Categorias
Opinião

Opinião: pede desculpas!

 

Por Vicente Criscio

O Palmeiras é assim: quando falta polêmica, a diretoria se encarrega de criar uma.

A entrevista de Leila Pereira, Presidente da Crefisa, repercutiu entre sexta-feira e sábado em todos os principais veículos. A ponto de cansar o mais crítico palmeirense.

Se olharmos os comentários dos leitores do 3VV na notícia deste sábado veremos que a opinião é quase unânime: Leila Pereira cometeu um deslize quando comparou o Palmeiras a um outro rival – são entidades diferentes e incomparáveis na paixão – mas parece estar coberta de razão quando critica a falta de profissionalismo da gestão da SEP nesse episódio.

Esse é o Palmeiras atual. Trata a pontapés os parceiros e principais interessados na cadeia de valor do time – sim, Crefisa/FAM é tão parceira quanto WTorre (e por extensão Allianz e AEG) que é tão parceira quanto Adidas. Digo mais: o torcedor palmeirense é um parceiro de negócio, seja ele Avanti, não Avanti, organizado, desorganizado, de São Paulo ou de Porto Velho. Qualquer um que gera valor ao Palmeiras tem que ter uma gestão voltada também a ele.

Mas voltemos aos “parceiros” de negócios. A Crefisa/FAM não é mecenas: é investidora. E quer retorno e respeito ao contrato e à sua marca.

Mas em minha opinião tudo isso é consequência. Consequência de um modelo de clube social, com os amigos do rei, que se amontoam prá ter carteirinha de “deretô” sem competência, sem governança, sem modelo de gestão. Alguém tem uma ideia de fazer uma camiseta (seja do estádio com nome de blog de diretor, seja casual da Adidas esquecendo um parceiro que caiu no colo dessa gestão e enfiou 100 milhões de reais no clube) e tomam a decisão sem processo, sem gestão, sem regra. Manda o assessor informar ao Presidente da parceira por fone ou email, que tá tudo certo.

Tá nada!

O que falta no Palmeiras de hoje é gente do ramo. Gente que entenda os fundamentos de negócios, desde uma parceria de patrocínio, até a parceria complexa de uma arena multiuso como o Allianz Parque. E aí eu volto a insistir: se tivéssemos uma gestão efetivamente profissional, com profissionais com experiência em relações institucionais, em Arena, em marketing, em operações de arena, em patrocínio, em paixão do torcedor, em qualquer outra área afim ao “negócio” Palmeiras, não teríamos esse constrangimento. E por que não temos isso? Porque a gestão do Palmeiras é baseada em política. Política clubista, com diretores nomeados baseado em critérios políticos em não em meritocracia. Não há profissionais. É um modelo de “yes man”. É como uma monarquia onde o rei manda e os súditos obedecem. Ninguém discute a ordem, por mais absurda que seja.

Só tem uma saída: a implantação de uma gestão profissional, de verdade, com governança, onde quem tome as decisões sejam pessoas do ramo, que possam ser cobradas por seus atos, tenham objetivos esportivos e financeiros claros, e deem satisfação aos torcedores, representados por um “conselho” que saiba o que cobrar. Torcedores que tenham representantes!

Por isso defendo a separação do futebol em relação ao social e à implantação de um modelo de gestão com profissional e com governança. Principalmente no futebol, apesar de valer também para o clube.

E se sair a Crefisa? Simples: com um marketing desestruturado, que só sabe falar em Avanti, o Palmeiras voltaria a enviar emails com apresentação em power point para conseguir um patrocinador. Não à toa ficamos dois anos sem patrocínio master, lembram, antes da Crefisa?

Dado que não tamos competência para gerar um novo patrocinador com o modelo político loteando as diretorias da SEP, o que resta é pedir desculpas “em off” para a Crefisa. Joga a culpa na assessoria, no Belluzzo, ou em qualquer outro que esteja de bobeira (aliás jogar a culpa nos outros é uma das poucas competências desta gestão). Diga que não sabia (outra prática comum no mundo político),  finja demência, diga que não foi consultado. Faça qualquer negócio. Só não faça com a Crefisa o que estão fazendo com o outro parceiro. Porque parece que lá a pegada é outra.

Saudações Alviverdes!

71 respostas em “Opinião: pede desculpas!”

É governaça pra lá……….é modelo de gestão pra cá………….só que quem ganha eleição lá dentro são sempre os mesmos. Por que vcs que pregam estas coisas ditas aí em cima não conseguem sequer
desbandar um turco ignorante do poder? Na verdade, vcs são tão incompetentes quanto quem dirige o clube atualmente.

Pra madame crefisa ter feito isso, ta na cara que tem mais coisa ai, ela é carioca estourada, não igual os caras da allianz, cade a competencia da SEP pra lidar com pessoas diferentes?

A Patrocinadora investe $100 Milhas nesse clube, no ct da academia, em tempos de crise fincanceira mundial e nacional, e os caras dão uma dessas? a madame crefisa deve estar irritada a tempos, destruiram o relacionamento com a parmalat, allianz, wtorre, e agora a crefisa! Esses caras são todos iguais dentro do clube, Mustafa, Nobre, Belluzzo, Tirone, Pescarmona, etc…Trapalhões iguais! politica nociva tanto oposição , quanto situação!

A Patrocinadora investe $100 Milhas nesse clube, no ct da academia, nu tempo de crise fincanceira mundial e nacional, e os caras dão uma dessas? a madame crefisa deve estar irritada a tempos, destruiram o relacionamento com a parmalat, allianz, wtorre, e agora a crefisa!
Esses caras são todos iguais dentro do clube, Mustafa, Nobre, Belluzzo, Tirone, Pescarmona, etc…Trapalhões iguais! politica nociva tanto oposição , quanto situação!

A Adidas divulgou nota dizendo ser dela a idéia. O presidente consulta a crefisa . O que deveria fazer não consultar e engavetar? Parece que tem algo a mais nessa sopa.

E já começou o bombardeio por parte da imprensa paulistana contra o Palmeiras, exatamente igual ao que ocorreu na semana anterior ao segundo jogo da final do Campeonato Paulista.

Diretoria omissa, torcida que cai como um patinho nas especulações desses embusteiros da mídia, jogadores que se abatem facilmente com as críticas, oposição predatória, enfim, tudo colabora para que essas ações gerem o resultado esperado pelos pi.lan.tras:

PALMEIRAS DERROTADO E EM CRISE!

Concordo empartes, a diretoria tem de aprender a lidar com as pessoas, o Ego impera ali.
Outro dia o Nobre encrespou pelo kardec, e após ficar mais de 1 anos sem patrocinio, deixa passar uma dessas? ta na cara que para a madame de furia, é pq teve mais coisas do que ela propria divulgou, egocentrismo, investiram 100 milhões, e a relação deve ser fria, gelada como é com a allianz e a wtorre.
O Belluzzo foi outro quis colocar a marca de uma empresa dum amigo politico , no calção, querendo passar por cima do contrato da samsung.
Belluzzo, Mustafa, Tirone, Nobre, todos iguais, só muda o lado, oposição, situação! Os Trapalhões Alvi-verdes!

Insisto que é muito estranho este tipo de notícia vazar num fim de semana sem rodada do brasileiro e às vésperas da final da Copa do Brasil… a ideia foi péssima e fora de propósito, sem nenhuma sintonia com o atual momento do clube, mas é um assunto entre as partes, que não deveria ter sido vazado desta forma… a intenção da dona Leila é tumultuar. Ao chegar por aqui, esculhambou o SPFC (nós demos risadas, mas no âmbito dos negócios foi atitude grosseira), se auto declarou mais importante que a Parmalat e desejou comprar o Allianz Parque… Agora vem falar que o Flamengo é melhor, pqp! Respeite a SEP e não tumultue o clube neste momento!

O Palmeiras pediu levou a proposta (estúpida, diga-se) ao patrocinador máster. Tudo em off, nas internas, com deve ser. Quem tornou público e causou a confusão foi a Crefisa. Ela poderia ter dito todas essas verdades diretamente para a diretoria, mas preferiu a polêmica, estranhamente às vésperas da Copa do Brasil.

Parabéns, Criscio. Não mudo uma vírgula no teu comentário. Mas só uma perguntinha: o Paulo Nobre não é empresário? Como empresário ele faria essas m***** em seu negócios?

Um grande abraço

Roberval

Bem lembrado, Roberval. Dizem que o Nobre é acionista do Itaú, certo? Se for verdade, que tal sugerirmos para ele aparecer na próxima reunião de acionistas ou evento similar vestindo um uniforme do Bradesco com um talão de cheques do Santander? Pois foi mais ou menos isso o que ele quis fazer com a Crefisa. Bem, para quem empregou por quase dois anos um CEO caduco que afirmava com toda propriedade que o Palmeiras não tem obrigação de ganhar títulos, isso é mixaria, né?

Deprimente sobre todos os aspectos. A sra. Leila foi destemperada, e mostrou um certo despreparo também. Causou revolta entre os palmeirenses, muitos deles achando que tinhamos que romper com a Crefisa! Esse pessoal acha que dinheiro cai do céu, e que todos devem nos pagar milhoes simplismente pois somos o Palmeiras! Alguns trechos me chamaram a atenção!

“Eles dizem que a iniciativa partiu da Adidas. Mas para mim a ideia deve ter partido do Palmeiras mesmo. Como o time não está bem, eles estão querendo dar uma animadinha.

“Nessas horas mais complicadas o Paulo não põe a cara, não assume a responsabilidade, fica enrolando. Estamos cansados disso. O Paulo deveria ser mais firme e correto com a gente. Ele não fala com ninguém. Vai falar que não sabe de nada, mas ele é o presidente do clube e tem de saber.”

Omisso, covarde e mal acessorado! Nunca tem culpa de nada, nunca sabe de nada! A máscara do aprendiz de Mustafá ainda vai cair! Pena que quem pagará por isso é o Palmeiras!

Outro trecho que li na imprensa vale a pena ser compreendido:

Também deixou claro o quanto Nobre deveria agradecer pelo investimento no Palmeiras. E não no Flamengo, clube que ela sabe que daria muito mais visibilidade. E também é imperdoável o dirigente não ter dito à imprensa que a Crefisa e a FAM bancam a reforma do CT por R$ 19 milhões. Quem faz uma obra dessas e não recebe nem um ‘muito obrigado’ público?

Paulo Nobre pode ser bilionário. Ter emprestado R$ 153 milhões ao Palmeiras. Mas não é eterno. Se os estatutos não forem mudados, ele irá embora no final do próximo ano. É muito egoísta não trabalhar, convencer patrocinadores tão importantes a continuarem depois de 2016.

O futebol brasileiro é muito amador.

Por isso os patrocinadores estão sumindo.

Isso vale para os que querem que mandemos a Crefisa embora, e chamam WT de inimigo! Acordem! Nossa gestão precisa ser aprimorada em muitos aspectos, entre ele o relacionamento com os parceiros! Ningúem é bonzinho! Sejamos, então, profissionais! Com esses caras aí, nenhuma chance! Pobres de nós! Que os Deuses do futebol nos iluminem dia 25 e 02! Precisamos muito!

Parabens! Seu post está perfeito e identificou / apontou diversas questões pertinentes sobre a relação de empresas que firmaram contratos com o clube.
Nota – se que o atual presidente e seu grupo político quer ter crédito por tudo que foi realizado no clube e não dá valor a nada realizado pelos parceiros e ou gestões anteriores, pelo contrário se esforça em culpá los por todos os problemas que enfrenta.
Até parece que ninguém mais se lembra que esse mesmo grupo teve responsabilidade direta por dois rebaixamentos, foi e continua sendo contra a arena e ainda por cima a utilizou como puxador de votos ano passado, combinando o avanti do associado ao clube social que foi igualado ao avanti do sócio torcedor.
Aí quando alguém de fora do clube põe as claras como essa gestão trabalha e pensa em benefício próprio ainda é mal vista pela torcida.
A vitória de mais um título, se acontecer, nada mudará (ao menos no curto prazo infelizmente) a situação política do clube, pelo contrário esses movimentos obscuros só indicam que há um esforço grande para permanência do atual grupo no poder.
Com relação aos jogadores, não tem jogado nada mesmo, não justificam em nada os altos salários pagos em dia e ainda reclamam quando criticados. Ou seja mais uma vez essa mulher está correta em critíca los.
Gostaria de lembrar que no nosso inimigo de muro, o último Presidente que agiu em benefício próprio foi expulso a base da porrada e desapareceu do clube.
Quero saber até quando teremos que tolerar esses conselheiros de clube social mandando e desmandando em benefício próprio no nosso time de mais de 15 milhões de torcedores???
Continuo sendo Palmeirense e mesmo diante de tudo isso seguirei torcendo pelo Palmeiras. Abaixo a Sociedade Esportiva de Mustaphá que vive usurpando o futebol e seus torcedores.

Foi vergonhoso. A justificativa foi ainda mais amadora: ” A Adidas deu a sugestão e repassamos por e-mail ao patrocinador que não concordou (quem iria investir no clube e sair camisa com nome de outro patrocinador)”. Vai ser difícil acabar com esse pessoal que se acha dono do Palmeiras. Separar futebol do social pra ontém

Acho que a coluna tocou no ponto principal, falata de profissionalismo no Palmeias.
Pelo tom da entrevista da Leila, ela deve ter alguma treta pessoal com o Paulo Nobre, pois em toda a entrevista ela o atacou.
Porém, acho que também faltou um pouco de tato à presidente da Crefisa em jogar tanta m… no ventilador. Ela poderia ter citado o amadorismo do Palmeiras, dizer que é um absurdo somente cogitar a confecção de uma camisa com outro patroinador, etc.
Porém, acho que ameaçar deixar o clube, chamar as contratações de quinta categoria, às vesperas de uma final que é o que pode salvar o ano do Palmeiras, foi, no mínimo, fora de hora.
Se ela quer valorizar sua marca e, ela tem pelo menos até o fim do ano que vem de contrato com o Palmeiras, deveria pelo menos não desvalorizar os jogadores, pois o desempenho do time depende substancialmente deles.
No mais, Paulo Nobre deveria pedir desculpas publicamente e tentar consertar o estrago, se é que ainda é possível.

O Palmeiras fez uma consulta, ou seja, uma pergunta ao patrocinador. O mesmo podia responder sim ou não. Há maneiras e maneiras de responder e a tia da crefisa não escolheu a melhor. Macaca velha como é – não é presidente destas empresas se fosse inocente, ingênua, despreparada – fez isso de caso pensado.

Podem estar arrependidos do $ investido, gastaram muito e viram que o retorno não é o esperado? Pode ser, mas só eles podem responder. Neste caso a melhor atitude não seria humilhar o parceiro e sim tentar uma negociação, a portas fechadas, preservando as instituições.

Mas porque agir desta forma? Será que a intenção não era justamente criar uma ruptura com o clube, humilhar o clube que se sentiria ofendido e a relação ficaria insustentável? E aí cada um seguiria o seu caminho! Não sabemos. Mas a pergunta que fica é, porque agir desta forma?

Não estranharei se daqui alguns meses não lermos que alguma das empresas está em “situação financeira delicada”, “não honrou alguns compromissos”, “está negociando alguns contratos com fornecedores” etc. Há alguns meses vimos a mesma senhora arrotando que eles fazem, acontecem, compram, pagam tudo, enfim, são “os caras”. Me lembrou o w torre que também fazia e acontecia, era o maioral, e hoje….está se borrando todo. Não ele pessoa física que está muito bem obrigado, mas suas empresas parecem não estar com a bola toda que o empresario cantava em verso e prosa há não muito tempo. Já vimos diversas vezes empresas terem um crescimento rápido e vertiginoso e depois o tempo mostrar que não era bem assim.

O tempo dirá se a atitude desproporcional da empresaria, não digo que esteja errada em negar uma camisa sem o nome de suas empresas, foi apenas uma má ação em um “dia de fúria” ou se foi de caso pensado tentando atingir algum objetivo, ou seja, a interrupção dos contratos com o Palmeiras.

Quanto ao amadorismo com que o clube é administrado há quase 40 anos, acho que já está mais do que evidente. Os resultados ridículos em todos os esportes mostram isso e o post descreve muito bem.

Por que será que um dia sai que a diretoria entrou em conflito com patrocinador ///////////, outro dia que a diretoria entrou em conflito com Wtorre ? ///////////// Será que São Paulino ou Corinthiano envolvidos nesta histórias //////////////// a ponto que coisas banais de serem lidadas por executivos //////////////// surjam agora ?

Essa história é tão surreal que eu chego a duvidar de sua veracidade, não por duvidar da fonte que a publicou mas por ser tão absurda… começando pela ideia de fazer uma camisa histórica com o patrocinador de 20 anos atrás… sei lá, não sou especialista em marketing, mas eu não compraria… mas vá lá, que a ideia fosse boa, o Palmeiras vai até a patrocinadora atual e pede autorização, e toma uma negativa. Morreu o assunto, não? Não, a dona/CEO/presidente da patrocinadora atual vai a imprensa e senta a mão… diz que tá de saco cheio, que vai sair, que vai pro flamerda, que nossos jogadores são de quinta, que o presidente do Verdão é um zero a esquerda… é isso mesmo? Foi pra tanto? Essa foi a gota d’agua? Acabou o amor? Não acredito que alguma parceria sobreviva a isso… coisa mal contada, né?

Mulher burra do cacete ! Pombas faz uma reunião com o pessoal do Palmeiras e arrebenta com todo mundo ameaça romper contrato e o caramba, mas não vai pra imprensa jogar merda no ventilador e dizer que os jogadores são de quinta categoria bem as vésperas de uma final de campeonato. Puta antimarketing pras empresas dela,

Não achei antimarketing, pois ela disse que deu o dinheiro, mas os burros DO PALMEIRAS (entenda-se Nobre e Mattos), que trouxeram jofadores de quinta categoria, não a Crrfiss.

Discordo do tom habitual da coluna, mas concordo com o norte… o que de positivo foi feito pela atual gestão, sem a mudança estrutural, será apenas passageiro. E o que de negativo vem sendo feito (ou deixando de ser), manterá a tendência de queda…

O que mais entristece é a falta de perspectiva de mudança. Como romper com o modelo atual? Qual o caminho jurídico? Acho que falta um debate sobre as soluções para este problema… profissionalismo, mudança estatutária, voto do Avanti e etc são todos consequência da ruptura.

Tem muita gente disposta a ajudar, mas enquanto a 1ª barreira não cair (a do “como?”), a inércia é a maior inimiga.

Minha opinião: Paulo Nobre que se vire para colocar panos quentes internamente. Chama o pessoal da Crefisa para uma reunião, e faz o que o Vicente falou, resolve. Agora, a Crefisa deve pedir desculpas da mesma forma que falou as besteiras: publicamente. No mínimo uma nota oficial se desculpando. As declarações foram desastrosas, criticando inclusive o elenco às vésperas de uma final. Ela não tem o direito de falar o que falou.

Eu já vejo por outra ângulo…….. há umas 2 semanas pipocaram uma ou outra notícia de que um dos patrocinadores, a Leila…… poderia se candidatar à presidência do clube…………. ai basta imaginar a reação de quem não quer largar o osso, e em nome dos interesses pessoais e sem levar em conta mais uma vez a instituição Palmeiras, iniciaram as birrinhas e o processo de minar essa possibilidade. Esse é o clube Palmeiras. O cara que ganhou a exploração das lojas do clube, é um gambá amigo do Frog. A operadora do Avanti recebe 30% do que o programa arrecada e é só ver para qual ele torce e é amigo de quem lá dentro. A grande dívida que o Palmeiras tem, é a soma de impostos que o Frog não pagou e de muitas comissões e dinheiro jogado fora com contratações de baixa categoria……e foram centenas. Basta ver quem lá no clube está ligado a qual empresário. O restaurante do Tirone já tinha títulos protestado pela 9. vez….antes de assumir o Palmeiras. Depois nunca mais foi. E Nós torcedores somos meros coadjuvantes e pagantes nesse joguinho de vaidades…. mas lucrativo, muito lucrativo. Se fazem de incompetentes…. para lucrarem. Infelizmente nunca vou trocar de time, mas tem hora que cansa.

Pois é, Levi, suas observações não têm nada de absurdo. Infelizmente quando surge alguém com potencial capacidade para mudar os rumos do Palmeiras e acabar com décadas de privilégios e negociatas que rolam lá dentro (e sobre os quais não sabemos nem 10%) introduzindo gestão profissional de verdade e não apenas discursos vazios, a turma do “deixa disso que desse osso eu não largo” reúne sua tropa de choque e cuida de manter o status quo. Já passei dos 50 e também não vou mudar de time nem deixar de torcer, mas uma hora a gente realmente cansa de vez…

com o Belluzzo foi assim apesar dele ter tido a oportunidade de mudar o estatuto na canetada segundo dizem e não o fez e aí ele errou feio

Simples Assim!!
Por isso que Paulo Nobre continua aceitando a cabresto que Mustafá colocou nele.

Essa coisa de camisa foi a gota dagua. A questão é que o patrocinador botou um baita dinheiro e contrataram só porcaria. Ninguém quer estampar a camisa em time que só tá perdendo. Ou esse
Presidente toma jeito e contrata direito ou os caras vão puxar o carro. A Crefisa quer o time na Li
bertadores pra que o seu nome apareça num torneio importante, só que já percebeu que patrocina
um clube onde não há ambição, entraram numa fria.i

Amadorismo puro: do Palmeiras (lógico que do Nobre que é o dirigente máximo do clube) e também da Crefisa (dos seus donos). Nao precisava chegar nesse nível.
O desgoverno desses ultimos 37 anos da influencia do Musthapha matou a ambicao do futebol do Palmeiras. Tirando o hiato Parmalat tivemos no máximo tres times decentes nesse período (no maximo decentes): o de 78/79 (ainda refletindo as sobras dos anos de ouro), o de 86 e o de 2008. O resto….. O Musthapha aniquilou o aparecimento de líderes de qualidade, é só ver quem sobressai (sobressaem porque aparecem de vez em quando na midia vomitando as suas incompetencias ou o que é pior roendo um osso já sem carne): além do próprio, Piraci, Avalone, Tirone, Frizzo, Pescarmona, Palaia, Facchina e até o Della Monica (que de positivo determinou uma ruptura parcial da influencia do nefasto). Considero o Nobre um pouco mais relevante que todos esses ( e pode até ser uma transicao do passado para o futuro), mas muito abaixo do Belluzzo que enxerga o Palmeiras do tamanho que é. O Nobre deveria ter se aproximado do Belluzzo e as coisas poderiam se acelerar e o futuro que espero que venha nao iria demorar tanto. Os piores erros do Nobre: aceitar a influencia do Musthapha e a falta de ambicao do primeiro mandato.
Mas, politicamente, o que temos, além do Criscio que toma posicoes e mostra solucoes modernas? – Genaro Marino? Saverio Orlandi? – Sinceramente nao conheco o perfil de nenhum dos dois mas sao os únicos que consigo me lembrar da politica do Palmeiras, além do Criscio, e é muito pouco.
Torco e quero o titulo da Copa do Brasil, mas politicamente e institucinalmente forte o Palmeiras, acho, infelizmente, nao vai estar nem em 2016, 2017, 2018…….Os maleficios e a ineficiencia demorarao mais para serem consertados. Que a torcida continue na grandeza.

Não foi por acaso que ficamos 2 anos sem patrocínador Master!! e também , não foi por acaso, que o presidente do são paulo o chamou de juvenil e que tava apequenando a SEP !!Por essas e outras,vamos tomar um sacode do peixe, e eu quero que o jogo de volta a galera do OURO DE TOLO deixe de ir no Allians e assista uma estréia qualquer no cinema !!!

Pois é, dificil opinar sem ter o real conhecimento do que de fato está acontecendo. Fato é que a senhora, bem casada, falou grosso e foi muito desrespeitosa e mostra uma grande falta de conhecimento da palavra parceria.. Só me pergunto se falaria a mesma coisa, caso tal parceria fosse acompanhada de objetivos, de numeros, de indicadores, de reunioes periodicas para eventuais correçoes de numeros, estrategias, novas ideias (como essa da Parmalat que deveria ser tratada na mesma reunião). Mesmo sem ter todas as informações tá cara que isso não acontece. Por talvez ser o modelo antigo, onde o parceiro coloca dinheiro e tudo bem. Lamantavel e mostra que futebol não é só dinheiro, é competencia. O modelo continua podre e só mudara quando o clube estiver separado do futebol. Não será com o Nobre.

Será que foi assim mesmo que assessoria de marketing comumicou a atual patrocinadora que ia lançar uma camisa retrô com o patrocinio Parmalat ou só ia lançar a retrô sem patrocínio ou com o nome da Patrocinadora????Se o marketing falou com o nome do patrocinador antigo tem que mandar embora todo mundo….agora se ia lançar com o nome da Atual, foi puro é mero xilique desta senhora idosa, lembre-se que já foi lançado com esta mesma camisa com o patrocínio da Kia.Agora que faltou com respeito foi esta idosa senhora dizendo que ia para o flamengo que lá dava mais visibilidade….Pague a multa e vá….por favor peças desculpas…Sr. paulo Nobre demita este marketing pelo amor de Deus

Antes de criticar a “idosa senhora” (por acaso você sabe a idade dela, considerando que isso seja de fato relevante?), gostaria de saber se você, no lugar dela, como uma pessoa que fecha um contrato para injetar dinheiro num clube quase falido (moral, técnica e financeiramente) para obter retorno (e não por caridade ou amor à camisa, que de resto não existem mais em clube algum) gostaria que esse mesmo clube lançasse um produto com uma marca que nada tem a ver com a sua, numa desnecessária insistência em viver do passado já que o presente e o futuro são obscuros. Agora pense no seguinte: por mais apaixonados que somos pelo Palmeiras, por mais que o achemos o melhor time do mundo sem comparações com qualquer outro em qualquer momento, quem manda e desmanda no futebol brasileiro? A Rede Globo. Quem determina quais são os times que mais têm jogos transmitidos ao vivo na tevê aberta? A própria Globo. Quais são esses times, gostemos ou não? SCCP e Flamengo. Daí vem a questão óbvia, mesmo para quem queira rasgar a própria roupa de raiva: quem tem mais visibilidade no território nacional, a camisa do Flamengo ou a camisa do Palmeiras? Então, qual foi o grande absurdo que a “idosa senhora” falou nesse sentido? Vamos tentar analisar as coisas com um pouco mais de bom senso e bem menos paixão.

Como eu falei no outro post, eu só acho que a Leila e a Crefisa já sabiam (ou deveriam saber) disso quando assinaram o contrato com o Palmeiras. Depois do contrato assinado e do dinheiro investido, foi um erro monumental ela ter vomitado toda aquela raiva na imprensa. Só atrapalha o time nessa reta final. Enquanto o atual presidente estiver lá, não tenho esperança de nada, mas se o time conseguir a tal vaga pra libertadores, tanto o Palmeiras quanto os parceiros vão ter uma vontade maior de contratar jogadores importantes para o time, o que vai se refletir, mesmo que não ganhe a libertadores, numa maior possibilidade de sair da fila no brasileiro.

Concordo, Paulão, no entanto temos exemplos a rodo de como os maiores recursos reunidos num lugar onde não existe planejamento e ambição resultam em nada. Se o Nobre fosse hoje presidente do Real Madrid, um dos clubes mais ricos (senão o mais rico) do planeta, e tivesse dinheiro suficiente para renovar com Cristiano Ronaldo por mais três temporadas e ainda contratar Luis Suárez, Schweinsteiger, Aguero, Chiellini e Thomas Müller, provavelmente ele usaria a grana trazendo cinco caras do Osasuna, dois do Cádiz, mais meia dúzia do Heerenveen da Holanda, dois do Vicenza da Itália e uns três do Belenenses de Portugal, dispensaria o CR7 tentando jogá-lo contra a torcida e declararia nas tribunas do Santiago Bernabéu algo como “El próximo año ningún equipo va a ganar de nosotros”.

E não é por quê? Será que alguma empreiteira construiria um estádio maravilhoso e moderno e o entregaria de graça a uma gestão totalmente amadora e incompetente sem ter qualquer retorno? Amor não paga cimento nem suor.

Se sua mãe construísse uma Arena como a nossa, fizesse a manutenção de graça e depois de receber de volta a grana própria que ela gastou para tudo isso, devolvesse ao Palmeiras, então pedisse pra porca fazer o que ela não teve a capacidade de fazer. Impossível, né? Afinal, nem inteligência ela deu pro filho.

Pois é, Luiz, algumas coisas que a gente lê chegam a causar dor nos olhos. Muitos, mas muitos palmeirenses mesmo ainda acham que a construtora deveria ter feito o estádio, dado ao Palmeiras de presente (ou por caridade, que seja), cuidar da sua manutenção até o fim dos tempos e ainda aceitar todas as regras impostas pelos competentíssimos dirigentes palestrinos.

Infelizmente a instituição futebolística Palmeiras acabou faz tempo. Já faz 20a nos que uma família se alimenta desse clube, somos (torcedores) gado de manobra, para mim já acabou desde quando caiu para a segundona pela primeira vez. NÃO ADIANTA ESPERNIAR, ACABOU O FUTEBOL NA SEP, vejo tantos torcedores criticando a imprensa e nossa diretoria, mas não vai mudar nada. Sabemos que futebol é grana, e que TODAS as federações desse esporte são corruptas, falar o quê? Eu já esqueci de torcer para qualquer esporte, a gente cresce e envelhece, tenho pena de quem acredita em papai noel. Um conselho, em jogos de futebol, saia com sua família, vá passear de bicicleta ou a pé, mas fuja de cinema, teatro e outras instituições que só nos levam a ficar cada dia mais burros. FUTEBOL É DINHEIRO, isso já explica tudo. Minha última postagem, e com muito orgulho abandonei qualquer esporte que envolva federações e dinheiro. Feliz 2016, porque o meu ano que vai vir vai ser totalmente diferente desse, vou dar valor aquilo que merece.

É isso aí FELIPPE, eu estou contigo também, desta vez (tudo indica) que já pra 2016 (ou 2014 parte II) NÃO ACOMPANHAREI MAIS O FUTEBOL QUE SEJA LIGADA A FEDERAÇÕES E COM O PALMEIRAS NÃO SERÁ DIFERENTE!! Tudo envolve dinheiro e falcatruas.

Mas SERGIO MARIN, palmeirense que entende de futebol para dirigir o Palmeiras. Até por que o Nobre também é “palmeirense” mas não entende nada de dirigir o futebol do Palmeiras.

E uma suprema imbecilidade, na atual conjuntura, permitir que algo assim aconteça com um patrocinador que enfia 100 milhoes por ano em um clube de futebol… como ja foi dito aqui, um dos pouquissimos patrocinios licitos, da iniciativa privada, sem rolos nem favores. So um desmiolado que nao tem noçao da dificuldade que existe hoje para captar qualquer tipo de patrocinio, permite que tal patrocinador acabe se irritando com o clube. Amadorismo e incompetencia sobrando, sustentados em um historico de pessimo relacionamento com outros parceiros tambem, como bem destaca a coluna do Criscio. Abre o olho Palmeiras mas principalmente, abram o olho PALMEIRENSES, porque sao muitos que ficam babando ovo para esses infantiloides que vivem dizendo que estao ‘arrumando’ o Palmeiras… avaliem o que todos estamos presenciando antes de acreditar e ficar postando besteiras nas redes sociais!

Caro AA, você tirou um “A” com louvor. De fato, muitos infantiloides que babam ovo para o piloto de autorama e seus aspones ainda embarcam nesse veículo de ilusões chamado “gestão profissional”, que na verdade até agora apenas dilapidou o patrimônio da SEP e tem feito de tudo e mais um pouco para manter o clube no limbo dentro do qual ele se estabeleceu “com méritos” neste século XXI. E um boçal desse nível ainda quer mais um ano no poder… Se a presença do Palmeiras na próxima Libertadores só vai servir para mudar os estatutos e encher os cofres (tanto os de chumbo quanto os de porquinhos, que nosso mandatário tanto adora) com ingressos a preços escorchantes, que adiemos o sonho do bi da América!

vejo muitos por aí isentando o seu nobre de culpa, dizendo que a culpa é da wtorre, da adidas, da crefisa e etc… se todos os parceiros se desentendem com o presidente então o problema é ele

Tem gente que vai ter de fazer malabarismo profissional para conseguir jogar a culpa na outra parte (de novo, mais uma vez ou como em todos os casos; da pra escolher a opção) nesse novo embroglio criado pelos “profissas” da gestao. Vicente mais uma vez certeiro.

“Não é a primeira vez que o Paulo cria esse tipo de situações com a gente. Eu disse a vocês que eu nunca tinha dito não ao Paulo, mas de um tempo para cá a Crefisa e a FAM estão meio irritadas com esse Paulo” (Leila Pereira). O que será que nosso mimado e completo amador presidente anda aprontando para irritar tanto assim o principal patrocinador? É inacreditavel o despreparo desse cidadão.

Eu não concordo nem de longe com o destempero dos comentarios da dona da patrocinadora, mas essa historia de lançar camisa da parmalat é inacreditavel, inaceitavel e inexplicavel. O palmeiras deveria agradecer de joelhos o investimento da crefisa, afinal é um dos poucos patrocinios privados honestos dentre os times grandes. Deveriam paparicar, e não desrespeitar a empresa.

Em nada me espanta esse acontecido, muito menos evolvendo fornecedor de material esportivo.
Basta lembrar que em 1993 e 1999 justamente em jogos finais o Palmeiras troca de maneira sombria de fornecedor, inclusive para o mesmo. Inclusive nunca apareceram os contratos da Rhummel.
Agora novamente aparece o nome dessa mesma empresa envolvida em fornecimento de enxoval para o clube, mesmo que de maneira não licenciada.
Em todos esses episodios figuravam os mesmos personagens na diretoria, fica evidente que o tempo passa e os problemas continuam, todos a eles luz plena do amadorismo sem fim o qual o clube não deixara tao cedo.
Criscio esta coberto de razão, estamos a espera de um milagre.

muito boa sua opinião, tenho um ponto de vista muito parecido com o seu (não só eu), e pelo que vejo você está ainda mais próximo do que acontece Vicente, só adicionaria a gestão profissional do FUTEBOL junto aos outros departamentos, mas assino embaixo de tudo isso

Os comentários estão desativados.