Categorias
Resenha dos Jogos

Pós Jogo Inter 0x1 Palmeiras: vitória emblemática

Verdão comemora o gol de Erik (crédito: twitter)

 

***

O Palmeiras venceu o Inter no Beira Rio por 1×0, gol de Erik, aos 10 da primeira etapa.

O Palmeiras como vem ocorrendo na era Cuca começou com força e podia ter aberto o placar logo de cara com Jesus perdendo grande chance. Mas logo depois, em bola que começou com Cleiton Xavier na direita, o rebote quase perdido na área do Inter encontrou Erik – ou Erik encontrou o rebote? – que chutou no canto de Marcelo Lomba. 1×0.

O gol deu muita tranquilidade de um Palmeiras seguro contra um Inter tecnicamente fraco. O Verdão perdeu ainda boas chances no 1o tempo onde mataria o jogo.

Veio o 2o tempo e Falcão tentou transformar seu time. Em vão.

Os destaques positivos: a defesa palmeirense estava muito bem postada. Thiago Santos, Victor Hugo e Dracena firmes na bola aérea, e o Inter não levou perigo em nenhuma vez a Fernando Prass. Destaque ainda a Zé Roberto, que estava firme em todas as bolas no seu setor.

Os destaques negativos: Cuca mexeu e mal. Colocou Dudu (pouco fez), Rafael Marques (voluntarioso) e o incrível Leandro Pereira (que quebrou um contra-ataque que seria a pá de cal no jogo). Cuca mexeu e mal mas a superioridade palmeirense era maior.

Final de partida e o 1×0. Há vitórias e derrotas emblemáticas. Essa é uma vitória emblemática. Com o empate no Itaquerão uma rodada onde muitos apostavam que o Palmeiras iria para a vice-liderança 2 pontos atrás do líder, terminamos 3 pontos a frente e cada vez mais líderes.

A R15 poderá ser conhecida num futuro próximo como a rodada que definiu o Campeonato Brasileiro 2016.

Que assim seja!

Saudações Alviverdes!

***

Pré Jogo (publicado originalmente às 10:31 @17/07)

O Palmeiras pega o Inter nesta tarde de domingo no Beira-Rio. O Palmeiras precisa da vitória para garantir a liderança independente do resultado do Itaquerão. O jogo é às 16:00 horas, e terá transmissão da Globo e PFC.

O time

Cuca tem os retornos de Thiago Santos, Guedes e Jesus. Moisés está fora. Mina também.

O time provável? Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos, Tchê Tchê e Cleiton Xavier; Róger Guedes, Dudu e Gabriel Jesus.

Pendurados do Verdão

O Palmeiras tem cinco jogadores pendurados com dois cartões: o lateral-esquerdo Zé Roberto, o zagueiro Edu Dracena, os meio-campistas Matheus Sales e Tchê Tchê, e o atacante Erik.

O Adversário

O Inter está em queda livre na tabela do Brasileiro com 20 pontos. Entretanto perdeu as quatro últimos partidas e nos últimos 15 pontos disputados fez apenas um ponto. Argel explodiu e veio Falcão, que estreia hoje.

A escalação provável é:acsson (Marcelo Lomba); William, Paulão, Ernando e Raphinha; Fernando Bob, Rodrigo Dourado, Andrigo e Gustavo Ferrareis; Eduardo Sasha e Vitinho.

Arbitragem

O GOIANO Andre Luiz de Freitas Castro (GO) apita a partida, auxiliado por Kleber Lucio Gil (SC/FIFA) e Bruno Raphael Pires (GO/FIFA).

Esse árbitro apitou 8 jogos do Verdão desde 2008. retrospecto bom:

5 vitórias

2 empates

1 derrota

15 gols pró Palmeiras

7 contra

No Brasileirão 2016, Andre Luiz de Freitas Castro apitou até agora 3 partidas. E um detalhe curioso: nenhum mandante venceu com ele apitando.

Santos 0 x 1 Internacional Vila Belmiro
Cruzeiro 0 x 1 São Paulo Mineirão
Fluminense 1 x 1 Grêmio Raulino de Oliveira

Foram 1 empate e 2 vitórias dos visitantes. Aplicou 6 cartões AMARELO pros mandantes e 3 AMARELO pros visitantes. Ainda um cartão VERMELHO pros visitantes.

Se depender do retrospecto…

Números no Brasileirão

Jogando como visitanteo Palmeiras melhorou sua  campanha mas ainda é fraca:  2 vitórias, 1, empate, 3 derrotas. 9 gols pró e 9 gols contra.

O Inter como mandante tem 4 vitórias (América MG, Atlético MG, Atlético PR,  e  Sport), 1 empate (Chapecoense) e 2 derrotas (Grêmio e Botagofo).

Retrospecto

No retrospecto atual estamos bem: desde que a Crefisa patrocina o Palmeiras, nunca perdemos, nem lá, nem aqui.

Logo…

Saudações Alviverdes!

89 respostas em “Pós Jogo Inter 0x1 Palmeiras: vitória emblemática”

Em relação às comparações com 2009, naquele ano ganhamos do Flamengo no Maracanã, enfiamos 3×0 no SCCP então campeão paulista e da Copa do Brasil, vencemos o Santos na Vila por 3×1 com folgas e lideramos 19 das 38 rodadas (metade do campeonato). O time era bom (não uma maravilha), mas tinha defesa, meio de campo e ataque. Carecia de peças de reposição, tanto que quando esse mesmo CX se machucou a equipe caiu de produção, mas dizer que aquele time não passava confiança, com cinco pontos de vantagem na metade do segundo turno e com uma tabela fácil pela frente, é exagerar do direito de ter amnésia. Sucumbimos diante da fogueira das vaidades e da falta de competência do Muricy e da diretoria em avaliar o que acontecia a tempo, mas aquele foi o título mais fácil que perdemos talvez em toda a história.

Só pra complementar, levamos vantagem tbm no preparo físico. No segundo tempo, Fred , Robinho e Prato tão Mortinhos. O Fred então, virou cone de novo kkk…com certeza o Cuca está assistindo e vai montar o time da melhor forma pra levarmos mais 3 pontos. O q mais me preocupa mesmo é a entrada do Vagner no gol. Q tenha muita sorte Pq substituir o Prass é uma gelada e tanto.

Assistindo Atlético x Coritiba. Mesmo jogando em casa contra um adversário fraco o galo não consegue pressionar. Maicosuel não tá jogando nada, Fred já é praticamente um ex jogador, Robinho é o mais perigoso mas tbm não tem mais aquela mobilidade de antes, Prato ta voltando agora depois de 2 meses parado, totalmente sem ritmo. Claro q não dá pra bobear , são jogadores q sabem jogar e tem experiência mas temos tudo pra vencer domingo. A torcida parece q empolgou de vez, hj ainda é segunda feira e os ingressos já estão esgotados. Pra substituir o G Jesus eu apostaria no Barrios novamente. Tanto Dudu qto Roger Guedes não são goleadores, se jogar os dois mais o Erik terá muita velocidade mas pouca objetividade. Vamos ver o q o mestre Cuca rs vai fazer…Sou mais Verdão. Avanti Palestra!

Algumas observações :
1- Após 19 anos , vencemos o Inter fora de casa. Muito top !
2- Cuca , tem errado, errou contra o Santos e ontem também.
3- Quando tudo parece seguir o caminho da normalidade , as olimpíadas tiram do time os principais ponto de equilíbrio , Prass e Jesus. Que não sintamos as ausências.
Boa sorte Palmeiras.

Não mexeu tão mal assim… Dudu era a entrada óbvia, leandro pereira e R. Marques entraram pra segurar a bola no ataque e ajudar no jogo aéreo.

Já que estamos precisando de um jogador para o lugar do G Jesus, porque não o Riascos?
Esse ia bem no verdão também.

Palmeiras tem que terminar o turno com 38 pontos, pra ficar exatamente no planejado pra ser campeao. Deve terminar com 39 ou 42, numa projeção realista. Estamos bem!

1 – Como jogou bola ontem o Thiago Santos;
2 – Zé Roberto também jogou muito, mas foi infantil naquele lance em que (ainda bem) o juizão não deu o penalti;
3- Esse Valdívia iria bem no verdão, manda o Barrios para lá e traz o garoto para o ano que vem;
3 – O PN precisa por a mão no bolso e trazer mais um atacante para nós;
4- O Cuca é ….., como acertou nosso time;
5 – Que venha o galo do palhaço carequinha (M Oliveira), pra cima deles verdão;
6 – A linha de zaga também foi ótima, mas o Tchê-Tchê, como diz Osvaldo Paschoal: Jesuis como joga esse menino.

Quem diria q depois de 19 anos voltaríamos a vencer o inter no sul e com um do Erik. Implicância a parte, foi um grande jogo do Palmeiras no primeiro tempo mas vacilou por não ter matado ali. Poderia ter custado caro principalmente pelo estabanado Zé Roberto q fez pênalti e graças a Deus o juizao não deu. De qualquer forma merecemos a vitória é merecemos estar na liderança. O Palmeiras é hj o melhor time do campeonato mesmo. O futuro dirá se permanecerá assim, mas hj somos os melhores ou pelo menos o time menos pior pq tá feio o negócio de jogar bola aqui no Brasil heim. . ..e se eu fosse Pai do G Jesus aconselharia ele a ficar aqui no mínino mais uns 5 anos. Se o Barça e o real estão achando q ele é uma espécie de novo Neymar, vão dar com os burros na água kkk

Em dezembro, se comemorarmos o título, vamos lembrar da vitória de hoje como fundamental. Hoje vimos a história ser escrita. Essas vitórias geralmente são de time campeão, enfim, vamos ver como nos saímos sem Jesus e Prass. E concordo que Jesus ainda não é um fora de série, por pecar nas finalizações e tomar muito cartão amarelo. Mas a tendência é evoluir bem, como já aconteceu de 15 pra 16 e assim como foi com Neymar, que deslanchou nas mãos do Muricy.

Avanti!

O Palmeiras pode tropeçar? Pode e provavelmente vai ter alguns tropecinhos, mas os outros tendem a tropeçar mais. Por isso, depois do jogo de hoje, considero o Palmeiras como favorito ao título. Antes achava que era um dos candidatos, mas agora já é o favorito.

Acho que ainda é cedo para cravar esse “favoritismo”. Precisamos ver o quanto as ausências de Jesus (que perde gols incríveis mas cuja presença incomoda demais as defesas adversárias) e principalmente do Prass farão diferença, o quanto um meia de qualidade (CX não é e jamais será esse cara) vai fazer falta nos momentos agudos do campeonato e o quanto aprendemos a jogar fora de casa, já que as partidas contra nossos principais perseguidores do momento serão nos seus estádios no returno. Escrevo tudo isso lembrando que no ano passado, principalmente após aquela sequência de resultados positivos na segunda metade do primeiro turno, estávamos praticamente a uma vitória de assumir a liderança ou pelo menos ficar no “bolo” junto com Galo e Gambás jogando relativamente bem, e depois o caldo azedou. Claro que a situação (e o nível dos adversários) hoje é diferente, mas pelo menos para mim as derrotas para o patético time do Cruzeiro, para o SPFC cheio de refugos e a fraca atuação da equipe toda remendada diante do Santos mesmo jogando em casa não permitem que o time desligue o sinal de alerta em momento algum. Não digo que somos favoritos ainda, mas que somos o “time a ser batido”.

Só mais um detalhe: daqui a pouco teremos também a Copa do Brasi, que se no ano passado salvou a temporada neste talvez possa “atrapalhar”. Muita gente vai dizer que temos elenco para disputar até o final as duas competições, mas a partida da última terça provou que não é bem assim. Se for para optar, acho que está clara nossa prioridade em 2016.

Eu não acho muito cedo não Eduardo. Eu TENHO CERTEZA. Em 2009 ganhamos do cruzeiro no mineirão, 1×2 num jogo espetacular, inesquecivel, dificílimo. Isso foi na 25 rodada. Ganhamos em casa do Atlético PR na 26, aquele jogo do Danilo lembra? Depois metemos o coro no santos na vila. Faltavam 11 rodadas e o palmeiras assumiu de vez o favoritismo pro título. Todos sabemos o resultado. Agora, Depois da 15 rodada, se tivéssemos 45 pontos eu estaria comemorando, não o título, mas a fuga do rebaixamento. Não podemos dar sopa pro azar.

Inexplicável entrar Rafael Marque e não o Barrios, e depois entrou Leandro. Não sou nenhum fã do paraguaio, acho-o bem mais ou menos, mas, melhor que estes dois ele é, talvez o Alecssandro seja um pouquinho melhor, o Cuca está mandando mau nessa, isso não se faz…

Yzquierdo, até bem pouco tempo o treinador não dava a mínima chance para o Erik (que realmente não é lá uma maravilha, mas pelo menos merecia ter oportunidades iguais). Parece que essa “birra” agora foi para o argentino/paraguaio, mas com a ausência do GJ e as demais opções do elenco (Rafa Marques, Banana, Cristaldo, Alecsandro) creio que não temos nada melhor que ele, e desde que tenha condições físicas vai acabar entrando.

As vezes fico na dúvida se o Cuc@ realmente está de marcação com o Barrios ou se a escolha de não utilizá – lo é puramente técnica. O RM faz tempo q não entrava e ontem entrou pra fazer a função mais parecida com o CX, o q não consegue pq é muuuuuito ruim. Já o Leandro banana entrou por ser uma referência na área, por ser alto e ajudar nas jogadas aéreas já q o inter ia pro abafa e por se movimentar mais no ataque do q o Barrios q é mais estático. Ainda acho o Barrios mais jogador q os outros dois, mas nesse esquema do Cuc@ ele realmente não cabe, a não ser q esteja numa fase iluminada daquelas q a bola bate nele e vai pro gol, o q não é o caso. Acho q o Paraguaio/Argentino vai dançar mesmo e vai acabar saindo do clube. Eu ainda acho q ele pode ser útil, mas se for pra peder um entre ele e o Dudu como disse o repórter da RGT e eu não acredito, então q seja ele.

Não fizemos um grande jogo e nem precisou, o inter não jogou nada! Muito fraco mesmo, tomamos pequenos sustos em vacilos nossos e não por méritos deles. Começo acreditar que temos muita chance, pois vencer um asa negra histórico desses, do qual somos fregueses de carteirinha, independente do momento deles, pode ser emblemático sim!

É apenas a segunda vez na minha vida que vejo o Palmeiras vencer no Beira-rio! Sai Zica!

Olhando os comentários pós jogo, fiquei preocupado com o pênalti do Zé Roberto no final do jogo, a imprensa vai fazer uma bela campanha e isso nos trará dificuldades. Acho que foi pênalti, embora não escandaloso, mas ainda estamos no saldo negativo, fomos mais prejudicados que beneficiados.

Acabo de ficar um pouco mais feliz, a goleada que o Grêmio levou lá no recife mostra que nosso resultado lá contra o Sport foi excelente, assim como o de hoje! Estamos melhorando a campanha fora de casa, espero continuar assim, ainda pegamos Botafogo e chape fora de casa, este último adversário é mais um sapo entalado que precisamos exorcizar…

Dois pontos de lucro, hoje. Uma vitória importante e rara. E a imprensa que dava como certas, derrotas do Palmeiras e do São Paulo, sefu.

Resumo da ópera: um ponto ganho na terça quando não éramos favoritos (por conta dos desfalques) mais três hoje quando também não éramos favoritos (pela história). Por isso sou totalmente contra sermos rotulados de “favoritos” na 15ª rodada, isso nunca dá certo. Acho no entanto que contra o Galo passaremos a ser mesmo favoritos, portanto vamos deixar isso de lado, ganhar o jogo e manter a distância.

Antes de crítica, é uma constatação: falta muito para o Gabriel Jesus ser um fora de série. É capaz de jogadas impressionantes, mas ainda peca demais nas finalizações. No meu entendimento, ainda não pode assumir o posto de protagonista de uma equipe que almeja título. Se for agora para a Europa, provavelmente não entrará jogando no Barcelona e será emprestado para alguma equipe menor para ganhar experiência na Europa. Dependendo do técnico que encontrar, poderá evoluir ou regredir sensivelmente. Se “sobreviver” à Olimpíada, for campeão brasileiro (sendo ou não artilheiro) e conseguir emplacar uma Libertadores (com um time que realmente entre para competir nela), chegará ao Velho Continente com muito mais estofo para os desafios que lhe serão impostos. Tomara que quem cuida de sua carreira e de seus intere$$e$ pense nisso.

Na rodada que mais temia perder a liderança, não só não perdemos como abrimos vantagem. Sensacional. O segundo tempo realmente foi ruim, mas um time campeão também vence jogos assim. Adeus tabu. Três pontos de ouro.

Terceira vez na vida que ganhamos lá no Brasileirão, como resultado vitória maiúscula, pro título tem que melhorar, mas hoje vale a comemoração, Avanri Palestra

Não sei se você leu o que postei outro dia, mas era exatamente isso: o Dudu talvez seja hoje nosso melhor e mais regular atacante (GJ com seu talento incrível e igual capacidade de perder gols fáceis à parte), mas na época da Parmalat disputaria (com grandes chances de perder) lugar na reserva com o Maurílio. Imagine essa lista de baciáveis acima citada…

Achei que o Palmeiras fez um grande primeiro tempo, e o 1 a 0 foi até pouco. Mas, o Palmeiras não pode perder tantas chances para matar esse jogo. O Inter esteve adormecido na partida, mas pode não estar morto. Tem que caprichar mais para sair com a vitória.

Infelizmente isso tem acontecido nos jogos mais difíceis, o palmeiras perde muitos gols, esse último lance do primeiro tempo com o roger Guedes poderia quase ter matado o jogo.

Ótimo primeiro tempo, no qual o time controlou o ritmo da partida e o Prass nem sujou o uniforme. O que não pode acontecer: faltas perto da nossa área e tantos gols perdidos. Jesus tem tudo para ser um baita jogador, mas depois que aprender a finalizar, pois a quantidade de gols que desperdiça em partidas decisivas (lembremos a final da CB e a Libertadores) ainda não me fazer credencia-lo a ser um fora de série. Por mais incrível que possa parecer, poderíamos ter liquidado o jogo no primeiro tempo, e acreditar que esses gols não farão falta é querer abusar da paciência de San Gennaro.

Só para completar: Zé Roberto precisa se aposentar logo, não dá mais (o mapa da mina para o Inter é ali), Erik só apareceu no lance do gol e CX tenta provar que ganhar esse campeonato contando apenas com o seu “talento” no meio-campo será um autêntico trabalho de Hércules…

Posso até concordar que ele seja nosso melhor lateral esquerdo, principalmente pela liderança, pela sua história no futebol e pelas opções que temos, o que por si só indica o quanto nosso elenco é desnivelado. Mas hoje está levando um baile.

Estamos bem no jogo mas esse negócio de querer jogar como o Barcelona não me agrada muito. Aqui nao tem jogador pra isso. Fica esse toque sem progressão , sem ofensividade. Tem q marcar pressão e aproveitar q o Inter ta uma bost@ e matar jogo já no primeiro tempo.

Que papo da Globo é esse que o Dudu (e o Barrios tb) está saindo? Se o PN aprovar isso ele é muito burro. Joga o titulo no lixo de uma vez

Não percebi essa tendência tão forte por parte da Imprensa não, pelo contrário, vi muita gente destacando nosso longo tabu mas ponderando que o jogo de hoje pode ser diferente. No mais, concordo: assim como Zico, Falcão foi um jogador excepcional, mas será sempre dublê de projeto de treinador.

Das tres equipes que o Palmeiras dificilmente ganha fora (em Brasileiros), hoje vamos enfrentar a terceira. Depois do empate com o Coritba, da derrota pro Cruzeiro (total de 5 pontos perdidos para quem quer ser campeão), chegou a vez de pegarmos o Internacional, no Beira-Rio. Diferente dos outros dois, essa é uma partida que o empate é um bom resultado (desde que se vença o mesmo Inter no Allianz). Acho que os times se equivalem, e dá até pra pensar numa vitória. Mas tem que jogar futebol, e não ser covarde, viu Cuca? Nada de enfiar cinco volantes. Se for jogar no bumba-meu-boi, perde. Palpite: 1-2 Sep ( mais com o coração e San Gennaro na retaguarda).

Concordo inteiramente com sua análise: o empate hoje é bom negócio (contando com a vitória na partida do segundo turno), ao contrário do que foi no Couto Pereira, e bem ao contrário do que foram as derrotas no Mineirão, no Morumbi e no Moisés Lucarelli (pelo menos o estádio do Inter começa com “B”…). E pelo menos na teoria o time vai pro ataque. Fico no 1×1, esperando que o Erik atrapalhe menos, que a dupla de zaga se atrapalhe menos e que o Thiago Santos não se atrapalhe com a bola.

Hoje é jogo pra levantar mais um defunto e confirmar a história deste século, ou então pra chutar esse maledetto tabu e deixar os adversários bem preocupados. Tenho percebido que não estão botando muita fé na gente, mas uma vitória hoje, além dos óbvios três pontos, trará um efeito psicológico monumental, especialmente nos adversários.

se for ver o quanto de tabus e rivais encardidos acumulamos nesses últimos 20 anos, inter, flamengo, são paulo, santos, curica, vitória, sport, atlético pr, atlético mg… e por aí vai… tem até time que nem é da série A… isso não é questão de tabu, é questão que o clube piorou demais mesmo ultimamente… porém, pessoalmente sou supersticioso e se ganhar hoje e no morumbi dos bambi na segunda rodada, acho que virão mais uns anos de glória para o maior campeão nacional de novo…

Sei la, mas tem coisa que não tem explicação. Quantas vezes jogamos contra eles com times melhores e perdemos. Olha só como são as coisas, os caras só estavam perdendo e trocam de técnico bem no jogo contra nós. Tem que ser justo contra o Palmeiras… tem coisa que não da de explicar.

jogo de hj eh o estilo que o time gosta de jogar, esperando o adversário no contra ataque. eu particularmente nao gosto desta postura. mas vamos pra cima meu Verdão. palpite: inter 1×2 SEP

Os comentários estão desativados.