Categorias
Paulistão 2018 Resenha dos Jogos

Paulistão Itaipava 2018 Botafogo 0x1 Palmeiras: no calor

 

O Palmeiras ganhou do Botafogo por 1×0 na tarde deste domingo no estádio Santa Cruz. Gol de Borja.

Dessa vez o time de Roger Machado não mostrou o futebol empolgante da primeira rodada. O calor intenso em Ribeirão e ainda sentindo um pouco a falta de condição física foram os principais problemas do time. Mesmo assim o Palmeiras teve a maior iniciativa das ações e foi mais perigoso no segundo tempo.

William foi o destaque da partida, tendo presença sempre perigosa na área adversária. Borja também jogou bem e mostra evolução e confiança. Lucas Lima dessa vez um pouco mais apagado. O time de maneira geral jogou bem o suficiente para merecer  a vitória.

Continuamos na pré temporada… Saudações Alviverdes!

 

45 respostas em “Paulistão Itaipava 2018 Botafogo 0x1 Palmeiras: no calor”

O gol da Ferroviária foi bem anulado, havia impedimento.

Tu não gosta do Lucas Lima . , do Scarpa, é capaz do Palmeiras contratar o Messi e você ser contra. Torcedor assim merece Max Pardalzinho e Adriano Michel Jackson. tô achando que tu não é Palmeirense,você falou que é da baixada, deve ser sardinha.,

Para com isso, Marin. Você é de São Bernardo e não torce pro time do condenado que não fica atrás das grades. Os santistas, que são 99% onde eu trabalho aplaudiram a saída do Lucas Lima. Não jogava com vontade, era descompromissado. É um bom jogador, como o Scarpa, como o Dudu, nada além disso.

A única vantagem de ter o Gabigol [e que ele é palmeirense. Do resto, baita meia boca super valorizado.
Não limpa as chuteiras do Dudu.

Não se preocupe, Gabigol não virá. Mas se o Palmeiras fechasse com ele , as opiniões mudariam rapidinho. Taí o Lucas Lima pra provar, o chaveirinho do Matheus Sales.

Gabigol e Lucas Marcelinho, dois refugos encostados que não jogam há meses e valem menos q o dispensado Roger Guedes calopsita. Dudu põe os 02 no bolso.

Isso aí, vende o Dudu e trás o Maicon Leite de volta, tem torcedor que merece passar raiva.

O Dudu lembra muito bem o Maikon Leite, a diferença era que o Maikon Leite tinha força no pé pra chuta a gol , o Dudu não tem .
2016 Jesus ,salvou!
2017 William e Keno salvaram o ano.
2018 vai ser difícil!

Paraíba, GJ foi fundamental em 2016, mas quantos gols ele marcou em clássicos? Ficou fora quase um turno inteiro entre contusões e convocações pras Seleções (principal e olímpica), nesse período quem roeu o osso? Keno acabou com Atlético GO e similares, mas fez o quê em jogos decisivos? Brigou com a bola. É jogador pra segundo tempo, jogos peKenos e olhe lá. Comparar Dudu a Maikon Leite é o mesmo que achar Deyverson melhor que Evair porque este último nunca marcou dois gols no Flamengo numa mesma partida. Se bem que faz todo o sentido valorizar meias-bocas e avacalhar quem decide pra depois inventar complôs pra justificar fracassos.

Eu tentaria o Lucas do Psg ou furaria o olho das Sereias pelo Gabigol. Mas o Dudu continua…

Nessa tenho que discordar veementemente, Gustavo. O termo “meia-boca” pra Lucas e Gabigol é elogio, são duas baita enganações mesmo, jogadores mimadinhos e extremamente individualistas, que terminarão suas carreiras na insignificância que elas merecem. O primeiro no SPFC e o segundo no Santos pra mim seriam dois baita reforços pro Palmeiras.

Eu teria vendido o Dudu. A China pagaria muito bem, pelo pouco futebol que ele está jogando.

Vende, logo! Na reta final do Brasileiro do ano passado, o Dudu perdeu 3 gols feitos, diante do santos, bahia e cruzeiro .Esse diante dos mineiros tinha o Borja e o Moisés pra tocar e quem pagou a conta foi o Cuca, domingo passado diante do botafogo, perdeu 2 gols incríveis que nem o Leo Passos do juniores perderia. Dudu não sabe chuta no gol e fazer gols. Daqui alguns anos não valerá nem metade dos 51 milhões.

Verdade, coitado do Cuca, treinador versátil e inovador sacrificado por causa de um desalmado desagregador como o Dudu, que não contribuiu em nada para os dois títulos que ganhamos recentemente, e que além disso jamais decidiu um mísero clássico na vida. Queria ver você com dez dias de treino jogar 90 minutos sob 50°C e ainda ter pernas pra fazer os dois gols no domingo. Depois que o Palmeiras vende seus melhores jogadores pra trazer grife e não ganhar nada fica fácil culpar complô de Globo, SBT, Rede Vida e outras asneiras. Em tempo: como já cansei de escrever aqui, o Dudu precisa e deve ser cobrado como qualquer outro, principalmente porque sabemos que é dali que sai alguma coisa.

Eu ainda acho que precisamos de um zagueiro mais experiente, como o Jeromel ou Gil. Ou quem sabe um novo colombiano. Nossa atual zaga é nova, inexperiente para uma Libertadores. Quanto ao Dudu, o cara é fera.

E aí, Paraíba? Os quatro primeiros jogos dos gambás, todos no Pacaembu. Que você tem a dizer sobre isso?

Das primeiras oito partidas deles, seis serão no Pacaembu (venderam dois mandos de jogos). Ridículo que a Federação Paulista permita isso, que já aconteceu conosco em 2015 e com os Bambis ano passado (as duas partidas das quartas contra o Linense foram no Panetone), arriscando-se a jogar no lixo a credibilidade da competição.

Quem manda na Federeração Paulista deve ser a diretoria curintiana, pra ter esse benefício de 4 jogos no Pacaembu . Deve ter o dedo da mamãe globo, essa emissora que escolhe os horários dos jogos.

2º jogo no radinho, 2ª vitória. Como é bom a vida de deslumbrado, só torcer e nada mais. Pra quê futebol? Três pontos e nada mais, rumo aos mata-matas. Aqui é Palmeiras, por.ra!

Concordo contigo, neste momento temos que aceitar q o time ainda está em formação. Daqui a algumas rodadas, talvez com uns 10/15 jogos, a equipe e o esquema tático estejam mais maduros. Nos clássicos veremos com a equipe se comporta, inclusive o técnico.

Foi o famoso jogo em que “jogamos para o gasto”. Oscilações são normais. Dou voto de confiança ao técnico e ao time até março. A partir daquele mês, com o elenco que o Palmeiras tem, o time tem que estar muito forte e confiante. Aguardemos.

Concordo contigo, neste momento temos que aceitar q o time ainda está em formação. Daqui a algumas rodadas, talvez com uns 10/15 jogos, a equipe e o esquema tático estejam mais maduros. Nos clássicos veremos com a equipe se comporta, inclusive o técnico.

Infelizmente não vi o jogo, só os melhores momentos. Apesar de eu ser chato e exigente, em começo de temporada, contra pequenos que começaram a se preparar em outubro pro paulista, não acho inaceitável ganhar sofrido, ou até perder ou empatar. Mas lá pela sexta, sétima rodada, já começo a analisar sem os “mas”. Por hora, continuo satisfeito, vi que o Palmeiras tomou um sufoco no primeiro tempo, mas no segundo foi o Verdão quem prevaleceu, tivessem nossos jogadores uma pontaria um pouco melhor, poderiamos ter feito 3, 4 gols.

Só que eu tenho que salientar, o Dudu pra mim não é ídolo, acho muito fraco pra ter essa condição entre a torcida, embora ele ainda seja muito bom, considerando o futebol brasileiro atual. Mas como o rapaz é ruim tomando decisões com a bola nos pés, não passa na hora que tem de passar, tenta passar quando é pra chutar, e quando tem de chutar e chuta, chuta errado. Pra mim, ele deveria ter sido banco pro Keno o ano passado inteiro, mesmo que o Keno, quando começa as partidas, não seja tão eficiente quanto quando entre no segundo tempo.

Quem è melhor Dudu ou Jorginho….pois là tràz …achavam excelente jogador…mas não dava pra ser idolo…Diego Souza tambèm…

Outra coisa, ainda estamos no segundo jogo oficial e as cornetas já começaram com a corda toda, kkkkkkkkkkkk, como somos mala!

Leva um joinha pelo comentário… kkk
Se tivéssemos goleado, diriam que não ganhamos de ninguém e que ainda é somente o segundo jogo para comemorar!!!

E para os comentaristas malas que perguntavam a todo tempo: ” e o Borja não vai marcar ? ” Mudando o assunto, nesse começo de temporada, é bem provável que as trocas estejam sendo realizadas muito mais por questões físicas do que por questões técnicas! Aguardemos …

Dudu : está cansado em virtude do calor ? Ou está cansado de jogar pelo Palmeiras?

Posso estar enganado e quero estar enganado, mas o Róger Machado não me passa muita segurança. A leitura que o cara faz do jogo me parece confusa. As substituições tem mais média do que mérito.

Ficou essa impressão.
Ao tirar Lucas Lima, colocasse o Guerra.
Ele estava no banco.
Bruno curintia Henrique não dá.

Por enquanto acho que o Axe está fazendo um pequeno rodízio com quem sai. Na quinta-feira, saíram Tchê Tchê e Dudu, hoje Lucas Lima e Felipe Melo, além do Borja. Tá certo que BH entrar nas duas é meio forçado, mas o resultado hoje não estava garantido, então ele apelou pro óbvio. Mas só vamos ter uma noção mais exata da sua segurança nos clássicos. No ano passado, a absoluta covardia do Bap deu margem pra que os rivais de Itaquera se enchessem de moral, e deu no que deu.

O Borja mata qualquer ataque, assim como Tche Tche e Felipe Mello no meio. mas ainda é segunda rodada e o calor em Ribeirão é terrível nessa época do ano.

Apenas o segundo jogo no ano.
A desculpa por esse pobre futebol é o calor.
Não criamos uma situação de gol.
Não chutamos uma bola sequer ao gol.
Sem chutar ao gol , nada vai acontecer.

Não querendo aumentar o coro das desculpas nem livrar a cara de Borja e Marcos Rocha (fraquinhos, fraquinhos), mas deve estar uns 50° na sombra lá em Ribeirão, para um time que nem pré-temporada teve é impossível praticar qualquer atividade fora d’água. Se segurarmos esse 0x0 até os 20 minutos do 2º tempo o negócio é colocar o Keno, que descansado e nesses jogos pequenos arrebenta. E pode ser apenas um indício, mas neste ano com o Axe a bola parada deixará de ser prioridade.

Posso queimar a língua feio, mas parece que continuamos sem lateral direito. Nunca vi muita coisa no Marcos Rocha e nesse segundo jogo pelo Palmeiras por enquanto ele está confirmação minha opinião. Outro que me causa calafrios é o Felipe Melo que tem técnica pra tocar a bola mas está totalmente lento e pesado, num contra ataque ele é o último q chega sempre.

Quase 30 min do primeiro tempo e o time hj tá beeeem de vagar, só quer trocar passes e não arrisca nada. Parece q ninguém quer correr por causa do calor e estão se poupando pro segundo tempo. Odeio este tipo de atitude, daqui a pouco toma um gol e começa aquele desespero pra buscar o resultado.

Enfrentar o Botinha em Ribeirão Preto me traz à memória duas goleadas distintas: os 8×0 de 1996, escancarando ao país o time maravilhoso que tínhamos dirigido por um treinador com fome de conquistas e no auge da carreira (que no entanto só venceu aquele Paulista), e os 6×2 de 2012, dando uma falsa impressão de que poderíamos sonhar com algo mais que uma Copa do Brasil sem os principais times do país e com um treinador já em franca decadência (e que posteriormente protagonizaria os 7×1). Que o promissor time de 2018 jogue bem e cumpra nesta temporada tudo de positivo que se espera dele.

O 6×2 de 2012 foi f.od@ heim…o Barcos arrebentou aquele dia, o barril de carvalho tbm …conseguiram me enganar direitinho .kkk

Ainda 2a. rodada, cedo para cravar quem deve ser titular ou reserva. Mas procuraria manter a mesma escalação que iniciou o primeiro jogo, para criarmos uma identidade. Exceção ao Antonio Carlos, que independente das condições físicas acho que deve ser sacado mesmo e colocar o Juninho (seria Dracena, mas como ainda está em preparação, não tem outro jeito). Keno rende melhor quando entra no 2o. tempo, então Willian merece começar jogando. Avanti Palestra!

Os comentários estão desativados.