Categorias
Resenha dos Jogos

Pós Jogo Cruzeiro 2×1 Palmeiras: podia ser pior

 

Hoje não deu. O Palmeiras foi a Belo Horizonte para pegar o Cruzeiro e perdeu por 1×2 em uma tarde noite que nada funcionou. Os gols do Cruzeiro foram de Willian. O do Palmeiras, de Gabriel Jesus.

O jogo começou bem pegado, com o Cruzeiro indo prá cima querendo sua primeira vitória no Mineirão. O Palmeiras entrou sem Jean. Com Prass, Fabiano, Dracena, V. Hugo e Egidio; Tchê Tchê, Moisés, Cleiton Xavier e Roger Guedes; Dudu, Gabriel Jesus.

No início Dudu aproveitou um vacilo da defesa cruzeirense e tocou para G. Jesus que marcou. O gol animou a torcida palmeirense e parecia que mais uma vitória se desenhava. Só que não!

O Cruzeiro foi prá cima e logo chegou ao empate, com bola que cruzou a área palmeirense e sobrou para Willian marcar.

Com o empate esperava-se o Palmeiras colocar a bola no chão e começar a jogar. Mas só deu Cruzeiro. Bem marcado pelo time do português Paulo Bento, o time alviverde não criava. Cleiton Xavier desaparecido em campo. Guedes sem brilhar como das outras partidas. Fabiano deixava uma avenida em suas costas. O Cruzeiro era rápido e podia ter já virado na primeira etapa.

Veio o 2o tempo e Cuca mexeu no time. Colocou Luan como um ala esquerda no lugar de Egidio e Thiago Santos no lugar de um inútil Cleiton Xavier. Dudu passou a ser o meia que nós não temos. Continuamos lançando bola para a defesa do Cruzeiro rebater.

Do lado azul, Arrascaeta jogava como um 10 e armava todas as jogadas. Willian fez 1×2 e depois o Cruzeiro perdeu pelo menos três gols.

Fim de papo e o Palmeiras se mantém com 22 pontos. O resultado final foi ruim mas dado o jogo todo, podia ter tomado uma goleada e perdido o bom saldo de gols. Agora é esperar o final da rodada e torcer para continuar na liderança.

Na próxima, o Figueirense em casa.

Saudações Alviverdes!

***

Pré Jogo

O Palmeiras pega neste sábado no Mineirão o Cruzeiro para se manter na liderança do Campeonato Brasileiro na R11. 19 horas, transmissão Sportv.

Jogo difícil.

O time

Cuca tem dúvidas para o time que pega o Cruzeiro.

O treinador ficou sem Fabricio e Zé Roberto, mas levou 24 jogadores para BH:

Goleiros: Fernando Prass e Jailson
Laterais: Egídio, João Pedro e Fabiano
Zagueiros: Edu Dracena, Roger Carvalho, Thiago Martins e Vitor Hugo
Volantes: Jean, Matheus Sales, Rodrigo e Thiago Santos
Meias: Cleiton Xavier, Moisés, Tchê Tchê e Vitinho
Atacantes: Cristaldo, Dudu, Erik, Gabriel Jesus, Luan, Róger Guedes e Rafael Marques

A escalação que a redação do 3VV aposta é: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Tchê Tchê e Moisés; Róger Guedes, Cleiton Xavier e Dudu; Gabriel Jesus.

O Adversário

O treinador português Paulo Bento aposta no futebol de Henrique e Arrascaeta (que joga sim contra nós) para brigar com o Verdão. Mas a campanha em casa é péssima. Sem vitórias ainda. Que continue assim.

Pendurados

Olho:Matheus Sales, Gabriel Jesus, Zé Roberto (que não joga), Thiago Santos e Moisés estão com dois amarelos.

Arbitragem

Leandro Pedro Vuaden do Rio Grande do Sul é o árbitro.

Árbitro Leandro Pedro Vuaden – RS (FIFA)
Árbitro Assistente 1 Alessandro A Rocha de Matos – BA (FIFA)
Árbitro Assistente 2 Bruno Raphael Pires – GO (FIFA)
Quarto Árbitro Rodrigo Nunes de Sa – RJ (CBF-1)

Vuaden não tem trazido muita sorte pro Palmeiras. Desde 2008 o árbitro já apitou 26 partidas:

8 vitórias do Verdão;
6 empates;
12 derrotas.

Foram dois jogos apitados contra o Cruzeiro, um no Pacaembu e outro no antigo Palestra Italia, com uma vitória e um empate. Em Minas Vuaden nunca apitou Palmeiras x Cruzeiro.

Números no Brasileirão

Jogando como visitante o Palmeiras tem campanha instável:  imbatível. 4 jogos e 1 vitória, 1 empate, 2 derrotas, 5 gols pró e apenas 6 gols contra.

O Cruzeiro vem de uma goleada sobre a Ponte Preta em Campinas. Porém jogando em casa sua campanha é muito ruim. Em 4 jogos os mineiros ainda não venceram em casa, com 2 empates e 2 derrotas. 9 gols pró e 9 contra.

Retrospecto

No retrospecto o Palmeiras jogou 82 vezes contra o Cruzeiro e tem desvantagem:  28 vitórias, 23 empates e 31 derrotas. 117 gols pró e 116 contra.

Jogando no Mineirão foram 31 partidas, apenas 6 vitórias contra 16 derrotas.

***

Então deixe aqui seu recado. Este será o post do pós jogo.

171 respostas em “Pós Jogo Cruzeiro 2×1 Palmeiras: podia ser pior”

Quem diria que o Botafogo, com um dos piores times da sua história, conseguiria vencer o ”InterSEMnacional” jogando em Porto Alegre e ainda metendo três gols. Mais uma vez, o Ricardo Gomes fez jus a admiração que eu tenho por ele como treinador, se não fosse o problema de saúde que tem poderia estar em uma situação profissional bem melhor.

O pulso ainda pulsa, colegas palestrinos!

É, várias lições. Luan realmente foi ruim, mas o Fabiano foi abismal. Só servem para jogar contra time pequeno ou entrar qdo estivermos com no mínimo 2 gols de vantagens e 1 jogador a mais (ou seja, são bastante inúteis mesmo para elenco).
Outra lição importantíssima: o Gabriel será fundamental para jogos fora qdo estiver bem. Thiago Santos as vezes faz partidas monstruosas (como contra o sccp) e as vezes entra mais perdido q surdo em bingo, errando muito, fazendo faltas tolas.
Dracena errou muitos passes e saídas e se posicionou mal muitas vezes.
Outra coisa: é legal, é bacana a mentalidade de ir pra cima mesmo fora, mas há jogos q não dá pra ir com uma formação tão ofensiva, ainda mais qdo não temos o Jean, por exemplo.
Ontem era jogo pra ter entrado com Thiago ou Matheus (e Gabriel qdo recuperado).
Mas avanti, 5a nova vitória para retomar!

Estamos tendo a sorte de campeão? De novo a rodada favoreceu totalmente ao Palmeiras. Nós só precisamos melhorar um pouco o desempenho fora de casa e a taça será nossa.

Parece que San Gennaro foi fazer plantão no Beira-Rio pra compensar a folga de ontem… Fico aqui imaginando: se tivéssemos elenco de verdade, e não “opções” como Cristaldo, Thiago Santos ou Luan, que não têm capacidade para mudar o rumo de uma partida, terminaríamos o turno com pelo menos uns dez pontos de vantagem, mesmo com esse exército de baciáveis ganhando salário em dia pra fazer nada.

Tenho a impressão q os times correm mais contra a gente. Não sei pq mas tenho essa impressão. O jogo de ontem mostra isso tbm, se no próximo jogo o cruzeiro correr do jeito q correu ontem os caras vão tudo pro DM.

Embora tenho minhas criticas em especial ao Vitor Hugo, mais o time não é ruim tem equipes bem piores estamos no mesmo nivel, o que não pode é ganhar dos times considerados pequenos e a torcida achar que seremos campeões que Guedes é craque, ai pega time grande e perde vira time de serie B, temos que apoiar mais com os pés no chão, o campeonato está no inicio, temos que criticar para ver se melhora, nada contra o Vitor Hugo pessoa muito querida com todos mais um zagueiro não pode ficar sem ser lembrado pelo narrador do jogo, ontem foi lembrado duas vezes, no gol do cruzeiro e uma bola que correu e não pegou, falta raça sangue na veia, faca na bota, determinação tá bonzinho demais os atacantes adversarios adoram jogar contra ele esse é o problema que o Cuca não enxerga………..

C.u.c.a é um bom técnico, talvez o que tenha conseguido tirar o melhor futebol desse elenco razoável (considerando alguns bons titulares e os muitos perebas que temos), mas não é mágico e está longe de ser um vencedor. É treinador desde 1998, e conquistou apenas um campeonato carioca com o Flamídia, três campeonatos mineiros sendo um com o Cruzeiro e dois pelo Atlético, e a Libertadores de 2013. Vamos lembrar que Valdir Espinosa, Paulo César Carpegiani, Celso Roth, Muricy e Tite (todos com passagens pífias por aqui) também já ganharam uma Libertadores, mas tinham em seus times campeões pelo menos um cara que fazia a diferença em jogos cruciais. Ao contrário do que possa imaginar algum “jênio”, não estou sugerindo a saída do C.u.c.a para trazermos de volta Gílson Kleina, Bonamigo, Candinho ou algo do tipo, até porque acredito que os poucos títulos não desvalorizam seus bons trabalhos, mas desconfio que com essas opções no elenco vamos patinar mais uma vez. Deem Messi, Suarez e Iniesta nas mãos do Osvaldo de Oliveira e talvez seu time não leve a Champions League, mas algum título ele ganha por lá; coloquem Luan, Fabiano, Thiago Santos, Moisés e Cristaldo nas mãos do Guardiola e ele muda de profissão em um mês…

Nosso problema não é o ataque é a zaga, se o meio funcionar beleza quando não, é esta lastima, venho falando do Vitor Hugo que está péssimo não da combate e não marca ninguém está sempre fora da jogada,a cada jogo o cara joga menos é o maior enganador que vi jogar……..

Eu até não acho tão ruim perder a liderança (o Internacional é franco favorito contra o botafogo), mas jogar mal assim e sem vontade é péssimo. Perdemos todas as dividídas hoje, Fabiano foi nulo tanto no ataque como na defesa. Moisés hoje errou tudo que tentou. Até as substituiçoes foram ruins. Eu teria colocado o Rafael Marques, que apesar da péssima fase, é um jogador que segura bola no ataque, coisa que faltou bastante hoje.

De fato, Vinícius, alcançar a liderança no primeiro terço do campeonato quase nunca torna um time campeão, melhor deixar outro “cavalo paraguaio” fazer isso e ganhar consistência ao longo da competição. O que desanima, no entanto, é a qualidade do futebol apresentado fora de casa, fruto da mesma falta de qualidade do elenco. Temos bons jogadores titulares em algumas posições, alguns bons reservas e só.

O Cuca começa a se perder qdo levar o Luan pro banco e nem se quer leva o Barrios não é possível ela achar q Luan e Banana são melhores q ele. Ridículo tirar o Cleyton com 4 minutos

E Cleiton Xavier é isso aí mesmo. De jogador diferenciado não tem nada. É um Robinho Ceni com grife, nada além disso.

E o Robinho Ceni ainda vinha com o bônus de aguentar os 90 minutos em campo. Que fique claro que não vou pra Av. Paulista com faixas pedindo seu retorno em troca do CX, nem a entrada do Erik como muitos pensam, até porque está claro que o C.uc.a. não gosta deles. A questão é que o tempo vai passando, vamos chegando a 1/3 de campeonato e nada de ter meia decente nesse time. Mas espere uma vitória em casa contra o Figueirense para os alucinados voltarem pedindo Vitor Hugo e Moisés na seleção…

Sem o Jean na lateral o time desandou, o Cuca colocou uma joia rara: Fabiano no seu lugar, deu no que deu. O João Pedro e o Lucas Taylor que foi emprestado pro Criciúma, são bons.

Jogando no campo do adversário com torcida mínima – ou inexistente como foi o caso do Morumbi – o aproveitamento é de 8% (1 ponto ganho em 12 disputados). Mantendo esse ritmo, vamos chegar ao final do ano aproximadamente com algo entre 64 e 68 pontos, isso considerando 19 vitórias (100%) em casa, algo que nenhum time jamais conseguiu nos pontos corridos.

Jogo para esquecer. Mas aí olhamos os jogos fora de casa que tivemos até aqui e vemos que a atuação foi no mesmo padrão dos anteriores, aí aquela pulga atrás da orelha já parece que virou um carrapato. Impressão minha ou o Luan tá gordo? Já não basta ser grosso?

No momento em que ele “correu” para dar aquele “cruzamento” no final do jogo, fiquei com a mesma impressão. No auge da forma já é um lixo, gordo então… Acho que alguém pensou que no tempo em que ficou longe do Palmeiras ele aprendeu a jogar bola, mas esse aí se passar um mês treinando com o trio MSN no Barcelona estraga os três…

No máximo iremos pra Libertadores. Somente 4 pontos fora de casa eh INADMISSÍVEL pra quem quer ser camprao. Fora q temos saído na frente e levado empate com gols ridículos. E a torcida aqui tem que pressionar mais. Batem palma pra qualquer coisa, pra lance perdido, pro Egidio, etc. Time sem personalidade alguma quando joga fora.

A questão é simples, se não melhorar o desempenho fora de casa, não ganha o campeonato. Continuo achando esse elenco muito frouxo, com medinho fora de casa, e se o papai (torcida do Palmeiras no Allianz Parque) não estiver por perto, chora. Partidinha medíocre. O Cuca tem de saber fazer esse time jogar bem fora de casa ou adeus Campeonato Brasileiro.

Infelizmente tem isso sim, Reynaldo. Em casa é um trator, fora é um triciclo com pneu dianteiro furado. Não sei se o elenco é frouxo, mas falta quem entre e decida – e não estou falando de jogos contra galinhas mortas em casa, mas partidas contra adversários que sempre foram pedras nos nossos sapatos, especialmente quando jogamos no campo deles, como Cruzeiro, Inter e até o Coritiba. Sem encontrar esse equilíbrio, vamos lutar por G4 e só.

Jogo contra o Internacional, fora, já dou como perdido. Nem com os nossos melhores times conseguimos ganhar lá. Seria uma enorme surpresa um resultado positivo. O problema é que esse ano o Internacional é um dos nossos concorrentes diretos e seria importantíssimo ao menos empatar lá. Mas é difícil acreditar que o Palmeiras consiga.

E acho que durante as Olimpíadas as opções serão essas mesmo, porque o Erik (que não estou dizendo que é a solução para nossos problemas) só vai entrar se metade do elenco pegar dengue e a outra metade chikungunya…

O Cruzeiro não ganhava de ninguém em casa. O SPFC não ganhou de nenhum time importante no Morumbi, assim como a Ponte Preta em Campinas. O Coritiba não consegue sair do Z4. Sim, todos os times vão perder pontos bobos neste campeonato, mas nenhum deles tem técnico que prometeu ser campeão.

Os comentários estão desativados.