Categorias
Resenha dos Jogos

Pós Jogo Palmeiras 2(4)x(3)1 Santos: É CAMPEÃO!!!

 

Não ia ser diferente. Sofrido, suado, com gol no final e mais uma atuação heroica de Fernando Prass, o Palmeiras sagrou-se tri-campeão da Copa do Brasil e carimbou com glória seu passaporte para a Libertadores 2016.

O Palmeiras mereceu o título. Durante os 90 minutos jogou mais bola que o Santos, que parecia apenas querer fazer o tempo passar e jogar no erro do Palmeiras.

A vitória começou a se desenhar ainda no 1o tempo quando David Braz – aquele – se contundiu e teve que ser substituído. O Palmeiras já era melhor e Gabriel Jesus havia perdido gol feito logo no início. Depois foi a vez do Santos assustar. O mesmo Gabriel Jesus sentiu a contusão e teve que sair. Rafael Marque entrou no final do 1o tempo.

Aí no 2o o Palmeiras foi prá cima. E em jogada que começou com Rafael Marque, sobrou para Robinho na cara do gol que empurrou para Dudu fazer 1×0.

Surpreendentemente o Santos não mudou seu estilo de jogo. Continuava esperando o erro do Palmeiras. Até que veio o 2o gol. Aos 39 do 2o tempo. Festa no chiqueiro!

Só que não.

Na sequência o Santos foi prá cima e depois de criar boa chance teve escanteio. Na cobrança 1×2.

Era castigo demais.

Fim de jogo e penais.

Rafael Marques perdeu enquanto que o 1o do Santos foi prá fora e o 2o Prass pegou. Todos acertaram at[e que Prass foi prá última cobrança.

E fez.

Hora de gritar e comemorar: PALMEIRAS TRI CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL!!!

Parabéns Palmeiras. Parabéns Palmeirense!!!

Saudações Alviverdes!


20151203_000837

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

233 respostas em “Pós Jogo Palmeiras 2(4)x(3)1 Santos: É CAMPEÃO!!!”

Esse título significa muito ao Palmeiras, pois é o maior pós-99, que consideramos o Paulista-08 e a própria Copa do Brasil-12 mas sem os times da Libertadores. E também sem os treinadores Felipão ou Luxemburgo. Só estranhei os jogadores muito pilhados, havia uma pressão muito grande em cima do time, espero que com a conquista o ambiente fique mais calmo.

Conmebol divulga lista dos grupos da Copa Libertadores 2016 e o small club cai no Grupo da Morte:
– Palmeiras
– Small club
– Guarani do Paraguai
– Tolima

Em 2012 , erguemos o bicampeonato da copa do Brasil. E ontem erguemos o tricampeonato eliminando só times campeões. Cruzeiro , Inter-RS , Fluminense e Santos. Parabéns Palmeiras. Vamos disputar para ganhar a libertadores em 2016. Que assim seja. E Paulo Nobre é melhor que Tirone !

Há no futebol algo mais bonito do que a nossa linda Arena lotada, com uma torcida apaixonadíssima, pintada de verde e branco, e o Palmeiras levantando a taça e dando a volta olímpica? Não há marketing ou propaganda melhor do que o Brasil inteiro ver esse espetáculo. O Palmeiras já é o clube com maior potencial do Brasil, sem dúvidas, e certamente ganharemos novos torcedores. Teremos um time fortíssimo para o ano que vem e seremos protagonistas em todas as competições. Enfim, o verdadeiro Plameiras está de volta. É campeão!!!

Acho que sim, até porque se não tiver ficaremos com uns 60 jogadores (não vou usar o termo “baciáveis” porque ainda estamos em clima de festa) no elenco pra treinar. Ou alugamos o espaço das meninas da vizinhança ou teremos que arrumar outro CT…

Girotto, Vitor Ramos, João Paulo, Kelvin, Rafael Marques, Jackson terão seus contratos vencidos em Dezembro. Daí eu só pensaria em renovação para o Jackson. O Rafa Marques e Kelvin são muito caros e os demais decepcionaram

Saiu na ESPN que o presidente da Crefisa vai contratar 3 nomes de peso pra libertadores. Eu penso que será um meia, um zagueiro, e talvez, outro atacante. Depois estão falando que Nenê (Vasco) e Jean (volante do FlorminenC) tbm estão já negociando. Além dessas 2 especulações, estão tbm falando do Alexandre Pato e do Ganso. Palmeiras tinha que trazer o Tobio de volta e segurar o Rafa Marques tbm, pois, pra libertadores ele será útil pro jogo aéreo. Será um bom reserva. Palmeiras vai vir bem forte em 2016. Tem que contratar logo e ir entrosando. Usar o paulista pra entrosar o time. Vamos papar essa libertadores!!!!

A imprensa gambábambi, sempre procura omitir que temos 12 títulos NACIONAIS , e não 11 como a BAND-DIDA manda o bambi do André Galvão dizer !!!!CHUPA que a uva é verde !!!

Parabéns a toda coletividade. Prass foi um monstro. O Barrios também. Victor Hugo colocou o Ricardo Oliveira no bolso.

Quebramos vários paradigmas este ano. Goleamos os Bambis, eliminamos os Gambás, vencemos o Inter, eliminamos o Santos, e lógico fomos campeões em noss nova casa, além de um vice campeonato que bateu na trave.

As meninas da Vila devem estar chorando até agora.
kkkkkkk

BATE NO PEITO E DIZ: O PALMEIRAS É GRANDE!!!!!! NÃO, O PALMEIRAS É GIGANTE!!!!!!

Interessante que entre os paradigmas que você mencionou não está eliminar os gambás na casa nova deles…. Mas eu concordo, isso é obrigação, não paradigma!! Boa!

Falta organizarmos esquema e desenvolvermos estratégias para enfrentarmos equipes pequenas. Nesse quesito, o Palmeiras foi muito mal em 2015, e nenhum time conquista campeonato de pontos corridos sem passar pelos “figurantes”.

Telê Santana era tido como pé frio, técnico que pipocava em decisões. Além do inesquecível time da Copa de 1982, ele montou no Palmeiras de 1979 o melhor time que eu vi jogar com a camisa verde – depois da segunda academia e sem contar algumas das equipes montadas pela Parmalat, bem entendido – contando apenas com jogadores dedicados e habilidosos, mas saiu sem levantar taças. Sua sina de perdedor acabou em 1991 e depois ele ganhou duas Libertadores e dois mundiais. Abel Braga havia perdido duas finais de Copa do Brasil (2004 para o Santo André pelo Flamengo e no ano seguinte para o Paulista pelo Fluminense, temporada na qual também perdeu a vaga na Libertadores na última rodada para o Palmeiras, de virada) e também carregava fama de perdedor, mas em 2006 venceu Libertadores e Mundial pelo Inter. Muricy não sabia ganhar “mata-matas”, mas acabou lhe caindo no colo o Santos com Neymar e Ganso no auge, e ele levantou a Libertadores. Tite era treinador de segundo escalão e quase cai para o terceiro depois do “episódio Tolima”. Independentemente de ajudas internas e externas, ficou, trabalhou e ganhou tudo. Que Marcelo Oliveira, até ontem considerando incapaz de ganhar copas ou torneios mata-mata, trilhe esse mesmo caminho, mas que lhe ofereçam material à altura da capacidade que achamos que ele tem. Independentemente disso, ele já escreveu seu nome na história palmeirense.

E só pra completar, da última vez em que SCCP e Palmeiras foram juntos para uma Libertadores respectivamente como o campeão brasileiro que jogava bem porque tinha o melhor time e o campeão da Copa do Brasil que levou o título mais na raça que na técnica, a gente lembra o que aconteceu…

Bem comentado. Aliás, o Marcelo é levantou o primeiro título do Palmeiras após Luxemburgo e Felipão. Que seja o primeiro de muitos.

Sem cornetagem, queria saber de vocês quem vocês contratariam para esse 2016 com Libertadores. 1 contratação para defesa, meia e ataque.

Conca e um reserva do mesmo nível. E meias e atacantes qiue chutem ao gol de todos os lugares, tentem jogadas individuais, experientes e que sejam bons garçons.

Eu acho que Conca é uma unanimidade na torcida. Mas não vejo grandes nomes acessíveis para as outras posições, principalmente para o ataque

– ataque: Willian bigode (cruzeiro);
– meia: Cícero (flu);
– zaga: Geromel (gre) ou Henrique

Alguns falaram em ganso, eu não concordo, muito caro e com histórico de lesões, pensa o cara no nosso grande departamento médico, não joga nunca mais. O conca seria fantástico, mas não sei se dá pra pagar a fortuna que ele ganha. Não sei quanto custa, mas para a zaga eu tentaria o Miranda. E eu sempre acho que vale a pena, como complemento, buscar revelações na América do Sul.

Me desculpe, mas falar que o técnico não teve influência, oque é isso, foi ele quem alterou a postura do time no segundo tempo e outra, ninguém é bi-campeão de graça no brasileirão. Dê um time melhor
pra ele que iremos longe.

Concordo com o amigo que disse que o Palmeiras é Copeiro, e é mesmo, os números estão aí. O Palmeiras da Copa do Brasil é um time chato, cirúrgico, joga com vontade (e poe vontade nisso) e cresce na hora de decidir. O Palmeiras no Campeonato Brasileiro é burocrático, sem motivação sem inteligencia. O MO não me convenceu ainda, ontem foi um jogo que os próprios jogadores se organizaram em campo (iniciativa do Robinho). Enfim, espero que a Diretoria se ilumine e faça um planejamento de elenco melhor e que o MO mostre resultado. No mais é comemorar e muito , porque merecemos esse titulo mais que ninguem!!!

Agora é a hora de insvetir em jogadores de qualidade. Reforçar o time para Libertadores. Se livrar dos meias-boca. É hora da Dona Leila encostar o Sapo e Mendigo na parede. “Quer jogadores de PRIMEIRA!”

#somoscampeoesdacopadobrasil. E pelo amor de Deus, comecem a treinar a partir de amanhã (hoje é festa) saída de bola com passes e não chutões. Claro que para isso precisaremos de jogadores melhores, mas se começarem agora até chegarem os craques “nível Parmalat” prometidos pela dona Crefisa já estaremos acostumados a jogar futebol, não uma mistura de rubgy com pebolim. E antes que eu me esqueça: que a editora Escala pegue o poster do Santos e…

Contra números não há argumentos. É o 11º título nacional. Não tem ninguém na frente. O time soube aproveitar as oportunidades e teve sorte também, 2 fatores sem os quais nenhuma empreitada tem sucesso. Tenho 68 anos a acompanhei todos os títulos nacionais do Palmeiras desde 1960. Mas o time está longe dos seus melhores dias. Nos últimos 15 anos foram só 3 títulos. Isso é muito pouco para a tradição do Palmeiras. Libertadores é um torneio difícil de ser vencido. Depende da direção fazer um planejamento nesse sentido. Falta um padrão de jogo, 1 ou 2 jogadores que possam dar esse padrão, como faziam Ademir e Dudu, como faziam Chinezinho e Zequinha e assim por diante. Não pode continuar tomando a quantidade de gols que tem tomado. Palmeirense tem de ser exigente. Não pode se contentar com pouco.

estou feliz pelo titulo mas não podemos achar que esta tudo 1000 maravilhas, temos que alçar voos maiores ganhar títulos importantes em sequencia para aí sim termos a auto-estima completa de volta

Exatamente, Fernando. Sem resolver essa questão essencial continuaremos obtendo conquistas fortuitas – mas nem por isso menores. O futebol brasileiro está sem rumo e sem grandes equipes, tanto assim que o campeão que está prestes a bater recordes é apenas um time muito bem treinado. Muita gente já percebeu que o famoso grupo dos “doze grandes” do Brasil foi reduzido quase à metade, e que nos próximos anos ficará restrito a três ou quatro que realmente brigarão pelos títulos. Ou o Palmeiras se organiza de vez e, de fato, “fica à frente dos rivais” agora ou terá que dividir os “restos” com os “sobreviventes”.

Concordo plenamente também, só faço a ressalva de que temos 12 títulos nacionais (a Copa dos Campeões 2000 foi mais difícil que o mundialito de verão que o SCCP venceu no mesmo ano). Se torcedores travestidos de jornalistas como o Kfuro fazem questão de considerar critérios oficiais quando lhe convém (como no caso da FIFA e o mundial de 2000) e os seus próprios critérios quando não lhe convém (escreveu que o SCCP é o terceiro clube a ser hexa brasileiro, depois de Fla e SPFC, não considerando que pelo que determina a CBF Palmeiras e Santos já são há tempos octacampeões), eu só considero o que se conquista dentro de campo, com honestidade e com validade.

Eu fico louco quando palmeirenses entram na onda da imprensa, e ficam repetindo que o Palmeiras tem 11 títulos nacionais !!! esquecem de propósito o título de número 12 em 2000, mas preferem lembrar sempre que caímos em 2012 XUPEM que é de UVA VERDE !!

Pior foi o Milton Leite ontem, ao final da transmissão no SporTV, dizendo que “considerando as duas séries B o Palmeiras tem 13 títulos nacionais”. Ou seja, além de omitir a Copa dos Campeões (que Flamengo e Paysandu também têm) ainda fez questão de lembrar das nossas duas quedas.

Parabéns pro Dudu, que foi crucificado, culpado,execrado, pela perca do título do paulista, e ontem fez os dois gols da final. Parabéns Dudu! Você merece!

É engraçado que, assim como a mídia, os torcedores do “2014 – parte II” também somem. Ou mudam o discurso. Mas não importa. De um jeito ou de outro, todos sofremos como nunca e merecemos esse título. Título totalmente diferente de 2012, quando só eliminamos o Grêmio de time relevante. Dessa vez, Cruzeiro, Inter, Fluminense e a final, pra ter um gosto ainda melhor, fui um clássico. E juro, queria mesmo que fosse em cima do Santos, mais do que em cima de COR e SP. Por tudo que ouvimos esse ano, pelo R. Oliveira, pelo “vão humilhar o Palmeiras na final…”

Hoje com 25 anos, vivi o melhor ano do Palmeiras desde os meus 10 anos. Ano que vem isso muda…. rs

CAMPEÂO PORR#!!!!!!

Pois é, Thomaz. Passada a euforia imediata pelo título, sabia que era questão de tempo para alguém falar da cornetagem, grupo no qual me incluo. Assim como há um ano tivemos que esperar o último apito do campeonato brasileiro soar para respirarmos aliviados pela permanência quase milagrosa na Série A, nesta temporada tivemos que aguardar até que o último pênalti fosse cobrado para gritarmos um “É Campeão!”. Muita coisa melhorou nesse espaço de tempo? É lógico que sim, porém algo essencial ficou na mesma: o planejamento. É possível que essa gestão tenha mais uma vez aprendido com os muitos erros cometidos em 2015, e o discurso leva a crer nisso, porém já ouvimos isso antes. É exatamente por conta disso que não mudo uma vírgula do que já escrevi: se esse título for usado apenas para fins eleitoreiros (e me perdoe quem pensa diferente, mas a inconveniente presença do presidente quase tirando a taça das mãos do Zé só pra aparecer na foto dá o tom do que quero dizer), se o time de futebol não for devidamente reforçado (não com 25 “notas 4”, mas com uns quatro ou cinco “nota 9”) e se não adotarmos uma filosofia vencedora e ambiciosa daqui pra frente, títulos como os de ontem serão cada vez mais emocionantes porque serão cada vez mais raros. E cedo ou tarde os aterrorizantes capítulos da série “2014” poderão voltar.

Eduardo, concordo discordando de quase tudo que disse. Entendo mesmo que essa gestao teve falhas, mas nos ultimos 15 anos, foi a melhor. Nao ha como negar que, mesmo com os erros, estamos estruturalmente, financeiramente e no futebol, estamos muito melhor. É o primeiro titulo consistente desde 2000. Concordo que falta um longo caminho. Mas vejo que a gestao atual tem boa intencao e competencia. Disputamos tudo que jogamos esse ano. O Brasileirao so foi disputado por 2 times, e ate a 30 rodada. Podiamos ter ido bem melhor, mas o caminho me parece certo. Por isso, acho que torcer e mais importante que criticar. Ja vimos a forca que temos quando jogamos a favor. Discutir politica e cornetar nao ajuda em nada. Mas respeito sua posicao e pensamento, que nem e tao diferente to meu. Ahn, e ambos somos campeoes o/

Eu não acho que o ano da diretoria foi ruim, só acho que pelo que foi investido poderia ter sido bem melhor. A montagem do elenco não precisava ter demorado uma semana, poderia ter sido feita com um pouco mais de calma, teríamos mais equilíbrio e estaríamos garantidos no G4 há pelo menos um mês. Veja os bambis na sua maior desgraca, classificados pra libertadores. Mas agora já temos meio caminho andado, esse título deu uma casca bem grossa pro time e temos mais uma chance de fazer tudo certo dessa vez. Aí sim podemos sonhar com um 2016 realmente do Palmeiras, com consistência e não apenas com um título que veio mais na raça de alguns jogos no Allianz que na bola mostrada ao longo do ano.

Só um detalhe: PALMEIRAS CAMPEAO !!! Todos felizes??? Não…pois, os antis do site por aqui, SUMIRAM!!! Basta ver a diferença da quantidade bem abaixo e teor nos comentários quando o Palmeiras perde e quando ganha. Mas, o PALMEIRAS não ganhou …o PALMEIRAS FOI CAMPEÃO…PRA DESGRAÇA DE MUITOS QUE VIVE DE POLITITICA DAS ALAMEDAS E TORCERAM CONTRA. CHUPEM!!! E claro… com certeza são pro’ LADRAO CUNHA tbm…que querem a DESGRAÇA DA NAÇAO pra colocarem seus pares nos cargos da polititica. Quanta burrice !!! E PARABÉNS AO PALMEIRAS!!! PARABÉNS MARCELO OLIVEIRA!!! PARABÉNS TODOS OS JOGADORES QUE SUARAM E HONRARAM O MANTO VERDE!!! PARABÉNS PAULO NOBRE!!! Entre erros e acertos, em 2015 fomos vice do Paulista (goleando os Bambis 2 vezes e eliminando os Gambás no Italixao), e só não fomos campeões pq o CEREIETA não deixou, além do penal perdido pelo Dudu. Aliás, tem males que vem pra bem…pois, o mesmo Dudu vingou as Sereias com 2 gols ontem. Que venham os reforços (que precisamos). E eles virão com certeza. E com esse TRICAMPEONATO, $$$ não faltará…pq além dos 8 milhões em prêmios, tivemos 5 milhões (brutos) em renda ontem. E chutando por baixo, vamos faturar em torno de 20 milhões ao todo…somente na libertadores (premiação, rendas, etc). E ainda teremos a Crefisa que irá tbm investir em craques. E falando em craque…ontem o Barrios foi fundamental na vitória. Ele foi o melhor quando esteve em campo, além de Prass, Dudu (2º tempo), Zé Roberto e Vitor Hugo.
AVANTI PALMEIRAS!!!

Aldo, infelizmente o Palmeiras é um clube essencialmente político, e a presença do nosso administrador-mor quase tirando a taça das mãos do Zé Roberto ontem é prova cabal disso. Quem ignora o que acontece por dentro “das alamedas”, para usar o seu termo, corre o risco de achar que essa taça resolve todos os nossos problemas, que não devemos nada aos nossos rivais, que temos jogadores de seleção, o melhor time do mundo e por aí vai. Ganhamos um título e no futebol nada é melhor que isso, mas ainda há muita coisa a ser feita. A maior reivindicação de quem realmente ama o Palmeiras e quer vê-lo voltar a ser gigante é a separação entre clube e futebol. Quando isso acontecer e o futebol for definitivamente profissionalizado e organizado, vamos perder alguns títulos mas tenho certeza de que disputaremos de verdade todos os campeonatos até o fim.

Aldo, o palmeiras não se transformou no maior gigante do futebol brasileiro ganhando títulos. Transformou-se ganhando TODOS os títulos. Jogando MUITA bola. Atropelando os adversários. É isso só será possível novamente se todos remarem para o mesmo lado, o futebol de hoje não permite amadorismo, não permite vaidade. O planejamento deve ser profissional ao extremo. Esse ano foi muito melhor que ano passado, obviamente, mas ainda estamos longe das nossas melhores temporadas, há muito a ser feito, o que nos cabe é cobrar e torcer pra que isso seja buscado a partir de HOJE.

Os comentários estão desativados.