Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 13-09-2014: No Maracanã, Palmeiras e Fluminense jogam para engatar recuperação ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• No Maracanã, Palmeiras e Fluminense jogam para engatar recuperação

Um time com 32 pontos e lutando para ingressar na faixa da tabela do Campeonato Brasileiro que dá vaga na Libertadores. Outro, com apenas 21, querendo se distanciar da zona de rebaixamento. Esses são, respectivamente, Fluminense e Palmeiras, que se enfrentam neste sábado, às 18h30 (de Brasília), no Maracanã.

Quem vive algo mais próximo de desespero é o Verdão. O time escapou de voltar a ocupar uma das quatro últimas colocações do torneio ao superar mais uma má atuação e vencer o Criciúma, na quarta-feira. Mas Dorival Júnior, técnico que só comandou a equipe em dois jogos até agora, admite que a situação pouco mudou, já que o clube está a só um ponto da faixa de descenso.

“Por enquanto, a vitória sobre o Criciúma não trouxe muita coisa. Ainda vivemos uma situação muito complicada e delicada. Não há motivo nenhum para mudarmos a preparação e a concentração. A realidade do Palmeiras é uma zona incômoda que nos faz estar sempre alertas, temos um processo muito longo de recuperação pela frente. Mas acreditamos que podemos superar esse momento”, discursou o treinador.

A superação também passa por problemas internos. Dorival tem 13 desfalques: Tobio, Marcelo Oliveira, Wendel, Lúcio, Wesley, Valdivia, Allione, Bernardo e Bruninho, todos com problemas musculares, Fernando Prass, em recuperação de cirurgia no cotovelo direito, Wellington, com lesão no tendão de Aquiles do pé esquerdo, Thiago Martins, que sente dores no joelho direito operado em janeiro, e Mateus Muller, em recuperação de lesão no pé esquerdo.

Com tantos problemas, o treinador foi obrigado a escalar entre os titulares Nathan, zagueiro de 19 anos que fará sua estreia como profissional logo no Maracanã, além de apostar no volante Eguren no meio-campo. A estratégia é não deixar o adversário trabalhar a bola e, ao mesmo tempo, encaixar um ritmo de jogo perigoso para os anfitriões.

Teoricamente, o Fluminense deveria estar mais motivado e embalado. Porém, não ganha há três partidas, incluindo o empate por 1 a 1 com o Figueirense na quarta-feira. As desconfianças e críticas só aumentam e a pressão é grande, mas Cristóvão Borges entende que sua equipe vai melhorar em relação aos últimos resultados e espera um melhor desempenho contra o Palmeiras.

“Jogando no Maracanã, vamos reencontrar o nosso melhor futebol. Contra o Figueirense, tivemos problemas e, no fim de semana passado, poderíamos ter vencido o Cruzeiro. No reencontro com o nosso estádio, estaremos motivados para fazer uma grande partida e conquistar essa importante vitória”, apostou o técnico.

O Tricolor aponta valor estratégico para buscar três pontos diante de um rival que briga para não cair. “Com todo o respeito ao Palmeiras, apenas a vitória pode ser considerada um resultado positivo. Vamos jogar em casa e, para atingir os nossos objetivos, não podemos mais desperdiçar pontos no Rio de Janeiro. Vamos dar o máximo em campo, lutando os 90 minutos pelo nosso objetivo”, prometeu o meia Wágner.

Cristóvão tem desfalques e reforços para este jogo. Não poderá contar com o lateral direito Bruno e o volante Diguinho, suspenso. Assim, Jean será improvisado na lateral direita e Edson, recuperado de estiramento muscular na coxa esquerda, e Valencia, livre de dores no joelho direito, formarão a dupla de volantes.

O atacante Fred, preservado contra o Figueira, reaparece, enquanto que Rafael Sobis, que não sofre mais com estiramento muscular na coxa esquerda, fica como opção no banco de reservas. A dúvida está na zaga, onde Henrique, ainda sofrendo com uma lombalgia, não tem retorno assegurado, deixando Marlon de sobreaviso.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE X PALMEIRAS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 13 de setembro de 2014, sábado

Horário: 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Raphael Pires (GO)

Assistentes adicionais: Cleber Vaz da Silva e Bruno Rezende Silva (ambos de GO)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Jean, Elivélton, Marlon (Henrique) e Chiquinho; Edson, Valencia, Cícero, Wágner e Conca; Fred – Técnico: Cristóvão Borges

PALMEIRAS: Fábio; Weldinho, Nathan, Victorino e Victor Luis; Renato e Eguren; Leandro, Diogo e Juninho; Henrique – Técnico: Dorival Júnior

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Dorival quer a permanência de Wesley, mas avisa: ‘Só depende dele’

Em meio à indefinição do futuro de Wesley, que pode trocar o Palmeiras pelo arquirrival São Paulo, o técnico Dorival Júnior quer a permanência do volante, com quem trabalhou no Santos em 2010. O treinador alviverde, aliás, tem conversado bastante com o jogador sobre a situação.

– É um período de finalização de contrato e naturalmente surgem propostas. Sempre tentei levá-lo para outras equipes desde que saí do Santos. Ele sabe o que penso dele. O Wesley será um jogador importante no processo de reestruturação da equipe, mas é natural que não dependa só do treinador. No que depender de mim, ele fica. Tivemos uma boa conversa e terei outras. Queria que ele ficasse, mas depende só dele – declarou Dorival, nesta sexta-feira, na Academia de Futebol.

Há grande desconfiança de que o camisa 11, cujo contrato com o Verdão se encerra em fevereiro de 2015, já tenha firmado compromisso com o Tricolor para sair de graça ao término do seu vínculo. Wesley e seu estafe negam até que exista proposta, mas as negociações para renovar com o Verdão congelaram.

O presidente Paulo Nobre aceitou manter os cerca de R$ 350 mil mensais recebidos por Wesley, além de oferecer R$ 3 milhões de luvas. Ele considerava a conversa muito adiantada, mas não conseguiu mais se reunir com os agentes do atleta para assinar o novo vínculo, válido por quatro anos. A suspeita é de que o São Paulo tenha oferecido salário semelhante e bônus maiores.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Dorival pede time atento, e Cristaldo diz: “O importante é não perder”

Por Felipe Zito e Marcelo Hazan

Depois de uma série negativa com Ricardo Gareca, o Palmeiras começa a ter bons resultados sob o comando de Dorival Júnior. Após duas partidas à frente da equipe, o treinador conseguiu um empate fora de casa (contra o Atlético-PR) e uma vitória no Pacaembu (contra o Criciúma). Neste sábado, o novo Verdão encara o Fluminense, às 18h30, no Maracanã, em um teste importante para confirmar sua recuperação no Campeonato Brasileiro.

Com 21 pontos, o Palmeiras abre a 21ª rodada da competição nacional na 15ª posição, mas com apenas um ponto de vantagem para o Coritiba, hoje 17º colocado e primeiro integrante da zona de rebaixamento. Para o atacante Cristaldo, herói da vitória alviverde contra o Criciúma, na última quarta-feira, um triunfo fora de casa será importante para dar mais confiança ao elenco, mas ele ressaltou a necessidade de não perder e somar pelo menos um ponto no Rio de Janeiro.

– Seria bom ganhar fora de casa, ainda mais contra um adversário como o Fluminense, que é muito bom. Estamos tranquilos. Queremos fazer um bom jogo. Ganhar ou empatar seria bom. O importante é não perder – disse o argentino.

Invicto no Verdão, Dorival Júnior aos poucos vai criando uma nova identidade para a equipe. De acordo com o treinador, o Palmeiras vai entrar em campo no Maracanã para jogar no ataque, mas com uma tática defensiva bem definida.

– Precisamos de agressividade na marcação e usar também o contra-ataque. Não podemos nos submeter a ser sparring. Temos de jogar porque sofreremos perigo se deixarmos jogadores do quilate que eles têm ficarem trabalhando a bola perto da nossa área. Não vamos jogar atrás, vamos repetir o que fizemos contra Atlético-PR e Criciúma, com marcação forte e saída organizada para armar o time – avaliou Dorival Júnior.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Valdivia só jogou 15 minutos no pós-Copa, mas não saiu dos holofotes

Valdivia esteve em campo por apenas 15 minutos após a Copa do Mundo – começou bem o clássico diante do São Paulo, mas acabou saindo com uma lesão na coxa. Apesar do pouco tempo nos gramados, o chileno foi assunto por diversas vezes nos últimos dois meses: Valdivia e os holofotes tem uma inexplicável atração um pelo outro.

O meia é um dos maiores oásis de personalidade no futebol brasileiro. Atormentado por lesões, há tempos tenta voltar a ser assunto pelos dribles ou gols. Enquanto isso, fala o que pensa – causa risadas, se envolve em polêmicas, e, às vezes, se complica. Em alguns momentos, são as confusões que procuram o jogador.

Algumas brigas, discussões ríspidas, episódios inusitados em redes sociais e até às férias de Valdivia geraram repercussão desde que o Mundial no Brasil chegou ao fim. Com o chileno perto de voltar aos gramados – a previsão é no próximo dia 17, diante do Flamengo – o UOL Esporte relembra as principais polêmicas recentes do meio campista. A última aconteceu nesta sexta-feira.

Discussão no treino – no treino desta sexta (12), na Academia de Futebol, Valdivia se envolveu em uma áspera discussão com o goleiro Bruno. Os dois trocaram insultos impublicáveis, se encararam e precisaram ser separados pelos companheiros de elenco. Felizmente, a paz veio logo depois, e bem ao estilo do chileno: sorrindo, deu voltas no gramado ao lado de Bruno. Quando passou pelos cinegrafistas até brincou, perguntando se tinham filmado o episódio.

Invasão online – no mesmo dia da discussão com Bruno, Valdivia teve sua conta no Twitter invadida por um hacker. Neste episódio, o chileno não teve absolutamente nenhuma culpa, mas, mesmo assim, acabou indo parar nas manchetes. O invasor republicou dezenas de mensagens na rede social do meia, muitas dela de conteúdo impublicável. Uma delas até fazia referência aos boatos que cercaram o corte de Maicon da seleção brasileira.

Briga com apresentador – Em agosto, o apresentador Tiago Leifert e a produção do Globo Esporte fizeram uma brincadeira no Twitter com a propensão a lesões de Valdivia. Levaram uma invertida: irritado, o chileno mandou uma resposta virulenta, cheia de palavrões. Depois, apagou o post.

Saída frustrada – após a Copa, Valdivia esteve com quase dois pés fora do Palmeiras: chegou a acertar salários e até posar com a camisa do Al Fujairah, dos Emirados Árabes. A negociação, porém, fracassou, e as razões nunca ficaram totalmente claras. O jogador culpou a direção do clube árabe, e disse ter sido enganado.

A Disney – depois do “acerto” com o Fujairah, Valdivia “desapareceu”. Sem saber o desfecho da negociação com os árabes, Palmeiras, investidor e até os pais do jogador o procuraram, mas não descobriram seu paradeiro. Nas redes sociais, fotos com personagens do universo criado por Walt Disney. Quando voltou, o chileno confessou que havia visitado o famoso parque de diversões nos Estados Unidos. “Não sumi, fui à Disney”.

As polêmicas e o jeito irreverente fazem parte da personalidade de Valdivia, e dos motivos que o fizeram um dia ser um ídolo da torcida palmeirense. Infelizmente, as lesões têm impedido o chileno de mostrar essa personalidade dentro de campo.

Nesta reta final do Brasileirão, ele tem a oportunidade de voltar aos holofotes pelos seus gols e jogadas, e entrar na história do Palmeiras, ajudando a evitar um rebaixamento no ano do centenário do clube.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• WTorre não crê em Allianz Parque fechado até o fim da arbitragem

A WTorre não acredita que o Allianz Parque ficará fechado até o fim do processo na arbitragem, após o Palmeiras pedir uma liminar que impeça eventos comerciais enquanto há o imbróglio judicial. Com o show de Paul McCartney perto de ser definido para o fim de novembro, a construtora vê interesse das partes em ter a Arena aberta o quanto antes.

Já o Verdão entende que o local pode ser usado com seu aval, por meio de um acordo temporário (que o clube já recusou uma vez), ou após o parecer final da arbitragem sobre pontos divergentes do contrato, como a divisão das cadeiras do estádio. A discussão pode demorar mais um ano.

“A abertura da Arena interessa à WTorre, pois o início das operações vai gerar receitas, único meio de recuperar o investimento para erguê-la e as obras de contrapartida já entregues; e ao Palmeiras que, além de voltar a jogar em casa, agora em instalações à altura dos anseios de sua torcida, terá recursos gerados por fontes de receita inexistentes no antigo Palestra Itália”, explicou a empresa, em nota enviada ao LANCE!Net.

A WTorre diz que não comentará o andamento do processo, mesma postura do clube, pois o caso corre em sigilo na arbitragem. Com um relacionamento conturbado, as partes têm tido contatos principalmente por meio de Paulo Remy, CEO da construtora, e Paulo Nobre, presidente do clube. Os dois chegaram a conversar sobre a possibilidade do acerto temporário, rechaçado pelo mandatário alviverde. Se houver acordo, quer que seja definitivo, encerrando de vez a briga.

Ainda assim, a construtora aposta na “boa vontade” dos dois lados para que se chegue a um acordo e o estádio possa funcionar ainda neste ano. Com mais de 95% das obras concluídas, a expectativa da WTorre é até de que o primeiro jogo aconteça no dia 8 de novembro, entre Palmeiras e Atlético-MG. A posição é parecida com a da AEG, gestora de eventos do local, que segue sua programação sem alteração.

VEJA A NOTA OFICIAL ENVIADA PELA WTORRE:

“Com relação à reportagem “Liminar pode colocar clube em vantagem”, publicada na edição da última quinta-feira no LANCE!, a WTorre esclarece que não comenta o andamento do processo de arbitragem, que corre em regime de sigilo. Ainda assim, não acredita na hipótese da arena ficar fechada até a conclusão do processo de arbitragem por um motivo simples: a abertura da arena interessa às duas partes.

Interessa à WTorre, pois o início das operações vai gerar receitas, único meio de recuperar o investimento para erguer o estádio e as obras de contrapartida já entregues ao Clube e à cidade, integralmente bancadas pela companhia; e ao Palmeiras que, além de voltar a jogar em sua casa, agora em instalações à altura dos anseios de sua torcida, passará a contar com recursos gerados por fontes de receita inexistentes no antigo Palestra Itália, o que permitirá ao clube almejar novas e ainda mais relevantes conquistas.

É importante ressaltar que a WTorre acredita que essa parceria entre a empresa e o Clube irá estabelecer uma nova referência para o mercado brasileiro, demonstrando como a iniciativa privada e os clubes podem construir modelos de negócios inovadores em conjunto.”

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Bernardo Itri

• Tapas e beijos

A briga entre Valdivia e Bruno no treino desta sexta (12) causou estranheza no Palmeiras. O goleiro e o chileno são vistos no clube como inseparáveis.

••

4 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 13-09-2014: No Maracanã, Palmeiras e Fluminense jogam para engatar recuperação ❘ GAZETA ESPORTIVA NET”

A folha/Uol…..que é mais bambi do que nunca…..fazendo piadinha com tapas e beijos. Bando de bambis, e ainda tem torcedor palmeirese que lê.

A folha/Uol…..que é mais bambi do que nunca…..fazendo piadinha com tapas e beijos. Bando de safados, torcedores bambis.

Os comentários estão desativados.