Categorias
Opinião

Opinião: sobre parceiros e gratuidade

 

Por Vicente Criscio

Sem futebol e ainda devagar no tema contratações, o palmeirense procura avidamente notícias na internet querendo saber quem vem prá qual posição.

Nessa linha me atento para a entrevista que o Presidente da SEP Paulo Nobre deu ao Estadao.com publicado neste sábado 19 de dezembro.

Prá quem está de fora, é uma matéria quase sem novidades. O Palmeiras não deve trazer grandes reforços em 2016, a política de contratações sem trazer grandes nomes deve continuar, e nas entrelinhas o Presidente informa de forma até elegante e elogiando, que a Crefisa fique no seu lugar de patrocinador e ponto. “O Palmeiras tem que caminhar com as próprias pernas” avisa o Presidente.

Olhando o conceito, é uma frase com algumas mensagens implícitas, mas na essência o Presidente está certo. Patrocinador patrocina e recebe contra partidas para isso. A grana que entra é administrada pela instituição (quem me dera por profissionais, mas isso é aquele velho assunto manjado e não vou abordar hoje). Então até aí, está correto.

Porém, ah porém, o diabo está nos detalhes. Nas entrelinhas o Presidente está – aparentemente – dando um certo chega prá lá na Crefisa. Talvez devido aos últimos acontecimentos relatados pela imprensa. Uma relação que aparentemente ia muito bem, com a parceira enfiando – estima-se – R$ 100 milhões, com patrocínio, Barrios, obras na Academia, juras de amor… e pelo jeito azedou. No meio do caminho tinha uma pedra. E o discurso agora é o politicamente correto.

Aí erra. O Presidente pode estar 100% movido pelo conceito. Ou magoado com a entrevista da CEO da Crefisa. Seja de um lado ou de outro, quem quer um time forte prá ser campeão da Libertadores, precisará de jogador bom. Se o parceiro tem dinheiro e quer investir (e não emprestar, mas quer investir, participar na formação do time) por que não? Como Presidente do Palmeiras, se alguma empresa quer colocar dinheiro no clube de maneira honesta e coerente com as necessidades do Palmeiras, o Presidente deve aceitar. Se não aceita, ele que diga de onde tirará o mesmo montante para reforçar o time do Palmeiras. Mas vir com conceitos corretos e desprezar uma grana em um ano onde todos estão suando sangue para conseguir investimento, me parece um erro.

Além do mais, mandar mensagem a um parceiro desse nível por entrevista no jornal, não parece ser a forma mais adequada de lidar com parceiros. Enfim…
Enquanto isso teve até torcedor no twitter cobrando os reforços da parceira, ao invés de cobrar do Presidente. Tremenda inversão de papeis.

Por enquanto sigamos observando… acho que o que o Palmeirense mais quer é uma relação positiva, profissional, e de valor entre Crefisa e Palmeiras. E time forte. Muito forte. Prá ser campeão.
E todos têm a ganhar. Que entendam isso!

***

Mas o que me chamou atenção mais do que esse tema da parceria, foi a parte do texto em que o jornalista pergunta sobre cobrar de crianças com menos de 5 anos prá entrar no estádio.

Em certa parte diz o Presidente: “Se o pai quer levar o filho em campo, não podemos proibir, mas não vamos incentivar. O que acontecia no Pacaembu é um absurdo, pois tinha dois, três mil entradas gratuitas. A lei obriga a dar gratuidade para tanta gente e quem tem que pagar isso é o Palmeiras. Sei que esse assunto gera discussão, mas o Palmeiras não cresce com torcedores de estádio. O que precisa ter é um time competitivo, que orgulhe os mais de 16 milhões de torcedores.” 

Tema denso também. É de se entender que a gratuidade é um problema. E tá certo que é time forte que forma torcida. Por outro lado dizer que o Palmeiras não cresce com torcedores de estádio, pode dar uma interpretação muito negativa sobre essa frase.

O Palmeiras teve no Campeonato Brasileiro média de 29.633 pagantes (clique aqui e veja as estatísticas de público no Brasileirão 2015). Se podemos colocar 40 mil pagantes no Allianz, poderíamos ter pelo menos 10 mil torcedores a mais no estádio. Em 19 jogos que mandamos, 190 mil pessoas.

Agora vamos pensar fora da caixa. Imagine, apenas imagine, se a gente conseguisse trazer pelo menos metade disso de palmeirenses (pais, filhos, netos) do Brasil todo a custo zero para eles. Ingresso grátis. Teríamos dado uma experiência incrível a umas 85 mil pessoas de todo o Brasil. Do Oiapoque ao Chuí. De Analândia a Porto Velho. Com um investimento marginal. Sem perder a receita.

Qual o valor dessa ação?

Claro… são ideias. Sem compromisso (ainda) com a operacionalização. Mas o que quero ilustrar de forma quase sonhadora é que é possível, transformar a experiência de usar a presença do torcedor no estádio em um experiência inesquecível. Tanto prá quem vive perto ou longe do Allianz, mas não tem acesso ao seu time do coração por não ter a devida grana ou acesso. E que esse tipo de ação pode sim gerar valor pro clube, mesmo sem gerar caixa naquele momento.

Vamos pensar fora da caixa.

Saudações Alviverdes!

181 respostas em “Opinião: sobre parceiros e gratuidade”

Vocês estão malucos… em nenhum momento defendi o presidente e essa nem é a questão. Eu torço pro Palmeiras, não contra ou a favor de presidentes. Mas dizer que o Palmeiras não contratou ninguem de “nome” e que Inter, Sport, Chapecoense, Atlético Paranaense etc, tem mais futebol que o Palmeiras é querer apenas reclamar. Palmeiras jogou 3 campeonatos, 2 finais e 1 título. Não se pode medir o ano todo apenas pelo Brasileirão. Repito, quando se ganha a Copa do Brasil, não faz diferença nenhuma ser 2º ou 15º no Brasileirão. Palmeiras teve um mal momento sim, viu o título ficar distante e apostou na Copa do Brasil. Levou. E ganhou contra times grandes. Pode não ter sido o melhor ano da história do Palmeiras, mas entre títulos e clássico, foi o melhor dos últimos 15 anos. Porque esse título vale menos que o de 1998? Eu entendo que pra apagar 15 anos vazios na história do Palmeiras seria preciso ganhar 4 ou 5 títulos de nível nacional/internacional. Mas dizer que o ano foi RUIM e que somos o 9° melhor time do Brasil baseado num campeonato só é de doer… Sinto pena por vocês pensarem assim. Torcedor de qualquer time, esse ano, não se engraçou pra cime de mim. Ganhamos/Eliminamos/Goleamos todos os times dos torcedores que conheço, além de termos sido campeões em cima de um rival regional. Foi o ano do retorno do orgulho do palmeirense. Não tem nada a ver com quem é o presidente, eu não tenho nenhum interesse na política do Palmeiras. Me interessa disputar títulos e ganhar dos principais rivais. E esse ano, vocês querendo ou não, isso aconteceu e muito. Concordo que não foi um ano perfeito e que há muito o que se corrigir. Mas se querem falar que foi um ano merd*, vão discutir com os fatos.

Muito dificil ter que dar satisfação ao sultão do Brás————–Nunca aprendemos com nossos erros !! Não seremos refem do nosso centenário !!1

Pegaremos Nacional (URU), Rosario Central (ARG) e Universidad de Chile ou River Plate (URU). Com um time bem montado por bons jogadores e não esse catadão de rugby que só sabe dar chutões pra frente passaremos. Com o discurso “não seremos reféns da Libertadores” apenas passearemos pela América do Sul. E antes que os “grandes entendidos de futebol” que adoram tudo que nossa diretoria arquiteta se manifestem com pérolas do tipo “tal time não ganhou nada em 2015”, lembro que o Guaraní do Paraguai nos últimos 31 anos só ganhou um campeonato nacional, em 2010, mas neste ano eliminou nos mata-matas dois campeões continentais (SCCP e Racing). Na hora que o bicho pega, camisa pesa mas estratégia vence.

Esse confronto entre La U e River, não sei não. O River é 5º do campeonato uruguaio e a LaU é décima primeira, de dezesseis clubes.

Pois é, um brasileiro, um argentino, um uruguaio e um chileno.

Melhor que Jackson, Leandro Almeida, e se bobear que esse tal de Roger Carvalho, ele é. Pelo menos, não precisamos mais renovar o contrato do Luan-el Messi. Até porque o Inter já tinha oferecido o Réver.

Mas não é o zagueiro dos sonhos, anos luz disso. Porém, é melhor que o que temos.

Não quero defender o time, mas o Casagrande cansou de dizer na Globo que o São Paulo não iria pra Libertadores por via alguma. E quanta gente não havia dado o título para o Santos antes do dia 2? Quanto ao Mário Sérgio, eu até estava disposto à assistir a final da Copa do Brasil pela Fox, mas quando percebi que esse atirador de elite seria o comentarista mudei de canal.

Vai depender da postura da nossa diretoria, Marco. Se assumir uma postura de time grande, pode fazer no mínimo a sua obrigação que é chegar pelo menos nas quartas. Se adotar o discurso do “não vamos fazer loucuras”, não passa da primeira fase mesmo.

Andrez acabou de dizer na Fox que o edu Dracena rescindiu com o Corinthians para jogar no Palmeiras.

A verdade é uma só, Paulo Nobre só quer jogador que venha de graça, por isso o Jean ainda não fechou, tentou empurrar uns perebas mas o tapetense não aceitou e quer dinheiro.. Também acho que não se deve fazer loucuras, mas não precisa segurar tanto o dinheiro.

E de preferência ganhando salário mínimo. Quanto mais dinheiro pra forrar o colchão Super King, melhor. E acho que é o Jabba que dorme nele.

E o negócio com o Rithely do Sport está começando a melar, o clube pernambucano está querendo renovar o seu contrato até 2021, com multa de R$ 25 milhões.

Internacional ofereceu o Réver para o Palmeiras. Pra que renovar o contrato do Luan para trocar pelo Jackson? Aliás, parece que o Monaco está interessa no Jackson. Graças a Deus!

Verdade. É o Palmeiras da França. Tem dinheiro, mas não sabe contratar.

Como o time é do principado, onde existe outra legislação fiscal, parece que o dinheiro por lá já não é tanto assim. Cada um com sua cruz, né: eles têm o fisco pegando no pé, nós temos um fiasco agarrado no poder…

Presidente do Goiás coloca o atacante Érik perto do Palmeiras. Esse é bom, reforça o time. Já dá pra despachar o tal de Mouche sossegado.

E pelo jeito o Maikon Leite vai por tabela pro Goiás. Melhor ainda.

Aroni, o atacante bom do Goiás é o Bruno Henrique. Esse Erik é mais um meia boca, que gosta da night. Acho que São Paulo tem mais botecos que Goiânia, daí….

Everton Ribeiro não vem mais, segundo Nobre. Salário1 milhão e ainda teria que comprar o jogador por pelo menos 10 milhões de Euros. Jogador bom, mas acho queseu futebol não vale isso tudo. O que não impede a diretoria de tentar outro meia de qualidade.

Depois de Maurício Victorino e Lúcio vem aí o tal Edu Dracena. Esse Alexandre Mattos não brinca em serviço mesmo.

kkkkkkk…. daqui a pouco vão anunciar a volta do Paulo Turra….kkkkkkk… Edu Dracena no auge já não era lá essas coisas, em fim de carreira então…. acho uma incógnita total, pode querer mostrar serviço porque foi preterido no sccp….. agora é esperar pra ver, sonhamos com Dedé… uns pensaram em Luisão ou Felipe Santana ou até o Danilo… mas acho que agora vai fechar a conta na zaga.

Complicado… ainda não entendo a linha de raciocínio de PN. Veio o título da Copa do Brasil e o direito a Libertas de 2016. Fica nas entrelinhas que teríamos um time forte. No entanto, lendo entrevistas do PN e comentários de Jornalistas que cobre o Palmeiras, acho difícil vir jogadores de Série A, apenas o mais do mesmo. E nosso time está mesmo precisando de boas contratações. Espero, sinceramente que PN esteja escondendo o jogo e junto a Crefisa irá trazer 2 a 3 jogadores para ser TITULAR. Só aguardar… mas EU duvido.

Pura falta de ousadia, o que importa é lucro, não futebol

Por isso já escrevi e repito: Paulo Nobre não merece dirigir um time que vai disputar uma Libertadores da América, não tem competência pra isso. Notem que citei o nome de uma pessoa, o Palmeiras e sua torcida não têm nada a ver com isso.

O Nobre dá entrevista ao Lance dizendo que “medalhões” como Éverton Ribeiro não fazem parte dos planos do Palmeiras. “O Palmeiras tem de andar com as próprias pernas”, disse, mais uma vez. Esse é o novo mantra do Nobre. Quando assumiu o Verdão, há quase 3 anos, repetia inúmeras vezes: “o Palmeiras não tem dinheiro”. Tudo bem de o clube “andar com as próprias pernas”, mas, se temos boa situação financeira e um patrocinador poderoso e com vontade de ajudar, por que não aceitar? Enquanto os rivais estão se enfraquecendo, o Palmeiras tem a faca e o queijo nas mãos. Então corta logo esse queijo e o coma, caracas!!! O Paulo Nobre, às vezes, faz a gente perder a paciência! É dose pra leão!

Reynaldo, os cor nos do Lance colocaram a matéria na “capa do site”, mas a entrevista é a mesma de um tempo atrás, antes inclusive do rumor sobre o Evérton Ribeiro ganhar força. O que quero dizer com isso é que os caras estão sem matéria e querendo disseminar a negatividade e basicamente quem tem dado matéria pros caras é o Palmeiras e é a torcida mais ávida por possíveis novidades. É certo que as contratações não empolgam até agora e que tem gente que precisa tomar o seu rumo pra longe do Palmeiras, mas acho que não adianta muito execrar a direção em momento em que a mídia mais do que em qualquer época do ano vai se valer de matérias “bombásticas” pra ganhar alguns clicks.

Frase de Dona Leila, em julho de 2015: “Nós queremos que o Palmeiras seja o melhor time do Brasil. Nós queremos que o Palmeiras seja um ícone da América do Sul. E nós temos condições para isso! A administração é séria e o patrocinador é de peso, então não tem por que não ser”.

“A nossa relação com o Paulo Nobre e com o primeiro vice-presidente (Maurício Galiotte) é muito aberta, eles sabem que podem contar com a Crefisa e com a Faculdade das Américas no que precisarem. Nós estamos investindo no clube, não para a empresa. No Barrios, por exemplo, não temos vantagem financeira nenhuma. A vantagem é o Palmeiras ser campeão e vincular nossa marca com isso. Se o Palmeiras vender o Barrios, o combinado é que o que foi gasto seja restituído à Crefisa. Se houver lucro, é do Palmeiras.”

A ideia de trazer o Barrios foi de vocês ou da diretoria do clube?
Foi do PAULO NOBRE. Ele procurou meu marido: “Olha, Zé Roberto (José Roberto Lamacchia, dono da Crefisa), nós precisamos de mais reforços”. O meu marido confia tanto no Paulo que não se falou em nome. Se o Paulo achasse melhor o Messi, nós traríamos o Messi (risos). Estou brincando! O Palmeiras procurou e fechou com o Barrios. Aí nos chamou e falou: “Olha, vai ser o Barrios. Tudo bem?”. Tudo bem! Se não fossem os patrocinadores, o Barrios não viria. O Palmeiras não teria condições financeiras. Nós ajudamos 100%, mas foi sugestão do PAULO NOBRE.”

Você acha que podem estar dando início a algo parecido com a “era Parmalat” no Palmeiras?
O Palmeiras ganhou títulos com a Parmalat, mas de quem eram os jogadores? A Parmalat saiu e carregou todos. A Crefisa e a Faculdade das Américas, não. Nós estamos reformando o CT, que é do Palmeiras. O Barrios? É DO PALMEIRAS. Se ajudarmos a comprar outros jogadores? Serão DO PALMEIRAS. O valor investido pela Crefisa e pela Faculdade das Américas é muito maior do que a Parmalat investia. Tudo bem que naquela época os jogadores não tinham esse valor absurdo de hoje, mas hoje temos o maior patrocínio nacional. É realmente a camisa mais valiosa do Brasil, e para o Palmeiras essa parceria é melhor do que a da Parmalat. Calma, a gente vai começar a ganhar. As pessoas não lembram daquela época porque era a Parmalat, mas porque era um time vencedor. É o que queremos fazer com o Palmeiras hoje. Queremos que as pessoas lembrem do time vencedor com a Crefisa, da era Crefisa. Ainda vamos fazer esses torcedores muito felizes.

Comecemos a rezar desde já. Hoje é o sorteio da Libertadores. Pra passar da 1ª fase, com esse elenco, seria melhor um grupo: Palmeiras, Olimpia-PAR, Trjullanos_VEN e River Plate-URU. Se cair, por exemplo, Palmeiras, Boca, LDU e São Paulo (que se Deus quiser vai morrer na pré), vai ter que trazer jogador bom, pois vai ter que suar sangue pra passar da fase de grupos.

Até por que esses times só tem craques e estão se reforçando ainda mais. Os bambis, p. ex., não ganharam nenhum jogo contra nós esse ano (placar agregado 8 x 1) e ainda perderam o principal jogador deles. Mas, devemos ter muito medo deles. Me parece que a intenção é, aconteça o que acontecer, criticar o Palmeiras. Não que esteja tudo perfeito, mas parece que estamos indo pra Libertadores com o Vinícius de atacante…

Não é aconteça o que acontecer para criticar. É criticar porque o time não está sendo reforçado e sim inchado novamente. Mas, se pra você, está bom assim, beleza. Para mim não está, e vou continuar criticando, quer lhe agrade ou não.

Temos que ter medo dos Bambis, que não ganharam de nós com o time do ano passado. Ou do Corinthians, que nós eliminamos e que também NÃO se reforçou. Ou da LDU, time sem tradição nenhuma e que não ganha NADA desde 2010. Não esquenta, VLM. O cara gosta de criticar pra parecer inteligente, mas o argumento é zero.

Critico porque o péssimo futebol que estamos jogando faz tempo. Não quero ser mais inteligente que ninguém. Acho o time do Palmeiras fraco para disputar a Libertadires. É a minha opinião, respeitando a de vocês.

Falo de futebol. Melhor que o nosso. Corinthians, Santos, Atléticos, Grêmio, São Paulo, Ponte Preta, Chapecoense, Internacional, Sport.

Bambis que ganhou uma Libertadores em 2005, e nós em 1999, Gambás (que eu não havia citado, mas pelo jeito é você que está se borrando de medo) que ganhou uma Libertadores em 2012, e nós em 1999, a sem tradição nenhuma, que não ganha nada, LDU que ganhou uma Libertadores em 2008, e nós que não ganha,os nada que preste, desde 1999, 1999. Não quero ser mais inteligente, esse título pode ficar com você sabichão, quero time bom.

E me esqueci do Boca: 2000, 2001, 2003, 2007. Ganhou quatro Libertadores depois de 1999, aliás, uma justamente contra nós.

É, a LDU não tem tradição mesmo. Ganhou a Libertadores de 2008, a Sul Americana de 2009, as Recopas de 2009 e 2010 e desde que o Palmeiras foi campeão brasileiro pela última vez, láááá em 1994, venceu seis campeonatos equatorianos. Realmente, conhecer futebol e ter argumentos convincentes é tudo de bom, né?

É, a LDU não tem tradição nenhuma, mas tem o mesmo número de títulos continentais que o Palmeiras (uma Libertadores e uma Sul-Americana), com a vantagem de serem mais recentes. Quem conhece futebol tem a obrigação de saber disso. O Corínthians, campeão brasileiro (verdadeiro parâmetro para determinar os melhores times) com 28 pontos à nossa frente (mesmo tendo conquistado apenas um ponto contra o Palmeiras) realmente precisa contratar 25 jogadores pois tem um elenco totalmente desfigurado, algo que qualquer pessoa que acompanha futebol sabe… E o São Paulo, quem é mesmo, aquele em cujo estádio não vencemos há 14 anos, algo que qualquer um entendido em futebol sabe? Ah, tá, argumento zero é isso, né?…

A Crefisa não pode colocar jogador no clube, mas o presidente pode colocar seus argentinos meias-boca pra jogar. Incoerente, né?

Então se o Palmeiras paga os salários dos argentinos do seu querido presidente, por que não pode pagar os dos jogadores da Crefisa? Direitos iguais, pois se o presidente investiu dinheiro no clube, a Crefisa também investiu, não é?

E os argentinos ganham em dólar, quase 4 pra 1 real. Não é pouca grana não.

Vamos lá, vou tentar de novo mais devagar pra ver se ajuda. Eu não estou falando de 3 argentinos que juntos, não ganham o salário do Barrios (mesmo em dólar). Estou falando deum ” jogador caro e com alto salário”. O presidente do Palmeiras só deu o dinheiro pra pagar a multa, mas a contratação foi feita pelo Palmeiras. Mais ou menos como o Furlan fez com o Valdivia. Consegue compreender a diferença da Crefisa contratar um jogador que ganhe absurdos, e depois, do nada, o Palmeiras ter que pagar?

Mas a Crefisa também pode dar só o jogador, e o Palmeiras ter que pagar numa im(possível) quebra da empresa. Por que não? O Mattos não fez propaganda dizendo que pra ter bons jogadores teriamis que ser avantis? A resposta foi dada, agora não temos dinheiro para bancar ao menos os salários? A torcida paga e quer jogador bom.

Sò pra dar um exemplo, talvez facilite sua compreensão. A Crefisa traz o Conca e o Everton Ribeiro, cada um ganhando 800mil por mês. Ela paga tudo, até salários. Ai ela quebra, e o Palmeiras tem que pagar 1,6mi em DOIS jogadores, do nada. Além do salário do Barrios, que passaríamos a pagar. Conseguiu ver a diferença? Espero que sim. Obrigado.

Quando digo que o Palmeiras pode cair num grupo da morte, com SPFC, Boca e LDU e se dar mal, soy pessimista e quero ser mais inteligente que os outros. E que o Palmeiras não perdeu pro São Paulo, e assim vai. Quando a Crefisa quer colocar jogadores bons Palmeiras para termos a chance de ganhar uma Libertadores, aí o pessimismo vale: a Crefisa vai quebrar, o Palmeiras vai ter que pagar tudo… O Nobre disse que pegou o Palmeiras falido, e pelo jeito não está mais, pois já está podendo andar com as próprias pernas. Não vai ser 1, 6 milhoes pir mes que vsi deixae ele de cabelo em pé.

Você está dizendo que o Palmeiras é inferior e 3 times que nada fizeram de especial ano passado. Eu estou falando de uma empresa que gastou 100 milhões no clube que seu presidente torce, no meio de uma crise econômica no Brasil. Realmente, você é um gênio e as situações são análogas.

Mesmo não sendo analista de nada, acho mais fácil o Palmeiras ser eliminado num possível grupo com Boca, São Paulo e LDU, do que a Crefisa quebrar.

Gustavo, você simplesmente detonou TODOS os argumentos incoerentes e absurdos do torcedor do Nobre com absoluta classe. Lembrou Ademir da Guia e Zidane nos seus melhores dias. Parabéns, tenho orgulho de saber que você é palmeirense.

E isso porque tem uns 20 comentários no moderation. Esse pessoal só aparece depois que o time ganha um título aos trancos e barrancos. Quando o time está jogando um futebol em petição de miséria, como foi o mandato do Nobre quase que por inteiro, eles somem, viram Gasparzinho.

Sou corneta, não me deslumbro com pouca coisa, pouco futebol.

E se preparem porque se o time do ano que vem for isso que está se montando, muitos MO’s cairão e a arbitragem será sempre a culpada. E mesmo sendo quase natal, Feliz 2017, ou 2014 D, e se Deus quuser com um presidente mais ousado, qye qyeira ser campeão de verdade, que pense no seu torcedor e não em só fechar no azul e guardar o dinheiro em baixo do colchão. E calna Crefisa, aguebte só mais esse ano que as coisas vão melhorar.

Boca: campeão argentino;
LDU: Vice campeão equatoriano, perdendo nos penaltis;
São Paulo: 4º colocado no Brasileiro, 9 pontos na frente do Palmeiras.

Como não fizeram? Conqusitaram suas vagas pelo campeonato nacional. O Boca foi campeão Argentino, a LDU vice Equatoriana, o São Paulo ficou na nossa frente no Brasileiro. E nós? Ganhamos a Copa do Brasil com um péssimo futebol, nos penaltis.

É, quando o “presid-anta” sente que talvez seu sucessor não seja um padrinho que vai manter tudo como está não nos tornando reféns de nada, mas empresários que podem tirar o clube das trevas e manda recadinhos mimados pela imprensa, tá certo. Quando um empreiteiro topa construir um estádio moderno sem um centavo do clube mas não o oferece de mão beijada a uma horda de dirigentes incompetentes e incapazes, é chamado de “ratão”. Quando um investidor quer montar um time forte mas frequentemente é exposto a situações ridículas pela própria direção do clube e reclama, “deveria ir mesmo pro Flamengo”. Parte da nossa torcida merecia cem anos sem títulos.

Atacante Erik especulado. Erik é agenciado pelo empresário Eduardo Uram.

Imaginem uma situação. A Crefisa investe num jogador caro e com alto salário. Ela pagará tudo: Luvas, multa e salários. Mas, devido a crise, a Crefisa/Fam quebra. A obrigação de pagar salários e restante dos encargos passa a ser do Palmeiras. Será que é realmente difícil entender o porque o Paulo Nobre quer “andar com as próprias pernas”??

É para situações como estas que os contratos são feitos. Se a Crefisa quer colocar jogadores no Palmeiras, ok. Mas, o Palmeiras tem que se resguardar, se livrar dessas obrigações, ou, nada feito. Agora, se o Palmeiras pode andar com as próprias pernas, que traga jogadores bons, então. Andar com as p´roprias pernas, só trazendo jogador mediano até o Chapecoense faz.

Não existe contrato que ultrapasse leis trabalhistas. Se a Crefisa quebrar, o Palmeiras é co-responsável. Não há como invalidar isso. E repito, a sua opinião (que acha inclusive que o Gabriel “ainda tem que mostrar a que veio”) não traduz a realidade. Dudu, Cleiton Xavier, Zé Roberto, Egídio, Arouca, por exemplo, foram contratações “Top de Mercado”, que muitos times queriam e que já tinham jogado muito bem em outros lugares. Jean é “Top de Mercado”, Rodrigo e Régis também eram desejados por outros times. Ai o Palmeiras não contrata, o cara arrebenta em outro time (como o Lucas Lima) e você vem aqui dizer que a diretoria é amadora.

Para mim, só o Arouca (que só veio porque saiu do Santos na justiça, senão não viria) e o Dudu que são contratações top. O Gabriel (outro que só veio porque saiu do Botafogovia justiça e que é melhor volante do Brasil, mesmo sem jogar ), o que não traduz a realidade, vai ter uma Libertadores pra mostrar se é craque todo. Vamos ver. CX, Z40 (esse pela idade) e Egídio são jogadores para, no máximo, compor elenco, jamais tops. Não sou ignorante pra entender que uma aposta não possa dar certo, como no caso do Lucas Lima, mas viver só de apostas, só de apostas não dá. Tem que trazer jogador cascudo também.

Me explica o mau futebol jogado em 2015, então, se mais de meio time do Palmeiras é top. Cadê o bom futebol? Por que 28 pontos atrás dos Gambás? Tirando o Dudu, quem se destacou desses aí?

Não falei de ano, falei de futebol. O ano se resumiu a uma disputa de penaltis contra o Santos no Allianz. Saímos vencedores, o ano foi salvo.

O próprio fato de existir UM time com ano melhor que o Palmeiras já comprova o argumento de que nós ficamos devendo. Terminar um campeonato brasileiro em nono lugar, com 28 pontos atrás do líder, é uma vergonha. Já tivemos vergonhas muito maiores, obviamente (por exemplo 2002, 2006, 2012 e 2014), mas nem por isso a campanha do brasileiro de 2015 deixa de ser deprimente.

E sendo que esse time é o nosso maior rival, só isso. Mas tá bom assim né, fazer o quê?

Falou tudo, Paulão. Existem pessoas que torcem por dirigentes de forma tão fanática que conseguem se contradizer no mesmo post, tamanho o nível da pobreza de seus argumentos. O Palmeiras entrar num campeonato com objetivo de buscar vaga pra qualquer coisa é vergonhoso. Quem é palmeirense de verdade entende isso.

Fale-nos os times que tiveram desempenho MELHOR que o do Palmeiras. Pra você não aguardar, eu lhe digo: Corínthians, Atlético Mineiro, Grêmio, São Paulo, Internacional, Sport Recife, Santos e Cruzeiro. Esse precisa ser nosso foco, quem precisa se preocupar com o SCCP são eles. Entendeu ou precisa desenhar?

E outra, você ta falando de contratações ou de desempenho? O Vitor Hugo foi uma “contratação aposta” que deu mais certo que o Egídio, duas vezes melhor lateral do Brasileirão. O Robinho, contratado do pequeno Coritiba, jogou bem mais esse ano que o Cleiton Xavier, que tinha muito mais nome. O Corinthians mesmo, ganhou o Brasileiro com o V.Love, que todo mundo condenou quando contrataram. Você falou que nossas contratações até o Chapecoense faz, estou mostrando que seu argumento não faz sentido, pois vários contratados eram destaque e vários clubes grandes queriam. Agora vc esta mudando de argumento, falando sobre o desempenho desses jogadores. Quer decidir sobre o que vai falar, por favor?

Foi mal, não sei porque coloquei 3vv no nome. Ia colocar VLM e coloquei errado. De qualquer forma, a opinião é minha, não do site.

Mas quem falou que o Egídio é top foi você. O quê que o Robinho jogou? Nada. E o Love foi condenado com razão, não estava jogando nada mesmo, depois melhorou, e foi elogiado. E do nível desses jogadores, Roger Carvalho, Moises, Rodrigo até o Chapecoense faz mesmo e anda com as próprias pernas. Agora, pra falar a verdade, com você eu não quero falar mais nada. Você é um deslumbrado e nobrista eu sou um profeta do apocalipse e corneteiro. Vamos fazer mil comentários e não vamos chegar a um acordo. Não vou mais replucar os seus posts, apesar de respeitar sua opinião.

Imagine a situação: o Palmeiras vai para um jogo de mata-mata de Libertadores precisando vencer com Roger Carvalho e Leandro Almeida na zaga, Amaral, Rodrigo e Moisés no meio-campo e Luan e Maikon Leite no ataque, tudo isso porque o presidente quer o clube “andando com as próprias pernas”. Perde, é eliminado e assim, “com as próprias pernas”, demorará mais dez anos para conseguir outra vaga para o torneio continental, perdendo receitas e, o mais importante, torcida. Será que é difícil entender porque a Crefisa (empresa de crédito quebrando no Brasil com essa crise?) quer time forte?

Citei lá em cima, tem que ser muito orgulhoso para recusar uma oportunidade dessas. A dona Leila disse: “Nós queremos que o Palmeiras seja o melhor time do Brasil. Nós queremos que o Palmeiras seja um ícone da América do Sul. E nós temos condições para isso! ” Vai ficar com c.ú do.ce agora? Para!

O PN me passa uma imagem de garotinho filhinho de papai mimado que não pode ser contradito senão magoa, fica bravinho.
Porra, ele tem que ser homem e acima de tudo profissional. Se hoje ele ocupa uma posição de presidente de uma instituição ele tem que pensar somente no bem desta instituição independente de suas vontades. Se o parceiro quer investir sem empréstimo como foi mencionado no texto, então que seja bem vindo. Ou sera que só ele pode emprestar? e ele “emprestou ” dinheiro independente da forma e tempo de pagamento, assim como os bancos, então um dia esse dinheiro vai ter que ser pago. Ou seja, a tal equacionada situação financeira tem data para acabar. Neste raciocínio, se alguém quer ceder um jogador ao Palmeiras e receber o retorno somente quando ele for negociado, e essa negociação ficar sob a responsabilidade do Palmeiras. Qual o problema? Isso me passa como orgulho de gente mimada.

Falo isso há três anos, desde que ele assumiu e pagou ao Grêmio para levar o barcos, esse rapaz não entende nada de futebol e é um egocentrico mimado.

A galera rejeita o Cleiton Xavier, mas esquecem que o Renato Augusto foi começar a jogar bola só esse ano… antes era só DM. Cleiton Xavier e Régis são bons jogadores para serem o 10 do time. Os “craques” estão abertos ao lado do 10. Dudu e G. Jesus.

O Dudu não era o 10? Agora é o CX? O problema do Cleiton Xavier não é só físico como era o do Renato Augusto. É técnico também. Ele não tem categoria para armar um time que quer ser campeão da Libertadores, ou de qualquer campeonato. Ele é fraco, jogador comum. Quanto ao Régis, é pura aposta.

Só que nenhum dos dois é 10. Um é atacante o outro é 8, mais pra segundo volante do que armador.

E sem falar que você tinha escalado um time lá embaixo, sem o CX, agora ele é o top, o 10? Time pra 2017.

Acompanho, e não depois da entrada do MO que ele passou a atuar pelo meio. Ele demorou e muito para colocá-lo, mas ele não é um meia, ele não faz armação das jogadas, não jogs como um 10. Ele é um atacante. Definidor de jogadas. O que precisamos é de um jogador pensante, criativo. Esse nós não temos. O Cleiton Xavier não serve, é fraco.

Cara, o Gustavo está certíssimo. Você defende com unhas e dentes o presidente porque é idêntico a ele: completamente INCOERENTE nos seus comentários e atitudes. Não consegue nem manter um único ponto de vista no mesmo post, e contesta quem desarma com precisão seus argumentos com um clichê do tipo “você não é palmeirense”. Entenda: no futebol real (não estamos falando de video game) Dudu é atacante de velocidade, não meia, e Clayton Xavier, que no auge da forma já era apenas razoável, hoje sem condições físicas é fraco. Compará-lo jogando no Shakhtar do inofensivo futebol ucraniano com Renato Augusto, que teve muitas temporadas no futebol alemão, é coisa de quem entende muito de futebol mesmo…

Verdade Gustavo Aroni, estamos carente de um 10 de verdade, mas olha só, Alem do Cleiton Xavier que eu acho que agora readaptado ao futebol brasileiro, livre das lesões e com uma pré-temporada inteira pode resolver parte do problema, fora isso para a posição de armador temos Robinho, Regis, Allione, Moisé ex-portuguesa que está sendo contratado além do próprio Zé Roberto que quebra um galho por ali. Ou seja, temos 6 jogadores e nenhum é unanimidade.

O problema é que nenhum deles tem categoria para liderar o time na libertadores (fora o Zé, que tem categoria até demais, mas já passou da idade).

Marcos, esse é o problema: acho esse Régis bom jogador, o Robinho é bom mas é volante, assim como Zé Roberto, o Clayton Xavier para mim já deu o Allione vai embora e o Moisés… bom, deixa pra lá. Ou seja: vamos para uma competição importantíssima, na qual lutamos tanto pra chegar, com apostas e fazendo testes? Pra mim o objetivo da diretoria é muito, mas muito claro: vão cobrar a alma do torcedor nas três partidas da fase de grupos, na qual o Palmeiras parou pela última vez em 1979 (quando só se classificava um time em cada grupo) e daí por diante o que vier é lucro – e bota lucro nisso. O time? Ah, vamos fazer a festa de mais uns empresários por aí que a torcida paga, mesmo, afinal aqui é Palmeiras…

Concordo que existem erros. A frase “tirando” a importância do torcedor do estádio é um absurdo, aliás, vejo como um dos principais defeitos desta gestão. Deveriam incentivar mais aquele cara da arquibancada, pq ele faz diferença no jogo. Ou quem empurra mais é o cara que vai pra tirar foto e ver o jogo sentado?
O meu ponto neste caso é que se exige governança do Palmeiras, mas será que existe governança nos parceiros? Uma empresa que decide investir em 50milhões em um time, tendo como maior motivador a paixão do seu dono me causa medo. Uma construtora onde vive no limiar da falência (e não é de hoje) mto em razão de não ter uma gestão pautada em boas práticas de gestão me causa mais medo ainda. Acho este cenário deixa clara qual é a situação.

Prass; Lucas, 3, 4 e 6; Gabriel (pra ver se é esse Mauro Silva todo), Arouca, 10; Dudu, Barrios (que precisa melhorar, senão banco) e Gabriel Jesus (que precisa melhorar, senão banco). Agora se aparece alguém melhor que esses, que se traga, ganharemos um bom reserva.

Ficamos um tempão sem patrocinador master, agora que temos um , disposto a colocar jogadores bons no Palmeiras, queremos andar com as próprias pernas, só trazendo apostas. è pra acabar

Na boa, nessa situação com a Crefisa o único erro do PN foi não convidá-los e estender um tapete vermelho pra eles na festa do título. No meio do ano tínhamos situações emergenciais e ajuda da Crefisa foi essencial, mas não pode virar regra.

Verdade, não pode virar regra. Não queremos que a Crefisa traga 11 craques para o Palmeiras. Queremos que ela traga aqueles dois, tres jogadores tops, para serem o diferencial do time, e o Palmeiras mais um ou dois bom jogadores. Se juntando a Prass, Lucas, Arouca, Dudu, Gabriel Jesus e Barrios, formando o time principal. Agora se é pra trazer só apostas, aposte na base então

Benfica pediu 30 milhões de reais por Luisão, aí não dá mesmo.

Pra ser sincero, nem precisamos gastar muito num 10. Eu pessoalmente acho que o Dudu é esse cara. Só ver os lances dele jogando nessa posição e já da pra ter uma noção… pra mim o time é: Prass, Lucas, V.H. Zagueiro, Egídio, Arouca, Gabriel, Jean, Dudu. G.Jesus e Barrios.

Os Gambás têm o time pronto, que fez 28 pontos a mais que a gente no Brasileirão, nós não. Precisamos de qualidade. Nós não temos um meia, sequer, bom ou ruim. Agora veio o Moisés, que sinceramente, não conheço. O Allione (graças a Deus) não quer ficar. É a chance de parar com orgulho e deixar a Crefisa ajudar a trazer um ou dois meias pro ajudar o Palmeiras a disputar o título da Libertadores, e não apenas participar, que é o que vai acontecer se continuar assim.

Esse time que você colocou, não sei se passa da 1ª fase da Libertadores. Time com tres volantes e nenhum meia? E mesmo assim, o MO não larga o 4-2-3-1 dele. E tem mais, é pratvcamente o mesmo time que de 2014 B, e que jogou um futebol ridículo praticamente o ano inteiro, só entrou o Jean, que sei lá viu… Tem dinheiro, tem que gastar. Tem que trazer jogador bom, pois não teremos a mínima chance. Não é sempre que dá pra se ganhar Copa do Brasil na bacia das almas, sem jogar futebol decente. Se for isso aí, se prepara pra sofrer. E depois não vem dizer que esse time está sendo montado pra 2017, que não vai colar

Na boa, cara, você não deve ter visto os jogos que o Dudu fez como suposto meia neste ano. Atuações pífias, ele definitivamente não é esse jogador. Mas para alguns torcedores, se o presidente disser num dia que o time jogará melhor com o gramado esburacado, no dia seguinte haverá uma fila de deslumbrados com picaretas na porta do Allianz…

Sei que muita gente não gosta dele e eu também tenho várias ressalvas da gestão do Paulo Nobre, mas a entrevista que ele deu ao Lance! é muito coerente. Ele tem toda a razão de falar que “patrocinadora por jogador no time” é só em casos extremos. Temos SIM que andar com as próprias pernas. Mas pra isso fazer sentido, bons jogadores devem vir… E se Cleiton Xavier voltar a jogar o que sabe, o único reforço de verdade que precisamos é na zaga.

Ou seja, com o que temos + o que contratamos + um zagueiro, temos time para disputar o título, não participar, da Liberatdores?

Incoerência total com seu discurso anterior (O Palmeiras não tem dinheiro, contratações só com ajuda de investidores), algo típico de quem não tem compromisso algum com as próprias palavras ou com a verdade. Aliás incoerência e incompetência são as marcas registradas dessa gestão, não fosse assim o piloto de rally não faria questão de (ridiculamente) quase tirar a taça das mãos do capitão Zé Roberto para levantá-la sozinho. Estamos bem arrumados…

Já que o Allione quer voltar pra Argentina, tentaria fazer uma troca por um outro meia, mais experiente, que jogou Libertadores, Pisculichi.

Erik, do Goiás? Esse pelo menos foi destaque, apesar da campanha do time. E ainda vai o MIlk de contrapeso? Parece bom negócio.

Li e ouvi a entrevista DESASTROSA da Sra.Crefisa. Um absurdo por completo. Ela até disse que contrataram pernas de pau. Isso foi antes de sermos campeões… daí ela mudou o discurso e entrou no oba-oba… elogiando os mesmos “pernas de pau”. O Nobre esta’ certo. Patrocinador não e’ dono do clube. E estão lá pq a MARCA PALMEIRAS E’ MUITO FORTE E DEU RETORNO FENOMENAL A ELES. Caso contrário, eles já teriam vazado. E vou além: 23 mi/ano pelo master e’ muito pouco. Caso ela saia, terão outras companhias interessadas. Não confundam o Palmeiras de alguns anos atrás ou com bambis e Sardinhas, pq hj a MARCA PALMEIRAS e’ uma das mais fortes do mercado e o retorno e’ monstruoso pras empresas (mesmo sendo preterido pela GLOBOSTA). E foi assim na Era Parmalat…onde o Palmeiras tirou aquela empresa do ostracismo. E pra terminar… que deve ter algo muito sério por trás dessa briga Nobre/Leila, isso tem. O Nobre defende o Palmeiras…assim como ele defende na questão do RATAO Walter Torre…que quer apoderar-se das cadeiras cativas e mais. Inclusive nem terminaram as obras. E se isso acontecer…babau arrecadação….pq o que a W.Torre repassaria ao clube e’ uma ninharia. Sobre cobrar de crianças???acho errado. Aí o Nobre pisa na bola…e feio. Pq… criança atrai a família toda e elas acabam indo tbm….além de aumentar e renovar a torcida. Deveriam fazer um Avanti Família… sei lá. E mesmo sem a Crefisa, estamos contratando bem, e as peças que faltam nesse time campeão estão sendo contratadas. E o melhor: jogadores novos, com talento, e com vontade. Mas, faltam ainda um meia-armador experiente e um zagueiro tbm. Esses 2 tem que ser bem acima da média. E traria mais um atacante de nível. Palmeiras vem forte nessa libertadores. Aguardem!!! Pq nossa base e’ muito boa. Barrios estará voando. Gabriel, Arouca e Cleiton Xavier totalmente recuperados. Fora os reforços. Vamos faturar essa libertadores!!!

Contratando bem sem a Crefisa? Tipo o timaço de 2014 ou os “25 cracaços” de 2015? Clayton Xavier vai se recuperar totalmente? Fora os reforços tipo Edu Dracena? O Nobre está certo e o cara que se propôs a construir um estádio sem um centavo do clube é que é um rato? O Palmeiras tirou uma multinacional que já havia patrocinado até o Real Madrid e a Fórmula 1 do ostracismo? O que um título conquistado na sorte não faz com torcedores carentes…

Os dois temos são muito polêmicos. O problema de aceitar que o patrocinador máster banque contratação é que isso também acaba interferindo na autonomia do departamento de futebol, na Parmalat isso acontecia, tento que o Valdir Espinozza foi demitido porque não soube lidar com o “problema Edmundo” que queria ser vendido de qualquer jeito (e acabou sendo); quanto a gratuidade de ingresso, esse tema também é problemático, se por um lado é injusto que crianças pequenas tenham que pagar para ir ao estádio, por outro, essa “evasão de recursos” castiga o caixa do clube o que acaba por se refletir nas contratações. Moral da história: não há solução fácil, os dois tópicos precisam ser muito mais avaliados.

nene, seria otimojogador, edu dracena tbm e muito bom, goleiro wagner melhor que o prass, facil, facil, thiago martins tem muito futuro zagueiro bom, se vier o dante ai a zaga fica solida, pena o chefao nao querer mais o henrique grande zagueiro tb, mas se vier o everton ribeiro, e o atacante eric goias ai sim vamos brigar muito forte pelos campeonatos….xupa que e de uva

Na boa, amigão, acho que você bebeu e não era de uva, não. Wágner melhor que Prass? Nenê “Rebaixamento 2002” ótimo jogador? Edu Dracena reserva no SCCP e Dante 7×1 zaga sólida? Henrique outra vez? Meu Deus, tem gosto pra tudo mesmo…

Vicente, vc foi perfeito em tudo. Sempre falei isso em videos e por aqui mesmo no 3vv, aliás, unico site sobre o Palmeiras que acompanho desde 2006 ou 07 não lembro bem, mas faz muito tempo. O Palmeiras precisa pensar grande, abraçar sua torcida no Brasil e no Mundo, ate citei ano passado (2014) aqui no site que o Palmeiras veio ate em São Luís-MA, e foi como se nunca tivesse vindo, esse ano de 2015 foi um pouco melhor, nessa nova passagem, mas ainda precisa melhorar bastante esse contato com o torcedor distante de São Paulo. Precisam lembrar que o Palmeiras não é mais só da Rua Turiaçu (Palestra Italia), é do mundo inteiro. Grande abraço a todos…

3vv…. por favor, façam um post sobre o hotel que está sendo construído para os jogadores…. fotos, que fase está, previsão de entrega da construção, da mobília… etc…

O Palmeiras continua com o pensamento pequeno, até agora só chegaram jogadores de segunda divisão. Cadê reforços de alto nível e renomados. 2014 parte 3.

Harley qualquer comentário ofensivo ou adjetivo pejorativo contra qualquer pessoa impede a sua publicação. Por favor faça as críticas sem ser ofensivo a quem quer que seja. Agradecemos sua compreensão.

Em outras palavras, o Nobre não quer deixar o time totalmente à mercê de um patrocinador como era na época da Parmalat. Mas aceitar que a Crefisa contrate 1 ou 2 grandes nomes para reforçar o time não signfica que o Palmeiras ficará nas mãos da Crefisa. A situação do clube hoje é muito melhor do que na época da Parmalat. O Palmeiras realmente pode andar com as próprias pernas, mas se, ainda assim, temos um patrocinador forte e que quer ajudar, por que não aceitar? Imaginem a atração que será um timaço para o ano que vem. Resultará em maios sócios-torcedores, mais bilheteria, mais prestígio, etc. Um jogo do Campeonato Paulista com o São Bento terá 30 mil torcedores! Acorda Paulo Nobre! Aceite o apoio da Crefisa! Com os rivais se enfraquecendo, perdendo jogadores, as nossas chances na Libertadores aumentariam muito. Vamos continuar girando o círculo virtuoso que se iniciou em 2015! Esse é o caminho.

Pode até não depender de patrocinador, mas para o Hotel, já que o patrocinador quer ajudar, chama pra por dinheiro sim. Ajuda na velocidade de construção… Seria ótimo começar 016 com o hotel pronto, jogadores poderiam se cuidar melhor, alimentar melhor, descansar melhor… e isto da retorno dentro do campo.

Um time campeão é bom pra todo mundo, torcida, diretoria e patrocinadores. Se o palmeiras se juntasse a crefisa wtorre e aeg, formaria um time imbatível e todos ganhariam. Mas temos um presidente egocentrico e amador, ou seja, isso não vai acontecer.

Não consegui ainda ir ao Allianz com minha família, tenho três filhos (17, 13 e 7), mais a esposa, todos verdes de corpo e alma, deixei de ser avanti este ano, imagina meu gasto com ingressos, locomoção, estacionamento, alimentação… Enfim, sabe aqueles jogos de campeonato paulista contra times do interior, onde por exemplo, no meio da semana terá libertadores, o público certamente será baixo, por que não pensar em alguma promoção realmente vantajosa para famílias como a minha?

Não se trazia jogador bom, porque não tinha dinheiro. Agora temos dinheiro e não queremos (ele, o Mendigão) trazer jogador bom. Ou seja, Feliz 2014 level 3! Que venha a Copa do Brasil.

E no fim quem perde o cargo são sempre os OO’s e MO’s da vida, nunca o principal responsável.

O hotel é fundamental… precisa ter um para os jogadores. Achei isto na Gazeta esportiva: “….. Mas as empresas, por exemplo, já não estão tão certas na ideia de bancar a construção de um hotel para o elenco na Academia de Futebol.

No momento, as obras estão paradas. “Os patrocinadores deram uma alavancada grande na obra, mas repito: eles não têm obrigação nenhuma de fazer isso. Ajudaram demais. Se terminarem a obra, será excelente. Caso contrário, vamos terminar no nosso ritmo. Não vamos deixar a obra parada. Só resta saber se o término das obras será no ritmo deles ou no nosso”, falou Paulo Nobre….”

Boa opinião, formentar rusgas com o patrocinador via imprensa, gerando nas redes comentários e cobranças diversas a ele conforme citado; é um grande tiro no pé, pois o sr presidente passou 2 anos da sua gestão dizendo que o mercado não tinha investidores em potencial para o futebol, quase nos rebaixou no centenário por negar possíveis modos de conseguir renda apoiado no ST; e agora que temos a camisa mais cara do Brasil ele (e sua base de fãs) começa com fofocas a minar o acordo e negar os investimentos, é muito mimo para um homem só.

Os comentários estão desativados.