Categorias
Opinião

Sobre ingressos e a tabela do Paulistão

 

Por Rodrigo Barneschi

Um post exclusivamente propositivo – e é justo esperar que, em benefício da Sociedade Esportiva Palmeiras e em defesa do seu torcedor, a diretoria ao menos leve em consideração as sugestões aqui apresentadas:

1. Sobre ingressos para a semifinal da Copa do Brasil

É sabido que a gestão atual não dá muita importância a “torcedores visitantes” – sejam eles os adversários que visitam a nossa casa, sejam os alviverdes que viajamos para ver o Palmeiras em outras canchas. Mas vou deixar de lado, ao menos por ora, apontamentos outros a respeito do tema para me concentrar na semifinal da Copa do Brasil.

Fato é que o Palmeiras vai enfrentar o Fluminense no Maracanã e muitos de nós iremos até lá. É de se esperar, pois, que nossa diretoria tenha a decência de solicitar ao clube carioca a cota de ingressos de visitante (em torno de 7 mil, ou 10%) para venda nas bilheterias do Palestra Italia e também pela internet. Neste segundo caso, facilita muito o fato de o nosso adversário trabalhar também com o sistema do Futebolcard.

Afinal, se já existe uma parceria estabelecida com o Flamengo para que os bilhetes de visitante sejam vendidos por este sistema, seria de bom tom agora firmar o mesmo acordo com o Fluminense para que palmeirenses tenham essa facilidade no jogo do Rio e os cariocas também no jogo a ser disputado aqui em SP.

Nas duas fases anteriores, contra Cruzeiro e Internacional, os ingressos foram vendidos apenas no Mineirão e no Beira-Rio, em um processo que não foi exatamente dos mais agradáveis e/ou seguros. Em ambos os casos, o Palmeiras não solicitou a carga para venda em SP ou por um sistema online (Cruzeiro e Inter também usam o Futebolcard) e colocou seu torcedor em risco. Agora, com o Rio aqui bem perto, é de se esperar que muito mais gente compareça; cabe ao Palmeiras defender o seu torcedor.

2. Sobre a tabela do Paulistão/2016

Já se sabe desde agora que o nosso estádio será palco de três grandes shows entre os dias 17 e 26 de março do próximo ano. Será um intervalo grande, possivelmente impedindo jogos alguns dias antes e outros tantos depois.

Uma vez que a tabela do Paulistão ainda não foi divulgada, o Palmeiras pode – e deve – se movimentar para reduzir os prejuízos causados pela indisponibilidade de seu estádio. Basta, para isso, solicitar à FPF, por ocasião da montagem da tabela, que o alviverde seja visitante nas rodadas 11 e 12 – logo aquelas que coincidem com os dias de shows.

Há ainda indefinições quanto à outra competição que disputaremos no primeiro semestre (se a Libertadores ou se as fases iniciais da Copa do Brasil), mas essas tabelas serão resolvidas mais adiante. A do Paulista, por sua vez, já será conhecida agora em outubro, e então o Palmeiras já deve se posicionar para evitar um prejuízo ainda maior do que o que já vai ter.

###

No primeiro caso, é questão de boa vontade; no segundo, de articulação. Em ambos, há somente vantagens para o Palmeiras e para os palmeirenses.

 

20 respostas em “Sobre ingressos e a tabela do Paulistão”

As aves que aqui gorjeiam não gorjeiam como lá!
Vejam vocês a diferença de comenda entre a Sociedade Esportiva Palmeiras e os Bambis F.C. Um empresta e as vezes dá, outros retiram.

Concordo com o autor. Visto que somos todos “consumidores” na visão moderna do futebol (as vezes exagerada, ainda existe paixão e ela que nos move), são atitudes que poderiam levar mais torcedores aos estadios.

Hora de deixar suas frescuras no armário sr. nobre e fazer do Palmeiras o campeão da copa do Brasil deste ano. E ai entrar forte na libertadores 2016 para ganhar e dar um bico para o campeonato paulista. Faça isso em nome de todos os palmeirenses de verdade que querem ver o time campeão esse ano.

Mas o Palmeiras já está acertando a permanência do Jackson. “Defesa, que ninguém passa…” sqn. Feliz 2014!

Esse LITO de tão curta memória, procure saber o que o Santo Marcão e o goleiro Sergio, falaram do teu adorado Nenê….antes de falar besteira !!!!

No 2o ponto, vale notar que é do interesse da própria FPF que o Palmeiras mande jogos em seu próprio estádio: a renda seria muito maior do que no Pacaembu. Como esses caras pensam primeiro em dinheiro p/ depois preocuparem-se com o resto, é bem provável que a tabela seja adaptada, exclusivamente pelo argumento financeiro (e não por conveniência do torcedor ou da SEP).

Se não for pra Libertadores, põe o sub 23, ou América-MG no Paulistão e 1ª fase da Copa do Brasil, e vai fazer pre temporada fora do Brasil. Enquanto rolar o Paulistão, mete show na Arena e quando acabar troca o gramado apenas 1 vez, antes do Brasileiro.

O segundo item é tão óbvio, mas tão óbvio, que até uma criança de 2 anos consegue chegar na mesma conclusão. Contudo, porém, todavia, todos sabemos o que vai acontecer não é? Claro que a diretoria não vai se mexer e vamos jogar no Pacaembu. Isso também é óbvio!

Marcamos “toca”, deveria ter trazido o Nenê que está no Vasco, o cara tá jogando muito.
Pelo amor de Deus M Oliveira, não Ozorie mais, apesar da ruindade do Amaral e Girotto, Lucas de volante não dá.

Coisas tão simples, mas em se tratando de nossas desastrosas administrações ( incluindo a atual) não devemos esperar medidas básicas de preocupação conosco! E lá nave va…

Os comentários estão desativados.