Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 24-10-2014: Palmeiras e Corinthians, o último Dérbi no Pacaembu ❘ ROBERTO AVALLONE

BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

• Palmeiras e Corinthians, o último Dérbi no Pacaembu

Sei lá se por um motivo qualquer, Palmeiras e Corinthians ainda voltem a disputar esse clássico no Pacaembu. Mas, pelo jeito, este sábado marcará o último Dérbi no velho e romântico estádio, que já abrigou tantas emoções: o Corinthians já tem a sua Arena, assim como o Palmeiras deve ter a dele em novembro deste ano.

E assim, para eles, o Pacaembu será apenas uma linda história.

Quanto ao jogo de agora, diria que é uma partida de contrastes, com o Corinthians em terceiro lugar no Campeonato Brasileiro, lutando, no mínimo, por uma vaga na Libertadores: o Palmeiras, por sua vez, décimo- quarto colocado, briga mesmo é para não ser rebaixado para a Segundona, condição que sua torcida não esperava no ano de seu Centenário.

De qualquer jeito, é sempre um Palmeiras e Corinthians. Casa cheia. Sem favorito.

Aliás, de casa cheia sempre vi este clássico, desde os tempos de menino, levado pelas mãos generosas de meu pai às arquibancadas do Pacaembu. Vi o Dérbi de todas as maneiras, sempre com uma emoção especial entre os torcedores, algo que é percebido mas não explicado. Goleadas? Vi um 6 a 4 (dez gols) para o Corinthians no começo dos anos 50, com Claudio e Baltazar fazendo a festa e o goleiro palmeirense, Herrera, estrear e nunca mais jogar pela equipe acusado de falhar demais; vi também Palmeiras 5, Corinthians 2, com dois gols de Julinho, dois de Vavá e um Servílio contra dois do ponta-esquerda Lima, depois de o placar chegar a cinco a zero.

Brigas? Muito poucas, não me lembro de algum grande tititi no estádio. E não só no estádio, pois quando não coincidia de meu pai me levar, curtia ir de caminhão da Casa Verde até o Pacaembu, ao lado de torcedores de todos os times grandes. Sem nenhum drama.

Confesso que me atinge uma ponta de nostalgia. E não é uma pontinha, não. É uma nostalgia gostosa, que me remete aos tempos de paixão sem violência. Será que um dia eles voltam?

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO ROBERTO AVALLONE ❘ UOL

•• 

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

• Com algumas novidades, Palmeiras divulga a lista dos relacionados

Dorival Júnior divulgou nesta sexta-feira a lista dos relacionados para o duelo do Palmeiras com o rival Corinthians, neste sábado, às 16h20, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro. Dentre as novidades estão as presenças de Diogo e Lúcio, recuperados de lesão.

Além deles, Marcelo Oliveira, que não pode enfrentar o Cruzeiro por ainda ter contrato com os mineiros, e Valdivia, que cumpria suspensão imposta pelo STJD, também estão de volta. Veja abaixo a lista dos 23 jogadores disponíveis para o Dérbi no Pacaembu.

Goleiros: Fernando Prass e Deola

Laterais: João Pedro, Wendel, Juninho e Victor Luis

Zagueiros: Lúcio, Tobio e Nathan

Volantes: Renato, Marcelo Oliveira, Wesley e Washington

Meias: Valdivia, Mazinho, Felipe Menezes, Mendieta e Bernardo

Atacantes: Henrique, Diogo, Cristaldo, Mouche e Leandro

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE COM

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Misterioso, Palmeiras vai ter de duas a três mudanças no clássico

Por Helder Júnior

A ascensão do Palmeiras na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro ainda não permite ao técnico Dorival Júnior abandonar a cautela. Na manhã desta sexta-feira, ele evitou como pôde dar pistas sobre a escalação de sua equipe para o clássico contra o Corinthians, no dia seguinte, no Pacaembu.

“Ainda não defini. Mas, basicamente, é a mesma equipe que jogou com o Cruzeiro, à exceção de possivelmente duas ou três alterações. Logicamente que uma delas é a volta do Valdivia”, comentou Dorival, antes de lamentar o pouco tempo de recuperação entre a partida de quarta-feira e a deste fim de semana.

Livre da suspensão imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o meia chileno Valdivia deverá ocupar a vaga de Bernardo, elogiado por Dorival. Na zaga, o veterano Lúcio está recuperado de dores na coxa esquerda e tem chances de reaparecer no lugar do jovem Nathan. Mais à frente, Marcelo Oliveira, que não enfrentou o Cruzeiro em razão de uma cláusula contratual, herdaria o posto de Renato.

Pelo discurso de Dorival, as alterações não são tão simples como aparentam. Lúcio, por exemplo, já não conta mais com espaço garantido no time. “O Lúcio e o Nathan têm os seus valores, então deveremos pensar direitinho no momento da escalação. É o que faremos. A definição ainda vai acontecer”, postergou o treinador.

Também existe a possibilidade de alteração no setor ofensivo. O argentino Cristaldo virou reserva de Mazinho no jogo passado, em que o seu compatriota Mouche entrou e marcou o gol palmeirense. “O Mazinho virou mais uma opção. É um jogador que já vinha buscando uma titularidade quando teve a lesão no ombro. Isso prova que temos um elenco grande. Às vezes, um atleta aparece como titular de repente”, avisou o misterioso Dorival Júnior.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET 

• Com única vitória, gestão Nobre em clássicos perde para rebaixado Tirone

Por Bruno Ceccon e Luiz Ricardo Fini

A partir das 16h20 (de Brasília) deste sábado, Paulo Nobre terá a última oportunidade de ver o Palmeiras vencer o arquirrival Corinthians em sua gestão como presidente. O desempenho do time em clássicos sob o comando do atual mandatário é inferior ao do período do antecessor Arnaldo Tirone.

Desde que Nobre assumiu a presidência do Palmeiras, no começo de 2013, a equipe disputou um total de 11 partidas contra Corinthians, São Paulo ou Santos. Dos 33 pontos possíveis, conquistou oito (uma vitória, cinco empates e cinco derrotas), o que corresponde a 24% de aproveitamento.

Durante a gestão de Tirone, que presidiu a agremiação nas temporadas de 2010 e 2011, foram 19 confrontos com os principais adversários do estado de São Paulo. Dos 57 pontos possíveis, o time conquistou um total de 21 (cinco vitórias, seis empates e oito derrotas), com aproveitamento de 36%.

Como o Palmeiras foi rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro 2012, na gestão de Arnaldo Tirone, o mandato de Paulo Nobre terá um número menor de clássicos. O time alviverde, atual 14º colocado no torneio nacional, corre risco de cair pela terceira vez em sua história.

A única vitória em clássicos na gestão de Nobre veio na quinta rodada do Campeonato Paulista 2014, disputada no começo de fevereiro. No Estádio do Pacaembu, o Palmeiras ganhou com gols de Valdivia e Alan Kardec, centroavante que passou a defender o rival após uma atribulada negociação.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCENET

Por Francisco Loureiro 

• Ausência

Em cerimônia no Palmeiras, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, entregou os novos equipamentos de quadra para o clube ao lado de dirigentes esportivos.

Além do ministro, a presença mais esperada era a do presidente Paulo Nobre, que não apareceu.

O staff do clube disse que não haviam confirmado a presença do dirigente, e que a organização do evento estava a cargo do ministério.

No entanto, fontes ouvidas pela De Prima afirmaram que a ausência tem outro motivo: as eleições no clube.

Palmeirense, o ministro Aldo Rebelo declarou que apoia a chapa de oposição, cujo vice é amigo pessoal do ministro, o economista e ex-presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo.

Apesar de rivais políticos, Nobre e Rebelo são amigos.

•• 

COLUNA PAINEL FC ❘ FOLHA DE S.PAULO

Por Bernardo Itri

• Clima…

A diretoria do Palmeiras diz notar interferência da WTorre nas eleições do clube e relata estar incomodada. Membros da direção afirmam ter visto na quarta (22) o candidato da oposição, Wlademir Pescarmona, entregando a sócios ingressos da despedida de Ademir da Guia, organizada pela construtora. Já a diretoria recebeu ontem 5.000 entradas para distribuí-las.

• …eleitoral

A WTorre nega ter dado ingressos para Pescarmona e diz não participar de forma alguma da eleição do clube. A construtora alega que todas entradas só começaram a ser distribuídas nesta quinta. O candidato da oposição também afirma que não recebeu ingressos da construtora. “Não distribuí. Ganhei só dois [ingressos], como todos os conselheiros”, diz Pescarmona.

••

14 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 24-10-2014: Palmeiras e Corinthians, o último Dérbi no Pacaembu ❘ ROBERTO AVALLONE”

Contra as sereias eu tinha certeza da vitoria! E fiasco! Agora prefiro não fazer prognósticos! Vou curtir o jogo, e torcer, sem expectativa de resultado!

Boa noite Fratellis! Amanhã estarei no Municipal, é como disse o Victor Sbrighi, 3 x 0 e o começo de uma nova era, é o que eu e todos nós aqui desejamos para o nosso Palmeiras! Henrique, Wesley e Valdivia (de bicicleta!) vão exorcizar o gambá, podem escrever! Scoppia!

Somos tres, pago o avanti, sou socio do clube e nada! Falta de consideracao

Estaremos presentes mais uma vez no meu, no seu, no nosso pacaembúuu. 3XO, começo da redenção, da dissipação das nuvens negras, o Início de uma nova era.

O canal sportv irá transmitir o jogo do Divino amanhã ? Alguém sabe informar ?

Aos Palmeirenses só vai restar torcer, mesmo sabendo que o treinador vai jogar contra outra vez, trazendo de volta ao time desnecessariamente Lúcio e Marcelo Oliveira quando Nathan e Renato deveriam continuar, e deixando outra vez injustamente o bom e aplicado Mouche de fora pra continuar privilegiando outros como Wesley e Mazinho.

A diretoria do NOBRE , é mesmo um grande FIASCO !!!O INTER usou o show de PAUL, para alanvancar o sócio torcedor !!!!No Palmeiras, o sócio torcedor em 2 shows, não terá nenhum desconto !!!!O AGIOTA, SÒ PENSA MESMO EM GRANA !!!

Sergio, as diretorias do Palmeiras não tem qualquer ingerência sobre o preço e possíveis descontos de shows…

Embora o mando seja nosso, a obrigação de ganhar é dos gambás, afinal são os queridinhos da mídia e da globo. Cabe ao Dorival montar o time com cautela e buscar espaço para em 2/3 contra ataques matar o jogo.

Verdade, amanhã a vitória é fundamental, tem que aproveitar os desfalques do time deles (Guerreiro, Ralf, Anderson Martins). Se bem que se o Dorival insistir com o Wesley, entraremos em campo com 10 jogadores!

Como sócio do clube, comi poeira da obra durante quatro longos anos de transtorno. Como sócio-torcedor, tive que me deslocar até o Canindé, Barueri e pqp para ver o time jogar. Como torcedor comum, fiquei sem a nossa referência de território. Agora que estamos bem próximos de retornarmos para nossa casa, a diretoria não faz nenhuma ação entre sócios do clube, sócios-torcedores e torcedores comuns para que possamos participar da festa com os ídolos da história do Verdão. É só decepção…

Os comentários estão desativados.