Categorias
Resenha dos Jogos

Pós Jogo Palmeiras 1×1 Santos: não foi bom mas não foi ruim

 

O Palmeiras empatou nesta noite de terça feira em 1×1 com o Santos no Allianz Parque. Um público de pouco mais de 40 mil torcedores assistiu o fechamento da 14* rodada do BR 16.

Mesmo com dois desfalques importantes, e com Erick e Barrios nas vagas de Gabriel Jesus e Roger Guedes, o Verdão foi para cima desde o início e logo aos 7 minutos abriu o placar, em escanteio cobrado por Dudu, Mina subiu muito e cabeceou certeiro para marcar seu primeiro gol pela SEP, e comemorar com uma simpática dancinha ao melhor estilo colombiano.

Porém logo após o gol Moises sentiu novamente a contusão que o tirou do jogo em Recife e saiu para a entrada de Arouca. A escolha de Cuca teve de ser rápida e no primeiro momento pareceu acertada. A SEP passou a fechar os espaços na defesa e em alguns momentos adiantando a marcação e não dando chance ao Santos de criar. E no final do 1o tempo perdemos Mina, com uma distensão na coxa.

Veio o segundo tempo e a SEP ensaiou aquele começo eletrizante, porém Arouca perdeu uma bola no meio campo e isso resultou uma falta na intermediária. Gabriel, com um chute despretensioso que desviou na zaga, matou Fernando Prass, e fez o empate santista.

O time de Dorival Jr buscava gastar o tempo, enquanto Cuca colocou Leandro Pereira no Lugar de Barrios. O jogo se arrastou até o fim com o empate. Do lado da arbitragem, mais uma vez um erro contra o Palmeiras,  deixando de marcar um pênalti em uma jogada de bola na mão do defensor do Santos. Minutos antes o árbitro aplicou a falta em jogada idêntica do Barrios, fora da área.

Fica o destaque prá torcida que bateu o recorde de público da Arena e apoiou até o fim. Com o empate o Palmeiras continua líder isolado e domingo tem uma pedreira com o Inter lá no sul, provavelmente com os colorados de técnico novo. O Palmeiras terá a volta dos seus dois meninos de ouro e – quem sabe – a chance de vitória.

Saudações Alviverdes!

 

***

 

Pré Jogo

O Palmeiras joga uma partida difícil e importantíssima contra o Santos, no Allianz Parque, nessa noite de 3a feira pela 14a rodada do Brasileirão. Os adversários encostaram mas nem mesmo uma eventual derrota deve tirar a liderança da SEP.

O jogo é às 20:30 horas, e terá transmissão do Sportv e PFC.

O time

Cuca tem importantes desfalques: Gabriel Jesus, Roger Guedes e Thiago Santos pelo 3o amarelo. Por outro lado, Moises, que era dúvida, foi relacionado. Os convocados pro jogo:

Goleiros: Fernando Prass e Vagner
Laterais: Egídio, Zé Roberto e João Pedro
Zagueiros: Edu Dracena, Thiago Martins, Yerry Mina e Vitor Hugo
Volantes: Jean, Matheus Sales, Arouca, Rodrigo e Gabriel
Meias: Fabrício, Allione, Moisés, Tchê Tchê, Cleiton Xavier e Vitinho
Atacantes: Rafael Marques, Dudu, Erik, Leandro Pereira, Luan e Lucas Barrios

O time provável? Fernando Prass, Jean, Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Matheus Sales e Arouca; Erik, Cleiton Xavier (Moisés) e Dudu; Lucas Barrios.

O Adversário

Com a R14 faltando apenas este jogo para se encerrar, o Santos está em 7o lugar, com 22 pontos e 7 vitórias. Depois de um início instável o time da Vila Belmiro se recuperou e nas últimas 5 partidas venceu 3. Como visitante tem 2 vitórias, 1 empate e 4 derrotas.

Ricardo Oliveira está fora. David Braz retorna mas deve ficar no banco. E Dorival Jr está em dúvida entre Copete e Vitor Bueno. O time provável deles é Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno (Copete), Gabriel e Rodrigão.

Pendurados do Verdão

Zé Roberto, Edu Dracena, Tchê Tchê, Moisés e Matheus Sales.

Arbitragem

Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO), auxiliado por Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

Wilton Sampaio apita jogos do Palmeiras desde 2009. Até agora foram 19 partidas, com 8 vitórias e 6 derrotas.

Ano passado apitou Palmeiras x Inter no Allianz pela Copa do Brasil, com vitória do Verdão.

Números no Brasileirão

Jogando como mandante somos 100%. Que continue assim.

O Santos como visitante  tem 2 vitórias (Fluminense e Santa Cruz), 1 empate (Figueirense) e 4 derrotas  (Atlético MG, Corinthians, Atlético PR,  e Grêmio).  10 gols pró e 10 gols contra.

Retrospecto

No retrospecto o Palmeiras tem vantagem contra o Santos. 135 vitórias contra 102 derrotas.

Jogando no Allianz 3 vitórias e apenas um empate.

Rótulos de Linha Jogos Vit SEP Emp Der SEP GP GC
Av.Conselheiro Nébias 1 0 0 1 0 5
Bruno José Daniel 1 0 1 0 0 0
Chácara da Floresta 4 4 0 0 17 6
Eduardo José Farah (Prudentão) 1 1 0 0 2 1
Morumbi 50 18 20 12 69 60
Pacaembu 82 29 24 29 131 136
Palestra Italia 70 36 20 14 137 75
Palestra Italia – Allianz Parque 4 3 1 0 4 1
Parque São Jorge 1 1 0 0 3 2
Paulo Constantino (Prudentão) 1 1 0 0 1 0
Ponte Grande 2 1 0 1 8 1
Velódromo 1 0 0 1 0 7
Vila Belmiro 105 42 19 44 176 168
Total Geral 323 136 85 102 548 462

***

Três pontos importantes. Vamos buscar!

 

137 respostas em “Pós Jogo Palmeiras 1×1 Santos: não foi bom mas não foi ruim”

O nosso futuro camisa 10 está do outro lado do muro. Se chama Ganso. Eu acho que o Perrone tem razão, ele deve ter ficado “mordido” (coisa de bambi) com a saída do outro diretor deles e a compra do Cueva e do zagueirão que entregou a rapadura e o deixaram de lado.
Parece que não acertaram a venda com o Sevilha. É só o PN por as mãos no bolso e damos um chapéu nos bambis. Engraçado gritaram tanto por causa do penalti que dizem ter sofrido, mas os dois penaltis contra o Galo eles não falam nada.
Se não vier o Ganso que vã buscar o Diego, perder para o Flamengo não dá.
E o Deus da raça Lugano, que esticada de perna no primeiro gol do Nacional. kakakakakaka

Espero q seja um chapéu no flamidia. Traga o Diego ex Sardinhas mesmo ele pedindo um caminhão de dinheiro. Esse cara cairia como um luva no nosso meio de campo e apesar de não brilhar lá fora , aqui nesse futebolzinho falido do Brasil tenho certeza q ele faria a festa. Deixaria o Jesus na cara do gol pelo menos umas 4 ou 5 vezes por jogo.

Independiente Del Vale eliminando o Boca Juniors em plena Bombonera. Com todo o respeito àquele clube, mas se um time do pobre e pequeno Equador pode chegar a uma final de Libertadores, eliminando o tão decantado e temido (pelos clubes brasileiros) Boca Juniors em casa, é obrigação uma potência como o Palmeiras almejar a disputa do título todos os anos. O Del Vale não está demonstrando medo em jogar na Bombonera. Merece os parabéns. Exemplo aos clubes brasileiros.

O futebol hj é outro amigo. O boca hj joga muito mais com a mística da camisa e do estádio do que qualquer outra coisa. O time deles é bem fraquinho. Pra falar a verdade não sei se o Palmeiras aguentaria com Atlético Nacional e Independente del vale, não aguentou nem com o Nacional do Uruguai. Mas concordo com vc no que diz respeito a ambição. Time grande com o Palmeiras tem q brigar todo ano pelo título da libertas.

Esse Calleri dos bambis que está indo embora, seria um excelente reforço para nós. Já que vamos ficar sem o Mina por um tempo, o verdão poderia trazer o Luan do Vasco. Esse 10 do Nacional também seria um reforço interessante.
Agora e o tal de Wesley, meu Deus!!!!!
E o Lugano no primeiro gol do Nacional, não conseguiu esticar as pernas. Precisa fazer um estágio com o Zé Roberto. kakakak

Pois é, e lembrar que não conseguimos fazer um mísero gol nesse time com Dênis mão de alface no gol e Lugano Matusalém na zaga, é pra pensar se anda não vamos lamentar muito no final do campeonato esses três pontos jogados no lixo.

E pensar também, que, ao contrário do Palmeiras, o SCCP e o Santos já ganharam “trocentas vezes” deles dentro do Morumbi. Não dá para entender. O SPFC faz a sua melhor partida sempre contra o Palmeiras no Morumbi.

Para mim, esse empate contra as Sardinhas teve gosto de derrota, se dizem que o Palmeiras tem elenco para suprir os ausentes, mas na prática não vi isso não. O outra, o Palmeiras precisa urgentemente de um camisa 10 para ser titular o Cleiton Xavier é apenas pra compor elenco.

Criscio vi esse reportagem (http://espn.uol.com.br/noticia/601428_palmeiras-se-revolta-com-quebra-de-sigilo-e-acha-que-wtorre-quer-lancar-proximo-presidente) e confesso que fiquei preocupado…. porque o PN pode ter/tem várias ações questionáveis, mas nesse caso da arbitragem ele está, no meu ponto de vista, simplesmente defendendo os direitos do Palmeiras de uma construtora que claramente quis usar de má fé uma um texto contratual mal redigido (fruto de gestões passadas). Sei que muitos aqui no 3VV defendem sua candidatura a presidente, por isso sugiro um post em que passe a sua interpretação/entendimento sobre os pontos que estão na arbitragem, apontando onde concorda/discorda com o PN e com a construtora.

Eu admito que o pênalti foi discutível, mas que seria ótimo que o árbitro marcasse, seria. São lances assim que decidem um campeonato. Dois pontinhos a mais para um clube, um pontinho a menos para outro e, no final, faz muita diferença. O que o SCCP já ganhou pontos em lances como esses…

Só precisamos lembrar de uma coisa importantíssima da qual muita gente mais exaltada se esquece, colocando exclusivamente na conta dos apitos que sopram por aí a grande responsabilidade sobre eventuais fracassos do Palmeiras: pênalti NÃO é gol, precisa ser convertido, e hoje não temos um Evair, um Djalminha, sequer um Arce que garantam que qualquer bola na cal seja placar movimentado.

tinyurl.com/zp42bnx
youtu.be/ioA6_xv9sg8?t=6805
youtu.be/ioA6_xv9sg8?t=8416
youtu.be/2pl-SY0kyog

Afinal, para o Wilton Pereira Sampaio, esse tipo de lance é falta ou não é??

A verdade é que corremos grande risco de perdermos a liderança na próxima rodada e grande. Espero que enfim o Palmeiras faça uma grande partida em Porto Alegre.

E ninguém aqui vai poder execrar qualquer jornalista, palmeirense ou não, que entre hoje e domingo faça essa avaliação considerando os adversários de Palmeiras e SCCP no final de semana. Não seria nenhum absurdo ganharmos do Inter e o clássico entre os rivais terminar com uma vitória bambi, resultados com os quais abriríamos quatro pontos de vantagem (pelo menos em relação ao Choríntians, já que o Grêmio vai enfrentar o péssimo Sport e dependendo da rodada também poderá nos ultrapassar), mas hoje o panorama é justamente o inverso. Trata-se apenas de analisar as evidências, não de antecipar os fatos, o que seria impossível.

O Resultado me deixou bastante preocupado e mal consegui dormir. Porém, peço licença para fazer uma afirmação: Nosso goleiro não teve que fazer nenhuma grande defesa! Nenhuma! O sistema defensivo se portou bem, não permitindo penetração do adversário. O time jogou muito desfalcado e contra um time de cima da tabela, aliás vice-campeão da Copa do Brasil e Campeão Paulista. Acho que temos que ser menos catastróficos, apesar de entender perfeitamente este sentimento.

Sem 3 titulares, com erro de arbitragem, clássico, rival “mordido”, e um gol cag.ad.o. Pra mim, está “ok”. Concordo com o tópico, não foi ruim mas podia ser melhor. Ainda dentro do planejado

Domingo o Palmeiras joga contra o maior asa-negra de sua história: o Internacional. O Inter faz 6 jogos que não vence, perdeu até pro Botafogo no Beira-Rio, mas domingo pega o Palmeiras e ganha da gente. Não é ser pessimista pessoal, mas a história entre esses dois é assim: o Palmeiras pode estar voando e o Inter claudicando, mas o Inter vai lá e ganha da gente. O Palmeiras pode estar capengando e o Inter idem, o Inter vai la e ganha. O Palmeiras pode estar caindo (vade retro essa palavra) e o Inter voando, mas vai la o colorado e ganha mesmo assim (se não ganha, o minimo que esse time faz é engrossar o caldo pro nosso lado, sempre foi assim). Se pudesse evitar um adversario nesse campeonato, evitaria esse mal-agouro na vida do Palmeiras. Empate lá no Beira-Rio é ”título” pra nós, como ano passado na CdB, o Palmeiras arrancou um empate heróico lá e falei pro meu pai: Palmeiras será campeão. E foi.

É exatamente isso, Victor. Você não está tentando prever o futuro, nem sendo “gambá” ou “bambi”, tampouco sendo um crítico contumaz, está apenas analisando os fatos e a história. É isso que muita gente não entende por aqui. Significa então que nem precisaríamos entrar em campo já que a derrota é certa? Claro que não, e é por isso que entendo e cobro que o desafio de quem administra o Palmeiras seja sempre nesse sentido, ano após ano: montar times capazes de ganhar do Inter no Beira-Rio, do Cruzeiro no Mineirão, do Coritiba no Couto Pereira e de qualquer outra equipe em qualquer estádio do Brasil. Saúde financeira e liderança em público e arrecadação do campeonato são importantes, mas precisam vir bem depois do aspecto técnico.

ontem evidenciou o que falei aqui há tempos, o time é muito bom mas é frágil, com um ou outro desfalque ele desmorona… alguns jogadores não possuem sequer condições de vestir a camisa do Palmeiras, e essa é uma triste verdade que a diretoria não consegue ou não quer ver, arouca não tinha condições de jogo, o edu dracena não dá mais, jean vem muito mal, barrios e erik não conseguiram nada, dudu sozinho mostrou porque acabou pegando reserva, mas hoje já vi que o cuca que parece que entende do riscado quer reforços, vamos torcer

Conseguimos arrancar um bom time de um elenco apenas mediano, isso fica cada vez mais claro. Esperar que algum reforço (falo de reforço verdadeiro, nada do nível de Banana e companhia) resolva agora, no início do segundo semestre, chegando no meio do campeonato precisando se adaptar com o bonde andando é exigir demais da paciência de San Gennaro. Essa avaliação criteriosa das deficiências da equipe (sobretudo no meio de campo) deveria ter sido feita nas férias de verão, mas o título conquistado a fórceps em dezembro deixou um monte de gente deitada sobre os louros da vitória, portanto os riscos que corremos agora, apesar das boas chances de título dado o baixo nível da competição, são apenas frutos das sementes que plantamos.

com certeza, tem que vir bons jogadores, mas não dá pra criticar pelo Leandro P. (pessoalmente acho ele um centro avante razoável), até porque o reizinho do Palestra contratou o Mina que é ótimo jogador, mas realmente, os outros times estão se reforçando muito bem, se o Palmeiras ficar pra trás deixando o Jean e seu reserva João Pedro, ou então depender do tche tche pra organizar o time, vai ficar muito mais difícil segurar a ponta

Só acho que poderíamos ter trazido gente melhor que o Banana, Lucas. Se ele nunca foi um primor de atacante, também não foi o pior que já tivemos, mas é exatamente isso que pega: quando um time que quer ser campeão contrata, no mínimo tem que trazer gente melhor do que já tem, e no máximo LP é igual ao que já temos, ou seja, nada que faça o adversário perder o sono na véspera de um jogo contra nós.

concordo plenamente, mas dessa diretoria não dá pra esperar muita coisa… mas esse já é obrigatoriamente o fim de mandato só torço pelo dia que irá entrar novos diretores que mudem o modo de pensar sobre futebol no Verdão

Não adianta reclamar da arbitragem se o próprio Palmeiras não se ajuda.
1º: Sr. Paulo “Mole” precisa ser mais incisivo nas críticas à arbitragem e começar a vetar esses safados. O cara de ontem mesmo já tinha assaltado o Verdão no ano passado.
2º: Como pode um time ter 4 lesões musculares em 2 jogos? “Ah, mas o Grêmio teve 3 em um jogo”. Isso só mostra que o Palmeiras não é o único com preparação física e DM de b*sta, mas não justifica nada. E podem pegar o histórico dos times nos últimos anos… Tem alguém com uma situação tão ruim quanto a nossa?

Se tivéssemos ontem o Renato Cajá no banco que joga a série B pelo Bahia teríamos ganhado o
jogo. Vi muitos criticarem o Arouca, porém ele é volante e não meia. Se não tem grana pra trazer um meia de ponta que se traga pelo menos alguém da série B pra não ter que jogar só com
volantes .

Na verdade o q mais me incomoda nesse momento é a janela de transferências está aberta, nossos adversários se reforçando e no Palmeiras continua essa passividade em relação a um camisa 10. Nem uma miséria especulação. Nem da Europa, nen da América do sul, nem da série B nem nada. Não é possível q eles não vejam q necessitamos de um cara desse pra partir de vez pro título. Não é possível q eles acreditem q o CX não dá conta de ser esse cara. Isso pode nos custar caro no final. Espero que não.

O time de 2009 era melhor, mas em compensação os adversários também eram, então no geral as condições deste ano são mais favoráveis, desde que o Palmeiras aprenda a vencer fora de casa, inclusive times da parte de cima da tabela.

Nada disso Sérgio Marin, pelo elenco que o Palmeiras tem, o clube tem a OBRIGAÇÃO de conquistar esse título brasileiro, já esperamos demais, já sofremos demais. Exigimos esse título brasileiro para nós palmeirenses. Não aceito e não quero que o Palmeiras deixe de escapar essa oportunidade de ganharmos o brasileirão.

Acredito q apesar das dificuldades, vamos chegar no fim do campeonato brigando pelo título. Agora temos o Inter no RS e depois o galo no Allianz. Depois disso vem uma sequência de 6 jogos sem Prass, Jesus e Mina q vão para as Olimpíadas e é nesse período q teremos nosso maior desafio, o de nos manter na ponta ou pelo menos bem próximos dela. Se realmente chegarmos nas últimas rodadas com as mesmas chances dos outros 3 ou 4 times q provavelmente estarão, acredito pelo q vejo hj q o Palmeiras tem mais time pra buscar o título. Olhando friamente e deixando a paixão um pouco de lado, se ficarmos com o vice campeonato ou no terceiro lugar já será um grande avanço se compararmos com os últimos 15 anos. Se olharmos a história é pouco. Somos gigantes e temos q vencer campeonato todo ano, principalmente qdo os marginais da zona leste estão no páreo. Aí é questão de honra. Vou apoiar o tempo todo. Acredito no título brasileiro desse ano depois de 22 anos. Avanti meu Palestra!

Ontem não levamos sorte. Entramos desfalcados dos nossos melhores atacantes.
Perdemos dois jogadores por contusão. Mais uma vez o árbitro deixou de dar um pênalti para nós.
O Cuca não foi feliz em colocar o Arouca que está fora de ritmo de jogo. Precisava ter entrado o Thiago Santos e liberado o Tchê-Tchê (como joga esse garoto).
Tomamos um gol de “cagada”. Que nojo (coisa de bambi) que é esse tal de Gabigol, enquanto o cara de ratazana (Lucas Lima) não viu a cor da bola no jogo.
Mas não tem problema, para cima deles verdão.

Irmão, é uma pena não termos mais zagueiros de verdade como antigamente. Queria ver esse projeto de jogador fazer gracinha na frente do Clebao, do Junior baiano ou do Argel por exemplo. Não tô falando de zagueiro técnico, to falando daqueles q botavam respeito na base da porr@d@ mesmo. Faz falta backs desse tipo pra colocar jogadorzinho de M…como esse gabi.bost@ no seu devido lugar.

pois é, desculpem a redundância, mas concordo. o arouca não tinha como jogar, ele foi muito mal ontem, difícil ver uma atuação tão ruim de um jogador bom, moisés jogou 10 minutos, outra coisa que não da pra entender… o time perdeu confiança e se lançou pra defesa

Acho que o Cuca já sabia que o time estava baleado mesmo após o intervalo de oito dias da última partida. A proposta foi clara ficar sem a bola e apostar em saídas rápidas para contra ataque, mas hoje ele não tinha o ataque leve de outros jogos. A aposta foi no Dudu como armador que não eh um primor nesse quesito. As contusões no primeiro tempo ajudaram a minar um pouco das alternativas dele para o segundo tempo. O Santos pouco fez no jogo como um todo diante das circunstâncias ficou de bom tamanho o empate. Agora eh ir para o Beira-Rio tentar uma vitória num local onde nosso retrospecto não eh favorável. O desafio eh manter-se na liderança com esses times no nosso cangote.

Joguei futebol durante 40 anos, vi jogos da academia. O futebol praticado hoje em dia é totalmente diferente de anos atrás, não tem comparação. O futebol europeu profissional tem condições de fazer investimentos altos. Futebol brasileiro, clubes falidos, dirigentes amadores, resultado é o que todos veem. Palmeiras hoje, tem um bom elenco, faz frente a qualquer time brasileiro e tem jogadores chaves. Exemplo, hoje eles fizeram muita falta mas, muita.

Vão dizer que o Erik afundou nosso ataque, que o juiz deu várias faltinhas questionáveis contra nós, que o gol deles foi na sorte, que o time tava desfalques importantes, e tem um pouco de verdade nisso tudo. Mas o que precisa ser dito é que o time não jogou absolutamente nada. Depois do abafa inicial dos primeiros 30 minutos o time assistiu o Santos jogar e esboçou alguns contra-ataques bem mal coordenados. Além da desorganização na marcação, coisa habitual dos times do Cuca, o time hoje ainda tava com a bola queimando no pé, lembrando os piores momentos da Era Marcelo Oliveira.

Pensei exatamente isso durante o segundo tempo, Thiago. Em alguns momentos, parecia que o Palmeiras seria rebaixado caso não conseguisse desempatar a partida, tamanho o medo de ficar com a bola e a ansiedade para fazer algo dar certo da parte de alguns jogadores. Jogar com Erik e Dudu sem um meia de qualidade é o mesmo que tentar ganhar medalha de ouro no arco e flecha atirando as flechas no alvo com uma das mãos. E ainda teve gente metendo o pau em jornalista só porque analisou os fatos, pois no final provamos que realmente não éramos os favoritos para essa partida.

Quando o PVC palpita que o Verdão perde ou empata, já vou pro jogo mais animado. Ele é um dos bons jornalistas esportivos que temos, mas com certeza é o pior palpiteiro do planeta kkk. E falando no que o PVC comentou, é obvio que os bambis serão atropelados pelos gambás, que estão treinando a semana toda, não terão uma viagem terrivel até a colombia, não estarão deprimidos pela eliminação e, caso ocorra um milagre sem precedentes, não estarão comemorando uma classificação impossível à final da libertadores. Ou seja, somente manteremos a liderança no final de semana se ganharmos do internacional no beira rio. Fácil né?

Falcão vai ser anunciado como novo técnico do chapolim. Se domingo o Palmeiras entrar com essa postura covarde e sem um meia vai perder feio. Os jogadores do Inter conseguiram oque queriam
e derrubaram o Argel, domingo é outra pegada.

Estreia de técnico é sempre complicada pois todo mundo quer mostrar serviço, jogar no Beira-Rio sempre foi complicado na nossa história, e jogar sem meia parece ser uma complicação que ninguém nessa diretoria quer resolver (haja escorpião nos bolsos), e olha que em toda entrevista coletiva o Cuca dá uma cutucada no nosso querido piloto sobre “qualificar o time” – aí ele vai lá e traz o Bananotelli de volta…

Empate normal. Não temos um super elenco nem um super time . O campeonato vai ser equilibrado desse jeito até a última rodada pq as equipes se equivalem. São todas ruins e algumas péssimas. O futebol mundial está em crise é só ver o atual campeão Europeu q conseguiu a façanha de ser campeão empatando 6 de 7 jogos. Temos totais chances de chegar ao título. Temos q apoiar até o fim. Vamos vencer no beira Rio na próxima rodada e nos manter na liderança. Avanti Palestra!

Realmente, pelo andar da carruagem este ano o campeão provavelmente não fará 70 pontos e a decisão só vai acontecer na última ou no máximo na penúltima rodada. A única exceção deverá ser o América MG, que nesse embalo vai cair antes da 30ª rodada.

Do modo como algumas pessoas estão exaltadas, parece que tivemos um lance absolutamente escandaloso igual àquele em que o Thierry Henry ajeitou a bola com a mão para ela não sair,cruzou para seu companheiro marcar o gol e tirou a Irlanda da Copa do Mundo…

Baseado só nas mudanças esse Cuca devia estar chapado hoje. Vivi pra ver um treinador esconder “craques” como “Tche Tche” e Moisés até o último minuto.

Dado o atual nível do futebol brasileiro e o padrão médio de exigência da nossa torcida, Bruno, creio que você viverá para ver coisas bem piores num futuro não muito distante – e olha que eu considero o Tchê Tchê um dos melhores desse time.

Verdade. A tendência de uma queda ainda maior do nível do futebol e o conformismo de nossa torcida com a mediocridade técnica, não falta muito para o Luan ser considerado essencial para o time, como foi o Robinho foi rotulado no level 2 e Cleiton Xavier está sendo no level 3.

Pra variar o critério de mão só vale pros jogadores do Palmeiras. Também garanto que se fosse algum jogador nosso que chutasse a bola pra longe numa falta pro outro time era cartão direto.

Outro detalhe, nosso DM precisa responder por isso. Libera o jogador e aos 8 min ele já tem que sair. Custou caro perdermos uma substituiçao pro fim do jogo.

Resultado normal. Jogamos desfalcados, o Santos levou sorte no lance do gol e continuamos líderes isolados. Apesar disso, no fim do jogo eu já tava torcendo pra acabar logo, porque o time não tinha mais pernas, e o Santos cresceu no jogo. O que mais me preocupa são as lesões, e os desfalques por causa das olimpíadas e talvez na janela de transferências. Agora eu me pergunto: o Moisés foi liberado pro jogo sem totais condições físicas ou já é outra contusão? Não adianta colocar jogador no sacrifício.

Não me lembro de jogador que voltou a atuar com sucesso uma semana após sofrer contusão muscular em lugar algum ou época alguma. Queimamos uma substituição por causa de um jogador absolutamente comum e de alguma teimosia do treinador.

Sinceramente, não achei um resultado ruim pela circunstancias do jogo. Sem 4 titulares, com duas substituições por lesão ainda no primeiro tempo e contra um time bom, até que ficou de bom tamanho, vale lembrar que tomamos um gol cag@do e com um pênalti não marcado pra gente. Pegamos uma sequencia difícil, Sport fora, Santos em casa e Internacional fora, 5 pontos de 9 possíveis não seria de todo mal.

Também acho que não foi penalti, mas fora da área ele apitou num lance muito parecido, belo critério…

Considero esse empate um ponto ganho, dadas as condições do time (desfalques e suspensões), os erros de escalação, as claríssimas limitações do elenco e o bom adversário, que completo é rival difícil de ser superado. Bem ao contrário desse SPFC com Diego Vovô Lugano ex-jogador em atividade na zaga e Dênis frangueiro no gol, contra o qual não fizemos um mísero gol, ou desse Cruzeiro ridículo que não consegue superar América MG, Figueirense, Vitória, Atlético PR e o mesmo SPFC, do qual perdemos por absoluta incompetência, da Ponte Preta ou do Coritiba, que há anos não passam de turistas na Série A. No final da temporada serão esses onze pontos jogados no lixo, e não os dois de hoje, que farão falta.

Exatamente, Cruzeiro goleou a ponte em campinas, foi goleado em casa pelo Atlético PR, conseguimos perder dos dois, seis pontos jogados no lixo de forma inadmissível. Poderíamos ter ganho dos bambis e do Coritiba, mas é incrível como a freguesia é algo forte no futebol, somos fregueses no jardim Leonor e no Couto Pereira. O duro é que somos também no beira rio…

O Cuca tirou o Barrios por birra com o cara, tinha que ter tirado o Erik que errou tudo e colocado
o Clayton Xavier. Caso não vença domingo adeus liderança. Atuamos a partida inteira sem um meia e o cara me põe dois jogadores sem ritmo num clássico. Não é à toas que o Tite é o melhor treinador do Brasil , o cara faz o arroz com feijão e não inventa.

Que ele poderia ter tirado o Erik ao Barrios, poderia, mas, Cleiton Xavier não vem jogando essa bola toda não, e estaria longe de ser a solução para o jogo de hoje. O que faltou foi ataque, ousadia. Além de San Gennaro, faltou Jesus e, principalmente, Roger Guedes.

Erik pode até ser (e acredito que seja) boa opção, mas para quando não pudermos contar com o Dudu. Os dois juntos não dá. E não quero ser o urubu de plantão, mas já vi times melhores que esse perderem para um Inter pior que o atual lá no Beira-Rio, então não conte muito com três pontos no domingo.

Não se perca nas contas! Mais dois pontos roubados do Palmeiras nesse campeonato.

Os comentários estão desativados.