Categorias
Futebol com Números

As Dívidas dos Clubes – para quem devemos 2?

Ainda mais endividados Palmeirenses, na última coluna comentei que o Palmeiras era o clube com menor dívida Trabalhista e Tributária dos clubes paulistas. E estávamos falando apenas da dívida de curto prazo, ou seja, da dívida que precisava ser paga ainda em 2015.

O quadro que abre esta coluna mostra a dívida de longo prazo dos clubes, ou seja, a dívida que deve ser paga depois de 2015.

Ganha um doce quem conseguir adivinhar quem tem a menor dívida Trabalhista e Tributária (ou seja, dever para o Governo) e quem tem a maior!

Isso mesmo, o Palmeiras tem a menor dívida e os co-irmãos isentos de impostos tem a maior! Mas tudo bem, talvez seja apenas coincidência.

Para aqueles que têm um pouco de preguiça para fazer as contas com os números da coluna anterior, eu conto aqui a dívida com o Governo. Palmeiras: R$ 74 milhões; São Paulo: 93 milhões; Santos: 152 milhões e Corinthians: 173 milhões.

Novamente fica muito claro porque alguns clubes querem tanto o alongamento dessa dívida por mais 20 anos e – muito possivelmente – pedir mais uns 20 anos depois que esse prazo acabar.

Minha opinião continua sendo a mesma. Esses clubes não deixaram de pagar impostos para ganhar títulos? Bom, hora de pagar a conta e, preferencialmente, se a ajuda do Governo.

Saudações AlviVerdes

* Luís Fernando Tredinnick escreve às sextas-feiras no 3VV explicando, a quem conhece e a quem não conhece, os números do futebol

16 respostas em “As Dívidas dos Clubes – para quem devemos 2?”

Méritos do Nobre, porém, não devemos esquecer o que ele fez com o nosso centenário no ano passado, nós Palmeirenses passando o maior sufoco de conseguir livrar o time do rebaixamento!!

Arriscou, logo no centenário. Deu um pouco de sorte não cair. Mas se não fosse a ousadia em manter aquele time horrível (e assumir alguns erros com Brunoro, de centenas de contratações), hj não teriamos essa “paz” financeira. Abs.

Tem que mandar benzer essa camisa 10 na paróquia de São Camilo de Léllis (Protetor dos Enfermos).

Eu quero acreditar que, mesmo de uma maneira lenta, muito lenta, essa degradação moral do Brasil está diminuindo. Ricardo Teixeira exilado, Marin preso, Del Nero apavorado, Operação Lavajato tirando o sono do governo e também da oposição e mandando dezenas de bandidos pra cadeia… Acho que vai chegar uma hora em que a boa gestão nos clubes de futebol vai virar regra e, como nos adiantamos, colheremos os frutos primeiro que os adversários, e poderemos ter um período de hegemonia com títulos importantes!!! Avanti Palestra.

Paulo, eu venho batendo nesta tecla há algum tempo. Em SP, temos uma mega oportunidade de termos hegemonia, pois o Santos não tem dinheiro, o São Paulo está endividado e o Corinthians não vai ter como pagar o estádio…

Ser HONESTO nesse pais virou sinonimo de bobo, otario ou coisas do genero. Triste realidade. O merito pode ser creditado ao PN? Talvez ate possa. Parabens. Mas nao devemos esquecer o que ele fez com o futebol no ano do nosso CENTENARIO. Fomos MORALMENTE rebaixados. E ainda pagamos um preço por isso. Temos um elenco razoavel, limitado, com mkt de seleçao da Alemanha. Como o futebol brasileiro esta nivelado por baixo isso nao aparece. É isso.

Luís Fernando, o que seriam esses “Outros”? Outra coisa, esse item “Impostos Parcelados (timemania)”, pelo nome, me parece que os recursos pra pagar não sairão diretamente do clube e sim advirá das receitas da Timemania, correto? Em caso de resposta positiva, nossa situação não estaria na realidade pior que a do nosso rival? Falo isso porque ao que parece, pelo que consta no quadro, teríamos uma dívida de 132,3m (191,4-59,1) a ser arcada com recursos próprios e eles teriam uma dívida de 32,4m (168,5-136,1). Abraço!

Diogo,
1) aquilo que é o Timemania irá sair dos recursos dos clubes, pois a arrecadação da loteria tem sido insuficiente – para todos os clubes – pagar o valor mensal da dívida. No caso do Palmeiras, essa diferença tende a ser a menor entre todos os clubes – ou pelo menos era até a última vez que eu vi – mas ainda assim o Palmeiras tem que colocar dinheiro do bolso. No caso do Corinthians, eles tem que colocar bem mais dinheiro do bolso. Vou pesquisar e espero ter uma resposta. 2) o outros do Palmeiras é simplesmente “partes relacionadas”, ou seja, dinheiro que o Paulo Nobre colocou no clube. Depois em 2015 ele trocou essa dívida por participação econômica em alguns jogadores. Essa transação foi comentada pelo Paulo Nobre na entrevista na UOL.
Saudações AlviVerdes

Os comentários estão desativados.