Ponte Preta 3×0 Palmeiras: nem nos piores sonhos….

O Palmeiras perdeu por 3×0 para a Ponte Preta na primeira partida da semi-final do Paulistão 2017 e complicou demais sua chance de classificação para a final.

Com menos de 1 minuto o time já perdia por 1×0. Com 7 minutos perdia por 2×0. O Palmeiras assistiu a Ponte Preta jogar os 90 minutos. Kleina armou um time compacto, que tocava bem a bola, aguerrido no desarme, rápido, e que jogou em cima das deficiências do time palmeirense.

Do lado do Palmeiras, ninguém jogou bem. Pior, time apático do começo ao fim. Eduardo Baptista no intervalo foi incapaz de mudar o jogo e o time. Fez as substituições óbvias. Tirou Guerra para colocar Michel Bastos – por que não Raphael Veiga? – ; tirou Borja para colocar um Alecsandro sem capacidade física para jogar futebol. Tanto que mal pegou na bola; e colocou ainda Roger Guedes no lugar do Willian, substituição manjada (ou é Roger Guedes, ou Keno).

O time assim cansou de fazer a ligação direta do meio de campo ao ataque, com excesso de chuveirinho ineficaz e bola alçada na área. O goleiro Aranha fez uma defesa em todo o jogo – aos dois minutos em falta de Borja. No mais um Palmeiras irreconhecível, apático, submisso ao resultado, onde os piores em campo foram Zé Roberto e Tchê Tchê. E menção honrosa para Omar Feitosa que protagonizou uma cena bizarra de descontrole emocional com Thiago Santos. Lamentável.

E assim foi. O palmeirense espera um pequeno milagre no próximo sábado. Uma vitória por 3 gols de diferença e a disputa vai para os penais.

Eduardo Baptista conseguirá o (considerado por muitos até aqui) melhor elenco e time do futebol brasileiro vencer a humilde Ponte Preta de Gilson Kleina e William Pottker e Fernando Bob por 3 ou 4 gols de diferença?

Esperemos que sim.

Saudações Alviverdes!

253 Comments Added

Join Discussion
  1. Se reverter vão manter essa desgraça de técnico, melhor cair fora e demitir o aprendiz de estagiário.

    Depois ´é rezar pro Cuca já ter enjoado da mulher e contratar o cara.

  2. Reynaldo Zanon 17/04/2017 | Responder

    Apesar de tudo, vamos reverter. E revertendo, iremos atropelar o Corinthians.

    • Alex 17/04/2017 | Responder

      Se reverter, eu acho que atropela mesmo. Até porque o curintia tá esperando a Ponte, a imprensa já preparou as matérias sobre 77, aquela várzea que conhecemos há muito tempo.
      Mas para reverter o time precisará mudar a postura e, principalmente, colocar os melhores para jogar.
      Precisará de coragem, e isso nosso técnico não tem e jamais teve em toda sua carreira. Não consegue distinguir teoria de prática.
      Será difícil, mas é possível.

      • Exato, Alex. Impossível não existe no futebol, só que algumas coisas não mudam da noite pro dia, nem em seis dias. O placar adverso é muito menos difícil de ser desafiado que a lógica que caracteriza alguns protagonistas dessa decisão. Se existe alguma chance para o Palmeiras do Bap, ela reside no fato de que no outro lado estará o “Pep” Kleina. O problema é avaliar o quanto valerá a pena para o resto da temporada uma virada histórica que fatalmente manterá no cargo um treinador que já se provou (pelo menos pra quem quer enxergar) pouco ousado, para dizer o mínimo.

  3. Rodrigo Bovino 17/04/2017 | Responder

    A ruindade do técnico estava sendo encoberta pelos resultados,
    Só que na hora da decisão aparece a ruindade do filhote de Nelsinho e aí vai tudo por água abaixo.
    Sinceramente eu não vejo nenhum motivo para comemorar uma vitória sobre o Jorge Wilskdjhksdjh no último lance, um empate contra o grande tucuman e uma vitória sobre penharol no último lance, na hora é aquela descarga de adrenalina mas pensando com calma depois dá pra ver que o time está bem fraquinho e que parte destes pontos deveria ter sido conquistada com futebol.
    Tem um ponto aí que não é totalmente culpa do técnico, os jogadores entraram com um sono danado, não é totalmente culpa do técnico mas tem a sua parcela de culpa pois é função dele não deixar isso acontecer.
    Esse filhote de Nelsinho já nos custou o Paulistinha, e vai acabar custando campeonatos maiores.

    • Estava sendo encoberta para algumas pessoas com miopia esportiva. Quem assistiu aos jogos da Libertadores e aos clássicos (exceto o segundo tempo contra os bambis, em muito graças ao humilhante gol do Dudu no final do primeiro) já havia percebido o quanto ele é limitado, sem repertório, sem liderança e sem condições de conduzir o Palmeiras sequer ao título do torneio Maria Quitéria. Para muita gente, entretanto, essa mediocridade avassaladora é nada perto do nosso “DNA de vencedor”.

  4. lito 17/04/2017 | Responder

    O Borja é matador, apenas está sendo sacrificado nesta falta de esquema no time. Deixa o cara nas mãos do Cuca e aí sim. Veja o tchê-tchê como exemplo, olha como cresceu com o Cuca, isso sem falar do Dudu. Enquanto o Palmeiras manter o estagiário como técnico não vamos ganhar nada.

  5. João Cornetta 17/04/2017 | Responder

    Eduardo Baptista, chegou a sua hora! Situações desesperadoras exigem medidas desesperadas. Portanto é preciso partir para o tudo ou nada, até porque o seu belo emprego já está no telhado mesmo. Vá de 3-5-2, com Prass; Mina, Dracena e Torugo; Tchê2, Guerra, Melo, Veiga e Bastos; Borja e Dudu. Ah, e coloque alguém para marcar o Pottker individualmente porque o cara está simplesmente iluminado contra a gente. Pode não acontecer nada, mas com esse time que não deu as caras em Campinas a eliminação é certa.

    • Alex 17/04/2017 | Responder

      Eu iria de Prass, Tchê Tchê, Mina, VH e Bastos; Thiago Santos, Felipe Melo, Guerra e Veiga, Dudu e Borja.

  6. Gustavo Aroni 17/04/2017 | Responder

    Pode meter os reservas contra a Ponte no Allianz, e manda o titular pra Montevidéu o quanto antes, porque o Paulistão já era. Quem sabe lá, faz um jogo treino com o River do Urugua, porque esse treino pra Libertaforrs tá muito puxado, muito forte. Além disso, nosso time reserva tem mais chances, só tomou de um, e não de três, do nosso algoz campineiro.

    • Muito bem observado, nosso “time B” foi mais competente (ou menos inútil) em Campinas. E também sou favorável a jogarmos com reservas no sábado. Se não conseguimos controlar a ansiedade para fazer 1×0 num time da Bolívia ou no ultra-hiper-decadente Peñarol, não teremos capacidade de fazer 4 na Ponte nem se tivermos acréscimos até o meio-dia de domingo.

    • Marcilio Jr 17/04/2017 | Responder

      boa pergunta……será que ja pagaram os 30 milhões? O minimo de um cara que custa essa fortuna é correr. Nem isso ele faz. Só bola no pé. v s f

      • Borja só está jogando no Brasil pelas suas características como finalizador, não por ser um grande jogador (se o fosse, estaria na Europa). Tanto ele quanto Guerra têm de minha parte o benefício da dúvida, pois ainda não atuaram pelo Palmeiras sendo orientados por um técnico de verdade. Quando tiverem um treinador que além de competente nos quesitos técnicos e táticos for também um líder de equipe, aí poderão (e deverão) ser cobrados adequadamente.

        • Alex 17/04/2017 | Responder

          Sem contar que há o período de adaptação. Concordo com o fato de que se fosse muito bom estaria na Europa. Mas Borja é muito melhor que a maioria dos jogadores em sua posição no Brasil.
          Quanto ao Guerra, fica claro que não conta com qualquer simpatia do auxiliar de estagiário EB.

        • Rodrigo 19/04/2017 | Responder

          Eduardo Augusto está certo. Os dois (Guerra e Borja) são grandes jogadores. Não estamos falando de atuações de 15 anos atrás, estamos falando de poucos meses atrás como melhores da américa. Falta um técnico de verdade. Todos os jogadores estão em declínio técnico por causa daquela anta.

    • marcilio jr 17/04/2017 | Responder

      entendo que jogar como centroavante do Palmeiras nào é tão facil…..porém correr e se movimentar ele precisa …..e não ficar só esperando bola no pé

    • marcilio jr 17/04/2017 | Responder

      E não creio que jogador de 30 milhões, espere que o técnico tenha que ensiná-lo a acertar o gol ou bater penalty. Pode ser uma fase ruim que todo atacante passa, pode ser adaptação, mas correr e mostrar garra, vontade, isso ele tem que ter.

  7. Todos jogaram mal, mas a falta de ousadia do técnico, foi pior ainda. Sábado vai ser a redenção se Deus quiser!

  8. Marcilio Jr 17/04/2017 | Responder

    Ainda com muita raiva do futebolzinho ridículo de ontem, não diferente da maioria dos jogos este ano, porém acrescentando falta de vontade, concentração. Time totalmente de salto alto achando que já que ganharam os ultimos jogos, “decisões” era só cozinhar a macaca para decidir aqui. Toma 2 gols em 7 minutos ?? Time totalmente morto, Felipe Melo andando, cansado, Tche tche então, mantendo a media dos últimos jogos, horrível. Sobre o técnico, sem personalidade nenhuma,
    sem moral pra tirar o Zé Roberto no intervalo só pra não queimá-lo. Colocou MB qdo tinha que colocar o Keno/Guedes. E ainda dar 2 dias de descanso? v s f . Agora quero ver sábado, os caras vão
    querer suar sangue. Mas talvez seja tarde, 3 gols de diferença? Resta continuar a semana inteira com raiva, p da vida e torcer para o improvável.

  9. lito 17/04/2017 | Responder

    O nosso técnico estagiário deve estar ligando para o papai no Japão e deve estar dizendo: socorro papai, a torcida está brava comigo. O que faço? buá, buá, buá
    Acorda Mattos, volta Cuca.
    A se fosse o P Nobre.

    • O Paulo Nobre queria demitir o Cuca antes do final do Brasileirão 2016, não o fez graças ao Mattos e ao mínimo de bom senso que ainda tinha pois percebeu que essa atitude mesquinha nos tiraria o título. Não tenho a menor dúvida de que após a derrota para os Gambás o Bap já estaria na rua, pois “sequência de trabalho” nunca foi o forte do piloto de rally (aliás, sejamos justos, de nenhum dirigente esportivo brasileiro), então não vamos nos iludir.

  10. lito 17/04/2017 | Responder

    Volta Cuca, senão Libertadores, Paulista, Brasileiro, Copa do Brasil já era.
    Ei Mustaphá vai.

  11. Marcelo Vaccari 17/04/2017 | Responder

    Com o elenco que temos e perder pra um time treinado por pep kleina é o fim da picada! E preparem o espírito, porque se jogarem assim vamos levar mais duas pauladas nos próximos dois jogos !

  12. Philipe Frois 17/04/2017 | Responder

    O EB é tão burro mas tão burro que entrou exatamente com o mesmo time que jogou contra o Penarol. Colocasse o Thiago Santos pra marcar com o Felipe Melo jogando de segundo volante . Tira o Guerra que é um morto e não marca ninguém, deixa o Tchê Tchê e o Michel Bastos pra armar e o Dudu na frente com o Borja mesmo. Time mais compacto, marcando mais, mais gente pra cobrir a Lateral esquerda que é um deserto . Tudo que precisávamos ontem era de um jogo chato, um 0x0 seria perfeito pra trazer pro Allianz mas o estágiario do EB não sabe usar o elenco, gosta de jogar numa lua de 40 graus no 4-1-4-1 deixando o Felipe Melo correndo sozinho no meio campo , com as laterais todas expostas e um abismo entre o Felipe Melo e a segunda linha de 4. Ontem meu irmão fez o seguinte comentário: “cara , como esse Fernando Bob ta jogando heim”…Eu respondi: Claro , o cara tá soltinho no meio campo, ninguém dá combate, tem um campo enorme pra ele jogar tranquilo, até vc jogaria…. Aí o gênio do EB me tira o Borja e põe o Alecdonalds kkkkkkkk…..Só rindo mesmo. Tava enxergando bem o jogo…

    • mario luiz 17/04/2017 | Responder

      Concordo com você, EB é extremamente previsível, igual ao RC nos bambis. Basta ver 2/3 jogos para sacar a falta de variações de jogadas tanto nossa quanto das marias. No começo do ano ventilaram o Abel Braga no Palmeiras, na época eu achava que não seria uma boa, que estava na hora de dar espaço para a nova geração. Nunca me arrependi tanto na vida.

  13. Danilo Peressim 17/04/2017 | Responder

    Resumo dos comentários: demite o técnico, Zé Roberto, Prass, Jean e devolve o Borja, rs … O time entrou com uma postura irreconhecível e perdeu, ponto final. Jogadores andavam em campo enquanto a Ponte jogava a partida do século, resultado justissimo! Sábado é dia fazer história, pelo menos é nisso que acredito! Ingresso carregado … FOM FOM

    • O técnico é fraco e não tem cacife pra trabalhar no Palmeiras, pelo menos não esse que briga por títulos de verdade (talvez numa Série B faria sucesso). O Zé Roberto merece placa na sede do clube pelos serviços prestados, mas é um ex-jogador em atividade, não se pode contar com sua “vitalidade” para competições sérias. Jean é o melhor lateral-direito que temos no elenco e nem lateral é. O Borja foi contratado pelos gols que marcou nas semifinais e finais da Libertadores de 2016 pelo Nacional de Medellín, não por ser um grande jogador (se o fosse, com a idade que tem não estaria atuando na América do Sul e sim na Europa), e até agora decepcionou. Quanto ao Prass, particularmente não tenho do que reclamar (a defesa deixa os adversários chutarem três vezes seguidas, não marca ninguém e a culpa dos gols é dele), pra mim ainda evitou o que seria um legítimo “7×1”, mas entendo que nessas horas sempre sobra para o goleiro. Se tiver mais alguma dúvida sobre os motivos que levaram as cornetas a soarem por aqui, é só perguntar que a gente te ajuda a entender – e enxergar – os fatos.

  14. Leu 17/04/2017 | Responder

    2017 está com a mesma cara de 21016. M.O. = E.B. Futebol sem consistência, desclassificação no Paulista (tomara aconteça um milagre) Libertadores parecida. VOLTA CUCA.
    Constatações para os que entendem futebol: (Mattos não muito, E.B. não muito): Edu Dracena 35 anos, Zé 42 anos, Felipe Melo (muito bom) mas lento como único volante = defesa horrível, totalmente exposta. Tchê Tchê (rápido, versátil) como 1º volante e Felipe (excelente saída de bola) como 2º acredito ser a melhor solução. Lateral esquerda sem solução. O Egidio é ainda pior que o Zé.
    E o time precisando de velocidade, agilidade no ataque: entra quem? Alecsandro?????
    E.B. no Santa Paula já, auxiliando o pseudo treineiro.

    • Philipe Frois 17/04/2017 | Responder

      Cara eu sempre tive os 2 pés atrás com o EB mas qdo vi o Felipe Melo correndo sozinho ontem, e no segundo tempo ele botando o Alecpança no time a única gota de boa vontade q restava se esgotou. Volta Cuca urgente! Essa tem de ser uma campanha de todo Palmeirense que gosta de verdade do Palmeiras. Mesmo que consiga reverter contra a Ponte , esse treinadorzinho já deu muitas provas de que não aguenta dirigir time grande . Vamos botar a temporada a perder se insistir com ele. Acorda Alexandre Mattos.

  15. lito 17/04/2017 | Responder

    Tomara que agora nossa diretoria tome vergonha na cara e traga o Cuca de volta.
    Chega de técnico estagiário, chega de presidente estagiário, que mais parece a rainha da Inglaterra, não manda nada, tchê-tchê também precisa jogar mais, Dracena e Zé Roberto, que vá para o banco, chega desse Mustaphá que só fala besteira.
    Vamos Mattos traga o Cuca de volta, porque se ficar com esse E B…. Libertadores já era.
    Como disse Mauto Beting, entramos como Real Madrid e levamos de 3 como o Barcelona

  16. O goleiro campeão brasileiro foi o Jailsom. Só porque o Prass voltou tem que ser titular. O cara tomou
    só nesse paulista 4 gols por baixo das pernas. Sábado eu ía de Jailsom e punha esse aposentado no banco. Se pelo menos soubesse sair jogando, mas nem isso faz;

  17. Eu não acredito que esses malas vão se matar em campo sábado já que na outra quarta tem o Penarol. Vão fazer uma pressãozinha no inicio do jogo e se o gol não sair vão acabar desistindo junto com esse morfético do EB.

    • Sinceramente, não sei se a essa altura uma virada histórica valeria a pena. Ficaria a impressão de que teve o “dedo” do Bap, e assim ele garantiria emprego até o final do ano, acabando com nossas chances na Libertadores (que eu já acho remotas) e no Brasileiro (com um técnico decente, somos favoritos). Mas eu acredito que uma troca de comando só vai acontecer numa eventual eliminação da Libertadores, e até lá poderá ser tarde demais para salvar o ano.

    • E tem outra, esse técnico já provou que não tem competência pra armar um time capaz de superar defesas bem fechadas, e a Ponte é uma equipe organizada. Só chamando o juiz de Barça X PSG pra arrumar uns dois pênaltis (desde que o Borja não os bata) e expulsar dois adversários, ainda assim é capaz de ficar só 2×0.

  18. sergio luiz 17/04/2017 | Responder

    O senhor Eb tem que rodar o elenco!Não é possível sempre as mesmas caras em todos os jogos.Cadê Raphael Veiga,Hyoran,Keno e outros.Hoje era dia pra mexer de forma ousada,coisa que ele não tem competência pra fazer que nem Cuca,pois nunca foi jogador de futebol.Já tem adversário de olho nesses três.Será que ele tem medo de tirar os medalhões?Pelo que se vê em campo e as declarações de Felipe Mello,parece que o time está sem comando nos vestiários.Quem manda são os mais velhos,como Zé Roberto,Bastos,Melo e Dracena.

Leave Your Reply