Semi finais definidas (atualizado)

Palmeiras x Ponte Preta.
Corinthians x São Paulo.

Essas são as semi-finais do Paulistão 2017.
A primeira partida no próximo final de semana.

16 de abril:
16:00 horas: Ponte Preta x Palmeiras – Moisés Lucarelli (transmissão Globo)
19:00 horas: São Paulo x Corinthians – Morumbi.

22 de abril:
19:00 horas: Palmeiras x Ponte Preta – Allianz Parque.

23 de abril:
16:00 horas: Corinthians x São Paulo – Itaquerão.

E aí Palmeirense: como será a final?

Saudações Alviverdes!

33 Comments Added

Join Discussion
  1. joão victor 14/04/2017 | Responder

    sou palmeirense mais no crasico eu estou torcendo para o são paulo

  2. Para se ter uma ideia do atual nível do futebol argentino, o fraquíssimo Tucumán tem um ponto a mais que os campeões da América San Lorenzo e Estudiantes. Como diz o outro, “que faaaaase”… Se um time brasileiro não ganhar a Libertadores deste ano, melhor a Conmebol começar a nos conceder umas vinte vagas no torneio… Considerando que ganharemos dos “tucumanos” na última rodada, uma vitória amanhã e um empate em Montevidéu garantem a classificação.

    • Alex 12/04/2017 | Responder

      Os argentinos estão pagando pela longa inatividade dos seus times, devido à paralisação ocorrida entre o final do ano passado e o início da fase de grupos da Libertadores.
      Provavelmente Tucumã deve terminar com cinco ou sete pontos a fase de grupos, e se ganhar do penarol em casa, deve terminar a frente do wilstermann.

    • Alex 12/04/2017 | Responder

      Os argentinos estão pagando pela longa inatividade dos seus times, devido à paralisação ocorrida entre o final do ano passado e o início da fase de grupos da Libertadores.
      Provavelmente Tucumã deve terminar com cinco ou sete pontos a fase de grupos, e se ganhar do penarol em casa, deve terminar a frente do wilstermann.

      • Alex, respeito sua opinião e não acho impossível que isso aconteça, mas o time do Tucumán é ruim de doer, ali sobram raça e vontade mas a técnica definitivamente não compareceu à sede do clube. Lembra muito nosso time de 2014, que só não foi para a Série B graças à incompetência dos baianos e por alguns lampejos de dedicação ao longo do campeonato. Se eles conquistarem mais um empate em casa e terminarem a fase com dois pontos, podem se dar por felizes e com a “missão cumprida”. O Jorge Wilstermann, que está longe de jogar bonito, tem uma proposta competitiva muito mais interessante, e deve ficar com a outra vaga do grupo. Quanto à greve na Argentina, eu seria uma pessoa muito mais feliz e orgulhosa da sociedade em que vivo caso os jogadores dos nossos times também resolvessem paralisar uma competição (qualquer que fosse) no Brasil exigindo melhores condições de trabalho, mesmo peitando CBF e Globo, mas sei que mesmo se tiver mais umas dez reencarnações aqui na terra que Cabral descobriu eu não verei isso acontecer.

  3. Philipe Frois 11/04/2017 | Responder

    Assistindo JW x Tucumã ….Olha…Meldels ….Se não classificarmos em primeiro no grupo eu desisto de assistir futebol pelo resto do ano.

    • Também assisti, e redobrei minha revolta com o Vitor Hugo. Independentemente do desnecessário excesso de cautela do Bap, não fosse ele o Tucumán terminaria essa fase com zero ponto. A vitória amanhã é importantíssima, já que depois teremos dois jogos fora. E espero que parem com esse papo de “não ganhar Libertadores é fracasso”, se não der neste ano pode dar no ano que vem ou no outro, o importante é focar na manutenção da hegemonia do futebol nacional, quem sabe com o deca-campeonato ainda em 2017. As seis vagas via brasileiro permitem ao Palmeiras almejar Libertadores pelos próximos anos com alguma tranquilidade, basta jogar futebol com vontade e seriedade e não subir nos tamancos.

      • Philipe Frois 12/04/2017 | Responder

        Concordo com tudo. Fracasso pra mim seria não conquistar nenhum título ou ainda ficar fora da libertadores do ano que vem. Temos grandes chances em todos os torneios que disputaremos mas chega a ser falta de respeito com os adversários dizer que será um fracasso não conquistar tal título. Além de ser tbm uma certa falta de noção, pois apesar do investimento alto e o esforço pra se montar um bom elenco , não temos uma seleção como na época da Parmalat. Temos até jogadores bem limitados como Victor Hugo, Fabiano, Egídio, Thiago Santos, outros q nao passam de jogadores comuns como Jean, Willian bigode, Roger Guedes e outros que chegaram agora com muito status mas não se sabe se vão corresponder a altura e por isso ainda são incógnitas ao meu ver como Guerra e Borja. Temos sim um bom elenco e se tudo conspirar a favor e se tudo der certo e esses jogadores renderem o que esperamos que rendam , teremos muitas alegrias. Mas futebol é uma caixinha de surpresas como dizia o velho sábio, o Barça com o melhor ataque do planeta ta capengando e se bobear termina a temporada sem título. O nosso papel é torcer e empurrar os caras. Avanti meu Palestra e hj é 3×0 de novo. 2 do Dudu o pequeno gigante e um do Borja.

        • Veja o exemplo do Bayern de Munique, Philipe. O Jupp Heynckes levou a equipe a uma final de Champions em casa na temporada 2011-12, o Robben perdeu um pênalti na prorrogação, o time perdeu nos pênaltis para o Chelsea (que depois perderia uma certa final de mundial…) e de repente o técnico não prestava mais. Mesmo sabendo que não ficaria, ele levou os bávaros novamente à final na temporada seguinte, quando derrotaram os rivais do Borussia Dortmund (com gol redentor do mesmo Robben no finalzinho) e levantaram a taça pela quinta vez, e foi embora. Trouxeram Guardiola, o melhor técnico do mundo, e em três temporadas seguidas ele caiu para o “trio de ferro” da Espanha nas semifinais. Passou a não servir mais, e veio o Ancelloti. Com uma campanha dez pontos à frente do segundo colocado no Campeonato Alemão desta temporada, rumo ao inédito penta-campeonato e com um treinador que conhece de cabo a rabo o adversário, hoje o Bayern perdeu em casa de virada para o Real Madrid (com falha do espetacular goleiro Neuer no segundo gol), depois de jogar melhor e perder um pênalti quando o placar marcava 1×0 a favor, e terá enormes dificuldades em reverter a vantagem na semana que vem em Madrid. Escrevi tudo isso para exemplificar que os melhores times, com os melhores elencos e estruturas e contando ainda com os melhores treinadores muitas vezes têm jornadas infelizes e perdem campeonatos por detalhes, mas nem por isso o mundo acaba para eles, pois no ano seguinte estão lá tentando novamente até alcançarem seus objetivos. Independentemente do discurso que venha da direção, da comissão técnica e dos jogadores do Palmeiras, a torcida precisa entender isso. Até meu último dia como torcedor nesta vida vou cobrar sempre apenas uma coisa: que o time jogue futebol de qualidade. De resto, tudo pode acontecer pois trata-se do futebol.

  4. Philipe Frois 11/04/2017 | Responder

    Se levar a sério dá pra vencer as duas partidas. A ponte é cascuda e enjoada mas é fraca. O Palmeiras tecnicamente é muito melhor e se igualar na vontade vence as duas e olha que nem acho nosso time essa Brastemp toda heim….Não quero ser hipócrita, quero que o Palmeiras vença todos os campeonatos no ano mas se for pra entrar se poupando por causa das libertadores então que entre com o time reserva no paulista. Até aqui jogar com o freio de mão puxado foi o suficiente mas daqui pra frente vai ter que correr de verdade. Portanto se nos cálculos deles , no GPS que eles usam nas costas enfim, se essa tecnologia toda que existe hj no futebol indicar que não dá pra ter intensidade em todos os jogos, que se priorize o mais importante que é a libertadores. Foi pra isso que fizeram esse elenco todo não foi? Então que se use todos eles .

  5. Renato 11/04/2017 | Responder

    Assistindo Juventus x Barcelona.
    Não custa sonhar.
    Quem sabe esse ano não acabamos com essa história de que não temos mundial?
    Juventus x Palmeiras na final do mundial em Dubai. E claro, Palmeiras campeão!

    • Antonio 11/04/2017 | Responder

      Cara eu entrei pra comentar exatamente isso. Imagina que loucura seria…

    • Quero ver o Barcelona arrumar “craques” do apito pra virar o placar dessa vez… Juventus não é PSG, tem camisa, tradição e um baita goleiro.

      • mário luiz 12/04/2017 | Responder

        E além disso tem jogadores com garra, que honram a camisa e não aquela bando de marias que o PSG tem que ficaram olhando o Barcelona fazer o que quisesse. A Juve pode até perder, mas vai vender muito caro a derrota, e se tiver que sangrar, eles sangrarão.

    • Leandro 11/04/2017 | Responder

      Renato. ..e se for essa final sera a mesma de 51 hein..olhas as coincidencias acontecendo….abcos

  6. Leandro 11/04/2017 | Responder

    Como disse o Eduardo. …temos q jogar com seriedade se quisermos passar..e nao vejo.como obrigacao ganhar lah…a ponte eh um.time cascudinho…e.vao jogar a vida..entao q entrem com seriedade e jogando bola

  7. Renato 11/04/2017 | Responder

    Não podemos esquecer que teremos pela frente o professor Gilson Kleina.

  8. Thom 11/04/2017 | Responder

    Eu acho que nossas chances contra o Santos eram maiores, pelo histórico recente. Mas se for jogar com a Ponte com medo não dá também.

    É ganhar lá e aqui.

  9. Philipe Frois 11/04/2017 | Responder

    Ouvi o Milton leite dizendo tbm que o Willian Potker teria de se apresentar ao internacional em 48hs . Mas isso era em caso da ponte ser eliminada ou ele realmente está fora das semifinais?

    • O Pottker só iria para o Inter agora caso a Ponte terminasse sua campanha no Paulista ontem, já que como foi eliminada da CB ela só voltaria a jogar daqui a um mês. Não se trata de um Suárez da vida, mas é bom jogador, só que sozinho faz pouca coisa, assim como muitos dos nossos atacantes. Sem aquela histeria de “obrigação de ganhar”, se o Palmeiras estiver a fim de ser campeão e jogar com seriedade, não deve temer Ponte Preta, Gilson Kleina ou Harry Pottker. O que não significa que não precise jogar bem pra ir à final.

  10. Philipe Frois 11/04/2017 | Responder

    Ontem durante a transmissão do jogo o repórter de campo chama o Milton Leite pra avisar que teria uma substituição na Ponte. O curioso é que ele disse que o foi o Lucca (ex gambas) que sugeriu ao Pepe Kleina que colocasse o jogador X pra dar mais dinâmica no meio campo kkkkk…. Aí o Kleina virou e perguntou: quem? E o Lucca respondeu: o fulano professor, o fulano ….Kleina: ah tá …Fulanooooo vai aquecer kkkkkkkk……Isso é sério! Não dá pra perder pra um time treinado pra esse sujeito.

  11. Marcelo Vaccari 11/04/2017 | Responder

    Será um teste de concentração e foco no objetivo final! Esse time tem todas as condições de ser o campeão em todos os campeonatos nesse ano!

  12. Chance pra terminar com dois tabus: ganhar da Ponte no Allianz e das meninas no Morumbi. Vai que a viagem pros Emirados não aconteça e que o Cuca vá pros Urubus, pelo menos o Bap não vai embora sem incrementar o currículo.

  13. mário luiz 10/04/2017 | Responder

    Na boa, a menos que o juiz dê uma ajudinha (como sempre) acho que dessa vez teremos uma final entre nós e os bambis.

  14. Paulão 10/04/2017 | Responder

    A ponte não jogou nada hoje, o placar mais justo seria uma vitória mais larga do Santos. Mas de qquer jeito não conseguiram fazer mais gols, então azar deles. A ponte vai dar a vida contra o palmeiras, mas um time que quer viajar aos Emirados Árabes no final do ano (e não a turismo), tem que passar por cima da ponte como um trator. Não estou dizendo que precisa golear, precisa ganhar com autoridade, mesmo que com placar mínimo. Do outro lado acho imprevisível, apesar da freguesia recente, acho que os bambis tem mais time que as galinhas.

  15. Renato 10/04/2017 | Responder

    Vamos devolver aquela derrota na final do campeonato em 1971 contra as Bibas. Está chegando a hora. Tem também a derrota na final de 1992.

Leave Your Reply