Pós Jogo Corinthians 3×2 Palmeiras: Daronco e cia.

O Palmeiras perdeu para eles no Itaquerão e praticamente deu Adeus ao título brasileiro. 2×3.
O primeiro gol de Romero em impedimento. Nesse momento o jogo era quase igual. O time da Marginal sem Número jogava mais duro com a benevolência do árbitro. O Palmeiras tentava tocar a bola mas sem intensidade. Logo no início Borja chutou de esquerda por cima e assustou. Eles melhoraram e Prass fez duas boas defesas. Borja também criou nova chance e quase abriu o placar.

Mas…. Romero em impedimento fez 1×0.
E o time se abalou.
Na sequência em um escanteio após boa defesa de Prass, outra falha. As duas de Egídio. Aliás nossos laterais deixavam espaço para o Corinthians jogar.

Mina descontou de cabeça em cobrança de escanteio. Mas deixamos o contra-ataque e novamente do lado esquerdo da defesa Jô entrou livre e sofreu pênalti. Tá certo que o atacante esperou ser atropelado por Dracena. Enfim… 1×3.

Veio o 2o tempo. O Palmeiras melhorou com Guedes no lugar de um apagado Keno. Depois veio Guerra. Moisés acertou um balaço. Pouco antes Daronco quebrou o galho de Gabriel – aquele do joelho – e não expulsou. O volante-auto-marketing foi substituído e Carille e Daronco mantiveram o time deles com 11 em campo.

2×3 o Palmeiras foi pra cima e o time de lá, cheio de limitações, se jogou no chão. Quase não teve jogo. Mas Borja poderia ter empatado aos 51 se Guedes fosse mais preciso no passe.

Destaque? Prass! Salvou pelo menos dois gols no primeiro tempo. Mina pelo gol e pela disposição depois de tanto tempo parado. E Moisés. Dudu só se apresentou no 2o tempo. Mas pouco efetivo.
Os piores: Egidio (dois gols em suas costas, apesar do impedimento do 1o). E Mayke. E Keno… e Dudu no 1o tempo… e Deyverson….

Do lado deles: Daronco foi o melhor em campo.

Pro Palmeiras parece que acabou o campeonato.
Agora o foco no G4 é pra valer.