Categorias
Futebol com Números

E a janela continua aberta….

A coluna volta após mais um período de trabalhos hercúleos conhecido nas grandes empresas como “orçamento”.

Para aqueles que possuem boa memória, eu escrevi há um ano sobre uma grande “Janela de Oportunidade” que estava se abrindo para o Palmeiras. A boa notícia é que essa janela continua aberta.

A crise no São Paulo parece aumentar a cada dia e são grandes as chances do clube acabar o ano com um grande prejuízo financeiro e um desastre futebolístico. Alguém aí se lembra de dirigentes da “alta cúpula” dos clubes se agredirem em restaurantes? O clube que erroneamente foi apontado como modelo de gestão está competindo em pé de igualdade com as melhores comédias dos últimos tempos.

O Corinthians está conseguindo habilmente abafar a crise financeira (o estádio foi entregue inacabado e o clube não tem dinheiro para pagar o que deve) com os resultados esportivos. Os adeptos da teoria da conspiração dizem que é justamente por causa da crise financeira que os erros dos juízes têm sido tão frequentes a favor do clube – afinal, um mal resultado esportivo jogaria o clube em uma crise ainda mais profunda.

O Santos também consegue abafar a crise financeira com mais uma talentosa geração da base, que, tudo leva a crer, será vendida ao final deste ano para diminuir a dívida que não para de crescer. Uma eventual classificação para a Libertadores do ano que vem vai apenas garantir mais um pequeno fôlego ao clube. Só isso.

E o Palmeiras?

Após a melhora no futebol (ok, ok, o ano passado não deveria servir de base de comparação) e a comprovação de que a Arena é um grande catalisador de receitas e que (obviamente) um time competitivo atrai patrocinadores fica claro que estamos em uma situação financeira bem superior a dos nossos adversários.

É hora de continuarmos a investir no time e buscarmos a condição de protagonista neste e nos próximos anos!

E, é claro, ajudaria bastante se buscássemos um entendimento com a construtora da Arena e a separação entre o clube de futebol e o clube social.

Saudações AlviVerdes

* Luís Fernando Tredinnick escreve às sextas-feiras no 3VV explicando, a quem conhece e a quem não conhece, os números do futebol

18 respostas em “E a janela continua aberta….”

Queria que vcs fizessem uma matéria sobre os 4 argentinos de nosso elenco,que não estão tendo chances com esse técnico paneleiro.Allione que joga muito,a meu ver muiiiiito mais que Robinho,Mouche que teve poucas chances e é um cara raçudo e no boca atuava de falso centroavante e meia,Cristaldo que sempre entrou bem,E não fou flar de T´bio,pra quem tem que aguentar Jacson,L.Almeida e Vítor Ramos,como cara jogando e ajudando o Boca Juniors a liderar o Campeonato Argentino.

Tá tudo errado. Não adianta ficar torcendo pela desgraça do vizinho. Isso é ridículo. Isso não serve de justificativa ou consolo para um Palmeiras que, de há muito, deixou de ser grande e passou a ser mero coadjuvante, distante desses grandes citados acima que continuam ganhando títulos e mais títulos. enquanto os Palmeirenses, torcedores em cada vez em menor número, ficam assistindo a vitória dos adversários. Não concordo com esse tipo de raciocínio.

Amigo, releia e veja que ninguém demonstra torcer pela desgraça do outros. Apenas nortia o pensamento para o que devemos fazer.
Qualquer coisa o Luiz Fernando desenha…

Sinceramente… eu não entendo o pq em dizer que o Palmeiras tem sem” entender” com a Wtorre. Neste caso (das cadeiras cativas) o “entendimento” por parte da construtora significa: dar TODAS as cadeiras a empresa. Ou seja, BABAU…. já que o file’ das arrecadações da mesma vem das altas rendas dos jogos (via Avanti). E justamente isso que a Wtorre cresceu os olhos. Já não ganhamos quase nada com os shows, e se doarem (NAO VAMOS DOAR NADA) as cadeiras, aí sim estamos f…
E não só as cadeiras… ainda tem vários pontos que tem que ser resolvidos. A arena ainda não esta’ pronta. Faltam: museu, restaurante panorâmico,,etc.

Aldo, a questão é que temos um parceiro para os próximos 30 anos. Todas as desavenças que se tornam públicas apenas prejudicam tanto a imagem do Palmeiras quanto da WTorre. Afinal, pense em alguma outra empresa querendo uma parceira de médio/longo prazo com o Palmeiras…. será que eles não vão pensar mil vezes antes de fechar alguma coisa quando pensam que a parceria mal começou e os dois já estão brigando? Ter desavenças sobre contratos é algo normal. Lido com isso quase diariamente no meu trabalho. Só que duas coisas são fundamentais: 1) sigilo – quanto menos gente ficar sabendo é melhor! e 2) todas as informações que eu tenho dizem que em nenhum momento tento-se realmente chegar a um acordo. Aqui vale aquela história: “você quer ter razão ou ser feliz?”. Poderíamos ter chegado a algum acordo onde os dois lados ganhariam. Não fizemos isso. E, finalmente, não posso deixar de perguntar: em geral, só o pessoal do Palmeiras se pronuncia sobre as desavenças contratuais, certo? Você acreditaria no pessoal que cansou de dizer durante dois anos seguidos que “o Palmeiras está quebrado”???? Abs, Tredinnick

Sei que essa fase já passou, mas como é que o Palmeiras contratou um advogado analfabeto que deixou assinar um contrato sem a previsão expressa do número de cadeiras que caberia a cada um dos parceiros? É muito amadorismo!!!

Aldo sobre as receita (vou me meter nesse diálogo) nao é bem assim. O Palmeiras tem receitas de shows (20% do que a WT recebe por 30 anos). Além dessa receita tem as receitas de marketing (naming rights e supply rights) na escala de 5% ate 30%. Tem 100% da receita da bilheteria que e do Palmeiras e ele define. Ha uma pendencia sobre o numero de cadeiras e eh justo que o Palmeiras (se acha que eh prejudicado) entrar em arbitragem. Mas o ponto nao eh a falta de receitas. Pelo contrario, as receitas sao importantes. E mesmo o Avanti cresceu quando a Arena ficou pronta. Abs

Não caiam como patinhos, como sempre, no que a tupiniquim press escreve. E apenas observem como o cruzeiro foi bi campeão. Para o ano que vem serão contratações mais cirúrgicas, que corrigirão as deficiências desse ano. O que funcionou, será melhorado e o que nos tirou da das disputas, trocado por mais qualidade. Apenas o presidente que vive em narnia, deveria fechar a boca , em vez de elogiar arbitragem. Palmeiras tem que finalmente tomar uma atitude com relação a bastidores. Eu quero ganhart e perder campeonatos em campo. E que vença sempre o melhor e mais competente. E por conta da crise na selenike que tem tirado didin da rgt, algumas coisas irão mudar no futebol em 2016……. a única coisa que não mudará é que small club e flajuto irão receber 70 milhões a mais que o Palmeiras e bambis 10, da rgt. para ter 70 mio. o Palmeirs teria que fazer 37 jogos, com renda líquida de 1.7 milhão a mais que a dupla em 2016…….. conseguem imaginar o que é isso?

Novas contratações: Roberto Trinas (Departamento de Marketing) e João Burse (treinador da Base).

Salve Fernando. Cara estou fora do Brasil e sem muito tempo (e digitando de um computador com teclado desconfigurado… 🙁 ). Mas sobre seu último email a resposta é: nao sei. Nao sei avaliar a base do Palmeiras. Vou pesquisar melhor e retorno prá vc. Abs

Pois é, a janela está aberta, mas as mentes janela adentro são fechadas.

pois é Luis a janela continua aberta, mas acho que nossos dirigentes não estão sabendo aproveitar, eles tem que pensar do tamanho desse gigante

Os comentários estão desativados.