Categorias
Opinião

Opinião: ano que vem melhora

 

Por Vicente Criscio

Vejo um amigo palestrino indignado. Na saída do Allianz Parque neste domingo, após um 3×3 quase frustrante, este amigo ouviu vários torcedores palmeirenses comemorando: “ano que vem teremos um grande time”.

Pronto! Junto com as lambanças da nossa defesa na tarde deste domingo, isso serviu para azedar de vez o coração verde desse meu amigo.

Tento ter uma visão menos emocional de tudo isso.

Vamos portanto relativizar e olhar por partes:

i. time hoje;

ii. visão de futuro;

iii. e a gestão?

***

i. Esse time aí, é o que queremos?

Não. Não é! Por mais que muitos palmeirenses se deixem levar pela emoção, esse time está em 7o lugar, 15 pontos atrás do Corinthians. Isso após 23 rodadas, 16 delas com Marcelo Oliveira, bi-campeão com Cruzeiro. O outro Oliveira, assumiu o Flamengo a poucas rodadas e já está na nossa frente. O Santos, que estava caindo, com Dorival Jr (esse mesmo) está um ponto atrás de nós.

Mas não é um time ruim. Talvez seja mediano. Ninguém quer mais ler a palavra medíocre. ok, entendo.

Se olharmos em retrospectiva, parte da torcida palmeirense tem razão: estamos melhores que ano passado. O jogo contra o Corinthians foi bom e de certa forma o resultado é razoável. Quero dizer, não é um desastre empatar mesmo que em casa contra o líder do Campeonato. Jogo bom, aberto, difícil, ficamos 3 vezes na frente do placar, e o corintiano saiu do Allianz ou foi ver o Faustão aliviado. Quase perdem a segunda seguida prá nós.

Olhando assim… tá bom.

Só que não para outros. Mas para quem quer um Palmeiras disputando título, sim, estamos longe. É um time que parece claro não vai disputar o título (estamos faltando ainda 15 rodadas para o fim do campeonato, praticamente 3 meses).

E a torcida, surpreendentemente, continua com paciência e esperando que ano que vem teremos um time campeão. Ano que vem!!!

Não é pouco?

 

***

ii. visão de futuro

Teremos um time campeão? Desde que essa diretoria chegou o Palmeiras montou e desmontou um time por ano. Fez isso por obrigação em 2013 (poucos jogadores no elenco) e um impressionante apetite da diretoria e Brunoro em desmontar o pouco que prestava (Barcos e Henrique) para montar um time para disputar a série B; depois no final de 2013, contratou muitos jogadores para a temporada 2014, com Kleina, depois Gareca, depois Dorival Jr. Quase caímos. Lembrando que até aí o Presidente já tinha colocado mais de R$ 100 MM. Então o problema não era grana. Tanto que a dívida aumentou. Gastou-se, mal, mas gastou-se.

Chegamos em 2015. Montamos outro time, agora com Mattos e o primeiro Oliveira contratado em janeiro. Foi despedido e veio o segundo Oliveira. Elogiou elenco – não ia ser diferente – mas vieram alguns reforços. Barrios foi a sensação, mas não veio  meia desejado. Na zaga temos Leandro Almeida ou Jackson para fazer companhia ao promissor Vitor Hugo. Escolhe aí quem você quer …

Ou seja, o palmeirense mais cético não tem elementos para crer que em 2016 não haverá outro desmanche. Manteremos Gabriel Jesus, a quem por erro de negociação já perdemos 40% dos direitos econômicos? Renovamos com Victor Hugo, mas manteremos o elenco que veio por empréstimo?

Pergunto: ano que vem será melhor por que mesmo?

***

iii. gestão

Os que elogiam o atual Presidente, o fazem principalmente por ter colocado dinheiro do bolso no clube. Tem um efeito forte aqui da mídia sobre a imagem do Presidente, sempre muito bem amparado por uma campanha recorrente de boa notícias sobre o Presidente e más notícias sobre a WT. Percebam as matérias.

O Presidente teve o mérito de trazer um gerente de futebol remunerado melhor que Brunoro e que contratou mais de 20 jogadores em 2015. Depois, na pressão, trouxe MO. A Crefisa bateu em sua porta com um outro mecenas ávido pelo retorno que o futebol dá à marca, aliado a uma profunda paixão por seu clube do coração. E do marketing, é isso aí. O Avanti decolou, amparado pelo Allianz.

Mas continuamos negociando mal os jogadores (Gabriel Jesus é o grande caso do momento), fazendo o papel do ingênuo nas federações, brigando com parceiros, dividindo a torcida. O clube social continua dando prejuízo e sem uma solução. O futebol aumentou sua dívida de 2013 para 2015, e agora devemos para o Presidente, que inclusive tem participação em jogadores. E para coroar, a reforma estatutária está no email dos conselheiros, sem perspectiva de separação do clube social, com perfumarias onde a mais relevante é o aumento do prazo de mandato do presidente, o que abre uma janela institucional perigosa para mais uma reeleição do Presidente que encerra seu mandato no final de 2016.

Pior: mudanças para separar de fato e de direito o futebol do clube social, nem se fala.

***

Se olharmos apenas o time de futebol nesse domingo, o palmeirense mais paciente se anima. Ano que vem teremos um grande time. Somos como o Brasil de décadas atrás: sempre o time do futuro.

E ele pode estar certo.

Por outro lado, no conjunto da obra, minha opinião, continuamos mal. Sem perspectiva de um título brasileiro, sem garantias que o futuro será melhor, e sem as mudanças estruturais. Ser otimista baseado em quê?

Talvez os dois estejam certos. Tanto meu amigo impaciente, quanto o palestrino que espera pacientemente por 2016. Cada um a seu modo. Eu, da minha parte, lamento que as mudanças estruturais não venham. Aí tudo é efêmero. Sem elas, com certeza em algum momento – 2016, ou 2017, ou 2018 . vamos ganhar um título. Uma Copa do Brasil, um Paulistão. Mas serão sempre vitórias fortuitas. Sem consistência. Sem perpetuidade. O plano de voltar o Palmeiras ao patamar de um dos maiores clubes de futebol do mundo vai ficando para trás.

E o torcedor, na dele, continua batendo palma para um time que está em sétimo na tabela. Afinal, ano que vem teremos um grande time.

***

Em tempo, indico a série da Philos.tv A PROPAGANDA NA 2a GUERRA MUNDIAL. Série com seis episódios, mostra a propaganda manipulando a massa de acordo com a sua conveniência. Tanto na Alemanha nazista, quanto nos Estados Unidos ou no Japão.

Excelente referência histórica. E muito educativo, em muitos aspectos.

***

Em tempo 2: por falar nisso, a semana em que nossa assessoria de imprensa deveria bater no tema arbitragem e favorecimento para o Corinthians por parte da CBF, para pressionar o árbitro e evitar que “errasse” contra nós, mais uma vez “nossa” assessoria pautou a mídia sobre problemas nos prédios que balançam e a culpa da WT. E deixou prá lá o dérbi, a arbitragem, os erros pró Corinthians, o fato de nem lembrarmos mais quando foi o último pênalti que tivemos a nosso favor, essas coisas menos importantes.

Resultado: arbitragem fez o que quis no Allianz Parque.

Mas ano que vem será diferente.

Saudações Alviverdes!

 

64 respostas em “Opinião: ano que vem melhora”

Ok, time mediano, em 7º lugar, 15 pontos atrás do líder e o que deve o palmeirense fazer? Deixar de ir no estádio? Deixar de cantar, vibrar e empurrar o time? Deixar de pagar o Avanti, deixar de comprar camisas, deixar de vestir nossas camisas nos dias de jogos? Isso seria ser um bom palmeirense? Acho que não é por aí, é óbvio que muita coisa precisa ser melhorada, mas acho que a torcida tem que cada vez mais mostrar que está junto na busca do efetivo ressurgimento do alviverde imponente, tem que mostrar que a paixão do palmeirense e da nossa nação de mais 16 milhões independe da posição na tabela ou dos cabeças de bagre que por vezes vestem o nosso manto. `Às vezes, pra parcela mais crítica da torcida, parece que o cara que está lá todo jogo, seja no estádio ou na frente da TV alucinado vibrando, xingando, cantando e acreditando que o time pode vencer todos os jogos é um alienado do mundo, que não tem noção do que foi e é o Palmeiras e não enxerga o que precisa ser melhorado, mas o que essa parcela não consegue as vezes compreender é que a palestrinidade tem várias formas de ser demonstrada,… essa é só mais uma delas… logo após o jogo todos estavam p da vida com aquele empate no final, só que pra muitos o futebol apresentado, fora as falhas infelizmente habituais e a dificuldade em definir o jogo, foi de se orgulhar sim… sobre o crescimento, 2013 foi melhor que 2012, 2014 (no início, antes do “desmanche” do meio do ano) foi melhor que 2013 e 2015 está sendo bem melhor que 2014…acho que precisa de muito esforço pra não enxergar a evolução e acreditar que o futuro nos reserva sim algo muito bom. As mudanças estruturais são necessárias, mas as melhoras no campo são inegáveis. Abraço!! Espantar a zica hoje contra os colorados, 2×0.

Caro, conseguiríamos ter um time melhor que o do ano passado até se contratássemos todo o elenco do Íbis. Aquilo foi a maior vergonha da nossa história, justamente no ano do centenário. Habitualmente me deparo com os conformistas, aqueles palmeirenses que hoje ficam felizes com o fato de “estarmos longe da zona de rebaixamento”. Se para você a referência são os últimos cinco anos, realmente estamos melhores. Para mim, a referência é o Palmeiras que conheci há mais de quarenta, que aprendi a ver como vencedor, e que mesmo nos anos de fila jamais se apequenou tanto como agora. Você acha que o bom palmeirense é apenas aquele que vai ao estádio, dá seu “dízimo” em quinquilharias tendo o mais importante – o retorno em forma de bom futebol, já que títulos são consequências – sendo-lhe negado ano após ano? Desculpe, mas você precisa rever seus conceitos.

Beleza. Então agora o negócio é deixar de torcer? De vibrar a cada gol? Time não vai ganhar o título mesmo, então vamos criticar tudo e deixar de vibrar com o time?…. Cara, pode botar 11 pernas de pau no campo com a camisa do Palmeiras que estarei torcendo e vibrando como sempre com a convicção apaixonado de que aquele time pode vencer qualquer time no mundo…. isso é torcer pra um time… é torcer pelo que ele representa e não pela situação na tabela ou por causa de um ou outro pseudo craque …. é disso que eu estou falando… acho que não entendeu o teor do meu comentário….todos queremos o Palmeiras forte como a décadas atrás, disputando e ganhando títulos ano após ano, mas só porque hoje não está, tudo é lixo, nada presta e a torcida deve deixar de torcer, vibrar e empurrar o time?… essa definitivamente não é e nem nunca vai ser a minha forma de demonstrar o meu amor ao Palmeiras.

Paulo Nobre bom presidente e palmeirense roxo, ótima pessoa, mas não entende nada de futebol, infelizmente esse é o seu defeito.

Sobre a equipe, Duvido que esse técnico treina taticamente o time, ta claro a falta de entrosamento e formação tática do palmeiras…. não acredito nesse técnico, não acho que ele vale o que ganha.

Caro Ângelo, estou inconformado com as seguidas falhas defensivas do time, mas tenho visto críticas pesadas ao Marcelo Oliveira. O cara é bi campeão brasileiro, um técnico ruim não conseguiria esta marca. Olhando a lista dos técnicos campeões, o único técnico ruim que ganhou o Brasileirão nos últimos tempos foi o Andrade em 2009, que sabemos muito bem ter sido um ano atípico e maledetto.

Vicente , hoje no meu trabalho conversando com um amigo que é amigo pessoal do Belluzo , ele me fez revelações muito tristes. Não irei citar aqui por questão de ética. Eu como torcedor do Palmeiras me sinto enganado e sempre ouço que o Palmeiras é o time do ano que vem.
Se não resolverem internamente todas as questões politicas e pessoais lá dentro o Palmeiras não será campeão. Prova disso que nem campeonato paulista a gente consegue ganhar.

Eu concordo em parte, porém o que os palmerense tem pespectiva de melhorar é olhar no passado os últimos 3 anos nosso time era composto de jogadores desconhecidos entrava para jogar um classsico e um empate era vitoria, disputamos todos os ultimos campeonato para não cair. nosso time pode ser melhor mas temos um dos melhores goleiros do campeonato fora ele saudade de são Marcos com jogadores, creio que essa crítica tem que existe, mas o presidente desde que me entendo por palmerese é Paulo Nobre .

parabéns pelo texto . será que vamos ter um time campeão como no passado ? ou continuaremos sendo piada para os rivais ?

A ladroeira pro’ Gambá não vem de agora…e todos times reclamam. 15 pontos? Ok!!! Mas, se buscarmos os pontos tirados do Palmeiras e os dados aos gambás no apito, estariam quase empatados em pontos. Nosso time não e’ fraco/mediano como dizem, nosso time e’ bom. E esse time “líder” – S.C Gambá não e’ forte e melhor que o nosso, apenas estão “líder” pq são ajudados. Fato!!! Pena que houve o problema da contusão do Gabriel tbm, e ninguém esperava. E temos um ótimo técnico, e nem venham com esse papinho por aqui de queima’-lo. No mais, esqueçam meias armadores, pois, quem os tem, não venderam e não vendem. Aliás, até temos o Felipe Gabriel no elenco, e 4ª seria a chance de testa’-lo, já que muitos acham extremamente essencial o tal meia e acham que com um meia clássico os problemas acabarão No mais…. demos azar no “sorteio” da Globosta. Pois, pegamos o “Barcelona” (o Inter equivale a um Barcelona pro Palmeiras), pq oooooo time pra darmos azar…PQP!!! Quem assistiu (como eu) os jogos entre Bambis x Inter e Palmeiras x Gambás pensaria assim: Palmeiras vencerá molinho o Inter. Mas, vc vão ver o quanto o Inter jogará contra a gente. Aguardem….
No mais… estamos a 3 pontos do tal G4 e temos chances reais de libertadores…que servirá como consolo e uma ótima oportunidade de reforçarmos ainda mais esse BOM TIME. Mas… não adianta ir pra libertadores e contratar a baciada. Eu sempre disse por aqui que seria muito melhor contratar 1 craque do que 3 medianos. Só que…temos que ressaltar que o Barrios veio como “craque” (caro e com fama comprovada) e quem brilhou até aqui foram os “medianos” Gabriel (volante), Vitor Hugo (zagueiro). Pois e’…

Concordo. Aliás, o Cruzeiro foi campeão desta
forma, contratando de baciada jogadores medianos
e sem um 10 de ofício, isto depois de quase ter sido
rebaixado no ano anterior.
Mas lá deram tranquilidade para a comissão técnica
trabalhar.

Por que, ao invés de trazer tres jogadores medianos, não trazer um bom jogador? Por que quando sai um jogador do Palmeiras, não vem nunca um de qualidade superior no seu lugar. Por que o MO não decide qual a zaga titular? Por que não temos um goleador no time? Por que contratamos 25 jogadores e não temos um lateral-direito reserva? Por que o Prass só dá chutões pro ataque, nunca sai jogando com a defesa? Por que emprestamos os jogadores da nossa base, sem ao menos testá-los? Por que não jogamos bem a maioria dos jogos?

Só para você ficar ciente do que acontece. Rafael Marques foi informado há 15 dias atrás que não será comprado. Parou de jogar. Lucas Barrios veio para ganhar 320 mil reais por mês sem produtividade , rachou o elenco. Zé Roberto está na bronca e Fernando Prass também. O Palmeiras é assim. Por isso que nem campeonato paulista a gente não ganha mais.

Se é verdade isso sobre o Rafael Marques, porque continuam escalando ele? Não faz sentido isso que você escreveu.. Aliás fiquei sabendo que o time chinês é que endureceu a venda dele. Sobre o Barrios não tenho nenhhuma informação sobre isso que você escreveu, mas se estão na bronca, tem é que conversar com o diretor de futebol e não prejudicar o time. Não esta contente linha, quero ver onde vai jogar um 40 e outro com 37. A porta da rua é a serventia da casa. p.u.t.a. v.ia.d.a.g.e.m.

Concordo, Sbrighi, mas não é assim que funciona
a coisa e você sabe disso. No futebol é muito fácil
rachar elenco, derrubar técnico, etc. É um mundo
a parte.

No final do campeonato pode falar comigo. Infelizmente falei a verdade. Tem mais não posso escrever aqui. O time já perde do inter por 1×0. Abraço.

Está feliz com o time do Palmeiras ? Em 6 pontos disputados ( Corinthians e Internacional) ganhamos apenas 1. Você está contente ? Temos um baita time né ?

Concordo. Repetiram 2009, por incrível que possa
parecer. Em vez de fechar o elenco e jogar com a
vontade que vinha sendo demonstrada, trouxeram
um jogador de forma diferente dos demais.

Mais uma vez um texto vicentino de primeira, parabéns. E, pelo que se vê por aí, tem muito torcedor conformado que incorporou o espírito do eterno ano que vem. Aí chegará dezembro, desmontarão mais um time, formarão outro, aí serão necessários 6 meses de adaptação, mais 6 meses de resultados medianos, e em 2017, “com certeza” disputaremos todos os títulos… Isso cansou.

Se ano q vem não deixar todo mundo ir embora ou quiser contratar uma baciada de jogadores e fazer finalmente o correto, contratações pontuais para resolver os pontos fracos, sim ano q vem pode ser vitorioso. Mas acho cedo para jogar este ano fora. Copa BR, por mais q tenha dado azar no sorteio é mata-mata. E há pontos fortes e fracos: dificilmente o Palmeiras deixa de fazer gols, mesmo fora de casa. Mas tem tomado MUITOS gols tb. Sei lá, ainda dá para acreditar.
Mas sendo realistas, analisemos o q este elenco pode propiciar para uma Libertadores (tomara Deus) ano q vem:
Prass, Lucas, V. Hugo, Gabriel, Arouca, Dudu e Gabriel Jesus como mais certos.
Incertos mas q ainda podem render muito bem, nem q seja para compor elenco: Aranha, Thiago Santos, Zé, Robinho, Kelvin, CX e Barrios (com um pré-temporada adequada, acho q os 2 vão render muito).
Acho q bem longe de um desastre total.
Rafa Marques despencou e pelo alto valor para contratar vai embora quase com ctz (pro time do papai OO muito provavelmente), por isto nem considerei.

Também espero que o CX e Barrios, usufruindo
férias e fazendo uma pré temporada decente, terão
um rendimento muito superior ao deste ano. Inclusive
o paraguaio já vinha abaixo na França, porque não
teve férias vindo da China. Inclusive cheguei a comentar
aqui que o Barrios que vinha jogando na França eu não
queria. Mas tem potencial, é experiente e, adaptado ao
nosso futebol, certamente é jogador acima do que vemos
por aqui.

Sobre a dívida: todos os clubes e praticamente todas grandes instituições possuem dívidas, especialmente clubes de futebol… isso não está necessariamente ligado aos resultados do time de futebol, então são assuntos completamente diferentes… Sobre o time de futebol, nossa gestão futebolística é amadora faz muito tempo, e para isso sugiro a reflexão que imagino que 99% dos palmeirenses já fizeram: o que seria do time se tivéssemos mantido/substituído a altura peças importantes da equipe de futebol dos últimos 3 anos ? Os palmeirenses, imagino que fanáticos como eu, saberão do que estou falando… Concordo plenamente e o melhor exemplo do que falei é o caso Gabriel Jesus (que foi chamado de “nada demais” pelo seu próprio treinador recentemente em alto e bom tom para o país inteiro ver e ouvir!), que eu me recuso a acreditar que alguém seria tão retardado de recusar a pagar pelo passe inteiro (1 milhão de reais) desse craque, tendo em sua história recente já pago pelo passe de jogadores como Luan (8 milhões de reais), Leandro (5 milhões de reais), e mais recentemente e coincidentemente no mesmo período, Lucas Barrios (5 milhões de reais). Ou seja, os gestores do clube ou não entendem NADA de futebol ou não levam o Palmeiras a sério como nós, verdadeiros palmeirenses. -Por exemplo, no Santos existe uma comissão formada por ENTENDEDORES de futebol e ex jogadores históricos do clube para autorizar cada jogador a pisar no gramado com a camisa do clube, e por último surge a opinião da torcida tão importante quanto, fato comum em vários clubes de futebol, menos no Palmeiras em que quem toma essas decisões são pessoas que nunca chutaram uma bola e só sabem analisar penteados.- Junto a isso vem o fato de que, embora poucos ultimamente, a maioria dos jogadores de destaque tem saído pela porta dos fundos neste período, e o pior, falando poucas e boas do clube… Enfim, todas as críticas sobre a montagem do time de futebol precisariam de um LIVRO para serem resumidas somente nestes últimos 3 anos, e não um comentário… Mudando de assunto, sobre a situação financeira do clube, Paulo Nobre pode ter mérito por ter feito manobras (leia-se “truques”) financeiras utilizando o seu próprio dinheiro, o que não possui muitos méritos, já que o cara é reconhecidamente por todos abastado, e principalmente pelo fato de não sabermos os detalhes desta negociação. Já sobre a administração… tem sido tão patética e incoerente quantos as dos seus antecessores, que como exemplo, também arrumaram brigas com jogadores, treinadores e tomaram decisões patéticas, contraditórias e ineficazes na grande maioria das vezes, além de (em segundo plano) várias vezes falarem groselha para a imprensa envergonhando todos os palmeirenses, ou seja, governaram o Palmeiras como reis bobalhões da idade média com seus súditos baba-ovos, o que é completamente normal neste país (infelizmente), quando se trata de hierarquia em qualquer instituição ou corporação…

Não acho o nosso time bom o bastante pra ser campeão do Brasileirão, mas é preciso lembrar: 1-quanto tempo passamos sendo saco de pancadas dos rivais, perdendo todos os jogos por ter times medíocres? 2-quanto tempo a mídia ficou em cima do Palmeiras desgastando a instituição por atrasos de salários, etc? Podemos até não ser campeão de nada esse ano ou até mesmo ano que vem, mais uma coisa é ficar todo ano lutando pra não cair, outra é ter um time que pode vencer seus concorrentes diretos. Creio que já houve um avanço, agora é contratar mais 2 ou 3 peças pra ter um time de ponta! Se vai ser este ano ou ano que vem eu não sei, mas evoluindo sempre chega-se ao sucesso!

Nao sou Nobrete, sou palmeirense. Na minha opiniao o Nobre teve vários erros, pontuais ou nao , mas é um presidente muito melhor que o inexpressivo do Tirone, e pior que o Belluzzo (inclusive colhe o que o Belluzo plantou, como também colheram os malas Mustaphás e Facchina). Errou ao se aliar com o Mustaphás, ao contratar o Brunoro , na sua atitude de Paulo Pobre – e Palmeiras idem – do primeiro mandato – e principalmente por nao ter montando um time decente para a Libertadores de 2013. Também teve acertos como equalizar as dividas, nao contratar o Riquelme, dispensar o Valdivia e contratar o Mattos. O Mattos contratou 25, alguns desnecessários, mas montou um elenco razoável com Lucas, Vitor Hugo (um zagueiro jovem e de potencial – melhor que Henrique e Danilo que alguns pedem a volta), Dudu (tem jogado muito bem), Gabriel, Kelvin (pode ou nao virar), Leandro Pereira (que já foi e poderia ter ficado, mas nao deu prejuizo tecnico e nem financeiro, como sempre ocorria), Egidio (que realmente caiu de producao, mas já fez ótimas partidas), além de R. Marques e Robinho, bons compositores. O 3 vv e seus colunistas (principalmente o Criscio) sao formadores de opinioes verdes e eu concordo com 85% delas. As reformas sao timidas, nao parecem caminhar para a separacao financeira do social e do futebol, muito menos para uma participacao mais efetiva do soçio torcerdor na politica (nao sou sócio social e nem sócio torcedor). Vou aos jogos do Palmeiras na minha cidade ou qdo joga na regiao, fui pouquissimas vezes no antigo Palestra, nao conheco a nova Arena internamente, compro 2 ou 3 camisas por ano e pago o PPV para ver o Palmeiras, e já fui um palmeirense mais feliz. Tres anos de mandato acho muito bom (desde que o Nobre nao ache uma válvula para uma nova reeleicao), apoio as suas posicoes (pensando no Palmeiras ) nas pendencias importantes com a WTorre, e procuro passar longe das fofocas e birrinhas que tbém tem nessa disputa. A renovacao do Gabriel Jesus nao foi favoravel, mas tudo no futebol hoje tem empresário no meio e e essa raca só atrapalha os clubes e jogadores pela ganancia. Mas parece que existem clausulas que possibilitam uma compra do Palmeiras, que pode ficar com mais de 50% dos direitos do moleque. Infelizmente as minhas expectativas estao indo pra 2016 – quem perde doze pontos para Goias, Atético PR e Figueirense dificilmente vai ser campeao do brasileirao.

E apagar meu comentario na pagina do facebook nao vai mudar a minha opiniao e de milhares de Palmeirenses que pensam como eu … Abracos e repensem sua postura como midia comunicativa, apagar e bloquear comentarios contra suas ideias mostra que talvez voces nao pensem tao diferente daqueles que comandam o futebol palmeirense hoje!

foi por esse tipo de “politiquismo” que deixei de ler 3vv.
fazer o texto nesse jogo é algo de chorar. basear o texto no que escutou de outro torcedor é jogar lenha nessa fogueira. essa gestão tem muitos erros e muitos acertos.
Chegar a elogiar Dorival e OO é brincadeira. o time tem um problema na defesa, que assusta. temos 3 reservas que não servem para nada, dá para melhorar ainda esse ano. atacar tudo e todos agora, é bem baixo. Tinha minhas esperanças em ver o Criscio tocando essa zona toda um dia, mas parece que a politicagem seria a mesma.

Wilson não te conheço mas respeito sua opinião. Mas não há politiquismo. Há sim crítica, construtiva, às vezes dura, às vezes pesada, mas nunca ofensiva à pessoa do presidente ou de qualquer pessoa da gestão. Eles estão lá então têm que estar preparados para a crítica. No meu texto por exemplo, em nenhum momento elogiei OO ou Dorival. Leia atentamente. Disse que até para os times deles agora estamos atrás. Isso não é elogio. Outra: se você ler atentamente o texto, o que trago aqui par reflexão é a esperança de muitos palmeirenses no ano de 2016 junto com uma resignação em ser coadjuvante no campeonato brasileiro. Como sempre digo nos meus textos, é uma opinião. Sempre crítica. Concordem ou não. Agora o que incomoda é que aqueles que se sentem agredidos, ou incomodados, não fazem o contra-ponto. Apenas alegam “politiquismo”. Sobre eu “tocar essa zona” (palavras suas), nao tenho isso como projeto de vida. Tenho sim a esperança que um dia NAO TEREMOS MAIS POLÍTICOS LÁ DENTRO, com o futebol separado do clube social. É por isso que eu ainda perco tempo com o 3VV e com meus textos. Só por isso. Abraços.

” É por isso que eu ainda perco tempo com o 3VV e com meus textos. Só por isso.” E por favor Criscio, continue “perdendo” seu tempo. Ainda bem que temos pessoas como vc para criticar e defender nossas cores. O dia mais feliz da minha vida como torcedor do Palmeiras será quando o futebol separar do social. Isso valerá mais que qualquer título que o time possa ganhar.

“Eu, da minha parte, lamento que as mudanças estruturais não venham. Aí tudo é efêmero. Sem elas, com certeza em algum momento – 2016, ou 2017, ou 2018 . vamos ganhar um título. Uma Copa do Brasil, um Paulistão. Mas serão sempre vitórias fortuitas. Sem consistência. Sem perpetuidade. O plano de voltar o Palmeiras ao patamar de um dos maiores clubes de futebol do mundo vai ficando para trás.” Perfeito. Se ganhar alguma coisa ou ir para o G4, esse ano, será fortuito, será uma sorte, diria até um milagre. É essa consistência, continuidade de bom futebol que nós (profetas do apocalipse, cornetas) queremos. Sem comparar orçamentos, mas quando um Barcelona, um Bayern, ou nosso time de 93, 94, 96, entra(va) em campo, já sabe(ia) que irá(ia) ver bom futebol na grande maioria dos jogos, mesmo que saia(ísse) derrotado. Hoje, é o inverso. Como ter perspectiva de títulos? De G4? Só sendo fanático radical, deslumbrado ou amigo do presidente.

Vicente, como sempre tecendo ótimos textos, apesar de náo concordar em tudo. O time do Palmeiras hoje não deve para nenhum outro, se jogassemos 10 partidas contra o líder ganharíamos umas 5, empataríamos outras 3. Quando “querem” jogar, nossos jogadores fazem bons espetáculos, nos classícos foi assim, contra o Flamengo, Sport…etc. Nosso falta de consistência contra os “pequenos” nos aniquilou da disputa de título, acredito que possamos engatar uma boa sequencia e chegar entre os 4 primeiros. Mandamos nosso 10 embora e confesso que olho o elenco e NENHUM dos meias joga metade do que ele joga, faz muita falta. E nossa Zaga sem um beque renomado, de respeito, ainda passa muita insegurança. (o Vitor Hugo é bom e promissor). Nossa lateral esquerda é uma “mãe”, nenhum dos laterais marcam bem e sentimos isso quando o Gabriel se lesionou. A chave é conseguir a Libertadores neste ano, seja no G4 ou na CB, eu acredito que com contratações pontuais estaríamos entrando em 2016 melhor que hoje. Sobre as mudanças do estatuto e separação do Social, esqueça, só vai acontecer depois que o Musgambá estiver à 7 palmos debaixo da terra.

SE Dilma enganou 54 milhões, porque nossa diretoria não conseguiria enganar 16 ou 17 milhões de apaixonados?????Mudanças nos estatutos ?? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKAAAAAAAA !!!

MUITO BOM o texto Vicente . Mas pelo que eu li, e eu li 95% do que o pessoal escreveu, Vc Vicente vai precisar DESENHAR , pois muitos Palmeirense ? Ainda não entenderam qual é a do nosso presidente junto com seu MENTOR !! IMFELISMENTE………

Separação. Estatuto. Sócio torcedor votando. Mudanças de verdade. Leio alguns comentários e parece que a gestão atual começou em janeiro, e que tínhamos outro presidente em 2013-14!
Quando lembro que PN esteve ao lado dos que assim pensam em 2011, quando perdeu para o Tirone.. E dois anos depois resolveu eleger-se apoiado por Mustafa… Da uma tristeza danada!
Melhores pautas e melhores pessoas ao seu redor…isso sim é o que esta gestão precisa! Não quero discutir só essa zagueirada horrorosa… Quero mudanças estruturais que afastem o bando de puxa sacos e suas carteirinhas de adjuntos, que tragam profissionais de verdade, e que ponham o Palmeiras no caminho que deveria estar…15 pontos na frente de gambás e todos seus juízes juntos!
Estamos pensando muito pequeno em nossas alamedas ultimamente!

Chegamos em setembro e a frustração é generalizada. Apesar do SCCP ter vários pontos na tabela por favorecimento da arbitragem, ninguém imaginava que a essa altura do campeonato estaríamos 15 pontos atrás deles, e percebendo que até mesmo a quarta vaga para a Libertadores está nos escapando. Se perdermos a Copa do Brasil – e se o Marcelo Oliveira não corrigir a defesa, é certo que seremos eliminados, já que tomar gols na Copa do Brasil é fatal – e nem sequer nos classificarmos para a Libertadores pelo Campeonato Brasileiro será uma enorme e gélida ducha de água na torcida palmeirense. Realmente desanima pensar, de novo, no ano que vem.

Perfeito, mas tão perfeito, que não cabe reparos. Um dia, talvez o “ano que vem” teremos um Presidente que pense grande, entenda a grandeza do Palmeiras.

Bom texto vicente, mesmo discordando em algumas partes. Não vejo essa suposta “benevolência” da mídia em relação ao Presidente, mas enfim, enxergo um 2016 melhor para o Palmeiras: Victor Hugo, Egídio (desde que volte a boa fase), Lucas (emprestado até dez/2017), Arouca, Gabriel (empréstimo até dez/2017), Gabriel Jesus e Lucas Barrios. É uma espinha dorsal forte e não vejo motivos de me preocupar com uma suposta debandada já que todos os jogadores tem contrato longo com o Palmeiras e os emprestados tem preço fixo e já demostraram que valem o investimento em exercer o direito de compra. E sobre a pergunta sobre as perspectivas de 2016, não me vejo como um otimista, mas creio que esse time (ainda mediano, concordo) já mostrou que tem bola para ganhar de seus principais concorrentes (Corinthians, SPFC, Santos, Flamengo, Fluminense, Cruzeiro, Galo, Grêmio, etc.) e mantendo a base, que citei anteriormente, juntamente com alguns reforços pontuais (um meia e um zagueiro de qualidade, pelo amor de Deus), aliado com a competência do Marcelo Oliveira, tende a fazer uma campanha mais sólida do que a dessa temporada. Mas sinceramente, opiniões sobre o potencial do elenco são o de menos, você foi preciso na parte onde cita as MUDANÇAS ESTRUTURAIS, aí é que está o ponto mais importante e infelizmente não há muitas perspectivas de mudança nesse sentido.

falou tudo Criscio a torcida já cansou desse papo de ano que vem precisamos separar o futebol do social e mudar o estatuto mudar de vez e falando nisso quando você vai responder meu e-mail?

falou tudo Criscio a torcida já cansou desse papo de ano que vem precisamos separar o futebol do social e mudar o estatuto mudar de vez e falando nisso quando você vai responder meu e-mail?

Não è a gestão do sonhos, mas acho que è a melhor que poderíamos ter, não vejo na oposição ou nos candidatos a presidencia mais capacidade.Nobre erra mas tenta corrigir os erros, estamos melhor que no ano passado, agora precisamos refinar as contratações e com melhora continua chegaremos là.Gabriel Jesus è caso complexo, se não vinga pagou demais, se vinga pagou de menos,tem que se elaborar politicas de como agir nesses casos.E acho que ainda não vingou, a midia adorar elogiar prà depois queimar. Agora è achar zagueiros e volante de nivel, melhorar bastidor , manter a base do elenco, e tecnico,ver por que contrataram Felipe Gabriel e deram Alan Patrick?, Embora todos os times erram ( Ver Inter) quem erra menos è Campeão.Queria ver uma comparação do custo da folha de Pagamento das 10 primeiras equipe do brasileiro e aí veríamos quem tem melhor produtividade.

O time não é a última bolacha do pacote, mas também não é a draga que pintam. Ontem, o curintia conseguiu o empate em dois lances que: nos egundo gol deles, para mim, o love estava impedido, mas não vejo ninguém falar nada. (nem para mostrar que não estava, só ai já fica a suspeita), e no terceiro gol, o cara cabeceou, a bola ia para a lateral, bateu no love e entrou…. gol com a cara deles, azar nosso. O tal Almeida não deveria ter vinco, isso é óbvio. Quanto ao presidente, se antes tinha mais acertos do que erros, agora tem mais erros que acertos. É MUITO, mas muito, mal assessorado, já deveria ter se tocado. A torcida do palmeiras é a mais chata do mundo, tenho amigos que já querem mandar o Barrios embora….. que é isso??!!!!! Se dependesse deles o Ademir da guia não tinha jogado aqui. O Evair quando foi afastado não voltaria.. Po, ninguém tem paciência.

Ademir da Guia, vindo do Bangu, jamais jogaria
no Palmeiras de hoje. Aliás, quando veio, foi muito
cornetado nos primeiros meses.
No Palmeiras ninguém tem espaço pra evoluir.
Tem que chegar fazendo três por jogo. Zagueiro
não pode errar passe. Se não for perfeito, manda
embora.

Perfeito Vicente mais uma vez faço das suas escritas as minhas e me coloco muito no lugar deste seu amigo que quer mais é que está vendo que terá menos que ele esperava e que o Palmeiras precisa.
Aqui uma dica ao presidente grave um áudio do Zé Roberto dizendo “O PALMEIRAS É GRANDE” e repita pelo menos umas 100 vezes ao acordar, quem sabe ele não aprende !!!!

Acho q o palmeirense tem motivos p se estar confiante em um 2016 melhor. Ainda estamos tentando achar o time ideal. Nunca foi prometido por ninguém um time super campeão para 2015. E estamos em 7º, mas pelo fato de estarmos encontrando o time, do que pela qualidade do elenco. É claro para mim, q o palmeiras abriu mão do brasileirão, foco na cb15

Penso que é uma escolha errada, acho mais fácil ficar em quarto no brasileiro do que ganhar a copa do brasil. Se não tivéssemos jogado fora tantos pontos bestas estaríamos na frente do Grêmio tranquilamente!

Estou longe, moro no interior, mas me julgo tão palmeirense quanto os senhores que comentam acima. Falar em OO e DJr hoje fica fácil, pegaram times arrumados pelos antecessores, mas não acreditar no Palmeiras de hoje e ver as coisas apenas pelo lado político, que os srs. devem vivenciar de perto, é se apequenar. Onde estavam durante cada mandato desastroso que o clube teve? Ou são contra por não estarem dentro? Como não pensar no futuro se até a oito meses nem futuro tínhamos? Não critiquem, por favor, os que gostam de futebol e amam esse clube. Vão lá, trabalhem, mostrem ideias. No artigo vi críticas, mas soluções…

Prezado Alberto, seja bem vindo nesta sua primeira visita ao site do 3VV. Não respondo pelos administradores, mas se voce só viu criticas e não sugestões de ação, então é porque está na primeira visita. Aproveite e pesquise no histórico do site, aprofunde-se no tema, e use o espaço para sugestões. Agora se está feliz e acha que tudo está no caminho certo, então melhor evitar sites com uma visão crítico-construtiva, que vão deixá-lo irritado.

Infelizmente, eu já estou satisfeito pelo fato de não brigarmos para não cair até a ultima rodada, faltam onze pontos, não dá pra almejar mais nada com essa defesa, nem CDB, já era…

Existe um problema no Palmeiras acontecendo faz tempo. Sempre, leia-se SEMPRE, amarelamos para times pequenos. Não sei, parece que entramos com o salto alto contra os pequenos ou nunca soubemos lidar com eles. Palmeiras passou uma fase sem ganhar clássicos, mas essa fase passou. Mas a fase de perder pontos idiotas ainda não. Entra técnico, sai tecnico e esse problema persiste. Com relação aos Osvaldo e Dorival, por favor gente, olhem o contexto! Qualquer um dos dois times deles estariam onde estão estivessem com o preparador físico dirigindo seus times, já que o maior fator preponderante é que estão sendo e muito beneficiados por erros de arbitragem. Acho que o erro do MO está na escolha de algumas peças do elenco, como Amaral e Leandro Almeida. Temos peças melhores e poderíamos estar bem melhores na foto senão fossem essas escolhas equivocadas.

O time do Palmeiras não é pior que o do Corinthians.
Hoje em dia para ganhar alguma coisa precisa ter bastidor. enquanto nao tiver alguem por la não ganharemos nada.

E mais um ano foi para o beleléu. A ge…ni do futebol segue cumprindo seu dever de não ser mais protagonista de nada no futebol tupiniquim, que segundo o presidente que vive em Nárnia e o técnico, pensam n~åo haver esquema no futebol dos 7:1. Enquanto isso, A. Sanches chama todos os presidentes de hino…cri…tas e todos se calam. N~åo, minto, o presidente que vive em Nárnia ainda sai em defesa deles. C´rúrgica a arbitragem de Klaus ontem e na rgt lá estava oco para elogiar a atuação….cirúrgica. Está tudo dominado. Inclusive o clube para qual torcemos….ou aprendemos a sofrer. Não dá para reclamar de quem entrega 6 pontos para Goiás.

A diferença de 15 pontos para os gambás jamais existiria sem os favorecimentos no apito aos marginais, por favor, não usemos de oportunismo para realçar nossa situação no campeonato! Muita coisa melhorou, muito mais ainda precisa melhorar, vinhamos de 15 anos na lama, com elencos beirando o rídiculo e de uma hora pra outra seríamos campeões brasileiros e tudo mais ? Nem tanto ao céu nem ao inferno, enfim temos uma base sólida e ótimas peças individuais, com algumas contratações pontuais temos tudo para passar o trator em qualquer adversário muito em breve, e o principal … aquele ciclo de receitas que todo time vencedor precisa ter para se manter em alta parece estar começando a funcionar… VAMOS PALMEIRAS!

Coluna excelente Vicente.

Eu sou daqueles que estou cansado de ouvir a expressão “ano que vem será o nosso ano. Agora vai”!. Ouço isso desde a saída da Parmalat que aliás nem teria existido na vida do Palmeiras se fosse pelo padrinho político do atual presidente.

O modelo de mecenato pregado por Paulo de Almeida Nobre jamais terá uma sustentabilidade vencedora.

Reforma estatutária? Ué isso não foi promessa de campanha do Paulo Nobre desde seu primeiro mandato?

E francamente existem ainda pessoas iludidas com ele e seu contraproducente modelo de ” gestão ” ou seria uma indigestão?

o palmeiras contratou mal, vistoque o melhor atacante e jesus, prata da casa, prass, jackson, leandro almeida, vitor ramos, precisam ir embora sao fraquissimos, precisamos de um meia, clayton esta infelismente obsoleto, com esse time oscilando do qjeito que esta acho que esta quarta vaga, vai ficar com santos ou bambis, gremio, atletico e gamba, ja estao na liberta…mattos nao contratou direito, visto que tem times que investiram bem menos e estao melhores ou proximos da gente. otavio do atletico seria um otimo volante, amaral e horrivel, tiago e melhor, oswaldo (tecnico) saiu e ja esta na nossa frente nos pontos

Grande LPP!!! Muito obrigado, mas na verdade o que me deixa frustrado é a janela de oportunidade que esta aí aberta. Os nossos rivais todos endividados, um com um elefante branco a beira da ruina e o outro insolvente por dividas de um estadio super faturado. E nós com as finanças reestruturadas, patrocinio master e um grande gerador de rendas chamado Allianz Parque. Imagina o futebol separado do clube, bem gerido, com parceiros remando juntos, time forte.. enfim em muito pouco tempo passariamos a ser protagonistas por vários anos novamente.

Vicente, em relação ao time, não acho um time ruim, acho uma equipe que briga de igual para igual como qualuquer time no Brasil, esta mal na tabela por detalhes que infelizmente não passam pelas 4 linhas, o Palmeiras não tem bastidores a anos. Quanto ao Presidente, acho ele como o time, mediano, um mediano com dinheiro, mais ainda mediano. Omisso em alguns momentos, inocente em outros. Mas o que mais me incomoda é o que vc escreveu acima, a questão de criar um modelo que realmente nos coloque na rota de titulos, um modelo que faça com que tenhamos sempre equipes fortes. É fundamental a separação do Clube do Futebol. Se isso não acontecer mais cedo ou mais tarde vai entrar outros Tirones da vida e aí o fim dessa historia a gente já conhece.. Acho que o Paulo Nobre é um cara fanatico pelo Palmeiras, teve a sorte de surfar uma onda boa com a Arena, acertou em varias coisas também, mas, o grande presente que ele pode dar a torcida nesse momento é a modernização do estatuto e a separaçào definitiva do business futebol da sauna, da quadras de tenis e que tais. Ao que me parece não vamos ver isso tão cedo.

O grupo político que PN responde nao esta muito afim dessa separaçao, pois muitos gostam da exposição que o futebol os tras…

Mais uma vez um texto objetivo, direto, sem firulas e perfeito na síntese. Texto que antes de apresentar uma verdade crítica, convoca para reflexão. Não concorda com o texto, ótimo, mas se gastou tempo de vir até aqui e ler, ao menos gaste mais algum tempo refletindo sobre os temas centrais, de reformas estruturais, consistentes. Parabéns Vicente !!

O dinheiro que o presidente colocou junto com essa blindagem na imprensa forma a cortina de fumaça que esconde os diversos erros da gestao, para os leigos e aqueles que nao querem ver, esta tudo lindo, tudo ótimo; porém para quem conhece as entranhas das alamedas, é sabido que as coisas estao andando como antigamente, somente com um profissionalismo de fachada, se ouvesse mesmo o interesse de ser profissional, a reforma estatutaria estaria andando nessa direçao, mas pelas noticias dos que sabem o que vem por ai, ela caminha em direçao do aumento da gestão do presidente, o que é visao daqueles que adoram o poder, como um certo padrinho politico do nosso presidente.

Os comentários estão desativados.