Categorias
Notícias

Cuca caiu!

Cuca caiu.

Após 34 jogos em 2017, com desempenho de 55% dos pontos disputados, eliminado na Copa do Brasil, Libertadores e em 5o lugar no Brasileirão, o treinador sai deixando poucas saudades.

Primeira pergunta ao torcedor palestrino: gostou da saída do Cuca?
Segunda pergunta: quem deve vir? Um novo treinador ou manter Valentin?

Hora de digerir os fatos…

Saudações Alviverdes!

25 respostas em “Cuca caiu!”

Na minha opinião o treinador do Palmeiras para 18 tem que ser o Mano Menezes. Agora, caso o Mano não venha para o Palmeiras então é melhor deixar o Valentim efetivado como treinador do Palmeiras, poderia ser também o Abel Braga cairia muito bem no time. Agora, esses nomes especulados como o Jair Ventura e Roger Machado é do mesmo nível do Eduardo Baptista, ou seja, mais do mesmo. O Palmeiras precisa de treinador cascudo que saiba lidar com a pressão. Agora se o Palmeiras trazer esses treinadores que estão sendo especulados como o Jair e o Roger não vão aguentar a pressão. Já o Alberto Valentim vai depender e muito desses jogos que resta até o final dessa temporada. Se ele (Valentim) for bem, poderá ser o treinador do Palmeiras para 18 (caso o Mano não venha). Agora se o Valentim não for bem aí o Palmeiras tem que contratar o Mano ou até o Abel Braga para ser o novo técnico do Palmeiras.

Temos muitas cobras criadas no time, precisamos de tecnico experiente, acho que a lista serà Mano, Abel, Roger e Arce…gostaria de ver Arce embora não foi bem na seleção Paraguaia è bom tecnico , entende de futebol e è Palmerense…Acho o tecnico do Botafogo parecido com Cuca ..Joga com jogadores medios e sempre tem pressão com esquema pra ganhar de 1 x0…Não criou um padrão de jogo que faz o time jogar bom futebol è chutão e sorte…

Desculpe, Zek, mas falar que o Jair é só chutão e que o Arce, após seguidos fracassos como treinador (e a vexatória derrota pra Venezuela em casa), seria boa opção por ser palmeirense (será?) me parece meio incoerente. Ganhamos um Brasileilão no estilo adotado pelo Botafogo, com alguns jogadores acima da média e uma concorrência mediana, e por causa disso o Cuca virou semideus no Palmeiras e “sucessor” do Tite na seleção. Não estou fazendo campanha pelo Jair, pois embora muito melhor que o Bap ele não teria respaldo por aqui, porém entre os mais jovens é o único que me parece ter futuro. Se vai vingar é outra coisa.

Não significa que vai dar certo por aqui, mas quem fez melhor trabalho com as condições disponiveis no momento: Cuca entre maio e novembro de 2016 (título brasileiro), Renato Gaúcho entre outubro e dezembro de 2016 (título da CB do ano passado), Mano entre fevereiro e setembro de 2017 (título da CB deste ano), Carille desde fevereiro (título Paulista e nove dedos na taça do BR 2017) ou Jair Ventura desde a metade de 2016 (sem títulos)? Atenção para a observação “condições disponíveis”. Não estou pedindo contratação de A ou B, mas está mais do que na hora de olharmos menos para resultados (de partidas e campeonatos) e mais para desempenho. Currículo é importante, mas o futebol é dinâmico e quem para no tempo abraçado a suas convicções afunda no oceano da mediocridade.

E que a torcida grite o nome do Valentim como nunca gritaram outro dado que querem tanto o novo, somente assim a diretoria entenderá o recado.

2018 – 1a cagada : Mano Menezes.
De fato a S.E.P é avessa ao Novo.
Qual será a próxima cagada ?
E assim, conquistas? Pra que?

Se for para apostar no novo, apostaria para o ano que vem em Jair Ventura, que está fazendo um excelente trabalho com o limitadíssimo Botafogo. A dúvida é se ele já tem condições de “pilotar” um Boeing como o Palmeiras – inclusive na Libertadores – ou se o fardo lhe será pesado demais. No Botafogo, boa campanha é aplaudida, no Palmeiras boa campanha é fracasso.

Este ano o Palmeiras esteve mais pra avião da frota da Lamia do que pra Boeing. A hora que perdermos essa mania de que as coisas precisam dar sempre certo porque são caras e passarmos a nos preocupar mais com trabalho bem feito (que leva a vitórias, resultados e conquistas, nessa ordem) teremos bom futebol, criticaremos menos e seremos mais felizes. Tá cheio de pilotos com milhares de horas de voo derrubando aviões por aí.

Um dos erros do Palmeiras : Ser avesso ou ter aversão ao Novo !
A hora e a vez pertence ao Alberto Valentim. O cara quer muito ser o técnico efetivo.
Trazer Mano Menezes (que não tem identificação alguma com o Palmeiras) será o primeiro erro para 2018.
Que seja dado ao Valentim esse momento que ele tanto almeja e faz por merecer.
Que faça-se uma limpa no elenco. Mandem embora quem não presta. É simples !
Valentim tem o meu apoio e a minha confiança.
E que o Palmeiras se abra ao Novo , que o Palmeiras se permita a isso.
Chega do mais do mesmo , chega de coisa velha e ultrapassada.
Oportunidade a quem merece.

Vamos ser honestos, depois da péssima campanha na CB-2017, Libertadores e finalmente no Brasileirão faltam argumentos para mantê-lo no comando do time. Sua passagem em 2016 foi memorável, assim como a do Marcelo Oliveira em 2015. Futebol vive de resultados, quando eles veem mantém-se o status quo, quando eles não veem mudanças fazem-se necessárias. Só espero que as mudanças não sejam só no comando técnico, pois tem muito jogador no verdão que precisa respirar novos ares.

Nada mais justo. Assim como o Oswaldinho, Marcelo Oliveira, Eduardo Batista cairam por pura incompetência, o Cuca nessa volta ao clube também mereceu. E que venha o próximo, e o próximo, etc… só peço que, quando der liga, que façam das tripas coração para manter o técnico.

Também gostaria que, os olheiros do Palmeiras começassem a procurar técnicos promissores, os contratasse (mas não para dirigir o time principal ainda), os prepara-se (com cursos e estágios na Europa, e na volta, treinando times menores, mas por empréstimo), e quando precisassemos de um técnico, trouxessemos do empréstimo o que estivesse com melhor desempenho, dos que criamos.

Seria inovador e vanguardista. E acabaria com esse problema de ficar recorrendo as mesmas cartas marcadas, que já sabemos, tem pouca chance de dar certo.

É isso aí! Chega dos mesmos! São corporativistas, caçadores de multas milionárias. Só trocam as cadeiras, mas sempre são os mesmos que sentam. Basta! Bora ser os pioneiros em formar nossos treinadores! Vamos modernizar, e antes dos outros!

Agora, tenho que ser justo aqui em uma coisa. Li que o C.uca abriu mão da multa pelo resto do contrato. Então, não o coloco como um caçador de multa milionária, como houvera dito.

Sou amigo de sócios e conselheiros do clube. O Palmeiras vai pagar multa sim ao Cuca. Todo esse discurso que ele saiu e abriu mão da multa é falso.

Então vou desdizer o que disse antes: caçador de multa milionária, sim.

Pela atuação do Cuca ontem, eu acho que ele já sabia que iria sair, talvez não agora mas no fim do ano. As três substituições conseguiram piorar um time que já estava péssimo em campo. Agora uma coisa que eu gostaria de entender é o motivo dos aplausos ao Felipe Melo. Desdenhou do Palmeiras no áudio “vazado” falando que ia pro menguinho, depois que viu que não ia dar voltou atrás, mas continua sendo um jogador pior que o Thiago Santos e não fez nada de mais na partida ontem assim como o resto do time.

Quanto as perguntas, eu acho que se era pra trocar, agora era a hora. Já emenda as contratações e dispensas pro ano que vem com o novo técnico. Quem deve vir? Não sei. Eu não gosto do Mano. Muito falastrão e pouco resultado, mas arma bem a defesa. Como é o único cogitado, já deve estar apalavrado ou algo assim.

Vinicius, durante o treino de , hoje, a tarde, o Felipe Melo estava carregando os coletes pra distribuir pro grupo de jogadores.

O Valentim pelo jeito o Ousadura põe no bolso, o pitbul tá distribuindo até colete .

Eu quero aqui levantar a bandeira de efetivação do Valentim como treinador.
Nada de Mano pelo amor de Deus.
Que aprenda-se com erros cometidos esse ano.
Conto com o apoio de quem realmente é palmeirense.

Também sou favorável, mas essa opção só vai acontecer se o Valentim for campeão brasileiro (e olhe lá). Infelizmente o alto investimento “obriga” o Palmeiras a ter treinador de grife, com currículo de títulos (se acabou de conquistar um, mesmo que na base do “qualquercoisabol”, melhor ainda). Uma grande besteira, mas é a realidade.

Independente de quem venha, o esperado é que nao seja um bom técnico. Nao pelo nivel alto da expectstiva da torcida, mas pq os tecnicos no Brasil são TODOS medíocres. Há lampejos de sorte, como o MO no Cruzeiro e aqui, ou o Carille. Mas é apenas sorte transitoria. O que ganha os campeonatos aqui sao os jogadores. E não por ser brilhantes etnicamente. Eles só jogam bem e ganham títulos quando estão afim, quando se “fecham” por um parça ou contra a imprensa ( vide a história do quarta força pros gambás). E isso independe de tecnico. Por isso, independente de quem treine agora e ano que vem, apenas se os caras estiverem afim alguma coisa vai acontecer. Por isso, a algum tempo já, deixei o fanatismo de lado. Independente de ganhar ou perder, os caras nao ligam, o alto salario deles pinga na conta e eu tenho que tocar minha vida no dia seguinte!

1. Sim
2. Alguém que tenha coragem de fazer o Palmeiras jogar um bom futebol, moderno, sem medo, sem chutões, priorizando a vitória pela qualidade e não os três pontos de qualquer jeito.
3. Começaremos amanhã a formarmos nossos jogadores a jogar futebol, e não para ser campeões mundiais do sub-9 ao sub-17?
4. Começaremos a formar nossos próprios treinadores, na base, ralando na grama e no estudo, ainda antes de chegar o substituto de Deus C.uca?

Terceira pergunta: vamos aproveitar a chance de finalmente começarmos uma temporada melhor do que terminamos a anterior ou vamos repetir os últimos nove anos (no mínimo)? Se a obsessão insana por Mundial for a mesma, a resposta é simples.

Os comentários estão desativados.