Categorias
Campeonato Brasileiro 2015 Pós Jogo

Pós Jogo Atlético MG 2×1 Palmeiras: derrota e alerta

 

O Palmeiras perdeu para o Atlético MG por 2×1 na tarde-noite de domingo e perdeu a chance de ir pro G4 depois de um fim de semana onde os adversários diretos perderam (exceto aquele).

Como nas últimas partidas, o Palmeiras jogou só um tempo. Logo no início fez o gol. Lateral onde Rafael Marques voltou para Lucas e ele cruzou de primeira para Girotto subir livre e cabecear pro gol.

Mas aí apagou. A partir daí no 1o tempo só deu Atlético. Jogando no campo palmeirense o time mineiro dominava o meio campo. O Palmeiras assistia ao jogo.

O Atlético empatou aos 17. Um vacilo da zaga e de Fernando Prass. Pratto de cabeça.

O estádio Independência pegou fogo. O time veio prá cima. Prass fechou bem o gol em lance que Pratto apareceu livre na pequena área.

E aos 36 Ricci fez a lambança. Deu pênalti de Lucas sobre Pratto. Prá lá de duvidoso. O argentino chutou forte no meio do gol. 1×2.

Fim do 1o tempo. No segundo MO mudou. Robinho veio no lugar de um Egidio inútil. Melhorou mas não resolveu.

Aí sim. Gabriel Jesus entrou no lugar de Girotto. Melhorou muito. Levava mais perigo.

Depois veio Barrios no lugar de Alecsandro. E o time cresceu. O gás do Atlético acabou. O Palmeiras foi prá cima. Barrios teve duas chances, numa delas o zagueiro Jeferson caiu mas Ed Carlos estava lá e tirou em cima da linha. E no fim Dudu ainda perdeu um gol que não se perde.

Uma derrota injusta. Mas fica um alerta. Dos últimos 15 pontos ganhamos apenas 3. Doze pontos que são exatamente a diferença pro líder. O título começa a ficar difícil. O G4 ainda está aí, pertinho. Mas MO vai ter que fazer esse time jogar mais bola e aproveitar as oportunidades.

E o segundo alerta: antes de elogiar a arbitragem, era bom olhar além do umbigo.

Agora é pensar em Copa do Brasil. Depois Joinville em casa.

Saudações Alviverdes!

***

 

226 respostas em “Pós Jogo Atlético MG 2×1 Palmeiras: derrota e alerta”

clube que tem a maior torcida do país também é o que mais vende camisas do futebol brasileiro. É que aponta um levantamento da Netshoes em vendas de uniformes através da internet que tem o Flamengo na liderança. Na sequência do ranking feito pelo e-commerce especializado em material esportivo aparecem São Paulo, Cruzeiro, Seleção Brasileira e Corinthians.
Essa notícia está na web. Não merece crédito. Os números são bem limitados. Consideram somente vendas da Netshoes pela internet.

Vamos lá verdão, vamos enterrar o Luxa com o Cruzeiro. Já entramos ganhando pois Leandro Almeida não pode jogar.
Prass, vê se tem calma para sair do gol.

Uma coisa que eu não vi ninguém comentar: no gol de penalti do Pratto teve uma clara invasão do camisa 22 e o penalti, que foi mal marcado, deveria ter a cobrança repetida.

Essa dupla de volantes do Palmeiras, Amaral e Andrei Girotto, é uma das piores que eu vi na minha vida. Eles são horrorosos.

E o árbitro de amanhã é o mesmo que nos roubou no jogo diante do Flamengo no Pacaembu
ano passado expulsando Valdivia e validando um gol em impedimento dos mulambos. Parece
que o Nobre não aprende. O Cruzeiro só venceu 1 dos últimos oito jogos, justamente contra nós, não
é possível que vão perder de novo pra esse timeco.

Ah, o Nobre já aprendeu direitinho, igual a todos os cartolas palmeirenses. Seremos roubados de novo, depois ele solta mais uma notinha oficial imbecil, salvo conduto para a juizada deitar e rolar.

Adriano, isso tudo é um mistério. Em 2000 me lembro bem que perdemos o primeiro jogo por
4 X 3 para o São Caetano e no segundo jogo empate por 2 X 2 com o sr. Paulo Cesar de Oliveira
inventando um penalti para o adversário em uma falta que ocorreu a pelo menos 1 metro fora da área. Em 2011 esse mesmo pilantra nos assaltou contra o Corinthians e fomos eliminados do paulista. um dos grandes problemas é que o Palmeiras nesses últimos anos foi muito prejudicado
por arbitragens bandidas e os dirigentes aceitavam isso naturalmente, sem esboçar reclamação.

Com as recentes contusões de Gabriel, Arouca, Cleiton Xavier e agora Cristaldo, está mais do que na hora começarmos a cobrar os seguintes profissionais:

Médicos – Rubens Sampaio, Vinicius Martins e Otávio Vilhena.

Preparadores Físicos- Juvenilson, Marco Aurélio Schiavo e Thiago Santi.

Coordenador científico – Altamiro Bottino.

Fisioterapeutas – José Rosan, Jomar Ottoni, José Eduardo Arruda e Marcelo Gondo.

Fisiologista- Alessandro Fromer.

Radiologista- André Yamada

Nutricionista- Alessandra Favano.

Massagistas- Serginho, Robertinho e Daniel Lima.

Termografista- David Mahamud.

Sinceramente, não sei o que deve mudar no Palmeiras!!! Afinal, desde a saída da Parmalat já teve presidente da oposição, da situação, técnicos dos melhores e dos piores e jogadores de seleção, bem como alguns perebas e em 15 anos ganhamos apenas uma Copa do Brasil e um Paulistão!!! Com esse futebolzinho que vem jogando nos últimos jogos não acredito nem em G4!! Nestes últimos 15 anos, todo ano acontece algo bizarro com o Palmeiras, principalmente no Brasileiro. 2000 – eliminado pelo São Caetano, jogando as duas partidas no Palestra Itália!!! 2001 – Líder absoluto do campeonato, onde oito se classificavam para as fases finais, porém, depois de vencer dois clássicos seguidos (Lambaris e Bambis) perde uns 6 ou 7 jogos seguidos e nem entre os oito classificados consegue ficar. 2002 – rebaixado. 2003 – Série B. – 2004 – Líder e jogando bem, aí o Mumu vende a estrela do time (Vágner Love) e terminamos em quarto ou quinto!!! 2005 – Surpreendentemente o Florminense dá uma de Palmeiras e perdeu umas seis seguidas e aí roubamos a vaga deles na Libertadores. 2006 – Por causa da Ponte Preta não fomos para a série B. 2007 – Valdívia é suspenso e aí perdemos a vaga na Libertadores. 2008 – Disputando a liderança com os Bambis daqui e do sul, vende Valdívia e Henrique, e de repente, faltando umas 10 rodadas o time para de jogar e perde o título, dizem que foi treta dos jogadores com Luxemburgo. 2009 – Líder e virtual campeão, mas como é Palmeiras, jogadores se machucam e o time não joga mais nada faltando umas dez rodadas e nem Libertadores consegue. 2010 – campanha medíocre, porém sem sustos. 2011 – termina o primeiro turno em quarto ou quinto, vencendo os gambás na última rodada. No entanto, no segundo turno há briga entre Felipão e Kléber e o time vence uns 4 jogos de 19 e quase flerta com a zona da desgraça. 2012 – rebaixado. 2013 – série B. 2014 – o maior milagre palestrino de todos os tempos salvou o pior Palmeiras de todos os tempos. 2015 – o time com o MO vinha jogando muito bem e chega em terceiro lugar e inexplicavelmente, como nos anos anteriores, o time para de jogar e agora luta por no máximo uma vaga na libertadores!!! Entra ano e sai ano e a história é praticamente igual ou muito pior!!!

Mais uma lesão. Alguém já se deu conta que jogos as 11 h (só o Palmeiras fez 3)……. jogos tarde e sempre em hor´rios diferentes, pode influenciar as programações dos atletas?……e também contribuir para um desgaste e desequilíbrio? Uns 2-3 times jogam sempre nos mesmos horários. São sempre detalhes que no conjunto se tornam um diferencial. Dudu, Arouca e Lucas passaram mal contra o flajuto..

Pelo que fiquei sabendo, hoje tem noticia boa no futsal alvi verde..

Os comentários estão desativados.