Categorias
Notícias

Editorial: a primeira eleição a gente nunca esquece

 

O Conselho Deliberativo da SE Palmeiras se reuniu na noite desta 2a feira, 13 de outubro, e votou o filtro para as chapas concorrentes à eleição para Presidente do Palmeiras.

Paulo Nobre com 126 votos e Wlademir Pescarmona com 67 votos passaram para a Assembleia dos Sócios, dia 29 de novembro.

Luiz Carlos Granieri não passou pelo filtro. Ficou com menos dos 42 votos necessários.

O Palmeiras ganhou

O pior cenário seria uma vitória de Paulo Nobre nesse turno.

Por quê?

Esta será a primeira vez que o sócio poderá votar para Presidente da SEP, depois de uma longa jornada que muitos palmeirenses lutaram – e que hoje ironicamente estão em lados opostos.

E por quê precisamos dos sócios votando e elegendo o Presidente? Porque nós precisamos do debate. Nós precisamos que as chapas candidatas tenham mais tempo para irem aos sócios e sejam sabatinadas. Que não só apresentem suas propostas mas estabeleçam compromissos. Que sejam cobradas ANTES da eleição.

Precisamos que os sócios desafiem as ideias e projetos dos candidatos. Que exijam que estes candidatos revisem partes dos seus planos. Que sejam mais ambiciosos.

Mas principalmente: que o sócio tenha a possibilidade de avaliar esta gestão. Que possa avaliar este modelo. Se quer esse modelo implementado há 19 meses ou não. Se aprova o modelo da austeridade financeira do futebol. Se está de acordo com o  modelo do clube social. Se acredita que está correto o modelo de relacionamento com a parceira WTorre.

Se realmente estamos economizando e com isso compensando o pobre desempenho esportivo. Se nossa crescente dívida agora também com o Presidente é avalizada pelos sócios.

E por outro lado. O sócio tem que conhecer a opção. Pescarmona seria um bom Presidente? Qual sua proposta? Como pretende entregar suas promessas de campanha. Quais são seus aliados. O que pensa do clube. E do futebol. E da WTorre. Como avalia seu período como diretor de futebol.

Tudo isso os candidatos terão a oportunidade agora de mostrar aos sócios. E serem avaliados por ele.

Se ficasse no Conselho, alguém avaliaria? Ninguém. Não há avaliação no conselho. O voto é através de acordos e fidelidade. Não avalia.

Por isso o Palmeiras ganha. O sócio tem que avaliar. E votar.

Claro, o fórum ideal para essa avaliação seria o torcedor palmeirense. Afinal, nosso negócio central é o futebol.
Mas infelizmente os mecanismos para abrirmos a vida política dessa instituição ao torcedor de futebol dormem numa reforma estatutária que poucos conhecem. Uma pena… perdemos dois anos.

Mas sem problema! Depois de um século a eleição palmeirense acontecerá pelo voto do sócio. Dia 29 de novembro. Alguns sócios reclamam sobre a qualificação dos candidatos. Pouco importa. Temos dois candidatos, duas propostas e apenas uma cadeira.

Que os candidatos usem essas semanas que têm pela frente para apresentar seus projetos, refinar suas propostas, e principalmente assumir compromissos.

Saudações Alviverdes!

79 respostas em “Editorial: a primeira eleição a gente nunca esquece”

acho que o pescarmona não vai mudar nada, acho que o nobre se ligou e viu que a cupa foi do brunoro que já o mando em bora e contrato um dos melhores do brasil que é o rodrigo caetano acho sim que lele deveria ganhar

Esse negócio de política foi longe demais no Palmeiras. Cansou. Não dá mais. Causa náusea. Não vejo como o Sr.P. Nobre possa pleitear o cargo outra vez, depois da administração desastrosa que fez até agora. Foi o pior de todos os presidentes nos quase 60 anos que acompanho o Palmeiras como torcedor. Aa continuar assim, em breve o Palmeiras, essa admirável sociedade centenária, estará extinto, pela política cancerígena dos seus mandatários.

VITOR- Embora nao concorde me impressiona a maneira astuta que vc tem para defender a gestão PN. Parabens. Quanto ao BELLUZZO, gostaria de informa-lo que o conheço da epoca do MUDA PALMEIRAS do qual tive a honra de participar. O AVANTI foi implantado na gestao do BELLUZZO pelo ROGERIO DEZEMBRO, diretor de MKT do PALMEIRAS na epoca. O DEZEMBRO tinha um plano cuja meta era atingir a marca de 100mil socios em dois anos. Nao deu tempo. Depois o DEZEMBRO foi para a WTorre costurar a construçao da ARENA que o mumu, mentor intelectual do PN, queria impedir de ser construida de qq maneira. Olha com quem anda o PN…. Achar que o AVANTI com 45mil socios esta indo bem é pensar pequeno demais. Uma torcida de 16 milhoes de apaixonados torcedores deveria ter hj proximo de 200 mil socios. A gestão do Tirone( Deus nos livre) e a do PN ( Deus nos salve) nao souberam alavancar o projeto e aproximar a torcida do clube. Mediocridade pura. O maior produto, alem da MARCA PALMEIRAS, que teremos sera a ARENA ( herança do BELLUZZO, CRISCIO, DEZEMBRO E OUTROS) que se bem aproveitada nos dara um bom folego financeiro. Isso se o mumu não continuar a guerra com a WTorre e ja incorporada pelo PN. Desculpe VITOR mas pretender comparar a gestão do BELLUZZO( teve erros sim) com a do TIRONE e do PN é no minimo imprudencia. Repito…. torça pelo PN ma sorte para vc. Eu torço pelo PESCARMONA e rogo a DEUS que me de sorte. A minha sorte sera a LIBERTAÇAO DO PALMEIRAS. PUNTO E BASTA….

a real, nobre nao e do ramo, deixou barcos ir…de graca, luan ta indo de graca, wsley pode ir de graca, e valdivia pode ir de graca…o cara nao sabe contratar e nem contrata um gestor do ramo ex. juninho paulista, ou outro, que conheca de futebol, pescabota, me parece que gosta do futebol, o nobreza curte mais o social, o negocio e colocar o louco, por que o sabio nao serviu.ja que Deus usa os loucos pra confundir os sabios, entao poem o pescador…acho que pelo menos vamos brigar sempre la em cima.

Os comentários estão desativados.