Categorias
Brasileiro 2016 Resenha dos Jogos

Pós Jogo Grêmio 0x0 Palmeiras: tá de bom tamanho

 

 

O Palmeiras empatou com o Grêmio em Porto Alegre. 0x0.

Cuca escalou o time com Jaílson, Tchê Tchê, Dracena, Vitor Hugo, Zé Roberto; Thiago Santos, Gabriel, Moisés (Lucas Barrios); Dudu, Róger Guedes (Cleiton Xavier) e Gabriel Jesus (Rafael Marques).

E como esperado, jogo duríssimo. O Palmeiras começou mal e foi dominado até os 30 minutos pelo Grêmio. E o Grêmio teve algumas chances de marcar. A primeira no 1o tempo numa bola cara a cara com Jailson que salvou com os pés. Outras três grandes chances de gol do Grêmio foram na 2a etapa. E Jailson estava lá. Foi o destaque do jogo.

bola_na_trave_contra_gremioO Palmeiras também teve seus momentos. Foram duas boas chances. A primeira com Dudu num chutaço no travessão. A segunda com Rafael Marques no final da partida.

Além do goleirão alviverde, Dudu, Zé Roberto e Dracena se destacaram. Além disso a notícia boa é que os amarelados não receberam o terceiro cartão e estão à disposição de Cuca para a partida no meio da semana contra o Flamengo.
A nota ruim: Jesus sentiu a virilha e foi substituído. É dúvida para 4a feira.

Pelas circunstâncias do jogo, o empate foi bom. Um ponto e liderança isolada. Vamos torcer nesta 2a contra o Galo e na 4a feira a vitória é obrigação.

Saudações Alviverdes!

jesus_contra_gremio

84 respostas em “Pós Jogo Grêmio 0x0 Palmeiras: tá de bom tamanho”

O Flamengo está fazendo muito oba-oba, é cheirinho disso, cheirinho daquilo, amanhã o Palmeiras deve mostrar qual é o maior clube do Brasil e ganhar com autoridade. Eles vivem apanhando do Verdão. Vão apanhar de novo.

Como perder um campeonato de pontos corridos?? Simples, é só ter uma diretoria amadora e juvenil como a do Palmeiras , junto com um Dp médico porcaria !

Exatamente, Emílio. Grande parte da nossa torcida sofre de amnésia crônica, e se esquece que essa mesma “gestão” só não nos levou de volta à segundona no ano do centenário graças à incompetência da dupla baiana, isso fora outras asneiras cometidas.

Se Gabriel Jesus estiver fora mesmo que jogue com o Barrios. Pelo menos é mais brigador , ajuda a segurar a bola lá na frente e sabe fazer gols. Rafael Marques é mesma coisa q nada, não incomoda a zaga adversária e ainda perde muitas bolas no ataque q armam contrataque pros caras. Tamo ferrado sem o Jesus.

Engano seu Sergio, ganharemos (tomara) dos gambás e o Flamengo não ganha do figueira, é um adversário indigesto pra eles, no histórico do confronto o Figueirense sempre complica pros caras e tem inclusive mais vitórias que eles.

Significa dizer que o empate continua sendo resultado a ser considerado, que a derrota vai nos abalar mas não nos tira da briga e que a vitória nos dará uma condição na qual será preciso muita incompetência para perder o título.

Ganhar abre 4 pontos de vantagem pro segundo. Mas se perdermos o classico fora (que seria natural) e eles ganharem do figueira em casa, volta a 1 ponto de diferença…. complicado.

Incompetência foi ter perdido 5 pontos pra Ponte Preta e 3 pra Cruzeiro, Botafogo (que agora melhoraram mas na época em que os enfrentamos estavam umas dragas) e SPFC. Só aí o campeonato já estaria praticamente decidido. Dos times que realmente disputam o título, ninguém conseguiu 4 pontos contra o Grêmio (Flamengo 3, Galo e SCCP 1, Santos zero). Se perdermos este campeonato, não serão os confrontos contra os tricolores gaúchos que terão feito a diferença.

Quando o Vágner Love ficou fora da semifinal do Paulista de 2004 e o RM entrou no lugar dele, a gente lembra o que aconteceu. É por essas e outras que não duvido que daqui a uns dez anos o Palmeiras contrate novamente Felipe Menezes, Leandro Calopsita, Rondinelly e outras “jóias” que passaram por aqui com “sucesso” recentemente…

Em tempo, Jailson foi o melhor em campo, aquela na cara do atacante e o tapinha que tirou a bola do ângulo foram dignas de São Marcos, nesse momento estou gostando mais desse goleiro do que do próprio Prass, preciso confessar, queimei minha língua, p… goleiro! Parabéns Jailson, mais umas partidas assim e o tite leva ele!

O Prass faz muita falta, sim, senão pelo aspecto técnico pelo menos pela grande liderança que tem sobre a equipe. Meu medo é que aconteça com o Jaílson o que ocorreu com o Zetti, que em 1987 chegou a ficar doze jogos sem tomar gol, ajudou o time a ser campeão do primeiro turno do Paulista mas numa partida decisiva de semifinal quando o Palmeiras buscava o empate contra o SPFC tomou um frango num chute do Neto e afundou o time. O Jaílson é bom goleiro, mas ainda não passou por testes de fogo (o ataque do SPFC é ridículo, e ainda assim tomamos gol deles…), isso vai acontecer justamente nesta semana. Se sair ileso das duas próximas partidas, acho que pelo menos com isso não precisaremos nos preocupar até o final do ano.

Eduardo, meu amigo.. ele agarrou a oportunidade como se fosse o ultimo prato de arroz com feijao … ehehe. mas guardada as comparacoes, estou botando muita fe nele, pois está se mostrando muito seguro no gol e a sorte parece estar ao seu lado. acho tb que o setor defensivo melhorou, pois os volantes q estão jogando estão cobrindo melhor a zaga, e ai ficam na “sobra”. ontem a zaga jogou bem. VH e Myna estão començando a entrosar, me faz lembrar, guardadas as proporçoes Clebao e Antonio Carlos… ehehe. ainda acho q o nosso ponto mais fraco seja o ZeRoberto. os 2 proximos jogos eu cravo 4 pontos, no minimo.

Pois é, a questão é que não estou comparando, mas se tivesse que fazê-lo, o Zetti era melhor, e veja o que aconteceu com ele no Palmeiras. Prefiro esperar essas partidas cruciais passarem para me arriscar a dizer que o Jaílson é tudo isso.

O Jaílson tá bem demais. Eu fico pensando, será que é um cara com um grande potencial que nunca tinha tido uma chance num time grande? Será que nos treinos ninguém notou o potencial dele, em comparação ao Wagner, ou será que é coisa de personalidade? Tipo, o Wagner sentiu o peso da camisa e o Jailson não sentiu? Coisas do futebol. Só sei de uma coisa, times campeões têm dessas coisas, tipo aparece um jogador sem badalação e vira um herói, coisa que era improvável até então.

O sonho do jailson era disputar como titular um jogo da série A, coisa que com 35 anos ele ainda não tinha feito. Ótimo que ele esteja seguro, acho que tem tudo pra continuar assim.

Como foi falado e “refalado”, pelas circunstâncias o empate foi bom, temos um bom time, não ótimo, mas bom, falta aquele meia que estamos com a língua cansada de pedir, mas o presida é surdo, então é isso mesmo que vamos ter, restam 14 rodadas e a próxima tem um sabor especial, rodada de seis pontos se houver um vencedor, o time tem que estar focado em cada uma delas e com este equilíbrio todo entre os primeiros colocados duas coisas vão definir o campeão: os detalhes ( imaginem.se aquela.bola do Dudu entra) e o famigerado STJD, nesse cenário temos um ponto a favor: técnico detalhista que está com o elenco na mão e o outro contra, tá mais que na hora do presida agir nos bastidores, seria muito pedir pra não sermos prejudicados? Avanti palestra, se tem uma torcida que merece esse título somos nós!

Ooo jogo difícil rapaiz….e quem esperava o contrário é pq vive no mundo da lua. O empate foi bom, Jaílson monstro!!! Confesso q gostaria q o Palmeiras chegasse nessa fase do campeonato com o time mais encorpado, jogando da mesma forma tanto dentro como fora de casa, se impondo contra adversários levemente inferiores como é o caso do Grêmio, mas não dá pra reclamar, ta muito nivelado (por baixo) e o líder somos nós. Vencer quarta feira é fundamental principalmente na questão moral, pois mostra q estamos cada vez mais forte na briga pelo título e da uma esfriada nos mulambos do Rio, porém como disse um amigo por aqui, o campeonato não acaba quarta feira e caso não vença ainda restarão mais 13 rodadas, onde teremos times mais “fracos” pela frente ( não sei se isso é bom ou ruim ). O momento é de apoio total, ta chegando a reta final e nós precisamos empurrar o time, lá no Rio eles já estão se gabando disso, se jogar bonito e der show, legal, mas se ganhar todas de 1×0 com gol de canela, melhor ainda, eu quero é a taça. Avanti Palestra!!!

Pois é isso mesmo, Philipe. Acho que um empate na quarta-feira não seria péssimo resultado, assim como não reclamei do empate contra o Santos devido às circunstâncias daquela partida, mas tudo isso DESDE QUE o Palmeiras ganhe de Coritiba, Santa Cruz, América, Cruzeiro, Figueirense, Sport, Inter, Botafogo, Chapecoense e Vitória. Se puder ganhar do SCCP melhora ainda, aí pode empatar com o Galo e perder do Santos (pra tirar os itaquerenses do G4, pois o Grêmio não parece ter time pra chegar lá). Com a nossa irregularidade e a falta de mais “caras que decidam”, não seria nenhuma surpresa enfiar 3×0 nos urubus e depois empatar com o América em MG e com a Chapecoense em casa, daí a vantagem iria pro espaço. O resto é polêmica pra botar fogo nas torcidas, mas se eles vencerem quarta-feira vai ser difícil segurar…

O resultado foi bom. Ambos os times tiveram grandes chances. Já contra o Flamengo, a vitória é obrigatória, não só por abrirmos 4 pontos mas, também, pelo impacto psicológico que a derrota lhes causará. Quarta-feira é matar ou morrer.

O empate na quarta não será o fim do mundo, principalmente se o Jesus não puder atuar, e desde que o Galo não vença amanhã. O Palmeiras precisa entrar em campo com inteligência e saber que não adiantará fazer uma baita partida contra os urubus se depois jogar aquele futebolzinho pífio típico que apresentamos contra adversários do nível de Coritiba, Chapecoense e Botafogo. Essa tal “obrigação” de bater os cariocas fatalmente virará contra nós se eles conseguirem segurar o resultado no primeiro tempo, e o mesmo roteiro já mostrado em dezenas de partida no velho e no novo estádio se repetirá. Se ganhar, será ótimo, mas o campeonato não estará decidido. Perder é que não pode, pois aí inevitavelmente assistiremos “2009 parte II”.

É isso aí, inadmissível será a derrota. Um empate não é uma maravilha, nem tampouco um desastre. Uma vitória, por óbvio, será excelente, desde que não estimule os jogadores, na entrevista ao final, a dizer que o Palmeiras só perderá para ele mesmo…

Outro detalhe, o Grêmio só perdeu uma partida em casa e este empate de hoje foi o terceiro deles em casa, os outros dois foram contra o Galo e Santa Cruz. Os mineiros comemoraram muito o resultado quando empataram lá, mas, para nós, nossa foi uma tragédia… Claro que seria bom ganhar lá, mas os gaúchos são sempre muito fortes em casa.

Não foi tragédia, não, Yzquierdo. Só quem acompanha o campeonato pela internet olhando a tabela de classificação e imaginando que temos “o melhor elenco do Brasil” é que acha isso, pra quem tem os pés no chão e saca a realidade do futebol brasileiro atual o resultado foi ótimo. E posso ainda acrescentar que o empate na quarta também não será o apocalipse, só não pode perder.

Historicamente temos enormes dificuldades de jogar no sul, ou seja, um empate não é mau negócio, o que complicou é que o flamengo ganhou mais uma. Time por time o nosso é melhor, o problema é o “extra campo”. Fica esperto Paulo Nobre.

Estamos um ponto na frente do Flamengo, e ganhamos o jogo contra eles no primeiro turno. Ou seja, a pontuação deles sem aquele jogo seria igual, a nossa teria três a menos, portanto diante dos outros 18 adversários a campanha flamenguista é melhor, isso considerando que atuamos onze vezes no nosso campo e eles nem estádio pra jogar tem. Nosso elenco conta com dois caras que desequilibram (Dudu e GJ), mas a defesa é irregular e o meio de campo compensa com muita marcação e vontade o que lhe falta em talento e qualidade. O Flamengo foi se arrumando durante a competição e recebeu de presente um meia de qualidade (que inclusive chegou marcando gols e decidindo jogos) que o Palmeiras definitivamente não tem. Por fim, ambos tiveram erros de arbitragens a favor e contra, portanto “time por time o nosso é melhor” é um conceito bastante questionável, e Paulo Nobre precisa ficar esperto é na hora de elogiar a CBF do seu padrinho Del Nero e quando for renovar com a Globo que despreza o time que ele preside.

O Grêmio acertou uma partidaça, e não dá pra jogar bem 38 rodadas. Pra ter uma ideia eles tiveram 60% de posse de bola, ainda bem que não tiveram qualidade no arremate final das jogadas…

A ansiedade é tanta que eu queria que o próximo jogo fosse agora mesmo.

Foi uma guerra, e o resultado pode ser considerado bom. Vamos pra cima dos maloqueiros!

Decepcionado com o resultado e com o futebol jogado. Achei que ganharíamos o jogo pelo péssimo
futebol que esse time enganador do Grêmio vinha jogando. Porém, sem meio campo é difícil ser campeão e ganhar jogos importantes. , Se o Gabriel machucou estamos ferrados.

Acho que a atuação foi ruim justamente pq o Grêmio jogou muito. Não é sempre que temos uma atuação ruim por nossos deméritos. Acho que o resultado, levando-se em conta que eles só perderam 1 partida em casa é bem aceitável!

O futebol não me surpreende mais, tem sido isso aí já tem uns dois meses. Time sem criatividade nem qualidade acima da média é assim mesmo. Já o resultado foi ótimo, o Grêmio não é uma porcaria e tinha certeza de que complicaria o jogo depois da humilhante derrota no meio da semana. Essa partida, assim como os duelos contra Fla, SCCP, Galo e Santos, não faziam parte das “vitórias obrigatórias” na minha projeção para chegar ao título, ao contrário das demais dez. E não adianta ganhar dos urubus na quarta pra depois perder pontos pra Botafogo, Figueirense, Santa Cruz e Chapecoense.

Depois daquela ótima vitória contra o Inter, o Palmeiras conseguiu apresentar futebol decente no jogo contra o Atlético Paranaense (defensivamente, pois do ponto de vista ofensivo foi bem fraquinho), no primeiro tempo diante do Flu e depois que GJ entrou em campo na quarta-feira. Levando-se em conta o dinheiro que foi torrado para não termos um único meia talentoso na equipe e contarmos com reservas do nível de Fabiano (cuja escalação chegou a ser cogitada para hoje) e Rafael Marques, é um verdadeiro milagre estar na liderança faltando praticamente 1/3 do campeonato. É bom aquele pessoalzinho arrogante e deslumbrado, que só aparece aqui nas vitórias (mesmo naquelas obtidas de forma irregular) botar os pés no chão e, assim como os torcedores normais, rezar para que o time volte a mostrar qualidade na reta final, senão vamos ter que “comemorar” G4 mesmo.

Cadê aquele pessoal que se vangloriava na quinta-feira após a vitória no clássico com gol irregular (“mas foi um erro perdoável…”) e pela “enorme” vantagem de TRÊS pontos? Quando a gente diz que a liderança sem bom futebol não passa de castelo de areia – muito bonito, mas na primeira onda mais forte vai tudo literalmente por água abaixo – é tachado de “Gambá”, “Bambi” ou de “cavaleiro do apocalipse”. Com um meia decente desde janeiro, teríamos vencido o Paulista, chegado mais além na Libertadores e hoje estaríamos no mínimo uns doze pontos à frente na tabela, mas alguns preferem comemorar ingresso caro e liderança na tabela de arrecadação…

Alguém aqui escreveu a respeito do Camilo do Botafogo. Trás o cara correndo , ele é disparado muito melhor que Cleiton Xavier.

Desses que esão lá em cima, se tem um time que o Palmeiras é melhor é o Grêmio. Só que o Palmeiras não tem meio de campo. Ainda assim, se o Gabriel Jesus ficar calado, vai pegar uma bola mano a mano com aquele Kannemann e decidir o jogo. Mas o empate tá de bom tamanho.

O que todos nós estamos acompanhando até agora , preocupa para 4a feira. Se jogar o que está sendo apresentado contra o Grêmio , perderá do Flamengo.

Hoje a defesa está entregando todas. A continuar assim vamos tomar gol e perder o jogo. Meio de campo e ataque estão ineficientes.

Todo jogo daqui para frente será tenso e hoje não está jogando bem (Até agora 17 minutos).

Os comentários estão desativados.