Categorias
Notícias

Palmeiras é punido por briga no Mané Garrincha e perde um mando de campo

 

Incrível. O jogo Palmeiras 2×1 Flamengo foi no estádio Mané Garrincha, em Brasília, como todos nós sabemos. Esse jogo, no domingo retrasado, tinha o mando do Flamengo, como também todos nós sabemos.

E também como sabemos exaustivamente, o mandante é responsável por organizar o espetáculo e cuidar de sua segurança.

Pois bem, os times jogaram, houve uma briga entre parte dos torcedores que foram ao estádio, mais precisamente entre representantes da Mancha Verde e da organizada do Flamengo.

E quem foi punido?

Por maioria, os auditores do STJD decidiram que o Flamengo deve ser multado em R$ 50 mil e punido com a perda de um mando de campo, sem portões fechados.

O Palmeiras leva multa de R$ 80 mil com a perda de um mando de campo, COM portões fechados.

Lembrando que com o Maracanã se preparando para as olimpíadas, o Flamengo não manda jogos no Rio de Janeiro. Ou seja, tirando os R$ 50 mil de multa, não muda nada pros cariocas.

O Palmeiras perdeu o mando e vai jogar uma partida com portões fechados. Cabe recurso.

A defesa palmeirense ignorou o fato que o Flamengo era responsável pela segurança. Resolveu jogar a culpa na organizada.

A dúvida: a estratégia foi correta? Logo de cara a direção alviverde assumiu “a culpa” da briga por conta de sua torcida. Não falou em nenhum momento que outros clubes foram lá no Mané Garrincha e tiveram brigas (SPFC, Corinthians, Vasco e o mesmo Flamengo). Esqueceu de informar que não havia separação rígida entre as organizadas. Não questionou se alguma das partes foi provocada, e com pouca segurança e barreiras, a briga era inevitável. E deixou de lado o mais importante: o Flamengo era o mandante.

A torcida que briga em estádio está errada. Disso ninguém no 3VV duvida da mesma forma que ninguém está passando a mão na cabeça de quem briga em estádio. Mas o que se questiona é se tanto a postura logo após o jogo, acusando a organizada de culpada pela briga, quanto a estratégia da defesa – reforçando esse tema – ajudou o Palmeiras ou simplesmente ajudou o discurso de se culpar a organizada, mesmo que isso significasse a perda do processo. E qual o papel da direção alviverde? ser a palmatória do mundo contra as organizadas ou antes de tudo defender os interesses do Palmeiras?

Nesse caso quem perdeu foi o Palmeiras. Um mando e com portões fechados. E R$ 80 mil de multa.

Saudações…

37 respostas em “Palmeiras é punido por briga no Mané Garrincha e perde um mando de campo”

Não concordo em muita coisa com o Nobre, mas entrar nos posts dos autores do 3vv é sinônimo de pau no presidente! Só isso. Tá bem chato.

Não faço parte desse grupo. Não sou “nobrete” nem anti-Nobre. Já disse que financeiramente ele faz uma administração ótima. Já para montar o time está tendo um desempenho apenas regular.

O fato é que a saída do Tite do SCCP (que inegavelmente tem feito um ótimo trabalho la´), favorece o Palmeiras, já que aquele clube tende a ter um desempenho pior no restante do campeonato. O time deles é apenas mediano e era o Tite que o fazia mais competitivo do que ele realmente é.

Palmeiras punido? Cadê a novidade?! É só o começo, tem o copinho plástico no último domingo, e muitas arbitragens danosas por vir, aguardem… Me admira a anulação do gol domingo passado, no último lance contra eles, esse teve aquilo roxo, ou se atrapalhou, sei lá…

Eu nunca vi um advogado culpar quem defende. Parabéns aos envolvidos, criaram uma nova modalidade no meio judicial. Esperar essa diretoria defender os torcedores esquece, não defende nem o clube.

Com todo o respeito, sobre o tema em questão, permito-me dizer uma coisa bem simples: A pretexto de ser honesto não podemos nos transformar em mártires. Defender nossos interesses dentro da lei também é ser honesto, pois d’outra forma estaremos acobertando terceiros responsáveis pelo evento, se autossabotando. E isto pode ser interpretado de duas formas: a) somos os paladinos da moralidade com pequeno liame para a ingenuidade; ou b) fomos corrompidos, ainda que não seja através de pecúnia, para assumir a culpa como no caso da Portuguesa x Flu, guardada as devidas proporções. Não se pode olvidar que o Flamengo tem responsabilidade civil objetiva sobre qualquer aspecto , ainda que solidária com os administradores do estádio, e porque haveria de ser diferente na esfera desportiva, inclusive com previsão legal de responsabilidade do mandante da partida pelos eventuais incidentes?
Aliás, esse negócio de culpar um clube porque haviam pessoas portando trajes com suas cores é muito perigoso e abre brechas para as mais variadas formas de simulação por quaisquer adversários (que podem pagar um grupo de pessoas usarem a camisa rival e tumultuar o ambiente).

Enfim, fazer cumprir o sistema como está previsto também é ser honesto! Optar por assumir culpa quando a Lei não lhe imputa é excesso de orgulho, beira a arrogância e transparece nítida demagogia.

O mínimo que espero é um recurso decente e técnico do clube para, ao menos, mitigar a sanção imposta pelo STJD, considerando, inclusive que os desordeiros foram identificados e tal circunstância afasta punibilidade, conforme preconiza o artigo 213, par. 3º do CBJD.

Abraço a todos.

O que você não mencionou do artigo 213 é que não basta o desordeiro ser identificado para afastar a punibilidade, ele precisa ser identificado e “detido…, com apresentação à autoridade policial competente e registro de boletim de ocorrência contemporâneo ao evento…, sendo também admissíveis outros meios de prova suficientes para demonstrar a inexistência de responsabilidade”. Isso não ocorreu.

ALEMANHA 7 X 1 CORRUPÇÃO.

Depois que a imprensa de gamba,, fez no domingo, reclamar de um gol irregular, sempre tem que ter alguma coisa de punição ao Palmeiras.

Se preparem que vem mais por aí!

Gostaria de enfatizar também a postura correta de nosso presidente. Vem fazendo um trabalho espetacular, recuperando a alma do Palmeirense. Somos justos, honestos, não queremos nada mais do que é de direito.
Reportagem sensacional no Esporte Espetacular com a família do garoto de Brasília que veio assistir ao jogo domingo.
Melhor presidente do Palmeiras desde a era Parmalat.

Desculpem mas a defesa do Palmeiras foi patética, porque o clube assumiu uma culpa que não lhe cabia. A culpa era exclusiva do Flamengo que não propiciou a segurança necessária pois era o MANDANTE da partida. O Palmeiras fez o que devia: identificou os responsáveis e os expulsou do Avanti.

Culpa exclusiva do Flamengo? Quer dizer que a torcida do Palmeiras não brigou, não atirou objetos, não se confrontou com a polícia. A torcida do Palmeiras agiu pacificamente? Quer dizer que se eu estivesse lá no estádio e recebece uma facada de um palmeirense, e morresse qualquer a culpa seria exclusiva do Flamengo, que não propiciou a segurança, e o assassino teria que ficar impune?

Saiu barato. Pensava que ia tomar uns 4.
Embaixo estava a torcida misturada, de forma tranquila e o estádio cheio de crianças.
Irresponsabilidade total de quem foi para o estádio para brigar. Levo meus filhos ao estadio desde bebês. vi a cena daquele do pai chorando com a criança no colo e juro por Deus, chorei também.
Quem faz uma merda dessa não tem família. Não é Palmeiras. É qualquer merda, mas não é Palmeiras.

Quem acompanha esse julgamento sabe que os auditores já vem com a decisão tomada. Nada do que os advogados falam muda alguma coisa. Infelizmente fomos prejudicados novamente.

Se preparem, vem aí uma denúncia que um copo de plástico foi atirado no gramado do Allianz, no jogo contra a freguesia, alguém já tentou atirar um copo de plástico e conseguiu que atingisse mais de 1 m? Tem certos absurdos que só acontecem contra o Palmeiras e tem gente que não enxerga!

E só pra lembrar, não é a primeira vez que a torcida do Palmeiras atira copo plástico no gramado, pois no ano passaado, contra o Fig.ayrense, no mesmo Allianz Parque, um torcedor fez isso. Só que nesse jogo, o torcedor foi identificado e preso pela polícia.

Se a estratégia foi a correta para não ser punido, não foi, mas a defesa do Palmeiras foi honesta. Aí, vai do juízo de valor de cada um achar mais importante ser honesto, ou defender seus interesses a qualquer custo. Eu primo pela honestidade. A culpa dos torcedores do Palmeiras brigarem é do Palmeiras, não tem como desvincular. O que não foi justo, foi o Flamídia receber uma punição mais branda que a nossa, pois era o mandante do jogo.

Gustavo sua opinião é sempre importante, mas não se trata em defender o que é errado. Muito menos desonesto. De quem era o mando? Do Flamengo. Quem era responsável pela segurança? O Flamengo. Quem brigou: torcidas do Palmeiras e do FLAMENGO. Quem do STJD poderia dizer com certeza quem começou a briga? Há relatos dos dois lados, um culpando o outro. Logo, não se sabe quem começou. Então por que o Palmeiras foi MAIS PUNIDO que o Flamengo? Porque a direção da SEP assumiu na largada a culpa da SUA torcida. Você viu a diretoria do Flamengo culpando os torcedores cariocas de terem invadido o espaço da Mancha? Não. Ele jogou a culpa na torcida do Palmeiars (e pasmem) na do Vasco. Se depois, dentro da SEP, chega-se à conclusão que torcedor A, B ou C foram responsáveis, que se puna exemplarmente qualquer um dos briguentos. Mas não atacar o fato de que o Flamengo era o mandante e as duas torcidas brigaram, pode ter ou aumentado a pena do Palmeiras ou aliviado a pena de um adversário do campeonato brasileiro. Numa situação dessas é um absurdo o Flamengo ter uma pena mais branda que a SEP. Essa é a nossa visão. Abraços.

Ok, mas não foi nada diferente do que eu disse. O Palmeiras assumiu sua culpa, correto, o Flamídia não assumiu a dele, errado. Vai do juízo de valor de cada um. Como eu disse também, pelo Flamengo ser o mandante, é absurdo receber uma pena mais branda que o Palmeiras. Outra coisa, é conhecido por todos (ou muitos) que torcidas do Palmeiras e Vasco são consideradas por elas mesmo como coirmãs. Naquele famoso Santos X Palmeiras, na Vila Belmiro, onde uma pessoa perdeu o pé por causa de uma bomba, eu estava lá e vi (com meus próprios olhos) quem atirou a bomba. Foi um torcedor do Vasco, dentre os vários (quase meio-a-meio) que estava na torcida do Palmeiras. Não gosto de 99% das atitudes dessa diretoria, mas desta vez, não posso condenar, pois agiram com honestidade. Mas, sem stress. O bom é podermos discutir os pontos de vista para fazermos um Palmeiras cada vez melhor. Abraços!

Fechado. Concordamos em discordar. Isso é saudável. Abraços.

Assino em baixo. O problema é que esse presidente arrogante sempre prefere combater seus desafetos mesmo que isso implique em prejudicar o clube (futebol). Então é assim com a WT, Crefisa, e com a torcida organizada, a qual não estou defendendo, pelo contrário, eu acho que ela devia ser processada na justiça por perdas e danos, digamos no valor de um milhão de reais, que seria uma renda média no Allianz. Agora jogar toda a culpa no desafeto e Ajudar a livrar a cara dos urubus, que como foi citado era o mandante do jogo, é muita canalhice (0 Flamengo nao precisou nem de advogado). No caso do copo do jogo de domingo qual vai ser a postura da defesa? Que o culpado e o Zé Mane que jogou é que o Palmeiras merece ser punido novamente?

Engraçado, quando a briga acontece em um jogo que o Flamengo é o mandante, é o Flamengo que tem que ser punido. Por que quando se atira um copo, num jogo em que o Palmeiras foi o mandante, o culpado tem que ser o Zé Mané?

Os comentários estão desativados.