Categorias
Opinião

Opinião: pequenas esperanças

 

Por Vicente Criscio

Na tarde deste domingo o Palmeiras estreia o treinador Marcelo Oliveira (me informam posteriormente que não estreia hoje, mas no próximo jogo; que seja…). Como já dito em Editorial do 3VV, o quinto treinador em 29 meses. Ou o quarto treinador em pouco mais de um ano.

Marcelo Oliveira era a escolha natural. É competente e sabe trabalhar no longo prazo. O treinador saiu (na minha opinião) de forma precipitada do Cruzeiro. Ganhou dois títulos brasileiros mas a eliminação para o River dentro de casa serviu para a diretoria cruzeirense fritar o treinador e trazer … Vanderlei Luxemburgo.

Coisas do futebol brasileiro…

E assim mais uma vez o Palmeirense renova suas esperanças. De quebra Alecsandro deve também fazer sua estreia. Com um novo treinador boa parte dos palmeirenses acham que agora vai. Pelo menos teremos um time prá disputar o G4 e quem sabe disputar a Libertadores de 2016 (eu acho que ainda não temos, e precisamos de reforços, mas sou minoria).

Esperanças renovadas para a maioria dos palmeirenses… porém pequenas esperanças.

O jovem palmeirense às vezes se esquece (ou desconhece) porque seu pai, seu tio, seu avô, seu melhor amigo, o influenciaram para ser palmeirense. Não era porque o Palmeiras disputava prá chegar entre os quatro melhores do Brasil. Não é porque éramos austeros financeiramente ou tínhamos um messias enfiando grana dentro.

A razão do palmeirense ser palmeirense é porque o time trazia um legado de conquistas dentro das quatro linhas. De vitórias e títulos.

Impensável na cabeça do Palmeirense tempos atrás o discurso de “esse ano vamos arrumar a casa mas ‘ano que vem’ a gente vai disputar título”. Isso não existia! Nada menos do que um treinador, um elenco, e um direcionamento em busca de títulos, era a meta!

Apequenamos nossas esperanças. Por quê? Aí seria assunto para uma série de posts, que explicaria desde a decadência do final da década de 70, a influência negativa na década de 80 de dirigentes que ainda estão por lá, o soluço Parmalat, o rebaixamento 1, o rebaixamento 2, o quase rebaixamento 3 e o discurso de vira-latas atual.

Ah Vicente, pára. O clube estava quebrado dois anos atrás. Não tínhamos receitas! Não tínhamos blá blá blá… será?

Nos últimos dois anos, uma campanha organizada com muita competência nos canais de mídia, enfiam na cabeça do palmeirense comum que estamos quebrados e não podemos ser maiores do que somos. O drops da última 3a feira mostrou o contrário. Há anos malham na cabeça do Palmeirense que ele não pode sonhar grande. Então Alecsandro – que torcemos todos até para ser artilheiro do Brasileiro – passa de reserva rejeitado do Flamengo para solução do ataque.

Meu ponto é: se mediocrizarmos nossas expectativas, mediocrizamos nossos resultados. Quantos palmeirenses que você conhece que se contentaria com um quarto lugar no Brasileiro? Quantas vezes já ouviu que “ano que vem vai ser melhor”? E ouve isso desde que ano?

Meu sonho é outro: sonho para ser um dos 10 maiores clubes do mundo, em receitas e resultados esportivos. Sonho para disputarmos todos os anos a Libertadores, sempre de forma competitiva, e ganharmos algumas. Sonho em voltar a vencer o Campeonato Brasileiro de forma recorrente e consistente.

E sonho ainda com a separação do clube social (condomínio) do futebol (paixão, negócio, gestão profissional, com necessidade de governança, sem políticos, com gestores com direitos e deveres, metas e recompensas). Esse sonho prá mim não é um fim em si. É um meio. Um meio para se atingir os outros sonhos.

Eu não me dou o direito de ser hipócrita. Não me dou o direito de ser adesista. Minha expectativa não é menos do que isso. Se a pauta é MO, ok vamos torcer para MO.  Mas a torcida por MO, por Alecgol, por Barrios no meio do ano, por reforços, é prá mim apenas parte do sonho.

Convido o palmeirense mais jovem a conhecer mais sua história de lutas e principalmente de glórias e títulos. Uma história que está lá atrás, mas que foi de hegemonia (com Santos durante um período) de conquistas. E assim convido todo palmeirense a subir a barra de sua expectativa. Que passe a exigir de quem comanda nosso time: títulos, ambição, planejamento, governança, competência administrativa.

Afinal, como dizia o poeta, somos do tamanho de nossos senhos.

Saudações Alviverdes!

***

Em tempo: no Rio de Janeiro o Flamengo apresentou semanas atrás um plano de cinco anos para patrocinadores, parceiros de negócios e públicos de interesse. Quem assistiu me confidenciou que deram um show de ambição e de planejamento. Querem ter receita de R$ 3 BI anuais. E títulos. Se vão atingir ou não, não sabemos. Mas com uma das maiores dívidas do país, sua diretoria nunca deixou de demonstrar apetite em contratar e formar times competitivos. Que sirva de lição para aqueles que acreditam que estão salvando o clube.

***

NOTA DO EDITOR: O 3VV CARACTERIZA-SE PELA LIBERDADE DE EXPRESSÃO E PELA DIVERSIDADE DE OPINIÕES.
O POST ACIMA EXPRESSA EXCLUSIVAMENTE A ANÁLISE E VISÃO DO AUTOR SOBRE O TEMA.
SEU CONTEÚDO NÃO NECESSARIAMENTE COINCIDE COM A OPINIÃO DOS DEMAIS COLUNISTAS DO SITE. QUALQUER COMENTÁRIO OFENSIVO SERÁ DESCARTADO.

26 respostas em “Opinião: pequenas esperanças”

Acertou Sr. Criscio, estamos cansados de ser sempre o time do ano que vem, eu quero títulos ou pelo menos disputá-los em igualdade de condições.
Sem mais, Parabéns!

Na mosca CRISCIO. E saiba de uma coisa. Vc pode ser minoria em algumas coisas mas não esta so. E olhe la se é minoria. O exemplo mais contundente é quanto a qualidade do nosso elenco. Aqui no interior de SP os PALMEIRENSES estão de acordo com vc. Temos um elenco fraco siiimmm. Aqueles que discordam, me desculpem, não viram o que é time bom, otimo (DO PALMEIRAS) jogar. Quem se contenta com Alecgol nao viram Evair, Cesar, Vava ( pra citar alguns) fazer as redes adversarias balançarem com os gols que fizeram. Quem se contenta com uma zaga mediocre desta não viram Luis Pereira e Alfredo parando os ataques com categoria e entregar a bola redonda para o meio de campo armar o time. Quem se contenta com um meio de campo que não consegue dar tres passes consecutivos não viram DUDU, ADEMIR E LEIVINHA picotar o meio de campo trocando passes sem erros e de sobra alimentar os atacantes. Quem se contenta com um PALMEIRAS que faz 40 pontos ( rebaixado moralmente) no ano do centenario é porque não conhece a HISTORIA desse clube vencedor e campeao do sec. XX. Quem se contenta com um PRESIDENTE que pensa pequeno, não planeja nada, “empresta dinheiro para o clube” e é subserviente ao que ha de pior dentro do clube (mumu) é porque gosta do PALMEIRAS ate a pagina 2. So que esse livro, contendo a HISTORIA DO PALMEIRAS, tem mais de 100 paginas que precisam ser lidas, degustadas e analisadas para conhecer DE FATO que SOMO NOS. Tanto quanto vc eu não me alinho com quem quer migalhas para o PALMEIRAS. Eu quero o NOSSO PALMEIRAS DE VOLTA. Força CRISCIO. VC PRESIDENTE nos dara esse PRESENTE. EU ACREDITO……..

Eu gostaria de saber, se o nosso elenco é ruim, qual elenco é bom? Precisamos de centro avante? Sim, mas o brasil carece de centro avante e meias, tanto é q o melhor no futebol brasileiro é peruano, vide a seleção brasilera, qual o grande nome centro avante e qualquer posição? Exceto o alien neymar… O futebol brasileiro em geral se mediocrizou, e nada foi feito para mudar… Tomaremos 7 de novo, agora se o certo é enfiar os pés pelas mãos para trazer jogadores caros, como pato e ganso, que também nada jogam, torçam pelo SPFC…

William amigo do Paulo Nobre. Por nosso futebol estar medíocre, temos time até para sermos campeões. Não por méritos, mas pela mediocridade geral. Agora como diz o velho Juarez Soares:o futebol é jogado e o lambari é pescado. Nossa salvação, passa pela separaçao social, futebol. Sem isso aturaremos os PNs da vida, os Pescarmonas, etc.etc. Conjuntural. Política podre das alamedas. Sou aquele palmeirense que sempre ganhou tudo, ou chagava ali brigando, com o santos do Pelé, do botinha do Mané, do cruzeiro do Tusta. Isso era futebol. Não é saudosismo. Fico muito, mas muito p da vida, ao ler que nossos torcedores tinham esperança no Alecgol. PQP. É poca ambição pra car………

Excelente resumo! Realmente, os péssimos resultados nos últimos anos e as goleadas sofridas para times inexpressivos traumatizaram o coração do palmeirense. Hoje, nos contentamos com qualquer coisa que não nos leve a um vexame em campo. Ainda não confio no time, mas acredito que o que falta mesmo é o que o post destaca: uma administração ambiciosa por títulos, com espírito arrojado e ousado. A alma palmeirense foi muito dilapidada por anos e precisa ser restaurada. Não é com essa atitude de aplaudir dirigente que conseguiremos isso.

Boa reflexão. O desejo e ambição de ser campeão está no DNA do palmeirense, sejam eles da oposição, situação, torcida organizada, torcida coxinha, turma do amendoim, do norte, nordeste, sudeste. É fato que os resultados desse século nos castigaram e que geraram o tal sentimento questionado no post, principalmente nos mais jovens, mas o fato é que agora temos dois elementos que garantirão sim ao Palmeiras perspectivas positivas todos os anos, Arena e Avanti, e é normal que a maioria agora acredite que realmente vai. Montar um time campeão não é tarefa fácil, fosse fácil haveriam trocentos campeões no Brasil todo ano, ao que parece, e aí fica a dica até para um outro post, é que hoje em dia existem mais variáveis para a montagem de um time campeão do que acontecia em décadas passadas. O que me parece também é que muitos clubes evoluíram enquanto o Palmeiras ficou parado no tempo e agora terá que ir atrás do tempo perdido com os elementos que citei acima. Agora quanto ao CRF cumpre destacar que há anos tem times fracos, deram uma sorte em 2013 (semelhante à nossa em 2012, com a diferença que escaparam do rebaixamento), mas de resto foram times pífios, é um time que só da tv a partir do ano que vem ganhará 70 milhões a mais que nós e que historicamente é levantado pela mídia, pois essa depende da audiência de seus torcedores, projetos ambiciosos já tiveram ao montes e não me parece uma lição de planejamento fazer o negócio que fizeram pelo peruano, creio mais um vez que o tiro sairá pela culatra.

Gostaria de saber se a separação clube social do futebol só depende da assinatura do presidente, tudo revolvido. Quanto ao Alecgol ser reserva no timinho carioca, não diz muito, por alguns aspectos, é um CA que incomoda uma barbaridade para os defensores isso abre espaço para os demais atacantes. Para muitos aqui o Palmeiras esta indo muito mal com PN na presidência.
Se Pescarmona fosse eleito hoje estaria uma maravilha.

Não Altair, de jeito nenhum. O que quis destacar é que o Flamengo, até o Flamengo, apresenta um plano de 5 anos com uma visão de grandeza. A maior dívida é deles, não têm estádio, ticket médio baixo, e isso não é de hoje. Mesmo assim essa gestão que está lá está trabalhando e não vem na mídia destruir a imagem da instituição. E há um alerta aqui: até agora Corinthians e Flamengo são os beneficiados por Governo e Rede Globo. Mas com gestões fracas. Quando começam a ter uma visão de negócios, aí é preocupante. E nós? Abs

Sabe o que é preocupante, temos hoje o PN que nos mediocriza e nos deixa sempre na barra inferior de expectativa, certo?! Apenas uma reflexão: Se o PN sair, renunciar, deixar de ser o “dono” da SEP, qual dos VELHOS gagás entrariam lá e enfiariam tudo no rabo e voltaria neste círculo vicioso e derrotado? Em 2016 teremos novas eleições, provavelmente ainda de condomínio, com boca de urna, privilégios para alguns e os mesmos conchavos políticos de sempre. Eu pergunto QUEM será o nosso próximo presidente? Frizzo? Mustafá? Palaia? ….. Desculpe Vicente, prefiro o Nobre, pelo menos ele nos engana e engana a mídia bem! Concordo 100% com você, analiticamente perfeito, mas só vejo você dentro da SEP com este pensamento. O jogo político lá é mais forte que o jogo dentro de campo!~Abs

Texto para a Rainha da Inglaterra ler todo dia. Isso que o PN é: medíocre.

Uma campanha de tempestades para o piloto de rally ser destaque pela regularidade.

Texto preciso, perfeito e tristemente verídico e coerente com nossa atual (que já está se tornando permanente) realidade. Paulo de Almeida Nobre só está na presidência do clube, não é o dono do clube. Quando perceber isso, talvez ao final de mais uma temporada totalmente fracassada como parece ser esta, talvez possa deixar algum legado positivo para quem vier depois tentar reconduzir o Palmeiras ao seu lugar de destaque no planeta futebol. Desse lacaio derrotado propriamente dito, nada espero.

É isso aí Criscio, perfeito. Me incluo nessa minoria que acha que não temos time para G4 e que precisamos de BONS reforços. Quero um Palmeiras ambicioso, grande, disputando títulos sempre, e isso tem que começar hoje, não nos próximos anos. Quanto à separação do clube social do futebol acho que só irá acontecer quando você, Criscio, for presidente. Enquanto isso, continuemos sonhando.

Grande argumentação, Sandro. Torcedores inteligentes e perspicazes como você são exemplos para o futuro que nos espera. Parabéns por estar em sintonia com a atual gestão inovadora e moderna do Palmeiras. São pessoas assim que o presidente quer no nosso lindo estádio de primeiro mundo.

Paulo Nobre está conseguindo. Com muita fé e esperança, acredito que ele conseguirá outro retorno à série B. Que ele continue com este esforço descomunal em contratar sempre os piores ( se bem que se fossem bons jogadores não seriam dispensados, encostados, sem contrato por outros clubes), pois assim ele conseguira nos manter nesta atual (Ufa!! mais uma vez chegamos lá) posição entre os 4 piores do Brasil.
Vamos lá, Paulo Nobre, seu FDP. Continue com seu amadorismo e mediocridade que, juntos, chegaremos na série B, novamente.

Parabéns, Vicente.

O Palmeiras voltará a ser um time grande quando vc, e pessoas alinhadas com seu pensamento, estiverem dirigindo este atual Juventus verde.

Disse isso quando o hipócrita Paulo NObre foi reeleito e volto a repetir. Enquanto esse sujeito for Presidente do clube nada ganharemos. É um cara sem ambição e sem nenhum planejamento. Não
Luxemburgo porque quem manda no Palmeiras não gosta dele e o cara num clube organizado em 3 jogos teve 3 vitórias, já começou a emprestar parte da baciada que contratou no início do ano, sem critério algum. Contratou Dudu por uma fortuna, sem saber se era bom jogador apenas pra passar a perna no Aidar, ou seja, por pura vaidade. Falta seriedade pra esse cara, e enquanto isso estamos nós de novo na zona de rebaixamento com um elenco ridículo e tão ruim quanto o do ano passado. Se Valdivia sair e não vier ninguém pro seu lugar disputaremos sim o rebaixamento, oque é a cara desse fracassado Presidente.

Caro Vicente, mais um texto perfeito e triste! Pois, de acordo com o título, nosso sonho simplesmente não existe, uma vez que, nosso “nobre” presidente nem homem parece ser (e muito menos os que o apoiam também). Vamos rezar pro Palmeiras com você de presidente saia da UTI. Scoppia!!!

Os comentários estão desativados.