Categorias
Opinião

Opinião: outro brasileiro

 

Por Vicente Criscio

Com a rodada 31 encerrada o Campeonato Brasileiro praticamente acabou. O Corinthians lidera com 8 pontos a frente do Atlético, 12 a frente do Grêmio, 18 a frente do Santos e 19 a frente do Palmeiras. Faltando 21 pontos prá acabar de verdade o campeonato.

O Palmeiras briga pelo 4o lugar e o direito a disputar a Libertadores. Entre o Santos (4o) e o Flamengo (10o) são 5 pontos que separam.

Em 31 rodadas tivemos a seguinte posição do Palmeiras na tabela:

1x em 3o lugar (R15)
3x em 4o lugar
3x em 5o lugar
8x em 6o lugar
7x de 7o ao 9o lugar
9x do 10o ao 16o lugar (nas 9 primeiras rodadas)

Ou seja, em 24 rodadas, dentre 31, o Palmeiras ficou entre o 6o e o 16o lugar. No 2o turno o melhor que tivermos foi o 4o lugar, sempre longínquos pontos distante da liderança (de 9 até 19 pontos).

Os números são duros mas servem prá mostrar que em nenhum momento lutamos pelo título.

O resultado esperado pela crente torcida palmeirense era outro. Era disputar o título até a última rodada. Até porque muitos compraram a versão que Corinthians, Atlético e Grêmio estavam com dificuldades financeiras e teriam que desfazer de seus jogadores (o Corinthians o fez); que o Santos era candidato ao rebaixamento e que o SPFC tinha sérios problemas administrativos.

Ainda assim a torcida de maneira geral demonstra uma paciência acima do normal. Enxerga o copo meio cheio – para um time que praticamente caiu em 2014 – e comemora a possibilidade de ir à Libertadores.  Enxerga mudanças, melhorias, … E tem ainda a Copa do Brasil, numa final que poderá ser contra SPFC ou Santos, claro, desde que passe pelo fraco Fluminense. A chance é grande.

Eu acho pouco. Muito pouco. Bastava elenco bom com jogadores que deveriam ser contratados para virem como titulares, e disputaríamos o Brasileiro que não vencemos desde 1994. Se estivéssemos na disputa do título, poderíamos até não vencer, mas já estaríamos com folga na Libertadores.  A frustração em ver o rival ser campeão seria menos dolorida. Pelo menos para aquela torcida que ainda fica indignada com esse tipo de resultado.

A esperança é vencer a Copa do Brasil. É o que pode salvar o ano. Torcemos.

Saudações Alviverdes!

 

88 respostas em “Opinião: outro brasileiro”

Cleiton Xavier e Fellype Gabriel geram prejuízo milionário ao Palmeiras.
Se antigamente a reclamação era em cima do chileno Valdívia, hoje as cornetas apontam para Cleiton Xavier e Fellype Gabriel. Contratados em 2015, estima-se que o custo do departamento de futebol já ultrapassou a casa de R$ 3 milhões com eles dois.
CLEITON XAVIER—> Contratado em fevereiro de 2015, o jogador recebe atualmente pelo Palmeiras cerca de R$300 mil mensais, o que totaliza a quantia de R$2,4 milhões em quase oito meses de Verdão, sem contar os eventuais ganhos por produtividade. Tendo como base os 17 jogos que o atleta entrou em campo, o Verdão gastou cerca de R$141 mil por jogo com Cleiton Xavier.
FELLYPE GABRIEL

O ex-jogador do Botafogo chegou no fim do mês de maio. De lá pra cá, precisou de um tempo para recuperar a forma física para jogar e até agora não estreou.Seu salário gira em torno de R$150 mil mensais, o que totaliza a quantia de R$750.

Não estou nem aí pra Libertadores, quero sim o título da Copa do Brasil. pois sei que uma coisa é consequência da outra e tenho certeza que Nobre não montará um elenco que possa ser campeão sul americano pois pra ele isso é segundo plano, oque importa é fechar no azul. Apenas se esquece que um grande elenco atrai mais torcedores e sócios, além de patrocinadores, porém, o cara pensa bem pequeno.
T

O elenco de 2014 já está sendo formado: Prass, Zé Roberto, Jackson, Luan, Apodi…só falta uma (ou duas) contratação (ões) pontual (ais), como ele falou na gambazeta.

mas quem disse que vai renovar com o Jackson? As únicas renovações confirmadas até agora foram prass, hugo e Zé…

Paulo Nobre fez exatamente o oposto que se faz no Corinthians, lá eles apostam na torcida. Contrata que a torcida paga. No Palmeiras não seria diferente, mas ele está deslumbrado com o cargo e não com a disputa de títulos. Não sinto nele a vontade de fazer um Palmeiras campeão, tá muito mais pra Mustafá do que pra Beluzzo. Eu nunca tinha visto um `Presidente de clube chamar
um gigante como é o Palmeiras de falido. Isso denegriu nossa imagem perante a imprensa, rivais e patrocinadores, pior de tudo, o Palmeiras não estava falido nada, oquew está falido não ressurge simplesmente acaba. Talvez um dia tenhamos dirigenrtes como nos anos 60 ou 70 quando quem comandava o clube buscava títulos e mais títulos, esses que estão aí com raras exceções nem gostam de futebol e usam o Palmeiras apenas em benefício ´ próprio como o Presidente da CBF por exemplo que sequer toca no nome do clube, muito diferente de Andres Sanches por exemplo.

Estamos há 4 jogos de levantar a taça neste ano de 2015. Porém , não sinto confiança e vontade nos jogadores e muito menos no treinador , no diretor de futebol e no presidente. Espero estar errado , mas acordei no dia de hoje com o palpite que seremos atropelados pelo Fluminense. Vamos aguardar.

Pois é RENATO, eu também não estou confiante pro jogo de hoje, pois o time do Palmeiras não tem jogadores que desequilibra em uma decisão, mas vamos torcer que o Palmeiras seja o campeão, se não, será a maior vergonha!!! Vamos aguardar.

UHUL VAMÔ PRA PAULISTA! MAIS UM ANO NA SÉRIE A! E COM SETE RODADAS DE ANTECEDÊNCIA! NOBRE É F.O.D.A.! TIME DOS SONHOS! CAMPEÃO MUNDIAL 51! (IRONIC MODE ON).

Minha escalação ideal para o jogo de amanhã:

_____________ Prass_____________
Lucas____Jackson__V. Hugo_____Egídio

________Zé Roberto__Amaral________

G. Jesus______Allione_________Dudu

____________R. Marques_____________

Zé Roberto de segundo volante transmite mais segurança que o Girotto e o inexperiente Matheus Salles, infelizmente devido a isso o Egídio tem que ser titular. E colocaria o Rafael Marques na sua posição ideal, jogando um pouco mais avançado e aproveitando a sua estatura para as jogadas de bolas aéreas.

Ah Paulo Nobre, você deveria aproveitar esse momento para descascar crítica nos bambis do Morumbi, porém fica querendo se colocar como bom moço para a mídia.

PALMEIRENSE NÃO PODE PERDOAR OS RIVAIS, SE FOSSE O CONTRÁRIO…

A imagem (foto) deste post retrata o que é o Palmeiras há muito tempo.
Ele briga com ele mesmo , ele perde para ele mesmo.
Basta olhar alguns torcedores nessa foto.

Um único fato destrói as perspectivas do clube em qualquer competição, “ politica suja e postura feudal´´, Vicente , você apenas mostra em seus artigos, o que há de mais claro, em todas as vias de combate , nas alamedas, que envolve interesses e posturas , que há 39 anos vem trazendo apenas resultados negativos, e vexames constantes, as perdas de referencia tornam-se virais, tanto interna como externamente, o torcedor em si , já avalia de forma mais racional , seu apoio ao clube que lhe da , as costas quando o assunto é projetar o futuro baseado em realizações coerentes, a atual gestão rotulada de “moderna´´, tem seu recheio contaminado , pelas velhas e imortais bactérias da mediocridade , tudo que é feito causa asco, após ter seu conteúdo desvelado, infelizmente se não mudarem as mãos que atualmente manipulam o poder como um produto barato, teremos o final já esperado!

concordo as pessoas ficam otimistas demais com o nobre mas esquecem das pessoas que cercam ele mumu e del nero que inclusive foi seu padrinho politico no Palmeiras

Paulo Nobre é um dos piores presidentes do Palmeiras. Muitos comparam esse ano com ano passado. Só que ano passado, com o pior elenco da história do Palmeiras, com incontáveis vexames (Ituano, Goiás, Sport no primeiro jogo do Allianz, apenas um clássico ganho o ano inteiro no paulistinha que não valia nada) NUNCA deveria ser parâmetro para nada. Nosso maior rival será novamente campeão. Nós brigamos pelo G-4. Sobre Copa do Brasil: sem levar para o lado passional, vocês realmente acham que temos mais chance do que o Santos? Ok, por se tratar de uma Copa podemos sair vencedores, mas se tivesse que apostar todo meu dinheiro em um time esse não seria o Palmeiras. Mas tudo bem, como falaram por aqui, agora temos que apoiar o time. Mas se não classificar para a Libertadores tem que cobrar. E cobrar muito.

Se levarmos em conta a expectativa que existia quando PN assumiu e seus resultados pífios – bem ao contrário do Tirone, de quem realmente não se esperava nada – posso dizer que desde a época em que acompanho futebol ele é sim o PIOR presidente da história palmeirense.

O Danilo Peressim tá muito certo, sobre a conversa de presidentes. Tô com o Harley e demais que tem a mesma opinião: quero time para ser campeão. Finanças em dia, coisinhas de bambis, arbitragem, estádio novo, trocentos sócios torcedores, o escambau a quatro, não valem nada: BOM MESMO É SER CAMPEÂO. Contra tudo e contra todos, nós fomos o ganha tudo até 2000, campeões do século. Então pra que mudar? Deve ser para irmos novamente para a segundona, pois a mudança deu 2 vezes esse resultado. Quero dever o mundo. Ter 500 ações trabalhistas. Ter a luz do clube cortada. Tudo isso não teria importância, se tivéssemos ganho 2 brasileiros 2 libertas. 2 super copas 2 mundiais. É isso que queremos, e não um Palyboy financeiro, filho de um turco carmano, dirigindo nossos destinos. Desculpem o desabafo. Estou insano. Mas o que me levou a ficar nesse estado, foi “a política das alamedas”, esse conselho infernal, esse clube social, essa falta de malícia e profissionalismo no futebol. Vicente você tem razão.

Com o futebol medíocre que nosso elenco de baciáveis está apresentando, há muitos jogos, não iremos pra Libertadores, nem por uma competição, nen por outra. E caso consiga o milagre de ir, é bom contratar jodadores de qualidade, senão vai dar vexame América afora.

Criscio, com td respeito, mas, qdo vc vai se candidatar a presidente?

Não adianta ficar reclamando e apontando soluções só pela internet.

Espero que se candidate logo.

Rsrsrs…. provocação Marcelo? Não sou candidato a nada. Aqui é conteúdo para reflexão. Abs.

Não entendi o “provocação”, Criscio. Eu sinceramente espero que vc se torne presidente do Palmeiras, pois concordo em grande parte com suas idéias, apesar de eu não ter direito a voto por ser apenas st.

Enfim, é que há muitos anos acompanho o 3vv, e infelizmente, na minha opinião, se vc levar suas ideias (ótimas) para a prática, continuaremos refletindo por mais quantos anos? Qts rebaixamentos virão? Qts títulos importantes?

Abs

O grande erro esta na ideia de que, precisa garantir a vaga na liberta, para a partir daí, contratar jogadores de impacto. Na verdade, tem de ser o contrário: sem nada garantido, temos de montar um elenco de primeira, a partir disso, a vaga na liberta vem, os títulos vem, etc. Querer forçar um rtime com qualidade de meio de tabela a garantir vaga de time de topo, só vai levar a dor e frustração. Gostaria que fosse diferente, mas do jeito que está o brio doa jogadores, o entrosamento, e as panelas do MO, vamos cair fora da Copa do
Brasil e vamos terminar o brasileiro em sétimo, oitavo. E os gambas, que cobseguiram manter apenas o meio de campo decente depois do desmanche, vão ganhar o brasileiro com a maior folga da história da competição. E apesar da aparente crise financeira, a globo ja vai iniciar em 2016 a operação espanholização/resgate dos gambás, com os 70 milhões a mais deles, não tem dívida com a odebrechet que vai resistir a tanta grana. Infelizmente, eles em crise e desmanche, conseguem ser muito melhores que a gente nadando em dinheiro e com um estadio multiuso.

Do time de 2014 praticamente todos deveriam ser dispensados, esse ano eles fizeram certo, acho que só erraram nas contratações do Leandro Almeida e do Amaral. Acho que seria muito difícil ganhar algo esse ano, haja vista que o time está se formando ainda. No ano que vem creio em coisas melhores, espero que o Allianz seja peça fundamental para o sucesso no ano que vem, seria muito bom que os parceiros da arena fossem também do futebol.

Criscio, tenho visto, grosso modo e guardadas as devidas proporções, dois tipos de comentários aqui no blog. De um lado, os apelidados de “deslumbrados”, de outro, os assim chamados “profetas do apocalipse”. Acho que os dois lados tem razão em alguns pontos, e não tem razão em outros. Parece óbvio pra mim que ninguém está contente com a atual situação do time, que DEVERIA ter, no mínimo dos mínimos, pelo menos dez pontos a mais na tabela do Brasileirão. Ou seja, poderíamos estar lamentando a distância de oito ou nove pontos para o líder, mas comemorando a distância de sete ou oito pontos para o quinto colocado, o que nos deixaria praticamente garantidos no G4. Pra mim isso era o mínimo que poderia se esperar, mas não conseguimos. Por outro lado, acho que dá, SIM, pra ter esperança que esse ano de 2015 foi o início da montagem de um time campeão. Este processo, nos gambás, já dura alguns anos e o resultado tá todo mundo vendo. O mesmo ocorreu no Cruzeiro, que de um quase rebaixamento em 2011, montou o time em 2012 e foi campeão em 2013 e 14. Precisamos de contratações para o ano que vem, ao menos três ou quatro TITULARES ABSOLUTOS e substituir algumas peças do elenco que não servem pra vestir nossa camisa. Acho que isso também passa pela manutenção do técnico, já que cada troca atrasa a montagem do time em alguns meses. Os gambás, depois do rebaixamento, só tiveram dois técnicos, com o mesmo estilo. O time joga igual há cinco ou seis anos. É disso que precisamos, de nada adianta começar do zero todo ano. Não estou feliz com o atual momento, mas torço e tenho esperança que dessa vez não vão cometer os mesmos erros na virada de ano, e isso tem que ocorrer independente de ir ou não à Libertadores.

Às vezes o razoável está no centro. Mas há muita desinformação que confunde o torcedor que não conhece as alamedas. Eu sou crítico. Acho que nada está mudando, as transformações prá valer não estão acontecendo. Muitos acreditam no saneamento das finanças. Eu vejo diferente. Muitos acreditam na profissionalização. Eu não vejo isso. Muitos acham que estamos vivendo uma revolução na administração. Eu acho mais do mesmo. A opinião é livre desde que com respeito. É o que faço. Infelizmente outros seguem a linha da agressão e intimidação. Abs

vejo muitos por ai endeusando o nobre acho isso um exagero, muitos se esqueceram do desastre que foi o primeiro mandato, a forma como ele tratou o centenário do clube e como você disse as mudanças essenciais não estão acontecendo, estão dizendo que a “grande mudança” sera o aumento do mandato para três anos o que você acha disso?

vejo muitos por ai endeusando o nobre acho isso um exagero, muitos se esqueceram do desastre que foi o primeiro mandato, a forma como ele tratou o centenário do clube e como você disse as mudanças essenciais não estão acontecendo, estão dizendo que a “grande mudança” sera o aumento do mandato para três anos o que você acha disso?

É óbvio, Paulão, que as coisas não estão tão ruins e nem tão
boas. Embora esteja do lado dos otimistas, até porque sou assim
na forma de ver as coisas em geral, não só o Palmeiras.
O que eu acho difícil é ler aqui algumas pessoas que são incapazes
de apoiar o time no momento em que se encontra.
Não dá mais pra contratar, o time é esse, por pior que o
torcedor possa achar que seja, é hora de apoiar o time.
Cobrar e criticar no momento certo. E apoiar agora é fundamental.

Não sou deslumbrado, mesmo pq acho que o PN errou e erra bastante, mas estou longe, mas muito longe de ser “profeta do apocalispe'”. Vários aqui, atingem o orgasmo quando o Palmeiras perde e eles tinham “profetizado” o resultado… O time é esse, o cara entrou em campo com a camisa do Palmeiras temos que apoia-lo.

Fala Criscio, tudo certo? Velho, você leu a coluna do PCV de ontem na Folha? Será que tem alguma chance disso acontecer? Você que conhece os bastidores do Verdão, quando der tempo, escreve sobre isso pra gente. Abraço.

Li. Nunca vi tanta bobagem junta. Dá até vontade de escrever uma réplica para o palmeirense entender como funciona do ponto de vista de negócios uma Arena Multiuso e porque hoje todos deveriam TORCER MUITO PRÁ WT ter muita saúde financeira. Abs

Ola Criscio como vai? A torcida do palmeiras hoje se contenta com pouco, a diretoria se preocupa mais com o balanco financeiro que com titulos, nao vejo ousadia nem ambicao nessa gestao infelizmente

A solução é investir tudo que tem e não tem em um ano, ganhar (ou não) algum título e no ano seguinte brigar pra não cair? Ficar nesse ciclo vicioso? Ok.

Eu também concordo contigo Fernando, isso é uma ALERTA de que o Palmeiras está ficando minúsculo (se apequenando mais e mais). Depois quando acontecer o pior já é tarde demais.

A questão é que estão fazendo no Palmeiras o que fizeram no Cruzeiro. Mas no Palmeiras não dá, a exigência é muito maior. E o Cruzeiro teve sorte de ser campeão já no primeiro ano, o próprio presidente afirmava que o time era pro ano seguinte.
Lá tiveram paciência e colheram os frutos. Aqui se não for pra Libertadores cai o técnico e começa tudo de novo.

Cruzeiro perdeu 3 seguidas e ficou fora da libertadores e o Marcelo Oliveira foi demitido.
Ou seja, seu exemplo é fajuto…

Eu vejo o trabalho do Paulo Nobre muito a frente dos trabalhos de Mumu, DelaMônica, Belluzzo e Tirone!!! O PN pegou um time destroçado, rebaixado, cheio de dívidas, sem estádio e sem patrocínio (A Kia saiu em meados de 2013). Concordo que ele errou em relação ao Barcos, a manutenção de Kleina e Brunoro, a contratação de Oswaldinho e a baciada de jogadores!!! Mas ao final de 2014 precisávamos de elenco, pois foi mandado mais de 20 jogadores embora!! No entanto, também trouxe bons jogadores como Dudu, Lucas, Zé Roberto, Rafael Marques, Gabriel, Arouca, Vítor Hugo e Barrios, além dos até então incontestáveis CX e Egídio. Nenhum clube do Brasil contratou um bom número de jogadores neste ano!!! O clube contratou o atual técnico bi-campeão brasileiro, se livrou do imprestável do Valdívia, não atrasa salários, paga os credores, tem um dos melhores patrocinios masters do futebol brasileiro e teve de volta sua casa neste 2015. Se o PN manter a base para 2016, dispensar os que não tem condições como Jackson e Girotto e contratar jogadores bons e pontuais mostrará que pelo menos para mim ele continua no caminho certo!!! E só vale lembrar: A desgraça do Palmeiras nos anos 2000 foi frutos de dívidas trabalhistas, falta de pagamentos a atletas, brigas e mais brigas entre conselheiros!! Até 1999 éramos muito fortes, mas bastou sair a Parmalat e deixar nas mãos dos conselheiros que o clube naufragou!!!

Pegou um time falido com as gastanças anteriores, com as cotas de televisão adiantadas pelo Sr. Tiron.e pras os anos de 2013 e 2014… Perdeu Barcos, Henrique e Wesley por problemas na contratação, só para lembrar, a dívida com o Barcos era impagável naquele momento e próprio não queria jogar a série B. Com Henrique o caso foi semelhante, dívidas anteriores permitiram a rescisão do contrato e a permanência dependia única e exclusivamente da boa-vontade do jogador. Sobre o Wesley, então, nem se fala. A monstruosa dívida nos rendeu uma certidão negativa fiscal e por pouco não fomos eliminados de todos os torneios que disputávamos. Ainda temos que lembrar que todos os problemas com a WTorre decorrem de um contrato mal feito na gestão Belluz.o (pode falar mal do Belluz.o por aqui?): a construtora manda e desmanda na Arena, prédios vazios e inacabados, etc… Logicamente, isso não o isenta da “profissionalização” meia-boca que tanto prometia, do fiasco com o Kardec, da insistência com a turma do Brunoro, os ingressos com valores absurdos, etc…

Desculpe: perdeu Barcos nao. Doou Barcos ao Grêmio numa transacao que o CEO que ele trouxe nunca explicou direito. Doou um jogador que era ídolo, tinha identidade com o torcedor, tinha os direitos federativos com o Palmeiras e doou. Depois pagou (o Palmeiras pagou) pelo Leandro. E onde está o Leandro? Depois brigou com Henrique. E ligou o dane-se pro Wesley porque era uma lambança da gestão anterior. Outra: contrato mal feito da Arena na opinião de quem? Vc já leu o contrato? Conhece os termos? Conhece o business case? Sobre a dívida: diminuiu? acho que não. Era bom analisar os balanços. A dívida alongou. Que bom! Em uma transação onde o Presidente meteu R$ 180 MM, vai receber tudo numa taxa muito boa prá ele mas num evento que fere qualquer regra de governança corporativa. Mais: o presidente é dono de jogadores. E a gente bate palma?

Com todo o respeito que tenho por você e pelo 3VV (leio quase diariamente), mas falar que o Barcos foi “doado” é bravata política: o Grêmio pagou uma dívida milionária que o Palmeiras tinha com ele (Tiron.e acertou um aumento de salário retroativo (!?) inviável) e com a LDU e ainda envolveu 4 jogadores na negociação. Dizem que deveriam ser 5, e isso até hoje foi muito mal explicado, de fato. Sem contar que o próprio queria “maior visibilidade” na série A… No caso do Henrique, o Palmeiras devia luvas (acertadas na gestão Tiron.e) ao jogador. A gestão atual vinha pagando e mesmo assim Henrique notificou o clube, se ele resolvesse tomar medidas judiciais, poderia sair de graça… O contrato da Arena nem eu nem 99,99% dos Palmeirenses tiveram acesso e as conclusões são baseadas na imprensa e nos blogs (é o que temos!). Sobre a importância e a lucratividade do novo estádio, nem se discute. Porém, sobre os percalços contratuais, jogam nas costas do presidente erros que muitas vezes estão atrelados à formação do contrato (ex.: a rusga com os prédios inacabados se devem a uma mudança contratual de 2010, e por aí vai)…. Por fim, não eu não bato palmas pela forma como foi alongada a dívida e também acho uma transação altamente questionável (até anti-ética), ainda que parcialmente benéfica ao Palmeiras.

André nao é bravata política. Ninguém está falando em política aqui. Eu não estou. Estou dizendo que foi doado porque o Palmeiras tinha direitos federativos e econômicos do jogador e cedeu esses direitos a preço zero ao Grêmio. A dívida que foi assumida era milionária? Quanto? Pois é. Depois os 4 (que deveriam ser 5) vieram a custo 100% do Palmeiras onde um deles já estava ficando sem contrato. E entrou no bolo. Isso é um absurdo. Essa negociação foi talvez a pior negociação que tivemos na história recente do Palmeiras. Isso não é política. Se vc lê o 3VV sou o primeiro a explodir a política do clube. Sobre o contrato, existe um processo de endemonização da construtora e do contrato exatamente por causa da política. É hoje o melhor contrato no Brasil. Se há erros ou problemas (e existem muitos, onde a WT erra e tem responsabilidade), o Palmeiras tem todo o direito de reivindicar o que julga ser correto. Mas jogar na lata do lixo o projeto, o contrato, o modelo de negócios, só interessa aos políticos que – atente bem ao que vou escrever – querem se eternizar no poder dentro da SEP. Abs

Os direitos federativos e econômicos estavam atrelados ao pagamento dos valores junto à LDU, de outro lado havia a dívida do aumento de salário retroativo (aumento de salário retroativo parece piada, né?). Uma simples inadimplência, inevitável naquele momento (75% das verbas adiantadas para o ano de 2013!), bastavam ao pirata mercenário (mercenário, sim, veja como ele saiu do Grêmio) acionar o clube na justiça e sair de graça… Insisto que o Palmeiras não tinha a mínima condição de bancar todos os valores, que foram arcados pelo Grêmio, e a negociação só foi considerado um absurdo porque o Barcos era um ídolo do clube. Se fosse com o Wesley ninguém ligava… Quanto ao contrato, realmente é o melhor do Brasil e tem até comentarista gambá que reconhece isso. Os que querem se eternizar no clube (sabemos bem quem são) misturam as encrencas contratuais com a construtora (essa procura brechas pra fazer o que bem entende) com o a qualidade indiscutível do projeto em si.

CAra, vc querer usar argumentos que o google põe na rede, com quem participou de todo o projeto que quer um Palmeiras livre dos safados, inúteis e chupins vitalícios e seus filhos e netos é coisa bizarra.
Se vc nem leu o contrato da WTorre com o Palmeiras, sabe de negociações que os Perrone da vida publicam é ridícula.
Nem vou discutir, é perda de tempo com foi as justificativas óbvias que o Vicente deu.

Erros de arbitragem de lado, o que diferencia o corinthians dos demais é o padrão tático muito forte. Hoje o futebol se ganha no meio campo e não temos um meio campo constante como o deles, por isso não gosto de três atacantes, por mais que dudu e gabriel voltem para marcar não temos tanto volume de jogo na criação e desarme. Querendo ou não o corinthians tem um padrão de jogo desde quando voltaram da segundona e é isso que buscamos faz tempo, pois cada treinador que veio nos últimos tempos (foram muitos) colocava a sua forma de jogar. Acho que esta paciência vai muito pela torcida ter esperança que no ano que vem o time estará mais entrosado e com um esquema de jogo padrão.

Exato, por mais que as arbitragens tenham de alguma forma beneficiado os gambás, há que se reconhecer a regularidade e a força do time comandando pelo Tite… o meio-campo é o coração de uma equipe de futebol, reparem que Ralf, Elias, R. Augusto e Jadson (e o Gil lá atrás) estão levando um time comum e sem ataque ao título do Brasileiro, reparem também que a forma de jogar é a mesma há um bom tempo… o que se espera do Palmeiras nos próximos anos é isso: regularidade e padrão de jogo, um time poderá ser montado a partir de uma base que, acreditamos, já esteja pronta.

Respondo aqui porque é válido para os dois. O corinthians, em minha opinião, não serve de parâmetro para comparação com nada. É muito fácil falar que o time deles não oscila, quando foi ajudado em sequência. Ali era o momento de oscilação e onde se criaria a pressão no time. É fácil se destacar num time onde o atacante pode partir pra cima da zaga que se encostar é pênalti. Os defensores podem chegar junto que ninguém dá nada e nem suspende. Se a tática não dá certo, o juiz inventa. Se a zaga falha o bandeira “acerta”. Esse “modelo” de time eu quero longe daqui. Tem três na seleção que daqui a pouco serão vendidos, pq tão precisando de grana. Tire os pontos que foram dados a eles e veja como estaria o campeonato… veja o que eles conseguiram sem a ajuda… Torno a repetir pq agora todo mundo quer olhar pra lá como olharam pro São Paulo no passado, eles não são parâmetros de comparação pra nada. Gostamos de achar a grama do vizinho mais verde do que a nossa, mas se olharmos bem, o verde de lá é apenas reflexo do que está aqui…

Guardada as devidas proporções (e mto devidas), falam que na espanha o barcelona é sempre beneficiado pela arbitragem. Desculpa, mas isso é discurso de torcida que não quer ver a verdade.

O corinthians foi ou não beneficiado? Outra, eu não tô discordando de quem acha que o time deles é bom. Estou afirmando que, em minha opinião, não deve servir de comparação, pois sempre nos momentos decisivos a ajuda mágica aparece. Sem contar as pequenas interpretações a favor deles. Por isso não dá pra comparar. Não como mensurar o que é competência de fato e o que foi empurrão. A arena deles é um exemplo. Ficou pronta antes que a nossa. Com certeza pq eles foram mais competentes e tiveram um projeto melhor, né?

Foi beneficiado, assim como outros foram e não foram. Mas tudo bem, vamos fazer um exercício: stjd tira 12 pontos do corinthians, onde eles ficam? Na briga pelo título! E pq? Pq tem padrão de jogo muito bem definido. Entra um mlq e sabe exatamente o que fazer. Aí vem e fala: “Mas eles ganharam ritmo e confiança com as vitórias etc etc”. Nós tivemos uma excelente sequência e caímos. Resumindo, ou se tem padrão de jogo ou não se mantém.

O curica tá metendo 3×0 em muitos times nos últimos jogos e vem dirzer que não ataca o adversário???
Paulo Nobre tá mudando até táticas e e gols dos adversários……kkkkkkkkkkkkkk

KKK…CAra, depois dos seus argumentos que tirou do Google para tentar argumentar co o Críscio, agora vc fala que o curintia tem um time comum???kkkkkk
Pegue apenas os que vc falou agora e compare com os do Palmeiras. Veja quanto vale os passes de cada um e depois vai beijar o poster do Paulo Nobre para se acalmar……
Ralf, Elias, R. Augusto e Jadson (e o Gil lá atrás)…. Eles Ralf, nós temos Amaral….. Nós temos Girotto, eles Elias…..Eles Renato Augusto, nós Robinho, Alione (pode juntar os dois…..rsrsrs….Eles Jadson, nós Mouche, Rafael Marques, Kelvin…tb. pode juntas todos….Eles tem Gil, nós temos Jackson, Vitor Ramos, leandro Almerda…pode juntar todos e mais o Natan…..
Sabe de nada, mlk….

Não temos meio de campo constante?? Não temos é meio de campo, nem constante ou inconstante…kkk.
Cleiton Xavier e Fellype Gabriel geram prejuízo milionário ao Palmeiras.
Se antigamente a reclamação era em cima do chileno Valdívia, hoje as cornetas apontam para Cleiton Xavier e Fellype Gabriel. Contratados em 2015, estima-se que o custo do departamento de futebol já ultrapassou a casa de R$ 3 milhões com eles dois.
CLEITON XAVIER—> Contratado em fevereiro de 2015, o jogador recebe atualmente pelo Palmeiras cerca de R$300 mil mensais, o que totaliza a quantia de R$2,4 milhões em quase oito meses de Verdão, sem contar os eventuais ganhos por produtividade. Tendo como base os 17 jogos que o atleta entrou em campo, o Verdão gastou cerca de R$141 mil por jogo com Cleiton Xavier.
FELLYPE GABRIEL

O ex-jogador do Botafogo chegou no fim do mês de maio. De lá pra cá, precisou de um tempo para recuperar a forma física para jogar e até agora não estreou.Seu salário gira em torno de R$150 mil mensais, o que totaliza a quantia de R$750.

Desculpe, mas não concordo. O texto esta com a lógica correta, o ponto de vista bem explicado e fundamentado, mas é um olhar de copo meio vazio, como vc mesmo reconhece.
Não concordo que nenhum momento brigamos por título, pois brigar por título não é estar em primeiro, mas sim, estar com condições de chegar na última rodada sendo o primeiro e isso tivemos.
Esclareço ainda que chamar o Fluminense de fraco é desmerecer uma possível classificação e se iludir quanto ao adversário. O Fluminense pode até estar jogando mal, mas não é um time fraco. Estava instável por conta do Ronaldinho balada mas não é fraco.
Outra coisa. Não basta jogadores bons, eles tem que dar certo. E isso não pode ser garantido por ninguém, mas é certo que as chances de bons resultados aumentam (assim como os custos).
Duas coisas eu ainda penso que são fundamentais destacar, a gestão deve ser profissional no sentido de descartar o que não deu certo, manter o que deu e melhorar ainda mais o elenco, assim em 2016 não partiremos do 0 e aumentaremos as chances de sucesso. A outra é um pensamento meu, o corinthians não é parâmetro de comparação pra nada, absolutamente nada. Nem gestão , nem técnico, nem elenco, nem tática, nada. Tire 7 pontos deles e some dois para o Atlético-MG e veja a tabela.

A diferença hj é menor que 21 pontos? Se sim ainda temos chance, se não, não temos mais. Contra fatos não há argumentos, principalmente se vc distorce os fatos e viaja nos argumentos.

Quem viaja é você, no seu deslumbramento. Se em nenhum momento do campeonato não sentimos o gosto de ficar uma rodadinha sequer, na vice liderança, como brigamos pelo título? No seu mundo fanático você acha mesmo que os Gambás vão perder os sete jogos que restam e nós ganharemos os sete, com esse futebol ridículo que estamos apresentando? Realmente perder de 5 a 1 pra Chapecoense foi pouco.

Ninguém fala mais que o gambá só chegou e manteve a liderança por várias rodadas por “erros” absurdos e constantes da arbitragem.

Ninguém fala mais porque a arbitragem já deixou de ser o principal fator do provável título gambá faz tempo, ainda mais com o Atlético levando de 4 outra vez… temos que reconhecer a superioridade deles (apesar dos erros), mas, sobretudo, devemos torcer pelo que ainda nos resta esse ano (a Copa do Brasil ainda tá aí) e cobrar um time mais forte para o “ano que vem”.

Em parte, André, porque embora hoje o curintia esteja
sobrando, muito disso acontece pela pouca pressão exercida
sobre o elenco. Imagine que as meninas tivessem vencido o
clássico no pênalti cometido pelo Uendel, que o LF não tivesse
marcado o pênalti no Entulhao e tivessem empatado contra
o Sport e não fosse anulado o gol legal do Avaí e tivessem perdido lá,
você acha que os gambás estariam jogando soltos até agora, sem
pressão?
Foram pelo menos quatro pontos incontestáveis ganhos da arbitragem
num momento em que o Galo estava junto da gambazada.

Eu só tenho uma dúvida. Se esse ano, esse é o nível de apoio/incentivo ao time, como foi ano passado, com o ano umas 10x pior? O problema é que os times são o espelho da sua torcida. E por isso o time do Palmeiras é mediocre.

Discordo. O Palmeiras não merece a torcida que tem. Olhe os números, temos a maior média de público do campeonato com o ingresso mais caro do país.

É brincadeira né? Temos uma boa média de público no estádio, e um ingresso caro, por ser um estádio novo. Não tem nada a ver com “sermos uma torcida que lota estádio.

Porque não tivemos a melhor média de público nos anos anteriores? MESMO em campanhas melhores? A torcida do Palmeiras é derrotista, talvez pelo passado recente de fracassados. Somos a ÚNICA torcida a inventar reclamações mesmo depois de vitórias e de classificações. Ganhamos do Inter, (DO INTER!) e muita gente reclamou porque “foi díficil”. Exceto pela parte política, onde concordo com o Vicente, em todo o mais nõs só reclamamos. Não importa o que aconteça, nós reclamamos mesmo assim.

O pior de tudo é que não há perspectiva de melhoras. O comando atual é o mesmo, o pensamento é o mesmo e o r.abo preso é o mesmo, ou seja, mantendo-se tudo como está, o ano que vem será igual a este ano: contratações dos famigerados bons e baratos (que no final das contas saem por ruins e caros), inicio de ano empolgante e promissor e com os resultados que todos sabemos, meio de tabela. Torço muito para que seja diferente, que se tenha ousadia, que se contrate pelo menos 4 jogadores para serem titulares, que se use os garotos da base gradativamente para compor elenco e quem sabe aproveitar uma ou duas boas promessas, só que infelizmente dessa diretoria não espero mais nada. Mas de verdade, a única coisa que eu quero mesmo é que o ano que vem chegue logo, sabe, aquele “ano que vem” que estamos esperando desde 2003…

Em comparação com 2014, tudo está melhor e o ano foi muito bom. O time precisou ser montado do zero e muitas apostas foram feitas, os desfalques prejudicaram muito no Brasileiro. No final o saldo é positivo e ainda pode melhorar com o título da CB, mas ficarmos sem uma vaguinha na LIbertardores será frustrante… Para 2015 o importante é montar um time competitivo, com mais certezas do que apostas e que estará sempre na briga pelo título, uma hora ele chega.

Me desculpe, mas o ano foi MUITO BOM em quê? O clube ganhou o QUÊ? Sou acostumado ao nosso clube ter pelo menos UM título por ANO!!!!! Só se classificar para uma Libertadores NÃO SERVE!!!! Tem que GANHAR!!!!!!!!!!!!

Exatamente André, tenho a mesma opinião. Pela história do Palmeiras é claro que é muito pouco, mas para um elenco que foi montado esse ano, depois de uma das piores temporadas da história do clube, chegar na final no Paulista, G4 no Brasileirão e muito perto de uma final na CB, o saldo é bom. O SCCP contratou o Renato Augusto em 2012, Gil em 2013, Jadson e Elias em 2014, Ralf em 2009 (ou Bruno Henrique, em 2014) esse time joga junto faz tempo e o resultado está aí. A base do Palmeiras para 2016 é muito boa, Prass, Victor Hugo, Lucas, Egídio (se voltar a jogar bola, claro) ou Zé, Gabriel, Arouca, Robinho, Cleiton Xavier (isso se sair um dia do DM), Allione, Dudu, Barrios, Cristaldo, Rafael Marques (se ficar), entre outros., com boas contratações, é um time forte e pronto para brigar por títulos.

Com uma base pronta (e parece que já temos, como você citou), e isso inclui o técnico também, basta reforçar o time nas posições mais carentes, mas, com reforços de verdade, com uma ou outra aposta (um Gabriel ou um V. Hugo sempre pode surgir)… com um padrão definido, uma base pronta e continuidade, os títulos virão ao natural.

eu entendo seu otimismo, mas não da pra comparar nada com 2014 aquilo foi uma aberração, o pior time da historia do Palmeiras em pleno centenário

É absolutamente natural uma comparação com o ano imediatamente anterior, até porque 2014 não aconteceu por obra do acaso, como se fosse um ano atípico em um período vitorioso e como se o Palmeiras não fosse levado até àquela situação pelas gestões anteriores (e por essa também, claro!)… precisamos compreender que este é um momento de retomada, de reestruturação e por isso devemos, sim, nos darmos por satisfeitos, ainda que com algumas ressalvas e, por óbvio, sem fechar os olhos aos problemas. Lembrem-se que desde 2009 (!?) não brigávamos por alguma coisa, não ganhávamos clássicos, não enchíamos o estádio e a nós mesmos de esperança e não éramos respeitados Brasil afora. Auto-estima e finanças saudáveis fazem parte de uma conquista inicial, que deve (pelo menos é o que esperamos) servir de pontapé para os títulos que virão adiante…

Me desculpe André mas, com todo respeito, esse tipo de pensamento seu é por isso que somos o ETERNO TIME DO ANO QUE VEM, eu quero time pra GANHAR campeonato TODO ANO!!!!!! Só vaga na libertadores NÃO SERVE!!!

É hora do presidente se ligar e já adiantar conversas com o presidente Santista, um bom papo deve garantir as duas equipes na libertadores 2016! Abs

Acho que seria um “quem ganhar a Copa do Brasil deixa a vaga pro outro no Brasileirão”. Mas além do campeão da Copa do Brasil já pisar no freio do Brasileirão, mesmo que o Santos ganhe o título e fique em 4°, nós só precisamos chegar em 5° pra classificar. Então não tem muito sentido…

Os comentários estão desativados.