Categorias
Resenha dos Jogos

Pós Jogo Palmeiras 1×0 Inter: faltam quatro

 

O Palmeiras venceu o Internacional por 1×0 gol de Cleiton Xavier no Allianz Parque. O título está muito perto.

O jogo começou como se esperava. O Inter tinha um pouco mais de iniciativa e o Palmeiras esperava demais em seu campo. Mas no primeiro ataque o Palmeiras ganhou escanteio e na cobrança Cleiton Xavier apareceu na cara do gol e fez 1×0.

As chances eram poucas dos dois lado. Vitor Hugo quase ampliou aos 48 numa cabeçada bem defendida pelo bom goleiro Danilo. No 2o tempo o Palmeiras administrou bem o jogo. Praticamente uma chance perigosa de cada lado: do lado do Inter um contra-ataque que deixou o Palmeirense em estado de choque dentro do Allianz. Felizmente a bola foi fora. Do nosso lado, uma bola na trave de Gabriel Jesus no fim da partida.

Mas apesar do jogo ruim e das poucas chances, o gol de Jaílson praticamente não foi ameaçado. A tensão era muito maior por conta de uma ou outra bola aérea na área palmeirense.

Fim de jogo aos 49 minutos. 1×0. O título está muito próximo. E pode acontecer na R36 ou R37. Os jogadores e comissão técnica perceberam isso e fizeram uma emocionante oração no meio do gramado ao final do jogo.

Pode relaxar Palmeirense. O título está batendo na porta alviverde e parece que não terá outro endereço. Faltam 4 partidas. Ou menos.

Saudações Alviverdes!

63 respostas em “Pós Jogo Palmeiras 1×0 Inter: faltam quatro”

Estamos no caminho certo. Não podemos entrar no oba-oba da imprensa que já nos aponta como campeão. O Cuca é fera, sabe lidar com isso. Fica Cuca!!!!

O jogo de ontem não foi um pimor técnico, óbvio. Mas vale destacar a aplicação tática, a transpiração, a dedicação o jogo todo de todos os jogadores. Nossa dupla de zaga dispensa comentários, monstros. Os atacantes de lado voltando o tempo todo pra ajudar na marcação, inclusive o Roger Guedes varias vezes acompanhando lateral dos caras até a linha de fundo. Meio campo, meu Deus, Thiago Santos ontem talvez tenha feito sua melhor partida pelo Verdão e o Tchê Tchê sendo o motorzinho do meio campo como gostamos de ver, o cara está por todo lado. O inter praticamente não teve chance, exceto um contrataque aos 10 min do segundo tempo, fora isso , não me lembro de termos sofrido. E o inter não é cachorro morto não, quase eliminou o galo no Horto e ontem eles estavam muito mais espertos pois se trata de um campeonato q os caras estão priorizando. Ofensivamente, não foi tão bom mesmo, o menino Jesus está sentindo essa fase ruim , mas não lhe falta garra e vontade, não podemos ser injustos com ele. Cansamos de meter o pau no CX mas por ontem não dá pra fazer isso. O cara fez o gol da vitória e mostrou espírito de luta tbm. E o que falar do Dudu? Ontem não jogou nada, errou tudo que tentou, mas nunca se esconde, ta sempre lá pra dar a cara , não se omite e no fim do jogo chora como se estivesse pressentindo que a conquista está realmente chegando. Todo meu apoio a esses guerreiros do Verdão. Podem não estar dando show, não estar encantando o Brasil , mas estão trazendo um título q não vem há 22 anos e que a última vez que conquistamos , tínhamos uma seleção. Avanti meu Palestra. Seremos Campeões!!!

Phelipe, boa leitura do jogo. Concordo com vc,
ressaltando que no único contra ataque sofrido, o Tchê
Tchê era o jogador do rebote, perdendo de cabeça a dividida.
Talvez ele não seja o jogador mais indicado pra ser o
último homem nos escanteios.
De resto, uma excelente apresentação na parte tática,
com a vontade de quem quer ser campeão.

Então.. nesse lance do contra ataque credito mais à batida ruim da falta que armou o contra ataque… Dudu errou muito ontem, jogo atípico do nosso capitão. Avante!!

O alto nível de exigência da torcida do Palmeiras se deve à grandeza de nossos feitos históricos. Infelizmente me refiro apenas aos feitos do século passado, porque neste milênio somente passamos vergonha. Os únicos times grandes que ganharam menos que o Palmeiras neste século foram o Botafogo que, afinal, nem é time tão grande assim, e o grêmio (copa do brasil 2001). Todos os demais ganharam muito mais que nós. Acho que é natural essa expectativa imensa que se criou. Somado a esse jejum, a campanha maciça da imprensa contra nós também atrapalha. Os jogadores são jovens, alguns nem completaram 20 anos, outros tem pouco mais que isso. Não é fácil vestir a camisa do Palmeiras. Por todas essas razões, já desisti de bom futebol há muitas rodadas e também desisti de ver vitórias um pouco mais tranquilas. Vai ser assim até o final e o título virá na base da força. De minha parte, as críticas que costumo fazer são exatamente por isso, ou seja, excesso de sofrimento para conquistar algo que poderia ter sido um pouco mais tranquilo. Bastava um pouco mais de competência na montagem do time. Mas o que vai ficar é realmente o título e a comemoração será intensa. Ontem quando vi, ao final do jogo, um cara barbado chorando que nem criança, faltou pouco pra eu chorar também. Muita atenção nos próximos jogos e logo estaremos todos abraçados comemorando essa conquista que será inesquecível. Avanti Palestra!

Esqueci do Vasco, que também só ganhou uma copa do brasil em 2011, já que o campeonato brasileiro de 2000 ainda conta como século passado.

Concordo que poderíamos estar jogando mais, mas com certeza isso se deve muito mais ao momento emocional complicado pela conquista próxima de um título por demais esperado! O time teve momentos excelentes no campeonato. Estive na estréia (metemos 4×0 na brisa de curitiba…) e foi demais!

Mesmo assim, acho também que menosprezar a Copa do Brasil do ano passado também é forçar a barra! Fizemos o que nunca havia sido feito por nenhum outro time! Eliminamos um time grande de cada estado importante do país: MG, RS, RJ e SP! Feito histórico, culminando em uma noite inesquecível no Allianz já no seu primeiro ano de vida!

A copa do Brasil 2015 foi o título nacional mais importante que ja ganhamos depois dos campeonatos Brasileiros. Pela dificuldade , pelos adversários, foi muito mais difícil que o de 98 e 2012. Nem tem comparação. Prq mim vai ficar na história. Além de de ser o primeiro caneco que levantamos no novo Palestra.

Solidarizo-me com você, Paulão. Seus sentimentos em relação ao momento que vivemos, às decepções neste século e ao passado glorioso são muito parecidos com os meus, daí a visão mais crítica. Cada um se manifesta como quer ou como pode, mas não consigo entrar num fórum de discussão para escrever coisas do tipo “aqui é Palmeiras, p.o.r.r.a!”. Vou querer sempre ver vitórias com bom futebol, e cada vez que isso não acontecer vou achar que ficamos devendo, ponto final.

Assim que formos campeões matematicamente, sugiro ao Palmeiras que coloque em seu site oficial: “O Palmeiras parabeniza o Santos por mais um vice-campeonato”. kkkk Isso porque, acompanhando blogs santistas, vejo eles inconformados até agora pela perda da Copa do Brasil. Estão desesperados para nos tirar o título. Os caras nos odeiam.

O Santos vem se tornando o time mais chorão do Brasil, superando o Inter e seus “dvd’s”. Com a queda técnica dos rivais da capital vem sendo também o mais ferrenho adversário do Palmeiras nestes dois últimos anos. Eles têm um meio de campo e um técnico (que só dá certo lá) que merecem respeito, e jogar na Vila tem sido um transtorno para nós há alguns anos (independentemente do passado). Apesar disso, dos (pelo menos até ontem) nossos três “perseguidores” considero o mais improvável a ficar com o título. Eles não farão doze pontos em quatro jogos de jeito nenhum.

Entendo a questão da rivalidade crescente ultimamente, mas respeito demais o Santos como instituição, em 2014 qualquer outro rival teria entregad o jogo pro Vitória pra ver a nossa desgraça, inclusive rivais de outros estados e eles jogaram sério… os últimos dois anos teriam sido beeem diferentes…queria que um dia tivéssemos a chance de fazer o mesmo, temos uma dívida histórica… não acho que seria uma boa menosprezá-los… é só uma opinião galera, não tenho intenção de mudar a opinião de ninguém…avante Palmeiras!

Também respeito muito o Santos, Diogo. Aliás, mesmo achando que dentre os postulantes ao título seja o menos provável a consegui-lo, é o mais homogêneo dos três (os outros são Flamengo e Galo): tem bom técnico, bons jogadores e é extremamente eficiente como mandante. Menosprezar um rival histórico desses nunca é bom.

Agora é arrancar empate do Atlético MG e torcer para o Vitória que está escapando do rebaixamento dar a vida pelo empate com o Santos, que ganhar aquela porcaria de time num vai.

Quando o Cuca trocou o CX10 o time ficou melhor. O meio estava muito aberto no 1°tempo.
E o Alecgol precisa jogar todas …

Fica Cuca!!!! Essa nossa linha de zaga joga muito. O G Jesus vai fazer o gol do título, podem escrever o que estou dizendo!!!

Belo jogo do ponto de vista tático. Basicamente não corremos risco, apenas um lance de muito azar empataria o jogo hoje. O comentarista de arbitragem da globo louco pra dizer que nosso gol foi ilegal e que não foi escanteio. Concordo com ele, não foi escanteio e sim penalti. Se apoiou no Mina e ainda a bola foi na mão do zagueiro deles.

Poderia ter sido pior. Na base da velha e boa bola parada conseguimos abrir o placar logo no início para depois jogar somente na cautela. Se virasse 0x0 o Celso Roth voltaria com onze dentro da área no segundo tempo, e com a ansiedade que tomou conta desse time depois que assumiu a liderança seria difícil achar um gol. Não sei se isso vai mudar nas próximas quatro partidas. E o SPFC venceu com folga no sábado pelo mesmo motivo da nossa vitória no Itaquerão ter sido a mais tranquila deste segundo turno: o adversário era o vento…

Se eu fosse o presidente usaria seu jatinho para buscar o Mina em Buenos Aires na madrugada de terça pra quarta que vem à noite, assim ele descansa e joga contra o Galo. Dentro do contexto atual, sua presença vai fazer muito mais diferença ao time que o Gabriel Jesus. Deixa o menino com seus “novos” amiguinhos lá na Seleção que a essa altura não sei se vale o esforço.

Normal, Yzquierdo. Se alguns torcedores do
próprio Palmeiras compram a idéia, o que
pensar de uma mídia que tem como hobby
desprezar o Palmeiras?

O Palmeiras precisa de mais duas vitórias combinadas com pelo menos um tropeço do Santos nas próximas quatro rodadas para ser campeão brasileiro depois de 22 anos. Isso é um privilégio de quem conseguiu, depois de muito tempo, impor-se sobre equipes mais fracas e que só estão na Série A a passeio. Tudo isso é fato, assim como também é fato que nos chamados confrontos diretos contra quem realmente disputou o título, até agora só ganhamos um (2×1 no Flamengo na sexta rodada, quando o time carioca não era candidato a nada) e apresentamos um futebol medíocre. Com – e apesar – de tudo isso, a conquista não será menos comemorada, e na definição de alguns “o resto é conversa fiada”, só não podemos ignorar que o futebol sumiu há algum tempo – mais um fato.

Assistindo simultâneamente bate-bola (espn) e última palavra (fox), nego tudo desmerecendo o Palmeiras, falando que ninguém quis ganhar esse campeonato, que o Santos joga muito mais bonito, etc, etc…

Só voltarei a ver esses programas de debates esportivos (de qualquer canal) depois que ganharmos o título, mais para observar a cara de m.e.r.d.a de alguns pseudo-jornalistas torcedores do que propriamente para ver e ouvir elogios (não que o futebol praticado atualmente pelo Palmeiras seja merecedor deles). A campanha pró-Flamengo da Globo e da ESPN neste ano ultrapassou qualquer limite do bom senso.

Revendo o gol do Palmeiras aqui, Cléber Machado narrando gol da Argentina, engasgou, doido pra falar que estava impedido, se fu…e…u… Um desânimo de dar raiva.

santos tem partida em casa, teoricamente três pontos contra o vitória, e nós uma pedreira fora (galo), na pior das hipóteses eles diminuiriam três pontos, contudo, entretanto, porém, todavia… depois nós temos dois jogos em casa um difícil (putfire) e outro médio (chape), e eles dois fora, contra flamengo e cruzeiro, duas pedreiras! Sem desespero, está perto. Foco, fé e força! Vamos Verdão!!!

Que golaço ele fez! Foi na torcida, batendo no braço, colocando a mão na orelha, pedindo pra torcida aplaudir, aí um maluco de barba, gordinho falou pra ele “vai embora, vai embora pô”, que torcida é essa do coxa? Time brigando pra não cair, faz um gol num time forte e fala pro cara ir embora!? Sem sentido…

Fico p..to pois pra nós tudo é mais difícil, esse é o campeonato de pontos corridos com melhor desempenho da história do segundo e terceiro colocados, em anos anteriores nessa rodada o líder já estava bem mais tranquilo, e não é por vacilo nosso, somente dois campeões desde 2003 nos superam em pontos nesta mesma rodada… Haja coração!

Nem tanto, meu caro. O Palmeiras ganhou apenas um ponto contra o Santos, fez quatro contra o Flamengo (mesmo jogando em campo neutro no primeiro turno e em casa contra dez durante quase uma hora no segundo) e, por enquanto, nenhum contra o Atlético Mineiro. Se tivesse vencido esses três jogos no Allianz (não que fosse fácil, mas era perfeitamente possível), o Palmeiras estaria com 77 pontos, o Santos com 63, o Flamengo com 62 e o Galo com 57, e o campeonato teria terminado hoje. Se eles têm seus méritos, nós também tivemos nossa incompetência.

Pode deixar, SE eu vier a mudá-lo você será o primeiro a saber. Já a questão da incompetência e da ineficiência diante dos maiores concorrentes até agora (ainda enfrentaremos o Galo) é meramente fato. O SPFC e o Cruzeiro também já ganharam campeonatos assim, está nos registros da história do futebol e é isso o que importa, se foram campeões jogando mal só os torcedores mais exigentes e críticos de cada um deles é que vão se lembrar. Você não precisa gostar da minha opinião tampouco concordar com ela que isso não fará a menor diferença para mim, assim como pode também não gostar nem concordar com os fatos que isso não irá mudá-los.

Ta bom cara. Lider de ponta a ponta, mas os outros jogaram bem e a gente nao. Lider a trocentas rodadas, mas perdemos pontos pra Ponte.e Santos. Cada hora vc inventa uma coisa nova…. ano passado eu tava aqui r a reclamacao era que nao ganharia jamais um campeonato de pontos corridos. Ta salvo, o comentario. So esperando pra te relembrar.

Até pouco tempo atrás o problema era perder
pontos para os “pequenos”. Agora que não perde
mais, mudou o discurso pra perder pontos para os que
disputam o título.
Se (advérbio que vc gosta muito) o Palmeiras ganhar do
Galo, vai ficar apenas o discurso de que não joga bonito.

Amigos, fiquei sem ar. Partida nervosa mais pela situação do campeonato deles e nossa do que pelo jogo em si. Estou com o peito dolorido até agora. Acho que vou no médico amanhã se não melhorar… Não sou nenhum garoto, quando ganhamos o último brasileirão eu tinha dezoito anos…

Que vitória. Jogo pegado até o fim. Falta pouco Palmeiras!

Vamos torcer para o Coxa ganhar hoje, com dez pontos atrás faltando doze em disputa o Galo vai entrar com o bico torto na próxima rodada, já pensando na final da CB 2016. Independentemente disso, concordo quanto à postura: se formos covardes como no sábado passado, levaremos bicadas a granel e provavelmente voltaremos com apenas três pontos de vantagem.

Não chutar em gol é o de menos, o problema é perder quase todas as divididas contra um time horroroso como esse Inter. Chegaremos ao final da temporada com o tanque de gasolina vazio, mas na frente dos concorrentes graças às voltas de vantagem que abrimos no início.

Concordo, Renato, e pra você ver como são as coisas, o Palmeiras é um dos times (senão o time) com a maior folha de pagamento e que mais gastou em “reforços” no país, e na hora da onça beber água sente falta de Moisés (com todo o respeito, jogador dedicado e aplicado, nada além disso). Depois ainda tem gente que não gosta quando criticamos o nível do futebol atual…

A falta do futebol do Moisés é pelo fato de, hoje, ele ser
o melhor jogador do campeonato.
Se é craque ou não, é outra história.
Melhor do campeonato.

Os comentários estão desativados.