Categorias
Brasileiro 2017 Resenha dos Jogos

Pós Jogo Palmeiras 1×0 Coritiba: tá bom!

O Palmeiras ganhou do Coritiba por 1×0 no Pacaembu nesta noite de 2a feira.
O resultado manteve o Verdão na 4a posição, agora há 13 pontos do líder.
O futebol deu pro gasto. Mas o resultado nesse caso é o que importa.

O gol do Palmeiras foi na 1a etapa, aos 37 minutos. Dudu deu bom drible pela esquerda e cruzou rasteiro para Jean tocar para o gol. Dudu viria a perder mais dois gols, e em jogada de Keno na 2a etapa quase o segundo gol palmeirense. Do nosso lado, Prass fez duas grandes defesas e ajudou a garantir o placar.

Prass junto com Dudu foram os melhores do Palmeiras em campo. Mas o contra-ataque do Palmeiras não funcionou. Se funcionasse, a vitória seria mais folgada.

É isso aí. Jogo a jogo, 3 pontos de cada vez.

Saudações Alviverdes!

117 respostas em “Pós Jogo Palmeiras 1×0 Coritiba: tá bom!”

Infelizmente não está sendo possível estabelecer por aqui uma discussão democrática sobre o Palmeiras. Vejo que a maioria dos comentários são pejorativos ao time, é muito difícil ver alguém incentivando, torcendo, acreditando no título. Será coincidência? Creio que não. Caso contrário, não veríamos a torcida do Verdão lotando o estádio em todos os jogos em que é mandante. A imensa maioria da torcida segue sim acreditando na conquista, apesar das grandes dificuldades na temporada. Não deveriam ter suas opiniões “podadas” para que pareça que tudo está um lixo e nada preste no Palmeiras. Pronto, está dada minha opinião, que duvido mais uma vez que seja publicada.

De novo, você não entendeu nada do que foi dito para você. se discordar dessas regras do site, existem inúmeros outros sites palmeirenses pra você acompanhar.

O goleiro que o Palmriras vai vontratar pro lugar do Jaílson é este que está jogando, agora, contra o Santos na Vila Belmiro? Estamos mesmo no caminho certo.

Já houvera entregado a classificação da Libertadores pro próprio Santos, e hoje, espalmou a bola no pé do atacante no único gol do jogo. Pra mim é fraco.

Campeão olímpico o Micale também foi, e conseguiu ser eliminado (sem marcar um gol) da Libertadores por um time que levou de oito do River Plate. Futebol na Olimpíada é um “Me Engana Que Eu Gosto”, não serve de referência pra nada. Weverton é goleiro de pebolim, se vão trazer outro que venha Vanderlei, Fábio ou deixa como está.

Bianco alguns comentários foram liberados e outros não. O problema é que boa parte deles sempre tem uma observação final criticando e de forma pejorativa a opinião de outros comentaristas. E isso não é estimulado no 3VV. Sempre que houver esse tipo de comentário, seu ou de outro comentarista, não vai passar na moderação. Agradeço a compreensão.

Desculpe, mas vejo postagem seletiva. Constantemente vejo minhas opiniões (não pejorativas) serem atacadas de forma jocosa por outros comentaristas. As que fiz hoje, por exemplo, não têm nada de anormal e não foram publicadas. Só é válido comentário que atende a mesma opinião do blog? Não me parece democrático…

que opinião do blog? qual a opinião do blog? quem falou em opinião do blog? estou dizendo que comentários como “existem alguns que preferem enaltecer os pequenos lampejos de vitórias adversárias, em detrimento à grandeza do Palmeiras” ou “Torcer para perder só pra depois se colocar como um profeta?” não agregam nada ao debate. se você prefere atacar a “opinião” do blog sem exatamente saber qual é essa opinião ao invés de aceitar o feedback, vejo que não tem solução.

Tá rolando um boato que o Jorge Wilsterman entregou o jogo pro river . Eu não duvido, se tratando de futebol brasileiro e sulamericano isso sempre aconteceu. Em 2012 o jogador do boca que fez o gol no primeiro jogo da final, nem veio pra SP, pra jogar o segundo jogo da decisão , naquele ano o boca tava atolado em dívidas , esse jogador ficou sabendo de alguma coisa pra não entra em campo. Ainda mais do outro lado tendo um adversário que sempre ganhou na mão grande.
Não fiquem enchendo a bola do river, teve falcatrua nesse jogo.

Você viu o jogo para opinar sobre “boatos”? É sempre a mesma história, vide Copa de 1998. Quando um time joga muito mais que outro normalmente ganha na bola, mas quando querem diminuir esse mérito sempre existem teorias conspiratórias sobre “entregadas”. Acho isso de uma pobreza atroz, mas cada um crê no que quiser. Eu acredito no seguinte: o JW tinha uma larga vantagem e a chance histórica de chegar pela primeira vez a uma semifinal de competição internacional (algo raríssimo para o futebol boliviano). O que houve em campo foi um massacre de um time que se impôs desde o primeiro minuto de jogo, que claramente treinou e se preparou para a partida e não ficou atrelado a superstições ou calculadoras para tentar enganar sua torcida. Não se trata de encher bola de ninguém, mas de constatar fatos. Simples assim.

Pra mim os gambás já levaram o caneco. Portanto , espero que eles vençam as meninas. Com relação ao Palmeiras, vai enfrentar um time cansado da viagem ao Equador, espero que desta vez saibam aproveitar isso.

Há algumas semanas enfrentamos um time que tinha acabado de dar a volta ao mundo em oito (e não oitenta…) dias, que provavelmente vai pra Série B, e levamos 2×0 em casa. Se não jogar com vontade nem organização, perde até pro Pequeninos do Jockey.

Além do Palmeiras fazer a sua parte (ganhar do Fluminense), o que é duvidoso, gostaria de saber para quem vai torcer os amigos palmeirenses no domingo. Se o SPFC vencer, nos ajuda, mas eles sairão da zona de rebaixamento. Se o SCCP vencer, não será bom para o Palmeiras na tabela e ainda os impulsionará rumo ao título, mas, em contrapartida, afundará o SPFC ainda mais na zona de rebaixamento. E então? Torcer para qual resultado? Como eu não consigo torcer para nenhum dos dois, espero um empate.

Também espero um empate, mas se tivesse que escolher um lado ficaria com o atual líder. Como já escrevi por aqui, o título dos “marsupiais” seria só mais um dos tantos que já foram pra lá neste século (o Palmeiras pode estabelecer uma hegemonia nos próximos anos, mas como escreveu o Gustavo não dá pra pular da primeira pra última página, antes disso precisa jogar bola), porém o rebaixamento dos cervídeos não tem preço, por toda a história de arrogância e soberba deles. Pra mim seria praticamente uma taça.

Também assisti a partida do River: time organizado, bem treinado, não deu chance nenhuma ao JW, o placar poderia ter chegado aos 11 ou 12.
Aí leio a entrevista do Levir: teve a coragem de dizer que jogou pelo 0 x 0 com o Barça Genérico EM CASA. Sem maiores comentários …
Ontem dois programas esportivos de canais diferentes noticiaram como já acertados com o Palmeiras: Lucas Lima e Weverton, o que vocês acham?
Conversando com vários palmeirenses amigos meus, surgiu uma questão que repasso ao pessoal aqui do Blog: Você prefere que o Palmeiras seja campeão Brasileiro ou da Libertadores? Se for apenas a Libertadores com derrota pelo título mundial, eu prefiro o Brasileirão. Opinem.

Sobre Levir & Cia., não é à toa que os treinadores brasileiros querem “reserva de mercado” no país e na seleção, impedindo a entrada de estrangeiros, pois estão, em sua enorme maioria, totalmente ultrapassados. Com relação a contratações, embora não tenha feito uma grande temporada o Lucas Lima seria um ótimo reforço (só pelas atuações que costuma ter contra os “marsupiais” já valeria a pena), desde que viesse em plenas condições físicas e psicológicas e com o aval do treinador (quem quer que seja ele), pois se vai virar reserva do Thiago Santos ou do Bruno Henrique é melhor não vir. Também tentaria trazer Zeca do Santos e Marcos Rocha do Galo como laterais, além de um atacante de verdade, sem Parkinson nem malária. Sobre o goleiro, acho Weverton bem comum, do mesmo nível do Gatito, que é bom pegador de pênaltis e só, traria o Fábio do Cruzeiro ou o Vanderlei do Santos, mas aí praticamente fecharíamos aquele time da praia. Com relação a conquistas, até taça de Torneio Início é boa, desde que não se abra mão de (pelo menos tentar) jogar futebol, mas como já escrevi aqui o objetivo do Palmeiras deveria ser o título Brasileiro, todo ano, sendo o restante consequência do trabalho planejado para essa competição.

É definitivo, esse ano só vou passar nervoso com futebol, por causa do Palmeiras…! Ver o River massacrar um time que nos deu muito trabalho, revertendo um 3 x 0 (e não 1 x 0, né Egidio, Deyverson, Borja, Jean, Tche Tche…), o Santos sendo eliminado pelo time que nos tirou, ou seja, poderíamos ser nós na Semi… Mas não, estamos aqui, com cara de tacho, nos enganando que, com 3% de chances, ainda “dá”, quando má verdade, só estamos, de camarote, vendo os marsupiais ganhando seu segundo título no ano, mesmo com dividas acima dos 2 bilhões de reais. Se o Palmeiras tá no caminho certo, então to na torcida pra pegar a rota “errada” ano que vem. Esse passar a mão na cabeça do time, diz muito sobre nosso povo e a situação do país, o país dos “coitadinhos”, que sempre tem de passar a mão na cabeça ( seja o timeco que o Palmeiras montou, ou o assistencialismo que impera nesse país, onde ninguém quer trabalhar ou se empenhar em melhorar).

O final do seu texto deveria parar em outdoors espalhados pelas principais avenidas das maiores cidades brasileiras, isso se tais anúncios ainda fossem permitidos por lei (não sei em outras cidades, pelo menos aqui em SP foram proibidos). O coitadismo está acabando com o país, e por extensão com outras coisas como o futebol, no qual ninguém quer nem pode ser questionado. E quem ainda acredita em título do Palmeiras neste ano só por causa do discurso maroto do sr. treinador deve também acreditar que a fome e o analfabetismo foram erradicados do Brasil.

Ninguém quer trabalhar? Como assim? São 15 milhões de desempregados, por culpa de corruptos que só pensam em roubar e não pensam na população. A criminalidade é culpa de um País que não tem Educação, emprego e um salário digno pro trabalhador. A reforma da previdência é pra acabar de vez com o trabalhador só assim sobra mais dinheiro pra político. corrupto .Amigo você não mora no Japão, USA. AUSTRÁLIA, tu mora em um País subdesenvolvido .

1 – Errei em um ponto, deu impressão que me referi a 100% das pessoas, o Brasil tem muito trabalhador,, o que ele não tem, é muito trabalhador “bom”, esses são uma minoria. O brasileiro, numa frequência menos do que o ideal, trabalha de forma totalmente desleixada ou desleal. Muitos realmente estão desempregados por falta de opção, mas também há um numero alarmante dw pessoas esperando o dinheiro cair do céu. Não se engane pensando que tudo é só culpa do governo. Um povo guerreiro, que não é conivente com o errado, arruma seu ambiente nem que seja na marra.

2- E você errou sobre o lugar que eu moro. Você falou que eu não moro no Japão, só que acontece que eu moro…

É definitivo, esse ano só vou passar nervoso com futebol, por causa do Palmeiras…! Ver o River massacrar um time que nos deu muito trabalho, revertendo um 3 x 0 (e não 1 x 0, né Egidio, Deyverson, Borja, Jean, Tche Tche…), o Santos sendo eliminado pelo time que nos tirou, ou seja, poderíamos ser nós na Semi… Mas não, estamos aqui, com cara de tacho, nosryh

Como disse o narrador da Fox, o River vai apagando o Jorge Foreman da face da Terra. Diferença básica entre time grande e time pequeno, entre quem joga futebol de verdade e quem se esconde atrás de medalhinha, arbitragem sinistra, “jogar bonito é baita frescura e coisa do passado” e outras mediocridades e conformismos. O time argentino ainda não conquistou o “tetra”, mas vai provando (doa a quem doer, pra usar uma frase lida ontem) que pra ser campeão no futebol o melhor recurso ainda é jogar bola.

Uma pena não poder ter assistido, por isso não posso comentar. Poderia fazer como fazem por aqui, comentar apenas em cima do resultado, mas prefiro não o fazer. Mas pelo seu comentário, sempre sensato, acredito que o River jogou muito futebol, arrasando um time onde arrancamos um 1-0 à fórceps.

O JW não ofereceu muita resistência, aos 18 minutos de jogo já perdia por 3×0, mas o responsável por esse massacre foi o futebol dos argentinos, que deixaram os bolivianos de “coxas bambas”… Não foi preciso voltar aos anos de ouro do River, não estavam em campo Fillol, Francescoli, Crespo, Ortega, Sorín, Artime ou Salas (pra quem acha que esperar bom futebol se resume a querer de volta o passado), havia apenas um time organizado taticamente, bem treinado, com toques rápidos e objetivos e muita vontade de devolver uma derrota humilhante sofrida na semana passada. Depois de alcançarem o placar que lhes classificavam, não foram se esconder dentro da área pra garantir resultado rezando pra não levar gol, engataram uma quinta marcha pra acabar de triturar o adversário. O River vai ser campeão? Ninguém sabe, talvez não seja, mas jogou muita bola, e isso ainda é o mais gostoso de se ver numa partida. E aposto que na torcida “millonaria” ninguém está se importando se os outros times argentinos não estão jogando nada.

Para que isso aconteça tem que treinar exaustivamente, palavra que jogadores e técnicos brasileiros detestam já que são preguiçosos e prevalece o tal rachão que serve pra muito pouca coisa, além da desculpa do agora é pensar no próximo jogo., a grama estava muito alta ou então estávamos num dia ruim.

Tem um pessoal novo no blog que acha que quando a gente pede para que o Palmeiras pratique bom futebol o que queremos é ver de novo Ademir da Guia, Rivaldo, Evair, Edmundo, Leivinha, César, Alex, Djalminha e companhia. É o famoso “colóquio flácido para acalentar bovinos”, numa frustrante tentativa de justificar a mediocridade que impera no futebol brasileiro atualmente. É perfeitamente possível aliar conceitos táticos modernos com uma forma organizada e competitiva de jogar sem abrir mão de técnica e habilidade, mas para isso é necessário trabalhar muito e deixar vaidades e superstições de lado. Não adianta se vangloriar de ter “dinheiro e estrutura” de nível europeu se isso será colocado a serviço de jogadores que mal sabem o formato de uma bola de futebol. Ah, os outros não estão jogando nada? Problema deles.

Se você estivesse propondo MUDANÇAS na estrutura do futebol em si, seria uma coisa. Voce critica que o Palmeiras não pratica um bom futebol, quando a responsabildiade e culta disso não é só dos times. É da cultura do futebol brasileiro.

Voce pode criticar dentro da realidade do futebol do país OU pode exigir um nível de futebol que ninguém aqui pratica.

“ahn, mas não me importo com os outros e tal”

Sim, tem que comparar. É contexto. Não é só o presidente tomar uma decisão X e pronto, jogamos melhor que qualquer outro time.

Os caras la, e nos outros times de futebol, não estão DE SACANAGEM.

Dentro da realidade, estamos entre os melhores. É o ideal? Não.

Dentro do que podemos fazer, na realidade de hoje, é o maximo? Não.

Mas cobrar um futebol que ninguém aqui pratica, é pedir pra se frustrar…

“Um ano sem títulos é um ano horrível”

Parece (mesmo eu sabendo que não é) os jovens que torcem pra time europeu…

Gostaria que você me dissesse em que post eu escrevi que ano sem títulos é horrível. Está me confundindo com algum acéfalo que nunca viu futebol de verdade e só acompanha resultado e tabela, não os jogos. Pra mim horrível é passar mais um ano jogando bolinha de gude vendo tanta gente exaltando a mesmice. E me desculpe, mas problema de cultura, em qualquer segmento, não se resolve sem que alguém tome a iniciativa de ser diferente. Se nenhuma equipe pratica futebol de qualidade no país, taí um ótimo caminho pra fazer do Palmeiras mais uma vez um time de vanguarda. Não é preciso reinventar a roda nem redescobrir o fogo, basta trabalhar mais e inventar menos desculpas. E prefiro me frustrar por algo que sei que é possível (basta ter vontade) do que me conformar com mediocridade.

Desculpe, essa parte não foi especificamente pra voce, mesmo. Foi só a ideia dita a um tempo atrás aqui.

Sobre ser possível, não acredito SINCERAMENTE que existe um caminho pra ter hegemonia no futebol Brasileiro e ninguem segue POR PREGUIÇA…

E sobre reclamar, disse que devemos cobrar uma mudança na estrutura e numa melhora geral do futebol do Palmeiras.

Mas não no jogo a jogo de todo dia. Não faz sentido, entende?

É um problema Macro.

O Palmeiras não foi mal esse ano por causa disso (somente).

Pelo futebol apresentado na libertadores e sul americana pelos times Brasileiros vejo que todos apresentam o mesmo problemas’ falta de garra, jogam com preguiça ou travado de medo…poucos jogadores apresentam futebol…embora goste da eliminação gambà e peixe, vejo problema geral no times brasileiros…

E aí que digo que tínhamos tudo para ser hegemônicos já nesse ano, com toda a estrutura, tão explanada a plenos pulmões por aqui, mas que não tem sido usada para a sua principal função, gerar bom futebol. Poderíamos já ter entrado na modernidade antes dos outros, estarmos dez passos a frente, mas estamos perdendo um tempo precioso, simplesmente por achar que temos que ser iguais a eles, mesmos que estejam numa m.er.da. Damos mais importância aos resultados imediatos, nos amarramos às conquistas do passado, a coisas ultrapassadas, do que a construção de uma base sólida, soberana, que nos daria tudo no futebol, e faria os outros clubes, e o futebol brasileiro crescerem junto. Queremos pular direto, da primeira pra última página, sem passar pelo futebol, sem ter um padrão, sem aquilo que é principal. Decepcionante.

Esse seu “pular direto da primeira pra última página” foi brilhante e resume perfeitamente como é a cartilha de alguns torcedores de resultados. Montar a supostamente melhor estrutura bancada pelo melhor aporte financeiro e oferecê-la a preciosidades do nível de Egídio, Deyverson e Juninho é o mesmo que comprar um Aston Martin pra ir trabalhar na 25 de Março de segunda a sexta e fazer piquenique no Parque da Água Branca no final de semana.

Já faz algum tempo que é assim. Tem um pouco de preguiça nisso, sim, mas é mais soberba com muito despreparo psicológico, além é claro da falta do básico, futebol, bons jogadores e técnicos atualizados com o que se pratica por aí. Se quiser passar pra final o Grêmio vai ter que jogar bem lá no Equador, pois dependendo do resultado só vai ter catimba na partida de volta.

Não precisa de árbitro de vídeo. Basta colocar gente honesta. O árbitro que estava atrás do gol viu que foi com a mão, não deu porque não quis. A regra pra esses FDP é clara, in dubio pró gambá e urubu.

Depois que li que a introdução do árbitro de vídeo depende de “parecer favorável da Globo” percebi que esse negócio vai ficar a cargo de algum PCC Oliveira da vida. Quero ver quando der a primeira m… o que vão fazer. Mais uma vez o sofisticado sistema de segurança máxima do galinheiro vaí ficar nas mãos das abnegadas e competentes raposas.

Exatamente ,Eduardo . Acho que esse negócio de árbitro de vídeo aqui no Brasil não vai funcionar, vai dar merda.

Os comentaristas da RGT que vão decidir os lances duvidosos , pelos direitos de transmissão, agora tem um porém ; são todos parciais e torcedores de framengu e curintia. Não vai resolver absolutamente nada .
A única que coisa que vai mudar, antes só gambas e urubus tinham direito de anular gols , impedimentos e penalidades através do vídeo, agora todos os clubes poderão usar esses recursos de vídeo.
Pra mim o futebol vai perder a graça, demora uma eternidade pra decidir o lance.O que tem mudar são os favorecimentos aos filhotes da RGT, pra mim nunca vão acabar.

Eu acho que, se acabarmos em segundo no Brasileiro, podemos (com muita, mas muita boa vontade) dizer que foi um ano “ok”. Ainda mais se incomodarmos o líder.

Mas, não tem como não se sentir frutrado pelo futebol praticado pelo “melhor elenco do país”.

O unico alento é ter a esperança de que seja um ano de aprendizado, que comecem a ser corrigidos os erros desse ano.

Como o Gustavo, eu já estou em 2018. Vendo futebol em 2017 por lazer….

Também torço muito por esse “aprendizado”, mas pelo andar da procissão acho que vai ser mais do mesmo. O Palmeiras tem se mantido na linha de frente do futebol brasileiro muito mais pelos passos atrás dados pelos concorrentes do que propriamente pelos passos à frente que uma gestão profissional e competente poderia nos proporcionar. Melhorou muito em relação a um passado recente, mas principalmente pra quem fala em vencer Mundial como se fosse disputar Torneio Início, falta muito trabalho sério ainda.

É. Por enquanto o nível de futebol apresentado pelo Palmeiras continua indicando um cumprimento de tabela para 2018. O time é isso e o técnico é esse. Perdemos a chance de iniciar um trabalho novo, moderno. Uma pena!

Diante do gigantismo do Palmeiras, passar um ano sem título nunca poderá ser considerado um ano “ok”.

Concordo e vou mais além: diante do gigantismo do Palmeiras, ganhar dois títulos nacionais com futebol bem meia-boca jamais poderá ser considerado “satisfatório” pra quem conhece a história do clube, acompanha os jogos e não é “comentarista de resultado”. Em 2017 tivemos apenas uma colheita justa daquilo que se plantou nestes últimos anos.

Cara, futebol igual víamos a 20 anos atrás, não existe mais. Há muito tempo.

O futebol mudou e isso esta claro.

Grandes times perdendo campeonato para times que jogam “mal” tornou-se rotina. Não seria diferente num futebol nivelado como no Brasil.

Esqueça Edmundo, Evair e Cia. Se ficar achando que vamos jogar assim de novo algum dia, vai se frustrar sempre.

Você está correto, Thom. Ademir, Dudu, Jorginho, Evair, Edmundo, Alex fazem parte da linda história palestrina, mas nao voltam mais. Dentro da realidade do futebol no Brasil, Palmeiras é o melhor preparado tanto estruturalmente quanto financeiramente. E dentro deste contexto está o time de futebol. Sigo dizendo, dento do campeonato o Palmeiras segue sim como candidato ao título, doa a quem doer.
Querer hj em dia um time com Leão, Djalma Santos, Luis Pereira, Roberto Carlos, Djalminha, Rivaldo, Evair, Edmundo é de uma utopia tremenda, devaneios da geração video-game.

Acho bom providenciar um bom estoque de Dorflex, porque esse “doa a quem doer” vai demorar pra passar… E dinheiro na mão de quem não tem competência pra usá-lo, meu caro, como diria uma velha canção, “é vendaval”…

Desculpe, mas quem está pedindo futebol dos anos 70 ou 90 por aqui? É possível jogar de forma organizada e competitiva, usando conceitos táticos modernos sem abrir mão da habilidade e da técnica, não são coisas excludentes. Quando eu peço “bom futebol” no Palmeiras é isso, acho que quem tem um mínimo de bom senso deveria entender. Agora, se existem pessoas que se conformam com laterais que não sabem correr nem cruzar, com uma zaga que bate cabeça, com um meio de campo que não cria, com um ataque composto por postes e com um treinador que insiste num esquema que nenhum time de ponta do mundo usa atualmente, só posso dizer “azar delas”. Esperava que não confundissem críticas ao atual time de futebol com desprezo à história do clube, mas exigir isso de alguns alucinados é impossível. Uma coisa não tem nada a ver com outra. Tem um cidadão aí que até outro dia não aparecia aqui e agora sempre que pode lista as grandezas do Palmeiras para justificar o conformismo e a mediocridade. Ridículo.

É verdade. Esses caras não sabem interpretar nada. Alguém falou, pediu jogadores ou futebol do passado? Muito pelo contrário, o que se pede é modernidade, que foi veementemente condenada quando se cogitou uma contratação de um goleiro que saiba jogar com os pés. Quero bom futebol, porque gosto de futebol e porque o nome do esporte é futebol, não três pontos. Todos os times brasileiros têm um futebol ridículo, têm sim. Por isso devemos jogar de qualquer jeito? Temos que ser iguais, nivelados por baixo? Ser sempre otimista e bater palmas para um time ridículo desses porque torço pra ele? Pode listar todas as grandezas, mundos e fundo$$: sem futebol, nada feito. Não vou me unir a deslumbrados, babadores de ovo de diretoria, seja ele qual for, que se bobear tem até cargo lá dentro, que idolatram treinadores e futebol ultrapassado, que se acham mais palmeirenses que os outros, mas só comentam em cima de resultados. Comigo não cola.

Correto, Reynaldo. Palmeiras sempre deve ser protagonista e parabéns pelos 02 últimos titulos nacionais, 2015 e 2016. Grandes conquistas, isso nenhum pangua pode apagar ou desmerecer. Palmeiras vencedor sempre!

Pessoal, apesar de concordar na maioria das vezes com voces, tem algo que eu não entendo.

Vocês “criticam” tanto as pessoas que se deixam levar pela emoção e na primeira vitória ja grita um “Aqui é Palmeiras, rumo ao Mundial” e tal…

Dizem ser racionais e que tentam comentar sem tanta emoção.

Ai comentam e reforçam que “um ano sem títulos nunca é ok”.

Reforço que nao disse “ótimo”, “bom”, “legal” nem nada positivo. Mas também não negativo.

E ai um ano sem títulos é um ano péssimo?

Complicado, acho.

Olha Thom, não penso nesde negócio de ano ok, ano não ok. Penso num Palmeiras ok, jogando bom futebol. Esse era o ano da Libertadores (único campeonato que ainda dou mais importância ao resultado que ao futebol) e, com muita sorte o Mundial. Não por obsessão, mas seria, para mim, o desapego total dos resultados e de títulos, que não fossem de um futebol bem jogado. Ainda que não conquistasse o título, mas que jogasse um futebol decente, organizado e convincente, ficaria satisfeito. E com certeza se esse bom futebol aparecesse, os gambás iriam se bor.rar por natureza. Enfim, ok pra mim é futebol, não resultado, pois títulos já temos (para mim quase) todos.

Um ano sem títulos é aceitável, Thom. O que eu não aceito é mais um ano sem jogar futebol, com eliminações pífias e atuações ridículas. Boa parte do BR-2016 foi levada na conta do “peso dos 22 anos sem título brasileiro”, aí prometeram que depois da taça tudo iria mudar. Só piorou, inclusive o treinador que bem ou mal dirigiu aquela conquista. 2015 foi um ano razoável que se salvou pela CB vencida nos pênaltis, mas deixou esperanças para o ano seguinte. 2016 foi bom pelo título brasileiro, mas teve problemas que deveriam ter sido sanados pra 2017. Este ano não foi péssimo, mas o que me preocupa é que não vejo absolutamente nenhuma evolução em vista pra 2018, pelo contrário, tem tudo pra ser mais do mesmo.

Sim, é isso que estou dizendo. O ponto é um bom futebol, mas PRECISAMOS entender que ninguém aqui pratica.

Não pra transferir a responsabilidade, mas pra ver que não é “O Palmeiras que não quer jogar bom futebol”.

Se fosse simples, UM time faria isso e ganharia tudo pra sempre. Não é simples.

É triste ficar mais um ano sem bom futebol. Não só do Palmeiras, mas do futebol sul-americano como um todo. É só ver os jogos dessa libertadores… triste demais.

Concordo com vocês. O que acho é: devemos cobrar uma reestruturação do futebol como um todo. O Palmeiras deve ser um pioneirio nesse tipo de estudo e mudança. Isso é a cobrança ampla.

Mas, do dia a dia, jogo a jogo, tem que entender que o Palmeiras está fatalmente entre os melhores.

Dizer que nosso time é horrível não é uma mentira. Mas só se comparado aos times do passado (bem passado).

Se comparar com o que é jogado hoje, nosso time é muito bom.

Senão, não estava entre os melhores a 3 anos.

Em 2014, nós queriamos um time melhor… começar a andar rumo a uma hegemonia, como disse o Gustavo.

E isso está acontecendo. Ja voltamos a ser protagonistas. As vezes mais, as vezes menos. Mas lá em cima.

Pra pedir um futebol bem jogado fora do padrão daqui, é preciso mais paciencia.

Bem mais.

É o que penso.

Concordo em grau, gênero e número e grau. Ontem o que importava eram os 3 pontos, e eles vieram. Não estamos jogando nada, mas ninguém está jogando: gambás são medíocres, bibas gaúchas estão se borrando, sardinhas prainas idem, urubus carocas não se acertam dentro de campo. Ou seja, se jogarmos mau mas ganharmos estaremos fazendo a nossa parte, e que para 2018 se faça uma boa reformulação do elenco pois tem jogador que já está com a data de validade vencida.

O problema dos outros 19 times da Série A estarem jogando xongas é deles. Ema ema ema. Pelo menos desde julho de 2016 o Palmeiras, que é o que me interessa, só joga nas luas quarto minguante dos meses ímpares quando entra com o uniforme principal, ou seja, beeeeeeem de vez em quando. Enquanto nos conformarmos com essa história medíocre do “o que interessa são os três pontos”, continuaremos com uma discussão eterna e improdutiva sobre como enxugar gelo.

Pois é. Novamente pro Palmeiras os três, pros outros futebol. Será que existe algum jogo em que o Palmeiras entre em campo e os três pontos não sejam importantes? Será que não podemos jogar bem só porque os outros também não estão jogando?

Correto, Mário. Para este único campeonato que nos resta neste ano o importante é seguir vencendo e somando 03 pontos. Os da nossa frente seguirão escorregando e podemos almejar sim, coisa melhor. Campeonato de pontos corridos se ganha somando mais pontos (parece óbvio, mas é necessário explicar para alguns poucos que preferem 02 toques). Vamos em frente, em paraleo o planejamento 2018 já começou e com certeza jogadores sairão, outros virão e no próximo ano estaremos mais fortalecidos. Palmeiras, contra tudo e contra todos.

Os treinos são tão secretos que no jogo não conseguem encontrar o futebol. Alguns cronistas dão nota aos jogadores sem terem assistido ao jogo, só posso acreditar nisso; vejam só: “lateral esquerdo teve dificuldades na marcação excelente no apoio”; o indivíduo não acertou nenhum chute a gol e nenhum cruzamento; o centro avante teve nota maior que a do Dudu. E prá fechar as loucuras do dia: ” Comissão de Arbitragem da CBF contrata 1º árbitro de vídeo, provável estreia próximo domingo: GERALDO MAGELA.

É o que mais tem. Gente que não assiste ao jogo, e faz comentários apenas sobre o resultado.

Não tenho a menor dúvida disso. Quem ainda tem esperanças de tirarmos 13 pontos em 14 rodadas para um líder que não está jogando nada (como se estivéssemos no ritmo do carrossel holandês de 1974…) contando com a titularidade de laterais como Mayke e Egídio e um “matador” como Deyverson, que vibra e dá soco no ar quando dá carrinho na lateral mas que quando domina uma bola parece portador de Parkinson, é porque não assiste aos jogos. Em todo caso, nada é impossível, principalmente se a paciência de San Gennaro não tiver se esgotado… Com relação ao árbitro de vídeo e a maneira pela qual ele será “introduzido” (com duplo sentido) na competição, não tenho nada a acrescentar: a loucura suprema de todas as insanidades já cometidas pela CBF. SVDM (só vai dar m…)

Para mim, o que estragou a rodada foi o Vasco. Cometi a burrada de ver esse jogo, e não foi frustrante porque os marsupiais jogaram muito e deu até uma ponta de inveja, foi o contrario: os gambas jogaram foi é muito mal, fiquei impressionado como o nível deles caiu assustadoramente, mas o Vasco é tão ruim, que ainda assim, não aproveitou, e deu 3 pontos pra eles de mão beijada, sem eles terem jogado nada…! Foi muito frustrante, mas fica uma leve ponta de esperança, se eles tomarem fumo duas rodadas seguidas que seja, Santos, Gremio e Palmeiras vão colar neles e eles vão acusar o golpe. O elenco dos caras é muito reduzido e ficou claro no domingo que está começando a faltar perna pra eles. Junta isso com insegurança, caso percam mais umas duas seguidas, e o sonho de ver eles perderem esse título ganho, mesmo que não seja pro Palmeiras, vai ganhar força.

Acho que essa esperança (para mim, hoje, menor que 1%) dos “marsupiais” (muito boa…) perderem esse título resume-se a Grêmio e Santos caírem fora da Libertadores nesta quarta-feira e passarem a jogar muito no Brasileiro. Ajudaria também se levassem uma goleada do Racing e fossem eliminados da Sula de maneira vexatória. Eles têm pelo menos três rodadas de vantagem sobre os três mais diretos perseguidores, que ainda vão se enfrentar entre si, então mesmo jogando pedrinha na parede como estão a diferença ainda é enorme. Mas que estão assustados, isso estão.

Na coletiva o Cuca citou o exemplo do Fluminense em 2009, virtual rebaixado (segundo matemáticos, tinha 1% de chance de escapar) e que só um milagre o salvaria. Acabou se salvando. Essa também é a minha única esperança para ver o Palmeiras campeão ainda esse ano. Vamos ver se o Cuca realiza outro “milagre”.

Somente conseguiremos alguma coisa se todos do Palmeiras se unirem, isso inclui també a torcida. Ontem ganhamos mais 03 pontos, e volto a dizer, é o mais importante neste momento. E seguimos subindo, na próxima rodada podemos até empatar na vice-liderança e diminuir diferença para o líder.
Ao contrário daqueles que pregam o ódio ao time, jogadores e técnico do nosso clube, quero ver o Palmeiras campeão sempre. Mesmo com pequenas chances, ser a torcida que canta e vibra.

Esse Deyverson caiu de algum caminhão de mudança. Só queria saber quem pôs na cabeça dele que ele
era jogador de futebol.

Acabei de ver uma entrevista do Deyverson afirmando ter feito “sua melhor partida pelo Palmeiras”. A banana está fazendo xi.xi no cachorro e o poste tá engolindo o macaco…

Não é por nada, mas acho jogador limitado comemorar carrinho, escanteio ou lateral cedido o cúmulo da mediocridade e a apologia à falta de recursos.

Que o tempo está passando e o time não está evoluindo parece óbvio a todos, mas a pergunta que me faço é: porque?????

Elenco mediano (salvo raríssimos jogadores) e técnico que parou no tempo, na tem de onde evoluir.

Porque o foco continua sendo no resultado e não no bom futebol. Iniciar a construção de uma casa pelo telhado dificilmente dá certo, mas muita gente finge não ver o óbvio.

jean e TT horríveis e o Guerra ficou no banco….. e as furadas do Prea são medonhas , comemora carrinho o cidadao

Não é por nada, mas acho jogador limitado comemorar carrinho, escanteio ou lateral cedido o cúmulo da mediocridade e a apologia à falta de recursos.

Exatamente. Mas foi pedido do treineiro vai jogar…. e o borja fica no banco

Esse Moisés também não joga p. nenhuma. Ano passado tava todo mundo na cola do Gabriel Jesus. Bateram 16 escanteios e não deram uma cabeçada.

O Moisés foi superestimado pelo ótimo BR2017 que fez, dentro de um time arrumado e de um esquema bem definido. Fora disso é um bom jogador, nada mais.

Parabéns, Palmeiras!!! Mais uma vitória, mais 03 pontos e subindo na classificação. Tirando o gol de mão dos gambás, rodada ótima para o Verdão!!!
4a. posição consolidada, na próxima rodada já podemos até empatar com o Grêmio na vice-liderança. É isso aí, seguir torcendo jogo a jogo, contra tudo e contra todos.
Alegria para os palmeirenses, decepção para os profetas do apocalipse… devem estar se mordendo de raiva e logo devem vir com as desculpinhas de sempre… “ganhou no sufoco”… “ganhou de time pequeno”… “quero ver ganhar o próximo jogo”…

A jogada ensaiada da falta….atrasa a bola pra zaga ….que atrasa a bola pro Prass….e chutão prà frente….foi a nossa jogada forte hoje….

Correto, +03 ptos pra conta e na próxima rodada podemos tomar a 3a. posição. Até empatar na vice-liderança, se o Grêmio perder. Gambá perde para os Bambis e a diferença diminui para 10 ptos.

Mais 90 minutos de futebol abaixo da linha da miséria. As perspectivas pra 2018 com esse treinador e esse elenco (não dá pra acreditar que o Mattos e a tia Leila vão trazer mais uns 12 jogadores pra próxima temporada) por enquanto são extremamente nebulosas.

Tem que reforçar e muito esse elenco. Quanto ao treinador, cada jogo mais ultrapassado e teimoso.

Sim, já já eles aparecerão com o mesmo grunhido assustador: “Jogar bem agora é frescura, o que importa são os três pontos”…

Pois é, mas segundo alguns “entendidos” que aceitam qualquer porcaria “temos pelo menos um jogador altamente gabaritado em cada posição”…

Treinaram a semana toda, e pra acertar um passe è uma dificuldade…serà que a bola è de outra marca….

A fé remove montanhas, mas esperar que o Palmeiras tire 13 pontos de diferença em 14 rodadas com Deyverson e Egídio de titulares é acreditar que dá pra empurrar o Himalaia com o braço direito e a Cordilheira dos Andes com o esquerdo. Insistir com isso só atrasa o planejamento pra 2018.

avenida egidio….. e o Prea deu uma furrada bisonha, e no lance mais perigoso de cabeça que o prass defendeu, foi falha do preá, quase a mesma falha que ele falhou contra o vasco que custou 2 pontos…..

Você cometeu dois exageros, Zek: “Keno pensa” e “precisa pensar”. Esse é o tipo do jogador que se pensar não corre, e vice-versa.

Não foi um grande primeiro tempo mas só por deixar esse time do Paraná na zona de rebaixamento eu já fico feliz..

e o Dudu perdeu outro gol cara a cara….. mas jogando na dele melhorou bem o time

Dudu no meio, que escalação horrível…. tinha q vir com o guerra e Dudu na ponta, keno e jogador de um tempo só

Treineiro tem um fetiche em determinados jogadores, num e possível, egidio , jean , tt e preá …..
esse juninho e o pior dos reservas ai me empresta tobio e tiago Martins, muito melhores…. vai entender

Hoje tem que vencer e convecer…..chega de erros, arbitro e etc….Vitòria de 3 a zero….

Prass, Maike,Juninho, Dracena, Egidio, Jean, TT, Moisès, Dudu, Keno e Daiverson…..time sem gringo….

Os comentários estão desativados.