Categorias
Opinião

Sentimento de quem esteve lá

 

Assina: um torcedor palmeirense

Não tenho mais palavras para ofender e agredir aos malditos que estão fazendo tudo isso conosco. Portanto chega, não vou mais xingar. Dia 29 vou lá e voto. No momento é o que posso fazer.

O que eu realmente gostaria de fazer é compartilhar com vocês algo positivo que me tocou demais ontem.

Após um “esquenta” com os amigos na choperia do Bourbon, fomos todos para a Arena. Infelizmente cada um pro seu lado, pois o sistema de vendas que inventaram não permite a amigos ficarem juntos.

Fiquei nas cadeiras inferiores, setor leste. Onde era o antigo Visa. Sentei bem na saída do acesso ao estádio. E nesse local, eu via todo mundo que adentrava ao estádio e tinha a primeira visão do mesmo. Vi a mesma cena uma dezena de vezes: pessoas profundamente emocionadas com o que viam. Boquiabertos, vários não continham o choro. Pais se abraçavam aos filhos, emocionados, incrédulos com o que viam. Adultos choravam como crianças, sem conseguir conter a emoção.

E eu também chorei várias vezes, porque olhava para o rosto de emoção e felicidade das pessoas em verem o nosso estádio, e não conseguia conter as lágrimas ao ver elas escorrendo pela face deles. Teve uma moça que chorava tanto que as pessoas ao redor acharam que ela estava passando mal. Não, ela chorava de emoção e felicidade. Uma emoção inexplicável, verdadeira, daquelas que vem do fundo da alma e você não consegue controlar,

A primeira reação de todos era, após a emoção e surpresa, querer tirar uma foto. E como eu estava sempre prestando atenção nas pessoas que entravam, eu era o primeiro que eles pediam para bater a foto. Celulares e câmeras as mais diversas possíveis. Perdi a conta de quantas fotos tirei das pessoas e suas emoções. Lá pelas tantas, já expert em ângulos melhores, eu até recomendava a alguns descerem mais ao nível do campo, onde a iluminação era melhor e a panorâmica também.

Fiz amigos novos, instantâneos. Entrei em ao menos dois grupos de “zap-zap” de palmeirenses. Abracei pessoas desconhecidas, mas que tínhamos algo em comum: o amor pelo Palmeiras e o orgulho de ter a casa mais bonita desse planeta. Isso não tem preço.

Apesar de tudo que aquele senhor e sua corja têm feito para destruir o Palmeiras nesses últimos 30 anos, eles não vão conseguir. E eu digo isso porque o ódio e o rancor que esses serviçais do maligno destilam, o mal que nos impõem goela abaixo, travestido de um falso messias empedernido e servil, jamais derrotarão a maior força do universo: O AMOR! E foi isso que testemunhei ontem nessa eleitoreira inauguração da nossa Arena. O amor que temos por esse time, por esse símbolo.

Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe. Acreditem, o mal vai acabar. Isso por causa do Amor. E quando esses malditos voltarem para seu habitat natural, o umbral, servindo aos seus senhores da escuridão, nós estaremos aqui podendo exercer plenamente nosso sentimento maior, o amor pelo Palmeiras, um Palmeiras grande e Vencedor.

***
Nota do 3VV: o nome do autor deste texto foi inibido para preservar a sua identidade.
Mas temos certeza que muitos palmeirenses escreveriam um texto semelhante.

31 respostas em “Sentimento de quem esteve lá”

Sim, tenho algo a dizer. Vai ser difícil ganhar da gente. Esta frase foi dita por um gambá maldito após um jogo-treino contra o todo poderoso Grêmio Barueri. kkkkkkkk, como ele estava errado. Votem nele e vamos ser a nova portuguesa. rumo à série C.

Lindo texto. Pode ter certeza que compartilho cada linha escrita. Mais uma vez fico emocionado de saber que outros tantos Palmeirenses não perderam o tesão de SER e TORCER para o PALMEIRAS. Acredito que tempos melhores virão, afinal como escreveu: “Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe.”.

Bom, tem gente que torce para os jogadores, para os políticos do clube. Eu torço para o Palmeiras, e nunca que eu deixaria de ir para essa estréia por birra dos jogadores que temos. Pois eu digo que a alegria de ver o estadio e estar lá foi tão grande, de ver nostra casa, que chegou ao ponto de a derrota doer, mas nem tanto. Pois para quem lá esteve, eh nítido e cristlino que estamos no finalzinho dessa década de sofrimento. E nem adianta ficarem olhando as fotos. O estadio ao vivo eh muito, muito mais bonito e imponente do que nas imagens. Deu orgulho mesmo!

Eu não tenho medo de ser rebaixado!! O que mais tenho medo é que no Palmeiras impere essa política nojenta de “austeridade” financeira que não gasta dinheiro com bons jogadores, mas o torra numa intensidade incrível em jogadores de última linha. Como já disse antes pagar salários para diogo, Menezes, Juninho e outros perebas desse time não é economia e sim desperdicio de dinheiro e linxamento moral do clube!!!! O que precisa mudar no Palmeiras é essa mentalidade perdedora que se instalou no clube graças ao Mumu!!!

Adriano, sem dúvida alguma pior do que a derrota na última rodada no novo estádio, a qual fatalmente nos levará pela terceira vez em 12 anos para a Série B, será a derrota nas urnas em 29 de novembro. Essa nos manterá rebaixado no mínimo pelos próximos dois anos, independentemente dos resultados obtidos em campo.

Concordo plenamente com você. É claro que torço para o Palmeiras pois não sou torcedor de candidato igual fazem os “nobretes”, más uma possível vitória deste crápula no dia 29 me deixará mais destruido, infeliz e arrasado do que o iminente e vexatório 3º rebaixamento. Isto porque sei que se este maldito ganhar a eleição, serão mais 02 anos de humilhações, arrogância, tirania e DIMINUIÇÃO da torcida. Se eu ainda tivesse filhos pequenos hoje, NÃO os incentivaria a ser palmeirenses como sou. Não gostaria de vê-los sofrendo por conta de uma paixão, que é o futebol. Por sorte, meus filhos (as) já são crescidos e têm opinião formada, senão, possivelmente eles engrossariam alguma torcida rival. Fora PN e sua MALDITA econonomia porca e suja.

Não há a mínima condição para a reeleição do atual presidente. Quem votar neste sujeito estará compactuando com tudo que há de mais nefasto dentro clube!! Esse cara só ganhará votos dos viciados em bocha e dos cheiradores do cloro das piscinas. Quem realmente gosta do Palmeiras como Clube de FUTEBOL não votará neste sujeito travestido de bom moço e “cheio” de boas intenções!!! Ao Pesca, fica o benefício da dúvida!!! Prefiro arriscar do que continuar no inferno!!!

Sabe aquele prefeito que “autoriza” , fazendo vistas grossas para aquela(s) invasões de terrenos, onde da noite para o dia se constrói favelas (comunidades nos dias de hoje), e em troca o prefeito recebe o votos daqueles invasores em dia de eleição ??
Pois a mesma coisa aconteceu com o Palmeiras. Mustafá Contursi, quando presidente (exercia o cargo, pois hoje ele coloca laranjas no lugar dele), ele mudou o Estatuto do Clube, colocando à força, ou seja, goela abaixo, 150 conselheiros vitalícios (pior ainda), para votar nele e em seus laranjas (Tirone, Paulo Nobre).
São esses e mais outros que ele adestrou, em troca de um pão com mortadela, ingressos grátis e carteirinha para usar sauna, bocha, peteca, que votam nele ou em seus laranjas.
Para acabar com isso ??? Eleições diretas para os sócios torcedores, separação do futebol do clube social, profissionais DE VERDADE na diretoria e CONHECEDOR PROFUNDO DE FUTEBOL NO CARGO DE PRESIDENTE. NÃO esses atuais farsantes que aí estão, que jogaram no lixo do futebol brasileiro, o time do Palmeiras.

Sabemos que se o Palmeiras ganhar os três jogos que restam se livra do rebaixamento sem maiores problemas. Pelas estatísticas do histórico recente, no entanto, é mais fácil acertar sozinho na mega sena sem jogar do que isso acontecer. A última vez em que ganhamos do Coxa na capital paranaense foi em março de 1997, pela Copa do Brasil (de lá para cá, 11 jogos com 5 empates e 6 derrotas), a última vitória sobre o Inter em Porto Alegre também foi em 1997, na última rodada da fase semifinal do Brasileirão quando o time gaúcho já estava eliminado (depois disso, 11 jogos com 3 empates e 8 derrotas), e a última vez em que ganhamos o último jogo da temporada foi em 2005, diante do Fluminense no Parque Antártica pelo Brasileirão (seguiram-se 8 jogos com 2 empates e 6 derrotas). Resumindo: Macaé, aí vamos nós!!!

Só o descartado Valdívia nos tira desta. Como é triste ver Chape indo ao Rio e detonando os rebaixados. Digo isso, pois não tem estádio, nem elenco, nem história, mas tem hombridade. Cada dia me revolto mais com Wesleys e Juninhos.

Agora só há uma saída: contratar urgente um Treineiro tarja preta para tentar levantar defunto: Leão, Renato gaúcho, se possível já para o próximo jogo, senão já era.

Melhor e mais garantido ir atrás do advogado do Flu, Roberto. Quem sabe ele descobre alguma falcatrua no Figueirense, algum jogador fantasma na Chapecoense ou um parasita escondido no Coritiba. De outra forma, já era.

Eduardo, com PN/Sultao pode esquecer essa possibilidade. Lembre-se que quando o Palmeiras caiu a primeira vez o Eurico ofereceu seus préstimos para o Palmeiras nao cair, já que segundo ele time grande nao deve cair, e o Sapo deu uma de migue achando que ia escapar sem o tapetao e deu que no deu. E mais fácil esses times encontrarem irregularidade no Palmeiras. Um abraco!

Issp mesmo YZQUIERDO. E tem tudo para acontecer pelo andar da carruagem. Centenario inesquecivel graças ao PN e sua tropa de elite. Sera que algum socio fdp tem coragem de votar em um bosta como esse????? Eu não acredito. So se nao for PALMEIRENSE.

A casa caiu! Chape goleia flu e joga coxa no z-4! Próxima rodada chance monstruosa de voltarmos para o inferno e não sair mais… Valeu nobre!

Belissimo texto que espelha exatamente o que é ser Palmeirense. O clube está se renovando, os caciques que vivem do Palmeiras e não para o Palmeiras vão sumir, nao sao eternos. Muito bem dito não ha mas que sempre perdure.

Lindo texto, me senti nele, quando fui até um bar de palmeirenses em minha cidade, São Carlos/SP na verdade um grande galpão com telão e TV de Led, me emocionei como fazia tempo não me emocionava.
Fui na despedida contra o Boca Juniors e não pude ir na reabertura, apesar de ser Avanti, porque foi em uma quarta feira as 22:00, tive que trabalhar hoje, se Deus quer no proximo irei contra o Atlético Paranaense.

Quando entrei no bar já fiquei emocionado de ver o mesmo lotado de palmeirenses em sua maioria vestindo o manto original, na tela mostrava os jogadores prontos para entrar na Arena, foram entrando se perfilando para o hino nacional e não pude me conter em lágrimas muita emoção, que sentimento forte estarmos mais de 240 km de distância mas juntos, reunidos emocionados como se juntos ali fossemos membros de uma mesma família e somos mesmo, a família Palmeiras, apesar do resultado ruim serviu tudo isso para mostrar a força da nossa torcida mesmo em um momento ruim apoiamos e vamos agora mudar a história de nosso querido time.

Belo texto. Com certeza todo PALMEIRENSE DE VERDADE assinariam como autor do mesmo. Imagino a emoção presente em todos que estiveram na ARENA. Aqui pela TV e a 330 Km de distancia me emocionei bastante. Parabens ao autor. Parabens tb ao VICENTE CRISCIO pela mensagem enviada ao PN hj, Com certeza balançou as estruturas morais (sic…. tem??) e emocionais do pseudopresidente, subserviente e capacho do mumu. Grande CRISCIO….. VC pode bater no peito e se orgulhar pelo que ja fez, faz e muito fara pelo PALMEIRAS.

Me emocionei só de ler o relato!!!

Orgulho de ser palmeirense!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Meu carnê do baú da infelicidade está em dia com as obrigações. Nunca, nem em sonho imaginei ver a inauguração da Arena com juninho, maninho, diogo e sleep…. e que iríamos tomar 2 gol de ex jogadores do clube (olha o jipe dos craques que vestiram nossa camisa)….patric e ananias……………….. e o pior é se cair, NADA, ABSOLUTAMENTE NADA ACONTECERÀ COM CONTURSI, o mentor de tudo isso que está ai, há 30 anos.

Estive lá.
A emoção, bem descrita no texto, foi a mesma que eu e as pessoas que me rodeavam no Gol Sul sentiram.
A beleza do Allianz Parque emociona e está a altura de um Palmeiras que aprendemos a amar desde a infância.
Infelizmente como ressaltou o amigo no texto, nosso Palmeiras está tomado pelo atraso e pela incompetência generalizada.
Não é possível ser representado por uma maioria de jogadores sem as mínimas condições para envergarem nossa camisa.
O time não cria, não impõe respeito, não chuta. Não dá nem para torcer.
Só o amor que sentimos, e ele é eterno, justifica a disposição para suportar as seguidas humilhações que nos são impostas.
Como dito não há mal que sempre dure. Mas o mal pode demorar além do necessário se houver a acomodação e falta de vontade naqueles que podem de alguma forma influir na administração do clube.
No momento são os sócios.
Não vejo no candidato da oposição todos os requisitos que gostaria de perceber.
No entanto, sem viver a política interna do Palmeiras, quaisquer que sejam, se existirem, as qualidades de quem dirige a atual diretoria, entendo que ele não merece a reeleição.
Quem é responsável pela montagem de uma equipe medíocre como atual, merece isso sim o esquecimento.

Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap!

DUAS NOTICIAS QUENTES:
1 – O jogo de ontem foi pegadinha do mallandro, a inauguração mesmo vai ocorrer contra o atlético PR; 2 – A partida contra o atlético PR é a última e assim como na F1 a pontuação vai ser dobrada. PALMEIRASSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

Os comentários estão desativados.