q sabe e trouxer marketing nada mais justo faturar…e fazemos a nossa parte…tai o inicio do circulo vicioso…e parabens SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS

“Travestido de nova gestão somos mais políticos que antes”. 40 anos resumidos numa frase. Perfeito!!!

Edinho questiona R10 no Palmeiras: “Tendo o Valdivia, é trazer problema”
Comentarista diz que meia já não possui mesma ambição do passado. Mauro Naves vê jogador rendendo mais nos Estados Unidos ou Oriente Médio”……………………………………………… ahhhh, esses…”especialistas”……….mas questionar pato, kaká, ganso, Fabulosa….no mesmo time, n pode, né?

Deixa eu esclarecer para alguns aqui. No comentário acima estou me posicionando contra ou a favor da vinda do Ronaldinho. Apenas acho que é o que vai acontecer, se ele chegar ganhando o que foi falado. Simples impressão, sem juízo de valor.

Leitura obrigatória para todo palmeirense…….mas nos preocupamos mais em nos atacar… e simplesmente ignoramos fatores que influenciam…….definem….. e como, os resultados. Mas é mais fácil atacar o nossos jogadores. E vc n lê nada disso na mídia convencional.

Em situação desse tipo não aparece jornalista corneteiro, daqueles que se dizem palmeirenses, para mostrar o que acontece com o Palmeiras.
Fosse outro time, seriam os primeiros a chamar a atenção sobre a esquisita marcação de impedimento, bem depois do árbitro assinalar a penalidade.
Porém, vamos dar um desconto aos ilustres jornalistas, pois nem na Mídia Palestrina perceberam o que aconteceu.
Como sempre, poucos observam e a maioria se faz de desentendida e fica por isso mesmo.
Mas se acontecesse para o Coritiba, os primeiros a gritar denunciando o absurdo da arbitragem seriam os próprios palmeirenses, tanto da imprensa quanto de parte da torcida.
Pelo menos desta vez, não chutaram as partes baixas de jogador do nosso time! (essa também viu e “não se lembra”!)

Incrível…..como sonhamos com jogadores TOP….mas já começamos com as reclamações. Muitos realmente n sabem o que querem. Ronaldinho será apresentado amanhã na festa de 100 anos.

eh incrivel mesmo Levi, se não contrata, reclama, se contrata um cara bom tb reclama…vai entender viu.. a janela de transferencia jah fechou…. se não podemos contar com o chileno, que venha ele, pelo menos !!! pode alavancar patrocionios…

Gaúcho: + de R$ 200 mil fixos, + 50% nos patrocínios + 15% na renda dos jogos. E nosso artilheiro por menos de R$ 10mil na renovação saiu do clube… Excelente diretoria…

Continuem assim PAulo Pobre e Musgambá.Meus filhos ,apesar da gaveta repleta de cachecol,luva,shorts,camisas(abandonadas),se dizem torcedores do Real Madrid…Palmeiras?Desistiram,assisto os jogos praticamente sozinho.
PS:garotos de 17 e 10 anos.

Estaremos na mesma situação se não ocorrer alterações no estatuto que mantenha a liberdade necessária, para termos um planejamento ordenado, sem as mãos, sujas de muitos que compõe o atual conselho sem consenso , esta é uma triste realidade, os fatores políticos , influenciam ate a atmosfera em marte, uma realidade que fica transparente a cada dois anos!

é a mesma coisa que celebrar o aniversário do pai ou do avô que faz 100 só que está internado na UTI….tem felicidade nisto ?????????????? e pior, com o médico mustafá e o enfermeiro Paulo mole cuidando do velho… a única sensação é a de comprar um caixão de presente para o velho…

só palhaçada em cima de palhaçada…abrax do Signorini !!!

O que eu não consigo entender é como um sujeito como Mustafá, já com seus 70 e poucos anos, ainda tenha influência em torno de centenas de conselheiros, qual o seu real poder de influência, dinheiro? cargos? chantagem?, parece que o homem tem mais poder que Hitler, será que dentro dos associados não há ninguém para se levantar e criar uma pequena “revolução” nessas alamedas, juro que de longe, não consigo entender.

O caminho esta indicado. É preciso pavimenta-lo e tornar realidade as implicaçoes do mesmo, qual seja a PROFISSIONALIZAÇAO. O grande problema é… QUEM IRA FAZER A TAREFA??? O nome ideal ( minha opinião) é VICENTE CRISCIO. Regimentalmente agora nao da. Mas precisa começar… ai reside a questão. Tem um caminho mais curto…. mandar o mumu conversar com o capeta.Como isso nao é possivel (sera???) fico com a primeira opção. Espero que os verdadeiros PALMEIRENSES que tem direito a voto tenham coragem e dignidade para auxiliar na mudança. Como??? Nao votando em “capachos” do Sr. Contursi. Simples assim.

so acho que bruno cesar e bernardo pudim de pinga, deveriam ter mais chances, eles sao melhores que esses zumbis , nao da pra jogar com 4 volantes direto, chama contra ataques, um tecnico bom e o jorginho ex selecao, ele chegou forte com figueirense e ponte preta, claro que tite e cuca seriam bem melhor …mas

Já vi este tópico umas 3 vezes, dá vontade de rir toda vez que vejo a parte das contratações hahaha.. Saiu matéria no lance sobre o Gaúcho, pagar caro para ele ficar 3 meses? Férias de verão o Palmeiras agora?

Meu caro RYAN, esse negócio de trazer o Gaucho e o Taisson é só pra ENGANAR O TORCEDOR, você acha que esses jogadores que são acima da média (nos padrões brasileiro atual) aceitaria contrato de produtividade??? Claro que NÃO, a verdade é uma só, não vai vim ninguém, fato!!!

Regredimos muito !!!
Para se ter um contraponto, basta analisarmos nosso maior rival. Os curicanos eram chamados de faz-me-rir, por ser um time fraco, que perdia para um Juventus da rua Javari, por exemplo, com a muita frequência. Hoje eles são superiores a nós. Quem está com o título de faz-me-rir é o Palmeiras, por tudo o que vem acontecendo nos últimos 14 anos, enquanto os curicanos tem time, visibilidade, marca, influência política e comercial, verba alta da Globo, etc. Como dizia professor Raimundo: ” E o Palmeiras, ó “

Chega a ser triste ver um clube com a história que o palmeiras possui se apequenar, seja por má administração, seja por baixa qualidade de jogadores e até mesmo pela falta de garra da maior parte da torcida, batendo no peito não nas horas fáceis, mas nas difíceis, porém ainda devemos acreditar que o nome PALMEIRAS não se igualará, com todo respeito, a Portuguesa. Eu como simples torcedor apenas “torço” para que os dirigentes ou cartolas como queiram, tenham um choque de realidade e façam o PALMEIRAS voltar a ter o respeito da mídia, dos patrocinadores e principalmente dos rivais, sem mencionar nomes nem ofensas (mesmo dando vontade), mas sobretudo aqueles que vestem a cor preta e branca e os que tricolores. Caso contrário correremos o risco de ver as próximas gerações inclusive filhos de palmeirenses darem as costas para o clube e optarem por torcerem para nossos maiores rivais.

O pacote de jogadores segundo o Paulo Pobre e seu padrinho mais o sorriso serão: Leandro Buchecha, Correa, Gabriel etc.

Vou parafrasear algumas falas de um certo presidente, logo na primeira entrevista quando assumiu, e com a frase, vcs contrastam com a realidade ocorrida nessa gestão até aqui… dai vcs tiram a conclusões do que penso a respeito dos nomes acima da média (R10 e Taisson):
” NAO TEMOS $$$”…”NAO FAREMOS LOUCURAS”…”A SITUAÇAO FINANCEIRA E’ DELICADA”…”NAO SEREMOS REFÉNS DO CENTENÁRIO”…”PRECISAMOS TER CAUTELA E RESPONSABILIDADE COM AS FINANÇAS DO CLUBE”…”TIME SANGUE NAS VEIAS”… Pois e’, agora vamos aos fatos reais ocorrido: Doaram: o Barcos, o Henrique e o Kardec. Tentaram (conseguiram até) doar o Valdivia, mas, deu errado. Nesse meio tempo, contrataram mais de 30 cabeças de bagres (jogadores ruins/medianos…de esquemas de empresários). Ou seja, tudo errado. Já e’ sabido que só conseguem jogar no Palmeiras jogadores acima da média, pois, as pressões: politicas internas (alas torcem contra o time até, tudo pra ganhar dividendos políticos) e nossa chata torcida (manipulados por blogueiros e sites da tal mídia palestrina), pegam no pé e perseguem jogadores…. expulsam e até batem . Mas, “estranhamente” NUNCA PERSEGUEM CONSELHEIROS, DIRETORES E PRESIDENTES… que são os ÚNICOS CULPADOS, POIS, SAO ELES QUE CONTRATAM (VIA “ESQUEMAS”) ESSES CABEÇAS DE BAGRES. Portanto, R10 e Taisson SAO CAROS…e não servem pra esses patetas incompetentes. Sabem pq? Pq não darão os retornos ($$$) nos esquemas com os empresários. Portanto, acredito mais no desembarque de um atacante chamado: Caça Rato e um meia qualquer da serie-B. O resto e’ ilusão e sonho!!! Gostaria que eu estivesse errado… mas, infelizmente, acho que não. P.S. Não adianta a torcida pensar GRANDE… se a mentalidade dos dirigentes e’ de time pequeno. Pois, times 5x mais endividados que o nosso, tem plantel 10x melhores. Exs: todos os times cariocas. Até o Vasco (na B) tem time/elenco melhor…fora o resto. Aqui em SP, todos os nossos rivais devem igual ou mais que a gente, mas, olhem pro time/elencos deles. Não e’ a toa que perdemos deles todos.

Perfeita analise, há muito que limpar na fossa que se resume, a sede social Palestra Itália, temos ratos maiores que muitas pacas, agora é necessário um planejamento de verdade , não apenas palavras que expõe a incompetência latente, na minha modesta opinião Vicente Roberto Criscio, tem capacidade de trazer novos horizontes, pois ele conhece pessoas no mercado que tem a capacidade de alterar os pensamentos feudais, que são regra hoje, não há muito que fazer nesta metástase do câncer que destrói o clube, Criscio , seria uma excelente opção para a futura GESTÃO!

Pacote de jogadores? Tá bom. Vou esperar sentado. Nao mantiveram o Kardec, Henrique, Barcos, tentaram chutar o Valdívia e vão trazer tyson, rg e sei lá mais quem? Nossa realidade é Henrique, menezes, mouche, wendell, mazinho…para estes a gente tem que torcer e rezar muito, pois dependemos deles para se manter, pelo menos, na série A.
Quanto à “jestão profissa e modernosa” melhor ficar quieto. Está no limite no qual fica difícil identificar onde termina a extrema incompetência e começa a má-fé.

Pacote de jogadores? Tá bom. Vou esperar sentado. Nao mantiveram o Kardec, Henrique, Barcos, tentaram chutar o Valdívia e vão trazer tyson, rg e sei lá mais quem? Nossa realidade é Henrique, menezes, mouche, wendell, mazinho…para estes a gente tem que torcer e rezar muito, pois dependemos deles para se manter, pelo menos, na série A.
Quanto à “jestão profissa e modernosa” melhor ficar quieto. Está no limite no qual fica difícil identificar onde termina a extrema incompetência e começa a má-fé.

Parabéns Vicente Criscio, pelo texto demonstra claramente que os anos 90 foram um hiato na história da Sociedade Esportiva Palmeiras de 1977 até os dias atuais.
Algum tempo atras lendo uma parte da historia do Palmeiras descobri que Mustafa´Contursi veio a crescer dentro do clube devido a situação provocada por Bruno Sacomani, onde o mesmo, à época, presidente da SEP desviou recursos para sanar as dividas da sua empresa, como pena, as “familias” excluiram seu nome do quadro de associaddos, os bons homens vendo essa situação se afastaram da politica do clube, cedendo espaço ao senhor que tanto dissabor nos causa, gostaria de saber se há algum fundamento nisso.
Sei que você como todos nós deseja um Palmeiras forte e vencedor então poderia me dizer qual o candidato seria o MENOS PIOR para o Palmeiras e em qual pessoa, dentro da SEP, você apostaria suas fichas.

PC, o colunista pede para informar que responderá a você e aos outros amigos mais à noite. Neste momento está fora do computador.
Obrigado.
Redação 3VV

Paulo Cesar, vou antecipar um pouco o capítulo sobre Sacomani. Em plena vigencia do mandato de Presidente, Sacomani estava em apuros nos seus negócios e havia “apalavrado” um empréstimo com a Caixa. Como este empréstimo demoraria uns 15 dias para ser liberado, pediu autorização ao COF para antecipar a mesma quantia através do Palmeiras, e reembolsaria o valor (com juros) assim que o empréstimo fosse liberado pela Caixa. O COF autorizou a antecipação desde que o reembolso ocorresse em até 10 dias (não tenho certeza desse prazo, socorro Jota!!). Bem, o empréstimo acabou não saindo e o Clube depôs Presidente e o expulsou. Vale enfatizar que Bruno Sacomani reembolsou todo o valor 6 meses depois. Portanto, é injusto dizer que ele roubou o Palmeiras. Não parece que esse fato tenha ligação direta com a ascensão de Mustafá ou afastamento de algum membro em detrimento da política do Clube.
Como gosto de comentar sobre a política de nosso Clube, aqui vão as últimas: – como todos sabem, temos alguns candidatos declarados à próxima eleição, PNobre pretende continuar com o apoio de Mustafá. Frizzo quer o apoio de Mustafá. Mustafá não quer ver Pescarmona pela frente. Tirone fechou apoio a Pescarmona. Granieri busca apoio de alguém. Palaia quer ser Vice de alguém. A oferta de cargos de Diretoria está na mesa, em troca de votos no Conselho. Se vcs souberem de tudo o que acontece, seria difícil de unir todos os pontos. E, já tem gente lançando candidatura para 2017. Tá fácil de entender? Esse é o nosso Palmeiras… Abraço

Boa noite Sérgio! estava meio afastado do 3VV, mas desde 2009 chega a época das eleiçoes vc aparece e nos antecipa os bastidores, e todas as vezes acerta o cenário das eleições. Lembro q em 2011 vc antecipou sobre o Tirone e em 2013 sobre o Perin quando ninguém tinha especulado esse nome.
Eu sei que vc tem sua ala lá dentro e torce por avanços no Palmeiras, mas Palaia, Tirone, Frizzo, não dá.
Quem está lancando candidatura para 2017?
abraço
Eu me recordo também, que antes de formar o panorama político da última eleicão Nobre+Mustafá, todos os jovens palmeirenses apostavam as fichas nele, inclusive o 3VV, porém vc nos alertou que o Nobre não era isso tudo por que nao tinha experiencia.

Boa noite Pedro, obrigado por lembrar de comentários antigos. Quero só salientar que não sou pró Pescarmona, nem pró PNobre, nem pró Frizzo, nem pró Tirone e nem pró Palaia. Não acho que algum deles possa resolver ou melhorar a situação atual do Palmeiras. Mas, gosto de comentar sobre essa política interna, já que sou espectador privilegiado e tenho bom relacionamento. No entanto, ainda espero surgir um novo candidato que não somente saiba o que fazer, mas saiba também como fazer… e que consiga unir as várias tendencias políticas e que “acabe tudo em pizza”, como acontecia no dia seguinte de uma eleição (a oposição dava total apoio à recém eleita situação). Vou me reservar o direito de não divulgar os nomes já lançados para 2017. Mas, eles já existem… e isso não é bom. Abraço

Exatamente, concordo e muito com o texto. O Problema é o Modelo, e o mais desesperador é que não vemos uma vontade política de mudar tudo isso. Sempre escuto que tem que separar clube do futebol profissional, mas é aí que mora o problema, o clube poliesportivo é quase uma massa falida, não se sustenta, enquanto o futebol dá muito dinheiro. Em 73, 74 mesmo em 93, 94 náo falavamos de milhóes como se fala hoje, a Parmalat, salvo engano, montou o time de 93/ 94 com menos de 10M de Dolares, hj isso náo dá para nada!. POis bem, sendo o Palmeiras um meio de vida para a maioria dos que esão lá (enquanto trabalhamos durante a semana, tem gente lá confabulando nas alamedas), não creio que exista nenhum interesse em mudar nada. Simples, o Palmeiras é administrado por um condominio que fatura quase 200M por ano, imagina separar o clube para cuidar da sauna e deixar o futebol na mão de profissionais? E eles iriam perder essa boquinha???? Por isso que eu acho, vai demorar muito para o Palmeiras mudar, Paulo Nobre, vc é bilionario, náo depende do Palmeiras para viver, faça algo para a torcida, escute um pouco o outro lado, vc tem caneta para quebrar tudo isso, pare de eleger vitalicios, implante um socio torcerdor com direito a voto, mude esse estatuto arcaico. Se é o orgulho que te move faça isso, vc sera sem dúvida o presidente mais odiado no COF, mas também sera idolatrado e lembrado pela torcida como o presidente que modernizou o Palmeiras. Esse é o presidente que a torcida merece pelos 100 anos.

Excelente texto meu caro VICENTE CRISCIO, o Palmeiras hoje é o mesmo Palmeiras de 40 anos atrás, ou seja, infelizmente o Palmeiras é dominado por Mustafá!!!

Os comentários estão desativados.