Brasileiro 2017 Palmeiras 0x1 Santos: sem comentários

Pós Jogo

Palmeiras 0x1 Santos.
Resumo do jogo.
O Palmeiras perdeu para um time que deve ter metade do seu orçamento, dirigido por um treinador ultrapassado, e jogando em casa. Conseguiu dar apenas dois chutes a gol – um de Jean e outro de Borja. E perdeu um grande lance num cruzamento de Moisés que passou na frente de dois atacantes palmeirenses que não conseguiram empurrar a bola pro gol.
O Santos jogou no contra-ataque e levou perigo algumas poucas vezes à meta de Prass.
Mas foi numa saída de bola de Guerra – sofreu ou não falta? – que o Santos fez o gol.
Fim do resumo.
Deprimente.
Agora é se acostumar com a ideia que estamos lutando pelo G4.

Saudações Alviverdes!

***

Pré Jogo

O Palmeiras tem que fazer sua parte. Ganhar a maioria das partidas do 2o turno e ver o que acontece no topo da tabela.

Hoje é contra um adversário direto. Mais uma partida pra se vencer!

***

Cuca tem problemas. Dracena e Egidio estão suspensos e não jogam. Luan e Zé Roberto devem assumir a função. O Time deve ser:

Prass, Mayke, Luan, Juninho e Zé Roberto; Tchê Tchê, Jean e Moisés; Willian, Deyverson e Dudu.

***

Do lado do Santos, Levar Culpi fez mistério. Sem Lucas Lima, Renato, Victor Ferraz e Vitor Bueno (todos machucados), o Santos deve vir com o bom goleiro Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Alison e Matheus Jesus (ou Leandro Donizete) e Jean Mota; Copete, Ricardo Oliveira e Bruno Henrique. Olho em Bruno Henrique. Tem sido o mais perigoso do Santos nas últimas partidas.

***

O retrospecto de Palmeiras e Santos é favorável ao Palmeiras:

137 vitórias
86 empates
104 derrotas

Com o mando do Verdão:

67 vitórias
45 empates
43 derrotas

No Allianz

3 vitórias
2 empates

***

Marcelo Aparecido de Souza (SP) apita a partida, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP).

Retrospecto do árbitro:

7 vitórias
6 empates
5 derrotas

Com mando do Palmeiras foram 4 vitórias, 4 empates e apenas uma derrota.
No Allianz, foram duas partidas, duas vitórias.

Apitou duas partidas de Palmeiras x Santos: dois empates, um no Pacaembu e outro na Vila.

***

É isso aí: vitória ou vitória. É uma decisão.

Saudações Alviverdes!

110 Comments Added

Join Discussion
  1. Assistindo o jogo do Framengo hoje lembrei do Palmeiras. Time caro, cheio de nomes e que não jogam nada. Vendam o Borja logo pro urubu antes que o ruela seja demitido. Ele já tá escalando Massaraujo. de
    titular.

  2. Gustavo Aroni 02/10/2017 | Responder

    E independentemente de cair C.uca e vir Mano, o um destreinador qualquer, Gagliote, Palmeiras sei lá, comece amanhã a formar os nossos treinadores futuros, buscando o que há de mais moderno no futebol, e implementanto isso, e atualizando-se sempre, desde o Sub-11. Vamos fazer o que os outros clubes não fazem (ainda) primeiro. Sair do sarcófago, do conformismo dos fabáticos. Vamos fazer futebol!

    • Reynaldo Zanon 02/10/2017 | Responder

      Isso sim seria ótimo. Desde a base implantar um sistema de treinamento e jogo padrão envolvendo as comissões técnicas e a estrutura que já temos, certamente dará muitos frutos. O Barcelona faz isso há anos e tem tido grande sucesso. Mas o nosso presidente Galiotte precisa tomar as rédeas e pôr isso em prática. A hora é agora.

    • O bom futebol que se pede e a maioria acha impossível de se praticar no país começa por aí. Até porque um dia alguém vai fazer primeiro, então que seja o Palmeiras. Quando isso estiver implantado e funcionando, aí sim podem escrever aquela lista de maravilhas sobre o clube (temos o melhor isso, somos o melhor naquilo e blá blá blá), pois certamente os resultados em campo virão, as conquistas acontecerão e não viveremos apenas de números, estatísticas e de história.

  3. Gustavo Aroni 02/10/2017 | Responder

    E depois das declarações do C.uca ficou ainda mais claro, 100% cristalino, que a esmagadora maioria desses técnicos medalhões não passam de meros ultrapassados, caçadores de multas milionárias.

  4. Gustavo Aroni 02/10/2017 | Responder

    Juro que se eu fosse o presidente do Palmeiras, quando caiu o Micale, eu teria oferecido o C.uca por empréstimo pra rebaixar o Atlético-MG. Nem sei se daria tempo, pois eles foram muito rápidos em contratar outro Munn-ra destreinador.

    • Pois apesar da conquista da CB o Mano Menezes (que parece estar sendo disputado a tapas pelos candidatos à presidência do Cruzeiro) é mais um Mumm-Ra. Como tenho comentado, currículo de títulos não tem sido sinônimo de bons trabalhos ultimamente, mas apostar em quem ganhou duas Séries B e duas Copas do Brasil em 13 anos pode ser um forte indício de que passaremos mais uma temporada vendo futebol fraco e ouvindo desculpas e mais desculpas.

    • Então, é o mesmo princípio segundo o qual eu tenho que achar a Dilma uma santa só porque seu substituto Temer (até outro dia amiguinho dela) é uma b… Falta de critério na hora de escolher e baixo nível de exigência dá nisso, mas de quem pede Leão não dá pra se esperar muita coisa…

  5. Luix 01/10/2017 | Responder

    Emerson Leão para Diretor de Futebol. É palmeirense, sabe distinguir um caneludo de um jogador de futebol, não compra por 10 e manda pagar a mais para ficar com a diferença, vai por ordem na casa é é palmeirense de verdade.
    Técnico por ser Alberto Valentim. Carille ou Pep Guardiola. Tanto faz, pois o torcedor e conselheiros irão reclamar do mesmo jeito.

  6. Luix 01/10/2017 | Responder

    Os arrogantes torcedores palmeirenses que criticavam Eduardo Batista quando o time vencia por 1 a zero, estupidamente acreditando que o time, com essas falsas contratações, deveria golear tudo e a todos os times, devem estar arrependidos e chorando amargamente.
    Assim como em 2009, onde diziam o mesmo comentário sobre Jorginho (não era técnico de nível para o Palmeiras mes,o com 11 pontos na frente do 2o. colocado na tabela) e depois, com a entrada Murici nem a libertadores disputou, mando um chuuupa para os mesmo que, tempos atrás, repetiram essa crítica burra ao Eduardo Batista.

    • Critiquei Eduardo Baptista simplesmente porque ele não é, nunca foi nem jamais será técnico de futebol, tanto que está de volta ao lugar do qual nunca deveria ter saído, a gigante Ponte Preta (ambos se merecem), e não me arrependo nem um pouco, pelo contrário. Preparador físico aspirante a treinador com pulso fraco, sem personalidade nem a menor condição de treinar times com ambições maiores, tal e qual o pai dele. Um dos maiores fiascos da história do Palmeiras, defendido apenas por quem tem pouca autoestima ou nível de exigência tão baixo quanto a linguagem que usa.

      • Luix 02/10/2017 | Responder

        Quer vc queira ou não, Eduardo Batista está e é treinador. O pai dele foi campeão nacional e tem muitos títulos. Pensar com o fígado não leva a nada, a não ser que tenha só ele para pensar.
        Mas desenho pra vc que EB tem melhor desempenho que Cuca/2017, assim como Jorginho teve melhor desempenho que Murici Ramalho….
        Sua birra e arrogância de querer ter técnico de “grife” leva a resultados pífios. Prefiro ver meu time campeão com um técnico comum, de pulso “fraco”, afinal, Leão, Luxemburgo, Dunga, Antonio Lopes, chamados de pulso “forte”, estão fazendo sucesso nas “Europa da vida”, por conta do sucesso com seus títulos de campeões nos últimos anos….Kkkkkk.
        Nem apanhando da vida veste as sandálias da humildade. Fato!

        • Melhor desempenho no incrível campeonato paulista. Se vai descontextualizar a esse ponto, nem se dê ao trablho de postar. E se via qualidade no time com o EB, vá estudar um pouco de aspecto tático, assistir os grandes times do Palmeiras (e de outros clubes e seleções), etc… Você apenas leu um artigo dizendo que o EB tinha vários conceitos modernos, abraçou a ideia, e não quer descasar dela nem com os péssimos resultados estampados na testa.

  7. Gustavo Aroni 01/10/2017 | Responder

    Se não tem opção melhor que o C.uca no mercado, então deixa o cargo vago. Ele não é um destreinador. O jogador desaprende com ele. Temos coisa melhor dentro da Academia de futebol, é só querer enxergar.

    • Pois é, mas de “destreinadores” o país está cheio, e não duvide que inventem mais um pra 2018. O Luxemburgo mesmo tá indo pra zona e não deve ficar no Xpórti, vai que numa dessas ele retorne e convença a patrocinadora milionária a trazer de volta Capixaba e Keirrison… Por outro lado, o Dorival, tido e havido como mil vezes pior que o Cuca, joga pra fazer 1×0 em casa e se defender contra times pavorosos. Será que a diferença entre eles é tão abissal assim? Nesse momento, apostaria mais no Valentim com o Zé Rovéio de auxiliar (há uma mínima chance de dar certo) do que uma lista enorme de fracassados preguiçosos cuja chance de sucesso é zero.

  8. Reynaldo Zanon 01/10/2017 | Responder

    O Cuca tem de continuar. Ele já mostrou capacidade (no Palmeiras e em outros clubes) e deve ter a chance de montar o time desde janeiro, com reforços, é claro. Até porque simplesmente não há alternativas muito melhores. Porém, se ficar exitando nesse “fico, não fico”, de novo, aí consideraria como uma traição ao Palmeiras. Se aceitou vir no meio do ano é para ficar até dezembro do ano que vem. Será lamentável se o Cuca disser que quer ir embora mais uma vez.

    • Zek 01/10/2017 | Responder

      Sempre acho que tecnico não entra em campo, e não vejo no Brasil alternativa melhor que Cuca….Ele não gosta de Centroavante na area…mas acho nosso problema està nas laterais e se Mina sair , na zaga, o peixe tem ataque melhor que o nosso com Bruno Henrique e Ricardo Oliveira, são melhores na minha opinião que Dayverson e Willian…e nà agua o peixe è melhor….logo alem de laterais, precisamos de um atacante prà ser idolo….atè Barrios, Barcos e Henrique Dourado são melhores que Dayverson…que e um garoto esforçado..

    • Acho que o fato de ainda não terem dado uma bica em Borja e Felipe Melo, apesar das questões envolvidas com cada um, diz muito sobre o quanto a Diretoria está só esperando o iluminado treinador sair para reintegrá-los para quem sabe terem aproveitamento melhor com outro técnico em outro esquema. Sobre capacidade, já comentei aqui diversas vezes o que penso, e está aí o tricampeão nacional 2013-14-15 Marcelo Oliveira, com trabalhos cada vez mais piores e afundando o Coxa, pra comprovar mais uma vez que para quem não se prepara nem se atualiza o apogeu é seguido de uma rápida e fulminante decadência, e para mim hoje o Cuca está nesse patamar.

      • Carlos Braga 01/10/2017 | Responder

        Borja pode até ser, Felipe Melo tá fora! Só está aí porque os advogados mandaram deixar ele treinar, já que não venderam na janela….

  9. Na falta do que fazer estou assistindo o jogo do Oeste. Não é por nada não, mas o Mazinho Messi Black tá jogando mais bola que o Guerra e o Moisés juntos.

    • E se for procurar no quesito “organização tática” vai encontrar coisa melhor que o Palmeiras na Liga Chinesa e na Série B do Calcio italiano. Ambos passam no Band Sports, que tem uma equipe fraquinha mas conta com umas apresentadoras que fazem a gente esquecer a draga em que está o futebol nacional…

  10. E ele indicou também o pipoqueiro do Diego Sousa que ia ganhar 800 pratas por mês, ainda bem que não veio. Só espero que contra o Bahia o torcedor não vá, ou então que vaiem essa porcaria de time do começo ao fim.

  11. Depois das declarações de ontem tem que ir pra rua mesmo. . Agora, a diretoria tem muita culpa, ao invés de irem atrás de jogadores como Everton Ribeiro, Hernanez e outros preferiram as tranqueiras da Colômbia, o zagueirinho do Vasco e o artilheiro da 3 divisão do Rio.

    • Exato, cada um precisa ser cobrado pelo que está devendo. Jogadores pelo que não jogam, treinador pelo que não treina e diretoria pelo que não dirige.

    • Bem dito, nosso departamento de futebol agiu, literalmente, como novos ricos deslumbrados. Botaram um verdadeiro caminhão de dinheiro no Borja e Guerra, jogadores que até ontem, eram dois nadas no futebol, fizeram meia temporada boa, em um time da Colômbia, que não é referência de nada no futebol (a não ser no quesito jogadores bizarros/engraçados), e fomos lá, sem pensar, e compramos os dois. Enquanto isso, outros times do Brasil trouxeram jogadores brasileiros (ou seja, que já conhecem as idiossincrasias daqui) que, comprovadamente, são bons e deram certo, e ficamos olhando com cara de bobos.

      Da parte do Cuca, decepção total. Ele parece que voltou desmotivado demais, acho que por causa do lance familiar que o afastou, ainda está pesando no emocional e psicológico dele. Sem contar os defeitos naturais que ele sempre teve como técnico (paneleiro, mandingueiro…).

      E os jogadores também tem culpa. Ficar treinando duas horas depois de terminado o treino, cobranças de falta, passes, ninguém quer. Mas todo dia alguém aparece com um cabelo “no style” diferente, uma tatuagem nova, um carro novo, etc… Nosso time tem sim, alguns jogadores interessantes, mas que precisam voltar do mundo da lua para a terra, e voltar a jogar bola. Moisés, Dudu, Jean, Tche Tche me vem a mente (óbvio que estou dizendo que eles tem qualidade alta para o nível restolho brasileiro que não tem mercado na Europa).

      E a diretoria, aquela lenga lenga de sempre, Mustafa, fantoches, velhos italianos gordos vitalícios, estatuto que não muda, etc…

      E mesmo com tanto problema, conseguimos nos manter próximos ao topo do futebol brasileiro. Me pergunto, o que um pouco mais de correção em todos os departamentos, não fariam por nós na América do Sul. Seriamos uma força colossal imbátivel. Mas infelizmente, a mediocridade é intrinseca ao Brasileiro, e o Palmeiras e todos que trabalham nele, são BR’s…

        • O último parágrafo do seu texto é o resumo do que me causa mais decepção quanto à postura de dirigentes, comissão técnica, jogadores e até da maior parte da torcida do Palmeiras e da Imprensa em geral. Ficamos felizes com migalhas porque os outros por aqui passam fome, quando deveríamos brigar pra que todos comessem bem e nós déssemos banquetes. Triste.

  12. luizdireg 01/10/2017 | Responder

    E esse Deyverson?? Erra todos os passes e Não tira do time só pq foi sua indicação. A diferença dele para o Borja é a nacionalidade. Ambos são ridículos. Mas como foi pedido do Cuca, o Deyverson não sai da equipe. Presidente omisso. Executivo de futebol falastrão. Técnico desesperado para ir embora. O ano 2017 já foi faz tempo. Cuide logo de 2018 para que em junho/18 não voltar esse papo de que precisamos focar em 2019, alegando que 2018 já se foi. Para jogar essa bolinha, um técnico barato e sem marketing consegue fazer. Fora CUCA.

    • Discordo 100%. O Deyverson é um caneludo esforçado, o Borja é um caneludo preguiçoso. Deyverson é o melhor dos piores. Borja já teve sim, um monte de oportunidades, e já mostrou que não serve pra nada.

      • luizdireg 01/10/2017 | Responder

        KKKKKkkkk…. Rapaz, vc rasga dinheiro ou não entende nada de futebol.
        Caneludo esforçado não serve nem em time de várzea, muito menos num time grande.
        Caneludo esforçado com salário de 350 mil e luvas de 2 milhões só para quem indica a contratação (Cuca) ou para quem não sabe a diferença entre futebol e um bolo de fubá.
        Melhor um jogador normal com salário normal e que sabe ao menos matar uma bola e dar um passe certo.

  13. luizdireg 01/10/2017 | Responder

    Vai sapatear na cara da torcida até quando sr. Alex Stival? Torcida essa que foi em peso ao estádio, numa noite fria e com muita chuva. Torcida essa que sempre está apoiando o time, mesmo com tantos vexames consecutivos. Pelo tanto que o sr. ganha, poderia ter dignidade e pedir desculpas a torcida e ir embora. Agradecemos pelo campeonato do ano passado. Mas este 2017 é pífio. Entramos em outubro e ainda não tem um time definido. Esse 4-3-3 manjado. Chega.

  14. João Cornetta 01/10/2017 | Responder

    Acho que duas coisas são fundamentais para estarmos jogando essa bolinha tão pequeninha. Primeira, o time está sem pernas, reparem só nas atuações de ontem de Mayke, Luan, Zé Roberto, Jean, Moisés, Guerra e William, para ficar nesses. E reparem também na quantidade de entregadas de ouro nos 15 minutos finais dos jogos neste campeonato. 2) Centroavante é centroavante, camisa 9, goleador, deve jogar no meio dos zagueiros com a única missão de colocar a bola pra dentro, igual ao bispo dos sardinhas. Centroavante armador, preparador, falso 9, marcador de zagueiros ou qualquer bobagem da espécie é simplesmente invencionice dessa atual geração de “ténicos”.

  15. Philipe Frois 01/10/2017 | Responder

    O que esperar de um time com uma linha defensiva composta por Maike, Luan, Juninho e Zé 43? Oq esperar de um ataque comandado por Deyverson? Esse é o melhor elenco do país? Os caras gastam milhões e não formam 1 time de 11 . O que esperar de um treinador que a cada derrota fica se lamuriando, desanimado , dizendo q não sabe se vai ou se fica , se Cá.ga ou sai da moita. Se o futebol brasileiro fosse feito de profissionais , o planejamento pro ano que vem já teria começado no dia 10 de agosto, dia seguinte a eliminação na libertadores. Se fosse só meio profissionais teriam percebido isso pelo menos na derrota pra chapecoense no dia 20 de agosto em pleno Allianz. Como são meros amadores , vão na onda da torcida , se iludindo com a utópica chance de título. Enquanto isso, gol do Barcelona de Guayaquil, gol dos Tollimas da vida , gol da Alemanha!

    • Pois é, mas basta ganhar dos próximos três adversários fortíssimos (Bahia, Atlético GO e Ponte Preta) para a turma que vive na ilha de Lost voltar a falar em “Deca”, recolocar o “Criativo” num pedestal de ouro e listar nossas glórias como “melhor estádio, melhor arrecadação, líder nisso e naquilo e blá blá blá” como se isso ganhasse jogo. Na hora em que a dura realidade bate na b… esse pessoal some das discussões pois seus argumentos não se sustentam.

  16. Leu 01/10/2017 | Responder

    Lendo alguns jornais desta manhã há declarações da Mula Criativa insinuando que deve deixar o nosso Palmeiras: Galiotte tenha atitude mande embora JÁ! Vejam o prejuízo que esse indivíduo vai deixar: em milhões: Deyverson R$ 18,5, Bruno Henrique R$ 13, Veiga R$ 10, Luan R$ 10, Fabiano R$ 7,2 (TODOS FORAM INDICAÇÕES SUAS).

  17. Verdão 01/10/2017 | Responder

    Esse guerra sempre faz essas lambanças. Jogador de joguinho, infelizmente mais um jogador mal avaliado.

  18. Lucas 01/10/2017 | Responder

    tira esse técnico bundão daí, chega desse meia boca

  19. Gustavo Aroni 01/10/2017 | Responder

    A continuar assim, 2018 vai ser pior, pode escrever. Não é só mudar de técnico, mas de postura, de filosofia. Querer, acima de tudo, jogar bom futebol. Aliás, o melhor futebol. Vamos esperar os outros acordarem primeiro?

    • Exatamente. Não é apenas questão de livrar a cara de jogadores lenientes e sem compromisso, tampouco de demonizar um treinador extremamente ultrapassado e desagregador ou mesmo uma diretoria “Maria vai com as outras”. Todos têm responsabilidade nesse caos e cada um deve ser cobrado na sua esfera de atuação, mas como o Gru só vai sair na melhor das hipóteses daqui a 14 meses e não vão se desfazer de trinta jogadores de uma vez, a mudança mais plausível e viável a curto e médio prazo é meio óbvia.

  20. Leu 01/10/2017 | Responder

    Chega da Mula Criativa. Esse indivíduo sabota o próprio trabalho e por consequência sacaneia o Palmeiras. A insistência em escalar o Luan (sempre péssimo) e o Jean de volante (sempre muito mal; ontem péssimo, nem bola parada o indivíduo acertou) e ressuscitar o Zé (a Mula não sabe que ele encerrou a carreira em dezembro/16?) é total irresponsabilidade. Por isso: FORA JÁ! CHEGA! Em 2018, se esse indivíduo ficar: Luan, “aque1e lateral esquerdo”, Jean e o medonho centroavante continuarão como titulares; vocês acham que ele escalaria outro atacante; foi contratado a seu pedido, pelo futebol visto através vídeos. O elenco foi supervalorizado, há péssimos jogadores, jogadores medianos, e alguns poucos bons jogadores; outros não tem chances, mesmo que em poucas oportunidades tenham mostrado bom desempenho ( Antonio Carlos, Yorhan), A Mula prefere seus amigos, “o bom menino”.
    Ano que vem melhora: deverão voltar alguns do mesmo nível desses que estão aí: Lucas, Weldinho, Leandro Almeida, Amaral, Leandro Mentira, Vinicius, Maikon Leite, Pedro Carmona, Mouche, Mendieta e mais um monte. Chega do Teimoso, do Irresponsável.

  21. Carlao 01/10/2017 | Responder

    Cuca insinuou que pode sair em 2018? Por mim pode sair agora! Cansei desse mimimi rasteiro de treinador de várzea. O PALMEIRAS, meu caro treinador, tem 103 anos! Não nascemos ontem não. Tá se achando maior que o clube? Então vaza estrelinha! não dependemos de você para absolutamente nada. E pelo trabalho feito nesse ano é rua pro senhor. Pra mim já mandava embora agora e começava o planejamento pra 2018 já. Por que ninguém é insubstituível e, mais, absolutamente ninguém é maior que o Palmeiras.

    • Perdemos essa chance após a vergonhosa eliminação na Libertadores. Agora vai ser essa enrolação até dezembro, tudo pra mais uma vez começar um ano do zero. 2015 com Oswaldinho, 2016 com o Gargamel e 2017 com o Bap. Mesmo com os títulos, o torcedor do Palmeiras (pelo menos o que gosta de futebol e não se contenta com a mediocridade do 1×0 mais três pontos e quarenta e tantos cruzamentos por jogo) merecia coisa melhor. Hegemonia e protagonismo definitivamente não combinam com essa realidade.

  22. Santinelli 30/09/2017 | Responder

    É um time mediano pra medíocre ou seja abaixo de média, creio q o Cuca não fica pro ano q vem mas não sera Mano Menezes q vai nos colocar onde merecemos estar e nesse mmto não vejo quem seria esse técnico mas do jeito q esta não da mais o time é um fiasco

    • Gustavo Aroni 30/09/2017 | Responder

      Pois é. Outro ultrapassado esse Mano. Ah, mas ganhou a Copa do Brasil de 2017. E daí, Copa do Brasil até Jaime de Almeida já ganhou. Temos que começar a formar os nossos treinadores. Vai buscar o Klinsmann, professor do Joaquim Löw.

      • Não só Jayme de Almeida, mas Valmir Louruz, Péricles Chamusca, Vágner Mancini e até o Bap pai. E não vamos nos iludir quanto a título brasileiro, o Gargamel ganhou dois (mais uma CB em seguida) e faz trabalhos cada vez piores, estando a ponto de rebaixar o Coxa. Tem gente achando que técnico campeão não pode ser questionado. Ah, mas no Brasil é assim, temos que nos conformar… Sair da zona da preguiça (inclusive a do pensamento) faz milagres.

Leave Your Reply