Categorias
Resenha dos Jogos

Pós Jogo Palmeiras 1×0 Botafogo: com as duas mãos na taça

 

E foi do jeito que a maioria esperava. Um jogo difícil, duro, com chances dos dois lados.

O Palmeiras venceu o Botafogo nesta tarde de domingo e está muito perto do título. 1×0, gol de Dudu.

Mas não foi mole não. No primeiro tempo o Palmeiras dominou o meio campo e o Botafogo jogava atrás. Sua estratégia era clara: ficar atrás, deixar Camilo aberto em uma das pontas puxando o contra-ataque e o empate já era um bom resultado. Se no erro do Verdão saísse o gol… melhor prá eles.

Só que não. O Palmeiras dominava as ações. Gabriel Jesus perdeu chance incrível. Mas o Botafogo também no final do primeiro tempo poderia ter aberto o placar. A etapa inicial ficou no 0x0.

Veio o 2o tempo e Jaílson fez duas grandes defesas. Cuca decidiu mexer e trocou o inútil Cleiton Xavier pelo experiente Alecsandro. E foi dos pés do atacante que saiu o gol. Cruzamento na área e Dudu abriu o placar de cabeça.

Aí foi administrar. O Botafogo tinha que mudar a estratégia mas não parecia competente para isso. O time de Cuca administrou e fechou o placar. 1×0.

Com os empates de Santos e Flamengo o título está a 1 ponto. Que virá domingo que vem contra a Chapecoense.

Tá muito perto.

Saudações Alviverdes!

111 respostas em “Pós Jogo Palmeiras 1×0 Botafogo: com as duas mãos na taça”

O verdão poderia trazer o Dener da Chape para a reserva na lateral esquerda. Daria um belo chapéu nos bambis. Agora o tal de “minto” vai sentir na pele o que é ser técnico de futebol .
Depois é o Palmeiras que está se apequenando.
Fica Cuca!!!!!

Só considerando estranho que serão três domingos seguidos contado com o jogo contra a Chapecoense que a tal emissora transmitirá o jogo do Palmeiras para SP.

Porque amarelamos para o time do Atlético-MG ? Seja aqui ou seja em Minas o Palmeiras não consegue derrota-los. Esse time mineiro é comum , e o Grêmio então….Dava para o Palmeiras levar as duas taças esse ano.

Não que devamos temer a Chapecoense (que tem um bom time), mas com a classificação para a final da Sulamiranda os catarinenses deverão poupar jogadores no próximo domingo. Quando a maré está boa…

Em quase todos os países nos quais os resultados dentro de campo são respeitados, qualquer time que tentasse essa virada de mesa iria direto para a terceira divisão e começaria a temporada seguinte com pontos negativos na tabela. Por aqui, parece que alguns clubes têm investido mais em seus departamentos jurídicos do que no futebol nos últimos anos. O maior problema do Inter, nesse caso, vai ser encontrar dentro do Vitória alguém que esteja disposto a “vender a alma” do time baiano do mesmo jeito que uns safados fizeram com a Lusa em 2013. Sinceramente, espero que essa vergonha não aconteça.

Se o Cuca sair , prefiro o Roger em primeiro lugar. Um cara inteligente, atualizado e estudioso . Tem um potencial enorme pra se tornar um top de linha no país futuramente e o momento atual do Palmeiras pode ajuda-lo tbm. Um clube q hj vive em paz, economicamente forte, terá acabado de conquistar o título mais importante do país e tem um grupo de jogadores que se respeita, respeitam o técnico e a hierarquia do clube. Contudo torço muito pra que o Cuca fique, seria primordial pra entrarmos bem fortes na libertas.

O Cuca não sairá até a Libertadores. Mas, caso, isso ocorra, o treinador a ser contratado deve ser o Fernando Diniz, o melhor treinador brasileiro na atualidade. !!!

Fernando Diniz? Aquele que está caindo para a Série C com o Oeste? Que se destacou no disputadíssimo Campeonato Paulista, o qual há dez anos praticamente tem sempre o Santos (que ultimamente só ganha isso) como finalista? Aquele que gosta de jogar bonito, saindo com toque de bola desde a defesa, sem chutão, para disputar uma Libertadores da América em sistema mata-mata? Não, obrigado.

Acho que o Roger precisa provar ainda …….. fazer um outro trabalho bom……..temos varios exemplos de tecnicos que se deram bem apenas em um clube………

Eu preferia que o Palmeiras contratasse o Éverton Ribeiro, Tiago Tardelli ou Luan (do Patético) e o Dalessandro ou Conca. Pela grana que teremos, esses caras eram possíveis e reforços para ganhar a Libertadores. Ah, e se o Cuca sair (provável), contrataria o Abel Braga.

Abelão não, pelamor…ténico ultrapassado, está desempregado e o que está fazendo? estudando, se aperfeiçoando? Não… tá curtindo vida boa, é um cara já tá com a vida ganha, sem grandes ambições, sem contar que já admitiu sonhar em treinar os bambis… lembra dos últimos trabalhos dele por aqui?.. retrancas homéricas, com 8 atrás e 2 na frente… das opções disponíveis e brasileiros (não conheço tanto técnicos estrangeiros), eu iria de Roger Machado, cara com carreira promissora, com gana pra trabalhar, foi demitido e podia estar sentado que logo aparecia um time atrás e preferiu ir se aperfeiçoar até o final do ano.

Não é Tiago, mas Diego Tardelli, que não tem identificação alguma com o Palmeiras, e embora seja bom jogador não é bom de grupo. Se perdermos o Cuca, que também não é insubstituível, acredito que “opções de grife” (Abel Braga e Luxemburgo são algumas delas) devam ser completamente descartadas (o futebol mudou e essa turma parou no tempo). Quanto ao meia, sim, precisamos de um com urgência, mas alguém que venha para jogar e não para comer, dormir e gastar a boa grana que vai ganhar. Eu mesmo já cansei de pedir a contratação do Conca no início do ano, hoje não sei se vale a pena pois ninguém sabe como está jogando lá no “competitivo” futebol chinês.

Durante muito tempo fui fã incondicional do Belluzzo e odiava o Jabba mais do que o diabo. Hoje vejo que na verdade tudo que foi feito no palmeiras, só ocorreu como um processo contínuo com a colaboração e UNIÃO de vários ex- presidentes. A Arena teve início com o Jabba, foi assinada durante a presidência do Della monica e iniciada a construção durante o Belluzzo. E ainda, a correta leitura do contrato após assinado, foi defendida com unhas e dentes pelo Paulo Nobre.
Por isso, rogo que pelo menos uma vez na vida, TODOS dentro do Palmeiras remem para o mesmo lado, pois já temos a impren$inha GambambiLambari, o STJD, a RGTV, o STJD e os Promotores Públicos (menção honrosa ao Sr. “São” Paulo Castilho) para remar contra!

Só acho que “união” não é bem o termo. O Palmeiras é o clube com o maior número de títulos nacionais (está caminhando para sua 13ª conquista), mas lembre-se de que deixou de ser protagonista durante 20 anos (1973-1993) e depois por mais 22 (1994-2016), disputando nesses “vácuos” a segunda divisão por quatro oportunidades (1981, 1982, 2003 e 2013), embora por diferentes critérios. Se houvesse de fato “união” dentro do clube nos últimos 40 anos, jamais passaríamos por essas dificuldades e teríamos pelo menos umas 25 taças nacionais e mais um monte de títulos internacionais. A imprensa esportiva está infestada de corintianos e flamenguistas, assim como os tribunais desportivos, mas não se iluda: nossos maiores problemas sempre estiverem na nossa própria casa.

Pessoal, o que vocês acham das contratações de Keno, Raphael Veiga, Hyoran e do Guerra? Duas apostas, um bom jogador e um ótimo jogador. O que pensam?

Guerra é mais habilidoso, mas tem características parecidas com o Moisés, já tem 31 anos, não vai aguentar a sequência pesada de jogos… acredito que ainda precisamos de um meia pra assumir esse meio de campo (ex: Conca, Everton Ribeiro, Montillo, etc..). Minha grande questão agora, é sobre quem vai sair. Mercado externo vai vir pesado e tem alguns que serão difíceis de segurar, ex.: Guedes (tem passaporte comunitário, alvo fácil da europa), Dudu (china vem aí novamente), Jean (multicampeão no Brasil, mas nunca jogou fora, se pintar aquele caminhão de dinheiro, acho normal ele querer ir), VH e Mina também vão ser alvos…e o Tchê Tchê… vai ser complicado segurar essa turma toda… precisamos nos desfazer de alguns que não renderam… penso que precisamos de pelo menos um lateral para cada lado, na direita acho que o Samuel Xavier do Sport seria um bom nome, na esquerda tá difícil imaginar… um zagueiro pra reposição, penso que será quase impossível segurar os dois… e um atacante decisivo e com espírito vencedor (Pratto e Tardelli seriam minhas primeiras opções).

Diogo, não posso dizer muito sobre o Guerra pois acompanhei pouco suas atuações no Atlético Nacional, mas se ele não vai aguentar o tranco por já ter chegado aos 31 anos, não serão Montillo (com 32) e Conca (com 33) que darão conta do recado. Em tempo: gosto muito desses dois citados, o Conca mesmo eu cansei de pedir no início do ano, mas estão há muito tempo na China (outro “planeta” em termos de futebol) e pouca gente sabe das suas condições atuais.

Os comentários estão desativados.