Categorias
Brasileiro 2017 Resenha dos Jogos

Pós Jogo Palmeiras 2×0 Flamengo: vitória tranquila

O Palmeiras venceu o Flamengo por 2×0 no Allianz Parque. Os gols foram no primeiro tempo, de Deyverson.

Depois do apagão de 4a feira passada e do assalto do último domingo, o time voltou a jogar bem. Valentim veio com Prass, Mayke, Dracena, Luan e Michel Bastos, Felipe Melo, Tchê Tchê e Moisés, Keno, Deyverson e Dudu.

O time construiu o placar no primeiro tempo mas poderia ter feito 3 ou 4 gols. Deyverson fez o primeiro com lançamento de Moisés. Depois Deyverson aproveitou de cabeça uma bonita jogada de Keno. Dudu poderia ter feito bem como Thiago Santos (que entrou bem no lugar de Felipe Melo, que também esteve bem).

O time jogou bem. Valentim, com pouca experiência e pegando um elenco com limitações e que não foi montado por ele, tem 62% de aproveitamento em 7 partidas. Vai cumprir tabela e levar o time ao G4. Mas contratações erradas, problemas no planejamento, elenco mal administrado, um treinador teimoso que abriu mão do campeonato na segunda rodada, e duas arbitragens desastrosas da R31 e R32, deram esse fim deprimente aos palmeirenses no brasileirão 2017.

Saudações Alviverdes!

130 respostas em “Pós Jogo Palmeiras 2×0 Flamengo: vitória tranquila”

Tragam as pamonhas e as pipocas. Esse time só joga quando apanha. O Palmeiras não ganha uma dividida.

Já que o Moisés tá de 2° volante, saca esse Tchê Tchê e mete o Veiga ou Hyoran. O Guerra não sei se aguenta sair do banco e entrar em campo.

No final do jogo vai ter um monte de gente pedindo Diego Souza, aguarde.

Torcedores desanimados pela conquista do rival, jogadores desmotivados, adversário desesperado pra fugir do rebaixamento e ainda tem aquela velha vocação do Palmeiras pra levantar defuntos. Espero estar errado, mas por tudo isso acho que vamos perder hoje. Nem post do jogo parece que vai ter kkkk…que fim de ano melancólico pra nós palestrinos.

Falando sobre o campeonato do curica, vi muitos comentários, mas ao meu ver , o que de fato ajudou e muito o time dos favelados foi essa mudança de calendário da Libertadores, muitos times como Grêmio, Botafogo, Santos e Palmeiras se perderem no Brasileiro preocupados com a Liber. Ano que vem muda tudo, eles terão que escolher um campeonato, e com esse elenco limitado que tem não vão ganhar absolutamente nada. A falta de jogadores talentosos no Brasil junto com esse calendário novo, uma sorte desgraçada e arbitragens sempre a favor ajudaram esse time limitado mais com muita gana a ser campeão.

eu só acho que estamos caindo na armadilha da imprensa, de achar que os planejamentos devem ser feitos todo ano.

Não ganhou nada, desfaz e recomeça do zero.

Isso é um tremendo erro e talvez o que torne o futebol sul americano tão atrasado.

Olhando de 2015 pra ca, o saldo é positivo e indica que o caminho está corretissimo. Não temos que ganhar todo ano, mas devemos nos manter em cima todo ano, e isso aconteceu.

Não da pra recomeçar do zero. Temos que arrumar o que não está bom.

Alguns perfis de contratações, tanto de técnico quanto de jogadores, precisa ser revisto.

Fora isso, estamos muito bem, obrigado.

Não caiam na pilha da imprensa!!!!!!

O ano do Palmeiras só vai se mostrar um fiasco se não aprendermos com os erros dele. Por enquanto, é um ano ok em meio de possíveis anos de muitas conquistas.

Precisamos de 2 laterais , um meia e um atacante, todos de nível titular…e novo Técnico o resto é organização e esforço com foco em cada campeonato…

Então, Thom. É aí que entra uma coida que digo desde os primórdios: reforçar o elenco. Se desfazendo de quem não tem pior qualidade e trazendo um (1) outro no lugar com qualidade superior a esse que saiu, e não três de pior qualidade. Acho que o Diogo Barbosa é um acerto, mas no caso do Weverton (se vier mesmo), não.

Planejamento é obrigatório todo ano, sempre, mesmo que seja pra decidir pela manutenção do que está dando certo. O que não pode acontecer é um novo planejamento começando do zero TODO ANO. São coisas bem distintas.

Só sei que no “day after” da conquista do principal rival, a pressão vai à estratosfera.
Que ganhem e bem do virtual rebaixado Sport e assegurem o vice-campeonato.
É o mínimo!

Não podemos deixar o resultado nos enganar. Da mesma forma que o Cuca não é um super técnico por ter levado o Palmeiras ao título brasileiro depois de 22 anos, o Carille tbm não é tudo isso que a mídia está pintando. E mais, o Corinthians não é exemplo de nada, o clube deles está uma zo.na , a diretoria deles só fez cá.ga.da esse ano , só que os caras se uniram e jogaram como time pequeno o ano todo pq estavam sendo ridicularizados por todo mundo. Como o futebol brasileiro está um deserto tecnicamente e eles encararam o brasileirão com muuuuuito mais seriedade do que Grêmio , Palmeiras, Flamengo e Santos , foi possível conquistar o título. Continuidade é importante sim, mas aqui no Brasil nenhum time consegue se sustentar. É tudo balela. O grêmio do Renato joga totalmente diferente do Roger Machado, a diferença é um abismo. Mas os caras estão na final da libertadores. O Corinthians ano passado tinha Guilherme, marlone e outros malas q não queriam mais jogar , o que eles fizeram? Trouxeram jogadores que estavam a fim de comer a grama e efetivaram um treinador no pensamento de não cair, a verdade é essa. Deu certo pq os caras levaram a sério o tempo todo, a torcida deles comprou a idéia de jogar como time pequeno e por algumas ajudinhas da arbitragem como é de praxe. Mas esse Corinthians aí não é exemplo de absolutamente nada!

Carille não é nenhum gênio, apenas teve a simplicidade e o mérito de usar o que tinha nas mãos da melhor forma que poderia dentro das suas limitações. Em momento algum abdicou da condição de “quarta força do estado”, apenas trabalhou, não ficou inventando calça roxa, medalhinha nem casquinha. Talvez jogar de forma padronizada com continuidade seja balela para alguns, mas certamente ter dinheiro saindo pelas orelhas e adotar uma postura soberba sem ter quem entenda do assunto “futebol” provou-se um fiasco. O campeonato que ganhamos no ano passado também não foi exemplo de nada, futebol pobre e sem criatividade, o título veio graças ao Jesus e à ótima fase do Dudu, quando isso acontece do nosso lado ninguém reclama (ou quem o faz é execrado). Vamos parar de só achar defeitos nos outros e olhar mais no espelho.

E outra: balela mesmo é papo de “melhor elenco das Américas”, “entreguem as taças”, “rumo à hegemonia” e outras coisas que a gente viu passar na avenida neste ano. Sem o básico, jogar bom futebol ou no mínimo fazê-lo de forma organizada, tudo o mais vira balela.

Você mesmo acabou no meio do texto reconhecendo que eles montaram um bom elenco, limitado mas afim de “comer grama”.

SCCP tá longe de ser um clube perfeito, a própria penuria financeira atual deles prova isso. Mas algumas coisas eles têm feito muito bem, isso é evidente.

Thiago, pra mim eles já fizeram coisas certas, atualmente eles estão cometendo vários erros e foram campeões esse ano por uma boa dose de sorte também , sabe por que? Eles não planejaram absolutamente nada pra 2017. O técnico deles ano passado era o Cristovao que é horrível e pensa futebol totalmente diferente de Tite e Carille. Obviamente não deu certo e por falta de opção e dinheiro eles efetivaram o Carille com o pensamento de se manter na serie A. Foram beneficiados por adversários que se renderam a obsessão da libertadores e fizeram um primeiro turno perfeito jogando como time pequeno , na retranca, porque o pensamento deles era não perder. Reconheço os méritos deles e nossos deméritos tbm. Mas esse titulo em nada tem a ver com planejamento e continuidade, por isso digo que isso aqui no Brasil é balela. Não vai acontecer nem no Palmeiras nem em time grande nenhum. Os caras não aceitam sacrificar campeonatos em nome de um planejamento. Na teoria é lindo, o mundo ideal, mas não vai acontecer! Ano que vem o Palmeiras vem como favorito de novo por causa da grana e das contratações que vai fazer e se contratar um técnico decente e jogadores que não tenham medo de jogar decisões , seremos campeões novamente sem planejamento nenhum, igual eles.

Se contratar técnico decente, bons jogadores e priorizar futebol, estará feito o planejamento, que nada mais é que traçar seus objetivos e metas com”planos B”. Se continuarmos a achar que esse requisito básico no esporte é “balela”, fatalmente virá alguém que vai fazer primeiro. Aí serão mais 20 anos sem Brasileiros, 30 sem Libertadores, 60 sem Mundial e a caça aos “mordomos” continuará.

O vice- campeão recebe 11 milhões, essa tem que ser a motivação.

Como se a torcida tivesse paciência com treinador jovem. Vocês que pedem esses estagiários
vão querer o cara fora na terceira derrota aí vem com essa conversa fiada de que o futebol mudou.

Qual será a motivação desses jogadores vagabundos do Palmeiras nesses 4 últimos jogos ?

Em vez de ficar nesse mimimi infantil de ficar reclamando de juiz, da rede globo, de jogador sem vontade, vale a pena tentar entender os méritos por trás da conquista. Desde 2008 com o Mano Menezes o SCCP tem um estilo de jogo mais ou menos parecido, mantendo na medida do possível uma base pro ano seguinte. Claro que não foi exatamente a mesma coisa todo ano, mas a questão é que existe um patrimônio intangível que o clube construiu nesses 10 anos, que permite que um técnico novato com um elenco barato possa ser campeão.

O Palmeiras tem totais condições de construir isso também, mas precisa:
1) Esquecer esses técnicos medalhões obsoletos. Foram excelentes no passado, mas o futebol mudou muito em muito pouco tempo e eles não acompanharam a mudança (aliás, a julgar por alguns comentaristas daqui, muito torcedor não acompanhou também).
2) Seja lá qual for a aposta de técnico (Valentim, Bap, Roger, Jair Ventura), precisa dar tempo ao tempo. Não vamos ter o time dos sonhos em 5 meses, esqueçam. Esse Corinthians vem pelo menos desde 2011, o Grêmio atual vem desde 2015 com o Roger. Se na primeira derrota em Dérbi já forem pedir a cabeça do técnico a coisa não vai decolar nunca.

Comentei isso outro dia por aqui, desde o rebaixamento em 2007 até junho do ano passado o SCCP teve DOIS treinadores, sendo que o atual era o principal auxiliar na maior parte desse tempo. No mesmo período, entre interinos, estagiários e estagiasnos, tivemos 14. Depois tentam justificar os vários títulos de lá com base em teorias malucas, alinhamento de planetas ou resultado do Dança dos Famosos quando a grande diferença está na maneira organizada e padronizada de jogar.

A falta de coerência de alguns, memória curtíssima, chama atenção. Quem foi responsável pela 1ª queda do Palmeiras para a 2ª divisão: Pofexôo/Levir; e pela 2ª queda: Capataz Caduco 7 x 1. E ainda tem gente que pede esses indivíduos (Pofexôo e Capataz) para ser novamente nosso treinador. É o fim da picada.

Não existe título de fax. Fomos campeões na bola numa época em que jogávamos contra Pelé e outros craques de verdade e sem a interferência de REDE GROBO e arbitragem.

É Thiago, tu tem memória fraca mas há um ano estávamos comemorando o título brasileiro com o Cuca de técnico. Você é daqueles que critica por criticar mas não dá sugestão. a minha é Luis Felipe Scolari. Pelo seu amplo conhecimento de futebol a sua deve ser o Eduardo Batista.

Eu não sei se sugerir Felipão é exatamente sugestão ou maldição mesmo… se bem, que analisando o patético futebol sul-americano atual, um retranqueiro nato, apaixonado por 3 volantes, é capaz de levantar algumas taças, desde que suas nabas sejam menos piores que as dos outros… e realmente, no cenário atual, é fácil saber quem não queremos (Felipão, Luxa, Abelão, Culpi, Dorival, etc), mas é bem difícil achar alguém que queiramos…

A FPF foi fundada oficialmente em 1941.
Então os títulos paulistas até 1940 não têm valor?
Ah, têm? Pois então são títulos de telégrafo.
Portanto, aqueles que dizem que os nacionais até 1970 são “títulos de fax” mas que contabilizam todos os estaduais pré-1941, não passam de clubistas hipócritas.
Melhor ser campeão com “fax”do que com APITO.

A questão é que quando uma entidade corrupta e moralmente falida como a FIFA chancela um torneio de verão como o primeiro mundial, tem gente que cria moral pra defender a ideia de que até 2000 o futebol era “esporte amador”. Já quando uma entidade igualmente corrupta e moralmente falida chancela títulos nacionais vencidos em campo na época em que o Brasil passou a ser uma potência mundial no futebol, aí não vale porque foi na ” canetada” ou na época do telégrafo. Pesos e medidas diferentes, mas nenhuma surpresa pra quem não existiu nos seus primeiros 80 anos de vida e contabiliza até Carnaval e Copa SP de Juniores na sua “lista” de títulos. Mas assim como o “Mundial Pirassununga 51”, como eles gostam de falar, essa história a gente só resolve de vez sabendo usar toda a grana que temos pra montar times fortes com treinadores competentes, que joguem bola e ganhem um monte de taças.

Não podemos deixar de parabenizar nossos jogadores por esta conquista, afinal foram eles que alavancaram nossos co-irmãos por duas vezes neste ano, tanto no paulista como no brasileiro o Palmeiras teve participação direta nos 2 títulos. Em especial devemos parabenizar Bruno Henrique, um jogador assumidamente corintiano que representa bem nosso brioso elenco de guerreiros. Mais uma vez parabéns a todos, e não esqueçam de ir comemorar na Paulista heim.

Ainda bem que o SCCP foi campeão em cima do Fluminense, imagina os palmeirense cafona empolgado com abelão, deusolivre. Já me basta as viúvas do Cuca pra atrapalhar.

Enquanto os gambás ganham os campeonatos no apito amigo e com esquemas que favorecem a eles, o nosso ilustre pr&s!dent& cabeça de ovo só ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ!!!!!

Comparação ridícula, Carile é discípulo do Tite. Roger Machado e Jair Ventura são estagiários que não aguentariam a pressão aqui. Deram o Gabriel pros caras de graça pra trazer um lutador de MMA, o curica levou esse título principalmente pelos erros dos adversários.

Informação nunca é demais: Gabriel foi emprestado pelo Monte Azul e no fim do empréstimo, ser comprado. Mas por insistência do Palmeiras e até por suas eternas contusões, ele renovou novamente.
No fim, seu preço, já pre-definido, estava muito caro para o nível dele no Palmeiras.
foi dispensado e foi jogar no curintians, seu time de coração, conforme amigos dele confidenciaram.
E digo mais, após um ano, o curintians NÃO pagou nem a primeira parcela da venda. Deu calote no Monte Azul. The End.
Roger Machado e Jair Ventura estagiários?? Vc não sabe de nada mesmo…..

Agora outra coisa que chama atenção
Esse apadrinhamento da Globo com os marginais.
Uma coisa irritante.
E ninguém fala nada.

Renato, ano passado a Globo passou Palmeiras X Chape para o Brasil inteiro, era nosso dia de consagração. É claro que ela prefere Gambás e Urubus, mas se tivermos um time competente e vencedor ela vai ter que nos engolir porque só destaca os vencedores e poderosos. Quem não tem competência pra isso que aplauda ou fique quieto.

Sem falar que a Globo passou todos os nossos jogos na Libertadores com destaque neste ano. Ela fez a parte dela, nós é que não fizemos a nossa.

Carille campeão brasileiro….
Sinais do tempo.
E o time milionário do Palmeiras
O melhor elenco do Brasil zero títulos.

Ninguém merece mais esse título que o Carille. Quem não teve competência, que aplauda. Fracassos devem servir de lições. O Palmeiras precisa decidir agora se nos próximos anos quer ser um time que vai disputar todos os títulos (e ganhar alguns, não todos) ou se a cada temporada vai reiniciar tudo do zero com o “cascudo” da vez só porque tem muito dinheiro, enquanto o tempo vai passando à sua frente. Para dar dois exemplos nas seleções, a Alemanha fez isso, optou pelo bom futebol, demorou mas hoje é o que é. A Itália ficou parada no tempo, começando do zero a cada competição se apoiando numa “camisa cascuda” e chegou ao fundo do poço. A conta do não-futebol chega, pra todo mundo.

Futebol hoje pro brasileiro sistema defensivo forte, bons laterais e time organizado, time que è campeão a torcida sabe a escalação, aqui cada semana um time, joga um futebol desorganizado, ninguem sabe a posição e laterais ruins e defesa falha…

É isso mesmo turma?
Querem mesmo o Abel 1 milhão mês?
Baita treinador hein!!!

Pode trazer Abel 1 milhão, Money Menezes, projeto Luxemburgo.
Se o Palmeiras não tiver jogadores nota 8 ou 9 não adianta.
Olha o trabalho desse Abel 1 milhão mês no Fluminense.
É isso mesmo o que o Palmeiras quer?

Pois é. Quem era Fábio Carille até aquele Dérbi de fevereiro, quando o nosso preparador físico fraldão com seus jogadores amarelões lhe deram moral? Segundo a filosofia de alguns “experts”, deveria ser defenestrado pois “nunca ganhou nada”. Merecemos mais é fazer longos contratos com multas milionárias com uns três “cascudos” recheados de títulos no currículo por ano, quem sabe num deles ganhamos o Ramón de Carranza nos pênaltis.

Duvido que o flu pague 1 milhão pro Abel, mas como EB veio de là, acho que Abel tambèm vira, embora prefira Felipão, que pedia camarões, agora tem…

Cavalieri nunca foi bom goleiro. Sempre teve dificuldade em sair do gol;

Os comentários estão desativados.