Categorias
Paulistão 2016 Resenha dos Jogos

Pós Jogo Palmeiras 2×0 São Bernardo: agora que venha o Santos

 

O Palmeiras está na semi-final. Venceu a boa equipe do São Bernardo por 2×0 no Allianz Parque.

O Palmeiras jogava com Allione e Robinho no meio campo e com Alecsandro e Gabriel Jesus. Jean e Egidio nas alas direita e esquerda. Matheus Salles e Arouca como volantes. E o time jogava bem na primeira etapa. Logo de início G. Jesus sofreu penal não marcado. Segue o jogo…

Alecsandro saía e abria espaço para a entrada de Gabriel Jesus. O time criava algumas chances até que aos 35 Alecsandro em cruzamento de falta de Egidio (que está evoluindo) fez 1×0.

Não que o jogo estava fácil. O time do São Bernardo tocava a bola com consciência e levava algum perigo ao gol de Prass, que fazia firmes defesas. O 1×0 na primeira etapa foi justo.

Veio o 2o tempo e o time do São Bernardo abriu a retranca e colocou três atacantes. O Palmeiras jogava no contra-ataque. Prass voltou a salvar em dois momentos. Mas no final em rápida troca de passes de Dudu (entrou no lugar de Robinho, fraco como sempre), Roger Guedes (estreou e entrou no lugar de um eficiente Alecsandro) e Gabriel, a bola sobrou pro 33 e 2×0.

Fim de papo. Hora de pensar no Santos, na Vila, no próximo fim de semana.

Saudações Alviverdes!

***

Pré Jogo [ publicado às 11:04 hs de 18 de abril ]

O Palmeiras pega o São Bernardo. É a partida das quartas de final do Campeonato Paulista.

Na verdade começa agora o campeonato. Desde janeiro disputando 15 partidas os clubes – principalmente os grandes – apesar de altos e baixos de alguns, conseguiram chegar para disputar as finais.

Jogo único, 1o e 2o da chave fazem a partida eliminatória para a semi-final. Todos os grandes são favoritos, como confirmaram Corinthians e Santos no sábado.

O Palmeiras de Cuca joga no Allianz nessa 2a feira 21 horas. A vitória palmeirense é a lógica. O São Bernardo é um time perigoso (empatou com o Santos na Vila, 1×1, venceu o SPFC no Pacaembu, 3×1, mas perdeu para o Corinthians em casa, 0x3).

Em condições normais o Palmeiras vence e bem. Vamos torcer.

Saudações Alviverdes!

269 respostas em “Pós Jogo Palmeiras 2×0 São Bernardo: agora que venha o Santos”

Confesso que já somei, multipliquei, já fiz tudo qué tipo de conta, tirei a prova dos 9, mas não tá fechando. O Palmeiras tem 36 jogadores no elenco, 11 voltarão de empréstimo, o que eleva para 47, mais 4 podem ser contratados (e que não pode ser meias-boca, nem promessas), o que aumenta para 51, e só 8 vão sair, o que reduz para 43. Então, para esse elenco começar a ser enxuto, teriam que vazar, pelo menos, 16, ou seja o dobro. E se quiser um elenco de 30 (para mim o ideal seria 25, e se faltar usa da base), teriam que sair pelo menos 21 atletas. Nesse marasmo que as coisas estão indo, quero apostar que o elenco vai inchar ainda mais.

E a imprensa chorinthiana agora quer mudar o regulamento, com direito a prorrogação, dois jogos e por aí vai. Quando os caras tavam se gabando que tinham 12 vitórias em 12 jogos no Lulão, ninguém falava nada. Aí quando realmente precisa ganhar, na decisão, de um time pequeno, com 40 mil a favor, os caras dão ré no trôço e a culpa é do regulamento?

Agora falando sério tem q dar os parabéns ao Fernando Diniz pelo belo trabalho feito num time pequeno sem torcida alguma. É um tapa na cara de pessoas como eu q pensa q o futebol brasileiro está acabado. Um trabalho de 4 anos q exalta a continuidade e a qualidade técnica. Essa semana o vampeta estava num programa de TV e disse q encontrou o PN na federação paulista e o piloto lhe fez a seguinte observação: “impressionante como os times pequenos evoluíram e estão cada vez mais dando trabalho aos grandes”, no que o vampeta respondeu: “É q vcs de Time Grande só contrata jogador ruim”. Sem mais.

com certeza! um dos destaques do time finalista do campeonato paulista é do Palmeiras, isso é uma burrisse, mas a mesma burrisse que já estamos acostumados, já que nosso craque de 19 anos, procurado já pelos principais clubes do mundo, só deve 30% ao Palmeiras porque o paulo podre não achou que valia a pena investir 1 milhão de reais nele… se ele for vendido por 40 milhões de reais (que eu acho um valor muito baixo para este caso), compensa? e esse mesmo presidente burro comprou lixos velhos como barrios, rafa marques, edu dracena, por muito mais dinheiro… acho que chamar esse cara (e seu grupinho) de burro é um elogio…

Historicamente o Palmeiras vai bem na Vila Belmiro, mas no ano passado, contrariando a história, perdemos as 4 partidas lá. Chegou a hora de voltar ao normal e vencermos o Santos em Santos.

Não foi apenas “no ano passado”. Nossa última vitória na Vila foi em 3/4/2011, 1×0 gol de Kléber Gladiador. Depois, foram nove jogos com oito derrotas e um empate com derrota nos pênaltis (no Paulista de 2013), num aproveitamento de pontos inferior a 4%. O jogo de logo mais não tem nada a ver com estatísticas nem com a história recente do confronto, e podemos nos classificar até sem vencer o Santos, mas não dá pra ignorar o desempenho pífio no campo do adversário nos últimos cinco anos, fruto principalmente dos péssimos times montados e da insistência em jogar lá como uma equipe pequena.

Na próxima quarta-feira irei torcer muito para o time do Nacional do Uruguai fazer a sua parte.

Ambos terminaram a primeira fase com 24 pontos e ambos venceram os seus jogos nas quartas-de-final e foram a 27 pontos. Hoje o Audax empatou e foi a 28, só que o Palmeiras tem saldo de 10 gols e o Audax de 7. Então, vencendo amanhã ou empatando e passando nos pênaltis, o Palmeiras faz o segundo jogo no Allianz Parque. A taça é nossa!!!

Se fosse uma final contra o SCCP diria que sim, a taça é nossa. O Audax tem três anos de “tradição”, não tem absolutamente nada a perder e pelo menos hoje joga um futebol muito melhor que o do Palmeiras. Sem contar que levamos um vareio (já com o Cuca de treinador) no confronto pela fase de classificação, e é o típico adversário contra o qual o Palmeiras sofre horrores. Essa história de “a taça é nossa” me lembra um pouco os posts pós-sorteio da Libertadores, nos quais alguns deslumbrados já davam como favas contadas nossa classificação em primeiro no grupo, e deu no que deu. Numa eventual final Palmeiras X Audax, evidentemente que o Palmeiras é (e só faltava não ser) favorito, mas com (muitas) ressalvas.

Se fosse uma final contra o SCCP diria que sim, a taça é nossa. O Audax tem três anos de “tradição”, não tem absolutamente nada a perder e pelo menos hoje joga um futebol muito melhor que o do Palmeiras. Sem contar que levamos um vareio (já com o Cuca de treinador) no confronto pela fase de classificação, e é o típico adversário contra o qual o Palmeiras sofre horrores. Essa história de “a taça é nossa” me lembra um pouco os posts pós-sorteio da Libertadores, nos quais alguns deslumbrados já davam como favas contadas nossa classificação em primeiro no grupo, e deu no que deu. Numa eventual final Palmeiras X Audax, evidentemente que o Palmeiras é (e só faltava não ser) favorito, mas com (muitas) ressalvas.

Milton Leite está inconformado ! Dizendo que o regulamento prejudica o time de melhor campanha que a semifinal deveria também ser 2 jogos….

E o vamprta rindo, com metader da renda e eliminando o melhor time do brasil. Agora volta a ser paulistinha outra vez.

Pois é, favorito nós seremos, mas muuuuuuuuita calma nessa hora. Eu sempre falei que “estamos com uma mão na taça” pensando que encararíamos o SCCP nas finais, mas agora a coisa muda de figura. O Audax não tem absolutamente nada a perder, nós temos muito. 30 anos depois, acho que ninguém esqueceu a Inter de Limeira…

Os comentários estão desativados.