Vote no candidato ao Conselho José Roberto Christianini

 

José Roberto Christianini (JOTA CHRISTIANINI)

Número 423

CONSELHO DE 2009 – 2017

  • Participação ativa na elaboração, discussão e por fim aprovação, da emenda das eleições diretas;
  • Proposta da reforma estatutária para:
    • Instituição de governança perene;
    • Criação do CENTRO DE MEMÓRIA PALESTRA PALMEIRAS;
    • Recategorização dos sócios;
    • Fim das eleições de vitalícios;
    • Voto do sócio torcedor.

DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE ACERVO HISTÓRICO

Diretor em 3 mandatos de 2006-2008, 2009-2010 e 2013-2014, com destaque para as seguintes realizações:

  • Criação do acervo com incorporação ao acervo de obras de interesse da História da Sociedade Esportiva Palmeiras, tais como Edição Especial do Mundial 51, Revista do Cinquentenário da S. E. PALMEIRAS, coleção completa da GAZETA ESPORTIVA ILUSTRADA e outras centenas de livros, revistas e publicações;
  • Digitalização do acervo;
  • Criação da Sala Oberdan Cattani;
  • Propositura e aprovação no conselho de Diploma de Mérito e busto em homenagem ao nosso goleiro Marcos (Marcão);
  • Exposição Julio Botelho;
  • Festa da Arrancada Heroica – 70 anos;
  • Festa dos 8×0 contra o SCCP em 1933 – 80 anos;
  • Taça Oberdan Cattani torneio retro de veteranos na Rua Javary.

LIVROS

Autor:

  • BIBLIA DO PALMEIRENSE – Editora Pandabooks;
  • PALMEIRAS UMA CAIXINHA DE SURPRESAS.

Co autor e colaborador:

  • ALMA (história do Palmeiras em quadrinhos) – Custódio e Fernandez;
  • Os dez mais do Palmeiras – Mauro Beting;
  • 20 jogos Eternos do Palmeiras – Mauro Beting;
  • Livro do Centenário PALMEIRAS, 100 Anos de Academia;
  • 12 de JUNHO O DIA DA PAIXÃO (filme);
  • Brasil de alma italiana – Carl Barbosa.

10 respostas em “Vote no candidato ao Conselho José Roberto Christianini”

Além do currículo, o Jota traz o ideal que o Palmeiras possa reformar seus instrumentos para que o clube tenha um modelo de gestão dentro das necessidades do futebol atual. Profissionalismo de fato, meritocracia, o Palmeiras caminhando como protagonista sem a necessidade de messias, personalistas ou postulantes a “dono”.

Quanto ao candidato, tenho orgulho de dizer que viajarei mais de 3000 km para votar nele dia 11. Jota é sério, tem a defesa do patrimônio do Palmeiras como foco, e vive naquele hospicio sem os melindres da vaidade. Voto nele com muita convicção e orgulho.

Rafael, eu não votei a favor do Tirone, mesmo porque a gestão dele (desastrosa na minha opinião) não estava em julgamento. Votei contra o relatório que preconizava pena de suspensão por erros contábeis que​ não lesavam o patrimônio palmeirense em nenhum tostão. Queriam pun​í​-lo por ter atrasado a entrega do relatório e apresentado as contas fora de prazo. Não havia um único senão que representasse qualquer prejuízo ao Palmeiras.

No julgamento do Belluzzo também votei contra o relatório porque este foi totalmente desfigurado momentos antes da eleição pelo ex presidente Mustafa​,​ que momentos antes da votação modificou todo o sistema de votos esquecendo o parecer do relatório e concentrando toda responsabilidade (também de erros conceituais de gestão, mas sem nenhum ind​í​cio de prejuízo ​com má fé ​aos cofres palmeirenses) no presidente.
No julgamento do Tirone a mesma coisa, momentos antes a penalidade de suspensão foi amenizada para a possibilidade de simples advertência .

No entanto o Tirone perdeu a votação. Isso tem que ser reafirmado​. Ele perdeu a votação. Ocorre que a soma dos votantes (contra e a favor) não foram suficientes para obter o quórum mínimo de votantes que permitissem o conselho deliberar. Logo a responsabilidade da não punição cabe aqueles que não votaram ou assinaram o livro e deixaram de votar. Os votantes deram quórum, democraticamente escolheram como votar, mas aumentaram o numero de votantes.

Por fim dos 5 membros da comissão de sindicância ​2 deles nem votaram a favor ​e um votou contra​. Ou seja, na própria comissão não havia unanimidade sobre a culpabilidade do ex-Presidente.

Espero ter esclarecido o seu questionamento e democraticamente se ainda assim não terei a honra de seu voto espero ter o seu respeito pelos motivos ​dos quais votei contra o relatório​.​​

Ele deveria explicar o porquê votou a favor do Tirone. Se a explicação for razoável, ok. Senão não merece nenhum voto,

Espero q a explicação acima seja razoável, se nao for vc pode ir atras por exemplo de quem assinou a sindicancia e nem apareceu para votar, pois ja sabiam que o pn estava para sair e queriam garantir a carteirinha na proxima geatao, sem desagradar o sapo mestre. Se infoe mais sobre estatuto da SEP e os meandros das alamedas antes de vir aqui falar abobrinha de uma pessoa q pensa Palmeiras 25h por dia, pelo curriculum do Jota fica facil emgender q ele nao precisa se vender ou fazer qualquer troca para agradar alguem, pare de acreditar em tudo que le dos vendidos e carteiristas.

Por absoluta coerência. Afinal, estava no mesmo processo de expulsão do Beluzzo. O processo foi desmembrado, trocadas as datas da votação, quebrou varias regras protocolares. No dia da votação, foi também dividida na hora por ordem do Mustafa, sendo votada a punição ao Beluzzo e não votada a punição ao Tirone, que ficou pra depois.

O Tirone pode ser o que for. Mas o rito usado para sua punição ( e do Beluzzo) foi totalmente errado. Soube da opinião do Jota antes mesmo do voto, e concordo com tudo que ele escreveu acima. Está muito claro. E Jota muito longe de ser um defensor do Tirone.
Que alias foi absolvido por FALTA DE CORUM, com muita gente falastrona ai estando ausente.

Sem falar que uma sindicancia anterior, cruiada também para punir Beluzzo, chegou em outros diretores da época e foi extinta.

Jota votou de forma coerente, e teve coragem de assumir sua posição. Sem pensar em defender ninguém, apenas os ritos corretos. Fez muito bem em não validar um circo daqueles. Há que se fazer as coisas de maneira correta.

Vamos lá. Esse assunto foi plantado no twitter por gente mal informada ou mal intencionada. Se é mal intencionada e ataca a imagem ou a honra de uma pessoa, existem meios jurídicos pra resolver. Se é “só” mal informada, acho que a resposta do Jota foi claríssima. O que faltou foi quorum para condenar Tirone, e não foi pelos votos a favor ou contra. Quanto ao Jota, é um conselheiro que sempre contribuiu com a SEP principalmente quando foi Diretor e nunca ganhou nada do ponto de vista pessoal. Ao contrário: como diretor cansou de gastar dinheiro do próprio bolso para organizar eventos, sem falar no enorme acervo pessoal que entregou de presente à SEP. Quando vejo críticas dessa natureza e eu sei de onde elas vêm, fico mais desapontado com essa política rasteira da SEP. Ao invés de questionarem quem votou a favor ou contra uma punição sem pé nem cabeça pro Tirone, deveriam checar se o conselheiro é cambista ou amigo de cambista, se usa o clube ou suas instalações em benefício próprio, se já tentou se aproveitar de eventuais cargos ou da proximidade que tem ou teve com o “poder”. Isso sim deveria ser questionado e retuitado na internet.

Contra fatos não há argumentos, com um currículo como esse é até covardia. Grande Jota, se tem alguém que merece e deve ser conselheiro da SEP é sem dúvida nenhuma você.

Os comentários estão desativados.