Categorias
Copa do Brasil 2015 Resenha dos Jogos

Pós Jogo Palmeiras 2(4)x(1)1 Fluminense: na final!

 

ACABOU!!!

O Palmeiras eliminou o Fluminense nos penais e vai disputar a final da Copa do Brasil 2015 com o Santos.

O placar foi de 2×1 no tempo normal, dois gols de Barrios.

Nos penais, 4×1, gols de Allione, Cristaldo, Jackson e Rafael Marques. Destaque para Fernando Prass que pegou um pênalti e teve participação importante no jogo.

Agora é o Santos!!!

***

Jogo para corações fortes. Assim foram os 90 minutos da partida da volta de Palmeiras 2×1 Fluminense.

O Verdão saiu na frente com Barrios e na sequência outro gol do atacante, em rebote de pênalti perdido por Zé Roberto. Com 15 minutos o torcedor palmeirense sorriu e pensou: acabou.

Só que não.

O 1o tempo o Palmeiras dominou e teve várias chances. No 2o, Robinho foi substituído por Rafael Marques e a coisa começou a desandar. O Fluminense dominou as ações e diminuiu com Fred aos 25 do 2o tempo.

Aí o jogo ficou aberto. O Palmeiras perdeu chances e os cariocas também.

Cristaldo e Allione entraram. E o placar dos 90 minutos ficou no 2×1. Empate no resultado dos 180 minutos.

Agora vamos aos penais. Aguenta coração!

***

É hoje. Foco total no jogo.

Palmeiras e Fluminense disputam o direito de ir para a final da CB 2015.

Robinho volta. A única dúvida é a escalação de Zé Roberto na lateral ou no meio de campo. O time provável: Fernando Prass; Lucas, Jackson, Vitor Hugo e Zé Roberto; Amaral e Matheus Sales (Egídio); Dudu, Robinho e Gabriel Jesus; Lucas Barrios.

O Fluminense de Eduardo Baptista terá a volta de Fred. O time deve entrar em campo com: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Marlon e Breno Lopes; Pierre, Jean, Gustavo Scarpa, Vinicius, Cícero e Fred.

Allianz Parque lotado.

Jogo prá coração forte.

 

351 respostas em “Pós Jogo Palmeiras 2(4)x(1)1 Fluminense: na final!”

E o Ixpórti voltou a não vencer fora de casa. E provavelmente não ganhará mais este. Terá apenas uma vitória fora de Pernambuco.

O treinador atual do Sport será o próximo das bibas em 2016. Por isso que o Sport não se esforçou. Se eu fosse o MO deixaria o Santos vencer hoje para deixar o Santos consolidado na 4a posição. Para deixar as bibas fora da libertas.

Nunca vi uma desculpa tão sem nexo como esta ( a respeito do Ispórti). Você tava brincando, né? A respeito das Sereias, jogando sério já vai ser embaçado, se deixar os caras ganharem então.

O Palmeiras tem que processar os vigaristas José Calil e Paulo Roberto Martins por dizerem que o Palmeiras manipulou o sorteio para jogar a segunda partida no Allianz Parque. Não é de hoje que esses torcedores do Santos travestidos de jornalistas desmerecem todas as vitórias do Verdão e fazem insinuações de favorecimentos a Sociedade Esportiva Palmeiras. Terão que provar na justiça o que estão falando…

Principalmente o Calil beira à paranoia a sua ojeriza ao Palmeiras. Tudo isso é medo. Sabem que o Palmeiras não é o SPFC, muito pelo contrário, sempre vencemos eles – inclusive na Vila Belmiro – com Pelé e tudo.

Engraçado, ovque uma vitória no sufoco não faz. Criticaram o Robinho até dizer chega, agora virou craque. O jackson também, agora já deve ficar pro ano que vem. E o MO, não tem mais que cair? Não tinha perdido o time? Agora achou? Realmente o tocedor é bipolar….

Quem crítica a zaga não vê que o problema, efetivamente,
está na proteção da zaga. É só pegar os números de gols sofridos
com Gabriel e Arouca e sem eles. O Jackson não é o zagueiro
pra ser titular, mas é um reserva na média nacional. Pra mim
seria opção no banco com o Nathan e o Tiago que está voltando.

é mas não é bem assim, porque o Palmeiras errou muito esse ano sim, errou de não testar os jogadores reservas (como todos falaram no começo do ano por exemplo com o G. Jesus), errou de não treinar direito os jogadores mais novos que parece que não evoluem (isso eu que acho, que jogadores novos em outros times evoluiram mais e mais rápido, além deles só terem sido usados quando o treinador não tinha mais opções, por exemplo M. Salles), errou de contratar um monte de jogadores pra mesma posição sem ter necessidade, e errou de não completar o elenco, por exemplo contratando laterais reservas, e também errou de novo em dispensar jogadores fundamentais sem contratar jogadores a altura pra corresponder… mas também acertou, na minha opinião fez um bom time no início do ano, gerou uma certa estabilidade no time levando a gente junto aos times de alto escalão de novo, é o que parece, a vontade de levar títulos do time e levantar o clube de novo é também louvável, e a TORCIDA pelo amor de deus nem se fale… são acertos

Concordo, houve muitos erros. Mas fechar os olhos
para os acertos por conta dos erros é complicado, porque
parece que se deve começar do zero novamente.
E repito, agora não dá mais pra consertar o que errou neste
ano. É apoiar o time nestes últimos oito jogos e depois
cobrar para que não se cometa os mesmos erros ano que
vem.

Reforços para o próximo ano:
Rodney, Fernando Bob da Ponte, Jean do Flu, Rodolfo que era do Grêmio e dos bambis, um novo lateral esquerdo, Conca, Ewerton Ribeiro (temos grana para isso), Fred etc.
Dispensar João Paulo, Amaral, Victor Ramos, Girotto etc.

Eu acho o Rodolfo bom zagueiro. Comporia muito bem a dupla de zaga com o Vitor Hugo. E precisamos realmente de um grande meia. O Rímoli diz em seu blog que se o Palmeiras se classificar para a Libertadores, o Nobre prometeu contratar 3 estrelas, sendo 2 delas justamente um grande zagueiro e um grande meia.

O problema do Tobio foi extracampo, certamente
seria titular do time se fosse mais comprometido.
Talvez voltando do empréstimo seja um dos zagueiros
do elenco em 2016.

Foi um repeteco de 2014, parte I. Um único atacante fazendo os gols (antes Kardec, agora o Barrios), o o Fernando Prass fazendo vários milagres. Mas o craque é o Robinho. Fazer o quê?

A sim, claro. Só uma diferença, não estamos torcendo pelo nosso rival para nos salvar só rebaixamento e sim disputando uma final com ele… Só isso.

Bruno, enquanto não formos campeões mundiais, em cima do Barcelona ou do Bayern, ganhando de 5 a 0 (no mínimo), serão os repetecos de 2014 (parte II, III, IV, etc).

Há pessoas que não sabem curtir o bom momento. Vamos saborear a classificação para a final. Não que tudo esteja às mil maravilhas, mas o momento é de curtir e torcer para que o ano acabe com uma bela conquista. A partir daí, vamos analisar o elenco e o que se deve fazer com ele.

Até dá pra fazer essa análise já, Reynaldo. E certamente
a diretoria já deve estar fazendo essa análise. É óbvio que
na montagem de um elenco erros ocorrem. Inclusive existem
vários empresários que fazem venda casada. No geral, o elenco
foi razoavelmente montado. Faltou um meia armador de mais
qualidade pro lugar do Valdívia, Amaral e Girotto não se desenvolveram
dentro do elenco (no América o Girotto jogava mais) e o Egídio
voltou ao estágio pré Cruzeiro, quando era horrível no Flamengo.
Agora, o ataque funciona a contento, a dupla de zaga está na média
do que se vê no país (quando bem protegida, até o final do primeiro
turno, era a menos vazada) e o meio titular, com a chegada de um bom
armador, é de nível acima da média nacional. Prass, Lucas, Vítor Hugo,
Jackson, lateral esquerdo, Gabriel, Arouca, Robinho, meia, Dudu e Barrios, com G. Jesus, Rafael Marques, Mateus Sales, Allione, Egídio,
João Pedro no banco, é um time interessante.
Além disso, acredito que um bom zagueiro experiente
(não o Manoel, claro) seria fundamental para qualificar
ainda mais o elenco.
Paralelamente, apoiar o elenco atual (não dá pra trazer mais
ninguém) nesta reta final do campeonato deveria ser natural
para o torcedor.
Mas aqui muitos torcem pra não ser campeão nem ficar com
a vaga na Libertadores, talvez pra poder dizer no final do
ano: “eu avisei”.
Por fim, fico feliz de ter o Santos como adversário na final.
Meu avô, 83 anos, vive problemas pessoais há alguns meses,
e seu Santos, da minha tia e da minha mãe, é a única coisa que
o alegra. E poder estar novamente ao lado dele nessa
final, ainda que em lados opostos, será um presente pra
mim. E seu que se o Palmeiras for campeão (sim, eu acredito),
a tristeza dele será minimizada. Assim como a minha
também, caso ocorra o contrário.

Se o River com o time que tem ganhou, com um
grande meia e um zagueiro acima da média eu
acho que é possível. O difícil é achar esses jogadores
no mercado.

Esse Cavalieri já cuspiu no prato que comeu quando rejeitou a oferta do Palmeiras pela
do Fluminense. Não fosse o Palmeiras te dar chance ia fazer oque da vida. Acho que oque
ele falou é digno de um bom processo e que nunca mais passe na frente do nosso estádio. Preferir um clube sujo cujo patrocinador máster é uma marca de Tubaína, chora na cama que é lugar quente.

Tem que dar nomes aos bois e dizer os ”profissionais” e veículos de comunicação que perseguem o Palmeiras atualmente. Eu vou dizer:

Juca Kfouri, Mauro César Pereira, José Trajano e a linha editorial da ESPN Brasil, Neto, Ronaldo Giovanelli, Dirceu Maravilha, Paulo Roberto Martins e linha editorial da Rede Bandeirantes de Televisão, Carlos Cereto, André Rizek, Milton Leite e Maurício Noriega do Sportv, Chico Lang da TV Gazeta, Fernando Fontana da Rede TV, Fábio Sormani do Fox Sports, Casagrande da Rede Globo, Cosme Rímoli do portal R7 e PRINCIPALMENTE José Calil da Rádio TransAmérica FM.

A melhor forma de combater esses caras é reclamação constante nos canais de ouvidoria que essas emissoras mantém com os seus telespectadores. PRESSÃO E BOICOTE É UM INSTRUMENTO MUITO BOM CONTRA AS MENTIRAS E MANIPULAÇÃO DOS FATOS!!!

Tem vários torcedores do Palmeiras
perseguindo o Palmeiras atualmente também.
Se o torcedor, que não ganha nada, pode, porque o
“jornalista” não pode, pra garantir o leite das crianças?

Não vejo jornalista perseguindo o Palmeiras.
Muitos torcem contra o Palmeiras, como muitos
palmeirenses aqui.
Aliás, falam muito que o PVC, o Beting e o Noriega
não defendem o Palmeiras, mas muitos que dizem isso
criticam o clube a todo momento.

Esse José Calil beira à paranoia. Deve ser porque o time dele (Santos) é um um notório freguês do Palmeiras desde os tempos de Pelé e está se borrando de medo da final.

O time todo está de parabéns, mas destaco os seguintes profissionais na grande vitória de ontem:
Jackson – Atuação muito segura na defesa ontem, demonstrando que merece ser titular dessa equipe ao lado do Vitor Hugo.

Matheus Salles- Uma grata surpresa, garoto demonstrou uma enorme personalidade ao entrar numa ”gelada” como essa. Esse rapaz tem futuro, hein.

Robinho- Queiram ou não os críticos, a sua presença é fundamental nessa equipe, pois é o único dos jogadores disponíveis no elenco com a capacidade de armar jogadas e com a qualidade do bom passe na saída de bola do time. Jogou muuuuuuuuuito ontem.

Gabriel Jesus- Deixou os zagueiros do Tapetense doidinhos no primeiro tempo com sua intensa movimentação e parece que teve mais liberdade de entrar para finalizar na área, ao contrário de vários jogos anteriores, onde jogou mais como um meia do que atacante. Muito boa a partida do garoto e é sempre bom lembrar aos críticos que ele tem apenas 18 anos.

Lucas Barrios- Fez o que eu esperava dele, gols decisivos e chamou a responsabilidade no ataque, não se escondendo do jogo. Acredito que vai evoluir muito ainda no Palmeiras a partir do ano que vem, principalmente porque o paraguaio não tem férias há 1 ano e meio.

Paulo Nobre e Alexandre Mattos- Fizeram muito bem o trabalho nos bastidores, em não deixar que a pressão ridícula dos dirigentes cínicos do Tapetense tivesse alguma influencia dentro de campo no jogo de ontem. E a emoção demonstrada pelo presidente após o jogo só fez aumentar o meu respeito por ele.

Fernando Prass- MONSTRO, um baita profissional que sempre aparece bem nos momentos decisivos e que tem tudo para conquistar títulos e entrar naquele seleto grupo de grandes goleiros da história do nosso clube. Grande profissional, que demonstra ter um grande respeito pelo Palmeiras e por sua torcida. MUITO OBRIGADO, SÃO FERNANDO PRASS!

Podemos perceber que a sorte nesse século está começando a mudar nesse ano de 2015 quando aquela bola va.dia sobra nos pés do Fred aos 45 min. do segundo tempo e o Prass faz aquele milagre de defesa, ali tive a sensação de que ou o Palmeiras faria um gol nos acréscimos ou então venceria nos penaltis, a sorte e a ajuda divina estavam do nosso lado.

Se fosse em qualquer outro ano recente, aquela bola teria entrado e a partida entraria naquela lista de decepções que o Palmeiras proporcionou até o ano passado.

O pênalti no Maracanã eu não daria (mas, não foi todo esse absurdo que dizem, já vi piores), neste mesmo jogo tivemos um gol mau anulado do Amaral, ninguém diz nada. Ontem foi falta fora da área no Jesus, mas devia ter expulsado o infrator… Teve o pênalti no Barrios não assinalado e com a consequente expulsão do adversário novamente, ninguém da imprensa diz nada… O tal do Cicero deu uma entrada criminosa no Jesus, nem falta foi marcada muito menos amarelo, em seguida quase chutou a cara do Barrios falta marcada e nada de amarelo, que poderia ser o segundo , que acarretaria expulsão. Jogo com Inter, vamos lá, segundo jogo os dois gols dos caras foram irregulares, preferem falar do pênalti que eu achei claro (mas é polemico, se não marcasse ok), no primeiro gol o Anderson leva o pé na cara do Lucas, o apitador nada, na sequência gol dos caras, segundo gol em impedimento (lance difícil, não da pra condenar o bandeira, mas contra nós os maledetos enxergam milímetros), alguém da imprensa fica reverberando estes lances contra? NÃO!!! Estamos incomodando este ano, mesmo com modestíssimo desempenho…

Yzquierdo, você é dos poucos que conseguem comentar os (muitos) lances polêmicos e o (fraco) desempenho do time de forma equilibrada. Também não daria o pênalti no Maraca, também achei que a falta no G. Jesus começou fora da área ontem, que o Flu poderia ter terminado o jogo no mínimo com dez jogadores (na verdade terminou porque o Fred estava aleijado, mas como nossa defesa é camarada o cara com uma perna só quase classificou os cariocas), e que os dois gols do Inter no jogo dos 3×2 foram irregulares, mas tudo isso é discutível e totalmente passível de interpretações. Se a arbitragem brasileira tivesse um padrão (como acontece por exemplo na nossa imprensa esportiva – o padrão é sempre puxar o saco de Flamengo e SCCP, com raras exceções) muitas dessas discussões jamais aconteceriam, mas não há interesse para que isso mude. E não tenha dúvidas de que um Palmeiras ameaçando voltar a ser vencedor incomoda os Kfouris, Netos, Miltons Neves, Kalils e Sormanis da vida.

Não se trata de dizer que a arbitragem define tudo, a questão é que qualquer erro duvidoso a nosso favor causa um terremoto de 20 graus na escala richter, enquanto que erros duvidosos contra nós ninguém fala nada. É uma vergonha dizer que o palmeiras chegou à final por causa da arbitragem. Os dois pênaltis contra o FluC não foram escandalosos, foram duvidosos. Tem quem diga que foi, outros que não foi. Mas como o juiz deu, terremoto. O lance do barrios, que pra mim foi mais claro que o do Zé no primeiro jogo, ninguém fala nada, já que o juiz não apitou. Realmente a gente tem que se defender de tudo e de todos.

A falta foi dentro da área também. Começa fora da
área, Gabriel não cai e continua avançando, e quando
entra na área já a frente do zagueiro, finalmente é derrubado.
Só não ver quem não quer.
Não daria o pênalti no Maracanã, mas o gol mal anulado
na sequência tira qualquer possibilidade de reclamação.
E no jogo na Allianz Arena, tivemos mais um pênalti não marcado
a favor do Palmeiras e dois jogadores do Tapetense não expulsos.

Que toda imprensa declarasse ser difícil passarmos ontem, normal. E que o Santos seja franco favorito também. São absolutas verdades. Nosso time é instável e imprevisível. Agora a campanha de alguns dizendo que passamos por causa de arbitragem é absurda! O ninguém kalil (santista) postou ser vergonhosa nossa ida a final, é mole?

Bastidores ganha jogo e campeonato? – Sim! Bastidores ganha jogo e campeonato e eu sinto que estamos voltando a ter essa força novamente.

Amigos torcedores palmeirenses. Vamos torcer muito para o Palmeiras ser o campeão da copa do Brasil. Desejar que o time do Santos termine na 4a colocação do campeonato brasileiro e que o time das meninas seja a 5a colocada. Assim sendo elas não vão participar da libertas. Vamos pensar assim! Abraço à todos.

Acabei de ver a “análise” do Sálvio sobre o lance do pênalti, é bizarra, o cara conseguiu brigar com a imagem e se RECUSOU a mostrar todo o lance da jogada, parou o lance no início da jogada e não soltou mais o play. É de uma cafajestagem ímpar! Vale lembrar que o Palmeiras convidou esse cara para apitar as despedidas do Ademir e do Alex! Ele nunca mais pode pisar no Allianz Parque…

Eu pensei que pra 2016, o Palmei !!!ras iria atras de um lateral esquerdo,mas Lucas não ta jogando NADA e ainda falando demais…….Se não é o PRASS , não teria nem penalti !!Marcelo Oliveira precisa com urgência de óculos pra ver as besteiras que faz na hora de substituir……..Meu DEUS !!

O ideal seria o bom futebol com o resultado. Acontece que, em determinados momentos (ontem foi um deles), o placar magro, o chutão pra frente, o carrinho, já bastam… Tanto o resultado quanto o bom futebol não são conceitos que se excluem, mas, ao contrário, se complementam… A Hungria de Puskas, o Carrossel Holandês e a seleção do Telê entraram pra história da mesma forma que a Alemanha e a Itália, cada um a seu modo.

Concordo plenamente, André. Acho até que campeonato de mata-mata permite grandes absurdos e injustiças, mas algumas vezes o melhor também ganha esse tipo de torneio. A Hungria de 1954, a Holanda de 1974 e o Brasil de 1982 entraram para a história como grandes “vítimas” do futebol pragmático, mas não se pode esquecer que a Alemanha e a Itália, nas respectivas “decisões” (lembrando que Brasil X Itália não foi final), também tinham equipes excelentes, que entre outras qualidades souberam neutralizar os méritos dos favoritos (e tomara que o Palmeiras siga essa linha na decisão contra o Santos). O que realmente me incomoda são essas pessoas que só aparecem para comentar depois da classificação (e do jeito que ela foi, ou seja, pouquíssimo futebol, boa dose de sorte e muita raça) e regurgitam arrogância, como se o Palmeiras estivesse realmente anos-luz à frente de seus rivais, como se tivesse o melhor elenco do país e como se os incontáveis erros cometidos por essa “gestão moderna” (que de moderno não tem nada, é “gestão Mustafá” em sua mais pura essência) sejam irrelevantes para o futuro do clube. É claro que quero ver o Palmeiras ser campeão nacional mais uma vez, disputar (e não apenas participar de) outra Libertadores e voltar a ser grande, mas às vezes é preciso pensar se vale mais a pena conseguir um objetivo fazendo tudo errado ou não alcançá-lo por detalhes, mesmo tendo feito tudo o mais certo possível, entendeu?

Muito bonito esse tal de diego cavalieri, quem ele pensa que é? Saiu do jogo dizendo que o Palmeiras teve quatro pênaltis em quatro jogos decisivos (inter e FluC) e que isso era muito estranho. Espero que a cama dele seja bem quentinha pra ele chorar à vontade e que nunca mais ninguém cogite de contratar esse fezes…

NInguem comenta dos 2 gols irregulares do Inter, ninguem comenta do impedimento mal marcado do Amaral, ninguem comenta do penalty escandaloso no Barrios (lembrou o penalty no Asprilla na final contra o Boca). Lamentavel o Cavallieri, criado no Palmeiras, onde alcançou a independencia financeira. Ingratidao para mim é sinonimo de falta de carater.

Mauro, na hora lembrei e comentei que pareceu com aquele lance do Asprilla. Foi escandaloso esse lance em cima do Barrios, ali era 3×0, com um jogador a mais, eu teria mais cabelos e mais voz hoje….kkk Agora a mídia todinha simplesmente ignorando pênalti, o Sálvio teve coragem de dizer que foi busca de espaço, aff… fácil ganhar espaço empurrando por trás.

Sem contar que o pênalti no Gabriel também era para expulsão do zagueiro.
E o lance do Barrios foi mesmo igualzinho ao do Asprilla. E saber que naquela final o árbitro não marcou o pênalti porque não quiseram pagá-lo.

TODOS PODEM A CERTEZA QUE ESSE ESPAÇO DE TEMPO PARA O PROXIMO JOGO COM O SANTOS VAI AJUDAR MUITO O PALESTRA. VOLTARÃO INTEIROS AROUCA, ROBINHO E O QUE FALTA NO NOSSO MEIO DE CAMPO : O CLAYTON XAVIER AGORA UM POUCO MAIS ADAPTADO AO FUTEBOL BRASILEIRO. PODEM CRAVAR: O ADVERSÁRIO VAI COMER BARRO NA ARENA.

Não conte com o Clayton Xavier, esse voltou ao Palmeiras para fazer estágio no DM. Acho que o MO deveria dar mais chances ao Allione e ao Kelvin, que praticamente foi descartado desde que ele chegou.

Na final precisamos colocar o Arouca para vigiar o Lucas Lima, pena este cara não ter vindo para nós.
Alan Kardec disse que ia com sangue nos olhos e batom na boca contra os sardinhas.
Parabéns Kardec, Wesley, Minto e Vaidar.
Obrigado por existirem klakakakakakakakak
Dá-lhes Barrios.

Pois é, Lito, tivemos a chance de ter Lucas Lima e Ricardo Oliveira em 2015, mas preferiram trazer duas caçambas de entulhos, incluindo atacante gordo e zaga que toma gol de manco. Mas estamos na final, isso é o que importa.

Boas, passamos, e digo mais, seremos campeões. Os jogos finais serão daqui um mês, muita coisa pode acontecer, de Bom para nós o recondicionamento do Robinho (ele saiu o time ruiu), quem sabe a volta do Arouca, foco total na decisão. O santos pode ter problemas até lá, nunca se sabe. Prass monstro, Lucas, apesar de ter vacilado no gol, foi bem, Mateus Sales deveria ter entrado antes, Barrios fez só dois… meia boca foram Dudu que entregou o contra ataque do gol deles e o Gabriel que apesar do penalti, ta devendo (mas ai pode serdevido ao esquema). Agora é ter tranquilidade

Exato, tem muita água pra passar por debaixo da ponte… As grandes virtudes do Santos são Lucas Lima e o preparo físico. Quem sabe eles não viram o fio até lá…

Lucas Lima, preparo físico, Ricardo Oliveira e um técnico que vai querer provar que com um elenco melhor teria feito mais no Palmeiras (não que eu concorde tanto com isso, mas certamente ele acha).

Sem Lucas Lima não haveria Ricardo Oliveira e nem Gabigol (apelidinho escroto esse, hein)… Após o primeiro jogo da semifinal, semana passada, o técnico Dorival (que só deu certo no Santos) reclamou que o time estava no limite físico. Faltando um mês para as finais, concluo que vão virar o fio já já… outra coisa, o único desfalque relevante por lesão foi o Geuvânio, ou seja, todos os titulares estão em uma maratona extenuante de jogos (L. Lima e R. Oliveira em viagens com a seleção), muito difícil ninguém se lesionar até lá.

Pois é, André, mas sem Ricardo Oliveira nem Gabigol o Santos não marcaria 3/4 dos gols que marca, porque o Lucas Lima não é artilheiro nem finalizador, embora faça seus gols. Não deixar o meia do Santos jogar será meio caminho andado para o título, mas achar que só isso resolve será um caminho e meio para a derrota. E o fato do Dorival só ter dado certo no Santos (assim como o Tite só dá certo no SCCP, e como outros fracassaram no Palmeiras mas foram bem sucedidos em outras equipes) não muda nada do que eu escrevi. Na sua cabeça (e não estou concordando, apenas tentando pensar como ele) o Dorival se sentiu injustiçado e traído pelo presidente (e sabemos que palavra não é o forte do Nobre), então vai querer se vingar, assim como espero que o Dudu jogue tudo o que ainda não jogou para apagar as khdas que fez nas finais do Paulista. No mais, até a decisão poderão se machucar tanto santistas quanto palmeirenses, a diferença é que no nosso caso, considerando que nosso DM também é conhecido como “Triângulo das Bermudas”, se isso acontecer a chance de recuperação a tempo é praticamente zero.

Isso aí… até a final tem tempo… só acho que urge a necessidade de acertar o time que vai jogar a final… tipo… quando Arouca voltar, já tem que formar o meio com Matheus Salles, Arouca e Robinho, pra essa formação ganhar rodagem e fortalecer o conjunto.

Bom meio de campo, o time deles ta no osso, quem sabe estoura alguém deles…Estoura de todo mundo..

Lucas ontem foi o maior responsável pelo gol do Fred (o cara estava manco, era só ter acompanhado e não deixado subir, mas preferiu tentar deixa-lo em impedimento e deu condições), mas tem jogado bem na maioria dos jogos. Realmente a saída do Robinho foi determinante para o jogo mudar completamente de figura, até a saída dele o jogo estava absolutamente sob controle.
Ganhamos o Mateus Sales para jogar com o Arouca, ou seja, o meio campo vai ganhar forma novamente, com o Robinho tentando armar o time, sem contar que teremos saída de bola com o Mateus e o Arouca. Isto também possibilitará Dudu e G. Jesus atuarem com mais liberdade na frente.
Por fim, com o meio protegendo a zaga, a tendência é que nossa defesa volte a sofrer menos gols. Até a saída de Gabriel e Arouca por motivos de contusão, nossa defesa era uma das menos vazadas do campeonato.
Acho que será, como a final do campeonato paulista, uma final muito equilibrada. Hoje, o favoritismo seria do Santos, mas em um mês poderemos novamente recompor nosso meio e equilibrar as ações.

Discordo apenas do gol do FluC, pra mim meio gol do Dudu, que armou o contra-ataque deles. E chorou nos pênaltis. Precisa controlar o psicológico do time.

Dudu tem sua parcela de responsabilidade,
mas o erro do Lucas foi fundamental. Ou sai direito
ou encosta no Fred e não deixa cabecear.

Pra quem se liga nessas coisas (que de prático não servem pra nada, afinal se não entrarmos em campo jogando sério e sabendo que o Santos é melhor de nada vai adiantar), em 1973 o Palmeiras ganhou um título nacional disputando a decisão contra o SPFC, 21 anos depois ganhou outro título nacional enfrentando o SCCP na final, e agora passados mais 21 anos pegará o Santos em outra final de competição nacional.

Os comentários estão desativados.