Categorias
Opinião

Opinião: lucro é bom, título é melhor

 

Por Vicente Criscio

“Vazou” na mídia na última semana a projeção orçamentária da SE Palmeiras para 2016. Em reunião do Conselho de Orientação e Fiscalização a diretoria executiva do nosso time mostrou uma previsão de receitas e despesas com um “lucro” previsto de R$ 33 MM para 2016.

Receitas de bilheteria somam R$ 46,4 milhões no orçamento apresentado. Se fizermos 40 jogos em casa no ano a receita “bruta” seria de R$ 1.165,5 mil por partida. Receita de Avanti, R$ 45,6 milhões. Se temos por baixo 100 mil sócios adimplentes, estamos falando em uma receita por Sócio Torcedor de R$ 38,00 por mês.

Não sei na receita bruta está a gratuidade e descontos dos avantis, ou se é uma receita “líquida” (ou seja, considera já que parte dos Avantis pagam descontos de até 100% do ingresso). Também não tenho os detalhes – aliás só o COF tem; espero que tenha capacidade de análise. Portanto ninguém falou na dívida que aumenta. Não se sabe quais as premissas para as receitas de tv ou de bilheteria. O clube social – quem viu detalhe me garantiu isso – continua deficitário.

Por enquanto, fazendo as contas por aqui os números não fecham. Mas deve estar me faltando algum detalhe que com certeza será explicado brevemente.

Mas vamos lá, falando do lucro: dinheiro é legal. Dar lucro é mais legal ainda.

Mas mesmo que este Palmeiras fosse uma S/A (com obrigação de distribuir dividendos) haveria um objetivo anterior a este: ganhar títulos.

Quem ganha título valoriza sua marca o que permite negociar melhor patrocínios, contratos de tv e propriedades de marketing. Essa lógica é muito manjada prá ninguém prestar atenção. É o tal do círculo virtuoso.

Sendo então HOJE um clube de futebol sem obrigação de dar lucro, então pergunto: qual o objetivo de apresentar R$ 33 MM de lucro projetado?

Respondo: puro marketing.

A planilha de 2015 apresentava também no orçamento lucro. E na boa, nesta altura do campeonato não queremos um clube quebrado mas também queremos um time forte para ganhar títulos. Não preciso de lucro. Preciso que não esteja deficitário. E com time forte.

Por enquanto entendo a matéria como mais uma boa ação da assessoria da SEP em ” deixar vazar notícias positivas sobre a gestão “. Prá mim continua o crescimento da dívida (dados do balanço, não são meus), parte dessa receita que aí aparece não é caixa (por exemplo luvas sobre direitos de tv já entraram no caixa) e continuamos numa bolha onde tudo parece lindo e maravilhoso. Ganhamos a Copa do Brasil. Legal! Mas não seria agora o momento de aproveitar esse viés positivo e fazer este time o melhor time do Brasil disparado? Se realmente tem dinheiro em caixa, e os concorrentes com dificuldades, não seria agora o momento de mostar força?

O que queremos – eu, você, todos – é um time forte e sustentabilidade. Queremos só isso. E tudo isso. E ganhar o Brasileiro e a Libertadores.

A hora é agora. Não de mostrar lucro projetado. De mostrar time forte!

***

Hoje fomos eliminados na Copinha. O 3VV decidiu não reportar os jogos da Copa porque boa parte dos jogadores que lá estavam não eram do Palmeiras. Esse é um assunto prá outro post. Perdemos uma vez mais. E desta vez, diferente de outros anos, nem podemos dizer que preparamos uma geração de garotos para quem sabe alguns deles vestirem nossa camisa.

***

E continuo perguntando: e a reforma estatutária que previa voto do sócio torcedor, separação do futebol em relação ao clube social (bom pros dois hein?) e governança com profissionalização?

Saudações…

 

66 respostas em “Opinião: lucro é bom, título é melhor”

Queria colocar um foco na discussão e uma lembrança histórica. Primeiro, o foco: tenhamos em mente que o faturamento é um meio, as conquistas são um fim e o lucro, quando conjugado às conquistas, é um exemplo de sucesso. O lucro, por si só, não é sucesso. E não ter prejuízo tem que ser uma diretriz administrativa. Eis um ponto que poderia ser incluso na reforma estatutária, que não creio que frutificará. Mas ai é outro assunto.

Agora, um pitaco histórico: em 2000 tinhamos USD 90 milhões em caixa, devido ao fim da parceria com a Parmalat e aos valores recebidos pelas saídas de Junior, Alex e Roque Junior (bons tempos em que vendíamos jogadores, e vendíamos caro!). Na ocasião, o imbróglio com o Brasileiro e a Copa Havelange deixou os times com cotas de TV bem baixas, todos ficaram com o pires na mão, renovando contratos por valores menores que contratos antigos. O que fez o Palmeiras? Ao invés de repor os jogadores que saíram com qualidade e reforçar algumas posições, preferiu fazer o time bom e barato, que saiu caro e se mostrou muito ruim. Poderiamos ter reforçado e o time e prejudicado N adversários. Não o fizemos. Merecemos sofrer o que sofremos naquela década. Futebol é competição, tem que se fortalecer e enfraquecer os outros. Fim.

Só acho que vcs começaram os embates políticos muito cedo… pois ainda estamos no inicio do ano. E isso não ajudará em nada o Palmeiras. De cada 4 palavras, 3 e’ metendo o pau no presidente. Kkkkkkkkkkkkkkkk. Eu nem levo mais a sério. Voto de socio torcedor pra presidente??? Prefiro FECHAR O CLUBE SOCIAL antes. Um fato: imagine um presidente de uma organizada qualquer dirigindo um clube com um orçamento (crescente) que poderá bater nos 400 milhões???

Apesar de sua maneira tirana de dirigir nosso clube,Paulo Nobre soma muito mais qualidade do que defeitos em sua atual gestão.

o último brasileiro do INTER foi em 1979—- o do Palmeiras foi em 1994 E caso vcs não saibam, somos o maior campeão em títulos nacionais só 12 —–3 á mais que o Prantos!!!

O time para 2016 vem forte, com bons jogadores em todos os setores. Agora é só encaixar e levantar os canecos . Tudo isto com $$$ dos lucros ou investimentos futuros. Avanti Palmeiras.

De fato, lucro não é o fim pra nenhum time de futebol, mas é um meio imprescindivel para conquistar titulos, pois sem ele, fica dificil contratar bons jogadores, arcar com as despesas, melhorar estrutura e investir em tecnologia, ou seja, é bom, sim. E tem q divulgar, sim, isso chama-se transparencia.

Não vejo surpresa nenhuma em Clayton Xavier quase não ter jogado; prá quem contratou Felipe Gabriel e Victorino já contundidos. Aliás, o Victorino foi um “grande” negócio do Mattos com o PN.

Claro que merece! Não entendo porque me veem como defensor do Nobre… não gostei da gestão dele como um todo, só acho o time do Palmeiras bom. Fiquei feliz com a conquista da CB e por ter um ano absolutamente perfeito nos clássicos. Defendo isso. Não o presidente ou seja lá quem estiver no Palmeiras…. como foi bem dito aqui, é mais marketing que ação.

Não fale isso! Tá maluco? Não temos dinheiro, somos os mendigões de SP. Jogador de peso é caro e podemos quebrar. Não seremos reféns da Libertadores ou da Crefisa. Pra que gastar dinheiro com.um bom se podemos trazer 3 apostas com o mesmo valor e ganhando menos. Vai que uma delas vire um Lucas Lima.

Primeiro ponto: não estamos no azul. Vejam o balanço do ano, e, continuamos no vermelho. Ou dever pro Nobre não é dívida? Segundo ponto: o clube social só da prejuízo, então, tchau clube social. Terceiro ponto: não é necessário título para se ter equilíbrio financeiro, mas que ele ajuda a trazer mais receita, não se pode negar.. Agora, minha humilde opinião: nosso time não é confiável, não estou dizendo que é fraco, mas não incorporou ainda o espírito da nossa torcida. Não jogam por nós, pelo técnico, pela instituição, jogam, tão somente , pelo dia 10. Se o Nobre quer ser lembrado eternamente e ter nossa gratidão eterna, faça a mudança estatutária, separando, social do futebol.

Voce viu a final Copa do Brasil? Pelo menos pra mim, esse time incorporou o espirito da torcida, sim. Pode até não ser um time brilhante (certamente não é), mas as reações durante as partidas e apos o titulo demonstraram o quão identificado e comprometidos eles estão.

Pergunto, Túlio, se você viu algum jogo do Palmeiras que não fosse a final da Copa do Brasil, principalmente no segundo semestre de 2015. Se tivesse visto, possivelmente teria economizado algumas tecladas.

Vi, sim, amigo. No 2º semestre o time jogou muito mal, abusando das ligações diretas, defesa exposta e sem muita inspiração na frente, mas isso não se confunde com falta de vontade ou espirito. Creio q vc esteja confundindo qualidade tecnica com raça.
Acompanho futebol há muitos anos e já vi times jogando muito bem com jogadores no modo “agua de salsicha”, bem como já vi times fraquissimos com jogadores com o tal “espirito”

Justamente Tulio: não foi o espírito esmeraldino que os levou ao título, e sim, as babaquices do Ricardo Oliveira e demais santistas. Tinham que provar, para eles mesmos, que podiam. Além do que, um jogo final, tinha uma exposição, até, à nível mundial e, daí, um bom contrato na Europa. Capice una vindeta.

Sabe o que eu acho engraçado? Quando nosso time tava numa pior, quase todos os palmeirenses eram unânimes em dizer que o Palmeiras era boicotado pela mídia e bla bla bla. Hoje, mal iniciamos a temporada e já temos críticos. Caras que insistem em falar mal do time “e aproveitar pra falar mal do presidente”. Se a fase agora é péssima, onde vocês estavam em 2012? Sério galera, só de ler as postagens da pra ver que quase todos que criticam o time, o fazem indiretamente para criticarem o presidente (é só observar que os únicos que citam ele aqui, é pra criticar. Quase nunca vejo alguém defende-lo gratuitamente… até porque seria difícil). A mídia é praticamente unanime em dizer que, com exceção da zaga, nós estamos bem servidos demais no elenco todo. Se a presidência deixa a desejar em inúmeros aspectos (que concordo veementemente) é outra história. Dizer que o time do Palmeiras é ruim, que os jogadores são ruins, e que vamos passar vergonha esse ano, dizer QUE NÃO TEMOS MEIO CAMPO mesmo tendo sido o 3° melhor ataque do Brasil em 2015… é querer forçar MUITO a barra. O presidente tem inúmeras falhas em sua gestão (que são bem apontadas pelo 3vv, que está fazendo seu papel). Não precisam criticar o time, que é atual campeão da Copa do Brasil, e tem uma perspectiva muito boa em 2016. Ou critiquem… até ganhar mais um título e vocês colocarem na conta da sorte ou dizer que “não vale tanto assim…”

Também acho forçar demais a barra dizer que nao temos meio de campo. Boa parte da mídia fala que temos o melhor elenco do brasil

criticar a atuação da diretoria na janela de transferência tbm é um absurdo.

-segurou todo mundo

-comprou RM

-Ganhou concorrência para trazer Rodrigo, Jean e Régis

-comprou Erik

Parece que tem gente que acha que as bibas (lugano aposentado e Mena) e as Gaivotas (marlone (figuraria no nosso time C) e carinhas de bragança) e o santos (…) contrataram melhor que a gente?

é dose.

Quanto ao Palmeiras ser boicotado pela mídia, sempre foi assim, não é a fase do time que vai mudar isso. A imprensa é e sempre foi tendenciosa contra nós. Quanto às críticas, em 2012 eu estava de joelhos, com o terço numa das mãos, a bíblia embaixo do braço e com a outra mão atirando pedras no pior presidente de nossa história, o tirone. Criticar o nobre pra mim é muito fácil por um simples motivo, ele merece inúmeras críticas. É claro que ele fez coisas boas, comparando com os anteriores, mas hoje ele tem uma faca enorme e um queijo imenso na mão, mas não sabe usar. Ele poderia ser o MAIOR presidente da nossa história, fazer as mudanças no estatuto (que ele PROMETEU na campanha e não cumpriu), juntar Wtorre, Crefisa e AEG na mesma mesa e transformar o Palmeiras numa potência, mas não faz nada disso porque é mimado e tem o ego do tamanho do mundo. Pra mim isso apaga as coisas boas que ele fez, é duro ver a porta aberta, escancarada, pro Palmeiras ser hegemônico no Brasil, mas o presidente não tem a ousadia necessária para tudo isso. Por fim, vc realmente acha que o Palmeiras ganhou a Copa do Brasil mais pela competência e pelo bom futebol do que pela sorte?

Paulão, sorte que o Palmeiras (ainda) está servido de torcedores como você, que não se deixam enganar pelo canto da sereia da “modernidade” e do “lucro”. A minha esperança de ver o clube livre dessa podridão toda (algo que infelizmente não acredito testemunhar nesta encarnação) reside nas mentes mais esclarecidas assim. O pior de tudo é perceber quanta gente se conforma com a mediocridade (desculpem os torcedores de resultado, o título da Copa do Brasil foi maravilhoso, mas o futebol apresentado em 80% da competição foi uma b/o/s/t/a). Se o plano de Globo/Caixa/CBF de espanholizar o futebol brasileiro desse certo (e não vai dar porque os dirigentes são tão gananciosos quanto incompetentes) e SCCP e Flamengo tivessem supertimes com superpatrocínios e superestádios, sabe quando eles dariam colher de chá aos rivais? NUNCA! Nós ganhamos um título na sorte e já tem gente achando que o Barcelona está tremendo de medo lá do outro lado do Atlântico. Uma revolução histórica pelo menos a gestão de Nobre fez: nunca se torceu tanto (a favor ou contra) por um presidente em detrimento da gloriosa história do Palmeiras.

Fala Eduardo, com certeza você pode se incluir nesse grupo também! Se a gente tem a chance de ser o melhor, por que não torcer para isso? E por que não cobrar a diretoria para que isso aconteça? mas tudo bem, vamos lá, mesmo que não da forma ideal, quem sabe não terminaremos esse ano mais felizes? De repente a sorte ainda sorri pra nós!!!

Sim, realmente acho que o Palmeiras ganhou a Copa do Brasil e foi finalista do Paulista MUITO mais pela competência do que pela sorte. Dizer o contrário disso é absurdo. Não somos um Santo André, pelo amor de Deus. Você realmente está afirmando que eliminamos 4 grandes times na sorte? Que a sorte nos sorriu em 4 jogos de 180 minutos em que saímos vitoriosos? Me desculpe, concordo com você em tudo que postou, mas dizer que ganhamos “mais na sorte” é muita vontade de desmerecer o que conquistamos…

Velho, o título foi maravilhoso, já repeti isso várias vezes. Mas vc falou em 4 grandes times, vamos lá: quando ganhamos do cruzeiro, eles estavam beirando a zona do rebaixamento e em época de demissão do luxemburgo; o internacional fez um de seus piores anos, tanto que o palmeiras, talvez seu maior freguês, era favorito inclusive no jogo de ida: resultado, quase perdemos, abrimos 2×0 no jogo de volta, em casa, TOMAMOS O EMPATE e fizemos o terceiro com GIROTTO, na bacia das almas, e tomamos sufoco até o final. Contra o fluminense, estavamos quase eliminados (2×0) quando o zé40 cavou um penalti salvador, no jogo de volta não fomos eliminados pelo deficiente físico Fred justamente porque estava em estado de deficiência física. por fim contra o santos, aquele gol no final do primeiro jogo que o santos perdeu (e teria sepultado nossas chances), foi sorte ou competência? Na volta, gol de escanteio no final do jogo depois de abrir 2×0? Se o palmeiras fosse incompetente, não passaria do ASA de arapiraca, mas que sorte falou mais alto, isso falou.

Muitos “Se” não acha não ??? E o interessante e’ que os “Se” são sempre CONTRA O PALMEIRAS. Então vou relembrar alguns “Se” a nosso favor: o mesmo Santos no paulista era o rival, e tivemos um penal… mas Dudu chutou na trave…e o resultado vc viu qual foi. Em 2002, o Zinho bateu uma falta contra o mesmo Santos, na Vila…e a bola entrou meio metro… e o bandeira “não viu”. Pois e’ …esse gol (e os 3 pontos livraria o verdão da B). “Se” o Betinho não tivesse feito aquele gol, o Coxa “poderia” ter feito outro gol e perderíamos o titulo em 2012. Como se vê … SE não entra em campo. E como eu previ, os bons reforços já mostraram serviço. E olha que jogamos sem o Barrios e Vitor Hugo + o versátil Jean. Mesmo assim, gostei da postura dos novos contratados. Palmeiras vem forte pra brigar por todos os títulos em 2016.

AHahaha sério… é muito engraçado. Me mostra UM título que conquistamos sem eventos assim. UM SÓ. Cara, futebol é isso, pelo amor de Deus. Nossa Libertadores teve mais elementos que vc julga como “sorte”, que essa CB. Alias, a outra CB foi mais “na sorte” ainda. O Brasil ganhou uma Copa do Mundo na sorte? “Achou” um gol contra a Turquia, com gol de bico e tudo… se liga né? Porque o gol do Girotto é desmerecido e os dois gols irregulares do Inter não? Pelo amor… não da não… Sério, quando outro torcedor vem zoar você, falando do Palmeiras, você fala :”Ahn é, tem razão. O título da CB foi na sorte… somos um lixo”??????

O time do Palmeiras não é ruim, é mediano, o mesmo do ano passado onde não jogou um bom futebol.

Este site e’ uma plataforma politica. Aqui vc não vai ver falar bem do Palmeiras (Leia-se: Paulo Nobre). Muitos aqui e acolá (nas alamedas) torcem contra até… em nome da POLÍTICA. E se vc perceber …metem o pau até quando somos campeões. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Portanto, não os levem a sério….e divirta. Contratações feitas??? NENHUMA SERVIU. E se algum desses novos contratados fizer o gol na final da libertadores, foi na SORTE…. aliás, caso chegarmos a final da libertadores, será na PURA SORTE. Ou seja, até lá …faremos 6 jogos (lá e cá) na fase de grupos, mais 8 até a final…tbm lá e cá…e SERÁ NA PURA SORTE, assim como foi na CB. Só rindo !!!!

Aldo de onde você tirou que esse site é plataforma política? Se fosse assim, a sua opinião e de outros nem entrariam aqui. Desculpe, mas se você acha que é isso mesmo sugiro ler outro site. Nada é mais absurdo e sem sentido alguém entrar aqui, dizer que é plataforma política e continuar lendo. Respeite o site e seu conteúdo. Não gosta dos comentários ou dos editoriais: não leia! Abraços.

Li outros posts sobre politica, mas não leio mais. Quando começo a leitura…e vc entra no fator politico, eu paro de ler. Como te disse: NAO GOSTO DA POLITICA DAS ALAMEDAS…e não sou mais sócio e não votarei em ninguém. Apenas dou minha opinião a respeito do TIME, nada mais. No mais… assistiu o jogo ontem?? Gostou da postura do time, dos novos contratados??? Eu achei que foi bom demais, pois, estamos no inicio da temporada. Eu acho que vamos brigar por todos os títulos…se vamos ganhar e’ outra história, mas temos grandes chances. Até aqui…só vejo o Galo Mineiro acima do Palmeiras atualmente. Abraços !!!

Nao vi o jogo porque estou viajando fora do BRasil. acho que se vc realmente acredita no que você escreveu no comentário anterior você não deveria ler mais nada no 3VV. Nao agrega nada a você e você nao agrega nada ao site. Sugiro a você não ler mais e nem comentar. Abraços.

É isso aí. Precisamos de time forte e temos a chance de ficar muito à frente dos outros e estamos perdendo essa chance. As finanças em dia são muito importantes, desde que isso signifique um time muito forte em campo.

Vou falar só um pouco fora do tópico.. Vi a entrevista do Alecsandro. É deprimente ver um cara dizer que fez uma boa temporada em 2015 e que ninguém entende que ele só fez 1 gol a menos que Dudu na temporada. Incrementou dizendo ter feito 2 no Palmeiras e 13 no Flamengo. Vamos deixar algo bem claro aqui!!! Ninguém sabe porque tu veio, todos sabemos que tu é ruim de bola. Mas tu podia ter feito 50 gols lá. O importante é que em 6 meses de Palmeiras tu fez 2 míseros gols. Aí eu pergunto, isso é boa temporada? SEU MEDÍOCRE!!!

Uma coisa me intriga: estamos no 18º dia do ano, e até agora a Crefisa não faliu e a Faculdade das Américas não fechou, mas em compensação continuamos sem meio-campo para disputar títulos, a não ser que alguém acredite que Moisés conduzirá o povo palestrino à conquista da América abrindo o Mar Vermelho ou algo do tipo. Bem, pelo menos nosso “grande reforço” para 2016 já mostrou onde vai passar a maior parte da temporada: no DM. O pior é saber que muita gente, principalmente aqueles que acham que temos “o melhor presidente de clubes de futebol de todos os tempos”, embarcou nessa furada. Milhões de lucro se tornam prejuízo incalculável nas mãos de incompetentes. Isso não é opinião, é regra da vida.

Na verdade, tenho pena é da quantidade de estultices que pessoas desinformadas proferem para defender suas teses pífias e sem qualquer fundamento. Mas se vamos depender de Cleiton Xavier e Moisés para ganhar alguma coisa este ano, nem precisa esperar porque não vamos ganhar nada, mesmo.

Não vamos depender de nenhum jogador especifico (aliás, nenhum time nacional tem CRAQUE)…assim como vencemos o BR e fomos finalistas do paulista, vamos com um time solidário, onde todos correm, dão o sangue e vence na raça. O nosso grupo e’ bom, qualificado…e o melhor: não há vaidades e o relacionamento e’ excelente. E o tal Moisés que vc já taxou que não serve, já entrou bem, fez bom jogo…e até gol. Erick ??? Como eu previ, em breve será titular ao lado do Barrios. Portanto, vamos dar tempo ao tempo.

O que me intriga é a Crefisa/FAM OFERECER dois ou três jogadores de ponta e o presidente não aceitar. Nem precisava tanto. Que trouxessem o Lucas Lima e mais ninguém. Nosso meio campo daria um salto enorme de qualidade e entraríamos como protagonistas na libertadores. Qual poderia ser o prejuízo do Palmeiras com essa contratação? Ah, já sei, o dinheiro não teria saído do nobre bolso presidencial e haveria outro salvador da pátria, além dele. Seu ego não permite tais concessões.

Não mesmo, Paulão. O maior entrave para que o presidente-piloto (desempenho pífio nas duas funções, diga-se de passagem 1) permita a ajuda da Crefisa e monte um super time (para os padrões atuais do futebol brasileiro, diga-se de passagem 2) chama-se vaidade. Orgulho, inveja e arrogância também entram na “receita”. Quem viu seu desespero para aparecer na foto da taça sendo levantada no dia 2 de dezembro e não se deixa enganar pela cantilena da sereia-moderna sabe bem disso.

Cara, vocês falam como se todos os jogadores quisessem desesperadamente jogar no Palmeiras… não passa pela cabeça de vocês que o cara pode querer continuar no Santos, na China, etc…

Que tal achar o meio termo de ter lucro MAS TAMBÉM títulos? Afinal do que adianta ganhar um titulo e se ver afundado em dívidas no outro dia comprometendo anos e anos de gestão e de desempenho esportivo? Pra quem tem memória curta foi isso que foi feito lá em 2009, a diferença é que o futebol pregou peça e o titulo escapou pelos dedos….mas a dívida estava batendo na porta no outro dia DA MESMA FORMA.

Ter lucro significa poder investir com muito mais tranquilidade, poder investir em estrutura, poder negociar contratos sem ter uma faca no pescoço sendo obrigado a aceitar MIGALHAS como fez o tirone em 2012, dando uma vantagem financeira REAL para 3 clubes sobre o palmeiras.

Futebol dentro de campo é relativo, um dia ruim e vc está eliminado e seu castelo de areia rui.
Por isso, pra mim, tem q se fazer tudo certo FORA de campo para diminuir o risco impetrado pelos deuses do futebol.

E pra fazer isso, só com dinheiro, só com lucro, só recebendo mais do que gasta.

Mas isso não quer dizer que enquanto não está TUDO certo FORA de campo o seu time de futebol tenha q ser ruim e baratinho. Vimos isso no ano passado onde tivemos um pequeno lucro e ganhamos um importante título.

O importante é deixar bem claro que não se faz futebol sem dinheiro e nem se faz futebol sem responsabilidade financeira, apostando alto em um titulo e botando o futuro em risco.

Lembrem-se de que, desde 2006 entramos nesse espiral de dívidas e de ter salários atrasados e hoje isso acabou, precisamos comemorar e valorizar essa mudança de rota positiva.

Existe espaço pra melhorar? sim bastante, afinal o buraco em q o palmeiras foi deixado por gestões irresponsáveis era muito, muito grande.

Quis dizer que mesmo faltando muita coisa pra se fazer fora de campo, o palmeiras montou um time forte, investiu, e não fez um time baratinho, resultado disso: ganhou um titulo e teve lucro.

Parabéns mais uma vez Vicente. Agora é a hora de extirpar a cabeça da cobra. Os outros clubes estão falidos, tricolinos e curintianos estão em terra arrasada, a diferença é que isso não é divulgado. O Santos só se vender alguém, pois sem estádio e com um público de 5 mil pessoas( e lhe lá) vai ruir já já. Agora me explica pq o social da preju se toda e qualquer coisa que se faz lá tem que pagar? é para dar tanto prejuízo assim?

Tudo o que queremos é isso, time forte. Aproveitar o momento e a dificuldade dos rivais e fazer o melhor time do Brasil disparado. Mostrar futebol e ganhar o Brasileiro e a Libertadores. Infelizmente o lucro vai pra debaixo do colchão e não serve para o principal, fortalecer o time. Mas, não é sempre que dá pra se mascarar a realidade, se mascarar a medíocridade técnica de um time. Não interessa se Atlético, Gambás ou qualquer outro jogaram ou irão jogar um bom futebol. Temos que cada vez mais fortes, e não ser medíocres também porque eles foram. Ousadia!

O problema de ter dinheiro em caixa e time que briga pra não cair (ou cai de vez em quando) é que nunca se ganha título importante e, vez ou outra, passa pela diretoria um alucinado como o palaia ou o frizzo e acaba com o dinheiro sem melhorar o time. No futebol atual só há uma maneira de ser autosustentável: ganhar títulos e, assim, gerar mais receitas. Não tem outro modo. Time que não fica campeão só enfraquece e pra ficar campeão sem ajuda do governo / cbf / rgt, só investindo, e isso custa caro. Mas se não gastar não ganha.

Tenho que discordar de você… Grêmio não ganha nada a MUITOS anos e mesmo assim mantém um time forte. Por outro lado, Cruzeiro ganhou uma porrada de títulos nos últimos 2 anos, e agora está onde está. Inter não ganha nada a tempo também… e sempre tem um bom time… é bem relativo. A questão é que, se você administra um time grande (como esses citados), você pode ter dinheiro sempre. Mesmo sem ganhar nada, basta o mínimo de competência para ser “autossustentável”. O problema é que você precisa de muito mais que isso pra ter um time que conquiste títulos. Precisa de planejamento (cadê?), montar um elenco equilibrado (o Palmeiras fez isso esse ano…), precisa de tempo com o mesmo elenco/treinador (também temos), e precisa dar sorte. Dar sorte dos reforços darem certo, do time encaixar na ideia do treinador, etc. Se pegar os últimos “grandes times” do Brasil como exemplo, todos precisaram disso (apesar de poucos terem planejamento de verdade…). Títulos não trazem, obrigatoriamente, mais receita.

O Cruzeiro investiu pesado, fez inúmeras contratações, e foi bicampeão brasileiro. O timinho da marginal sem número, apesar de contar com auxílio ilícito (governo, cbf e rgt, por exemplo), depois que caiu montou um padrão de jogo, só teve dois técnicos nos últimos 7 ou 8 anos, joga sempre igual e ganhou todos os títulos possíveis. Se o Cruzeiro está mal é porque não se planejou direito (por exemplo mandou embora o M.O. pra contratar o Luxemburgo…, e talvez tenha contratado algumas peças erradas e caras, além do que desmontou o time campeão em duas semanas) e também porque não tem 20 % da força do Palmeiras como marca e como torcida. O timinho capitalizou muito bem as conquistas e se não tem dinheiro é por causa do rolo todo com o estádio de itaquera. A dupla gre-nal não ganha nada há tempos, mas o inter tem um bi da libertadores nos ultimos 10 ou 12 anos (nós temos um bi da copa do brasil e um bi da série B). Só que se eles continuarem sem ganhar, vai ficar cada vez mais dificil pra eles. O resumo é o seguinte: se não gastar dinheiro, não ganha campeonato importante, ainda mais um clube que não tem ajuda externa, com o Palmeiras. Não podemos viver de Copas do Brasil esporádicas. É urgente que conquistemos pelo menos uma libertadores e um brasileiro. É claro que a sorte também ajuda, mas quanto melhor o elenco e o time, menos dependeremos da sorte. Vide Copa do Brasil 2015, toda a sorte do mundo ficou do nosso lado, não fosse isso não teríamos o título.

Parei de ler quando o cara disse que o Inter não ganha nada há tempos. Só duas Libertadores nos últimos dez anos (a nossa está quase completando vinte). Realmente, na cabeça de alguns o que traz receitas é o discurso moderno de dirigentes milionários, o resto é balela.

O últimos título do Inter foi em 2010. Só esse título justifica o bom time que eles tem até hoje? Eles tem um bom time hoje EM FUNÇÃO daquele título de 2010? Tá muito difícil de entender? Eu desenho….

Você exatamente o que estou tentando dizer. Títulos não garantem um bom time e um bom time não garante títulos. Competência na gestão garante títulos e um bom time. E competência na gestão é o que nos falta.

Excelente Vicente. Texto perfeito. O Palmeiras tem que mostrar agora o queremos. TIME COMPETITIVO E SUSTENTÁVEL (que ganhe todo ano os campeonatos mais importantes como: Brasileirão, Copa do Brasil e claro, a Libertadores), pois como você mesmo disse Vicente, lucro é bom, mas não é o suficiente, o importante são os TÍTULOS, pois com as conquistas, aí vem mais renda, vem patrocínio, a mídia passará a ficar no nosso lado e assim continua com o circulo virtuoso. Caro Vicente, eu assisto toda as terças o programa de Famiglia Palestra TV e o Tarso Gouveia (apresentador e conselheiro do Palmeiras) disse naquele programa (programa exibido no dia: 12/01/2016) que na Reforma Estatutária ainda não terá o voto do sócio torcedor. Isso procede Vicente??? Você sabe de algo???

” …porque boa parte dos jogadores que lá estavam não eram do Palmeiras.”… não explica tudo, mas boa parte.

Os comentários estão desativados.