Categorias
Notícias

Análise tática: qual a sua?

Por Emerson Prebianchi

Olá amigos do 3VV!

Muito eu tenho lido e ouvido de amigos e até na própria imprensa sobre o esquema tático que melhor se enquadraria no Palmeiras com as novas contratações que empolgaram todos os torcedores que enfim têm um time para torcer.

Por estar diretamente envolvido com técnicos e jogadores (sou advogado desportivo prá quem não sabe) me deparo constantemente com a evolução dos esquemas táticos dos times, principalmente em São Paulo, mas que refletem o que se passa em todo o país, e por isso resolvi compartilhar com os amigos o pouco que aprendi para ampliar os horizontes das nossas discussões por aqui.

Me lembro quando era moleque que a sensação era ver um time montado no 4-3-3 enquanto a maioria dos times jogava no 4-4-2 e alguns retranqueiros jogavam no 5-3-2 ou no 4-5-1!

Hoje essas formações sofreram adaptações e dizer que uma equipe joga no 4-4-2 está longe de ter a certeza de que o time entra em campo com dois laterais, dois zagueiros, dois volantes, dois meias e dois atacantes como era nos meus tempos de garoto!

Figura 1: esquema 4-4-2

TATICO-1

O que mais se aproxima do esquema utilizado hoje para o 4-4-2 é o do esquema abaixo onde se forma um losango no meio com um volante (dito primeiro volante), dois meias ou volantes (ditos segundo volante) que jogam mais abertos e um meia avançado que joga mais perto dos atacantes, normalmente um centralizado (o centro avante) e um que joga aberto pelas pontas (o segundo atacante).

Figura 2: esquema 4-4-2 losango

TATICO-2

Notem que nesse esquema os volantes/meias que jogam abertos tem uma sobrecarga que exige muito preparo físico já que marcam e tem obrigação de apoiar o ataque variando dentro do próprio esquema 4-4-2 entre o 4-1-3-2 quando atacando e o 4-3-1-2 quando defendendo.

No final dos anos 80 e anos 90 esse era o esquema da moda! Lembram desse time?!?!

Figura 3: 4-1-3-2 ou 4-3-1-2

TATICO-3

No começo dos anos 2000 essa formação ainda estava em pleno uso e o Palmeiras jogava assim:

Figura 4: esquema 4-1-3-2 ou 4-3-1-2

TATICO-4

Nessa época, como já dito o time que jogava no 4-3-3 era tido como ofensivo e foi assim que nos destacamos nos anos 90, e quem não lembra desse time:

Figura 5: esquema 4-3-3

TATICO-5

Bom, chega de saudosismo e vamos falar um pouco do que se pratica hoje no chamado futebol moderno, digo “chamado” porque um dos esquemas que mais se utiliza hoje é espelho do que se utilizava nas décadas de 50 e 60!

O que se prega hoje é a compactação dos setores, com os jogadores atuando em um bloco de no máximo 40 metros de distância entre o primeiro zagueiro e o último atacante, tanto quando atacando, quanto quando defendendo.

Com isso os espaços desaparecem e fica cada vez mais difícil encontrarmos craques nos times brasileiros, sobrando destaque apenas para quem de fato consegue se destacar no meio de tantos jogadores em um espaço apertado de campo.

Hoje os esquemas mais em voga são o 4-2-3-1 que é uma variação do 4-2-4 já que os homens que formam a linha de 3 no meio campo atuam como atacantes quando o time tem a posse de bola, mas que conta com os dois jogadores que atuam abertos nesse esquema voltando para marcar os laterais adversários, ou o 4-1-4-1 que é uma variação do 4-5-1 só que adaptada aos tempos modernos e mais voltada ao ataque do que o antigo esquema que era totalmente defensivo.

Atuar hoje em dia no esquema 4-4-2 com o losango ou pior ainda, com dois meias e dois volantes, é extremamente arriscado se enfrentarmos um time que tem laterais rápidos, e quase todos os times de hoje contam com laterais que apoiam bastante e que nos anos 90 e 2000 serviam como elementos surpresa no ataque ou ainda que ao apoiar criavam espaços enormes no meio campo com o combate que é feito pelo volante/meia que joga aberto no losango. Contudo, dependendo da equipe que enfrentamos, esse esquema com o losango pode e deve ser utilizado dadas as características dos nosso jogadores, mas isso deve ser aplicado durante a partida e não como formação inicial.

Na última partida o Palmeiras entrou em campo com a formação abaixo:

Figura 6: formação atual

TATICO-6

Esse na minha opinião ainda não é o time ideal, mas dentro do que o Oswaldo tinha à disposição, sem dúvidas é a melhor escalação possível para o esquema proposto. E notem que em se compararmos com o time da estreia podemos notar que o padrão tático já existe e por isso as cobranças por resultados são mais do que justas, em que pese devermos ter em conta a constante mudança de titulares e ainda a futura estreia de outros que deve acontecer na segunda fase do Paulista.

Figura 7: variação do esquema atual

TATICO-7

É evidente que com as estreias o time tende a ganhar em qualidade e em se confirmando a chegada do Egydio para a lateral esquerda, além da inscrição do Cleiton Xavier e quem sabe da continuidade de Valdívia, o Palmeiras tende a ganhar mais opções de formação tática e pode até atuar no 4-2-4 já que não temos um 9 de oficio.

Temos hoje um técnico dos mais estudiosos e mesmo que você não goste do seu estilo de trabalho, devemos reconhecer que ele é um técnico moderno e atento ao que acontece no mundo da bola.

Notem que o esquema que consagrou o Brasil na época de Pelé e Garrincha volta a ser viável graças ao desenvolvimento da preparação física que propicia a volta do esquema ofensivo sem perder o poder de marcação que é fundamental nos dias de hoje.

Figura 8: formação de 1958 Seleção Brasileira

TATICO-8

Fosse eu o Técnico do Palmeiras (que heresia!?!?) jogaria no 4-2-4 com:

Prass; Lucas, Tobio, Vitor Hugo e Egydio; Gabriel e Arouca; Zé Roberto, Valdivia, Cleiton Xavier e Dudu. Sem referência no ataque mas contando com a chegada constante dos quatro na área e ainda com as aparições dos volantes que têm qualidade para chegar, aproveitando do fato de Zé Roberto e Cleiton Xavier terem facilidade de voltar marcando os laterais.

Com a chegada de um 9 de verdade, não que eu não goste do Cristaldo que é bom jogador mas não o 9 que esperamos pra resolver os problemas, e quem sabe de mais um zagueiro experiente e ainda mais um 10 para o caso do Valdívia não ficar, na minha opinião o esquema ainda poderia ser o 4-1-4-1 fazendo do Arouca um primeiro volante mais fixo na marcação.

É isso meus amigos, esqueçam o time com dois volantes e dois meias e divirtam-se montando o time que entende ser o melhor, mas dentro dos “novos” esquemas táticos.

E você: qual sua formação?

E conseguiu descobrir quais eram os times das figuras 3 e 4? Tá fácil hein?

Saudações Alviverdes!

37 respostas em “Análise tática: qual a sua?”

Acho que a grande questão tática do time de hoje é porque R.Marques rende mais que o Allione, e porque o Robinho não rende tanto jogando junto com o Arouca…

Minha opinião é porque o Oswaldo é fraco! Agora é torcer para que ele não acabe com o time quando entrarem no time o Valdivia e o C. Xavier…

Pq vcs acham que um certo timecozinho com jogadores apenas bons está sobrando até aqui???? Tática!!! No futebol moderno a equipe tem que se comportar como um organismo, organização e disciplina tática são fundamentais para conseguir os resultados nos dias de hoje. =-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=- Para mim o time pode até jogar nesse 4-2-3-1 do OO, mas o meu time seria -=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=–= ================================Prass===============================================-Lucas========-V Ramos ===============- V Hugo ============ Egídio ======= ============== – Arouca =============- Robinho ================================ – ===========Dudu ===========- CX ===================- Zé Roberto ============== ===========================-R Marques ================= ====================== ================================================================================================================================================================================================================================================Como o Valdívia joga só 50% dos jogos não dá para colocá-lo no time. E ainda tem essa novela da renovação. Teríamos de reservas: Gabriel, Tobio, J Pedro, Cristaldo, Gabriel Jesus, Allione, Ryder, Kelvin, Amaral e Valdívia!! Se acertar taticamente é time para ser campeão Brasileiro com um pé nas costas!!!!

Pelo jeito poderemos com ó Valdivia para as análises taticas, estão dando a renovação como já consumada, 250 fico mais 50 por jogo!

Minha formaçào seria:
Prass – Vitor Hugo (Nathan), Tobio (Vitor Ramos), Lucas, Zé Roberto (Egidio) – Arouca (Cleiton Xavier), Gabriel (Amaral), Valdivia (Robinho) – Gabriel Jesus, Rafael Marques (Leandro P.), Dudu(Cristaldo)

Colocaria isso num esquema muito forte de contra-ataque, muita posse de bola e passes, como o Oswaldo faz mesmo, pra cada um usar sua habilidade principal. Zaga fixa e os laterais subindo SOMENTE quando precisar, nada dessas subidas malucas o tempo inteiro dos laterais. O meio alternando subidas entre si e com os atacantes. E os atacantes, com o G. Jesus e Dudu alternando com o Rafa Marques pra sair na cara do gol, num esquema meio parecido com o Barcelona, pois temos time pra isso. Pra mim, o Oswaldo tá fazendo um bom trabalho, porém quer inventar muita moda inventando posição e não explorando os jogadores como poderiam explorar, isso desanima os jogadores, a torcida e todo mundo, tem que botar pra entrosar, aproveitar as qualidades de cada jogador, por exemplo R. Marques que é muito bom pra fazer o pivô, bem melhor que o Cristaldo, pois é habilidoso e mete gol.

Ainda bem que temos um diretor que conhece futebol. Trouxe o Egídio, bom jogador. Tomara que veja que estamos precisando de um técnico de verdade. Chega de Cristaldo, Lucas, Rafael Marques.

Pow Lito, Rafael Marques ? Deixa o cara, foi o mais crucificado desde que anunciaram essa penca de reforços e tem se saído melhor que a encomenda … não é craque, obvio, mas compõe elenco sim …

Concordo com você, Danilo. E no jogo com o SPFC fez 2 gols, mostrando que não se esconde em jogos importantes e não é só um goleador contra times pequenos (como é acusado o muito mais badalado Luiz Fabiano pelos seus próprios torcedores).

Interessante a postagem, Emerson.

Qto ao que vc falou do Oswaldo, eu não poderia concordar mais. Ele realmente parece estar alinhado com o meio do futebol “moderno” e com o que acontece não só aqui no Brasil, mas no mundo, acho.

Eu sou só um torcedor, nada além disso, mas se vejo bem, se percebo direito o que acontece, o nosso esquema de jogo hj, que o Oswaldo vem implantando, é igual ao (ou pelo menos muito parecido com o) do Chelsea, com dois volantes “modernos” (não brucutus pegadores, mas caras com alguma velocidade e bom passe – aqui no Palmeiras, Gabriel e Arouca; no Chelsea, Matic e Fábregas), três “meias” que trocam com alguma frequência de posição, em especial os dois dos lados (aqui, Robinho, Dudu e R.Marques ou Allione; no Chelsea, Hazard, William e Oscar), e um atacante mais fixo, centralizado (Cristaldo; D.Costa).

Aparentemente, a ideia é realmente que tanto ataque qto defesa sejam funções de todos, uma vez que tanto Lucas qto Zé Roberto apoiam bastante e, pelo tanto que sobem os meias (em especial os dos lados do campo), muitas vezes a “armação” e a distribuição de jogo ficam a cargo dos volantes (por isso a necessidade da qualidade deles), ou pelo menos de um deles, já que em muitas vezes esses esquemas fazem, qdo o time está rodando a bola, os dois zagueiros abrirem na defesa, um em cada lateral do campo, e o outro volante (o primeiro volante, que não está mais avançado) entrar no meio deles, formando uma linha de “três zagueiros”. Qdo o time precisa defender, a marcação dos laterais adversários começa pelos meias atacantes nos lados do campo, enquanto a proteção a um contra ataque fica por conta da tal linha de três montada lá atrás (e da correria em bloco pra defesa enquanto se tenta o desarme, claro) . Salvo engano, apenas o “CA” fica um pouco mais relaxado nessa hora.

Muitas equipes vem jogando em esquemas muito parecidos com esse, mas com pequenas variações. Eu lembro de como a Holanda joga hj, num 4-3-3, com dois meias e um volante, em vez de dois volantes e um armador, e do Bayern de Munique, que tb manda tanto seus laterais qto seus meias lá pra frente enquanto volantes (Xabi Alonso, Schweinsteiger) distribuem o jogo principalmente pras laterais do ataque (Dudu e Allione aqui; lá Ribery e Robben) apoiadas pelos laterais (lá, Rafinha e Alaba).

Acho que ao nosso time falta tanto “entender” um pouco melhor o esquema qto conseguir manter ele compacto por mais tempo. Eu falo em entendimento do esquema pq ainda acho que o meia que fica no centro dos três tem funcionado pouco no ataque. No Bayern, o Muller se aproxima da área, finaliza bastante, dá opções aos toques curtos e vira quase um segundo atacante às vezes (pouco atrás do Lewandowski), coisa que o Robinho não tem feito. Além disso, os jogadores ainda parecem não ter percebido tão bem (ou não conseguem aplicar tão bem) a movimentação necessária à armação e ao ataque pra que tudo funcione. Qto a conseguir manter a compactação, parece que falta preparo físico pra jogar o jogo todo com a pegada na marcação e a movimentação no ataque.

Por fim, sua formação é bastante interessante, mas eu tenho a impressão que jogar com Valdívia, Cleiton, ZR e Dudu no meio/ataque pode nos trazer problemas na marcação e na rápida compactação do time. Talvez se a gnt tratasse o Valdívia como o cara com menos preocupação na marcação desse certo, mas isso significa dizer que Cleiton, Zé e Dudu precisam correr bastante, aguentar o tranco. Usar bastante, durante os jogos, caras como Allione e Robinho, por exemplo, deve ser necessário. Honestamente, não sei como eu armaria o time. Tvz só a entrada do Cleiton já melhore um tanto as coisas. Acho que valeria a pena tentar colocá-lo como um meia mais centralizado (time sempre rodando, claro), Robinho revezando um dos lados com ele, e tirar o Cristaldo, deslocando Dudu ou Rafael Marques mais pro meio do ataque (de novo, a rotação e revezamento durante o jogo). Seria esse seu 4-2-4, que pra mim é bem parecido com o 4-2-3-1 do O.O., mas sem um atacante fixo.

Parabéns pelo post.
Abraço.

LAERCIO- Leia com mais atençao os meus comentarios. Acho que vc interpretou mal o que disse. Nao estou acabando ( quem sou eu para isso) com a profissão de treinador (professor… isso é um tapa “na cara” dos professores) mas sim colocando um limite na importancia e supervalorizaçao dos mesmos. Esquema tatico tem n e o melhor é aquele que utiliza bem o elenco disponivel. Quando o elenco é bom o esquema funciona de forma mais adequada. Simples assim. Quanto ao OO ai nao concordo com vc. Ele é fraco para a grandeza do PALMEIRAS. Nao participa do jogo e faz sempre as mesmas coisas. Nao inova, nao arrisca, nao faz nada de novo. E é teimoso. Essa é a minha opinião. Que o futebol mudou quem acompanha o esporte em questão sabe disso de cor e salteado. Eu estou na estrada ha mais de 50 anos e acompanhei estas mudanças. O tema é polemico mesmo e cada um tem seu ponto de vista. So isso……

LAERCIO- SUGIRO ler com mais atençao o que escrevi. Primeiro acho mesmo que o papel do tecnico esta supervalorizado. Temos um monte de cabeça de bagre como tecnico mas os caras tem esquema forte fora do campo e estao sempre bem empregado. O bom seria ter um limite no salario dos “professores”. Com relaçao a mudança do futebol eu acompanho isso ha mais de 50 anos e é obvio que vejo isso. Mudou tudo. Inclusive os jogadores mudaram. Correm muito e jogam pouco.Vc cita os gambas como exemplo e eu cito o mesmo exemplo. Qual exxxxquema eles utilizam??? So que tem o jogador certo para cada funçao. Nao tem craque. Com relaçao ao OO desculpe mas não consigo ver nada disso que vc citou. So no final que vc mesmo disse que ele esta DEVENDO UMA BOA EXECUÇAO DO PLANO TATICO. Paradoxo total. O Cruzeiro ganhou dois campeonatos brasileiros porque tinha ELENCO. O banco deles era muito melhor que o nosso time inteiro. Continuo afirmando. Muito mkt e pouco resultado. E as desculpas são sempre as mesmas. A proposito… Quem é o grande tecnico do futebol brasileiro hj? Tem??? Na minha opinião não. E a minha opinião……. Punto e basta!!!!

Quem diz que técnico não ganha jogo, Que fique esperando o OO ganhar alguma coisa no Palmeiras!! Que espere SENTADO !!!

Para mim técnico não ganha jogo, mas ajuda a perder jogo. Com 11 jogadores de qualidade e com um espantalho de técnico, ganha a maioria dos jogos. Com 11 jogadores de qualidade e com um qualquer técnico humano, pode perder a maioria dos jogos.

O melhor esquema tático é o que tem 11 jogadores de qualidade distribuidos dentro de campo. Às vezes, com sete ou oito bons jogadores, já dá um bom resultado. E pode colocar João Sorrisão de técnico, que vai ganhar a maioria dos jogos.

Concordo que um time com onze jogadores bons as chances de vitória são enormes, mas técnico também faz toda a diferença, afinal, tenho minhas dúvidas se em 1993 com o Chapinha (Otacílio Gonçalves) o Verdão seria campeão Paulista e Brasileiro!!!
Agora, falta a este time um zagueiro melhor, um meia para jogar ao lado Cleiton Xavier e um centroavante!!!

Com o q temos atualmente jogaria com: Prass, João Pedro, V. Hugo, Tobio, Egydio, Gabriel, Arouca, Robinho, Zé, Dudu e Rafael Marques.
Qdo der: Zé na esquerda e Cleiton na meia.
Esqueça Valdisney. Espero q a diretoria continue este jogo com ele até o fim e ofereça uma ninharia pra ele renovar. Se não quiser, “tchau e bença”. Aliás, este episódio patético (+1) de ir para a seleção do chile para “se recuperar” foi pra fechar a tampa do caixão. São tantos e reiterados desrespeitos ao Palmeiras, à torcida, à inteligência q está insustentável.
Ele q vá procurar outro para fazer de Pateta.

Não quero ser chato de ficar cornetando a moderação (como alguns fazem toda vez) mas pq será q este comentário em específico caiu nela? Só para eu tentar adequar e não acontecer, pq não tem palavrão, caixa alta excessiva, sei lá…

Lucas não temos a menor ideia do que você está falando. São mais de 100 regras de moderação e mais de 200 palavras que podem gerar filtro. Não sei de qual post vc está falando, logo não consigo responder. Todos os posts com seu email estão publicados. Abs

Não desrespeito nenhuma opinião. Somos todos treineiros. Mas vi coisas em comum em todos e que são o óbvio: bons jogadores, inteligentes (quem decide é o craque), muita movimentação (adorei o 1-8-1) e improvisação (já comentei anterirormente). Realmente essa numeração é balela. É o esquema que o time entra em campo, mas a TÁTICA é que ganha o jogo.

Robinho fora do time titular? Não.
Põe ele de volante e saca o Gabriel:

Prass; lucas, tobio, vitor hugo e zé; arouca, robinho, cleinton x e valdivia; dudu e jesus

este time é comum sem CX10 e Valdivia….é um cravo outro na ferradura.

mas que merda é esta? O estádio palmeirense está descartado para uma possível semifinal, já que no mesmo fim de semana haverá show do cantor Roberto Carlos…..ta certo possivelmente não seremos mandante….mas e se fossemos? o aluguel para o paul mccartney- a w torre repassou R$60.000,00 de aluguel para nós, em um jogo teríamos mais de 1 milhão de lucro….que merda é esta ? aqui é futebol….todos tinham a tabela antes de ter este show escroto.

Não querendo ser advogado do diabo, o show do Roberto foi anunciado no jogo inaugural do Allianz Parque (em 19 de novembro), enquanto que a tabela do campeonato paulista só foi divulgada no dia 1º de dezembro. Se é bom ou não para o Palmeiras é outra história, mas antes de reclamar de qualquer coisa devemos buscar informações.

Além de concordar com o Eduardo Augusto Correia, logo acima, há de ser sabido por vc, que está no contrato entre Palmeiras e WTorre, aprovado por maioria, inclusive por Paulo Nobre, um dos vice-presidente do Belluzzo, que nos 30 anos de contrato, a construtora tem o direito sobre a Arena que ela construiu. Havendo shows, a arena será de preferência da construtora 2 dias antes de cada show, para montagem e apresentação do espetáculo.

Vou jogar o meu pro evolution soccer 2015 e depois falo qual é o melhor esquema tático.
Na verdade o palmeirense tem que viver do passado. Reviver momentos como ocorreu no último sábado no jogo do Alex. Aliás , o próprio tem espaço nesse atual time do Palmeiras.
O Palmeiras não pode perder para time pequeno. E isso tem se tornado uma realidade. O Palmeiras ainda perde para times pequenos. Tenho receio de ver o time ser eliminado agora nas 4as de final para o Botafogo ou até mesmo numa eventual semi final para o Corinthians.
E para o campeonato Brasileiro , não sei o que poderá acontecer.
Uma coisa já deveria estar definida , a saída do Valdívia. Já se passaram 3 meses cheios do ano , ele embolsou 1,5 milhões de reais e não entrou em campo.

EDUARDO- 2 linhas de quatro QUASE juntas (pouco espaço) entre uma e outra linha e entre um jogador e outro. Olhe os gambas jogando e vc percebera que é isso ai. Quem fez um comentario sobre isso e bateu com meu ponto de vista foi o Carlos Alberto Torres ( capitao do tri) e que jogou muiiiita bola. Mas no fundo o meu RECADO vai em outra direçao. Exxxquema tatico é o de menos. O importante é ter ELENCO BOM….. o resto é mkt de treinador para valorizar o trabalho. Muita conversa e pouco resultado.

Meu esquema tático seria um 4-2-3-1 que varia para um 4-1-4-1. O time ideal que imagino é Prass; João Pedro, Tobio, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel e Arouca; Cleiton Xavier, Valdivia e Dudu; Gabriel Jesus.

Temos boas opções para o banco, na zaga tem o Nathan, no meio o Robinho e o “craque” Rafael Marques! Ou seja, temos elenco… temos bons zagueiros, com Egídio temos bons laterais, temos uns dos melhores meio campos do Brasil, mas precisamos de atacantes bons… Cristaldo, Leandro Pereira, Leandro, Maicon Leite são todos um grande pesadelo!

Avanti Palestra!

O problema não é o esquema tático, o problema é quem vai executá-lo. Os jogadores do Palmeiras tem condições de jogar de acordo com o plano tático do OO? até o momento tenho minhas sinceras dúvidas.

O único esquema tático que existe e funciona é chutar ao gol do adversario. E quem faz 1 gol, tem mais chances de sair com a vitória.

Com todo respeito esse NEGOCIO chamado exxxquema tatico é para valorizar(ja supervalorizados) tecnicos( professores…. onde chegamos). Nao existe segredo no futebol moderno. Todos defendem e todos atacam. Mas se querem um esquema o meu é 1-8-2. Nosso arquirival esta jogando assim e se dando bem com um time mediano. Com um bom time e jogadores com um MINIMO de QI é jogar duas ou tres partidas assim e o time assimila. Mas com jogadores meia boca qq esquema tatico NAO FUNCIONA. A seleçao de 70 ( a melhor que vi jogar) jogava num 4-5-1 com Jairzinho a frente. Os outros (todos, inclusive o REI) voltavam para compor o meio de campo. So que com a bola saia Pelé, Tostao, Rivelino,Jairzinho, Carlos Alberto e até o Gerson e Clodoaldo pra cima do adversario. E saia moendo os caras no toque de bola. Nao tem segredo….. tem que ter JOGADOR. Tecnico é complemento.

Ola amigo. Voce realmente acredita que a Alemanha ganhou a copa por ter apenas melhores jogadores que os outros? Enquanto o Brasil continuar tendo essa mentalidade seremos meros coadjuvantes no futebol moderno. Infelizmente.

Paulo, você reduziu o trabalho do técnico de futebol a zero. Pra ser sincero, achei meio absurdo: você parece que tá sugerindo que o técnico mande os 10 melhores na linha e 1 no gol, e bote os caras pra jogar… cara, o futebol mudou muito desde a seleção de 70.

Acho que o esquema, quando bem executado, traz vantagem competitiva e pode ganhar títulos -como o time da marginal s/n, que tem um elenco pior que o nosso mas está conquistando os resultados, mesmo com um futebol feio de ver.

O Oswaldo pensa bem futebol, entende da coisa, sabe como o time deve se comportar; está devendo uma boa execução do plano tático. Mas se fosse fácil executar, recomendava o Emerson Prebianchi pra técnico do nosso palestra, que escreveu ótimo artigo.

Colocar os 11 melhores pra jogar, concordo. Técnico? Qualquer um ou nenhum, nada muda.

Os comentários estão desativados.