Categorias
Opinião

Opinião: momentum

MOMENTUM (ou momento linear) é definido em mecânica clássica pelo produto da massa pela velocidade de um corpo. É uma grandeza vetorial, com direção e sentido, cujo módulo é o produto da massa pelo módulo da velocidade, e cuja direção e sentido são os mesmos da velocidade. A quantidade de movimento total de um conjunto de objetos permanece inalterada, a não ser que uma força externa seja exercida sobre o sistema. (veja mais em Wikipedia).

No esporte pode ser usado quando uma equipe atinge um movimento de subida, um crescimento de sua performance, que torna difícil seus adversários interromper. (clique aqui e leia)

Esse é o Palmeiras de Marcelo Oliveira. Depois de quatro vitórias consecutivas, não só os pontos e a subida na tabela servem para comemorar. O time entrou no seu MOMENTUM. Tudo passa a ser bom. A defesa que era insegura passou a ser uma das menos vazadas. O ataque que era visto como limitado, passou a ser elogiado.

Marcelo Oliveira tem o mérito de tudo isso. Usando um padrão tático semelhando ao do outro Oliveira, o Oswaldo, conseguiu compactar o time. Deu confiança aos jogadores e alguns cresceram (vide Rafael Marques). A tabela também ajudou. Vindo de uma derrota para o Grêmio no Sul, sapecou uma goleada no SPFC dentro do Allianz. Com isso teve duas partidas em casa intercaladas com uma fora, onde o adversário teoricamente mais perigoso (a Ponte) jogou desfalcada e ainda por cima em campo neutro.

Momentum!

Hoje contra o Sport qualquer resultado é possível, e mesmo uma possível derrota não tira o brilho do início de MO nem desqualifica o time para crescer na tabela. Na próxima rodada, novamente em casa dessa vez contra um Santos com Dorival Junior, o Palmeiras terá tudo para retomar o caminho da vitória.

Até aí tudo bem. Mas também tem o outro lado. O risco do MOMENTUM palmeirense é dar ao torcedor – e ao dirigente – um otimismo exagerado. Somos torcedores, e palmeirenses. Assim somos sempre superlativos, tanto na euforia quanto na depressão. Logo, depois de quatro vitórias alguns têm até vergonha em criticar, e outros já precipitadamente saem falando “tá vendo? esse é um time prá ser campeão”. Ou aqueles mais acostumados com o discurso resignado, dizem, “esse é um time bom, vamos disputar o G4” como se o G4 desse taça de campeão para alguém.

Pode até ser. Mas eu duvido.

Esse Brasileiro – como os dos últimos anos – está nivelado por baixo. Mesmo assim ESSE elenco palmeirense AINDA não é elenco prá ser campeão. Eu acho que continua sendo elenco prá meio da tabela. MO mostra que compensa a falta de craques com um time voluntarioso e brigador. Isso é bom. Mas na última metade do campeonato, com contusões, suspensões e desgaste físico natural, vai precisar de mais do que o que tem nas mãos hoje. E é aí que está a oportunidade. Trazer as peças que faltam – um meia para ser titular no lugar de Valdívia, um bom zagueiro, e Barrios – poderá aí sim dar condições a MO para disputar o título sem ter que fazer milagre.

E se não ganhar o título, a Libertadores virá naturalmente. Ela é consequência, e não objetivo.

O MOMENTUM é positivo. As últimas vitórias também. Mas a gente quer mais. Com mais reforços de qualidade vamos disputar o título e dentro das quatro linhas estaremos entrando no caminho certo.

Aí vamos olhar para fora dela, principalmente na reforma estatutária, silenciosa e perigosamente articulada entre poucos. Assunto para semana que vem.

Saudações alviverdes!

12 respostas em “Opinião: momentum”

Também acho que é necessário um meia pra substituir o valdívia, Zé Roberto e Robinho estão jogando muito abaixo do resto do time.

Eu nunca entendi técnico/dirigente ou seja lá quem for dizer: “vamos tentar uma vaga na libertadores…. Pô, qualquer um tem que entrar no campeonato pensando em vencer, se vai conseguir é outra história… e como foi escrito, se o título não vier, a libertadores e consequência. aguardo o texto sobre a reforma estatutária. Algum post sobre a taxa extra?

Antes de trazer outro zagueiro precisa dar chance para o Leandro Almeida. Mas, com o Barrios na frente, um grande meia daria a este time cara de campeão!

vale lembrar que o MO nos dois últimos anos foi campeão exatamente nessa fórmula: sem craques, muita briga, muitos gols de bola parada e contra ataque. Acho que dá pra brigar lá em cima com o Barrios e mais um meia. Sei que muitos não estão botando fé, mas esse Leandro Almeida que chegou agora é nosso melhor zagueiro e pro nível brasileiro acho que é aceitável.

Muito boa a análise, mais uma vez!!!
MO está compensando s falta do meia com o rápido Contra ataque, porém precisamos de um meia pois não é todo dia que isso vai dar certo, hoje eu confio que vai e q teremos mais uma vitória.
Espero q os Palmeirenses entendam a importância do estatuto e que não deixem o momentum esconder e interferir na reformulação, eka será muito importante para os próximos passos no futuro da SEP.

Ótimo texto!! Todo essa boa fase que o Palmeiras está atravessando no momento deve ao treinador Marcelo Oliveira que está conseguindo dar um padrão tático ao time, mantendo a mesma (ou quase) escalação, que no meu ver, é importantíssimo para o Palmeiras conseguir as vitórias. Outro fator determinante que o Palmeiras está em boa fase, é o trabalho que está sendo muito bem feito e bem executado por Alexandre Mattos que se fosse um diretor estatutário não teria esse trabalho bem feito no clube.

Concordo, desde o início disse que precisávamos de pelo menos 3 contratações antes de fechar o elenco: 1 zagueiro (não é o Leandro Almeida); 1 meia para suprir a saída do Valdivia (que todos sabiam que não iria ficar) e 1 atacante (aí acho que o Barrios resolve). Como o MO não veio para fazer “figuração” no Palmeiras, acho que poderemos ter alguma boa surpresa até o final do ano. Vamos torcer.

Desculpe-me, mas meio de tabela é ser demasiado conservador. Este time com o Barrios vai no mínimo disputar vaga no G4. Que elencos e/ou times bons temos hoje no BR que tornem difícil isto? Tem o Galo e só. Inter já abandonou o BR basicamente. Aí tem quem? gaymio? fluminenC? bambi?
Achar q o Palmeiras não pode ficar a frente destes times é não analisar bem o cenário simplesmente.
Eu acho q hoje ganha de novo e já fica no G4. O Xpó já está na descendente e os “craques” dos caras são André Balada, Diego Sono e cia bela. Não vamos sair pra enfrentar o Bayern ou o Barça não.
2×1 pro Verdão!

Gostaria de deixar aqui uma pergunta , “Qual a diferença hoje entre o Atlético Mineiro e o Palmeiras ?”

Resumindo, jogador respeita e acredita em técnico campeão. E MO é bi brasileiro, com o mesmo esquema de contratações com o Mattos. Como assumiu o time com esses jogadores, precisa dar oportunidade a todos, para não perder o grupo. Pq jogador brasileiro quando quer, derruba qualquer um. Na minha opinião, ele vai dar mais uma ou outra chance para ver se o sr, Zé Roberto realmente sacrifica os volantes e defesa. Depois vai tomar a decisão certa. Em tempo Gabriel tem sido um monstro no meio e todos que vão ao estádio estão vendo isso e não é sem razaão que o aplaudem. Quero mais jogadores com a vontade e dedicação dele no time. Um empate hj é vitória.

Os comentários estão desativados.