Categorias
Opinião

Opinião: levanta a cabeça

 

Por Vicente Criscio

Essa semana eu estava em uma reunião com vários brasileiros e um deles do outro lado do telefone em viva voz. Quando alguém falou de futebol.

Do outro lado da linha, um palmeirense, afirmou: “eu ando bravo com meu time”.

Ao meu lado um flamenguista falou: eu também. E emendou: “acho que no Brasil todos os torcedores estão bravos com seus times”.

Sintomático. Tirando o Inter de Porto Alegre, que está bem na Libertadores e poderá chegar ao título continental, nenhum torcedor dos grandes times brasileiros parece feliz com seu time.

Vejam a classificação da tabela: Atlético PR, SPFC, Ponte Preta e Sport no G4. Ok, é só a R06 parcial, sem os jogos do domingo a tarde. 15% do campeonato avançou até agora. Mas é um indicativo.


Captura de Tela 2015-06-07 às 3.20.55 PM

Todos (ou quase) os grandes clubes estão passando por um processo de ajuste. Alguns dizem que estão quebrados. Exagero. O Flamengo é o caso mais complicado. Tem mais de R$ 500 MM em dívida (na verdade o caso mais complicado de todos é o Botafogo, mas esse acho que já foi). O Flamengo está se recuperando. Não só ajustando as finanças, mas ao mesmo tempo arrumando a gestão. E se reforçando dentro de campo. Está mal colocado no campeonato mas deve crescer.

E o Palmeiras? Somente o Corinthians tem mais receita, mas tem dívidas de curto prazo maiores que o Palmeiras. O Flamengo está se arrumando. Ou seja, temos capacidade de “investir” no futebol e montar um time competitivo de verdade. E só o Inter parece mais arrumado.

Ou seja, futebol nivelado por baixo, times sem capacidade de se reforçar… e aí?

Temos uma oportunidade histórica. Há anos não temos um Campeonato Brasileiro tão pouco qualificado. Na verdade nos dois últimos anos já era assim. Mas parece que este ano está pior.

Vejam, nem discuto se os jogadores que estão aí são bons ou ruins. É discutir religião na Faixa de Gaza. E com militância encomendada. Então não perco tempo.

Mas se você é daqueles que pensa que o time é bom, que bom! Excelente. E que tal montar um time agora “muito bom”?  Prá ser campeão?

Portanto o Palmeiras, se trouxer reforços bons, prá serem titulares, vai montar um time com condições de ser campeão. Não parece distante, nem parece impossível.

Ao mesmo tempo os rivais – sempre candidatos ao título – estão batendo cabeça.

E se gastar e não for campeão? Vai prá Libertadores. Pelo menos no G4 chega. E mais importante: devolverá a auto-estima ao palmeirense. Devolverá o prazer de ver um jogo. De torcer. Devolverá a habilidade do palmeirense em aplaudir o jogo, e não a renda. E de se discutir o que realmente importa: disputar título.

Saudações Alviverdes!

20 respostas em “Opinião: levanta a cabeça”

belo texto novamente, o elenco é bom, mas não pra ser campeão, é isso ai, precisa de ajustes e rápido, manda o Cristaldo pro River e trás o Gutierrez…

Vicente, completando. Pelo que li na mídia, na (indi) gestão do Nobre, cerca de 30 meses, foram contratados 57 jogadores. Ou seja mais do que 4 times. Um a cada 5 meses. E não temos time.
Depois de 6 meses o OO diz que o time está em formação e que o Cleiton Xavier, só treinando a 4 meses) está fora de forma. Dá pra entender.
Botar na conta de quem: claro, de quem manda, ou seja Paulo Nobre

Vicente, como um treinador pode treinar um elenco com quase 40 jogadores?????
Levando-se em conta que o time joga duas vezes por semana.
Não estou defendendo o OO. Pelo contrário, vejo que ele não tem talento para ser um técnico que levanta um time. Ao contrário, sonolento, calmo demais para o futebol. E muito teórico.
Fiz um rápido levantamento, Dispensando uns 12 jogadores que não jogam, portanto nada contribuem, só atrapalham treinamentos, o Palmeiras poderia ter uma economia perto de 1,5 milhão. Daria para contratar 4 ótimos jogadores, para serem protagonistas, diferentes desse monte de amebas contratados pelo Mattos. Quantos tiveram o aval do OO????

Atenção Mattos: Cuca vai estar livre no mercado. Traga ele ou Marcelo Oliveira, senão pega seu chapéu e vai junto com o Oxxxxvaldo para ……
Leva o Patinhas Nobre junto.

Eu também acho Vicente e não precisa muito não. Falo isso mesmo depois do jogo com o Figueirense. Com mais 3 jogadores de qualidade (Zagueiro, 10 de verdade e um Centro Avante) o time muda de figura. Mas, infelizmente a verdade está na nosssa frente. O Oswaldo pode entender muito de futebol de teoria, mas não consegue fazer com o que time jogo. Futebol na teoria a pratica é outra. Portanto tragam um tecnico vencedor!!! Marcelo de Oliveira.

Vicente, horas atrás postei que, assim como seu texto, concordo plenamente que precisamos de jogador. Agora, mesmo acreditando que a continuidade do trabalho de um técnico traz resultado, esse elenco que o O.O. tem nas mãos é inferior ao Atl-Pr ? Ponte Preta ? “Ixport ? “Flor-minense” ? Avaí ? Chapecoense ? Goiás ? Abs

Exatamente. Concordo 100% c/ o colunista. Não podemos acostumar c/ time medíocre. O Palmeiras não nasceu pra ser coadjuvante. E nem adianta a desculpa q ano passado foi pior, por isso melhoramos. Temos q pensar grande.

Antes a desculpa era que não tinha dinheiro, agora não tem jogador bom para contratar. Qual será a próxima?

Mais um texto perfeito Vicente. Abre o olho Palmeiras! E seja um tiquim ousado.

Além da necessidade de investir em jogadores qualificados para brigarmos pelo título – realmente é um trabalho complicado pois as opções são escassas, MAS EXISTEM – o Palmeiras, se quiser retomar a vanguarda e se tornar hegemônico na América do Sul terá que investir massivamente, não só dinheiro, mas principalmente CÉREBRO em suas categorias de base.
Desenvolver atletas com domínio total dos fundamentos, equilíbrio emocional, formação intelectual e postura.
Só assim voltaremos a ser time de ponta a nível mundial.

O que você quer Marcos, não acontece neste país….( Desenvolver atletas com domínio total dos fundamentos, equilíbrio emocional, formação intelectual e postura), nas peneiras eles querem moleque que drible o time inteiro e faça o gol… não querem moleques que chutem com as duas e que cabeceie com os olhos abertos.. Eles querem que o moleque “vire uma grana” e não que jogue no principal. Uma pena.

concordo plenamente. O futebol brasileiro é horrível. Aproveita que o Robinho não acertou com o Santos e traz ele. Traz um zagueirão tipo o Henrique que está encostado no Napoli ou o Danilo que já jogou aqui e está na Udinese. O time é bom. Faltam poucas peças. O campeonato é ruim. Se ajustar dá pra ser campeão.

Texto perfeito! Quem investir de forma CORRETA tende a colher rapidamente os frutos. O problema é: onde estão jogadores “disponíveis” para serem titulares ? Acho que o mercado passa por um movimento onde os times estão pior do que quebrados, estão sem poder de investimento… E a qualidade dos jogadores está cada vez pior… ou seja, é tiro (quase) no escuro… Abs !

Paulo Nobre não investe em grandes jogadores por uma questão salarial. Prefere 4 mais ou menos do
que um que venha pra resolver e depois de alguns meses sai emprestando esses lixos. Não sinto nenhuma culpa pois eu não votei nele.

Concordo com você, Marin. Preferem contratar 4 meias-bocas à um bom jogador. Incha o elenco de tralhas e depois se arrepende. Se o futebol brasileiro está nivelado por baixo, se aqui os jogadores são “ruins”, então que se tente trazer os melhores “ruins” para o Palmeiras.

Os comentários estão desativados.