Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 07-08-2014: Valdivia faz piada, provoca conselheiro e deixa futuro nas mãos do Palmeiras ❘ LANCENET

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Valdivia faz piada, provoca conselheiro e deixa futuro nas mãos do Palmeiras

Por Fellipe Lucena e Thiago Ferri

Valdivia está de volta ao Palmeiras. Liberado no dia 12 de julho para assinar com o Al Fujairah (EAU), o meia foi reintegrado ao elenco depois que o negócio foi cancelado e passou mais de uma hora dando entrevista nesta quinta-feira. Além de se dizer enganado e de informar que entrará na Justiça contra o clube dos Emirados Árabes, o camisa 10 se disse motivado para jogar, ganhar títulos e até reencontrar o estádio alviverde.

Bem-humorado, o chileno fez piada ao dizer que o Palmeiras passará a ter “limite de brasileiros” a partir do ano que vem. Também disse que não recebe privilégio nenhum no clube, tanto que estaciona o carro ao lado do lateral-esquerdo Juninho. Sobre seu “sumiço”, disse que devia satisfação aos árabes e que, com 30 anos, não precisa avisar nada aos pais. Voltou a cutucar o conselheiro Osório Furlan, dono de 36% dos seus direitos econômicos. E reafirmou que a péssima situação financeira do clube é o que pode fazê-lo dar adeus.

– O Palmeiras já negociou Barcos, negociou Henrique, que era o capitão, e mais alguns que estavam para se tornar referências. Abrir mão de jogadores importantes não é comum. Quer dizer que precisa da grana – disparou.

– É difícil usar argumentos, parece que estou chorando porque sofri um sequestro, agressão… Mas gosto do Palmeiras, fiz grande parte da carreira aqui e vou continuar do mesmo jeito. Se for para encerrar aqui, o único cara que vai ficar triste vai ser o Furlan.

Veja outras respostas do camisa 10:

Quando volta a jogar?

Por mim, ontem. Mas, neste momento, vou mais atrapalhar o clube do que ajudar. Tem jogadores que estão jogando, se doando pelo clube. Já conversei com a comissão técnica, eles montaram um planejamento. A gente vai começar com treinos de dois períodos, vamos acelerar o máximo possível. A minha vontade é recuperar logo os dias que fiquei sem treinar.

Motivação

Ontem, voltei a ser jogador do Palmeiras. E continuo com a mesma motivação, de jogar, conquistar coisas, disputar um jogo no nosso novo estádio. A mensagem é essa.

Tem privilégios no clube?

Quem fala isso são vocês (jornalistas). Acho que meu direito é o mesmo de todos, tenho a mesma vaga que todos no estacionamento. É sério, verdade. Minha vaga é do lado do Juninho. Meus direitos são os mesmos de todos. Muitas vezes se fala: “Ah, ele não foi para o treino”. Mas muitos jogadores não vêm para o treino. Chama mais atenção quando eu não estou, porque sou mais polêmico e não venho aqui para agradar.

Relação com Osório Furlan

O Palmeiras diz que não tem jogador inegociável, não que não me quer. Amanhã tem outra diretoria, outro ponto de vista. Não falei nunca que o Palmeiras não me quer. Se falei, desminto. Não me devo ao Furlan. Se ele ajudou o Palmeiras a me trazer de volta, problema dele. O dono do meu futebol é o Palmeiras.

Seu nome repercute mais? Tem culpa?

Sim (tem culpa nisso), mas para viver sempre sentindo culpa, é melhor jogar em um time sem tanta expressão. Sentir culpa sempre é tipo o cara quando é alcoólatra. Quando quer se recuperar, ele tem direito. Acho que tenho direito de passar a mensagem de que mudei, que não sou mais a mesma pessoa. O mesmo direito que tem o cara que está em reabilitação eu tenho. Não posso ser julgado por aquilo que já fiz. Já fui punido e criticado.

O Palmeiras precisa de dinheiro?

O que eu falei é verdade: o Palmeiras precisa de dinheiro. O presidente falou muitas vezes que não tem jogador inegociável. O clube recebeu uma proposta, assinou todos os documentos. Abri mão dos 10% também para ajudar o clube. Fui vendido. Agora, se vier mais uma proposta, quem decide é o clube. Uma vez que analisa se é boa ou não, eu sou chamado.

O que deu errado com o Al Fujairah?

Pelo que a pessoa estava levando a negociação comigo falou, o pai do sheik teria feito o filho desistir porque era muita grana, que poderia ser utilizada para construir hospitais, escolas… Para o Palmeiras, foi passada a informação que eu não teria acertado valores. Tenho provas, já mostrei para o Palmeiras e eles me deram razão. O Palmeiras está há mais de quatro dias tentando se comunicar com o Al Fujairah e não tem notícias. O clube me liberou para dez dias de férias e fui para a Disney.

Por que não deu notícias nos EUA?

Eu estava de férias. É difícil que vocês acreditem, mas o direito de vocês é esse, perguntar e duvidar um pouco. Eu não era jogador do Palmeiras. O Al Fujairah mostrou para o mundo que tinha me contratado. Pedi essas férias porque não tive depois da Copa, só dois dias. Para mim estava tudo certo e tinha provas suficientes para garantir isso. A gente saía 8h da manhã para passear e voltava muito tarde, para dormir. O celular da irmã da minha mulher tinha internet, é difícil não ter internet na Disney, mas eu não entrei em momento nenhum.

Avisou os pais?

Não. Tenho 30 anos. Sou muito agradecido aos meus pais, comprei uma casa para eles. Mas tenho 30 anos, formei minha própria família e não tenho sempre que estar avisando. Os pais a gente chama para saber como estão, se têm saúde ou precisam de alguma coisa, mas não ligar para avisar que vou sair de férias.

Acordo com Wagner Ribeiro significa que quer sair?

Quem disse que fechei com o Wagner? Ele não é meu empresário, não assinei nada, tanto que ele não estava nessa negociação. Saí para almoçar com ele, tiramos fotos, mas não assinamos nada. Meu desejo não é o que você falou, de querer ir embora.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Valdivia diz que foi à Disney sem salário: “Não era mais do Palmeiras”

Por William Correia

“Sei que é difícil de acreditar e todos têm o direito de duvidar, mas não entrei na internet. Claro que tem internet na Disney, mas não fiquei entrando.” É assim que Valdivia explicou o sumiço das últimas semanas, quando nem sua família sabia ao certo onde ele estava. O jogador, contudo, avisou que não tinha que dar satisfações a ninguém, nem mesmo ao Palmeiras, que já não pagava seus salários por conta da negociação com o Al Fujairah, dos Emirados Árabes Unidos.

“O Palmeiras só pagou o meu salário até o dia 12. Depois disso, eu não era mais jogador do clube”, avisou. “Eu não era jogador do Palmeiras, era jogador do Al Fujairah, como eles mesmos fizeram questão de mostrar ao mundo que tinham me contratado. O meu suposto novo clube me liberou para passar férias e só teria que apresentar no dia 5 na Alemanha, quando começaria a pré-temporada.”

Na versão do jogador, os árabes cancelaram a transação enquanto ele estava viajando. No Brasil, só se soube do seu paradeiro por causa das fotos que sua esposa publicava no Instagram. “Não sumi. Estava na Disney com a minha família. Se eu tivesse sumido, ia pedir para a minha mulher não postar fotos, e ela postou muitas”, alegou.

“Não tenho telefone chileno, só do Brasil. E, como fui embora, avisei quem trabalha comigo para bloquear e cancelar todos os meus números”, continuou. Segundo o meia, sua esposa tem telefone no Chile, mas também o desligou e as fotos só pararam nas redes sociais graças ao aparelho de sua cunhada, que viajou com eles. Valdivia garante que não leu os comentários nas fotos e que nenhum brasileiro o informou sobre as negociações, embora muitos tenham publicado retratos ao seu lado no parque.

O sumiço também foi uma opção para fugir da imprensa de seu país. “Na minha volta de Dubai para o Chile, parecia que chegava o presidente do país porque eu tinha tuitado que não jogaria mais pela seleção. Era muita imprensa querendo falar comigo, minha casa foi invadida porque me envolveram em casos de indisciplina e de briga na seleção. Fui embora para as férias sem querer saber de telefone nem de nada, só em curtir meus filhos, o que foi sagrado”, confirmou.

Tentando realmente descansar, Valdivia não avisou nem os pais, que tentaram se comunicar com o Palmeiras para saber de seu paradeiro. “Já fiz tudo pelos meus pais e vou continuar fazendo, sou muito agradecido, mas só falo com eles para saber se estão bem de saúde, se precisam de alguma coisa. Quando assinei meu primeiro contrato com o Colo Colo, a primeira coisa que fiz foi comprar uma casa para eles. Mas tenho 30 anos, formei a minha própria família, não tem razão para avisar o que vou fazer, que vou sair de férias”, argumentou.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Valdivia aconselha Gareca: “Brasileirão é muito difícil e só tem clássico”

Por Danilo Lavieri

Com a volta de Valdivia, Ricardo Gareca ganha um aliado importante para entender o Campeonato Brasileiro. Estrangeiro e com espanhol fluente, o chileno pode acelerar a adaptação do técnico argentino ao futebol local. Até por isso, o camisa 10 já revelou os conselhos que deu a seu novo comandante.

De acordo com o meia, o Brasileirão é um torneio muito difícil e que toda hora se joga um clássico, diferentemente do que acontece no resto do mundo.

“Em pouco tempo que estou com o Gareca, falamos muito com todos de que aqui, o campeonato é um dos mais difíceis do mundo, tirando Inglês, Italiano e Espanhol. São partidas difíceis, se joga muito, muitas partidas, clássico todo final de semana e quando não é clássico se joga contra as melhores equipes. Não são equipes amadoras. A mensagem que passei ao professor foi que quero trabalhar. Qualquer treinador estrangeiro traz coisas diferentes, estamos acostumados à pressão, a treinar em dois turnos. Palmeiras tem pressão, muitos torcedores…o clássico é contra Corinthians e o Corinthians tem vencido coisas importantes. Vão sempre exigir o dobro de nós e do professor, é assim que é com todo estrangeiro”, afirmou o jogador após dar explicações para seu sumiço.

Valdivia disse que não sabe quando voltará a jogar e ainda afirmou que já conversou com alguns de seus colegas e ouviu muitos elogios pelo método de trabalho apresentado pelo argentino. Por isso, passou confiança a Gareca para a continuidade do trabalho e na busca pela primeira vitória no Brasileirão.

“Quero passar tranquilidade ao Gareca, que o trabalho é bom, ele é uma pessoa atenta, cumprimenta a todos, mas a carreira exige e resultados negativos incomodam. Ele vem com muita vontade de mudar essa fase difícil, ele vem com animo, vontade e espera mudar logo a fase negativa que estamos. Passo tranquilidade, confiança. Eu confio na capacidade dele e logo vamos emendar o caminho que merecemos”, completou.

Por fim, o palmeirense ainda concordou com toda a pressão que se faz em cima do futebol brasileiro por uma renovação após a humilhante goleada por 7 a 1 da seleção brasileira contra a Alemanha, sob o comando de Luiz Felipe Scolari, ex-treinador de Valdivia.

“No Brasil é preciso, a imprensa exige.  Antigamente tinham Kaká, Ronaldinho, Rivaldo, Cafu…hoje o diferencial é só o Neymar. Respeito muito o Brasil, mas antigamente eram 7 por equipe e hoje é muito difícil. É muito difícil enfrnetar uma equipe que você tem 7 extraterrestres. O Brasil precisa essa mudança e por ser onde trabalho e me respeitam, eu valorizo o torcedor brasileiro e torço para dar certo”.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Perto do “desconhecido” Willian José, Verdão ainda negocia com Cristaldo

Por Marcelo Hazan

A provável chegada de Willian José ao Palmeiras não inviabilizará a contratação do também atacante Jonathan Cristaldo, do Metalist, da Ucrânia. E o Verdão segue negociando com o argentino, outro pedido de Ricardo Gareca para reforçar o elenco.

Entre o clube e o atleta já está tudo praticamente acertado. A oferta feita agradou ao jogador, que deu o sinal positivo para a negociação. Agora, falta a principal e mais difícil parte das tratativas: conseguir a liberação do clube ucraniano.

Com a séria crise civil que o país atravessa, alguns jogadores estão tentando deixar seus times e Cristaldo é um deles. Ele nem sequer retornou após as férias – nem tem planos de voltar – e segue na Argentina esperando um desfecho das conversas. Segundo seus empresários, há outras equipes da Europa interessadas no atleta, que jogou a última temporada emprestado ao Bologna, da Itália.

Enquanto tenta resolver a contratação do gringo, de 25 anos, a diretoria também trabalha para anunciar rapidamente a chegada de Willian José. Está tudo acertado com o centroavante, que até já fez exames médicos, restando apenas definir os últimos detalhes com o Deportivo Maldonado, detentor dos direitos dele. A expectativa é sacramentar tudo até o final desta semana.

Mas o jogador, que disputou a última temporada pelo Real Madrid B, não foi um pedido de Gareca.

– Não sei do Willian. Sei que há um interesse e sei que o jogador tem possibilidade de chegar ao Palmeiras. Mas não sei concretamente como está a negociação. Não o conheço, mas me falaram bem do jogador – disse.

A chegada de Cristaldo aumentaria o número de estrangeiros do elenco, que hoje é de sete: os argentinos Tobio, Mouche e Allione, o chileno Valdivia, os uruguaios Eguren e Victorino e o paraguaio Mendieta. Apenas cinco podem atuar em um jogo.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

BLOG PITACOS DO PALESTRA ❘ LANCENET

• Erros, erros e mais erros: está complicado!

Por Thiago Salata

Erros nas reposições de Fábio. Erros de passes de Wesley. Erros, de todos os tipois, de Leandro. Erros de Felipe Menezes. Erros, erros, erros, erros… É incrível como o Palmeiras sofre para jogar futebol, o que deixa a torcida já em desespero na tentativa de reagir no Campeonato Brasileiro.

Felizmente, para o palmeirense, um acerto de Mouche garantiu a terceira vitória do Verdão de Gareca, que pena com a falta de qualidade do elenco que tem para trabalhar hoje. Uma classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, em outros tempos, poderia até servir para iludir os mais otimistas. Ninguém se ilude: o Palmeiras foi mal contra o quinto colocado da Série B do Brasileiro.

Se reforços não chegarem com urgência, as oitavas podem ser o limite para o Verdão na Copa, que hoje não é prioridade. O Palmeiras precisa afastar-se da zona da degola no Brasileirão para não reviver tenebrosos dias da história recente alviverde.

De bom: o jovem Allione mostra que sabe jogar futebol. Ainda está tímido, muitas vezes aberto demais pelo lado do campo. Pode crescer principalmente se tiver companheiros de mais qualidade ao seu lado.

O compatriota Mouche está longe de ser um craque. Mas o gol deve forçar Gareca a mandar Leandro, em fase terrível, de volta para o banco de reservas outra vez.

Dois bons garotos surgiram em meio à difícil realidade palmeirense: Renato e Victor Luís. Principalmente com relação ao segundo, impressiona como até agora ele estava “escondido” na Academia de Futebol. Ou você duvida que ele seguiria sem oportunidades se William Matheus e Juninho não tivessem sido envolvidos em negociações? Não se vê no Palmeiras, há anos, pessoas competentes ligadas de fato com o que acontece nas categorias de base.

O Brasileirão, agora na reta final do primeiro turno, promete fortes emoções aos palmeirenses. Seria terrível passar o aniversário de 100 anos na temida zona da degola…

Leia aqui a matéria completa → BLOG PITACOS DO PALESTRA ❘ LANCENET

••

BLOG DO PAULO VINÍCIUS COELHO ❘ ESPN BRASIL

• A maior novidade da noite de quarta-feira foi Allione

A rodada de quarta-feira pelas quartas-de-final da Copa do Brasil teve uma novidade: Allione fez o Palmeiras ter bons momentos. O time não empolgou, mas enfrentou o Avaí usando o lado direito, por onde atua seu novo armador, como base para chegar à grande área catarinense. No primeiro tempo, houve pedaços em que o Avaí equilibrou na posse de bola e sempre faltou alguém mais agudo do lado esquerdo — Leandro não joga bem há meses.

Mesmo assim, o time avançou e deu sinais de progresso pela boa participação de Allione e porque Mouche entrou com mais força do que nas partidas anteriores — foi dele o gol da vitória.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO PAULO VINÍCIUS COELHO ❘ ESPN BRASIL

••

BLOG DO ALBERTO HELENA JÚNIOR ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Avanti, Palestra!

O jogo não foi lá essas coisas, como de hábito no atual futebol brasileiro. Mas, até que o Palmeiras conseguiu elaborar algumas jogadas interessantes na vitória por 1 a 0 sobre o Avaí, no Pacaembu, o que lhe valeu passaporte para as oitavas de final da Copa do Brasil. Algo animador para esta quadra infeliz por que atravessa o Verdão na sua gloriosa história.

Assim como animadora foi a volta do filho pródigo, Valdívia, que, depois de difusa e fracassada negociação com um desses clubes árabes da vida, sumiu para ressurgir hoje na Academia, já treinando com bola e tudo o mais.

Ah, mas esse chileno é apenas um troca letras: chileno, chinelo, chinelinho. Vive na enfermaria, joga pouco, ganha muito e deixou um rombo nos cofres do investidor que ainda outro dia inundava de lágrimas o mico em suas mãos.

Bem, todos nós sabemos que investimento é sempre um risco. Até mesmo a segura poupança anda sofrendo ataques nos últimos tempos que reduziram seus rendimentos. Que dizer, então, de investir em gente, o bicho mais imprevisível do universo?

Mas, o fato é que Valdívia, quando consegue entrar em campo, sabe das coisas, o que não se pode dizer da imensa maioria dos seus pares por esse Brasil afora. Com ele, o Palmeiras é um, sem ele, outro, pior.

Nessas circunstâncias, melhor com ele do que sem. Seja bem-vindo, pois, Valdívia.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ALBERTO HELENA JÚNIOR ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

BLOG DO JORGE NICOLA ❘ IG

• Classificação pós-Copa reedita G4 da Série A; já o São Paulo está perto do Z4 e Palmeiras ocupa a lanterna

O Campeonato Brasileiro já teve quatro rodadas desde o fim da Copa do Mundo e a classificação do torneio, levando em conta apenas estes pontos disputados, apresenta uma série de particularidades. A mais curiosa é que os quatro líderes da Série A também são os quatro primeiros do pós-Mundial, e na mesma ordem.

O Cruzeiro está na frente com 10 pontos (tem 29 somando as 13 rodadas), seguido por Fluminense e Internacional, empatados com 9 pontos (ambos contam com 25), e pelo Corinthians com 8 pontos (24).

Além dessa coincidência, destaque para a Chapecoense, que saiu da zona de rebaixamento e ocupa o meio da tabela após somar sete dos 12 pontos possíveis desde o fim da parada do Mundial.

Já São Paulo e Palmeiras, apesar dos reforços, fazem campanha muito ruim no pós-Copa. O Tricolor, de Kaká, Alan Kardec e Rafael Toloi, marcou apenas quatro pontos, assim como o Criciúma, que estaria no Z4 se levados em conta apenas os resultados das quatro rodadas recentes.

A zona da degola ainda contaria com Flamengo, com três pontos; Bahia, com dois; e Palmeiras, pior desta nova fase, com um único ponto.

O Verdão de Toboi, Mouche, Allione, Gareca e companhia perdeu de Santos, Cruzeiro e Corinthians e empatou com o Bahia como mandante, na última rodada.

CLASSIFICAÇÃO PÓS-COPA:

1º Cruzeiro – 10 pontos

2º Fluminense – 9

3º Internacional – 9

4º Corinthians – 8

5º Vitória – 7

6º Chapecoense – 7

7º Sport – 7

8º Santos – 6

9º Atlético-PR – 6

10º Figueirense – 6

11º Atlético-MG – 5

12º Goiás – 5

13º São Paulo – 4

14º Coritiba – 4

15º Grêmio – 4

16º Botafogo – 4

17º Criciúma – 4

18º Flamengo – 3

19º Bahia – 2

20º Palmeiras – 1

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO JORGE NICOLA ❘ IG

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Bernardo Itri

• Horário eleitoral

O atual presidente palmeirense, Paulo Nobre, ocupa a liderança isolada nas projeção da votação do conselho deliberativo, em outubro, que servirá de filtro para indicar quem participa das eleições à presidência pela assembleia geral, no mês de dezembro.

• Empate técnico

O ex-vice de futebol Roberto Frizzo, que conta com apoio de conselheiros ligados ao ex-presidente Arnaldo Tirone, e o conselheiro Wlademir Pescarmona, apoiado pelo ex-presidente Luiz Gonzaga Belluzzo, estão tecnicamente empatados, no limite para conseguir ir à eleição.

••

70 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 07-08-2014: Valdivia faz piada, provoca conselheiro e deixa futuro nas mãos do Palmeiras ❘ LANCENET”

Caio

A pergunta que vc fez (se existe ALGUÉM com algum projeto real de nós tirar dessa mediocridade) expressa uma cultura que contamina o Palmeiras e todo o Brasil. Estamos sempre à espera de alguém, um herói, um Messias, um Dom Quixote para nos tirar da mediocridade. E ao mesmo tempo, se esse alguém não se revela um herói, imediatamente o tachamos de vilão ou de fracassado. O Pescarmona pode não ser nenhum gênio nem um imortal da Academia Brasileira de Letras, mas se souber entender que precisa entregar o futebol a profissionais remunerados, que possam ser cobrados e dedicar-se ao Palmeiras com metas e compromissos claros, desmembrados da influência do clube social, a situação muda de figura

Esse foi o grande erro de Paulo Nobre, tachado como a grande e única salvação da paróquia, e que acha que sozinho pode ditar os rumos de uma instituição dessa grandeza.

Não somos refém do centenário mas somos refém do Valdivia.

Infelizmente somos reféns do Valdivia, mas deveríamos (o certo) sermos reféns também do centenário!!! Essa é uma das fala mer… do MustaNobre!!!

Tomara que o Valdívia jogue mesmo, para que se veja que com ele em campo nossa situação não vai mudar em nada. O Valdívia quase nunca joga, e quando joga não tem feito a diferença. Com as duas pernas não vem jogando nada faz tempo, imagine só com 50%, ou com uma perna só ou tomando cerveja, como muitos estão dizendo que aceitam ele em campo neste estado. E pode esperar, na hora que o Palmeiras mais precisar dele, ele vai dar no pé. Não vai querer afundar junto com a “Barca do Sapo-Boi. Fora Valdívia, chinelinho, mentiroso! Não tá nem aí pro Palmeiras!

Agora esse meio campo com Renato, Wesley, Valdivia e Allione fica bem interessante… na frente Mouche e Cristaldo…. se engatar, vamos subir na tabela!

A que fase chegamos, comemoramos a permanência de Valdívia para sonharmos com uma permanência na série A do campeonato brasileiro! Obrigado Nobre, que centenário inesquecível!

Danilo, como você é dos poucos que enxerga a realidade por aqui resumiu com perfeição a nossa situação centenária. O que os fãs incondicionais do chileno não conseguem enxergar é que não adianta ter uma Ferrari na sua garagem se você não tem habilitação, se as ruas na região em que você mora são de terra e esburacadas e se você não tem grana nem pra gasolina. É um baita carrão e os amigos vão babar de inveja, mas objetivamente servirá para nada.

Todos os entendidos dizem aqui que clube não é banco para visar lucro ou não?
Pois bem, para esses todos eu respondo que também não é tribunal de honra para querer julgar a integridade dos jogadores. Portanto, se o princípio básico é fazer o time ganhar, então FICA VALDÍVIA

O Valdivia tem caráter duvidoso, muita gente acha que sim. É um craque? temos mais dúvidas ai, mas o mais importante nesse momento é que infelizmente pra seguirmos na série A precisamos dele. Sabe porque, porque precisamos de alguém como ele, alguém q saiba jogar. Como não virá ninguém desse naipe,é melhor ficarmos com ele mesmo

O Presidente já acha que o Valdivia deva ficar até o fim do ano …a aguá bateu na bunda né …não tem dinheiro para contratar ninguém ….os atacantes de risos. e tem pessoas que defendem esta mediocridade.

É disso que não me conformo. Muitos defendem a mediocridade, a incompetencia em contratar e gerir o clube confundindo tais fatores com austeridade e responsabilidade. Sras e Srs, no pós-copa fizemos 1 ponto….1ponto. A próxima desculpa será que para os cofres da SEP é muito melhor jogar a série B pois não precisamos contratar jogadores caros e oideremos negociar tranquilamente os nossos novos destaques.

Com certeza, o medo do vexame supremo tá falando mais alto do que a vontade de agradar seu mentor.

Prefiro 1 Valdívia a ter Bruno, Wendel, Juninho Pampers, Mazinho, Josimar, Felipe Menezes, Eguren etc.
Conrtatamos o 9, mas falta o 10 e o 2.
Gareca, coloca o Wesley na lateral direita porra. Chega de Wendel, Josimar, Felipe Menezezzzzzz.
Paulo Nobre de novo. Também olha o lado de lá: Frizzo, Perscarmona, é de chorar.
O Beluzzo ainda dá para dar um crédito o resto ……..

3 vv, existe alguém com algum projeto real de nós tirar dessa mediocridade? Porque já são algumas administrações lastreadas na mediocridade (na minha opinião com exceção do Belluzo).

…. e toda essa cambada desgraçado de sanguessugas dos infernos. Esse é o nível de conselheiros que disputa para a eleição presidencial!!! CADÊ A RENOVAÇÃO, ESTÁ CADA VEZ PIOR??? Eita que política nojenta, DÁ NOJO!!!

Antes de falarmos do caso Valdivia, minha pergunta é: Se ele tinha um contrato acertado com os árabes, quem pagou seu salário esse mês? Outra coisa, quando ele foi “contratado” pelos árabes, até que dia o Palmeiras pagou seu salário? Já que ele estava contratado por um outro clube e voltou para o nosso, o Palmeiras ainda tem que pagar R$ 500,000 por mês pra ele? Existe alguma lei trabalhista que impeça esse acinte ?
PS: Não estou discutindo a qualidade do jogador. Estou discutindo a relação de trabalhador /empregador. O empregador não teria direitos também? Por que no meio do futebol parece sempre que o boleiro tira vantagens absurdas do clube?

Não precisa pagar, não; nesse tempo o contrato esteve suspenso, então o salário não é devido pelo tempo correspondente ao da suspensão.

O q a capitania hereditária do stjd e seu fiel escudeiro vão fazer com os 50 mil tirados do Palmeiras????…. para onde vai esse dinheiro????

Levi..e cade o discursinho do sr Nobre fez na negociacao do kardec. q iria brigar por cada real gasto pelo Palmeiras…falta culhao nesse clube

Será que nós palmeirenses vamos cobrar um dia que esses árbitros c…… um dia parem de deixar baterem sem punição em nossos melhores jogadores????? Sergio Correia vltou a dirigir as arbitragens e o Palmeiras a ser surupiado. Contra o Bahia foram 2 pênalties claros…que poderiam ser mais 2 pontos…….ontem o cara deixou de marcar faltas absurdas no Allione. Já nossos jogadores s amarelados com qualquer picuinha……. QUANDO IREMOS PARAR DE SÓ FICAR NO FOGO AMIGO e reclamando nos blogs e direcionar todo esse ódio em em defesa d Palmeiras????? O q a capitania hereditária do stjd e seu fiel escudeiro vão fazer com os 50 mil tirados do Palmeiras????…. para onde vai esse dinheiro????

Contudo se ficar, a dupla com o novato Alionne pode transformar Henrique e Mouche em goleadores, e quem sabe até Leandro volte a fazer gol. Isso seria investimento, pois valoriza os atacantes, q valem muito mais no mercado. Vide exemplo do Inter, que nos últimos anos faturou milhões, revelando jogadores e vendendo na sequencia, alicerçado sempre num meio campo forte!

Mas tenho minhas dúvidas se ele ficará no Palmeiras, na visão atual da diretoria é caro e pode render algum dinheiro ao clube.

Valdivia causa medo no adversário, em 2012 não jogou porque tinha problema com Felipão, quem não tinha? Agora com um treinador menos teimoso e mais sociável vai jogar mais, no sentido de quantidade. Qualidade tem de sobra!

Polêmico ele sempre foi, assim como sempre foi craque. Joga muito, concordo em grau gênero e número com o colunista Alberto Helena: com ele o Palmeiras é um, sem ele é outro, pior.

Mais do mesmo.
Entra presdiente novo e as esperanças se renovam. Daí começam as lambanças. Faltando seis meses para acabar o mandato e os opositores começam a mostrar as garras. Os situacionistas se defendem. No período eleitoral, promete-se um “novo Palmeiras”, um novo presidente entra e o ciclo se repete…
A conclusão que chego é que, infelizmente, não temos ninguém, ABSOLUTAMENTE NINGUÉM, capacitado para comandar este GIGANTE.
Frizzo, PN e Pescarmona. Melhor votar NULO.

Claro que com Valdívia o time melhora,agora o problema não é Valdivia,são os nossos olheiros ,sai Henrique vem Tóbio, Sai Kardec vem Henrique, ou seja ,já tinhamos um elenco limitado,mas quando sai alguem,sempre trazem pior, em vez de melhorar,o time hoje é pior que o time que disputou a serie B,isso só pode ser planejamento portugues,estamos sem lateral direito a quase 2 anos, e Ayrton já fez 12 gols pelo Vitória,desde que o emprestamos ,precisa dizer mais alguma coisa!

Zek, esse é um problema de todo o futebol brasileiro. Quem hoje tem um elenco melhor que no passado?
O Cruzeiro foi campeão brasileiro ano passado, e tem boas chances de ser bi este ano, com um monte de refugo no time, que encaixou. Bruno Rodrigo, Everton Ribeiro, Ricardo Goulart, Dagoberto, Marcelo Moreno, Egidio, Ceará, todos estes passaram sem brilho por diversos clubes brasileiros e hoje são tratados pela imprensa como grandes jogadores de um grande time.
A qualidade técnica do que se vê aqui é muito ruim. Muito ruim. Por isso buscar nos vizinhos sulamericamos é uma vantagem, pois o custo é menor e a qualidade maior, mas leva tempo para a adaptação.
O problema é que não temos tempo para esperar no Palmeiras. As coisas aqui tem que ser para ontem , porque a situação é ruim.

Quem emprestou o Airton foi o genio do Kleina.
Imaginem o time com Prass, Airton, Henrique e Lucio, Vitor Luis, Renato, Weslei, Valdivia e Alione, Kardec e Mouche

Prefiro o Valdivia jogando 30% dos jogos do que Menezes, Mendieta ou Bruno Cesar jogando todos os jogos! Não é craque, mas é acima da média e sabe fazer a bola chegar aos atacantes, nossa principal deficiência hoje…

Só tem mer… de conselheiro lixo, um pior do que o outro, tomara que o Paulo Nobre perca a eleição, o problema maior é que: Qual o próximo presidente, outro LIXO???

Esse pessoal pró Valdívia não deve possuir mais de 25 anos, não mesmo! Em 2012 caímos com ele, e aí, essa teoria vai pra onde ? Pega esses 500 mil e gasta com alguém profissional!

Tenho 24 anos, e to contigo nessa Danilo (e não é só pra te contrariar,não). Ele que vá chinelar por outros DM’s.

Arthur, eu não comparo, é até covardia fazer isso, sinceramente, eu em campo deito no Felipe Menezes, a questão é que se o Palmeiras fosse um clube sério, já teriam trazido alguém à altura pra substituir esse “chinelinho”, e essa discussão inútil, não existiria! A verdade ta aí, somos reféns de um cara que cag.a e anda pra gente (leia-se Valdívia) e de uma administração pífia, na verdade, Palmeiras e Valdívia se merecem!

Exato, Danilo. Resumiu bem. O Valdivia é bom tecnicamente. Sabe proteger a bola, sabe driblar, passar e deixar os outros na cara do gol. Estas características são difíceis de achar no futebol de hj, ainda mais no Brasil. Mas o custo-benefício é pífio. Sempre machucado, sempre suspenso, sempre chinelando. E não dá para armar um time considerando um jogador destes no esquema q não pariticipará efetivamente de metade dos jogos de fato.
Valdivia jogando 80% do tempo, saudável, responsável, não exagerando nas baladas qq bobo quer. Mas este Valdivia non ecziste!

A sim, mas aí você está abordando outra questão, a questão do “se”. Se a diretoria fosse competente, se nosso amado clube não estivesse sido subtraído desde o fim da década de 70, se, se e se… mas no caso atual e fatídico que é esse que nós nos encontramos, o Valdívia é único que da um a ponta de esperança. Por exemplo, no clássico contra o SPFW, se o Valdívia ficar no banco e entrar no decorrer do jogo com o placar de 1×1, todos pensarão: “agora a gente vira essa bagaça”. Sacou?

O problema está aí: sem Valdívia, vamos com quem? Felipe Menezes, BC e Mendieta são três zeros à esquerda. E a questão não está no uso do salário do Valdívia para pagar outro jogador, mas na grana para contratar alguém decente para usar a 10. O presidente pobre já gastou garganta falando que não tem dinheiro nem para limpar as nádegas. Se não tem tu, vai tu mesmo.

A capacidade de um jogador como Valdivia é tão evidente, que a própria mídia o persegue e multiplica por muitas vezes tudo de ruim que envolve o seu nome. Lógico que isso tá ligado diretamente ao fato de ser jogador do Palmeiras. Em 2012 o cenário era outro. No último terço do campeonato, o treinador era o péssimo Kleina e o time titular contava com Leandro Amaro, Márcio Araújo, Betinho, Maikon Leite, Juninho. Mesmo Henrique e Barcos ficaram perdidos no meio dessa ruindade toda. Valdivia é muito bom jogador, mas não faz milagre. Nem o canonizado “São” Marcos salvava essa barca ruim e furada de afundar.

46 anos e totalmente a favor do Valdívia retornar. Esperança de escapar do rebaixamento aumenta com ele em campo. No quadro atual, abrir mão dele é simplesmente insanidade, com todos os problemas que se possam apontar a seu respeito.

Como em terra de cego quem tem um olho é rei, melhor o Valdivia voltar. Já quanto as eleições do clube continuo preferindo o Paulo Nobre do que Frizzo e Pescarmona (cambada de conselheiros ruins). Pergunta ao site oposicionista 3 vv: Existe a possibilidade de surgir um outro candidato da oposição? Abraços!

Caio o 3VV não é site oposicionista. Portanto não se opõe a qualquer presidente. Apenas não tolera mediocridade quando se trata de Palmeiras. Abraços.

Não acho que Valdivia faça tanta diferença assim em campo. Ele até é habilidoso, mas sua eficiência é semelhante a dos jogadores que lá já estão. Não sabe chutar, cabecear, tem um passe apenas razoável e perdeu a explosão física que tinha na 1ª passagem pelo Palmeiras, coisa que fazia dele um pouco diferenciado. Se fosse isso tudo que alguns alegam, não teríamos caído em 2012. Mas ele não é isso tudo. Cair ou não, vai depender dos reforços que ainda poderão vir, tipo Cristaldo e DS. Valdivia não fará diferença nenhuma nisto, assim com não o fez em 2012.

Você tem toda razão. Parabéns pela visão de futebol.
O Palmeiras poderia aproveitar e tentar trazer de volta o Rivaldo Genérico do Figueirense para articular as jogadas e também o Chico bom passe, do Coritiba.

Não adianta trocar um jogador ineficiente por outro pior.
Conforme escrevi, acho que o DS entraria bem nesse time. É bem mais eficiente que o Valdivia, além de ter um salário menor…

Discordo veementemente. É o único meia que enxerga o jogo no futebol brasileiro. Quando está em campo sempre mete duas ou três bolas para os atacantes (ou meias, ou laterais) que deixam em condições de fazer gols. Fico irritado com a imprensa baba ovo dos patos e gansos da vida, que quando fazem uma jogada num joguinho de arque qualquer são tratados como gênios. Valdívia dá de 10 no Ganso, por exemplo. Dizer que ele não faz diferença para o Palmeiras é um equívoco primário de avaliação, a meu ver. Que é preciso reforçar o time é bastante óbvio (laterais, meias e um atacante artilheiro), mas sem um meia de criação como Valdívia ou outro com qualificação equivalente (ou superior), continuaria a faltar muito para o time engrenar.

eu acho que os caras querem que ele cobre escanteio e corra até a area pra cabecear, é só ver os videos das partidas pra reparar que a parte dele ele faz, sempre da uns passes perfeitos e a jogada morre depois

Resposta a esse comentário, abaixo da opinião do Gaúcho Palmeirense, postada lá por engano.

As respostas estão saindo fora do local desejado. Comentei a observação do José Braga.

Pois é, amigo torcedor de sofá. Vejo que não entende nada de futebol. Valdívia faz a diferença no país onde clubes tem poucos craques e nenhum como ele.
Sugestão: Assista jogos do Palmeiras onde ele atuou e espero que volte a atuar, assine o Premiere e deixe de assistir os curicanos falarem besteiras, como a sua, naquele programa do Neto.

Os comentários estão desativados.