Categorias
Futebol com Números

Entre a loucura e a ousadia

Por Luís Fernando Tredinnick

Amigos Palmeirenses, depois que o nosso time permaneceu na primeira divisão o final de ano tem sido bem interessante.

Por enquanto eu estou aproveitando para me divertir com as declarações do Carlos Miguel Aidar que a cada dia parecem mais uma comédia com ares de pastelão. A última novidade é a Puma dizendo que já tem contrato para fornecer material para o clube do Jardim Leonor e que a atual namorada do Aidar não foi quem atuou na negociação. Por outro lado o Aidar diz que não fechou com a Puma e por isso a sua namorada não iria receber comissão pelo negócio. Eu fico pensando “onde está o pessoal que dizia que esse é o clube melhor administrado do país?”.

Por outro lado, li uma série de reportagens interessante da Globo.com sobre a queda do Botafogo. Afinal é sempre bom aprender com os erros dos outros. A reportagem é bem escrita e, aparentemente, bem feita. Então eu sugiro que todos leiam. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/2014/12/por-que-caiu-caiu-por-que-dossie-botafogo-iv-queda-e-o-buraco.html

Com isso chegamos ao ponto central deste post. Poderíamos considerar que a ousadia é simplesmente uma loucura que deu certo?

O Atlético-MG contratou o Ronaldinho Gaúcho quando todos achavam que isso ia dar errado. Deu. O Atlético foi campeão da Libertadores. O Corinthians contratou o Ronaldinho e o Roberto Carlos. Deu no que deu. O Botafogo contratou o Louco Abreu e o Seedorf. Voltaram a ganhar um estadual, voltaram à Libertadores e também à Série B. Houve uma época em que o Flamengo montou o “melhor ataque do mundo, Sávio, Romário e Edmundo”. Não deu em nada. O Real Madri montou os “Galácticos”. O Barcelona ficou com a maior parte dos títulos.

Existem dois pontos a serem considerados quando falamos de “ousadia” no futebol brasileiro.

O primeiro é: essa ousadia irá trazer o resultado esportivo esperado? Quando se investe em um time com ousadia, o intuito é que isso se traduza em títulos. Seja da Copa do Brasil, Brasileirão ou Libertadores. A cultura no Brasil é que se o resultado não aparece em um ano, o negócio é trocar todo mundo, a começar pelo técnico. E aí a falta de sangue-frio para aguentar problemas no curto prazo acaba com a ousadia.

O outro ponto é financeiro: quanto irá me custar essa ousadia? É aqui que a maioria dos clubes erra.

Já cansamos de falar por aqui. Time forte atrai torcida que atrai patrocinadores e mais receitas.

O problema é que esse aumento de receitas pode variar muito. Com a nossa nova Arena podemos ter mais de R$ 3 milhões de lucro por partida decisiva. Então ter umas dez partidas decisivas a mais por ano (por exemplo, jogar 3 partidas a mais pela Libertadores, duas partidas a mais pela Copa do Brasil e mais 5 partidas para ser campeão no Brasileirão) poderiam representar mais de R$ 30 milhões de lucro para o clube.

Então, o que um bom planejamento faz? Reduz o risco.

É uma questão de avaliar os cenários. Em um cenário bom o time tem lucro. Palmas para todos. Em um cenário ruim, o clube tem prejuízo. Se o clube conseguir financiar esse prejuízo por dois ou três anos, provavelmente vale a pena a ousadia.

Se o clube monta um time e obrigatoriamente tem que ser campeão da Libertadores daquele ano pois não conseguiria arcar com as dívidas, então o investimento é loucura.

Essa é a diferença entre um bom e um mal planejamento: montar o elenco de um modo ousado em que mesmo em um cenário ruim o clube seja capaz de suportar o impacto financeiro sem grandes problemas.

No fim, parece que é aquela história da diferença do remédio e do veneno: a diferença é a dose.

Sem contar que, por si só, a falta de ousadia também é um grande risco para um clube de futebol. É risco de extinção.

Saudações AlviVerdes

* Luís Fernando Tredinnick escreve às sextas-feiras no 3VV explicando a quem conhece, e a quem não conhece, os números do futebol

92 respostas em “Entre a loucura e a ousadia”

estamos no caminho certo, obviamente falta contratar um parceiro para o Valdivia e um centroavante.

Eduardo, entendo sua aflição e partilho dela.
No entanto, ficamos comparando o futebol atual
com o dos anos 90, e isso não é possível, porque
a matéria prima hoje é escassa.
Eu vejo potencial em Tobio, Mouche e Alione, por exemplo.
Acho Henrique um atacante ruim, mas um bom
centroavante de área.
Podemos ficar horas discutindo a qualidade de
alguns jogadores. Eu entendo que muitos jogadores
são mal aproveitados e jogam fora de suas posições ou
de modo errado. Mouche é um exemplo. Henrique é outro.
Enfim, jogador já chega crucificado. É ruim porque joga
em time pequeno. Chega no Verdão e não tem sequencia,
como vai mostrar se tem condições de atuar?
Muitos jogadores não jogam no Verdão, mas
jogam em outros clubes.
Lembro que em 99 o Alex era criticado sistematicamente
pela torcida.
Nossa torcida é assim. Se contrata o cara é ruim, se não
contrata leva chapéu.
Concordo com o Vitor. O time está sendo montado.
Precisamos de mais um grande jogador pra agora
e mais dois bons jogadores até o final do paulista.
Depois contrata o que precisa, sendo mais um grande jogador.

Boa Alex, sua melhor frase foi: se contrata é ruim, senão contrata levou chapeú… se o Leandro tivesse ido para o curintia ia arrebentar, a diretoria era uma m.e.r.d. etc e tals, como contratamos é refugo e não presta. Estamos mandando mais de meio time embora, vai trazer o conca e mais um centroavante pra jogar com quem? temos que ter PLANTEL tb.

Todos os jogadores contratados até agora são
bons valores e boas apostas. Obviamente, é muito
mais complicado fechar com jogadores mais valorizados,
o processo é mais longo.
Mas nossa torcida é assim, sempre foi. Diz que perdemos
o Titi Mendes pros bambis, ao mesmo tempo que critica
quando contratamos um bom jogador da Chapecoense.
Tenho certeza que se o Verdão contratasse o Titi Mendes,
grande parte dos que criticaram nossa diretoria por levar
um chapéu dos bambis criticaria a contratação.
Nenhum time no Brasil hoje tem cinco grandes jogadores,
e o Palmeiras também não terá.
Se chegar mais um grande jogador e mais dois bons jogadores,
teremos boas possibilidades de chegarmos ao brasileiro com
uma base boa e a possibilidade de contratar um grande jogador
em abril para brigar lá em cima.
Tem três grandes atacantes no mercado: Fred, Tardelli e Guerrero.
Pena que não temos grandes dirigentes.

Alex, gostaria que você citasse uma – apenas uma – das chamadas “apostas” que foram contratadas durante esta (indi)gestão que tenham dado certo. É aquela história: fulano traiu fulana mas disse que não vai trair mais, então cada um acredita no que quiser e decide a maneira pela qual gosta de ser enganado…

Podem reparar senhores, começamos na semana com as maiores especulações do mercado e como sempre nossa diretoria nos engana, parecemos “mulher de bandido”. Sonhamos com Arouca e acordamos com Andrei Giroto, Sonhamos com Fred e acordamos com Leandro Banana, sonhamos com o Conca e vamos acordar com algum destaque da Série B, sonhamos com Rever e acordamos com Vitor Hugo. Aí para por a cereja no bolo, tomamos um chapéu da bixarada e agora estamos devendo dinheiro para uma ex-patrocinadora por quebra de contrato (que por sinal é maior que o patrocínio adquirido na época).

ISSO É VERDADE??……A Samsung, um patrocinador bacana que o Palmeiras tinha, está exigindo na justiça 20 milhões do Palmeiras. Belluzzo, quando presidente do Palmeiras, rompeu o contrato com a multinacional coreana, para fechar acordo de patrocínio com a Fiat, porque ela pagaria 8 milhões a mais por ano. Uma multa deveria ser paga à Samsung pela quebra de contrato. Dizem que a Fiat até deu para o Palmeiras o dinheiro para que a multa fosse paga. Mas não pagaram a multa. Dois anos depois, na administração Tirone, a Samsung conseguiu na Justiça penhorar 3,7 milhões das contas do Palmeiras. A coisa ainda não está resolvida. E agora, caso a Justiça decida acatar o pedido de ressarcimento por perdas indiretas e danos morais da Samsung, o Palmeiras terá que pagar 20 milhões……………….. e quem vai pagar esse prejuízo palmeirenses?????

Eu vejo essas improbidades administrativas e me pergunto: – Será que não existe ao menos um SER competente no Palmeiras capaz de libertar o clube do amadorismo????

Já falei; se não contratarmos 3 camarões brigaremos para não cairmos:
Sugestões

Fernandinho e Marcelo Moreno do Grêmio
Marcelo do Atlético Paranaense
Vargas da Udinese
Robinho do Santos
Thiago Neves do mundo Árabe
Clayton Xavier da Ucranea
Conca e Fred do Fluminense
Tardelli do Atlético Mineiro
Vagner Love e Aloísio da China

Podem escolher a vontade . Se fosse eu, dessa lista contrataria o Tardelli; o Robinho e o Conca! Precisa mais?

Caros amigos não substimem a capacidade dessa diretoria, quanto mais jogadores , mais comissões para os empresários ” amigos” e deve haver algum esquema luxemburguense no salário desses cabeças de bagre, coisa que jogador bom, de renome, não aceitaria…. Esses caras não dao ponto sem no, gostar do Palmeiras só o torcedor mesmo, dirigente não está nem ai, o duro é ter que escutar esse Playboy se dizendo palmeirense e o pior é ter gente que acredita! Dirigente e jogador de futebol não tem time , só tem intere$$e$ …

Essa diretoria é do tipo daquele jogador amador, ruim de bola, que,. quando a bola tá aqui, ele tá lá na frente, quando a bola tá lá na frente, ele tá aqui. E assim, nunca participa do jogo, apenas corre, até cansar… pqp.

Lendo os comentários acima, caros colegas palmeirenses, a conclusão é sempre a mesma. Ninguem entende de futebol na diretoria, ou, no mínimo, não entendem de custo-benefício. Simplesmente se baseiam em ter jogador de baixo salário e, pior, por longo prazo, sem considerar o retorno que pode dar. Lamentavelmente, volto a repetir, vamos torcer para não cair. De novo.

Mais um pra barca no final do ano: Leandro Banana. Meuuuuuuuuu Deeeeeeeeuuuuusssss!!!! Se juntarmos os salários de: Amaral, A.Girotto, Vitor Hugo e do Leandro Banana, já pagaria o Conca e ainda sobraria $$$. E ainda temos uma barca abarrotada de cabeças de bagres… a maioria contratados pelo MustaNobre. E a burrice e’ continua…e seguem comprando jogadores medianos que não SUPORTARAO a pressão… ate’ por serem ruins mesmo. Quando esses incompetentes “descobrirão” que só jogadores de nível tem condições de jogar no Palmeiras?? E QUE A ÚNICA SAIDA SERIA COMPRAR 1 CRAQUE AO INVÉS DE 4 CABEÇAS DE BAGRES???

Eu dormi sonhando em ver FRED no ataque e acordo com o grande “chapéu” dado no SCCP para contratar Leandro Banana por R$ 5 milhões… como essa diretoria é ridícula. Quando parece que vai aprender, volta na mesmisse!!!! é pra cair o …… da bun-da! POHA, economiza esse troco aí e junto a uma grana à mais e vá atrás do ERIK do Goias, ou tenta um chapéu no SCCP para contratar o DUDU… ou o Fred!!!! E pqp pelo que vi renovou com o Gabriel e perdeu metade do passe dele….. mas nossa diretora não valoriza o nosso ATIVO mesmo!!!!! depois não sabe o por quê está na M….

Os comentários estão desativados.