Categorias
Libertadores 2016 Resenha dos Jogos

Pós Jogo Palmeiras 2×0 Rosário: Prass e argentinos garantem vitória

 

O futebol é algo fantástico.

Nessa noite de 5a feira o Palmeiras bateu o Rosário Central por 2×0 no Allianz Parque. Cristaldo e Allione marcaram. E Prass garantiu lá atrás.

Por partes.

O Rosário é talvez o melhor time deste grupo. Sem dúvida é hoje uma das forças do futebol argentino. E só não é melhor que Boca e River por conta da camisa.

Então a vitória tem méritos.

Mas há circunstâncias a analisar.

Esse time argentino jogou sem 3 titulares. Todos poupados. O principal deles, Larrondo, atacante, muito perigoso.

Depois: o time argentino dominou toda a 2a etapa. Aí apareceu Prass. Pegou pênalti e pelo menos 4 chutes a gol que poderiam mudar o cenário da partida, quando ainda estava 1×0 (gol de Cristaldo na primeira etapa).

IMG-20160304-WA0001Todos os méritos a Prass (pelas defesas) e aos argentinos Cristaldo e Allione. O primeiro pela raça e por acreditar na bola do 1o gol. O segundo pela calma e driblar o zagueiro do Rosário e chutar na saída do goleiro.

E todos os deméritos a Marcelo Oliveira. No intervalo o único que viu o jogo foi o treinador do Rosário. Mudou o time e quase empata e ganha a partida.

Não ganhou. Sorte nossa. 4 pontos e a liderança.

Mas esse grupo não será fácil.

Saudações Alviverdes!

 

***

Pré Jogo

É hoje!

O Palmeiras pega o Rosário Central da Argentina na 2a partida da Libertadores.

Casa cheia. Mais de 33 mil ingressos vendidos. E o time vem na pressão para vencer e convencer.

Marcelo Oliveira preparou o time durante a semana com treinos fechados para a imprensa. Os mesmos continuam de fora. E o time que deve ser escalado é Fernando Prass; Lucas, Roger Carvalho, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos, Jean e Robinho (com o Arouca para entrar nesse meio); Dudu, Gabriel Jesus e Alecsandro, com Cristaldo no banco para entrar no 2o tempo.

O time argentino vem com desfalques importantes. Alejandro Donatti e o meia Walter Montoya, titulares da equipe, nem viajaram. E anunciaram que o atacante Larrondo não joga. Estranho… mas se não jogar será muito bom …

Provável escalação: Sebastián Sosa; Víctor Salazar, Germán Burgos, Javier Pinola e Pablo Alvarez; Damián Musto e Gustavo Colman; Joaquín Pereyra, Franco Cervi (olho nele) e Jonás Aguirre; Marco Ruben.

O trio de arbitragem é paraguaio. Enrique Cáceres apita a partida, auxiliado pelos compatriotas Carlos Caceres e Milciades Saldivar.

Aguenta coração!

Deixe seu comentário. Este será o post do pós jogo.

Saudações Alviverdes.

244 respostas em “Pós Jogo Palmeiras 2×0 Rosário: Prass e argentinos garantem vitória”

1º Tempo: Um Palmeiras irreconhecível, jogou bem, criou jogadas, marcou, correu, anulou o time do Rosario. Estava sendo a melhor partida do ano até então. Era para ter virado uns 2×0, ter matado o jogo. Ai veio o 2º Tempo e não entramos em campo, da mesmo modo que anulamos eles no primeiro tempo, eles nos anularam no segundo, muito mais porque paramos de correr e de jogar. Poderia ter tirado o Lucas, recuado o Robinho, colocado o Allione e jogado o Jean para a Lateral. Preferiu tirar o Tiago Santos.. Substituição do Cristaldo correta, ele morreu no segundo tempo. Agora um cara que merece apanhar e na próxima nem no banco ficar é o seu Arouca, entrou e andou em campo, s.e.m. v.e.r.g.o.n.h.a.. Pode não ter sido uma maravilha mas ganhamos, precisa melhorar, precisa, mas o que vale é a vitória e convenhamos foi um jogão. Quarta que vem mais um vez estaremos presentes, que venham os uruguaios e salve Fernando Prass.

Na boa, depois de um jogo como o de ontem o Marcelo Oliveira tinha que ser mandado embora mesmo se goleasse. Que time perdido, ridículo, covarde… No segundo tempo (aliás, sempre, mas especialmente no segundo tempo) o Palmeiras não tinha meio de campo. Dudu, Gabriel Jesus e Cristaldo ficavam entre os zagueiros dos caras e os volantes sem função nenhuma, muito mal posicionados.

Concordo. Não dá mais para defender o Marcelo Oliveira. O que a diretoria vai esperar acontecer para trocar de técnico. Mais uma derrota vexatória?

o time parece que perdeu o fôlego já no final do primeiro tempo, mas o treinador, na minha opinião, mudou bem, colocou o arouca que não entrou bem, o allione e o rafael marques… o time apagou mas mostrou que tem defesa…

Acho que depois de ontem ficou evidente que o Marcelo Oliveira não tem o menor controle sobre o elenco, pois eles literalmente fazem o que querem dentro de campo. Isso sem falar nas substituições: 1- tirou o Cristaldo (segundo melhor jogador em campo) sendo que o Gabriel Jesus (mais uma vez) não estava jogando porcaria nenhuma, isso sem falar no fato de que deveria ter tirado o Thiago que já estava com um cartão amarelo logo no intervalo. Mais uma vitória que muito pouco teve a ver com o Marcelo Oliveira.

No Palmeiras de 2016, se tem alguém que está ganhando por ……produtividade, é a torcida………………………… Canta, paga ingresso caro, assina avanti, compra camisa, assina ppv, sofre, quase morre do coração, sente vergonha do que assiste. Produz e muito e n~åo recebe nada em troca.

Pois é, ainda bem que eu não sou sócio torcedor AVANTI, até porque o meu dinheiro jamais terá retorno. Pra que se associar que a prioridade do Palmeiras é só lucrar (ou colocar o dinheiro no bolso desses dirigentes filhos da… ) e nada de investir no futebol.

Amigo, fala UM time que tenha investido mais do que o palmeiras nos últimos 2 anos. você pode questionar o mérito desse investimento mas não pode negar que ele existe, números não mentem

É isso, Harley, mas muitos deslumbrados acham que só é palmeirense quem paga Avanti e tem tempo (e dinheiro) para ir a todos os jogos, os outros milhões de torcedores espalhados pelo Brasil e quiçá pelo mundo nada são para esses “abnegados” consumidores de capuccino.

Frase dos jogadores: vamos jogar pelo MO, não precisa dizer mais nada, ficou claro: o MO, que não é mal técnico , perdeu o grupo, precisamos pra ontem de um troca no comando, alguém que tenha capacidade de fazer esses jogadores fazerem o que sabem, o time pode render muito mais…

Vamos por partes. 1º Time nível: “luta para não ser rebaixado no paulista”. 2º Correu, num campo pesado, muito mais do que as pernas aguentam, pra suprir os erros táticos e técnicos, resultado, com 20 minutos do 2º tempo não tinha mais pernas. 3º Técnico que não sabe mudar o jogo, não sabe mudar as peças. Se entrou outro atacante, o quase gol ex vasquinho, peço ao Jean que fique mais perto da defesa, ao Robinho que fique perto do Thiago e aí temos, marcação e podemos ter toque de bola. Robinho tava morto desde os 10 do segundo e ele tira o Thiago, que não sabe passar uma bola, mas marca duro os caras e aí, abriu toda a defesa. No banco quem de qualidade?
Desde ano passado, não aprovei a contratação do Lucas. Meu titular da direita seria o Jean. Acho também que o Vitor Luis renderia melhor do que os laterais esquerdos. 4º Quem me explica, estamos nadando em dinheiro (me engana que eu gosto) e os co-irmãos não tem grana. Aí as galinha de minas contratam o Robinho. Aí os gambás contratam uns 2 razoáveis. As meninas tricolores do sul, trazem o Bolaños. E nós? Cadê o alviverde imponente? Conselho não serve para fiscalizar? Fiscalizem as negociatas do Diretor de futebol x empresários. E por favor meu Rei, trabalha com o parceiro que bota dinheiro nesta me.r.da toda. Ele não é inimigo, ele não é torcedor, mas ele quer o melhor, para sua marca e tá afim de bancar isso. NÃO DÁ PARA SOFRER MAIS.

Você resumiu bem o problema do Palmeiras vai muito além das 4 linhas. E o técnico não é o único responsável pela faqueza de espirito deste elenco.

Perfeita a citação ao patrocinador, Renato. O único “amigo” que o piloto-presidente quer é o dinheiro, seja do patrocinador ou do torcedor-deslumbrado. Se isso significar “higienização” do estádio ou um amontoado de abnegados pernas de pau em campo, dane-se quem não gostar.

Mas já q o MO não vai embora e não vira um técnico mais competente vamos pensar então na nossa realidade. Se vencermos o nacional e o River em casa chegamos aos 10 pontos e nos classificamos. Podemos até perder as duas fora de casa q provavelmente vamos perder mesmo. Aí vem o mata mata e temos q vencer em casa e empatar fora. Em algum confronto certamente perderemos fora e levaremos para os pênaltis. É possível ser campeão apesar desse treinero limitadíssimo mas vamos ter q contar com a sorte de ninguém mais se machucar e os q voltarem, voltarem bem e estarem prontos para jogar. Só temos chances na raça na vontade e na força da nossa torcida. Se tem alguém q tem alguma esperança de ver um futebol envolvente e convincente pode tirar o cavalinho da chuva. Vai ser um Deus nos acuda até o fim.

E com qual estratégia você acha que conquistamos a Copa do Brasil? Foi exatamente assim, mas os geniais gestores modernos acham que aquela situação de exceção acontecerá sempre, então prepare-se para fortes emoções e muitas decepções em 2016.

Os caras são tão incompetentes ou indiferentrs, sei lá, q se baseiam somente em resultado. O trabalho do MO é péssimo e já deveria ter sido demitido, mas eles vão esperar um eliminação ou aquela goleada nossa de cada ano pra fazer isso.

Bem lembrado também, já levamos goleadas de Goiás, Coritiba e Chapecoense e já levamos de três da Ferroviária eu acho que o próximo adversário a fazer goleadas em cima de nós é o Santa Cruz-PE pelo brasileirão deste ano.

Valeu pelos 3 pontos e só. Por esse segundo tempo já da pra imaginar como vai ser o jogo lá na argentina no returno. Enqto o M.O estiver aí o negócio não vai. Esquece. Futebolzinho fraco fraco.

Pode ganhar de meio a zero todos os jogos. O que interessa é a vitória. O que preocupa é que o time nunca apresenta um padrão de jogo. Os caras do itaquerão tão ganhando desse jeito. Ganharam de meio a zero a maioria dos jogos e ganharam o título brasileiro de 2015. Os caras do itaquerão tem um padrão de jogo pobre, mas é o suficiente para ganhar. Isso é o mínimo que se espera, e

A diferença é q os caras lá quase não sofrem sufoco. Eles não jogam mas tbm não deixam o adversário jogar. É feio mas não é terrível. Já aqui o negócio ta péssimo. É sufoco quase o jogo inteiro. Imagina se o Prass machuca igual 2014, tomariamos goleada todo jogo praticamente.

Realmente, quando se passa a impressão que o Palmeiras depende de um jogador com esse nível, é a certeza de que tem muita coisa errada.

Concordo que não dá mais para o mo: perdidíssimo, não tem a menor noção de como montar esse time e de como fazê-lo jogar, não importa se o adversário é uma draga ou um esquadrão. A grande questão: quem para assumir o time? Tem de ser um técnico de verdade, de tarimba. E por favor, pedir a volta de felipão, ou nomes assim, é piada, né? …

Não sei se ele é bom e se mudaria alguma coisa com esses jogadores que temos, mas o único que vi fazendo algo diferente do que todos os outros técnicos que tem por aqui fazem, foi o portuga da Ferroviária.

Gustavo, o problema é o seguinte: num caldeirão sempre pronto a explodir que o Palmeiras é, um técnico novato e estrangeiro, mesmo que muito bom, um gênio tático, conseguiria trabalhar direito, teria tempo e condições para isso? Vide o caso do Gareca, que novato não era, aliás: competente, com títulos no currículo e saiu tachado de gringo medíocre de time pequeno. Tá tudo errado no Palmeiras e no futebol brasileiro também.

Não sei se é a opinião da maioria dos demais palmeirenses, mas para mim o Fernando Prass é o maior ídolo do Verdão após a década de 90. Impressionante a capacidade que ele tem em decidir nos momentos decisivos, sempre que o Palmeiras precisa dele, o cara demonstra sua grande capacidade e jogo após jogo vai se tornando um dos melhores goleiros da nossa história.

PONTE QUE PARTIU, É O MELHOR GOLEIRO DO BRASIL, FERNANDO PRASS!

Considerando que o Marcão apareceu de fato em 1999 e que esteve nos bons e nos maus momentos de boa parte deste século XXI, diria que o Prass é o maior ídolo que SURGIU nos últimos 10 anos. Por outro lado, o fato de nossos dois últimos grandes ídolos absolutos (no sentido de sua incontestabilidade) serem goleiros, na prática jogadores que na maioria das vezes evitam derrotas e não que determinam vitórias e títulos com seus gols (apesar do último pênalti da CB) ajuda a entender o quanto deixamos de ser protagonistas no futebol brasileiro.

Nada está garantido. Vamos aguardar a “recepção” que teremos no jogo da volta, dia 6 de abril. Em 1998 o Leão teve fratura no rosto apanhando da polícia local quando esteve lá com o Santos. O Rosario tem um time que toca muito bem a bola (tudo o que não temos por aqui) e dificilmente vai deixar de fazer 6 pontos em cima do River Plate, por isso será muito importante ganharmos os dois jogos do Nacional para chegarmos na Argentina provavelmente com dez pontos contra sete. Com um técnico que não se borre nas calças quando está na frente do placar e um time minimamente treinado, poderemos sacramentar a classificação, mas se continuar tudo como está, na base da sorte, vamos depender (e sofrer muito) de uma vitória contra o River na última rodada, e aí…

Pensando em classificação, e não em futebol, evidentemente, o Palmeiras precisa de 4 pontos contra o Nacional. Se quiser ter chance de ser o lider do grupo, precisa de 6. A não ser que o saco de pancadas river plate uruguaio também tire ponto dos canallas.

Estou feliz, óbvio, pela vitória, aliviado porque achava que íamos tomar o empate, mas uma coisa não mudou: Marcelo Oliveira tem que ser demitido, seu trabalho é nulo. Pena que Paulo Nobre não tem peito pra demitir após uma vitória.

Podem falar o que quiserem, mas jamais poderão continuar dizendo que o elenco está rachado e que estão jogando para derrubar o treinador.

Pode faltar inspiração e técnica, mas sobra raça e empenho nos jogos realmente decisivos.

E meus parabéns a torcida hoje, jogou junto com o time praticamente a partida inteira.

Tirando o Prass, tem que tratar esse time inteiro com Gardenal. Antes e durante o intervalo. Errar todos s passes até os 47 minutos do segundo tempo é piada de mau gosto.

Já que não pode gastar com jogador bom, a Crefisa poderia instalar um sistema de temporal artificial no Allianz pra ser usado todo jogo. Os resultados seriam bem melhores.

Um ou outro jogador cansado vá lá, mas dez?… Eles estavam acuados, isso sim. No segundo tempo contei nove chances claras para o Rosario, e nosso primeiro chute a gol saiu aos 36 minutos. Isso não é cansaço, é deixar para a sorte decidir o futuro da equipe numa competição importantíssima. Amadorismo total e inaceitável.

Time sem tática, sem padrão de jogo, totalmente perdido em campo. Se em quase um ano o técnico não conseguiu nem estabelecer um mísero esquema de jogo, não dá mais, RUA pra ele.

Tomamos dois vareios de bola seguidos dentro de casa: da Ferroviária, no sábado e do Rosário Mirassol, hoje. A única diferença foi San Gennaro e São Prass aue apereceram hoje.

Classificação do grupo: 1º Fernando Prass, 5 pontos (ganha seis pelo jogo de hoje mas perde um pelo pênalti cometido no Uruguai); 2º San Gennaro, 4 pontos; 3º times uruguaios, 2 pontos; 4º Mirassol Central, 1 ponto.

Ganhamos, mas foi péssimo.
Definitivamente, não dá mais para o Marcelo Oliveira. Como muito bem disse o Eduardo, chega de covardia.
Agora vou tomar mais um Black Label.

Tome uma dose por mim, pois com gripe e dor de cabeça (agravada pela obra-prima do medo que acabei de testemunhar) em meio a essa chuvarada que caiu hoje, só estou no chá de gengibre… E tomara que nosso treinador tome chá de sumiço, porque depois desta noite eu desisti de argumentar a seu favor. Por mais limitados que sejam alguns (na verdade, muitos) dos jogadores, isso não é futebol.

Pode deixar, Eduardo.
Concordo com você. O não é grande coisa, mas não é para tomar um vareio desses de um time mediano do RC. Se a diretoria tivesse atitude já providenciaria um novo técnico a partir de amanhã. Mas, esperar atitude desses caras é pedir muito.
Melhoras, meu velho.

Vamos tentar olhar o lado positivo também. Somos lideres da chave de uma competição que realmente vale , se vencermos o Nacional semana que vem praticamente selamos a classificação.

No medo e na preparação física, culpa nenhuma. Mas no fato de o Palmeiras ser um catado, sem tática, sem padrão de jogo, sem jogadas ensaiadas e totalmente perdido em campo, mesmo contra times como linense, ferroviária, etc, isso ele tem toda a culpa do mundo. O tempo dele já passou, não tem mais como ele dar certo no Palmeiras, a cada jogo o time piora taticamente.

Tem muita coisa errada no Palmeiras. Precisou dos reservas para decidir o jogo. Cristaldo e Allione , dois argentinos. Se o nobre presidente fosse homem de verdade e isso é uma coisa que ele não é , ele mandaria embora o M.O e efetivaria o Valentin.

Claro! Sem sombra de dúvidas… fazia muito tempo que não via uma disparidade técnica tão grande como está (me refiro mais ao 2º Tempo). Acho que tirando aquele jogo Barcelona 8 x 0 Santos, nunca tinha visto algo assim.

Valentin ! Um cara que está na base e com certeza daria chance para Vitor Luis na lateral esquerda , Matheus Salles titular absoluto e Lucas Taylor na lateral direita. E apostaria no ataque com Dudu e Erik.

Todo mundo tem seu time preferido, mas realmente o Vitor Luís é fraquinho que dói (o Ceará só se livrou da série C na última rodada da B não por acaso). Mais um setor em que o “melhor elenco do Brasil” é extremamente carente.

Já passou da hora do Victor Luís e Taylor terem uma chance. Matheus Salles põe esse Thiago pereba santos no bolso. Vai vê esse é um dos principais motivos desse futebolzinho pífio. Não existe verdade, honestidade e meritocracia no Palmeiras. Por isso estamos nassa baderna a anos meu amigo.

Aqueles times da “Taça de Prata” no começo da década de 1980, os dois rebaixamentos, os 7×2 para o Vitória… Em nenhum desses ou de qualquer outro momento dos últimos 42 anos, desde que comecei a seguir os jogos do Palmeiras pelo rádio, pela televisão ou dentro de um estádio, senti tanta vergonha por torcer por um time covarde, morto, sem vergonha (no pior sentido) quanto no segundo tempo da partida de hoje. Ou muita coisa muda a partir de amanhã ou não sei o que nos espera até o final do ano. E peço que ninguém venha com o clichê “o importante são os três pontos”, pois o resultado justo dessa partida seria no mínimo 4×1 para os argentinos.

Olha galera, bota isso na conta do PN, Alexandre Mattos e toda atual diretoria que não reforçou adequadamente o time no começo deste ano. O presidente juvenil pensou que libertadores é Copa do Brasil.

Vai tomar no….Perder tempo para ver um time sem vontade de jogar , sem vontade e ambição de querer ser vencedora. Esse time ai é um bando de jogadores sem compromisso algum com o Palmeiras.

Olha , eu perdi a minha paciência com esse treinador. E se eu fosse o nobre presidente , não gastaria dinheiro contratando treinador não. Efetivaria o Valentin e daria a ele toda a condição de trabalho. Poxa , o elenco não é qualificado , mas tem o Allione que sabe jogar , tem o Matheus Salles que merece ser titular , tem o Lucas Taylor que é uma opção no lugar do Lucas que está mal tecnicamente , você tem o Vitor Luis que é bom lateral esquerdo e ai você desloca o Zé Roberto para o meio. Fora M.O , entra Valentin , logo , rápido.

Se o técnico mandou o time recuar assim, não pode continuar. Se não mandou e o time recuou por conta própria, precisamos de um técnico que tenha comando sobre a equipe. De qualquer forma, fim de linha para MO.

Já entendi: na época em que eu jogava bola, todo mundo dizia que time ruim se dava melhor com chuva e campo pesado. São Pedro, conversa com San Gennaro aí e faça cair outro pé d’água no Allianz, senão f…

Os jogos do Palmeiras ultimamente têm roteiros parecidos com os filmes da Sessão da Tarde: totalmente previsíveis. Se sai perdendo, bate o desespero e nada dá certo. Se sai ganhando, o time todo recua até para dentro do vestiário se possível, e nada dá certo.

Time com vontade e jogando bem. Infelizmente, por causa da chuva, hoje podemos tomar gol ou alguém errar. E isso é normal e perdoável. Não pode desperdiçar falta tendo um jogador na área como o Vitor Hugo.

Por enquanto não dá pra ter jogo, só se for de pólo aquático. Vamos torcer pra São Pedro dar um descanso no segundo tempo, pois por incrível que pareça o time está jogando bem. Dentro do “padrão Palmeiras século XXI”, bem entendido.

Jogar pelo regulamento. O time é copeiro e não dá para disputar com time que lidera campeonato. Empate é bom… só precisamos passar de fase.

Uma coisa é certa, um gol é garantido que tomamos. San Genaro vai dar uma força, 2 x 1 Palmeiras para calar a boca da imprensa .

Meu palpite: Palmeiras 3 x1 !!!!!!! CORNETA MODE ON: mais fácil acabar 7×1 para o Palmeiras do que apenas 1×0, sempre tomamos um gol por jogo. Mesmo se o Rosário não entrar em campo e o Palmeiras ganhasse de WO, ao invés de ganharmos por 3×0 (que está no regulamento) acho que ainda assim, de alguma forma, o Palmeiras conseguiria tomar algum gol!

Ta chegando a hora e apesar de todos os pesares, que discutimos, ficamos bravos, a hora de a bola rolar vai chegando e o Amor fala mais alto !
#AvantiPalestra 2×1, com emoção… pra variar !

Apesar do MO, apesar do PN, apesar dos baciáveis, apesar dos deslumbrados que virão gargantear depois, o Palmeiras tem que vencer de qualquer maneira. 90 minutos de trégua e apenas torcer, depois a gente vê o que dá. Palpite: SEP 3 a 2.

Os comentários estão desativados.