Categorias
Notícias Resenha dos Jogos

Palmeiras empata com Ponte Preta em 1×1

 

 

O Palmeiras empatou em 1×1 com a Ponte Preta nesta tarde de domingo. O gol do Verdão foi de Barrios.

Foi mais um teste. O time está entrando no ritmo mas ainda demonstra desentrosamento. Na primeira etapa o Palmeiras foi melhor e perdeu algumas chances de gol, principalmente numa sequência de dois chutes na trave do time campineiro.

Na segunda etapa muitas mudanças. Barrios entrou e perdeu um gol incrível mas deixou o seu em cruzamento de Zé Roberto. No final em pênalti involuntário de Rafael Marques a Ponte empatou.

Saudações Alvi Verdes.

***

Pré Jogo

O treinador Eduardo Baptista faz o segundo amistoso oficial do ano e o primeiro no Allianz Parque nesse domingo, 17 horas.

A partida serve como preparação para o Campeonato Paulista de 2017 que começa no próximo domingo.

O Verdão vem ainda com muitos desfalques do time que se prepara para a temporada.  O meia Hyoran e o atacante Alecsandro não foram relacionados. O volante Arouca foi submetido a um procedimento para retirada de um fragmento de cartilagem da articulação do tornozelo direito. Keno, que deixou o jogo-treino contra o Atibaia reclamando de dores na região lombar, também fica fora. Moisés e Yerry Mina continuam em cronograma especial da preparação física e só devem iniciar os trabalhos com bola depois da estreia no Paulistão, no dia 5 de fevereiro.

Ou seja, com seis desfalques o Eduardo Baptista deve fazer novos testes. Um deles deve ser o atacante Barrios.

Os 22 relacionados para a partida são:

Goleiros: Fernando Prass e Jailson
Laterais: Egídio, Fabiano, Jean e Zé Roberto
Zagueiros: Antônio Carlos, Edu Dracena, Vitor Hugo e Thiago Martins
Volantes: Felipe Melo, Tchê Tchê e Thiago Santos
Meias: Michel Bastos, Raphael Veiga e Vitinho
Atacantes: Barrios, Willian, Dudu, Róger Guedes, Erik e Rafael Marques

Saudações Alvi Verdes!

25 respostas em “Palmeiras empata com Ponte Preta em 1×1”

Gostei do primeiro tempo, mas este time precisa mesmo de um meia armador. Com um meia de qualidade o time vai jogar e criar muito mais, colocando 3 atacantes. Espero que o Guerra seja este cara. Jogos em casa contra times menores que só jogam atras, no meio campo não vai funcionar com f.melo, tche tche, moises e guerra. Um deles tem que sobrar…..tem que ser o mesmo que o cuca fazia ano passado. Dependendo do adversário e principalmente jogos fora colocava um volante marcador (t.santos) .

Esse time tem muitas condições de nos dar muitas alegrias neste ano. Se estivessem com o pé calibrado teriam feito 3 ou 4 gols tranquilamente e a Ponte é um time bem arrumado heim…Só fico preocupado se era um dia de pés descalibrados ou se teremos problemas em botar a bola pra dentro durante a temporada. Dudu , Roger Guedes e William são ótimos jogadores mas não finalizadores. Temos 2 centroavantes ” natos ” no elenco, mas nenhum dos dois passa confiança. Eu gosto da formação com 2 atacantes rápidos abertos e 1 centralizado e sinceramente torço muito pra conseguirem trazer o Borja. Nossa zaga é boa , nosso meio tbm é bom , temos um time equilibrado mas o que distoa é o ataque que como disse o Eduardo, faz poucos gols desde a segunda metade do campeonato brasileiro de 2016.

“faz poucos gols desde a segunda metade do campeonato brasileiro de 2016.” Seria coincidência ter sido também o período em que o GJ teve uma “seca” de gols no ano?

Wlademir, de fato a partir de agosto o Jesus passou mais tempo fora do time do que jogando com a camisa do Palmeiras, graças às convocações para as seleções olímpica e principal, sem contar suspensões e eventuais contusões. Ele fez falta, sim, mas isso não justifica a baixa produtividade do ataque, pois como já se sabia desde aquela época ele não ficaria no clube, então era obrigatório montar um esquema sem contar com o garoto. Acredito que os gols sumiram porque o Cuca e o elenco fizeram uma espécie de “pacto” para jogar pelos resultados. Não há dúvida de que deu certo, pois fomos campeões e depois da derrota para o Botafogo na 17ª rodada só perdemos um jogo até o final da competição, mas nessas condições 1×0 passou a ser goleada e o bom futebol virou raridade. Neste momento, o Eduardo deve estar encontrando dificuldades para fazer o elenco deixar esse “padrão” e voltar a praticar um futebol mais solto e bonito. De elenco ele dispõe, falta saber se tem competência para tanto.

Vamos dá tempo ao tempo, campeonato paulista é só pra observar se realmente o Eduardo Baptista terá condições ou não de dá conta do recado no Palmeiras. Em março é que começa a libertadores para o Palmeiras e aí vamos ver se realmente o Eduardo Baptista mostrará a que veio.

Concordo, fui no jogo e não acho que tenhamos jogado mau. Faltou um pouco mais de entrosamento e um pouco mais de preparo físico, isso sem falar que alguns “titulares” ainda nem jogaram, ou seja, temos tudo para melhorar, ou seja, muita calma nesta hora.

Exato, não se pode cobrar antes de ser realmente importante (e o importante será a partir de março). A impressão que fica, no entanto, é a mesma do final do ano passado: nos últimos dez jogos do Brasileirão marcamos 12 gols (média de 1,2 por jogo contra 2,1 das dez primeiras partidas), assim pode-se concluir que a solidez da defesa foi decisiva para o título no momento mais agudo da competição. Independentemente da retaguarda da equipe manter sua regularidade, um time que é candidato a ser campeão de tudo (por mais que isso seja meramente discurso) não irá muito longe com média de um gol por partida, então é nisso que deve se concentrar o trabalho da comissão técnica.

….os ultimos jogos do brasileiro os caras estavam com um pressão enorme pra não morrer na praia depois de liderar o campeonato todo…..jogaram pra não perder e o Jesus tambem não terminou bem o campeonato, perdendo muitos gols.

Pois é, Marcílio, mas quando começar a Libertadores poderá haver (e provavelmente haverá) a mesma pressão pra ganhar o torneio, aí corremos o risco de voltar ao esquema do “1×0 é goleada”. Isso em torneio mata-mata muitas vezes vira suicídio.

Não tem transição da defesa pro ataque, o primeiro volante sempre isolado. Tá parecendo time do Marcelo Oliveira tentando sair jogando.

Apesar do gol, coloque o Lucas Barrios nessa lista. Se pra cada um marcado embaixo das traves ele perder dois que até minha falecida mãe faria com bengala na mão e sem os óculos no rosto, melhor exibir seu futebol em outra praça. Sim, muitos times foram campeões sem goleador, mas outro tanto jogou temporadas no lixo por falta de um. Melhor perceber isso (e tomar a devida providência) na pré-temporada do que após uma eliminação.

Time ta bem, segundo jogo da temporada… ta muito bem. Time da ponte jogando bem, e o Palmeiras conseguindo criar boas chances. Gostando

Os comentários estão desativados.