Categorias
Futebol com Números

Fair Play Financeiro só a partir de agora?

Por Luís Fernando Tredinnick

Entusiasmados Palmeirenses, neste início do ano em que tudo parece estar dando certo (melhoramos o elenco; conseguimos dois patrocínios e temos números recorde de sócios-torcedores) uma das piadas que eu escutei é que o Paulo Nobre foi abduzido por alienígenas e substituído por outro ser!

Brincadeiras à parte, o assunto hoje é sério. O Governo Federal está finalizando os arranjos para parcelar as dívidas dos clubes de futebol. Por muito pouco os clubes devedores não ganharam essa benesse sem nenhuma contrapartida.

O interessante é ver que a expressão “Fair Play Financeiro” agora ganha força e, se eu entendi direito (ênfase no “se”), diz respeito a pelo menos três itens: pagar os impostos (inclusive esse novo parcelamento) em dia, pagar os atletas em dia e não gastar mais do que arrecada. Não sei se existem mais itens.

O que me intriga e me deixa profundamente indignado é que essa história de “Fair Play Financeiro” só vai valer a partir de agora.

Ninguém percebeu que os times que mais devem impostos tiveram uma vantagem sobre os times que pagaram os seus impostos? O Flamengo foi campeão Brasileiro em 2009 e já tinha uma dívida gigantesca com o Governo Federal. Algum dos brilhantes idealizadores desse novo parcelamento acho que era “injusto” o Flamengo gastar dinheiro com Wagner Love e Adriano ao invés de pagar seus impostos? O Corinthians acumulou quase R$ 100 milhões de dívida nova com o INSS enquanto era campeão da Libertadores. Tudo bem para eles?

Minha opinião continua sendo a mesma: nada de parcelamento de dívida. E que o Fair Play Financeiro seja iniciado a partir de agora (com exceção do clube não poder ter prejuízo, isso é conversa para outro post). Se o Flamengo precisar pagar suas dívidas e com isso não conseguir montar um time competitivo, qual o problema dele ser rebaixado e mesmo ficar alguns anos na segunda divisão?

E aproveitando, essa questão dos impostos é tão complexa que vocês podem perceber na tabela deste artigo que conforme a fonte o valor da dívida será bem diferente para cada time. O da BDO saiu no Estadão, o da Procuradoria Geral da Fazendo saiu na Globo.com. Como sempre, no Brasil, nem saber o valor da dívida é fácil…

Saudações AlviVerdes

* Luís Fernando Tredinnick escreve às sextas-feiras no 3VV explicando a quem conhece, e a quem não conhece, os números do futebol

15 respostas em “Fair Play Financeiro só a partir de agora?”

Frase dita pelo desesperado gambá Juca Kfouri para um colega de bancada no programa Linha de Passe após ver o resultado de uma enquete que apontava o Palmeiras como favorito ao título do Campeonato Paulista:

” Vamos colocar esse Palmeiras no chão”.

Como esse cara já está um velho gagá, ele não tem mais o pudor de esconder o objetivo de vários torcedores travestidos de jornalistas nesse ano de 2015, que é desestabilizar o ambiente no clube e fazer com que a torcida se volte contra a gestão e o time nesse ano. É importante que o torcedor palmeirense tenha muito discernimento e reflita muito bem sobre qualquer notícia ou opinião relacionado ao Palmeiras, já que as manipulações midiáticas serão enormes devido ao ótimo começo de ano do Verdão.

Como já estou com os dois pés fincados no chão mesmo, esse comentário do Juca nem me atingiu. Agora, como a grande maioria dos dos outros palmeirenses acham que o elenco está ótimo, que o Dudu já é craque e que seremos campeões paulistas com os pés nas costas, aí o comentário causou outro efeito.

É sério que você acha normal um jornalista dizer que vai colocar um clube no chão? Você sabe para quem o citado jornalista torce e o que ele pensa do Palmeiras? Ou você é desinformado ou então muito inocente…

Não gosto da maioria das coisas que o, corinthiano travestido de jornalista, Juca Kfouri diz, mas a César o que é de César, desta vez ele não falou nada mais do que a realidade. Você é que não sabe interpretar o que lê. Ele disse que o palmeirense tem que ter os pés no chão, pois o time não é tão bom assim a ponto do palmeirense ficar eufórico, e não outra coisa. O palmeirense está comprando uma ideia de que o nosso elenco é o Real Madrid do Brasil, mas na verdade ainda é um elenco comum. Tem que ter os pés no chão sim. Inocente é quem não percebe que nossa defesa é fraca, que Allione e Cristaldo não jogam nada, que não temos reserva a altura pro Prass, que o Valdívia continua enrolando, e que o Dudu tem até potencial para ser craque, mas tem que jogar muita bola ainda para tal. O que ele não disse, mas é minha opinião, é que somos ainda o terceiro elenco do futebol paulista (sem contar alguma surpresa do interior que pode aparecer), junto com as Sereias da Vila que se desfez de um monte de jogadores, e se não reforçar com pelo menos quatro bons jogadores (do nível do Zé Roberto pra cima, e não Amaral), não vamos disputar nem o paulistinha.

Gustavo Aroni, eu não li nenhuma coluna do Juca Kfouri, essa frase eu ouvi no programa Linha de Passe na ESPN, logo após aprecer o resultado de uma enquete que apontava o Palmeiras como favorito ao título Paulista com larga vantagem. Era visível o incômodo do jornalista gagá com a vitória palmeirense na enquete.
E outra, eu sei muito bem que o atual elenco palmeirense não é nenhuma Academia, porém é preciso avaliar o atual nível técnico do futebol brasileiro e, principalmente, os rivais de SP. Atualmente, eu vejo o Palmeiras em um patamar bem próximo aos gambás e bambis, principalmete com esses dois tendo que priorizar Libertadores. Não digo que o Palmeiras é o maior favorito, mas sem dúvida entrará muito melhor cotado do que nos últimos cinco anos.

Realmente, se tem alguem pensando que esse campeonato paulista será como o de 1996, com goleadas históricas sobre todos os adversarios (ataque dos 100 gols), realmente teremos um grande problema. O time está começando do “zero” e teremos com certeza muitas oscilações. Acho que esse paulista deve servir de laboratório para a montagem do time, fincando objetivo para o que realmente vale, que é a copa do brasil e o brasileiro. E, infelizmente, a torcida não pode entrar na onda de que esse ano seremos campeões, já que faz 40 anos que estão destruindo o Palmeiras, não será em um mês ou dois que tudo se resolverá. Espero que a torcida reconheça e comemore os avanços, mas tenha paciência na hora de cobrar o time.

A cariocada está mesmo quebrada! Todos estão entre os cinco maiores devedores.

O meia Cícero está indo do Florminense para o Flamídia, ouvi na Bandida. O Palmeiras poderia tentar atravessar esse negócio, hein?

Acho que devia atravessar o gringo que os bambis tão contratando e tentar tirar o artilheiro deles da base (o timinho já fez uma proposta). Campanha “vamos causar mais um chilique e quem sabe um infarto no Vaidar”.

Meu Deus! Se o Palmeiras fizer isso é capaz do Vaidar subir nas tamancas, e querer imitar a Gretchen na TV, rebolando o seu “cinturion”.

Parcelamento tributário já existe e qualquer um pode aderir. Nesse caso, no parcelamento para clubes haveria a exclusão parcial das multas por inadimplemento da obrigação. Multas aliás extorsivas, herança de um período de inflação alta . Porque compensava aplicar o dinheiro do tributo no mercado financeiro ao invés de se pagar a dívida.
O problema da adesão é que vc confessa a dívida bruta e no caso de exclusão o contribuinte literamente dança.
Dentre as obrigações para se manter no parcelamento, há o requisito de se manter em dia com os tributos, algo impossível nos dia atuais. Em tese, ocorrerá o seguinte: a gestão atual parcela, irá inadimplir e a gestão seguinte tomará naquele lugar. Ficará com a dívida total cofessada e mais a acumulada.
Vejo esse filme desde do primeiro REFIS…

Os comentários estão desativados.