Categorias
Libertadores 2016 Notícias

Libertadores 2016: o Nacional do Uruguai

 

Por Luciano Pasqualini

Este é o segundo de uma série de 4 artigos para aquecimento sobre a Libertadores. São artigos curtos que resumem os desafios, algumas curiosidades inéditas e um plano de viagem para os interessados.

O primeiro foi sobre o nosso adversário que vem da Pré.

O de hoje é sobre Nacional do Uruguai.

***

Club Nacional de Football

club_nacional_futbolClub Nacional de Football, ou simplesmente Nacional, o Rei de Copas é um dos times mais antigos do continente (fundado em 1899) e tem uma história belíssima, de muitas conquistas locais e internacionais, com destaque para os 3 Mundiais conquistados de forma épica e incontestável, e sempre com elencos locais e sem grande investimento.

Após conquistar o Mundial em 1971, chegou novamente à final da Libertadores em 1980 contra o Internacional de Falcão, empatou de forma épica no Beira Rio, com mais de 30,000 uruguaios invadindo Porto Alegre e venceu o jogo da volta em Montevidéu conquistando a Taça. No mundial enfrentaram o Nottingham Forest na primeira final jogada em Tokyo e venceram por 1 a 0.

Em 1988 enfrentaram o campeão europeu PSV de Romário e Koeman, empataram no tempo normal, tomaram gol na prorrogação e arrancaram empate no último minuto levando a decisão para os penais, onde venceram por 7 a 6. Time copeiro, venceu ainda 45 campeonatos uruguaios, incluindo o último 2014/15.

Tradição e Confiança

Este histórico de superação faz com que a torcida e o time sempre acreditem ser possível conquistar o mundo, independente do elenco que começa a competição, como neste ano, mais uma vez com elenco simples sem grandes destaques.

Já disputaram 42 competições – recorde absoluto, e no sorteio deste ano receberam uma premiação da Conmebol por irem para a 20ª participação consecutiva, mais um recorde. O lado positivo – para eles – é que estão bem acostumados à competição. O lado negativo é que possuem uma série de eliminações precoces e resultados ruins.

Elenco

O time atual é bem modesto, uma defesa sólida e experiente, incluindo o Eguren como cabeça de área, combinando com um meio e ataque jovem, muitos formados em casa, mesclando com o experiente atacante Ivan Alonso de 36 que faz o contra-ponto da garotada. O cara é bom. Vejam os gols do artilheiro e aproveitem para sentir o clima do estádio. https://www.youtube.com/watch?v=KSd7h7bTpMI

Quanto ao Abreu – sim, aquele que passou com sucesso pelo Botafogo, aos 39 anos não deve continuar no Nacional.

Estádio

O Palmeiras já fez vários jogos em Montevidéu, quase sempre no Centenário, incluindo a Mercosul de 1998 quando enfrentamos o próprio Nacional e vencemos por 5 a 0, num treino para a Libertadores do ano seguinte (reveja aqui https://www.youtube.com/watch?v=NVX4ZVQfjNs) e em 2009 quando fomos eliminados empatando em 0 a 0 (no jogo de ida havia sido 1 a 1). Detalhe que Cleiton Xavier estava neste time e terá a chance da esforra. Em suma, o retrospecto no Centenário não é ruim, mas …

… nos últimos anos o Nacional reformou e vem mandando seus jogos no histórico estádio Gran Parque Central, o mais antigo do continente, hoje modernizado e que comporta mais de 26.000 torcedores. É lá que devemos jogar em 16 de Março, no alçapão onde a torcida fica mais próxima, mas a pressão parece ocorrer para os dois lados, e o histórico não tem sido muito bom para eles. Em 2014 mandaram duas partidas pela Libertadores e perderam as duas. Em 2015 decidiram a fase pré-Liberadores no estádio e foram eliminados pelo Palestino, depois seguiram na Sulamericana onde também perderam em casa. Por isso em alguns casos eles tem optado por voltar a jogar no Centenário. De qualquer forma são estádios bem localizados, no centro de Montevidéu, distantes 5 minutos um do outro, e em qualquer um a torcida palmeirense estará presente.

Que tal viajar e ver o jogo?

torcidaCaso seja confirmado para 16 de Março, os voos estão bem mais caros que a estreia, praticamente o dobro, saindo em torno de R$ 1.600,00 o bate-volta. Quem sabe não aparece um fretado. Se alguém tiver uma dica diferente ou souber de promoção, comente abaixo e deixe as dicas de Montevidéu para os colegas.

 

Curiosidade Histórica

  • O Palestra Italia já jogou no Gran Parque Central, isto em 1925 contra a Seleção do Uruguai, sendo a nossa primeira partida jogada fora do País, em excursão que depois ainda passou pela Argentina. O adversário maior foi o juiz, mas vale o registro desta primazia, e retorno ao “Parque Central”.

curiosidade

 

***

 

9 respostas em “Libertadores 2016: o Nacional do Uruguai”

No primeiro jogo de 1971 eu estava lá no Pacaembu, na tarde de um Domingo frio e garoento. Ali vi um dos 10 maiores times de todos os tempos jogar: Manga; Ubiñas, Gallardo, Rojas e Blanco; Montero Castillo e Esparrago; Cubillas, Artime, Prieto e Morales. Tomamos 3 X 0 (2 de Artime e um de Prieto). Lá em Montevidéu, César marcou o primeiro de pênalti e então Artime veio para cima fazendo 2 e perdemos de 3 X 1. Note-se que eles ganharam de goleada lá e aqui, 2 vezes em seguida da segunda Academia do Palmeiras: Leão; Eurico, Luís Pereira (Baldocchi), Alfredo e Zeca; Dudu e Ademir da Ghia; Edu Bala, César, Hector Silva e Pio.

Mudando de assunto, infelizmente faleceu um dos lendários do rock pesado Lemmy Kilmester do Motorhead aos 70 anos de idade.

Eu esperava muito das contratações feitas no Palmeiras já para 2016, mas pelo jeito o seu Paulo Nobre é fascinado a trazer jogadores com contrato de produtividade, até agora só vieram jogadores de SÉRIE-B, queremos jogadores que vestem o nosso manto para serem titulares, se for para trazer jogadores apostas então tragam jogadores que vem da base, que tem muito mais futuro. Diretoria cadê os reforços de nível e renomados??? O Palmeiras neste ano de 2015 está lucrando R$ 40 MILHÕES DE REAIS no programa de sócio torcedor AVANTI está indo este dinheiro todo pra onde???

Minha análise das contratações feitas até o momento:

Boas contratações- Erik, Vagner e Régis

Incógnitas – Edu Dracena e Rodrigo

Contratações desnecessárias – Roger Carvalho e Moisés.

Espero ainda a contratação de um grande jogador, aquele que veste a camisa, coloca a bola debaixo do braço e conduza o Verdão para a conquista de mais títulos nesse ano. FORÇA PAULO NOBRE E MATTOS!

Idem. E como já comentei várias vezes: o pior não é investir numa aposta que provavelmente não vingará, como Moisés, mas fazer contrato longo com alguém que passará a maior parte do tempo sendo emprestado pra lá e pra cá gerando custo para o clube. Isso é “andar com as próprias pernas”?

Luciano, você saberia dizer se o Palmeiras vai fretar o vôo para o Uruguai (jogo do Nacional) ou vai em Vôo de carreira? se vai de carreira sabe como ir com eles? alguém tem sabe? A idéia é ir assistir Palmeiras e Nacional lá no centenário.. Outra coisa, sobre hotéis etc etc o post vai informar também? EU TE SIGO EM TODA PAAAAARTEE. COMA FORÇA DA PAIXÃOOO.

Os comentários estão desativados.