Categorias
Brasileirão 2015 Campeonato Brasileiro 2015 Notícias

BR-2015: números de uma campanha bipolar

 

Por Rodrigo Barneschi  

O Palmeiras sofreu neste domingo a sua primeira derrota (em absurdas 10!) no Brasileirão/2015 por mais de um gol de diferença. Tal situação, por sinal, não ocorria desde a fase classificatória do Paulista, em um horrendo 0-2 para o Red Bull em Campinas. O fato de termos sofrido antes nove derrotas pela diferença mínima (0-1 ou 1-2, sempre) não tira o peso de tais insucessos. Afinal, é difícil afirmar qual das derrotas sofridas neste Brasileiro/2015 foi a mais irritante: se os dois tropeços diante de pequenos em casa, se o apagão em Goiânia, se o fato de termos ressuscitado Cruzeiro e Coritiba em partidas apáticas, se os fracassos grotescos diante dos catarinenses…

Fácil é constatar que, em que pesem todas as evoluções registradas neste ano, temos ainda um time pouco confiável e que corre riscos em demasia (conseguimos sair de campo sem levar gol apenas uma vez nos últimos 19 jogos). Temos um time capaz de vitórias grandiosas (superamos todos os grandes, à exceção do Atlético/MG, neste 2015) e de vexames absurdos quase que na mesma medida. Temos um time que oscila entre partidas de superação absoluta e atuações modorrentas. Temos um time que constrói capítulos marcantes de nossa história contra outros grandes, mas que não consegue se impor diante dos pequenos.

Daí então que parece inevitável olhar para esta campanha irregular no Brasileiro/2015 (29j-13v-6e-10d) e ficar com a sensação de que o grupo que aí está conseguiu jogar no lixo muitos dos momentos marcantes que foram construídos ao longo da competição.

Bem ao contrário do que é do meu feitio, não seguirei dando minha opinião sobre o que estamos vivendo. Vou apenas deixar alguns números para apreciação e análise de cada um de vocês. São estatísticas que eu vou atualizando jogo após jogo e que me parecem relevantes para entendermos o momento atual. Acompanhem e tirem suas próprias conclusões:

***

Campanha em casa
14j-9v-3e-2d (71,4%)
Campanha fora de casa
15j-4v-3e-8d (33,3%)

 

Contra times do eixo Rio-SP
10j-8v-2e-0d (83,3%)
Contra times de todos os outros estados
19j-5v-4e-10d (42,2%)

 

Nos clássicos estaduais
5j-3v-2e-0d (73,3%)
Contra cariocas
4j-4v-0e-0d (100%)

Jogando no Sul do país (RS, SC e PR)
6j-0v-1e*-5d (5,5%)
*o solitário empate foi obtido em um jogo com portões fechados

 

Jogando fora do eixo Rio-SP (como visitante*)
10j-0v-2e-8d (6,6%)
*exclui-se, pois, o jogo contra a Ponte em Cuiabá/MT

 

Contra outros grandes (10 clubes)
15j-8v-4e-3d (62,2%)
Contra os pequenos (9 clubes)
14j-5v-2e-7d (40,4%)

 

Contra os times do 1º ao 10º lugar
14j-7v-4e-3d (59,5%)
Contra os times do 11º ao 20º lugar
15j-6v-2e-7d (44,4%)

Contra os times de SC como mandante
4j-4v-0e-0d (100%)
Contra os times de SC como visitante
3j-0v-1e-2d (11,1%)

 

As derrotas sofridas neste BR/2015
Palmeiras 0-1 Goiás/GO
Figueirense/SC 2-1 Palmeiras
Grêmio/RS 1-0 Palmeiras
Palmeiras 0-1 Atlético/PR
Cruzeiro/MG 2-1 Palmeiras
Coritiba/PR 2-1 Palmeiras
Atlético/MG 2-1 Palmeiras
Goiás/GO 1-0 Palmeiras
Internacional/RS 1-0 Palmeiras
Chapecoense/SC 5-1 Palmeiras

 

As vitórias como visitante
SCCP/SP 0-2 Palmeiras
Ponte Preta/SP 0-2 Palmeiras (fomos um visitante com 98% da torcida)
Vasco/RJ 1-4 Palmeiras
Fluminense/RJ 1-4 Palmeiras

 

Campanha no Palestra Italia em 2015
30j-22v-4e-4d* (77,7%)
*todas as derrotas em casa foram sofridas pelo mesmo placar (0-1)
**se acrescido o jogo contra o Grêmio, no Pacaembu, o aproveitamento chega a 78,4%

 

***

Há muito o que se depreender dos números acima – alguns são bem assustadores. Mas, por ora, eu gostaria apenas de contrapor alguns cifrões – porque há entre os nossos quem só consiga entender essa linguagem:

Rodada 29
SPFW e SFC jogaram em casa, venceram e ultrapassaram o Palmeiras na tabela de classificação. O SFC tomou nosso lugar no G4; o SPFW nos jogou para a sexta colocação.

Aos cifrões:
Média de renda do Palmeiras como mandante no BR/2015: R$ 2.167.955,00 (ticket médio: R$ 67)
Renda do SPFW na rodada 29: R$ 287.345 (ticket médio: R$ 25,96)
Renda do SFC na rodada 29: R$ 298.780 (ticket médio: 39,88)

Peço que ignorem os fatos de o SPFW viver uma crise aparentemente indissolúvel desde o início do BR/2015 ou de o SFC ter iniciado a competição como candidato ao rebaixamento. Mas tomem os números acima como um bom referencial para a próxima vez que um canalha aparecer na sua frente querendo apontar uma relação direta entre ingresso caro e time bom.

Falácias são combatidas assim.

 

55 respostas em “BR-2015: números de uma campanha bipolar”

Pra encerrar.
Time – Brasileirão – Copa do Brasil
Corinthians – Briga por Título – Eliminado
Atlético MG – Briga por Título – Eliminado
Grêmio – G-4 – Eliminado
São Paulo – Briga por G-4 – Semifinalista
Santos – Briga por G-4 – Semifinalista
Flamengo – Briga por G-4 – Eliminado
Inter – Briga por G-4 – Eliminado
Fluminense – Nada – Eliminado
Cruzeiro – Nada – Eliminado
Vasco – Rebaixamento – Eliminado
Botafogo – Série B – Eliminado

Palmeiras – Briga por G-4 – Semifinalista

Dos 12 times grandes, a campanha do Palmeiras é uma das melhores. Ninguem briga por dois títulos. Só Palmeiras, SP e Santos tem “dois caminhos” pra Libertadores. E a campanha esse ano é horrivel? Então tá.

Caro Thomaz, não concordo que seu comentário encerre a questão. Toda vez que o Palmeiras participar de um campeonato brasileiro para lutar por qualquer coisa que não seja o título, a campanha é horrível. Essa é minha opinião. Só admito o G4 como prêmio de consolação, se o time brigar pelo título até o fim e, por uma eventualidade, não for possível (afinal não dá pra ser campeão todo ano). Eu só admito ver o Palmeiras entrar no Brasileirão com a CERTEZA ABSOLUTA de G4 e com DESEJO INSACIÁVEL de título. Qualquer coisa a menos, pra mim, é mediocridade. Ainda mais pra quem não fica campeão há mais de vinte anos.

Considerando que o objetivo declarado do time, esse ano, era tentar ficar no G4, já começou tudo errado. E com essa defesa maravilhosa que temos, acho que se conseguir classificar para a Libertadores, será um milagre. O que nos obriga, então, a torcer e rezar, é o que faço todo dia. Mas ainda consigo enxergar o que tá errado.

Perfeito, Paulão. Logo vamos criar uma geração de torcedores de “vaga na Libertadores”, tão distantes que estaremos de ganhar um título. E muitos ainda vão aplaudir e dizer que “estamos no caminho certo”.

Vocês esquecem, propositalmente ou não, da oferta e da demanda. Com esse preço, o estádio lota. Quando o estádio passar a não lotar mais, o preço baixará. Isso funciona com QUALQUER COISA, porque seria diferente com futebol? São Paulo e Santos, só pra ficar no exemplo, não cobram o mesmo preço que nós porque ninguém pagaria. Simples.

Primeiro ano do nosso estádio, talvez já disputemos a 2 final, 1 ano deste time, estamos brigando pelo g4 e na reta final da copa do Brasil, nem na era Parmalat conseguimos tanto no primeiro ano.. Acho que o que não muda nunca é o pensamento corneta de parte da torcida que continua querendo ver sempre o ponto negativo da coisa… Estamos no caminho certo.. O presidente tem mais 1 ano de mandato, e antes disso nao vai ter inpitchman rsrsrs precisamos apoiar pq de longe este é o melhor time que temos nos últimos 5 anos e ano que vem voltaremos ao topo.

Apoiar sempre, Rodney, mas a questão é que esse campeonato tá tão ruim que se as contratações desse ano não fossem totalmente aleatórias, poderíamos estar no topo. Pra vc ter uma ideia, o timinho e o Santos foram cogitados para brigar lá em baixo da tabela, os bambis estão numa baita crise política, o Grêmio trocou de técnico, etc. se tivéssemos pelo menos mais um zagueiro e um volante decentes, estaríamos brigando pelo título. E se alemanismo tivéssemos um meia de qualidade, estaríamos vários pontos na frente do timinho. É ou não é pra reclamar?

Perfeito, Paulão. Leio essa ladainha do “estamos no caminho certo” desde 21 de janeiro de 2013, e até agora de concreto o mais próximo que esse tal caminho nos levou foi o retorno à série B. PN = discurso lindo, resultado pífio.

Eu prefiro ter 2,5 milhoes de renda e ganhar campeonatos. Pois na essencia um alimenta o outro, mais dinheiro, melhores jogadores certo? SQN até agora. O erro aí está na montagem do elenco, na escolha do técnico (O.O) e da comissão tecnica (reparem que o Palmeiras termina os jogos no limite físico). O time titular do Palmeiras é muito bom, mas basta perder duas ou tres peças que a coisa vai para o buraco. Infelizmente para nós estamos entregue a propria sorte sem o Gabriel , sem o Arouca, sem o Robinho. Não temos elenco!!! Baciada mal feita outra vez. Quanto a politica de ingressos é ainda discutivel, o estadio está quase sempre cheio, sinal de que tem 35 mil pessoas dispostas a pagar os tais 67 reais na média, o dia que começar a dar 8 mil, 10 mil por jogo, eles abaixam o ingresso. Vai chegar a hora que a arena deixara de ser novidade. Torcedor vai para ver time bom e idolos. É assim que funciona o futebol.

concordo plenamente com você. Não tem relação nenhuma o time perder jogos e ter que baixar o ingresso. O melhor protesto é não ir ao estádio caso não queiram pagar. Em relação ao time, o problema que eu vejo é que alguns jogadores que achávamos que seriam a solução, até o momento não jogaram bem tal como CX10, Barrios, Egidio, MO. Não são jogadores meia boca. Apenas não estão dando certo. O treinador é o bi-campeão, porém tem errado bastante ultimamente e não está conseguindo corrigir os erros principais. Mesmo assim dá para ganhar a CB e chegar em 4° no BRA. E depois reforçar. Já ouvi na FOX que estão interessados no Apodi, Pirlo e Dedé. Posso estar errado, mas já começaram mal. Apodi é uma aposta e o Dedé não joga faz tempo. Pirlo é veterano e não resolveria o problema da falta de um 10. Precisam acertar na correção do elenco

Realmente solos bipolares. Ha esta is pedindo a cable a do tecnico. Se tivessemos qualquer outro tecnico que nao fosse o Marcelo e se o memo estivesse disponivel ou ate mesmo empregado estariamos pedindo um tecnico como ele que jog a pra frente e o caramba a quatro.

Jogar pra frente não é sinônimo de futebol desorganizado, sem meio.

Sinceramente esse senhor Marcelo Oliveira não pode continuar no ano que vem. Essa derrota foi típica de um time sem comando.

O cara não utiliza o elenco. O time entrou morto em campo, depois de uma maratona de jogos. Enquanto isso, Kelvin, Allione, Cristaldo, Mouche, Victor Ramos, todos no banco.

Entrou sem meio pra pegar a Chape, e repetiu o erro do jogo contra o Inter. Pra mim parece claro, que se esse sujeito continuar, ano q vem vai ser do mesmo jeito.

Muito bom ! Barsnechi !! Contra números não ha argumentos !! Mas de 25 contratações, se salvam muito pouco talvez 5 ou 6. Nosso treinador atual, acho que vai manter a escrita de que em 37 anos , sómente 2 treinadores foram campeões pelo Palmeiras—-LUXA e Felipão O resto tem sido tudo Estágiário………….

Sociedade Esportiva Palmeiras , campeão do século XX.
Sociedade Esportiva Palmeiras , campeão de vexames do século XXI.
Fato !
Cansei de ser humilhado por times como Mirassol , Vitória-BA , Chapecoense , Fluminense , São Caetano , Coritiba , Goiás. Não tenho a relação dos placares , mas esses times que eu citei já nos golearam. Só o Palmeiras que é capaz disso.

O momento é pessimo, mas o numeros não nos deixam enganar, seremos campeões da Copa do Brasil! Maracana e Morumbi serão os jogos como visitantes! Vejo vocês lá, forte abraço! Danilo.

Acho a gestão do PN muito positiva!!! Antes dele estávamos nas trevas. Mustafá, Tirone, DelaMônica, Belluzzo, Pescarmona, Cippullo, Palaia e outros deixaram o Palmeiras terra arrasada. Sem time, sem créditos, cheio de dívidas e sem dinheiro!!! PN tem defeitos, mas nem de longe se compara aos demais!!! Ou se esquecem do bom e barato do Mustafá que nos levou para a segundona!!! Da auto-entrevista do Palaia, do destempero do Pescarmona invadindo vestiário, do Belluzzo deixando tudo na mão do Cippullo, que mandou Muricy embora para trazer o Antônio Carlos. Do banho de sol do Tirone pós rebaixamento e das contratações loucas e endividadoras, no calor da torcida de Valdívia, Kléber e Felipão feitas pelo Belluzzo!!! Há muito tempo não vejo planejamento no Palmeiras e agora eu vejo!! Vejo uma base formada e se bem trabalhada no ano que vem poderá colher frutos!!! Só não pode vender peças importantes como Vítor Hugo, Dudu, Arouca, Gabriel e Lucas e desmontar essa base!!! Faltam contratações pontuais, ao contrário de outros anos, onde era preciso quase um time inteiro de contratações!!! A Parmalat em seu primeiro ano trouxe Mazinho, Zinho e Cuca, mas junto vieram Paulo Sérgio (ponta esquerda), Maurílio, Jean Carlos, Carlinhos, Daniel Frassom e Edinho Baiano!! Pois naquele momento o Palmeiras precisava de elenco e mais tarde o time titular foi corrigido!!! Não estou feliz em disputar G4 e levar de 5 de um timeco como a Chapecoense!!! Se o PN manter os principais jogadores e trouxer contratações que resolvam as posições carentes para o ano que vem estarei confiante, caso contrário tudo que plantou até o momento terá sido em vão!! E claro, clube de futebol não é banco para ter lucro, mas também não pode ter prejuízo, pois a conta pode demorar, mas chega!!!

Adriano, com todo o respeito, discordo quase que 100%. Os antigos presidentes realmente eram PÉSSIMOS como você disse, mas Paulo Nobre está no mesmo nível se não pior. Vamos lá: Goiás, Mirassol e Chapecoense. Vendas dos melhores jogadores em 2013 a preço de banana (Barcos e Henrique). Quase rebaixamento em 2014, perdeu o melhor jogador daquele elenco para um rival e mandou embora o jogador que foi um dos principais salvadores do rebaixamento (sendo chinelo ou não, quando ele jogou foi essencial) que só não foi embora por um milagre de San Gennaro. Além disso, manutenção de SEO Gilso, e contratações de Dorival e Gareca (parece ser bom, mas veio em uma fogueira desgraçad*). 2015: bom time, péssimo elenco, ingressos a preços absurdos (teremos consequências seríssimas nos próximos anos com o afastamento do torcedor de baixa renda). Disse que o ingresso está caro para o Palmeirense não ser zuado no trabalho ou na escola pois elenco bom custa caro mas perde em pontos no BR 15 para os falidos Sardinhas, Bambis e Gambás. Capaz de cobrar o ingresso mais caro do Brasil mas incapaz de defender o Palmeiras contra as arbitragens, chegando até a elogiar os homens do apito, responsáveis por incontáveis roubos nos últimos anos. Palmeirenses apanham de PMS na semi final contra os Gambás e final contra o Santos no paulista e Paulo Nobre faz questão de fazer uma homenagem aos mesmos em nosso estádio. Some-se tudo isso a mais um presidente que não peita as decisões de transmissões e cotas da Rede Globo. Na minha humilde opinião, é tudo farinha do mesmo saco. Uma pena, mas me parece que se tudo fosse arrumado a partir de amanhã demoraremos pelo menos mais uns 5 anos para voltar a ser o maior time do Brasil como fomos século passado.

esqueci de mencionar um dos maiores erros: contratações de 5 meia bocas no lugar de 2 craques durante 3 anos, com acertos em raríssimas exceções. O maldito bom e barato. Como disse sabiamente PVC, o ruim de contratar meia boca é que uma hora vai precisar dele pra jogar…

Bem, eu discordo quase que completamente de vc, caro Caio!! Perder para times pequenos sempre aconteceu e acontece para todo mundo!! Meu pai estava no Palestra em 1968 quando tomamos de 4×2 para a Portuguesa Santista e o Verdão só não foi rebaixado aquele ano graças a um empate com o Guarani em Campinas!! Em 1990 estava no Pacaembu e vi toda a desgraça contra a Ferroviária!! E já cansei de ver Bambi, Gambá e Sardinha se estreparem para esses timecos!!! Valdívia nunca foi solução e nem deveria ter vindo!!! Se o Palmeiras fosse administrado seriamente e não tivesse um Presidente que só queria fazer barulho com a torcida jamais teria contratado o chileno que nunca nos salvou de nada e nunca ganhou nada!! Foram 5 anos mamando nas tetas do Palmeiras!! Se não fossem as bolas paradas do Assunção na Copa do Brasil e a ruindade de Bahia e Vitória no BR 14 o Verdão estaria na segundona e sem ganhar Copa do Brasil!! Essa gestão deu um up no sócio torcedor, coisa que nenhum outro presidente conseguiu fazer!! Concordo quanto aos ingressos e acho que deveria haver um setor popular no estádio, mas a manutenção deste novo estádio deve ser muito maior do que a do antigo palestra!!! É o preço de se ter uma Arena!! Quando comecei a ir nos estádios na década de 80 nem camisas oficiais dos clubes eram fácil de achar!! Hoje futebol é negócio (eu não gosto disto), mas entendo que não há mais espaço para ingressos a 20 reais!!! Veja só o preço das camisas!!! PN errou em manter o Gilson Kleina depois da série B, assim como errou nas tratativas com Kardec e na esdrúxula negociação com o Barcos, apesar que eu acho que o tal pirata não queria ficar, visto que o Henrique jogou a série B numa boa!!! Quanto a brigar com a Globo não tem como, pois o contrato assinado foi feito pelo Tirone e este contrato está em vigência!! Arbitragens, concordo que tem que ser forte nos bastidores e isso um ponto fraco no PN!!! Contratar craques?? Não sei se são craques, mas qual time do futebol brasileiro contratou tantos jogadores bons como Dudu, Zé Roberto, Gabriel, Arouca, Lucas, Vítor Hugo e por que não Barrios, Cleiton Xavier e Egídio que eram quase unanimidade da torcida antes de trazê-los!!! Veio a baciada, mas se não viesse estaríamos aí com João Denoni, Luís Gustavo, Victor Luís, Gabriel Dias, Wellington e Chico jovens jogadores que estariam sendo massacrados do mesmo jeito que o elenco atual a cada derrota!!! Enfim, desde 2000 não havia um planejamento sério a frente do clube, com responsabilidade e sem entrar no calor da torcida!!! Hoje há uma base!!! Veja os times deixados por Mumu, Belluzzo e Tirone!! Mantendo os principais jogadores e contratando, aí sim, sem baciada no ano que vem o Verdão ficará mais forte e mais apto a ganhar títulos, afinal, com tantos erros do PN, este time medíocre e ruim eliminou a gambazada no Itaquerão e foi vice campeão paulista perdendo nos penaltis, esta na semi final da Copa do Brasil depois de eliminar Cruzeiro e Internacional, e não Paysandu, Ceará e Figueirense!! E mesmo com a chacoalhada para a Chape, continua vivo na luta pelo G4. Gostaria de ver o Palmeiras muitas vezes campeão, mas isto só será possível com uma administração séria, como vejo a administração do PN. Bem, esta a minha singela opnião!!!

Resumindo, com PN o Palmeiras continua (e infelizmente continuará) sendo o “time do ano que vem”, mas terá plateia aplaudindo de pé porque o discurso é bonito e o ingresso é caro. Com relação aos vexames, meu caro, só digo uma coisa: nos anos oitenta levávamos de seis ou cinco de Flamengo, Inter, Santos, SPFC e SCCP. Nas mãos dos últimos dirigentes – inclusive o seu amado piloto de rally – continuamos levando de seis ou cinco só que de Mirassol, Chapecoense, Goiás, Coritiba, Figueirense, Vitória e outros. Por tudo isso, assino embaixo o post perfeito do Caio Fernando.

Só um comentário, Adriano. Quanto ao preço dos ingressos, a manutenção da Arena é toda a cargo da construtora, o Palmeiras não gasta nada com isso, portanto os gastos com manutenção não justificam o preço alto dos ingressos. Espero estar errado, mas em 2015 o Allianz Parque ainda é novidade, se o time não começar a ganhar títulos imediatamente, a ocupação do estádio vai cair rapidamente, a não ser que diminuam o preços dos ingressos.

A constatação mais óbvia é a de que se tivéssemos tido bom desempenho contra os pequenos estaríamos disputando o título. E a conclusão é a de que o Marcelo Oliveira não está mostrando capacidade em manter o elenco focado em todos os jogos. Ontem, como em várias dessas derrotas acima citadas, o time entrou em campo desleixado, sem gana, “dormindo” e isso é culpa geral dos jogadores e do treinador, que parece não saber motivar o time para qualquer confronto que seja. O Marcelo Oliveira terá de melhorar bastante nesse quesito e urgentemente.

Amaral, Girot (achei que não existia volante pior que o Márcio Araújo), Leandro Almeida, mais uma meia-dúzia dá para por numa Kombi e despachar.

Acrescenta aí: Jailson, Victor Ramos, João Paulo, Clayton Xavier, Alecsandro, Barrios, Cristaldo; (emprestados) Deola, Alemão, Bruno, Ayrton, Bruno Oliveira, Victor Luis, Weldinho, Gabriel Dias, Luis Gustavo, Thiago Martins, Tobio, Wellington, Bruninho, Joao Denoni, Renato Augusto, Diego Souza, Edilson, Felipe Menezzzzzzes, Mendieta, Patrick Vieira, Ramos, Tiago Real, Bruno Dybal, Vinicius, Leandro, Maikon Leite, Mazinho, Rodolfo. Ufa, acho que não cabe numa kombi não Lito.

Mumu é o presidente de fato, enquanto PN é o presidente de ofício. Imagine PN como uma fantoche, sendo o Mumu o manipulador (ou titeriteiro), ou seja, o PN fala mas quem manda é Mumu. Infelizmente isso ocorre desde 1976, quando esse ser entrou na política do clube, e lá permanece até hoje. O pior de tudo não é sua presença, mas sim as influências e raízes que esse ser implantou, pois criou todo um esquema que dificilmente será corrigido. Somente se um dia assumir um presidente com c.ulhões suficiente para separar o social do futebol…

Infelizmente está faltando “pulso” ao M O. Tá na hora de muito neguinho ir para o banco. Os gambás estão sem receber e olha a raça dos caras. Enquanto isso nossos jogadores zzzzzzzz

Perfeita a última frase fazendo a comparação entre ingresso caro e time bom (que no nosso caso seria time medíocre)

Palmeiras is no limits para vexames históricos. Na gestão do Sr. Paulo Nobre já contabilizamos 3: Mirassol, Goiás e Chapecoense.

E ainda existem pessoas que aplaudem de pé o que esse presidente faz desde 2013.

Gestão da mentira, marketing pessoal e de resultados horrorosos.

Vários palmeirenses tem memória curta pois esqueceram da tragédia que foi nosso centenário.

Paulo Nobre desce do play e vaza!

Marcelo Oliveira tá igualzinho o treinador dos Bambis, escalando e trocando errado. Alione e Mouche no Banco ele entra com João Pedro e Lucas no meio. O Barrios tomando sol e o Cristaldo no banco.

Marcelo Oliveira vai dormir que o seu mal é sono.

Pra se ter time bom, precisa de dinheiro (1). Mas também planejamento (2) e ambição em querer ser campeão (3). Se faltar qualquer um dos 3, nada feito.

Todo ano que o Palmeiras fizer isso a história vai se repetir, ou seja, o desempenho será pífio. Se quiser montar um time campeão, tem que manter o elenco e contratar pouquíssimos jogadores. Mas os contratados tem que ter nível de seleção. E complementar com a base, desde que haja investimento adequado na formação de novos jogadores.

Não sou sócio. Não vou aos jogos do Palmeiras. Não compro produtos com a marca Palmeiras. Não vejo os jogos pela tv. Não ouço os jogos pelo rádio. Não perco tempo nem dinheiro. Sou voltado para resultados, gosto de levar vantagem em tudo. Sou issspééérrrtu. Cééérrrrtu ?

Aparentemente você é. Pelo menos não gasta dinheiro a toa, nem passa raiva.

Porque os que são sócios do clube, sócios Avanti, compram camisa, boné, chaveiro e bandeira com marca Palmeiras, vão ao estádio (e pagam o ingresso mais caro do Brasil) ou assistem aos jogos em casa, estão há 20 anos esperando o time ser campeão brasileiro novamente mas continuam todo ano passando raiva, chorando, desesperados vendo os filhos sofrerem e sendo zoados pelos colegas na escola.

Esses que amam, torcem e sofrem com o Palmeiras, que acreditaram que com Paulo Nobre seria diferente, continuam vendo o clube do coração sendo goleado por potências como Chapecoense ou Mirassol, e tem que “comemorar” humilhados que o time não foi rebaixado graças ao rival Santos.

Realmente, acho que o esperto é você.

É sério isso? Esse cara não é torcedor do esporte chamado futebol.

A nossa oscilação tem nome e sobrenome: MARCELO OLIVEIRA, ou seja, temos um bom treinador (apenas isso) mas que possui 2 problemas sérios: 1- não consegue se impor junto ao elenco, ou seja, contra times pequenos sempre entramos relaxados, fazendo pouco do adversário e o MO é incapaz de mudar isso e o resultado é o que se viu ontem (mais um vexame); 2- MO só sabe montar o time de um único jeito, ou seja, se os jogadores ditos titulares não entram em campo, ele simplesmente não sabe o que fazer, pois é incapaz de criar uma variação tática com o que tem no banco de reservas, e querendo ou não temos bons valores no banco: Allione, Kelvin, Fellype Gabriel, Cristaldo, Mouche……

Sobre os números, algumas observações: Contra times mais ofensivos (geralmente os grandes e os cariocas) o desempenho é bom, pois somos um time que ataca muito e com sucesso… Contra equipes defensivas e/ou com mais marcação (em regra os menores), a coisa complica, daí o desempenho pífio contra os times do Z4… Chama a atenção os jogos fora de casa, por que os números são tão ruins?

Primeiramente parabéns pelo post. O que me indigna nisso tudo e que temos jogadores no banco que ficam parados e este técnico que todos dizem ser bom, atualmente está fazendo a mesma coisa que felipao. E pior escutar de torcedor que deve passar e que dias melhores virão. Palhaçada.

Muito bem posto Barneschi. Não sei se vc tem o mesmo comparativo das rendas com os gambás, marias e o gaymio, que estão mais descolados à frente na tabela, pois seria interessante analisar estes times também. Tudo bem que no início do ano não tínhamos a receita que temos hoje (patrocinios e estadio ainda sem histórico), e por isso (talvez) as contratações tenham ocorrido como foram. Mas quero ver a desculpa que darão para o ano que vem. Cobrir o déficit do Social pode né sr. PN, mas montar um time campeão não pode?

Os comentários estão desativados.