Categorias
Verdão na Mídia

VERDÃO NA MÍDIA 29-10-2014: Palmeiras gasta R$ 25 mi em gringos, mas só ‘reforço grátis’ é titular ❘ LANCENET

NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

• Palmeiras gasta R$ 25 mi em gringos, mas só ‘reforço grátis’ é titular

Por Gabriel Carneiro e Thiago Ferri

Quando Ricardo Gareca assumiu o Palmeiras, o argentino pediu – e recebeu – conterrâneos para reforçar o elenco alviverde. O zagueiro Tobio, o meia Allione além dos atacantes Mouche e Cristaldo chegaram com o aval de El Flaco, que durou só 13 jogos no clube. Com Dorival Júnior, apenas o beque, que veio de graça, é titular hoje. O trio, que custou R$ 25 milhões ao Verdão, luta para recuperar seu espaço com o atual chefe.

Depois de acumular falhas em sua chegada, Tobio admitiu que sofria com a adaptação ao estilo de jogo mais rápido no Brasil. Agora, o camisa 2 vem realizando partidas mais seguras, e foi bem no Dérbi, atuando ao lado de Nathan.

Allione, visto como o mais promissor dos hermanos, passou a sofrer com lesões, e consequentemente não conseguiu as mesmas chances que tinha com o ex-treinador do Vélez Sarsfield (ARG) agora sob os olhares de Dorival Júnior. Ontem, o camisa 20 voltou a treinar com o restante do grupo.

Cristaldo, por sua vez, parecia ter se tornado o titular, mas sem grandes números (15 jogos e dois gols) o técnico decidiu colocá-lo no banco nas duas últimas partidas do Nacional. O camisa 9, agora, pode receber nova chance, contra o Bahia, pois Henrique estará suspenso domingo.

Mouche, o mais caro dos quatro, e um dos primeiros pedidos de Gareca, vivia no ostracismo até entrar contra o Grêmio e marcar na vitória por 2 a 1. Ele jogou bem ante o Santos, voltou a ir às redes contra o Cruzeiro, mas não foi usado no Dérbi de sábado. A falta de sequência no Verdão é algo que incomoda o camisa 14.

Dentro do elenco, os argentinos têm uma motivação, inclusive, entre seus próprios concorrentes. Mazinho, pouco usado por Gareca, agora vem sendo até titular com Dorival Júnior. Para o camisa 27, todos receberão chances até o fim do ano.

– Com Gareca eu não tive tantas oportunidades, entrei pouco com ele. O Dorival conversa bastante, e com todo mundo, na verdade. Ele vinha falando desde antes, me colocou para jogar e estou fazendo o que ele pede. Todos vão ter uma oportunidade – afirmou o meia-atacante.

É o que esperam os argentinos. Eles precisam, e querem, mostrar por que o Palmeiras gastou os R$ 25 milhões no trio. Tempo ainda há.

VEJA UM RAIO-X DOS ESTRANGEIROS DO VERDÃO:

Tobio
PREÇO: R$ 0 (veio após fim de contrato no Vélez Sarsfield-ARG)
CONTRATO: Cinco anos.
SITUAÇÃO: É titular da zaga, desbancando os garotos e também o veterano Lúcio. Faz dupla com Nathan e tem tido boas atuações em sequência.

Cristaldo
PREÇO: R$ 8 milhões
CONTRATO: Quatro anos.
SITUAÇÃO: Reveza momentos como titular e reserva. Perdeu espaço com a entrada de Mazinho, mas segue sendo opção. Fez dois gols e pode jogar domingo, com Henrique suspenso.

Allione
PREÇO: R$ 6 milhões
CONTRATO: Cinco anos.
SITUAÇÃO: Agradava, mas sofreu lesão muscu-lar e ficou fora de combate por semanas. Voltou a treinar com bola ontem, na Academia de Futebol, e será novidade nas próximas semanas.

Mouche
PREÇO: R$ 11 milhões
CONTRATO: Cinco anos.
SITUAÇÃO: Fez dois gols (contra Grêmio e Cruzeiro), mas não teve confiança de Dorival para ser titular até agora. Com o técnico, demorou para ganhar espaço e é opção para este domingo.

OUTROS GRINGOS: Mago em alta; Mendieta, Eguren e Victorino esquecidos:

Do latino elenco palmeirense, ainda fazem parte dele um chileno, um paraguaio e dois uruguaios. Destes, um deles é o que mais brilha: Valdivia. O camisa 10 é o líder da equipe e capitão neste segundo turno. Seu amigo Mendieta, por sua vez, é figura constante no banco de reservas, mas entra pouco. Contratado no ano passado vindo do Libertad (PAR), o armador paraguaio ainda não conseguiu mostrar a que veio no Verdão.

Victorino e Eguren, ambos jogadores experientes e com passagens pela seleção uruguaia, perderam espaço por conta de lesões. O zagueiro carrega o problema desde que chegou, e fez sua estreia apenas em julho (ele foi contratado em janeiro). O volante, por sua vez, está recuperando-se de uma lesão rara na coxa e não tem previsão para voltar a jogar.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ LANCENET

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA

• Valdivia volta a correr no campo e aumenta chance de encarar Bahia

Por Luiz Ricardo Fini

O meia Valdivia realizou na manhã desta quarta-feira seu primeiro trabalho no campo desde que sofreu a pancada na bacia durante o clássico contra o Corinthians, no sábado. Sob orientação de seu fisioterapeuta José Amador, o chileno foi ao gramado para fazer uma corrida, aumentando a chance de ficar à disposição do técnico Dorival Júnior na partida de domingo, contra o Bahia.

O jogador iniciou o dia com trabalho no departamento médico e, em seguida, dirigiu-se à sala de musculação. No caminho, ainda parou para posar para fotos com três fãs que acompanhavam a atividade na Academia de Futebol. Para finalizar os trabalhos da manhã, Valdivia foi ao campo, quando a maior parte do elenco já havia se dirigido aos vestiários.

Na corrida, o meia ainda conversou com Amador, que é o fisioterapeuta cubano com quem trabalha desde a época da seleção chilena. O atleta tenta se recuperar do problema sofrido ainda no início do jogo contra o Corinthians, quando levou uma pancada no lado esquerdo da bacia ao disputar uma bola pelo alto com Elias. Mesmo com dores, o jogador seguiu em campo até quase o fim do Derby.

Na segunda-feira, Valdivia foi submetido a exames, que não detectaram fratura. Na ocasião, o chileno ainda reclamava do desconforto. A participação na partida contra o Bahia, no domingo, em Salvador, dependerá da redução das dores.

Além de Valdivia outros dois titulares não trabalharam com o restante do elenco. O zagueiro Tobio e o meio-campista Wesley realizaram apenas trabalhos físicos na manhã desta quarta.

Ambos iniciaram o dia com um fortalecimento na sala de musculação e, depois, fizeram apenas uma corrida no campo, calçando tênis, enquanto Dorival Júnior dirigia um treino técnico, com exigência de trocas de passes.

O treinador até levou um susto com o atacante Cristaldo no treino técnico, depois que o atleta sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo. No entanto, o argentino não deve ser problema para o próximo jogo.

O zagueiro reserva Lúcio também foi ausência no gramado, pois ficou em um trabalho específico na academia. Apesar do treino separado, Tobio, Wesley e Lúcio devem ficar à disposição de Dorival Júnior sem problemas no domingo, quando o Verdão enfrentará o concorrente direto.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA

•• 

NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE

• Cristaldo sente o tornozelo e deixa o treino mais cedo no Palmeiras

Por Felipe Zito

Depois de ganhar os retornos de Allione e Wellington na última terça-feira, o técnico Dorival Júnior teve uma pequena dor de cabeça no fim do treinamento desta quarta-feira, na Academia de Futebol. Após uma dividida, Cristaldo deixou a atividade sentindo uma leve torção no tornozelo esquerdo. O argentino, a princípio, não preocupa a comissão técnica.

Sem contar com Wesley, Tobio e Valdivia, que fizeram apenas uma atividade física, e Lúcio, que fez fortalecimento muscular, Dorival comandou um trabalho técnico com três equipes em campo reduzido no CT alviverde.

No fim, os atletas ainda participaram de um rápido trabalho de finalização. Com as ausências do lateral-esquerdo Juninho e do atacante Henrique, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o Palmeiras terá mudanças na Bahia.

Como ainda não comandou um coletivo nesta semana, Dorival não deu indícios da equipe que entrará em campo no próximo domingo, às 20h (de Brasília), na Arena Fonte Nova. Na lateral, a tendência é que Victor Luis seja deslocado para a posição, abrindo espaço para Renato no meio de campo. No ataque, Mouche, Cristaldo, Diogo e Leandro disputam a vaga do artilheiro do Brasileirão.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GLOBO ESPORTE

•• 

NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

• Diego Cavalieri é possibilidade para o Palmeiras e sonho para o Flamengo

Por Danilo Lavieri, Guilherme Palenzuela, Luiz Gabriel Ribeiro e Vinicius Castro

Diego Cavalieri dificilmente começará 2015 no Fluminense. Depois de quatro anos no clube, o goleiro de 31 anos não deverá se enquadrar no modelo de redução de investimento da Unimed, e deve trocar de camisa ao término de seu contrato, no fim desta temporada. Aparecem como possibilidades mais claras, agora, o Palmeiras e o Flamengo. No caso do primeiro, a chance de uma negociação. No caso do segundo, um sonho.

Cavalieri recebe hoje cerca de R$ 250 mil mensais, e é o único, ao lado do zagueiro Gum, por quem a diretoria deverá brigar para manter no elenco de alto padrão. Recentemente o goleiro não gostou de ver vazar a informação de que teria pedido o dobro do valor para renovar, algo que considerou como traição interna. Agora, uma das hipóteses é retornar ao Palmeiras, clube que o revelou e no qual jogou profissionalmente entre 2002 e 2008. Já houve até uma conversa entre o atleta e a diretoria palmeirense.

O UOL Esporte apurou que Luis Fronterotta, diretor de Paulo Nobre, fez uma reunião com Diego Cavalieri, que mostrou interesse em retornar. O problema será o acordo salarial para o enquadramento na política de produtividade. Em contato com a reportagem, Fronterotta afirmou que não comentará a possibilidade de negociação por ser um padrão da atual gestão. “Só comentamos atletas que tenha contrato fechado”, afirmou por mensagem de celular.

Mesmo com Fernando Prass em ótima fase, o Palmeiras aprova a ideia de contratar Cavalieri. A identificação do jogador com o clube é o principal fator para que a diretoria aprove o reforço. Com 36 anos, Fernando Prass tem contrato até o dia 31 de dezembro de 2015. Caso a chegada de Cavalieri se confirme, dificilmente ele renovará seu vínculo.

No Flamengo, Cavalieri é visto como sonho. O goleiro tem o aval do técnico Vanderlei Luxemburgo, com quem trabalhou no Palmeiras. Internamente, os dirigentes reconhecem a necessidade da contratação de um goleiro experiente para a vaga que hoje é de Paulo Victor, que tem 27 anos e voltou a ser titular em 2014. Publicamente, no entanto, a versão é evasiva: “O Cavalieri é um grande goleiro, mas estamos muito satisfeitos com o Paulo Victor”, afirma o vice-presidente de futebol do Flamengo, Alexandre Wrobel.

Por ora, Celso Barros, presidente da Unimed, passa a responsabilidade para o Fluminense. A principal patrocinadora do clube desde 1999 já anunciou que reduzirá o investimento a partir de 2015.

“O Fluminense tem que se posicionar. Em novembro discutiremos a continuidade do patrocínio da Unimed com o Fluminense. Os direitos do jogador estão com o clube, que tem que se posicionar diante das especulações. Antes de novembro, não há porque a Unimed falar. Como tricolor, quero que ele fique”, diz Barros.

O São Paulo garante que não existe hipótese de contratar Diego Cavalieri em 2015, após a aposentadoria de Rogério Ceni. O clube diz que foi procurado há cerca de três meses por agentes com procuração para negociar o jogador – Cavalieri não tem empresário pessoal – e recebeu uma oferta para contratá-lo. No entanto, a diretoria explica, assim como no ano passado, que não há interesse e que o reserva Denis herdará a vaga de Ceni.

“O Diego Cavalieri foi oferecido, e eu não quero. Foi oferecido o outro, o Jefferson, do Botafogo, e eu nem quis conversa, com nenhum dos dois. O goleiro é o Denis. São empresários que ligam para falar com Gustavo [Vieira de Oliveira, gerente de futebol]. Empresários ligam e oferecem. É sempre para o Gustavo, não para mim, e ele vem falar comigo. Cavalieri faz uns três ou quatro meses. Agora, o Jefferson, com essa encrenquinha com o Botafogo, o empresário dele ligou para o Gustavo há algumas semanas. Conversei com o Muricy, o goleiro de 2015 vai ser o Denis. Seria uma injustiça com o rapaz que está anos e anos esperando por uma chance não dar oportunidade para saber se ele vai conseguir. E eu tenho certeza que ele vai conseguir. No planejamento não existe nenhuma contratação de goleiro, e sou eu que faço o planejamento. Existe o planejamento de contratar dois ou três jogadores que venham para disputar posição, o resto vai ser da base. Goleiro eu não vou contratar”, explica o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro. 

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ UOL ESPORTE

••

NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

• Falta de laudo da PM pode impedir abertura da arena contra Atlético

A abertura do novo estádio do Pacaembu pode não ser mais realizada na partida contra o Atlético-MG, dia 8 de novembro. A data era a trabalhada nos bastidores da construtora WTorre para a inauguração, mas, apesar da aprovação do Corpo de Bombeiros, a arena ainda não possui o laudo da Polícia Militar.

“Para que o estádio do Palmeiras seja liberado para uma partida, nós temos de fazer o laudo de segurança. Esse laudo está vinculado ao AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) e também a documentos da Prefeitura, como alvará de funcionamento. Sem eles, não podemos emitir o laudo de segurança. Até o momento, o Palmeiras não tem essa permissão de funcionamento da Prefeitura”, afirmou o tenente-coronel José Balestieiro Filho, do 2º Batalhão de Choque, em entrevista à rádio Globo.

O Palmeiras informou na terça-feira que aguarda da WTorre uma posição sobre a possibilidade de fazer a estreia no jogo contra o Atlético-MG. O clube está disposto a jogar no local, desde que receba da construtora todos os documentos necessários, o que não aconteceu até agora.

Assim, a tabela da Confederação Brasileira de Futebol ainda marca a partida para o estádio do Pacaembu. Pelo Estatuto do Torcedor, o Palmeiras tem até esta quarta-feira para pedir a mudança para o Allianz Parque. Portanto, a construtora teria de conseguir nesta quarta todos os documentos, mas a PM deixa claro que vai ser difícil, pois ainda precisa fazer uma vistoria no local.

“Nós temos um tempo de quatro a cinco dias para emitir esse laudo (após a vistoria). Tem que ser confeccionado, mandar uma cópia vai para a Federação Paulista de Futebol e outra para o Ministério Público. Só depois da elaboração desse documento é que vamos poder definir a liberação do estádio. Isso não é feito de um dia para o outro. Não adianta o Palmeiras pedir um laudo de vistoria na quarta-feira para que o jogo seja realizado no sábado. Isso tem de ser feito com antecedência”, acrescentou.

Com isso, o mais provável é de que o jogo de abertura seja realizado contra o Sport, no dia 19 de novembro, desde que seja feito também uma engenharia para não ter problemas com a preparação para os shows de Paul McCartney, que serão feitos no local em 25 e 26 de novembro.

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ GAZETA ESPORTIVA NET

••

NOTICIÁRIO ❘ MÁQUINA DO ESPORTE

• Loja do Palmeiras leva consumidor para passeio aéreo sobre Allianz Parque

Por Adalberto Leister Filho

A Academia Store, loja oficial do Palmeiras, irá sortear em dezembro um passeio de helicóptero sobre as instalações do Allianz Parque. Poderão participar da promoção todos os consumidores que gastarem mais de R$ 200 em produtos da franquia (com exceção de produtos da Adidas), da unidade do Shopping SP Market, na zona sul de São Paulo.

O sorteio será realizado no dia 5 de dezembro e o passeio acontece dois dias depois, quando o Palmeiras enfrenta o Atlético-PR pelo Campeonato Brasileiro. Para Fabio Interaminense, gestor de marketing da Meltex Franchising, que administra a rede Academia Store, afirma que a promoção é uma forma de homenagear o torcedor no ano do centenário do clube.

“É mais uma oportunidade de exaltar o palmeirense. Ver a nova arena pronta é um sonho. Por isso, ter uma visão aérea do local será inesquecível”, afirmou o executivo, lembrando de promoções anteriores da rede, como a promoção de encontro com antigos ídolos do clube e lançamento de livros sobre o Palmeiras.

Para este ano, ainda está prevista uma noite de autógrafos com o ex-atacante Edmundo, na loja do Ibirapuera, no dia 7 de novembro, e um churrasco com o ex-goleiro Marcos, no dia 11 do mesmo mês.

A Academia Store conta com mais de 500 itens oficiais do clube, entre chaveiro, vestuário, acessórios, roupa de cama, mesa e banho, entre outros produtos. Para abrir uma franquia da rede é necessário investimento a partir de R$ 100 mil.   

Leia aqui a matéria completa → NOTICIÁRIO ❘ MÁQUINA DO ESPORTE

••

BLOG DO LUCIANO BORGES ❘ TERRA

• Palmeiras: opositor de Nobre não garante Valdívia em 2015

Wlademir Pescarmona, candidato da oposição na próxima eleição para presidente no Palmeiras, não garante a permanência de Valdívia se for eleito sucessor de Paulo Nobre. Nesta terça-feira, o dirigente participou de um programa na rádio Transamérica FM. Quando foi perguntado se o meia chileno está nos planos dele, caso vença a eleição e passe a mandar no clube, Pescarmona respondeu: “Não vou dizer que ele vai ficar ou que ele vai embora”.

Pescarmona avalia que Valdívia “não foi bem no ano passado” e que “vai ser difícil vendê-lo” para outro clube.Acha também que o jogador está sendo importante no time do Palmeiras que tenta escapar do rebaixamento na Série A do Campeonato Brasileiro. “Ele está sendo útil nesta campanha. É até uma mostra de que a equipe atual não tem craques”, disse.

O adversário de Paulo Nobre admite até renovar o contrato de Valdívia, mas acha até que uma das novidades do atual presidente – o contrato por produtividade – se aplica exatamante no caso do armador. “Vamos supor, por exemplo, que o Palmeiras vá disputar 50 partidas no ano que vem. Poderíamos definir uma quantia para a temporada e dividir o valor por jogo. Ele teria que jogar mais para ganhar mais”, falou.

Pescarmona já foi dirigente da situação, quando na gestão do economista Luiz Gonzaga Belluzzo dirigiu o departamento de futebol. Na época, ele chegou a entrar em conflito com Valdívia, sempre lesionado. Quatro anos depois, ele garante ter amadurecido e espera entrar em acordo com o jogador. “Para mim, o que aconteceu lá atrás passou. Como eu amadureci nestes quatros anos, espero que ele também tenha amadurecido”, afirmou.

Valdívia não é o único que corre o risco de perder uma vaga no Palmeiras em 2015, se Pescarmona vencer Paulo Nobre na eleição de novembro. Pescarmona disse que, se o Palmeiras for rebaixado para a Série B do Brasileiro, vai sobrar para o treinador. “Se cair, o Dorival Junior não continua”. 

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO LUCIANO BORGES ❘ TERRA

••

BLOG DO MARCELO BECHLER ❘ RÁDIO GLOBO

• O risco da Arena Palestra

Será definido ainda hoje, por um laudo da Polícia Militar, se o Palmeiras poderá fazer os três últimos jogos do Campeonato em sua nova arena. A tendência é que o estádio não seja liberado para o jogo contra o Atlético-MG, dia 08. Por mais que o torcedor esteja louco para se mudar definitivamente para a nova casa, pagar aluguel no Pacaembu mais algumas vezes pode não se mau negócio.

Até o novo estádio ser, de fato, uma casa, pode demandar tempo. Por mais que tenha ali a sua torcida, o campo é estranho para os dois times, as referências de espaço e noções de posicionamento não serão uma vantagem para o Palmeiras. A três pontos da zona do rebaixamento e sem margem de erro, perder a vantagem de se impor como mandante pode custar algum ponto que o time não pode perder.

O Corinthians, por exemplo, perdeu para o Figueirense e empatou com o Botafogo nos dois primeiros jogos em Itaquera. Na atual situação, o Palmeiras não pode se dar ao luxo de deixar cinco pontos em casa.

Por mais que seja absolutamente compreensível a ansiedade do torcedor em conhecer e ver o time jogar em seu estádio próprio e novo em folha; e também seja compreensível o desejo da diretoria de inaugurar a Arena ainda esse ano (até por questões políticas), tecnicamente esperar um pouco mais pode ser mais prudente.

No Pacaembu as coisas vêm funcionando. É o melhor momento do Palmeiras jogando em casa. A virada sobre o Grêmio e Chapecoense, a vitória sobre o Corinthians que só não foi conquistada por um lance de azar já nos acréscimos. O Palmeiras é forte no Pacaembu, nós já sabemos disso, os jogadores do Palmeiras também sabem, assim como os adversários. Mas não sabemos como será a adaptação à nova Arena. E talvez o risco de pagar para ver seja muito alto.

Leia aqui a matéria completa → BLOG DO MARCELO BECHLER ❘ RÁDIO GLOBO

••

COLUNA DE PRIMA ❘ LANCENET

Por Francisco Loureiro

• ‘Trunfo’ de Nobre, Mustafá é o mais rejeitado em pesquisa no Palmeiras

Na pesquisa com sócios realizada durante a última semana pela chapa de Wlademir Pescarmona, o resultado que mais animou os oposicionistas foi a alta rejeição dos palmeirenses ao ex-presidente Mustafá Contursi. Segundo fonte ouvida pela De Prima, Contursi tem “a maior rejeição entre todos os nomes apresentados”. A pesquisa pediu que sócios analisassem os dois candidatos a presidente, assim como os quatro vices de cada chapa, além de Mustafá, que apoia o candidato de situação.

O motivo para a animação é que o apoio de Mustafá ao atual presidente havia sido comemorada entre os conselheiros pró-Nobre, que viam o ex-presidente como o maior e mais influente ‘cacique’ do Conselho Deliberativo do clube. No entanto, as eleições deste ano serão diretas, com sócios votando para presidente, e a presença de Mustafá “mais atrapalha do que ajuda”, na visão de um conselheiro de oposição.

Por outro lado, Paulo Nobre também está em campanha direta com sócios para o pleito de dezembro. E conta com a ajuda de 120 conselheiros, que se comprometeram a trazerem sócios para encontros com o presidente. Na semana passada, Nobre se reuniu com 100 associados em uma pizzaria e com 80 na sede social. Cerca de 10 mil sócios têm direito ao voto, mas um conselheiro que pediu sigilo aposta em 5 mil votos totais.

••

24 respostas em “VERDÃO NA MÍDIA 29-10-2014: Palmeiras gasta R$ 25 mi em gringos, mas só ‘reforço grátis’ é titular ❘ LANCENET”

“Entre 98, 99 e 2000, tínhamos uma folha altíssima. Fizemos uma redução drástica, montamos um time modesto que em 2002 disputou todos os títulos. Só não pode é ser o ruim e barato como o Palmeiras”. Roque Citadini, em entrevista ontem ao UOL Esportes.
O pior é que ele tem razão.

Estão conseguindo transformar nossa Arena em um problema.
Vamos além: Vergonhão inacabado: pode sediar a Copinha. Arena atual: não pode ter jogo.

Reeleger o tal do nobre é enterrer de vez o futebol do Palmeiras. O cara tá falando que vai contratar
esse e aquele, tudo falsa promessa de campanha j´s que em 2 anos não contratou ninguém. Quanto
ao Fábio pra mim é ruim que nem o Deola. Pode mandar embora.

O estádio está pronto e poderia ser utilizado no dia 08 tranquilamente. É só a PM ter um pouco de vontade, mas certamente isso não ocorrerá. Até mesmo porque nem a própria diretoria tem vontade que isso aconteça.
Sinceramente, se o Prass estiver totalmente recuperado, manteria o Fábio como reserva dele e puxaria mais um goleiro do juniores para ser o terceiro goleiro. Fábio é um bom goleiro, só precisa trabalhar a parte psicológica. Sem contar que a maioria dos jogos que atuou foi com Gareca, numa época em que muitos não corriam como agora. Com o dinheiro que trariam o Cavalieri para a reserva, mais o salário do Wesley pipoca, daria para trazer um mega craque para a meia direita.
Concordo com o Levi, essas notícias do Prass e Valdívia, risco Allianz Parque, etc… só servem para tentar jogar a torcida contra o time e tirar o foco do que realmente importa.
Um grande alento saber que boa parte dos sócios rejeitam o Mustafá. Sinal de que podemos não reeleger o Nobre pobre, ainda que Mustafa continue governando indiretamente o clube.

Tenho um pé atrás com a cartilha do BOM e BARATO, sei não, mas desconfio que os próximos a deixarem o Palmeiras serão Valdívia e Prass.
Inaugurar a ARENA com esse time que o PN montou (Ajudou a piorar e muito) para passar mais um vexame, para sermos a piada do ano dos gambás, bambis etc… e piada pronta nos programas esportivos, prefiro que não fique pronto para jogos esse ano. O torcedor Palmeirense, principalmente a nova geração, não pode se acostumar a ver o time sendo humilhado, levando goleadas, sendo rebaixado… chega.
Paulo Nobre e Mustafá estão acabando com o Palmeiras, aumentando ainda mais a dívida do clube, e tem torcedor que acha lindo emprestar milhões ao clube sendo que o Palmeiras terá que pagar e com juros. Porra, deixasse de lado a arrogância e teríamos um Patrocínio Master para aliviar a conta, gerando receita. Deixasse de lado a burrice e teríamos um time mais qualificado, quem disse que quantidade é melhor que qualidade. Como outros times conseguem fazer MAI$ com MENO$ ? tem certas coisas que não consigo entender. O Palmeiras deve sustentar muita gente, por isso que essa corja não quer mudar o Estatuto, separar o Futebol do Social etc… até agora a tão falada PROFISSIONALIZAÇÃO pregada pelo Paulo Nobre está longe de acontecer, nada aconteceu nesses dois anos e nem vai acontecer.

Com relação a inauguração do Allianz Parque, pensei em uma coisa: se for necessário fazer mais um evento teste com capacidade para 30 mil pessoas acho que seria interessante fazer um amistoso com a Portuguesa e cobrar um valor simbólico pelo ingresso, R$ 5,00, e repassar toda a arrecadação para a Lusa. Seria uma atitude digna de nossa grandeza ajudá-la neste momento muito difícil. A data poderia ser em 12 ou 13 de novembro, poupando os principais jogadores. Isso foi só uma ideia que me passou pela cabeça. Acredito que seria muito legal de nossa parte.

Ah ta, aquele clube em que a torcida tentou bater nos jogadores usando alugávamos aqurle estádio? Que Piada.. Se for pra fazer evento teste que faça com um time europeu ou até mesmo ou river plate da vida..
O Palmeitas tem que ajudar o Palmeiras é mais ninguém.. Se fosse ao contrário já estariam pisando nas nossas cabeças..
Cada uma…

Prestem atenção nas notícias que aparecem….Prass e Valdívia, nossos melhores jogadores………e o que está por trás delas. E qual objetivo.

E já começou…… PM atrasando a liberação da arena (para gambás foi liberado sem água, laudo dos bombeiros etc)……….agora aparece outro ja falando do “risco” arena……. e estou curioso para saber quando um bambi ou gambá usando nossa camisa, irá aprontar alguma coisa para perdermos o mando de campo. E quando o procurador da capitania hereditária e circo, chamada stjd vai nos tirar mando de campo……Aposto em Dezembro.

Prass voltou e está jogando muito. A única intenção da bambi Uol em falar de Cavallieri é criar crise, pq sabe que a torcida do Palmeiras cai como patinho e irá potencializara esse tema. O lanche vem com os argentinos no time. Falar das agressøes do Valdívia com a complacência dos árbitros……….NADA………..e nem nós torcedores falamos. A crise e chiques da fabulosa que recebe 700 mil foram imediatamente abafados. E nem que ele se contunde mais que o Valdívia…….. e vamos caindo na conversa dessa gente. Precisamos defender o Palmeiras e atazanar a vida dessa gente e n~åo do nosso time.

Querem apostar que MUSTAFÀ o NEFASTO JUNTAMENTE com NOBRE, ja estão mexendo os páuzinho pra ARENA não ser inaugurada oficialmente ???Nem contra Atlético e nem esporte ????

Precisamos de um meia de criação, um atacante goleador, um atacante velocista, dois laterais, um zagueiro e um volante. DEPOIS de contratar TODOS esses, se sobrar dinheiro, poderíamos tentar trazer o Cavalieri e ainda sim pagando no máximo 300 mil, pois para goleiro que dificilmente vai pra europa, está bom demais. Essa pesquisa do mustaphá me animou, quem sabe os sócios eliminam o poder do mustaphá no palmeiras de uma vez? Seria um sonho! Só do pescarmona ter o apoio do belluzzo e a oposição do mustaphá, já vale a pena votar nele. Sinal que ele deve gostar de futebol e não de bocha.

Primeiro – precisamos sim do Cavalieri, pois ficou demonstrado que quando o Prass não joga estamos fud……;
Segundo- Perscarmona, o Mago tem que renovar sim, é o melhor do timne;
Terceiro – se fosse o estádio dos gambás já tava tudo liberado, até sem grama no campo;
Quarto- Mustaphá vá para o …….
Quinto – Dá-lhe Beluzzo!!!!

Pelo menos JOSÉ BRAGA, prefiro o Diego Cavalieri como o segundo goleiro do que aguentar os MÃOS DE ALFACES como os goleiro Bruno e Deola. Já o goleiro Fábio deveria ser emprestado a outro clube para ganhar mais esperiência!!!

nao tem como manter dois goleiros “tops” em um time, nem ele ou o prass poderão ser reserva

Os comentários estão desativados.