Brasileiro 2017 Palmeiras 2×2 Bahia: outro vexame

O Palmeiras empatou com o Bahia no Pacaembu por 2×2. Abriu 2×0 e tomou o empate.

Este articulista não viu o jogo. Importante deixar claro isso. Toda a crítica que vamos colocar aqui foram de colaboradores do 3VV

Então vamos às principais manchetes do pós jogo.
1. O time começou bem e fez 1×0
2. O Bahia descontou numa falha bizarra da defesa em um cruzamento de escanteio
4. No 2o tempo o time poderia ter feito 3×1 não fosse o preciosismo de Dudu
5. Deyverson como sempre não fez nada; e Borja quando entrou fez uma única jogada de atacante.

Resultado vexatório.

Saudações

***

100 Comments Added

Join Discussion
  1. Luix 13/10/2017 | Responder

    Valentim? Jair Ventura? Roger? Milton Mendes? Mano? Abel Braga? Percebem como as opções estão acabando?
    Desses acima citados, apenas Mano e Abel poderiam, por uns 6 meses, suportar as eternas críticas . Já Alberto Valentin, Jair. Ventura, Milton Mendes, Roger e tantos outros com as mesmas (ótimas) qualificações deles, não passariam do finado campeonato paulista, criticados e xingados que seriam por aqueles que pensam saber que não são técnicos para o “nível ” Palmeiras…kkkkkkk.
    Esses pseudo-entendidos que só criticam, muitos sem saber até mesmo o que é um 4-3-3 ou que um planejamento tático e técnico de um clube profissional depende de tempo, também já criticaram e ofenderam: Oswaldo Oliveira, Marcelo Oliveira, Dorival Junior, Eduardo Batista, Ricardo Garega, Felipão só para ficar nós últimos 2 anos.
    Lembrando que TODOS esses estão bem empregados e trabalhando e que a continuar esse amadorismo dentro e fora do clube, em breve técnico nenhum irá aceitar propostas de trabalho no Palmeiras, assim como até recentemente, acontecia com jogadores tecnicamente mais qualificados.
    SERÁ QUE TODOS ESSES TREINADORES QUE PASSARAM PELO PALMEIRAS NOS ÚLTIMOS 2 ANOS SÃO RUINS OU O PALMEIRAS (CLUBE, CONSELHEIROS, DIRETORIA, MUSTAFÁ CONTURSI E TORCIDA) É QUE ESTÁ CERTO??? É apenas uma pergunta.

    • Gustavo Aroni 13/10/2017 | Responder

      Venha o técnico que vier, se o Palmeiras não jogar bem vai ter a minha crítica ferrenha. Pode cair 1000 desses enganadores, caçadores de multas, se o 1001 fizer o time jogar futebol, fecho com ele, independente de nome ou devoção.

  2. Luix 13/10/2017 | Responder

    Valentim? Jair Ventura? Roger? Milton Mendes? Mano? Abel Braga? Percebem como as opções estão acabando?
    Desses acima citados, apenas Mano e Abel poderiam, por uns 6 meses, suportar as eternas críticas . Já Alberto Valentin, Jair. Ventura, Milton Mendes, Roger e tantos outros com as mesmas (ótimas) qualificações deles, não passariam do finado campeonato paulista, criticados e xingados que seriam por aqueles que pensam saber que não são técnicos para o “nível ” Palmeiras…kkkkkkk.
    Esses pseudo-entendidos que só criticam, muitos sem saber até mesmo o que é um 4-3-3 ou que um planejamento tático e técnico de um clube profissional depende de tempo, também já criticaram e ofenderam: Oswaldo Oliveira, Marcelo Oliveira, Dorival Junior, Eduardo Batista, Ricardo Garega, Felipão só para ficar nós últimos 2 anos.
    Lembrando que TODOS esses estão bem empregados e trabalhando e que a continuar esse amadorismo dentro e fora do clube, em breve técnico nenhum irá aceitar propostas de trabalho no Palmeiras, assim como até recentemente, acontecia com jogadores tecnicamente mais qualificados.
    SERÁ QUE TODOS ESSES TREINADORES QUE PASSARAM PELO PALMEIRAS NOS ÚLTIMOS 2 ANOS SÃO RUINS OU O PALMEIRAS (CLUBE, CONSELHEIROS, DIRETORIA, MUSTAFÁ CONTURSI E TORCIDA) É QUE ESTÁ CERTO??? É apenas uma pergunta.

  3. Cada vez fica mais evidente (e houve quem cansou de chamar a atenção para isso) que os títulos mais importantes da carreira do Cuca se devem ao bico da chuteira do goleiro Vítor e à genialidade do Gabriel Jesus. Só isso. Repertório zero, infelizmente. Só currículo não diz mais sobre o que um treinador tem a oferecer no momento atual do futebol. Ganhar e perder faz parte, parar no tempo não. Luxa (cinco BRs e uma CB), Marcelo Oliveira (dois BRs e uma CB), Oswaldinho (um “Mundial” e uma Copa Conmebol) e Abel Braga (BR, Libertadores e Mundial), para ficar apenas nos que estão em “atividade”, comprovam isso.

  4. Leu 13/10/2017 | Responder

    O Criativo tá conseguindo! Se continuar até o final do ano, – não acredito -, não tem nem Libertadores. Domingo será seu último jogo é minha impressão. O Criativo não quer ficar, está claro; os jogadores também não o querem mais, isso é evidente. As desculpas esfarrapadas após mais um fiasco não colam mais; o indivíduo está escalando os jogadores que indicou (péssimos) e “seus amigos antigos”. Olhando as opções de mercado, não fico animado: Valentim? Jair Ventura? Roger? Mano? Mesmo assim acho que deve haver mudança; um “treineiro” que em outubro ainda não achou o time certo não pode continuar. E o uniforme? É ridículo como nosso time. Que vergonha uma camisa dessas, é uma das mais feias que já vi.

    • A camisa até que é bonita, o problema é o que está vindo dentro dela. E não pense que será fácil derrotar o lanterna no domingo, nas últimas rodadas o time goiano está apresentando mais evolução dentro das suas limitadíssimas condições do que o “melhor elenco das Américas”. Tenho a impressão de que se perdermos (com gol de Valter, ainda por cima) o Cuca já vai direto pra BH.

    • Luix 13/10/2017 | Responder

      Vc pergunta: Valentim? Jair Ventura? Roger? Mano?….
      Percebem como as opções estão acabando?
      Tem gente aqui criticando quaisquer opções que se põe na mesa, mas seu desconhecimento tático de futebol lhe faz incapaz de apresentar um nome.
      Deses acima citado, apenas Mano poderá suportar as críticas dos pseudo-entendidos de futebol por uns 6 meses. Valentin e Jair não passarão do finado campeonato paulista que esses mesmos pseudo-entendidos exigem ganhar, afinal, eles dirão que também não são técnicos para o “nível ” Palmeiras…kkkkkkk.
      Esses pseudo-entendidos que só criticam, muitos sem saber até mesmo o que é um 4-3-3, já criticaram Oswaldo Oliveira, Marcelo Oliveira, Eduardo Batista, Carpeggiani (que disseram usar fraldas mas ontem deu um baile no Cuca), Ricardo Garega, Felipão só para ficar nós últimos 2 anos, estão TODOS empregados e trabalhando.
      SERÁ QUE TODOS SÃO RUINS E SEM NÍVEL OU O PALMEIRAS (CLUBE, CONSELHEIROS, DIRETORIA E TORCIDA) É QUE ESTÁ CERTO???
      É apenas uma pergunta.

      • Acho que o que precisa ficar claro (mais uma vez) é que, independentemente do nome, o que precisa mudar é a filosofia de trabalho. De todo mundo, inclusive do torcedor. Você tem razão sobre a instabilidade da torcida, no entanto assim como existe aquele que quer a cabeça do técnico no primeiro empate do Campeonato Paulista, existem (em profusão, diga-se de passagem) os que se contentam com “três pontos e o futebol que se lasque” e a manutenção da mediocridade. Isso também nos ajuda a ir a lugar algum em termos de evolução, seja tática ou técnica. O nome pode até ser o do próprio Cuca, desde que ele peça alguns meses de licença pra se atualizar, estudar e principalmente mudar seu jeito de trabalhar, pois do jeito que está não haverá qualquer melhora. Como sabemos que isso não vai acontecer, a fila precisa andar. E acredito que boa parte de quem escreve por aqui sabe que em quase todo o “planeta futebol” hoje em dia se joga com duas linhas de quatro compactadas e flutuantes, com pequenas variações nas ligações entre essas linhas.

        • Gustavo Aroni 13/10/2017 | Responder

          Sinceramente, pra mim o C.uca já foi tarde. Demorou! E não tem que contratar ninguém de fora não. Será mais um caçador de multa, seja o nome que for. Olhe para dentro do clube e encontrará quem se aperfeiçoou para merecer uma chance.

  5. Renato 13/10/2017 | Responder

    Ano de 2018 não começou ainda , mas ele já foi pro espaço.
    Volte Paulo Nobre.
    Feliz 2019 à todos , porque 2018 será igual ou pior do que 2017 para o Palmeiras.

    • Se o Nobre vai voltar, que se una a quem pode fazer o Palmeiras forte e, assim como determinados treinadores ultrapassados, que pense no que é moderno e eficiente. Do jeito que está, vai querer centralizar tudo novamente (ou será que o povo só lembra da foto dele levantando as taças e se esqueceu das inúmeras c.a.g.a.d.a.s principalmente no primeiro mandato?) e vamos passar no mínimo dois anos com “Avanti” na camisa e contratando a rodo craques como Léo Gago e Fellype Gabriel. Precisamos é de mudança nos estatutos para profissionalizar tudo no futebol e separá-lo do social, não de salvadores da pátria.

      • Gustavo Aroni 13/10/2017 | Responder

        Se for pra começar a querer produzir futebol de qualidade, pode vir o presidente que for, o técnico que for. O que não pode é se perpetuar a mediocridade no Palmeiras.

        • Só acho que tem (e já tivemos algo assim recentemente) gente pior que o Cuca, o Nobre e o Galliote. Aí, sairemos da mediocridade para a mais completa escuridão. Evolução, sempre. Precisamos de gestores que pensem grande e no futuro do clube sem abrir mão do presente, de profissionais técnicos antenados e atualizados com o que existe de melhor hoje no futebol, e um grupo de atletas de qualidade e empenhados na busca de objetivos, e não apenas de resultados/três pontos.

  6. Marco 13/10/2017 | Responder

    O maior problema do Cuca não é técnico. É a instabilidade emocional que ele passa pro time.

    Como você vai render no seu trabalho se o seu chefe um dia fala que fica, no outro fala que vai, depois fala que fica,aí fala que vai. Um cara desses não dá.

    • Gustavo Aroni 13/10/2017 | Responder

      O principal problema do C.uca é que ele é ultrapassado por que quer. No 1° turno do ano passado o time esboçou jogar um bom futebol, com saída de bola, posse, tabelas, enfim, como um time moderno joga (apesar de termos um Gabriel Jesus lá na frente). De repente, depois do 1° tempo do jogo contra o Inter , no Beira-Rio, o futebol desapareu para não voltar mais. Os bicões do Prass voltaram (antes pro Jesus, hoje pro Deyverson) substituindo a saída de bola e o controle do jogo. Voltamos a jogar um futebol pobre, que permanece até hoje.

  7. Luix 13/10/2017 | Responder

    O Palmeiras, em um mesmo jogo, usa a marcação individual e a marcação por pressão. São situações bem diferentes.”

    A confusa marcação individual, com o jogador correndo atrás do adversário, sem respeitar os setores, foi abandonada há muito tempo, em todo o mundo, menos no Palmeiras.”

    “A marcação por pressão, utilizada pelos grandes times – o Palmeiras é o único brasileiro que faz isso bem -, é feita em todo o campo, principalmente no do adversário, para tentar recuperar a bola perto do gol.”

    “Usar os dois tipos de marcação em um mesmo jogo é mais uma contradição e uma esquisitice de Cuca.”

    (Trecho da coluna de TOSTÃO, na FOLHA)

  8. Reynaldo Zanon 13/10/2017 | Responder

    “O time não deu liga”, disse o Moisés alguns dias atrás. Infelizmente parece que é isso mesmo. Quanto aos que clamam”fora Cuca”, gostaria de saber quais os técnicos (muito melhores) que sugerem para o ano que vem.

      • Gustavo Aroni 13/10/2017 | Responder

        E concluindo, se não tem um melhor que o C.uca, acaba com o futebol brasileiro porque já era, e começa tudo do zero.

        • Reynaldo Zanon 13/10/2017 | Responder

          Então, Gustavo, pode acabar e começar do zero, porque não vejo nenhum que seja notoriamente melhor.

          • Gustavo Aroni 13/10/2017 | Responder

            Então, mas tem que começar do zero querendo jogar futebol, sem medo e orgulho. Sem medo de sair jogando, sem medo de dar um drible, sem medo de chutar em gol. Deixar o orgulho de lado, e fazer o que os que jogam melhor fazem, aprender com eles. Não dá mais pra enganar. Tá na hora de fazermos futebol, já que estrutura e dinheiro não faltam.

          • Philipe Frois 13/10/2017 | Responder

            Não gosto do Mano Menezes, mas ele é melhor que o Cuca, o Dorival Júnior tbm é melhor que o Cuca, o Roger é melhor que o Cuca. O Abel é melhor que o Cuca tbm. Resultados no futebol na maioria das vezes mascaram as qualidades e os defeitos dos treinadores . Cuca está ultrapassado , joga na marcação individual e os jogadores odeiam isso. Fora seus equívocos táticos, tbm é um péssimo administrador de pessoas, suas relações sempre se desgastam em todos os clubes que passa. Eu gostava do Cuca, fui a favor da sua volta, mas está claro que não deu certo e nem vai dar mais. Todos os treinadores que citei acima na minha opinião tem idéias melhores do que as dele sobre um time, mas sinceramente hj se tivesse que demiti-lo eu efetivarmos o Valentim, que tbm tem boas ideias e já demonstrou isso, não tem vaidade , não bate de frente com jogadores , deixa o ambiente muito mais leve e me parece que o caminho agora é esse. Investir em treinadores jovens , estudiosos , com alguma identificação com o clube e que está doido pra mostrar serviço pra crescer na carreira .

    • Luix 13/10/2017 | Responder

      Carpegianni estava livre até chegar no Bahia e em UMA semana fez o time jogar melhor que o Palmeiras.
      Valentim e até Eduardo Batista, que tem melhor aproveitamento do que Cuca, também teriam feito melhor.
      Técnico não ensina ninguém jogar futebol mas tem muitos melhor.
      Milton Mendes e Carille são melhores que Cuca.
      Putz, esqueci que torcedor palmeirense EXIGE técnico de grife, pois nenhum está à altura de um deyvison, Borja, Ex-gydio, luan, Bruno Henrique… Kkkkk.
      Sendo assim, nem Guardiola e Mourinho darão jeito, pois perdendo o falido campeonato paulistinha, “entendidos” dirão que não são técnicos à altura do Palmeiras.. Kkkkkkkk

      • Eduardo Baptista não é técnico, é um preparador físico covarde e enganador. Melhor aproveitamento com cerca de 80% de jogos do Campeonato Paulista entrando no cálculo até o Mílton Buzetto conseguiria. Mílton Mendes então, nem se fala, e pra completar é arrogante e gosta de humilhar jogador. Ou olhamos para o futuro com gente que tenha ideias novas sem usar fraldas ou ficaremos na mesma, mas não se deve esperar respaldo de uma diretoria que sabe que se não ganhar título ano que vem cai fora.

        • Gustavo Aroni 13/10/2017 | Responder

          Verdade, temos aversão ao novo, por isso paramos no tempo. Nós e os outros clubes brasileiros. Ou começamos a fazer futebol, ou seremos uma Bolívia muito em breve.

        • Luix 13/10/2017 | Responder

          Criticar e xingar e depois sair correndo devido a ignorância de não poder dar nomes e soluções é fácil. Facílimo…. 😁

          • Não sei a quem se refere, meu caro. Alguns aparecem aqui com devaneios de grandeza quando ganhamos de galinhas mortas, falando em “deca” e nas grandezas da história do Palmeiras sem a menor noção do que anda acontecendo em campo, mas após vexames simplesmente desaparecem. Outros só dão as caras nas derrotas, pra chutar cachorro morto. Isso também é fácil. Aliás, é facílimo. Estou sempre por aqui, nas vitórias ou nas derrotas, criticando o que deve ser criticado sem fechar os olhos aos fatos. Não sou pago pra ter soluções ou dar nomes, há pessoas muito bem remuneradas no clube para isso, mas no contexto do futebol atual nome é o que menos importa, o que faz diferença é filosofia de trabalho e conhecimento do que acontece de melhor nesse esporte, deixando crenças e superstições de lado. Se não sei qual é a solução, no entanto, sei que o que está aí não dá mais. Ainda existem alguns infelizes se apegando a currículos, o BR-17 está cheio de gente com currículo invejável na zona de rebaixamento ou fazendo um esforço hercúleo pra entrar nela. Tenho o direito de achar que futebol é mais que três pontos, resultado, chutão pro lado que o nariz estiver virado e medalhinha.

            • Luix 13/10/2017 | Responder

              Destruir é para incompetentes. Quero ver se possuir capacidade para construir. Fato!
              A turma do amendoim está sempre aqui, criticando, nas vitórias e nas derrotas e quando tenta falar sem criticar, o que consegue ser genérico e vazio ao falar muito e não dizer nada.
              Achar que tem capacidade de crítica mas não tem capacidade de ajudar , e só ficar jogando nas costas dos outros a obrigação por soluções, daí sim é imperdoável (pra não dizer covardia), em qualquer ambiente de trabalho.
              Se não é capaz de saber reconhecer a solução para algo que diz ser ruim, o contrário também se faz, ou seja, não é capaz de saber perceber com conhecimentos técnicos sobre algo que está errado. Simples assim.

        • Luix 13/10/2017 | Responder

          Aliás, Eduardo Batista foi lá e enfrentou tudo é a todos.
          Covarde e enganador são os “machões ” da Internet.

          • Pois é, enfrentou tão bem que não resistiu uma semana. Bananaço, que aliás voltou de onde jamais deveria ter saído. E de fato, os machões se espalham pela internet, principalmente os que não se identificam.

        • Philipe Frois 13/10/2017 | Responder

          Pura verdade Eduardo. Tbm detesto qdo citam o aproveitamento do Bap pq foi no paulista . Não tem nexo nenhum isso. O time tbm apresentava um futebolzinho bem pequenininho nas suas mãos. O Bap pra mim nem merece ser citado numa discussão.

          • Gustavo Aroni 13/10/2017 | Responder

            Verdade. O futebol com o Bap era na linha da pobreza também. Está no lugar certo, no “chute inicial” de Campinas.

        • Luix 13/10/2017 | Responder

          Pena que só critica e não acompanha o time. Se não, saberia que EB entregou ao Cuca, o time classificado na libertadores e com grandes vitórias, dentro e fora de casa, aliás, algo que Cuca não conseguiu. Talvez nem Milton Buzzetto conseguisse….
          E sobre o finado campeonato paulista, em pontos corridos, era o time com mais pontos conquistados, até perder para a Ponte Preta e ser desclassificado, afinal, esse paulistinha só serve para treinar o time para futuras competições importantes. Ele alegra apenas aqueles que pensam que futebol é apenas um bando de jogadores correndo atrás de uma bola pra chutar para dentro de um retângulo de traves, conhecidas como gol….kkkkkk

          • Você deve gostar do EB pq viu um post onde um analista, descrevia o estilo moderno que ele aplicava na ponte preta. Mas no Palmeiras, não se viu nada disso. No Paulista, ganhou de times da série C, D, ganhou no milagre do Santos, ganhou bem do SPFC ( time que tá brigando contra a série B), ressuscitou o gamba, e levou um sacode inesquecível da Ponte. Classificou na liberta jogando uma bolinha insuficiente para brigar pelo título: suas vitórias foram épicas, não pq os adversários venderam caro a derrota, e sim com gols nos últimos segundos dos acréscimos, mais sorte que juízo… Enfim, como eu disse, você deve ter lido o analista e acreditou, sobre o EB, do que analisar de fato, o que o Palmeiras jogou sob seu comando.

      • Reynaldo Zanon 13/10/2017 | Responder

        Luix, a sua lista de técnicos “melhores” que o Cuca só pode ser uma piada. A verdade é que não há nenhum que possa ser citado que provoque alguma empolgação. O Cuca ao menos tem currículo e um currículo inclusive muito recente de conquista com o nosso Palmeiras. Eu aposto nele para o ano que vem.

        • Gustavo Aroni 13/10/2017 | Responder

          Dessa lista só o Valentim que estudou para ser treinador. Os outro são destreinadores igual ao C.uca.

        • Luix 13/10/2017 | Responder

          Amigo, não falei que são melhores mas opções.
          Mas como o palmeirense é arrogante, nenhum técnico é bom.
          Basta perder o finado campeonato Paulista para dizerem que quem estiver ali não é para o “nível” do Palmeiras, mesmo o Palmeiras tendo Jean, Ex-gydio, luan, Bruno Henrique, deyvison, Borja,.
          Palmeirense prefere perder com técnico de grife do que ser campeão com técnico comum.
          Jorginho que o diga no brasileiro de 2009.

    • Qualquer um que consiga passar dez dias treinando sem apresentar, após esse período, um festival de chutões a esmo sem qualquer objetividade ou padrão, que não use fraldas sob as calças e que esteja atualizado quanto ao que se joga de futebol no mundo. Ter títulos no currículo é bom, mas a gente já viu que só isso não garante qualidade ao trabalho. A lista certamente não é grande, mas o Cuca não se enquadra mais nesses quesitos, então boa sorte na carreira, tchau e por favor leve junto boa parte desse elenco de fiascos. E ficar se apegando a clichês do tipo “este ano não deu liga” só retarda o inevitável.

  9. Ed 13/10/2017 | Responder

    Saco cheio desse Cuca! Cara cheio de manias,teimoso.O time não joga nada e ele insiste nos seus “conceitos”.Thiago Santos,Bruno Henrique,Deyverson…imagina só o que pensam os caras que são banco desses perebas?Desanimador.

  10. Paraíba 12/10/2017 | Responder

    Dudu teve a bola do jogo contra o santos e , hoje, diante do jahia.
    Ninguém lembra?
    Dudu é péssimo na finalização.

    • Reynaldo Zanon 13/10/2017 | Responder

      O Dudu é o nosso melhor atacante. Foi decisivo nas nossas duas últimas conquistas, mas está em má fase.

        • Concordo. Dudu é dos pouquíssimos lampejos de criatividade desse time, mas quando olha a cara do “gestor de craques” que tem deve bater um desânimo…

    • Philipe Frois 13/10/2017 | Responder

      O Dudu pra mim está doido pra ir embora, por isso essa displicência toda. O tesão que ele tinha ano passado pra assumir o protagonismo da equipe e comandar o time tecnicamente foi embora faz tempo. Certeza que não fica pro ano que vem, tá muito na cara que está cansado e que quer respirar novos ares.

  11. Paraíba 12/10/2017 | Responder

    A panelinha do Cuca : Jeanta , Egidio, Tche Tche, Thiago Santos e Geyverson. 2018 precisa se de um treinador qualificado.

    • Gustavo Aroni 13/10/2017 | Responder

      E ano que vem será um elenco inteiro de panelas, frigideiras e assadeiras, com o selo Uram de qualidade.

  12. O Palmeiras vai fazer de tudo pra fechar o ano com chave de ouro ficando fora da Libertadores, mesmo com G7 ou G8. Aguardem.

    • Paraíba 12/10/2017 | Responder

      Libertadores pra que ?
      Pra acabar com ano de 2018 .

  13. Santinelli 12/10/2017 | Responder

    O Cuca ta tão desmotivado q ao colocar o roger Guedes enterrou o time. Não deu liga e tb acho q o Cuca não é mais o técnico de 2018 ja q não vai nem se classificar pra libertadores

    • Gustavo Aroni 13/10/2017 | Responder

      Vão esperar esse mentecapto botar o Palmeiras fora do G8, G9, sei lá qual G, para acordarem.

  14. Resultado injusto, o Bahia merecia a vitória. Gostaria que a turma que ficou falando em “deca” ainda em 2017 e os ferrenhos defensores do Cuca não se escondessem do debate e pensassem se é isso mesmo que querem pra 2018.

  15. Gustavo Aroni 12/10/2017 | Responder

    E se tem alguém que merecia vencer era o Bahia. Jogou melhor. Só o Prass se salvou. Ridículo. Vamos lá, só falta vencer onze.

  16. Thiago Souza 12/10/2017 | Responder

    Passei só pra deixar um abraço pras cuquetes, esse ano é de vocês.

    • Luix 13/10/2017 | Responder

      Kkkkkkkkk. Deixo também meu abraço.
      Tem cuketi arrependido de xingar Eduardo Batista quando o Palmeiras vencia por 1×0, e pior, jogando bem…..
      Kkkkkkkk 😁

  17. Philipe Frois 12/10/2017 | Responder

    Parabéns pra Gambazadaaa! Foram os menos ridículos do futebol brasileiro em 2017 e mereceram levar o seu sétimo título. Sem mimimi…quem ficar chorando por causa de arbitragem ou coisa assim, não passa de um doente !

    • Luix 13/10/2017 | Responder

      Fosse o Carille técnico do Palmeiras, jamais seria aceito pelos “entendidos” torcedores, afinal, mesmo tendo Borja, Deyvison, Luan, Bruno Henrique, Jean, ambos não estariam à altura desses perebas.
      Torcedor palmeirense prefere perder jogos e campeonatos mas ter técnico que esses torcedores pensam ser de grife do que ganhar jogos e campeonatos com técnicos menos badalados, porém, bons e competentes.

  18. Zek 12/10/2017 | Responder

    Cuca vai pedir Bolt o ano que vem….futebol não interessa…o que vale è a correria…

  19. Quando o elenco é limitado e o treinador sem repertório, podem ficar três meses seguidos treinando que o resultado quando o time vai a campo é pífio.

  20. Zek 12/10/2017 | Responder

    Se não fosse Prass estaria empatado….Tem que entrar o segundo tempo acordado e Dudu tem que jogar futebol…

    • Dudu é o único lampejo de futebol desse time. É obrigado a pegar chutão que vem da defesa e as “casquinhas” do genial Deyverson. Não fosse ele, seria muito pior. Ficamos dez dias treinando pra mostrar nada, outra vez.

  21. Gustavo Aroni 12/10/2017 | Responder

    E os caras do Premiere descendo a lenha no péssimo futebol. Tá certo.

  22. Roberto 12/10/2017 | Responder

    Meio de campo com três volantes brucutus e um centroavante casquinha e o que o Cuca tem para apresentar

  23. Zek 12/10/2017 | Responder

    Meio campo do Bahia dominando …..è melhor colocar FM no segundo tempo….

  24. Zek 12/10/2017 | Responder

    Começamos bem e TT è bem melhor que Maike…Se fizer 3×0 bambis saem da zona da degola….fica dificil torcerbpra goleada…kkkkk

  25. Legal verdão, agora que não dá mais, vão querer correr atrás do título. Por que precisa estar atolado na m… pra começar a agir? É muito espirito de perdedor pro meu gosto… O bi-campeonato mais desperdiçado da história.

  26. Zek 12/10/2017 | Responder

    Cuca tem essas 12 partidas pra montar um time organizado e jogar futebol….chega de chutão pra frente…hoje temos que ganhar com folga…

  27. Renato 12/10/2017 | Responder

    Ano de 2017 para ser esquecido.
    Porém, perspectiva zero para 2018.
    Ao meu ver erros cometidos esse ano serão repetidos no próximo.

    • Pra mim isso vai depender do que definir a diretoria. Se for pela manutenção do padrão atual, será mais uma temporada cheia de cortinas de fumaça enganando torcedor que acredita em Papai Noel e coelhinho da Páscoa.

  28. Reynaldo Zanon 12/10/2017 | Responder

    Ficaram mais um bom tempo treinando, então o que se espera é um futebol de qualidade e a vitória.

    • Sim, exatamente como aconteceu nas outras vezes em que ficamos vários dias apenas treinando, foram shows atrás de shows…

  29. O mais bizarro é que, ganhando hj, ficamos a 12 pontos do líder, miseras 4 vitorias a mais que tivessemos, fosse contra o Vasco, Atl.PR, e os dois jogos com a Chape, todos MUITO ganháveis, estariamos só 2, 1 ponto atrás do primeiro lugar. Ou seja, o título só escapou por EXTREMA incompetência nossa, daquelas bem, bem toscas.

    • Nem precisa fazer muitas contas, bastaria termos vencido as duas partidas contra a Chape e o clássico no Panetone que a liderança estaria a uma vitória do alcance, no caso o confronto direto que ainda não aconteceu no segundo turno. Mais bizarro ainda é o treinador fabricar cortina de fumaça pra disfarçar a total falta de padrão do time. Extrema incompetência ao cubo.

  30. Considerando os suspensos do Palmeiras e os que não podem jogar pelo Bahia, reforços para ambas as equipes. Espero que ganhemos por no máximo dois gols de diferença pra não tirarmos os Bambis do Z4, e de resto vamos empurrando com a barriga até dezembro. Bom futebol e títulos como consequência dele espero somente pro ano que vem, e olhe lá.

Leave Your Reply