Categorias
Opinião

Opinião: O torcedor como um mero financista

 

Por Felipe Giocondo

Já disse aqui em outras oportunidades – e até peço desculpas pela recorrência ao tema, mas continua (infelizmente) sendo atual – que o Palmeiras, assim como todos os outros clubes com torcidas verdadeiramente apaixonadas, devem mudar a relação com seu torcedor urgentemente. Deve enxergá-lo como parte de um processo em busca de títulos, e não apenas um meio. Afinal, os financistas seguirão sempre o dinheiro (ou os títulos) e os torcedores, ao contrário, não. São extremamente leais ao seu clube.

E porque digo isto? Sábado passado, durante o lançamento do busto de São Marcos (festa tímida e pequena para a magnitude da data, mas enfim), um torcedor palmeirense, sócio Avanti e do clube social e que reside bem longe de São Paulo, aproximou-se do presidente Paulo Nobre e fez uma cobrança. Disse ele, mais ou menos nestas palavras:

“Presidente, contribuo com o clube de todas as formas possíveis, mas como moro em outro estado, só consigo vir a São Paulo em poucas oportunidades no ano. Acredito que o Avanti deveria olhar mais os torcedores de fora da cidade, porque apenas o benefício do desconto nos ingressos não justifica que muitos continuem a pagar mensalmente. É preciso ampliar o Avanti e oferecer outras coisas, olhar com mais atenção pra quem é torcedor mesmo estando longe”.

O presidente, cordialmente – ressalte-se – agradeceu o empenho deste torcedor em específico e o lembrou que o Avanti traz outros benefícios em diversas localidades, como descontos em supermercados e lojas. E que, além de tudo, ele estava ajudando a formar um time forte para poder ser campeão sempre.

Vamos para nossa reflexão, agora. Será que é isso que um torcedor, seja ele palmeirense ou não, espera de seu clube de coração quando se dispõe a colaborar na causa? Será que tudo se resume a uma questão financeira, a uma contrapartida monetária? Será mesmo que os torcedores se associam aos programas de sócio para terem descontos em estabelecimentos ou isso é apenas uma boa consequência de um projeto que os aproxima do clube?

Tenho uma visão extremamente particular do tema. O torcedor de futebol, antes de tudo, quer ter a sensação de pertencimento. Não importa onde esteja, a quantas partidas consegue ir no ano ou se é organizado ou não. O palmeirense quer participar de tudo, mas quer também ser visto, valorizado e reconhecido por todo esse esforço. Afinal, sabemos todos, ser palmeirense nos últimos anos tem sido um fardo pesadíssimo a se carregar.

Quais seriam então, as formas para aproximar os torcedores? Não há uma receita pronta, e o Palmeiras deveria criar seu próprio modelo. Já temos uma estrutura de cônsules pelos estados, mas infelizmente ela é descolada da realidade atual, já que é vinculada ao clube social, não ao Avanti. Podemos criar eventos pelo país, franquias de negócios mais enxutas, patrocinadores locais, uma série de ações. Mais de 55% da nossa torcida está além do nosso Estado e mais de 75% está fora da Grande São Paulo. Há um contingente ávido por ajudar, mas também ser visto, lá do lado de fora dos muros da Pompéia. Mas não adianta nada criarmos ações que não estejam vinculadas ao nosso DNA e ao reconhecimento sincero de todos aqueles que torcem pelo Palmeiras. É preciso reinventar esse olhar para a torcida e, assim, tomar a liderança no futebol nacional com a vanguarda de outros tempos.

É preciso olhar mais a alma do palmeirense e menos o tamanho do seu bolso.

Avanti Palmeiras!

***

“FELIPE GIOCONDO LIDEROU O GRUPO QUE ESTUDOU E PROPÔS A AMPLA REFORMULAÇÃO NO AVANTI NO COMEÇO DA GESTÃO PAULO NOBRE. DALI SAÍRAM AS MODIFICAÇÕES QUE PERMITIRAM QUE O PROGRAMA PULASSE DOS 8 MIL SÓCIOS PARA OS NÚMEROS DE HOJE. ENTRE AS SUGESTÕES DO GRUPO POSTAS EM PRÁTICA ESTÃO O RATING, CLUBE DE VANTAGENS E OS PLANOS PARA DEPENDENTES. COLABOROU ATÉ 2014, QUANDO PEDIU O DESLIGAMENTO DA ENTÃO DIRETORIA”.

139 respostas em “Opinião: O torcedor como um mero financista”

O PALMEIRAS deveria voltar-se às suas verdadeiras origens, quais sejam: Popular e Operária. Para tanto, uma mudança radical no processo de elitização que está sendo implantado seria necessária. Popularizar o Avanti, com menores distâncias entre as mensalidades mais altas e as mais baixas; ampliar os espaços no Palestra Itália para os ingressos populares, bem como, para as torcidas organizadas; direito ao voto e a elegibilidade para o Conselho do Clube – que deveria, diga-se de passagem, ser desvinculado do clube social – e também à presidência; uma estratégia de marketing mais agressiva que busque ampliar a massificação do PALMEIRAS por todo o Brasil, mas, que também resgate a nossa força na cidade e no estado de São Paulo, enfim, o tema é polêmico, porém, é fundamental que sejam aumentados os debates e diálogos acerca desta temática, para que possamos sair do nó em que estão colocando o nosso PALMEIRAS, e que muitos não estão percebendo, até porque os efeitos mais nefastos só serão sentidos com o correr do tempo, como a perda da identidade popular e diminuição de nossa torcida, o que, aliás, vem ocorrendo nas últimas duas décadas… AVANTE VERDES, POR UM PALMEIRAS CADA VEZ MAIS POPULAR, SEMPRE IDENTIFICADO COM SUAS RAÍZES HISTÓRICAS!

Estou gostando da postura do time do River Plate. Não estão intimidados com o time do Barcelona. Acredito que hoje vai dar River. Teve um momento que as imagens mostraram o Neymar bem de perto e deu para perceber que ele não tem perfil de ser um vencedor de mundial e acredito que esse título ele não terá até o fim de sua carreira. Seja por clube e por seleção brasileira também.
Agora eu fico me perguntando , será que nós palmeirenses estaremos presentes no dia 19 de dezembro de 2016 em Yokohama na final do mundial ?

Quero entender o que o Luan fez pelo Palmeiras para merecer uma renovação de contrato até o fim de 2018? Isso é o absurdo dos absurdos. É chamar o torcedor de idiota na cara dura.

Ah, então vai renovar com o Luan pra ficar com o Jackson? Absurdos, dos absurdos, dos absurdos em dobro, triplo. É chamar o torcedor de idiota tres vezes. trocar uma me.r.da por uma bo.s.ta.

Ai não é absurdo, amigo. Ai é sua opinião. Se você não gosta do Jackson, é outro problema. Mas é fácil de entender porque estão renovando com o Luan. Você querendo ou não, ele foi titular na campanha do título da Copa do Brasil e eu (e o Palmeiras) acho interessante mantê-lo como reserva. Agora se você realmente acha que o Presidente do Palmeiras deve fazer tudo que vc quer, senão é um “absurdo”, é problema de criação, lá da forma como você foi educado, que dificilmente será corrigido. Abraços.

Eu acho que se quer ficar com o Jackson, não tem que renovar com Luan. A não ser que o Inter tivesse demonstrado interesse no atleta. Isso é desculpa para renovar o contrato com um jogador que a maioria do palmeirense não gosta, não só eu, porque o treinador quer reintegrá-lo. O seu queridinho presidente, não tem que fazer o que eu quero, tem que fazer uim time pra jogar bom futebol, coisa que não vi ainda no seu mandato. E a sua opinião sobre como eu fui educado, pouco me importa. Prefiro ser sem educação do que ser um deslumbrado.

Eu também não entendo, afinal nenhum dos dois têm qualidade pra vestir a camisa do palmeiras

Volto a insistir. Cadê a lista de dispensas? Os baciáveis vão continuar? Os que voltam de empréstimo serão reintegrados? Não virá nenhum jogador para, ao menos, disputar posição com os titulares que temos? Eu não estou acreditando. Pensei que não iríamos repetir 2014 outra vez.

Mas também já está mais que na hora de ganhar um Mundial mais recente. Esse de 51 já passou da terceira idade. Que se monte um time de verdade para ganhar essa Livertadores e ter a chance de vencer o Mundial. Por enquanto, só dá pra Copa do Brasil mesmo.

Para mim, essas contratações não reforçaram o time em nada. Qualidade a mais = 0%. E o que mais me surpreende é que os baciáveis não estão indo embora. Estão querendo renovar o contrato do Luanel Messi até 2018. T.om.a.r n.o c…., viu.

De participar, 100%. De disputar o título, com esse elenco, 3,11% (todos creditados ao milagre que ocorreu na Copa do Brasil se repetir).

Se contratarem um lateral, um zagueiro e pelo menos um meia (o ideal seriam dois) notas 9 pra cima, titularíssimos e que cheguem arrepiando até a metade de janeiro, se acertarem o sistema defensivo e definirem um esquema tático, diria que são razoáveis. Vamos lembrar que o River Plate ganhou apenas a última partida na fase de grupos e está a uma vitória (pouco provável, mas está lá) de ser bi-campeão mundial. Se – como muita coisa leva a crer (http://espn.uol.com.br/noticia/565644_a-jornal-paulo-nobre-diz-que-nao-pedira-reforcos-a-patrocinadora-nao-e-justo) – assim como muitos torcedores os dirigentes acharem que temos um time “anos-luz” à frente dos rivais só porque ganhou um título de mata-mata no sufoco e na sorte praticando um futebol “abaixo da linha da pobreza” (by Gustavo Aroni) e que por causa disso não seremos “reféns da Libertadores”, dependendo do sorteio não passaremos nem para as oitavas.

probabilidade pra mim é sempre 50/50, mas acredito muito que o time do Verdão vai chegar muito forte pra Libertadores, acho por exemplo que não vamos passar vergonha pra tijuana

Agora é oficial, para calar os rivais que vivem fazendo paidinha. Confirmadohttp://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol,ao-estado–fifa-confirma-mundial-de-1951-para-o-palmeiras,1813361

A pessoa encarregada de traduzir o texto em inglês simplesmente ignorou a palavra “worldwide”.
“”””At its meeting in São Paulo on 7 June 2014 the FIFA Executive Committee … European and South American clubs as the first worldwide club competition and PALMEIRAS it´s winner””””
Ao invés de traduzirem ao pé da letra como “primeiro campeonato MUNDIAL de clubes e o PALMEIRAS o vencedor”, colocaram “primeiro campeonato interclubes e o PALMEIRAS o vencedor”.

E para os rivais e tupiniquim press a pergunta é sempre a seguinte: se o futebol só começou a contar e valer após 1971, então o Brasil só é Bi-campeão mundial e Pelé nunca ganhou um título mundial.

Pior que isso, Levi, é a horda de imbecis que acha que o futebol só começou a partir do “mundialito de verão 2000”, e que antes disso nem os interclubes disputados entre Europa e América do Sul eram válidos. Assim como os Kfouris da vida (torcedores dos times que não eram nada na época) se contorcem quando se fala na validade dos títulos nacionais da década de 1960 com o argumento de que os campeões “faziam apenas quatro partidas”, que não poderia haver um time bi-campeão no mesmo ano como o Palmeiras de 1967 (procurem na história recente do futebol argentino e sul-americano, ela está cheia de casos idênticos) ou besteiras do gênero. Por esse critério, como o Uruguai foi campeão mundial em 1930 e em 1950 disputando em cada Copa apenas quatro jogos deveria ter duas de suas estrelinhas na camisa “revogadas”, certo? A história fica e o futebol evolui, ao contrário do pensamento de certos torcedores travestidos de jornalistas.

O argumento vai mudar de “de a FIFA não reconhece…” pra qualquer outra coisa. Moralmente e, agora de forma oficial, pode ser considerado sim como Torneio Mundial Interclubes. O que muitos imbecis acham e outros querem achar é que se trata de uma equiparação com o atual modelo da Copa do mundo de clubes da FIFA.

Os jornais da época Bruno, inclusive gazeta esportiva e folha disseram que 1 milhão de pessoas foram às ruas saudar o time que acabava de resgatar a honra do futebol brasileiro humilhado na final contra o Uruguai. Isso é uma história gloriosa. Assim como foi o fato de sermos o único Clube a vestir a causa da seleção, na inauguração do mineirão. A tupinuquim press torcedora de outros times, nas redes sociais e Blogs esportivos repete constantemeente o contrário……. e como já dizia Joseph Goebbels…”uma mentirs contada 1000 vezes, vira uma verdade”…….. pena que muitos torcedores percam mais tempo atacando o próprio clube, so que defendendo.

A janela internacional não está aberta, ninguém vai anunciar nenhuma grande contratação este ano! O SCCP contratou Marlone(?), São Paulo contratou Kieza(?)…. o Régio era disputado por Santos e Inter, Jean é um jogador de qualidade…… então calma meu povo!!!!

Mas eles não têm tanta necessidade de contratações COM QUALIDADE como nós. Seus elencos são melhores, e o dos Gambás já está formado. Não a toa, se somarmos a quantidade de pontos que os dois conquistaram a mais que nós, o resultado é 37, ou doze vitórias. Nossa prioridade é a meia, não temos qualidade alguma no setor, mas preferem contratar volantes e mais volantes. Tá difícil ter calma.

Como não Gustavo?! Você realmente acha que Santos e SPFC tem um elenco melhor que o nosso? Posso até concordar (acho que todos concordam) sobre a limitação do nosso elenco, mas você acha que um time que entra em campo com Wesley, Lucão, Edson Silva, Reinaldo e Hudson não tem necessidade de contratações de qualidade? Mas enfim… problema do SPFC, mas falando do Palmeiras, só frisei que será muito difícil anunciar uma grande contratação ainda esse ano já que a janela de transferência está fechada, dos jogadores contratados, Rodrigo é uma ótima revelação, Jean é mais que um simples volante (embora ainda não tenha fechado). Temos uma base forte, Prass, Lucas, Victor Hugo, Gabriel, Arouca, Robinho, G. Jesus, Dudu, Barrios….. juro que não vejo motivos para tanto desespero (não me refiro especificamente a você, mas da torcida em geral).

Beleza, Marco? Respeito a sua opinião, mas para mim, somos o 4° elenco de SP. E sinceramente, se não nos reforçamos de verdade, vejo eles com mais chances de ter sucesso na Libertadores que nós. Mas futebol é futebol, tudo pode acontecer e eu tenha que calar minha boca depois. A Copa do Brasil foi o maior exemplo, apesar do fraco nível do futebol apresentado pelo Palmeiras. Espero que eu esteja me preocupando a toa.

Estou c/a/g/a/n/d/o pros outros elencos. Essa nunca deve ser nossa referência ou preocupação. FATO é que o Palmeiras ganhou um título de mata-mata nos pênaltis jogando, como diz o Gustavo, um futebolzinho abaixo da linha da pobreza em pelo menos 75% da temporada e PRECISA de reforços de QUALIDADE. Se não for pra ganhar Paulista (pouquíssimo importante) e Libertadores (importantíssima mas improvável), que seja pra reconquistar a hegemonia no Brasileirão. Desculpe, mas quem acha que o time é bom e não deve nada aos rivais pensa muito, mas muito pequeno mesmo, igualzinho ao nosso playboy dos rallys.

Será que o Dudu nao pode ser o nosso procurado 10? Serio, ele é melhor que Moisés, Robinho, C.Xavier, Regis… num meio campo com Jean, Arouca e Gabriel (3 volantes que saem muito bem pro jogo), ele pode ser um bom 10. Ele foi artilheiro e segundo em assistencias. Nao é pouca coisa….

Querem apostar como o prejuízo do Clube Social será de 20 mio. esse ano……exatamente o custo da do prédio que foi entregue pela wtorre sem nada? A Quantisierung já está próximo desse valor.

Régis… prós: meia-canhoto, técnico, 10 clássico que não temos, jovem (23 anos), surgiu na Chapecoense e durou pouco por lá, logo já chamou atenção do Sport… contras: é mais uma aposta, inexperiente em Libertadores e em times grandes, oscilou este ano.

Depois que nosso NOBRE presidente, disse, que ja temos um grande meia-de criação, Vai começar chegar uma caçamba de LIXO !! O cara quando vai ao estádio, deve perguntar—Quem é a Bola ???

Pelo que tudo indica será mais um ano para testarmos nossas apostas, as novas e as velhas (Maikon Leite e Cia). Quem sabe o MO, com seu pé-de-coelho, não consiga outra sequencia de 7 vitórias consecutivas e nos livre do rebaixamento.

O negócio é esperar o diretor executivo se saciar com as suas contratações pra aí sim ver se vai sobrar espaço no elenco pra reforços, vindos pelas mãos do presidente ou do patrocinador.

Infelizmente, acho que eles não virão. 2014 C será mais um ano de testes, apostas e refugos no DM. Que venha a Copa do Brasil.

Cara, um coisa é certa, o tal Mattos tem uns contatos ponta firme na imprensa… foi só iniciar a negociação com o tal Moisés, um ilustre desconhecido que nunca vingou e já está perto dos 30, que começaram as matérias sobre o cara como se fosse um jogador de qualidade acima da média, tudo pra “vender um peixe”, preparar a torcida e as cornetas não soarem tão alto quando a contratação for sacramentada. Nas contratações desse ano aconteceu algo parecido, lembram do Ryder? Soltaram matéria dizendo que na Itália tinha sido comparado ao Messi.

Pra quem só ia contratar pontualmente, jogadores para qualificar o elenco, a pratica está bem diferente do discurso… Mas tudo bem, vamos arrebentar em 2017!

Nossos reforços estão emperrados. Se antes éramos os pobretões, agora somos os mãos-de-ostra. Para começar a se reforçar teria que se desfazer dos baciáveis. E depois começar a trazer qualidade. Mas pelo cheiro da mortadela, nadá mudará. Título, se vier, será na sofrência outra vez.

Uma pergunta. Vamos testar de novo Maikon Leite, Luan e Ayrton, em 2014 C, ou já deu pra perceber que eles não formam no Palmeiras?

E??

Egídio já ganhou de melhor lateral 2 anos seguidos. É craque? O Everton ta na ARÁBIA!!! Qual jogador que veio da Arábia e fez sucesso aqui? Pelo amor…

É verdade que a Crefisa patrocinou a reforma da sala de entrevista e não foi convidada para a inauguração ?

Venho dizendo há tempos, nosso presidente é amador, mimado e egoísta. Ele não serve para dirigir um gigante como o Palmeiras. Só é elogiado por parte da torcida porque nos últimos quarenta anos, o único presidente realmente a altura do Palmeiras cometeu mais erros do que deveria e ainda sofreu com um grave problema de saúde. Infelizmente quem sofre é a torcida, ou seja, nós!

Precisa ver se é verdade, citei aqui porque vi no lance: “A camisa da discórdia, ideia que o clube diz ter partido da Adidas, foi só a gota d’água para estremecer a relação. A Crefisa bancou a reforma da sala de imprensa da Academia de Futebol, mas nem Leila Pereira e nem seu marido, José Roberto Lamacchia, foram convidados para a cerimônia de inauguração.” /////——///// Agora precisa encaminhar esta questão a diretoria se é verdade.

Vocês acham que jogador só custa o preço da compra… o planejamento está num jogador que venha e que seja possível pagar multa, luvas, salários, etc… o Lucas Barrios, que não é nenhum super gênio do futebol, vai custar 100 milhões. É absurdo…. Imagina um Conca da vida… Se ainda tivesse Orkut, tinha que mandar um “O que falar dessa Leila que mal conheço e já considero pakas?” e tentar refazer essa amizade ae…

Como acreditar nessas tres vertentes? 1ª – De que o dinheiro do Avanti é para montar um time forte, se até agora só veio jogador baciável, e os baciáveis que temos não estão indo embora; 2ª – De que a Crefisa/Fam/Dona Leila irá montar um time melhor que o da Parmalat, se ela não tem carta branca para contratar os jogadores que deseja, e sim, fica nas mãos do Mattos/Nobre/Jabba de Hutt a incumbência de trazer jogadores de quinta categoria; 3 – De que já temos um time forte, como pregam os deslumbrados, e que não precisamos da contratações de jogadores para serem titulares, e que jogadores que não foram os destaques de Goiás, Botafogo…etc reforçarão o nosso time. Melhor acreditar em Papai Noel.

Caro GUSTAVO ARONI, eu tinha falado o ano todo de 2015 que esse programa do Avanti está sendo para pagar água, luz, telefone do maldito clube social e tem palmeirenses que ainda dão dinheiro de graça para este clube que não está nem aí para o torcedor. Palmeirenses acorda não se associe a este clube até porque o dinheiro não está sendo investido no time de futebol e sim sendo desviado para o clube social. ACORDA PALMEIRENSES!!!

Rsrsrs…. Senhor Harley, o senhor é um fanfarrão… no bom sentido, claro. Forte abraço.

Rsrsrs…. Desse jeito que você me chamou de fanfarrão, o seu comentário vai cair na moderação… no bom sentido kkkk. Pode ficar tranquilo que eu JAMAIS vou virar casaca, até porque o meu CORAÇÃO não deixa. O meu coração é Palmeirense, mina alma é Palmeirense. Forte abraço.

já falei uma vez e volto a dizer, vc năo é Palmeirense. Que absurdo vc esta falando.

Deixa de coisa cara, você nem me conhece e você vem me dizer que eu não sou Palmeirense??? Só rindo de você mesmo kkkkk!!!!

Então Aroni, como lemos lido de quase todos, nosso problema é um só, monstuoso e terrível: separação do social do futebol. Como Vicente tem sempre escrito, enquanto essa separação não acontecer, estaremos marcando passo. Dinheiro do Avanti vai pro clube social, Dinheiro do patrocinador é mal aplicado nos baciáveis. Se virarmos o Palmeiras Futebol SA., não precisaremos de uma nova Parmalat, só de profissionais competentes, dirigidos por uma Presidência Inteligente. Se o Nobre quer ficar na história, faça essa separação, e lhe daremos um busto em frente ao Alianz.

Mercado chinês aquecido e os caras pagando salários Astronômicos para os brazucas……ou seja, jogador bom ou de nome vai esperar primeiro para ver ser pinta uma oferta do oriente. …… o jeito vai ser o Tal Eduardo Uram mesmo. ……. Palmeiras arrecadou Mais de 45 mio vom o avanti……”que é para reforçar o Time”. Sem uns caras Bons e de nome, vai ficar difícil vendet esse peixe, caso não venham. Time completo tem que de apresentar só dia 06.01.

Chines não é bobo. Vende tranqueira em quantidade e gasta seu dinheiro comprando qualidade. Já o Palmeiras é o inverso dos chineses.

E ainda tem gente que se atreve em dizer que o Palmeiras mudou…, o clube é democrático…, É DEMOCRÁTICO??? Aonde??? É tanta fantasia. Só rindo mesmo!!

E se o Palmeiras fretasse um ônibus para buscar os torcedores no interior. Por exemplo, eu sou da baixada santista. Seria muito bom o Palmeiras ter um ônibus dele vindo até aqui e depois trazer. Que cobre mais caro. Com tudo incluso. Ingresso, bebida no ônibus. Poh isso incentiva demais o sócio a ir em um jogo. Por exemplo. Se eu pagasse 300 reais por mês de sócio e fosse pro estádio todo fim de semana sem pagar nada? Acho que é uma forma legal de ganhar dinheirovida torcida e fazer os mesmos se sentir parte do clube.

E se o Palmeiras frutasse um ônibus pra buscar os torcedores no interior de SP? Tipo, eu sou da baixada santista. Se o Palmeiras fizesse um ônibus dele todo decorado e pa, e marcasse pros torcedores locais pra irem aos jogos. Cobrando a passagem com tudo incluso, ingresso bebida no ônibus… Sei lá.. Acho que seria bem legal.

Por isso que não tem dinheiro pra pagar o salário de um jogador bom. Temos que pagar salário pra 50 atletas, é dose. Argentino meia-boca ganhando em dólar que tá quase 4 pra 1. Por enquanto esse Parmalat tá um leite tipo B.

Cadê os meias de qualidade? E não estou falando de CX4,5, por favor!

É mesmo, tinha me esquecido. Pra quê trazer meias, se os que já temos são os melhores, convocados pra seleção e tudo, como eram os da Parmalat?

A Crefisa e a FAM fazem mais do que pagar para exibição de suas marcas na camisa do clube. Os investimentos chegaram a cerca de R$ 100 milhões e ajudaram nas contratações de Lucas Barrios, Thiago Santos, Leandro Almeida e na renovação com Vitor Hugo até agosto de 2020. Mas, até agora, os patrocinadores garantem que não foram nem consultados sobre reforços para a disputa da Libertadores de 2016. ATENÇÃO PARA A ÚLTIMA LINHA : OS PATROCINADORES NÃO FORAM CONSULTADOS SOBRE REFORÇOS PARA A LIBERTADORES.

Realmente chama muito a atenção. Enquanto isso o elenco vai inchando novamente em baciadas de jogadores questionáveis. Pra o caso de dinheiro com dono tudo deve funcionar diferente.

Moro no interior de Sao Paulo, sou socio AVANTI ha dois anos, tenho desconto no supermercado, na sky etc.Sou socio para ajudar meu time e so.

Eessa ideia do Reynaldo, logo abaixo, seria uma boa, se viesse aqui pra Porto Velho ia ser massa pacarai… tem uma galera muito fanática, torcida grande… pra final da copa do Brasil viajamos dezenas, quando teve o jogo em Vilhena, interior do estado, na copa do Brasil do ano passado viajaram milhares do estado inteiro… pro jogo contra a Ponte em Cuiabá esse ano foi mais uma galera… e olha que aqui a contrapartida do Avanti é ZERO, porque não há nenhuma rede de estabelecimentos credenciada ao movimento, quem é Avanti aqui é na raça mesmo. Texto fantástico Felipe, me senti representado.

O Palmeiras deveria mesmo dar ênfase aos palmeirenses distantes do clube e da cidade de São Paulo. A TV Palmeiras deveria viajar Brasil afora e fazer gravações dos palmeirenses de Norte a Sul do país e postar as gravações na TV Palmeiras. Muitas outras sugestões podem ser dadas. Eu moro a apenas cerca de 8 quilômetros do clube, mas um torcedor que more no interior do Piauí, em Santa Catarina ou em Campo Grande, no Mato Grosso, não é menos palmeirense do que eu ou qualquer outro. Eles merecem toda a atenção do Palmeiras.

É isso aí, Reynaldo. A torcida do Palmeiras não se resume aos pouco mais de 40 mil lugares disponíveis no Allianz Parque, mas infelizmente muita gente que frequenta o estádio – e o que é pior, muita gente que manda no clube – não pensa como você.

Aliás, Campo Grande é no Mato Grosso do Sul, sei que o povo de lá faz questão de frisar isso. Mas o que importa é que todos os palmeirenses são importantes, os de Campo Grande e também os de Cuiabá, aí sim, do Mato Grosso.

UFA!!!! Parece que pelo menos a patrocinadora está tentando acertar as coisas. Agora resta nosso presidente deixar o amadorismo de lado e pensar um pouco mais no Palmeiras.
‘O palmeirense nos amará mais do que ama a Parmalat’, diz patrocinadora. Publicado em 16/12/2015, ESPN.com.br com agência Gazeta Press.
A relação entre o Palmeiras e os patrocinadores Crefisa e FAM já foi mais próxima, mas os objetivos seguem os mesmos. As empresas ainda celebram a conquista da Copa do Brasil e estão certas de que ficarão mais marcadas no coração da torcida do que a vitoriosa parceria entre “Verdão” e Parmalat nos anos 1990. “O palmeirense vai amar mais a Crefisa e a FAM do que amou a Parmalat. Não tenho dúvida”, disse Leila Pereira, responsável pelas empresas. “Vivemos do presente. O passado foi glorioso, mas o palmeirense vai amar mais a Crefisa e a FAM. Se depender do patrocinador, sem dúvida”, prosseguiu. A parceria atual é bem diferente da que existiu com a Parmalat. A empresa italiana acertou em 1992 um contrato de co-gestão, sendo também responsável pela administração do departamento de futebol profissional. Em 1993, o clube pôs fim a um jejum de 17 anos sem título e, até o fim da sociedade, acumulou a Libertadores de 1999, os Brasileiros de 1993 e 1994, os Paulistas de 1993, 1994 e 1996, a Mercosul de 1998, a Copa dos Campeões de 2000 e os Torneios Rio-São Paulo de 1993 e 2000. A Crefisa e a FAM fazem mais do que pagar para exibição de suas marcas na camisa do clube. Os investimentos chegaram a cerca de R$ 100 milhões e ajudaram nas contratações de Lucas Barrios, Thiago Santos, Leandro Almeida e na renovação com Vitor Hugo até agosto de 2020. Nesta semana, a FAM promove em sua sede, na rua Augusta, uma exposição com o troféu da Copa do Brasil e itens usados pelos jogadores na conquista de duas semanas atrás. O objetivo é um evento ainda maior em 2016. “Espero estar exposta aqui a nossa taça da Libertadores. É isso que espero”, sorriu Leila Pereira. A empresária e seu marido, José Roberto Lamacchia, proprietário dos patrocinadores, já sentem, ao menos, o tratamento de ídolos, já que torcedores costumam lhe pedir fotos e autógrafos. “Os torcedores que são nossos ídolos. Não tem nada mais bonito que a torcida do Palmeiras. Fico sensibilizada. Estamos aqui para colaborar para que o Palmeiras seja maior a cada dia”, enfatizou Leila.

Estão tentando consertar as asneiras de Nobre & seus green caps, mas cá entre nós, eles não fazem ideia do que foi a Parmalat no seu auge. Sem querer viver de saudosismo, que aliás é um dos maiores problemas do Palmeiras de hoje, igual àquilo nunca mais.

Eduardo, acho que devemos fazer o contrário. Devemos superar a Era Parmalat. E acho isso possível. Estou até sendo repetitivo, mas vejo o Palmeiras de hoje com potencial enorme de se tornar hegemônico no Brasil. Seremos, ou já somos, o clube mais rico do país. A situação atual, a meu ver, é ainda melhor do que no período da Parmalat, porque a Arena, conjugada com os sócios-torcedores é permanente, não depende de uma empresa ir embora ou não. Só precisamos manter fortes patrocinadores nos apoiando (como a Crefisa) para nos tornarmos ainda mais poderosos. Uma questão de boa administração apenas. E, não bastasse, vários de nossos rivais estão atolados em dívidas (SPFC, Santos e, mesmo o SCCP) e sem perspectivas de melhora sequer a médio prazo. Teremos de ser incrivelmente incompetentes para não dominarmos o futebol brasileiro.

Sem esquecer do principal: Time forte, pois esse era o diferencial na época da Parmalat.

Reynaldo, como escrevi não quero viver de saudosismo, não. Pelo contrário, só assim o Palmeiras vai voltar a ser respeitado. Entendo seu ponto de vista e admiro seu otimismo, porém não compartilho deles exatamente pela sua última frase: infelizmente a diretoria do Palmeiras É incrivelmente incompetente. É por isso que (essa é a minha opinião, tomara que eu esteja errado mesmo que não esteja mais por aqui para me certificar disso) tenho CERTEZA de que jamais superaremos a era Parmalat. Nessas horas me lembro de uma imagem que vi no facebook outro dia, com um homem tentando alcançar o topo de um muro sobre um monte de escadas empilhadas desordenadamente, e uma frase mais ou menos assim: “De nada adiantam os melhores recursos sem estratégia”. Esse tal homem bem que poderia ser o nosso atual presidente, ou qualquer um dos que passaram por lá nos últimos anos. E não pense que o Palmeiras zerou suas dívidas, isso está bem longe de acontecer.

Parabéns Giocondo, muito boa a opinião, moro em outro estado e me senti o reclamante com o mesmo discurso..

Texto sensacional, penso a mesma coisa por isso não sou sócio avanti. Respeito quem é porém nos moldes atuais difícilmente me tornaria um.
Pela resposta do Paulo Nobre não só aqui divulgada, assim como também em entrevistas onde ele diz que o sócio torcedor avanti é e deve ser a nova parmalat, fica claro que nem em longo prazo há uma perspectiva de mudança no feudo instalado dentro do clube.
Paulo Nobre é o Lula do Palmeiras, surfa numa onda construída pela gestão anterior (avanti e estádio) e ainda por cima usa de subterfúgios desse sucesso para acomodar seus queridos do clube social com vagas no conselho ou com vagas dentro da diretoria de futebol. Tudo que é problema é culpa dos anteriores e tudo que é sucesso atribui a si próprio inclusive criando conflitos com parceiros, lembrando em muito a relação Mustaphá Parmalat, onde o sapo boi se colocava como campeão mas não passava de um gestor de cantinas que se dedicou em todo aquele período a criar mecanismos que o garantissem há de eterno dentro do clube, não largando o osso até hj.

Caro Ruffles, a comparação com o sapo barbudo de nove dedos foi precisa. Infelizmente essa é a realidade do país, essa é a realidade do nosso clube. Quem quiser um Brasil melhor e um Palmeiras melhor vai ter que esperar e lutar muito pra tirar esses aproveitadores do poder.

Ótimo texto! Precisamos ser mais ousados. O palmeirense quer ajudar o clube e fazer parte da mudança.

Quando você vê na televisão o diretor de futebol pedindo ao palmeirense que se torne “Avanti” para que o clube monte um esquadrão, e na prática as contratações ficam no nível de Moisés (mais um ex-América Mineiro), Roger Carvalho e Rodrigo, fica difícil o torcedor com bom senso não se sentir um mero enchedor de bolsos de empresários.

É por isso caro EDUARDO que eu não dou um centavo para este clube, porque eu sei que o meu dinheiro não vai para trazer contratações de Alto nível e renomados. Na verdade o dinheiro vai para pagar água, luz e telefone para o clube social. Eu JAMAIS vou me associar ao Palmeiras até porque não terei retorno nenhum.

Caro Harley, como não moro tão longe posso um dia até me associar ao Avanti e frequentar o clube, mas para isso preciso não apenas ler e ouvir discursos bonitos querendo mudanças, mas principalmente ver ATITUDES de uma direção que queira seu time de futebol sendo o melhor em tudo, mesmo que não o consiga sempre. Com essas pessoas que só querem se servir do Palmeiras e não servi-lo não serão extirpadas do clube tão cedo, também não pretendo dar meu suado dinheiro para financiá-las.

Parabens Giocondo, otima sintese da oportunidade que estamos perdendo. Otimos argumentos e a clareza do texto dificilmente deixara duvidas sobre o quao limitrofe e tacanho é o modelo atual de relcionamento do Palmeiras com sua torcida.
O Palmeiras ao voltara a ser o maior clube e protagonista futebolistico do Brasil quando se voltar a sua torcida novamente.

Perfeito. Concordo integralmente. Infelizmente, hoje, o torcedor é visto como um cifrão, e nada além disso. Ainda existem mentes brilhantes e profissionais dentro da SEP, como o autor do texto. Pena que, ao simplesmente discordar da atual gestão, ou fazer uma crítica qualquer, você vire inimigo.

Concordo contigo Júnior. A sensação de pertencimento citado pelo Giocondo é a que merece uma especial atenção. Vamos juntos por um Palmeiras melhor. Não quero ser um mero colaborador “financeiro”.

Sua última frase, ainda mais depois de um título conquistado a fórceps com futebol pífio (exceção feita ao jogo decisivo) além de perfeita é a síntese do atual momento do Palmeiras. Qualquer besteira que seja feita para a próxima temporada – e elas já começaram – será abafada por um “somos campeões, temos um timaço, você quer mais o quê?”. Infelizmente o afastamento do Palmeiras da vanguarda do futebol brasileiro e até mundial tornou a maior parte dos torcedores pouco exigente e extremamente carente, e com um público assim fica difícil não aparecerem os aproveitadores.

Verdade. Se contentam com pouco. O time jogou praticamente o ano inteiro um futebol abaixo da linha da pobreza, mesmo assim tem gente que acha que somos o melhor elenco que existe, por temos ganho uma Copa do Brasil no bumba meu boi, e que não precisamos de reforços.

Ter torcedor pensando assim é normal e compreensível, Gustavo. O que não pode acontecer é o presidente do clube achar isso. E infelizmente parece que é o que temos. Agora, “futebol abaixo da linha da pobreza” foi pra fechar o ano com chave de ouro…

Ter torcedor pensando assim é normal e compreensível, Gustavo. O que não pode acontecer é o presidente do clube achar isso. E infelizmente parece que é o que temos. Agora, “futebol abaixo da linha da pobreza” foi pra fechar o ano com chave de ouro…

Os comentários estão desativados.