Opinião: Feliz Natal, e que venha 2018

 

Por Vicente Criscio

Natal passou. Espero que você tenha tido uma noite de paz e alegrias.

É o mínimo que podemos desejar num Natal.

E agora?

Que venha 2018!

Pro palmeirense, muitas incertezas. Aquilo que poderia ter sido um ano (o de 2017) de muitas conquistas virou um enorme desapontamento.

Pois bem… esqueçamos (pelo menos por enquanto).

O ano de 2018 pode ser muito melhor que 2017. Aliás, convenhamos, pior que isso é melhor nem pensar. Não existe hoje no país um clube mais preparado para o sucesso em 2018 do que o nosso. Por quê?

Sempre começo com o Allianz. Não há Arena no Brasil mais bem localizada, melhor estruturada e com seus “economias” resolvido. “Ah mas a WTorre blá blá blá… choro de perdedor. Choro de quem não foi protagonista na Arena. Com todos os problemas que a WTorre passa, o Allianz é o melhor modelo de negócios para um clube de futebol do país. Pergunte aos dirigentes do Corinthians, Grêmio, Inter, ….

Depois: passo pelas receitas. Avanti (impulsionado pelo efeito Allianz), Crefisa (sim, é nosso patrocinador; quem tem melhor?), bilheteria, receitas de TV (aí é nosso calcanhar de Aquiles, mas ainda assim somos top 3 ou 4 em receitas com Globo/EI).

Dívidas? Equacionadas. Centro de treinamento? o melhor do Brasil! Treinador? Um jovem promissor (nessa hora você palmeirense deve estar torcendo o nariz; mas quem é melhor? quem daria 100% de garantia de resultado dentro de campo?).

As fraquezas? Na minha opinião nossa fraqueza reside no gerente de futebol remunerado. O todo poderoso Alexandre Mattos. Contratações erradas (e põe errada nisso) em 2017 foram um dos principais motivos de nosso fracasso no ano que termina. 2018 será diferente? Einstein dizia algo como: insanidade é querer resultados diferentes fazendo a mesma coisa. Pois é…

Ah… tem a gestão. É verdade. Aí a gente tem que torcer pra não atrapalhar.

Noves fora, com todas as idiossincrasias, ainda somos candidatos a todos os títulos. Todos! Depende de quem estiver em campo e principalmente  de quem estiver fora dele.

Então que 2018 venha com força. Da nossa parte, que tenhamos coragem.

Eu acredito!

Saudações Alviverdes!!!

9 Comments Added

Join Discussion
  1. Reynaldo Zanon 26/12/2017 | Responder

    As perspectivas são ótimas, mesmo. E que, além de tudo, a sorte acompanhe o Palmeiras nos momentos decisivos do ano que vem. Assim seja!!!

  2. Rodrigo Amato 26/12/2017 | Responder

    Meu Deus! So faltava essa agora… o problema do Palmeiras é o Mattos, deve ser piada isso. Nos últimos 6 anos o cara ganhou 4 campeonatos nacionais (e nem dá pra dizer que era mérito do treinador, pq Marcelo Oliveira e Cuca é brincadeira…), é o ícone da profissionalização do nosso futebol e um dos melhores no que ele faz (ele é trader de jogador, não gestor de departamento), deixa o homem trabalhar… o problema do Palmeiras é a governança, a estrutura carcomida e velha de poder, de gente que só aponta o dedo pro trabalho da situação, compra o discurso vazio da imprensa e não vai lá se candidatar pra fazer melhor. O problema do Palmeiras é a mesquinhez do seu conselho, que vai mais uma vez se curvar ao Mustafá… ainda que eu discorde de muitas coisas, pelo menos isso a Leila tá fazendo de bom: se ela é a favor da expulsão do Mustafá, então tem meu apoio! Ela é um problema que vamos lidar daqui uns 10 anos, por enquanto temos que resolver o que nos mantém no século passado… O problema do Palmeiras é a falta de uma liderança, isso sim!

    E digo isso com a consciência tranquila de quem não votou na situação na última eleição.

    • O Mattos está longe de ser o maior problema do clube, apenas precisa ser cobrado (como todo mundo, cada um dentro da sua área de competência) para ter critérios mais voltados à qualidade do que à quantidade. E esse papo de “fulano ganhou tantos títulos” é bonito, mas ninguém ganha nada sozinho, ele também perdeu muitos outros, em grande parte, por não ter planejado melhor os elencos que montou (falta de meias numa temporada, de laterais em outra, excesso de volantes de estilos parecidos). Não vamos esquecer que o Brunoro com o dinheiro da Parmalat nos anos 1990 era bestial, com o pires na mão do primeiro mandato do Nobre entre 2013 e 2014 foi uma be.sta.

  3. Na minha opinião, por hora, o Matos não é problema. Errou bastante, mas tambem trouxe boas surpresas. Para mim, o principal problema eh ficar dependendo de gente de fora. Temos de nos tornar mestres na captação de jogadores jovens, com talento, e nos tornarmos perfeitos na lapidação desses jovens, além de criar um departamento de treinamento de treinadores, preparar 3, 4 jovens treinadores promissores, e bancar estágios na Europa, cursos, e depois treinando os jovens, sendo emprestados pra outros clubes pra pegar experiencia, e efetivariamos o melhor deles para ser o técnico do time titular, após 3, 4 anos de maturação. Os outros, se demonstrassem boa capacidade tmb, treinariam os jovens, podendo assumir o time titular caso o tecnico principal desandasse. Nisso, já teria uma nova fornada de tecnicos sendo preparados.

    Só trariamos de fora, algum jogador excepcional, para trazer caras duvidosos, melhor seria subir meninos da base.

    Ah, e tudo isso, subordinado a um estilo de jogo e mentalidade, todos. Departamento profissional de psicologia do esporte seria bem vindo tmb (não sei se já tem, mas não é usual no Brasil).

    • Gustavo Aroni 26/12/2017 | Responder

      Perfeito. Penso da mesma forma. Podemos ser hegemônicos de dentro pra fora, basta querermos. Temos que usar todo o dinheiro e estrutura para produzir qualidade, produzir bom futebol, antes que os outros o façam. Formar nossos treinadores, ao invés de desembolsar multas absurdas, para pseudo-treinadores. Mandar de verdade no futebol da América. Buscar de fora só o excepcional.

      • Sonho lindo demais pra se tornar realidade, pelo menos a curto prazo, enquanto ganhar o próximo campeonato na base do “o que vale são os três pontos, bom futebol é chaveiro de carrão” for tudo o que interessar aos torcedores, aos jogadores, aos dirigentes e ao patrocinador. Mas não tenho dúvidas de que quando (e se) isso acontecer, décadas sem títulos importantes serão coisas do passado, e hegemonia deixará de ser utopia.

    • Reynaldo Zanon 26/12/2017 | Responder

      As perspectivas são ótimas, mesmo. E que, além de tudo, a sorte acompanhe o Palmeiras nos momentos decisivos do ano que vem. Assim seja!!!

  4. Marcelo Vaccari 25/12/2017 | Responder

    Prezado Vicente as razões para otimismo não são poucas é verdade, mas me pergunto se o problema seria mesmo o diretor de futebol, faço esse questionamento baseado no fato de que nosso presidente tem sido muito complacente com o desempenho do time e com a blindagem do elenco, o time tem sentir que está sendo protegido e se preocupar somente em.jogar bola, esse presidente tem sido muito efetivo em negociações com.parceiros, mas quando se trata de manter o ambiente blindado e ao mesmo tempo cobrado ele , na minha opinião, foi falho. Outro fato importante: política interna desenvolvida por um certo senhor muito influente que quer a destituição do diretor de futebol,sabemos bem como ele trabalha nos bastidores para seus interesses, que nesse ano de 2018 infelizmente não serão os mesmos da Sociedade Esportiva Palmeiras…

  5. Marcelo Vaccari 25/12/2017 | Responder

    Prezado Vicente as razões para otimismo não são poucas é verdade, mas me pergunto se o problema seria mesmo o diretor de futebol, faço esse questionamento baseado no fato de que nosso presidente tem sido muito complacente com o desempenho do time e com a blindagem do elenco, o time tem sentir que está sendo protegido e se preocupar somente em.jogar bola, esse presidente tem sido muito efetivo em negociações com.parceiros, mas quando se trata de manter o ambiente blindado e ao mesmo tempo cobrado ele , na minha opinião, foi falho. Outro fato importante: política interna desenvolvida por um certo senhor muito influente que quer a destituição do diretor de futebol,sabemos bem como ele trabalha nos bastidores para seus interesses, que nesse ano de 2018 infelizmente não serão os mesmos da Sociedade Esportiva Palmeiras…

Leave Your Reply